Relato com ser invisível de outro planeta

Saulo CalderonDiário Projetivo, Relatos, Relatos Saulo Calderon16 Comments

Relato com ser invisível de outro planeta

Recife 19/12/2017

Olá. Não sou muito de relatar contato com seres de outros locais, até pela minha proximidade com o amparo e equipes de trabalho, mas essa noite aconteceu um encontro muito interessante.
Lembrando que sei que trago poucas coisas e distorcidas, logo, muita coisa da conversa que tive foi aproximada ao que me lembro, pois sei que não foi exatamente assim.
Eu havia feito técnica energética como sempre, mas não me lembro do momento da saída. Já me vi lúcido lá fora, que é o que tem acontecido com mais frequência, até pela proximidade de dois cachorrinhos dormindo comigo na cama, na verdade eles ficam colados no meu corpo, além da esposa ao lado. O que causa um acoplamento áurico forte e dificuldade de manter-se acordado na hora da saída e da volta ao corpo.

Eu me vi desperto numa área de zona inferior e junto com três espíritos próximos a um tipo de venda. Ali vendia comida e bebida. Um espírito pequeno, parecia criança, mas não era, só mantinha aquela forma, pediu um caranguejo ali. Eu fiquei parado pois queria muito ver como eles iam pagar por aquilo no umbral, queria saber a moeda. E aí chegou um prato com dois caranguejos. Os caranguejos estavam pretos, como se tivessem sido assados, mas com uma cara até boa, porém eu tive uma certa repulsa de ver ele mordendo a pata do caranguejo com tudo e sem tirar a parte dura.
Nessa repulsa acabei por nem esperar para ver a moeda de pagamento, mas eu acho que não tinha, era algum tipo de favor ou sei lá.
Me afastei e fui procurando uma área mais calma. Voei e achei um topo de uma montanha calmo, era fora da área e aqueles seres não conseguiriam ir até ali, pelo menos foi o que pensei. Percebi que minha visão astral estava ótima, pois olhei para o céu e vi ele LINDO. Nessa hora pensei: Vou tentar procurar um ET. Mas, por que eles sempre não aparecem? Por que sempre não os vejo?
Percebi pouco tempo depois meus olhos espirituais darem um ZOOM imenso, eles viajaram numa velocidade fora de série e então vi um sistema com dois planetas. Eram simplesmente MARAVILHOSOS. Dois planetas com dois pontos quadrados no meio deles, um esverdeado e outro azul. Eu nunca senti aquela sensação, era uma sensação de paz absoluta, como se a energia daquele local deixasse tudo lindo. Tudo brilhava ao redor. E nessa hora senti que não estava sozinho ali. Algo estava me ajudando, pensei e falei: 
Quem está aí, quem está me ajudando a ver isso? Por favor, apareça. E senti claramente algo do meu lado direito. Não conseguia ver, mas vi um formato estranho, como se fosse uma névoa. E perguntei: 
quem é você, você veio por que chamei, você é de outro planeta?
E ouvi então uma voz na minha mente, era serena, parecia masculina, não sentia a menor emoção na voz, não na forma com entendia, e falou:
Sim, eu te ajudei a ver o sistema. Esse é local que também estou.
E continuei a perguntar
-Por que não te vejo?
Ele: Eu não tenho forma do mesmo jeito que você está agora, mas consigo usar se quiser o mesmo tipo de manifestação.
EU: Que sistema é esse? Onde fica? Que coisa linda.
Ele: É perto daqui na forma que estou, mas distante na forma que você está.
Eu: Mas o que você está fazendo aqui? E por que não fala conosco sempre?
Ele: Nós respeitamos o jeito de ser e a escolha de todos, não nos envolvemos até que alguém entre em contato na faixa que estamos. E eu não estou aqui somente, também estou no sistema que viu.
EU: como assim? Você então fala com a gente somente quando a gente te procura? E, você está nos dois lugares ao mesmo tempo? Como é isso?
ELE: Sim, você entrou em contato quando nos procurou, achei você imediatamente ao fazer isso e aqui eu consigo me comunicar da forma como estamos conversando. E eu não estou só em dois lugares, no momento estou em muitos. Vocês vão aprender isso também.
Eu: Dei uma risada orgulhoso por estar falando com ele e ter entendido a distância que ele estava consciencialmente em referência a minha, e comentei brincando com a intenção de ter aprovação através do humor e fazer ele rir: Mas amigo, o povo daqui come caranguejo, tá difícil a gente abrir a consciência assim. A gente come os semelhantes.
Ele continuou sereno e não pareceu entrar na minha energia de brincadeira e falou:
