Ah! Voar…

Bom dia, queridos irmãos que nem eu, no chão agora!

Clique play no vídeo antes se possível!

É uma versão do Joe Satriani chamada: Flying in the Blue Dream, ela meio que me lembra a sensação de liberdade voando.
Não é new age, mas vale a pena ouvir!

Amigos, VOAR É BOM DEMAIS!

Fui dormir uma e meia da manhã mais ou menos. Fiquei sem sono e aproveitei e estudei algumas coisas para a faculdade.

Lá pelas 3 da manhã comecei a sentir um sono e resolvi relaxar com a visualização mental de sair do corpo, como existe na técnica do relato projetivo, contida no cd Viagem astral Volume I (Nunca fizemos o volume II, ainda não).

Senti o corpo começar a dar umas balançadas, o corpo astral, claro.

Logo senti a catalepsia projetiva e como estava brincando com a mente de sair, o alvo mental foi forte e numa saída forte me afastei do corpo indo até a janela da sala!

Olhei para o céu e vi as estrelas, parecia estar amanhecendo… O céu fica sempre assim fora do corpo quando estamos lúcidos…
Que força, que lindo! Senti meu corpo espiritual totalmente vibrar. Uma alegria tomou conta de mim.

Foi mais forte que eu. Num pulo e num impulso de turbina voei e subi numa velocidade impressionante! Havia uma força propulsora nos meus pés.
Dei piruetas no ar, descia e subia. Brincava com essa força. Subia e descia sem problemas, e olha que tinha problemas para descer, dessa vez foi fácil!

Peguei velocidade e fui até perto do mar! Fiquei brincando com isso. Subia numa altura de mais de 1KM com certeza, e descia de vez, sentindo aquele frio gostoso na barriga até encostar as mãos no mar. E voltava a subir!
Recife estava linda, O mar estava até calmo (diferente do que via).

Vi um barquinho parado num porto em algum local mais distante. Em segundos cheguei nele. Sentei no cantinho e fiquei ali olhando para aquela visão maravilhosa!

Calmo, lúcido e sentindo uma paz e liberdade indescritível fechei os olhos e pedi a algum mentor que viesse até ali falando:
– Normalmente nem gosto de ver mentores, até para não ser enganado, mas hoje queria bater um papo. Tenho certeza que é difícil ser assediado nesse momento.

E uma voz feio forte de um amigo flutuando em cima da alma, olhei e reconheci ele. Sabia quem era, apesar de agora já não me lembrar dele. Abracei ele falando com toda certeza: POOXA, to encarnado já há um tempãoo, que saudade!

Ele abraçado comigo e rindo muito falava: Você não perde essa mania de ficar voando por aí!

Eu meio com a consciência pesada falava brincando: EITa, é! Podia estar ajudando por aí!
O amigo não me deixou me sentir culpado falando: Calma, calma, tudo ao seu tempo, curta um pouco essa liberdade, ela faz bem!

E falei: RAPAZ, bem que todos poderiam sentir isso, amigo.
E ele falou de novo: – Muitos sentem, só não lembram!

Todos são libertos, as prisões que existem são conscienciais! São mentais!
Para chegar nisso é preciso um despertar, acordar em si mesmo.
Não adianta a gente entrar e bater na porta, eles quem tem que abrir a porta interna e sair.
Todos são livres, só não descobriram ainda isso!

O batepapo demorou!

Fiquei um tempão falando sobre liberdade.

Até que falei: Amigo, vou pegar essa onda no céu de novo, é bom demais voar!

Ele deu uma gargalhada gostosa e foi comigo.

Quando cheguei a uma altura que mal dava para ver as ondas do mar se mexendo falei: Vou voltar pro corpo, não quero esquecer nada disso!

E foi imediato!

Senti tudo ficar preto e novamente a sensação de frio na barriga!

Abri os olhos não lembrando de quase nada.

Fui me lembrando aos poucos mas não levantei da cama. Começava a amanhecer mesmo. Tinha meia hora até meu despertador me acordar para o trabalho.

Acordei agora cedo e fiquei quietinho esperando tudo se juntar para não esquecer de nada!

Resolvi dividir essa experiência, mas queria mesmo que todos pudessem sentir a felicidade que é estar livre fora do corpo.

Aqui é bom, mas não se compara ao mundo espiritual, e olha que estou voando estando encarnado, ou seja, ainda limitado pelo cordão de prata e nível consciencial baixo!

Estamos tão adormecidos, não temos noção do quanto!

Tão adormecidos que achamos que somos daqui, risos.
É o mesmo que pensar que somos a roupa que vestimos, é meio ridículo assim!

Um ótimo dia, amigos.

E linda páscoa (2012) para todos.

E repito: amigos, VOAR É BOM DEMAIS!

