Projetado com lucidez no corpo físico

Projetado com lucidez no corpo físico
Esse relato e um pouco diferente, pois normalmente escrevo sobre minhas experiências fora do corpo, mas achei muito interessante postar esse aqui, devido a necessidade da lucidez ainda no corpo, e muitos buscam ser fora do corpo, o que ainda não são aqui mesmo, no fardo físico.
Vamos lá:
Acordei numa sexta feira, apos uma projeção um pouco frustrada, devido não ter percebido a consciência num determinado momento.
Precisei ir ao shopping dar uma olhada num livro na livraria Siciliano, e assim fiz.
Coloquei meu chinelo “Havaianas”, uma camiseta e fui me embora (nem me passou pela cabeça sair mais bem arrumado, pois iria ser uma coisa rápida).
Chegando no shopping, fui andando em direção ao terceiro piso, e no caminho comecei a ficar envergonhado, e a perceber como todos estavam tão bem arrumados e como eu estava mal vestido para o ambiente. Por alguns segundos fiquei com uma vergonha muito grande, e meu estado psicológico se abalou com isso. E comecei a meditar sobre o assunto, e tive vontade de sentar num banco de uma praça do shopping. Ao sentar, fechei os olhos por alguns segundos, e tive uma visão muito interessante ao abrir. Reparei que praticamente “TODOS”, estavam com algum tipo de preocupação em relação ao que as pessoas estariam pensando deles. Vi uma jovem passando, e ao olhar para ela, ela ficou meio constrangida e sua reação deu para notar que ela não sabia se havia olhado para ela com admiração, ou porque havia algo de errado, o que a fez parar na frente de uma loja espelhada, e dar uma leve analisada no seu perfil e roupa.
Era incrível, pode parecer estranho isso que vou falar, mas era como se eu estivesse sozinho ali, ninguém estava muito preocupado com o que eu vestia ou prestando atenção em mim, mas, preocupado com o que estariam pensando deles. Então senti minha lucidez aumentar, e mesmo estando num local cheio de pessoas, consegui acessar no meu interior a paz para me sentir centrado em mim mesmo, pois a maioria estava totalmente ruborizada com seus afazeres do dia-a-dia. Levantei-me, e fui ate a livraria.
Peguei o livro escolhido e li a vontade. Ainda ouvi comentários diversos ao redor, assuntos chamados “naturais, mundanos”, mais nada alem disso. Todos comentavam de seus desejos, dividas, problemas pessoais, porem, apesar de parecer, ninguém por nenhum momento parava para analisar seu interior, ninguém tinha a tranqüilidade para buscar dentro de si, a resposta e o equilíbrio necessário para estar bem em qualquer lugar ou situação. Realmente, me senti projetado com lucidez, num local onde todos praticamente estavam como os projetores inconscientes fora dos seus corpos físico.
Bem, nesse dia tive uma ótima projeção, pois consegui ser ainda no corpo, o que preciso fora o corpo: LUCIDO.
Muitos buscam sair dos seus corpos para saber quem são, para buscar lucidez lá, e não aqui … tolice…
Não adianta buscarmos lá, sem conhecermos bem o aqui e agora.
A conseqüência de estar bem aqui, e naturalmente estar bem lá.
Fica marcada a realidade incontestável:
A lucidez começa aqui e agora.
SEJA PRIMEIRO AQUI, E NATURALMENTE, SERA EM QUALQUER LUGAR, SEJA DENTRO DE SI MESMO.
Muita paz meus irmãos

Esse relato e um pouco diferente, pois normalmente escrevo sobre minhas experiências fora do corpo, mas achei muito interessante postar esse aqui, devido a necessidade da lucidez ainda no corpo, e muitos buscam ser fora do corpo, o que ainda não são aqui mesmo, no fardo físico.
Vamos lá:
Acordei numa sexta feira, apos uma projeção um pouco frustrada, devido não ter percebido a consciência num determinado momento.
Precisei ir ao shopping dar uma olhada num livro na livraria Siciliano, e assim fiz.
Coloquei meu chinelo “Havaianas”, uma camiseta e fui me embora (nem me passou pela cabeça sair mais bem arrumado, pois iria ser uma coisa rápida).Chegando no shopping, fui andando em direção ao terceiro piso, e no caminho comecei a ficar envergonhado, e a perceber como todos estavam tão bem arrumados e como eu estava mal vestido para o ambiente. Por alguns segundos fiquei com uma vergonha muito grande, e meu estado psicológico se abalou com isso. E comecei a meditar sobre o assunto, e tive vontade de sentar num banco de uma praça do shopping. Ao sentar, fechei os olhos por alguns segundos, e tive uma visão muito interessante ao abrir. Reparei que praticamente “TODOS”, estavam com algum tipo de preocupação em relação ao que as pessoas estariam pensando deles. Vi uma jovem passando, e ao olhar para ela, ela ficou meio constrangida e sua reação deu para notar que ela não sabia se havia olhado para ela com admiração, ou porque havia algo de errado, o que a fez parar na frente de uma loja espelhada, e dar uma leve analisada no seu perfil e roupa.
Era incrível, pode parecer estranho isso que vou falar, mas era como se eu estivesse sozinho ali, ninguém estava muito preocupado com o que eu vestia ou prestando atenção em mim, mas, preocupado com o que estariam pensando deles. Então senti minha lucidez aumentar, e mesmo estando num local cheio de pessoas, consegui acessar no meu interior a paz para me sentir centrado em mim mesmo, pois a maioria estava totalmente ruborizada com seus afazeres do dia-a-dia. Levantei-me, e fui ate a livraria.Peguei o livro escolhido e li a vontade. Ainda ouvi comentários diversos ao redor, assuntos chamados “naturais, mundanos”, mais nada alem disso. Todos comentavam de seus desejos, dividas, problemas pessoais, porem, apesar de parecer, ninguém por nenhum momento parava para analisar seu interior, ninguém tinha a tranqüilidade para buscar dentro de si, a resposta e o equilíbrio necessário para estar bem em qualquer lugar ou situação. Realmente, me senti projetado com lucidez, num local onde todos praticamente estavam como os projetores inconscientes fora dos seus corpos físico.
Bem, nesse dia tive uma ótima projeção, pois consegui ser ainda no corpo, o que preciso fora o corpo: LUCIDO.
Muitos buscam sair dos seus corpos para saber quem são, para buscar lucidez lá, e não aqui … tolice…
Não adianta buscarmos lá, sem conhecermos bem o aqui e agora.
A conseqüência de estar bem aqui, e naturalmente estar bem lá.
Fica marcada a realidade incontestável:A lucidez começa aqui e agora.
SEJA PRIMEIRO AQUI, E NATURALMENTE, SERA EM QUALQUER LUGAR, SEJA DENTRO DE SI MESMO.
Muita paz meus irmãos