Vocês vão entender isso quando perceberem onde estão.
EU: como assim? Eu sei onde estou, no Umbral, um sistema de aprendizado inferior, onde nascemos várias vezes para nos aprimorarmos.
Ele: Você não está só aqui, assim como eu, você está em vários lugares, mas não tem consciência ainda disso. E não é inferior aqui, é só uma das manifestações.
EU: Mas amigo, olha o quanto me sinto pequeno perto de você, aqui é inferior sim, me sinto uma criança abandonada, não sei nada e nem entendo o que você me fala. Vejo esse seu sistema e me sinto menor ainda, senti uma grande alegria e bondade ao vê-lo. Aqui é pesado, somos malvados. Você sabe que aqui a gente nem acorda, estou fora do corpo agora fazendo pra você uma ação que é primária pra você, sair do corpo, mas pra gente é muito difícil ficar assim, faço grande esforço para poder me lembrar. Falei isso olhando de novo pro céu pra tentar ver o sistema novamente e VI. Só que dessa vez ainda mais profundo. Ele de novo me deixou ver, vi um sistema absolutamente complexo, não conseguiria desenhar, mesmo que tentasse e fosse bom desenhista, o que não sou nem um pouco. Vários planetas e uma estrela no meio BEMMM distante dos planetas. Era um sistema que não sei porque, via novamente em formato quadrado e percebi os planetas e falei: 
Amigo, como é longe os planetas da estrela, por que?
Ele:
É, nós não dependemos da estrela como vocês aqui, mas ela tem uma importância também pra gente.
Eu: Aqui é quente, você vê, estou numa cidade chamada Recife, deve estar uns 25 graus agora. Qual a temperatura do seu planeta?
Ele: Eu não sofro as variações de temperatura como você entende, mas na sua forma de entender, meu planeta varia entre -15 e -90.
Eu:
Vou voltar ao corpo, preciso me lembrar disso, de você, da conversa, do planeta. A minha limitada manifestação mal consegue se lembrar do que acontece num ponto só. Mas estou com saudades desse local que vi e de poder conversar com alguém como você. Obrigado e por favor, volte a me visitar, não nos deixe abandonados aqui. Eu quis instintivamente dar um abraço nele, mas… como não tinha corpo eu fiz um cumprimento “a lá” Japonês, baixando a cabeça com grande respeito.
Pensei no corpo e voltei imediatamente.
Abri os olhos e vi minha esposa e os dois cachorrinhos dormindo.
Tive uma abertura de consciência e uma compreensão de quem éramos. Pequenos seres ali, temporariamente num corpo de carne em algum ponto do Universo, juntos na evolução. Abracei os três, dei um abraço suave na esposa para não despertá-la e ESMAGUEI meus dois cachorrinhos, sentindo grande amor pelos três, enquanto era lambido por Bia e refleti:
CARA, onde mais estou?
AH! Não sei, segundo ele estou em mais lugares, ou sei lá, mas tudo que consigo agora é ver isso e não é tão ruim assim!

Adormeci novamente e amanheceu logo. Minha esposa acordou brava com uma situação do seu trabalho e começou a reclamar. Mas eu estava diferente. Calmo, me mantive fora da energia dela. Ela ficou brava por eu não comentar as coisas que ela falava, me ofendeu algumas vezes, mas não me acessou.
Cheguei no trabalho e nem bom dia recebi e já fui chamado para resolver um problema de um carinha que por vezes é mau educado.
Nem liguei, olhei para ele com compreensão e meio que fora da prisão, mesmo estando ali preso fisicamente.
Lembrei de novo do sistema que vi e meio que senti um vazio. Pensei logo em seguida que se posso estar em mais de um lugar, por que não eu poderia me sentir lá também?
E fiz isso.
Fechei os olhos por alguns momentos e fui pra lá. Não sei se fui, mas me senti lá de verdade. Vi aquele lugar forte e me acalmei.
E escrevi esse texto estando aqui e mentalmente lá.
Sei que não é da forma como o amigo fez, mas isso me tirou um pouco a sensação de abandono e incapacidade que temos. De não saber nada, quem somos, onde estamos, em que situação, de não ficar brigando e reclamando uns dos outros, criticando uns aos outros.
Como se houvesse algo muito maior no tempo e espaço. Como se fosse um ponto no Universo, um momentinho que passamos e não só nele estamos, mesmo sem compreender nada.
E enfim, estou aqui agora tomando um café, ouvindo as canções de K-pax (me conectam mais fácil com o que vivi nessa experiência), e dividindo um pouco do que senti, para tentar levar mais alguém a olhar pro céu e sentir sua essência além daqui também.