Do amigo voador à todos os voadores,

Saulo

PS: Eu devo ter perdido a consciência em algum momento, ou ter tido alguma variação pois a sensação de estar fora do corpo foi de aproximadamente uns 30, ou 40 minutos! E como fui dormir lá para 3, acredito que deva ter adormecido a consciência por um tempo grande. Mas como fora do corpo a sensação do tempo é bem estranha e relativa, fica aqui algo curioso a ser estudado: o tempo e espaço fora do corpo em relação ao que estamos acostumados na dimensão física!

13 Comments

  1. Ton Lopes

    Quando você fala desses vôos,eu lembro dessa cena do ultimo filme do superman:

    http://tinyurl.com/3ebcabs

    Também lembro dela na parte da absorção de energia da tecnica projetiva 1.
    Ainda vou ter uma experiência dessa!

    PS:Sou nerd pra caraammbaaaa!Lembro de star wars,star trek…vish!

    Positivo 0 Negativo 0

  2. Saulo recentemente sonhei que vc estava me ensinando a voar !!!

    Positivo 0 Negativo 0

  3. aline freitas

    Tive essa sensação há algumas semanas atrás, voava tbm sobre o mar subia e descia em uma velocidade, e sentia meus pés tocarem na água … sensação que nunca vou esquecer !!!

    Positivo 0 Negativo 0

  4. Henrique Correa

    Irmão estou muito contente, graças aos meus estudos na jornada espiritual, muitas orações, aplicação de técnicas finalmente consegui ter uma experiência fora do corpo completamente lúcido. Eu estava totalmente consciente e sabia o que estava fazendo e até escolhi a hora que eu quis voltar para o corpo. Infelizmente não consegui voar com tanta liberdade mas eu conseguia correr rápido e saltitando assim, como se a gravidade estivesse bem mais baixa… foi maravilhoso.
    Devo muito a você Irmão Saulo, pois foi graças ao seu trabalho que iniciei meus estudos sobre desdobramento astral. Ocasionalmente sofria de catalepsia projetiva e ficava muito assustado, hoje fico rezando para que aconteça. Que a luz sempre esteja contigo e que você continue nos agraciando com seus conhecimentos. Muito obrigado Irmão, estou muito feliz! Grande Abraço!

    Positivo 1 Negativo 0

  5. Oii Saulo depois que li este texto seu contando que vc voou no céu e tudo mais… Senti uma vontade muito grande de mandar este comentario,eu tive vários sonhos quando eu estavana 6ª série,7ª série, de que eu corria numa rua e depois voava,pra mim poder voar eu tinha que correr pra pegar impulso,mas eu não voava muito alto eu voava baixo perto dos postes.e também tive vários sonhos de que eu flutuava e voava com as pernas cruzadas tipo um Buda ou indio coma perna cruzada,mas o pior de tudo é que eu não sei se isso é sonho ou uma projeção e gostaria que vc me respondesse pelo email ou pelo meu facebook.
    tchau muita paz e luz pra vc .

    Positivo 0 Negativo 0

  6. Ricardo Legi

    Saudações,

    Caro Saulo o vontade de voar bateu agora. Eu só tive uma projeção em que sabia que estava projetado que eu lembre, mas gostaria de poder sair novamente e ter a sensação de liberdade que transpassa pelo nosso corpo quando estamos fora. Com esse relato do David sobre os voos eu também as vezes tenho sonhos(ou projeção inconsciente) muito parecido em que eu para poder voar eu precisava da impulso para poder sair do chão, como se fosse um pulo bem longo e também eu não ia muito alto. O senário é quase sempre o mesmo, o vilarejo de onde eu morava, mas com paisagens desconhecidas mas também no mesmo local, como montanhas enormes e um grande rio entre as pedras, dentre outras coisas que não vou poder contar devido o comentário não ficar muito grande.

    Abraço pessoal

    Positivo 0 Negativo 0

  7. julyander

    Realmente saulao …

    A liberdade de voar é indescritível. É como sempre digo… não existe coisa mais prazerosa do que isto …

    Eu tive essa sensaçao na ultima projeçao que tive … inclusive postei la no forum …

    Foi bom demais … por isso sei EXATAMENTE o que você sentiu …

    Quanto mais a gente voa por ai mais a gente fica viciado nisso …

    Como alguns são cocólatras, viciados em Coca-cola . Eu me considero projeciólatra … viciado em estar fora do corpo.

    Abraço irmão …

    A gente em algum momento se cruza no caminho .

    Positivo 0 Negativo 0

  8. NELSON

    Eu gostaria que as pessoas que passam pela experiência de viagens, passeios astrais, deixassem, por gentileza, o que veem: as coisas, os objetos, animais, pessoas, movimentos, lugares, com descrições detalhadas, já que isso muito vai contribuir para que, nós, quando experienciarmos essas viagens, teremos certeza de que não estaremos dormindo. E uma pergunta que faço: Se ‘viajamos’ conscientemente, por que esquecemos? Será que estamos nos iludindo, sonhando e pensando que estamos ‘viajando’? Se é consciente, oras, deveríamos nos lembrar de tudo, não é mesmo? E dá pra fazer tudo isso durante o dia? Não seria mais verdadeiro e real se fosse durante uma relaxamento de dia do que à noite, de madrugada, quando estamos sonolentos? Por isso é que peço a gentileza dos ‘viajores’ deixarem registrados aqui os detalhes, ok?

    Positivo 1 Negativo 0

  9. Leandro

    Ola, Saulo.
    Aproveito o ensejo para parabenizá-lo pelo iniciativa desta web Page tão esclarecedora e iluminada.
    Meu sincero, NAMASTÊ.

    Ontem na parte da tarde, durante uma soneca depois do almoço, senti aquela já típica vibração. Ainda sou iniciante e sem domínio de técnicas, mas dessa vez não foi preciso nada, só me deixei envolver por essa felicidade.
    Em estante estava fora do meu corpo e completamente lúcido, minha alegria instantânea ao me ver projetado foi tanta, que da sacada do meu apartamento pulei para ar, fui de encontro a essa felicidade.
    Pouco tempo depois já estava sem essa total lucidez, mas o fato é que: Ainda durante esse torpor, direcionei o meu pensamento a um ponto de encontro entre projetantes, pois quando saio, sinto a necessidade de aprender. E geralmente não lembro de obter sucesso ao ir de encontro a esse grupo.
    Então o dia passou… Agora estou no meu trabalho e depois de 2 anos sem entrar aqui no site, resolvi entrar. Tenho intuições, a qual sigo quase cegamente, que me orientam.
    Sabia que não viria aqui sem um propósito maior. O que quero dizer, é que no seu relato notei uma atitude que senti que deveria ter sido a minha, buscar um mentor. E outra, o céu esta aparentando um amanhecer… Foi essa a minha percepção também.
    Hoje esta faltando um dia pra completar exatamente 2 anos que me cadastrei aqui, lembrei meu usuário e senha quase que instintivamente e suas percepções/sensações foram parecidas com as minhas. Tirei uma grande lição do que fazer na próxima projeção.
    (não sei por que estou escrevendo isso, mas já que escrevi fica ai meu relato.)

    Grande abraço a todos…

    (o todo é mente, o universo é mental)

    Positivo 1 Negativo 0

  10. Isabel de São Paulo

    Eu queria muito de me lembrar disso… tenho muitas sensações que parecem iguais, mas não tenho consciência de nada. Estou ouvindo os audios do Curso Básico de Viagem Astral, estou no audio 8. Não vejo a hora de começar a ter consciência das minhas viagens astrais. Obrigada por nos ajudar a ter consciência disso.

    Positivo 1 Negativo 0

  11. Ola sou de PE tamben,de olinda,tento sempre que posso as diversas tecnicas de projeção,ainda nao consegui,uma unica vez que fiquei em estado vibratorio foi ao adormecer mais nao estava fazendo tecnica,sinto que estou proximo o medo me atrapalha,hoje tomei um passe no centro espirita limpei os chakras com isso!espero voar hoje…

    Positivo 0 Negativo 0

  12. Humberto de Oliveira

    Ja tive alguma experiência no passado,um mentor me levou e me mostrou o umbral ,e no outro dia um lugar lindo de colunas gigantescas tipo romana de 30 metros de diametro ,imagina cobrindo uma cidade muito me senti mais jovem e volitei ao redor de um salão com muita gente ,alegre e feliz,ai voltei mas sou até hoje muito grato ao mundo espiritual.o lugar onde estive era um gigantesco templo que cobria uma vasta área ,talvez impossivel de ser construido aqui na terra.muito lindo continuo no aprendizado terreno,agradecido por tudo na minha vida ,para começar dos meus pais.abraços a todos – sou sargento reformado da PM de São PAULO e escultor ,o que tambem fui com certeza em outras vidas.pois primeira vez que tentei modelar ja consegui formar um monge de barro(tenho uma intuição que fui um frade que veio com os jesuitas,para o Brasil,e esculpia arte sacra). estou no you tube HUMBERTOESCULTOR-lá eu faço um rosto de um jeca em 2 minutos-http://www.youtube.com/watch?v=ZIQTz6Sj3uw e http://www.youtube.com/watch?v=INBjewJHahU Abraços a todos – Saulo muita luz

    Positivo 0 Negativo 0

  13. Eu também adoro voar! Nunca senti aqui no físico algo parecido com a emoção que sinto quando estou voando em PA… Adoro ir para regiões montanhosas ou rochosas, de preferência com mar logo a baixo, sento, admiro, penso, então levanto e me jogo! Ahhh mas que coisa boa! Um frio na barriga viciante, vou até o mar ou rio, toco, sinto seu cheiro, curto tanto quanto posso a brisa geladinha que acaricia minha face… Muito bom mesmo Saulo, adorei ver esse relato, me identifiquei muito. Lembro-me de fazer isso desde criança, sempre gostei! rsrs
    Chato é a hora que acordo, fica aquela sensação FORTE de prisão, vejo ao redor e, penso “que peso” algo enfadonho…
    Abraços….

    Positivo 1 Negativo 0

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>