Um excelente manifestação pra você.

PS: Não está corrigido ainda! 
PS2: Escrevi esse texto conectado e ouvindo essa canção de k-pax:
https://www.dropbox.com/s/4h2rbj60smay8b5/K-Pax%20Soundtrack%20-%20Edward%20Shearmur%20-%20Good%20Morning%20Bess.mp3?dl=0

16 Comments on “Relato com ser invisível de outro planeta”

  1. Muito legal! Grata por compartilhar. Vamos evoluindo e chegando em outros bons níveis de consciência.

  2. Tudo é energia, somos energia.
    Neste momento, energia condensada em matéria, carne, osso, sangue, um corpo, um templo, para aprendizado, crescimento, evolução em conjunto, entre outras coisas.
    Não somos o corpo, estamos no corpo.
    Somos energia e estamos conectados ao todo, somos parte do todo, do universo, eu sou você, e também sou aquela estrela há milhões de anos luz daqui, também sou a árvore forte e antiga bem mais velha do que eu que aqui está, também sou o caranguejo, também sou Deus. A verdade é que não lembramos disso, mal lembramos do nosso espírito, a identificação com o corpo aqui ainda é muito elevada.
    Enquanto leio esse texto e comento no computador, assisto na tv o FAQ – 403.
    É sabado de carnaval em Recife, e milhões de pessoas estão no Galo ou em Olinda, eu também vou, só não saí ainda.
    Mas vendo esse relato, me faz lembrar de quem ou o que eu sou.
    Gratidão!

    Deus/Universo abençoe você, sua família, o GVA!

  3. Sério que incrível, isso me dá um sentimento muito bom mesmo :), a existência é espetacular. Pena que eu não tenho acesso consciente por enquanto a isso tudo, espero um dia conseguir ver as coisas como elas são e não somente versões da realidade, tipo esse contraste entre a perspectiva dele e sua/nossa sobre nossa realidade “inferior”.

  4. Sensacional cara, quando eu era bem mais novo, já fazia viagem astral(apesar de sem nenhum controle) e tive uma experiência que na época não consegui explicar nem entender, eu de repente me vi consciente no espaço com várias constelações ao redor, e não conseguia ver meu corpo como era de costume nessas experiências, mas apesar de não ver meu corpo eu sabia pq e entendia tudo era como se várias equações matemáticas passassem na minha frente e eu ali apenas olhando já entendi tudo o significado do universo da vida, o amor o pq do sofrimento e tudo mais, entretanto, quando após alguns segundos, eu presumo, voltei ao corpo, eu não sabia mais de nada, não fazia a menor ideia do que tinha visto, apenas me ficou a impressão de que antes eu entendia tudo e agora não entendia mais nada. Somente agora depois de vários e vários anos, após retornar as práticas projetivas eu consigo entender que aquela projeção provavelmente foi em corpo mental, e nunca mais tive outra, pelo menos que me lembre.

  5. SAULO EU VEJO E SINTO COMO VOCÊ, AS PROFUNDAS EMOÇÕES E SENTIMENTOS NESTA DIMENSÃO NOS PARECE UTOPIA, POREM ALGO EM NOS NOS DIZ NÃO… É A REALIDADE, CADA PEDACINHO, CADA EXPERIENCIA, VAI NOS CONTEMPLANDO COM UM CONHECIMENTO QUE AS VEZES PENSO IRRACIONAL, SERA QUE EU AINDA SUPORTO MAIS ESTE.POREM OLHO PARA TRÁS QUANDO AINDA NÃO SENTIA, NÃO PERCEBIA COM ESTA EXTENSÃO QUE SINTO HOJE E ME AMEDRONTA, PENSO VOU VOLTAR E DAR UM TEMPO MINHA CABEÇA NÃO SUPORTA, PORQUE AS VEZES QUANDO FORÇO ME LASCO TODA COM AS ENERGIAS, POREM ME SURPREENDO DEPOIS DE ANDAR UM POUCO MAIS NÃO TEM COMO REGREDIR É IMPOSSÍVEL DEVOLVER AO UNIVERSO AQUILO QUE ELE JÁ TE DOOU. ENTÃO MALUCO RESPIRO FUNDO E DIGO A TODOS EM MEU TORNO QUE ME ASSISTE E AJUDA, VAMOS NESSA QUE A HORA É AGORA E SE ME LASCAR DE NOVO VERIFICO ONDE FOI QUE ENFIEI A TOMADA SEM PERCEBER.PAZ MEU IRMÃO QUE O UNIVERSO TEM PRESSA EM NOS DAR MAIS UM MONTAO.

  6. Que linda experiência Saulo… de certa forma foi uma expançao de conciência que vc ganhou desse ser né..? Fico imensamente feliz por vc.. e grata por ter dividido.. com a gente.. que ainda é muito.. muuuito mais pequeno que vc..
    Paz e Luz🙏🏻

  7. Muito bom o relato, nos faz refletir se vale a pena brigar ou reclamar por coisas pequenas sabendo que a realidade é bem maior do que podemos compreender. Ver tudo em um panorama maior no qual somos um ser espiritual tendo experiências terrestres é muito interessante antes de nos irritarmos com acontecimentos do cotidiano. Abraço Saulo!

  8. Esse relato foi a melhor coisa que eu li hoje. Somos crianças no quesito evolução, mas não corremos desamparados e tudo tende a melhorar

  9. Magnífica experiência! Somos mesmo “poeira cósmica” na imensidão do Universo! Obrigado por compartilhar Saulo!

  10. Boa tarde,
    Lendo seu relato me lembrei que a uns 4 anos atrás quando um amigo me indicou o livro As Cartas de Cristo e lendo este livro fiz o exercicio de meditação sugerido….e em um certo dia durante a meditação fui instantaneamente levado para o que eu identifiquei como o espaço sideral, não tinha noção do meu corpo era que se eu fosse só a minha visão….via planetas estrelas ao longe, um sol perto e uma labareda de fogo gigante , quando em determinado momento ouvi uma voz aparentemente masculina me dizer algo assim: vc tem certeza que está preparado para descobrir como o planeta terra é pequeno diante do tamanho do universo? então a ansiedade chegou e atrapalhou a experiencia me trazendo de volta ao corpo…. nunca mais experimentei algo parecido.

  11. Que fantástico esse relato! Eu estou querendo aprender a sair do corpo, tudo é novo pra mim. Mas eu tive uma experiência parecida quando tomei Ayahuasca, cheguei a ver um planeta que emitia luz rosa choque. No começo achei que era uma estrela, pois emitia luz, mas depois entendi que era um planeta onde as pessoas vibravam muito a energia do amor, e por isso a luz era rosa. Foi uma experiência maravilhosa. Quero ter essas experiências novamente saindo do corpo, e por isso estou passeando aqui no site. Muito obrigada pela ajuda de vocês!

  12. Ola saulo… li agora seu relato… pode parecer até conto do vigario… faz dois dias que veio este pensamento na minh cabeça;;;; eu me via repartida em varias galaxias… achei estranho…e li aora seu relato…. me de certeza…. abraços amigo

  13. Que linda experiência Saulo! são elas que nos sustentam nas dificuldades do dia-a-dia em nosso planetinha de provas e expiações, numa época de transição, Graças a Deus, onde entre ruinas conseguimos ver o horizonte maravilhoso que se abre para nós num futuro breve para nós, espiritos.
    Foi essa bela experiência que te ajudou a passar por uma manhã difícil, imagine que bênção!!!! Obrigada por compartilhar!
    Um abraço!
    Guylaine

  14. Prezado, adoro ler seus relatos, me faz refletir muito quanto a minha existência, o quanto preciso também evoluir para chegar perto da sua expansão de consciência e fazer contato com seres de outros planetas com tanta lucidez, parabéns.

    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *