Saulo Calderon Geral 12 Comments

Segue uma resposta que dei a uma questão que chegou por email.Foi simples, mas talvez ajude mais alguém!Abraços10462945_10204176829729314_753062409538381107_n========================================

Olá, Carlos.

Apesar de toda busca ilusória, de toda tentativa de sermos pessoas melhores, no fim das contas quando nos relacionamos normalmente não paramos em bons lugares, raramente dá certo.
E o relacionamento acaba indo para brigas, sem um suportar o outro, colocando culpa e enfim, quase inimigos.
Não sei se é certo as pessoas se juntarem, sinceramente.
Vivemos num mundo de ilusão onde todo começo é lindo pois é falso.
Escondem suas personalidades, sua forma de ser, esforça-se muito para tentar ser o que não é, ou ser agradável enquanto é possível.
Porém, tem algo que inevitavelmente desmascara tudo: O tempo!

Com o tempo o fingimento some…
A realidade aparece.

E o pior é que o tempo passa e sem que olhemos para a gente, falamos:
Você não era assim, agora virou isso!
E voltamos a desejar novamente e idealizar alguém dos sonhos!
Alguém que faça tudo que queremos que seja feito.
Alguém perfeito dentro do molde da nossa cultura doentia…

Isso é se relacionar hoje em dia e por isso acredito que não nascemos para ficarmos juntos, não muito tempo!
Sei que isso vai de encontro ao que muita gente acredita, pois foi criada dentro disso. Seus pais, seus amigos, seus avôs, todos foram nesse caminho, é como uma religião, difícil de se enxergar algo diferente…
E depois de um longo convívio, a maioria das vezes, o que era “amor” vira inimizade, brigas, culpas, traumas…
Raras personalidades conseguem ficar perto por muito tempo sem que se maltratem.
A lucidez vai baixando e viramos verdadeiros bichos dominadores!
Mau humorados!
Culpando os outros, quem está ao lado pelas nossas dificuldades!
Nos achamos proprietários, donos dos outros!
Andávamos sós e reclamávamos e buscávamos alguém, ao acharmos ficamos como que doentes mentais, perdendo totalmente a noção de espaço e localização!

Não são todos os casos, mas a grande maioria dos relacionamentos atuais viraram verdadeiras prisões culturais!
Onde não se sabe bem por que estão juntos, afinal, essa é a visão da felicidade social:
Casar, morar junto e ter filhos!
E aí vamos como cavalos com viseira, só olhando em uma direção!
O problema todo não é viver junto, mas se APRISIONAR junto! Amortecidos por uma cultura que não necessariamente está certa, vide a personalidade humana tão complexa e de difícil convívio!

Sinceramente, acho que assim como existe carteira de motorista, deveria ter carteira de relacionamento!
Onde faríamos alguns exames para saber se somos pessoas boas para conviver!
E aí perguntaríamos antes:
Você tem Carteira?

Pois a grande maioria, a grande esmagadora maioria das pessoas estão com sérios problemas de convivência…

Perdeu-se a lucidez do que somos, dos propósitos, a convivência vai amortecendo de tal forma que não sabemos mais o que é ou não realidade, felicidade, etc…
Não acho que o problema seja somente viver junto, acho que o problema seja a percepção do que se é e do que o outro é! É valor mesmo!
De saber até onde se pode ir, do que se deve fazer, da gentileza, do cobrar, do achar que o outro está ali somente para servir ou sei lá o que.
De não perder com o tempo a percepção e o valor de estar junto com alguém!
É claro que estar junto também é dividir as dificuldades, os momentos!
Mas eu falei a palavra: DIVIDIR!

Ser feliz é algo que não depende de ninguém, é a verdade.
Se não somos sozinhos, não seremos juntos… E ponto final… Não adianta culpar o mundo todo!

A junção existe para que não se ande sozinho, não para dar a total razão da felicidade.

Acredito que a maioria não nasceu para se relacionar, para viver junto!
Acho que muita gente acaba sendo infeliz, nessa busca cega que andamos. E nisso leva um bando de vida junto: Os filhos! Que inocentes, sofrem bastante!
É uma mistura de instinto e cultura, onde não sabemos onde começa um e termina o outro!

Relacionamento deveria ser como amizade, quanto mais se tem mais se confia, mais se pode conversar sem medo!
Mas com o tempo a sinceridade começa a sair de perto da maioria dos tipos de relacionamento que temos.
Não podemos falar mais nada.
Nosso passado não pode ser tocado, pois não pode nem existir!
Tudo parece virar posse e mágoa!
Onde se olhar pro lado é sinal de infidelidade…etc…

Acho que nosso sistema atual de convívio é basicamente doentio e sem lucidez…

A única forma é ou começar tudo certo, conversando, mostrando os pontos, renovando a lucidez todo dia.
Ou REcomeçar!! E reciclar não é fácil.
Parar tudo e partir do zero é a coisa mais difícil que tem, pois o cérebro quando dá entradas ele não consegue mais mudar tão facilmente. Normalmente cobrará e jogará tudo na mesa sempre que possível.

Converse com a pessoa, coloque na mesa tudo que vê, tudo que acha certo.
Bata um papo sobre a busca que tiveram, se foi isso que desejaram para si mesmo!
Sem brigar, sem que um culpe o outro!
Marque uma hora específica para conversar, assim vai criar um momento de seriedade, faça assim:

Fulana, quero conversar sério com você!
Vai ser tal hora em casa!
Ela vai falar: Fale agora!
você diz: Não!
Falaremos com calma, nessa hora se puder!
Ela precisa de um tempo pensando em tudo e se sentir mesmo na parede, para que pense direitinho e sinta a seriedade do momento.

Coloque na mesa tudo, sem ofender, sem falar somente dos erros dela. Mostre os erros do Casal e também, a sua parte humana, pois todos nós erramos.
A única forma de ter alguma saída e a pessoa entender a importância um do outro, que um não é propriedade do outro e que se quiser ficar perto terão que batalhar, conquistando e se RESPEITANDO!
A conquista não pode terminar!
Isso não é fácil, mas para relacionamento desgastado é a única saída e se chama:
Abrir a lucidez!
E isso desperta a percepção do amor!
Nós seres humanos normalmente só percebemos as coisas quando perdemos.
Seja Saúde, amizade, liberdade ou AMOR!

Abraços!

Comments 12

  1. 🙂 Penso que ninguém nasceu pra ficar só, mas a nossa felicidade não deve responsabilidade do outro, me lembrei de algo que li numa revista em consultório, quando entramos numa relacionamento desse nível é que patologicamente estamos na condição parceiro,entramos numa simbiose de necessidades estranhas, ao mesmo tempo que nos queixamos não conseguimos nos desligar, o correto seria buscar dentro da gente o pq vivemos assim.
    A convivência com outro não é apenas de trato cultural , mas tb da própria condição da natureza, o que acontece que que desvirtuamos a natureza das coisas pelo trato social fundado em muitos enganos que vem de séculos de vícios e preconceitos humanos, viver com alguém não seria tão difícil se não fossemos tão egoístas.
    Uma coisa que percebi ao longo da minha existência é que não é apenas o tempo que mostra o que nos somos, nos é que não queremos ver no inicio, td tem brecha, mas apaixonados deixamos passar coisas importantes que parecem bobas, pensamos em relacionamento a curto prazo não a longo prazo e a coisa vai crescendo pq sempre nos iludimos achando que as pessoas vão mudar e dificilmente que algo tem que ser mudado dentro de nos.
    Tem pessoas que acham que são amadas pelos sintomas de ciumes do outros, quem ama não tem ciumes é seguro e deve ter consciência de que td pode acabar e deixar o outro partir se for o caso.
    Ter um parceiro na vida é bom, mas infelizmente nos unimos a desafetos de outras existências ou com pessoas que vão de certa forma fazer com que a gente acorde, sem vitimismo e com consciência clara de que algo deve ser mudado dentro de nos.

  2. Saulo, percebo sua clareza ao falar de relacionamento e novamente não posso contestá-lo, se é difícil vivermos conosco, ou seja, se estamos infelizes sozinhos, não nos aceitando, até para que possamos nos ver melhor e modificarmos o que nos incomoda e buscamos no outro a felicidade que não existe em nós, consequentemente acabamos algemados ao outro e ao medo de ficarmos sós.Parabéns Saulo! Devemos permanecer juntos enquanto houver respeito, desejo, amizade, confiança se faltar um desses ingredientes mantenhamos o respeito e se formos mais maduros a amizade.
    Creio que não chegará até você o que li,mas adoro sua lucidez,estou ficando cada vez mais “maluco beleza”!

  3. Acho que quando pedimos a opinião de uma terceira pessoa sobre oque se passa em nossa vida devemos ser muito cautelosos observar, ter um filtro de tudo pois dependendo da maneira que for interpretada a opinião desta terceira pessoa, podemos nos negativar e levar tudo ao pé da letra, lendo de primeiro oque o Saulo disse em seu comentário tive uma visão muito negativa, mais analisando com calma acho que intendi oque ele quis dizer, me sinto a vontade de dizer a minha opinião e acho o seguinte temos necessidade de ter uma pessoa do nosso lado isso é animal e ao mesmo tempo espiritual, acho que as vezes temos nossa consciência adormecida e precisamos de ter alguém do nosso lado a cobrarmos, os detalhes as vezes só são vistas de fora para dentro se a pessoa não tem a percepção de se ver sempre é bom ter alguém que sempre quer o nosso bem para nos lembrar, uma boa observação boa é que temos que nos tocar e nos vigiar por que o amor vira ódio em um instante, o amor é como uma roseira que da lindas rosas, se sabendo podar você vai ter mais e mais rosas uma mais linda que a outra, mais se você não cuidar aquela roseira fica estéria e não vai passar de um monte de galhos cheias de espinhos, é assim a mulher. obs aprecie com moderação. rs

  4. Há 3 anos que pratico as técnicas do Saulo e é impressionamente como NÃO consigo resultados. Vejo um monte de gente dizendo que “sentiu o frontal”…sentiu um formigamento”….”sentiu isso”…”sentiu aquilo”. Bom…me perdoem, mas sentir coisinhas NÃO É CONSEGUIR FAZER VIAGEM ASTRAL. Já vi o sr. Saulo falando várias vezes “A fuincionalidade dessa técnica foi testada”. Foi testada por quem, cara pálida??? onde estão os NÚMEROS?? quantos dos seus fãs realmente conseguiram SAIR DO CORPO e não ficaram só nos formigamentozinhos??? Saulo…acho legal seu trabalho de tentar ajudar, mas faltam números meu amigo. Faltam provas de que suas técnicas realmente funcionam. Na modesta opinião de quem treinou RELIGIOSAMENTE E SEM ERROS durante TRÊS anos, as suas técnicas são furadas. Quantas pessoas começaram a fazer viagem astral através das suas técnicas? (Pessoas que entram aquimas já se desdobram desde pequenas, nao vale). Me perdoe se eu tiver enganado, mas na minha opiniao, aqui entram 2 tipos de pessoas. 1 – Aquelas que ficam impressionadas com as repercuções que sentem no corpo…tipo coceiras…visoes…luzes…etc e acabam achando que seu trabalho é ótimo e logo terao um desdobramento..e esse desdobramento nunca acontece. 2 – Pessoas que já se desdobram há muitos anos…e sem relacao com suas tecnicas. Agora, por favor, nos passe os numeros de quem realmente se projetou com as SUAS técnicas. Só pra terminar, uma pessoa que lança para milhares de pessoas um trabalho espiritual, tem, no minimo , que abrir um canal de comunicacao com essas pessoas. Como se faz para entrar em contato direto com você??? Tem pessoas que precisam tirar dúvidas….tem pessoas que precisam de ajuda, pois ja vi gente passar mal com essas técnicas….e ai…cade o inventor da técnica para dar ajuda??? é mais fácil falar com o papa do que com Saulo Calderon. E insisto mais uma vez….nos mostre os números…quantas pessoas conseguiram sair do corpo com as SUAS técnicas. Abraço

  5. – Concordo com você Saulo e além disso a sociedade que vivemos nós cobra de casamentos,filhos etc….
    – Se não tem e não concorda com as relações atuais ,acham e rotulam você de louca.Loucura é os relacionamentos atuais e chamam isso de Casamento,Amor.

  6. Quando o relacionamento está ruim o melhor é pular fora logo, ficar requentando comida velha não é o sentido da vida. Talvez a pessoa que combine mais com você esteja por aí esperando.

    Não perde tempo, falo por experiência, vaso quebrado não se cola os cacos.

  7. Boa noite a todos! meus amigos sou o End, acredito que mais de 60% dos casais estão em pé de guerra pois as neuroses psicoses e suas vicissitudes não deixam que realmente vivam em paz, pois cada um tem um antepassado ou ancestral, realmente não vem somente no DNA, tão famoso e já conhecido por todos, mas vem também nas MEMÓRIAS, ex;(alguém já viu criança de 2 anos tocar piano?) pois é tenho certeza que sim se não veja na internet que você vai achar. Pois nesse caso de uma certa forma ou de outra ele recebeu a benção em poder acessar o seu inconsciente pois tudo está lá registrado, pena que ainda não conseguimos destravar todos os inconscientes, pois nascemos prontos e vamos desaprendendo com o passar do tempo. No demais temos uma palavra complicadinha mais vou explicar; chamada janela de johari.
    Para compreender o modelo de representação, imagine uma janela com quatro “vidros” e em que cada “vidro”, corresponde a uma área anteriormente descrita, sendo a definição de cada uma delas:

    Área livre ou eu aberto – zona que integra conhecimento do ego e também dos outros;
    (Aqui você a conhece tudo e ela te conhece.)

    Área cega ou eu cego – zona de conhecimento apenas detido pelos outros e portanto desconhecido do ego;
    (Aqui ela te conhece e você não se conhece.)

    Área secreta ou eu secreto – zona de conhecimento pertencente ao ego e que não partilha com os outros;
    (Aqui você se conhece e ela não)

    Área inconsciente ou eu desconhecido – zona que detêm os elementos de uma relação em que nem o ego, nem os outros têm consciência ou conhecimento.
    (Aqui você não conhece voce muito menos os outros, aqui mora o perigo mais chamado de sombras pois elas podem emergir em algum momento em que nos é manifestada por um gatilho e coisas muito ruim podem acontecer. por isso é bom fazer terapia para ameniza-las)

    Para se entender melhor o funcionamento da janela, vejamos o seguinte exemplo:
    Numa relação recente, quando dois interlocutores (duas janelas), iniciam o seu primeiro contacto, a interação apresenta áreas livres muito reduzidas, áreas cegas relativamente grandes, áreas secretas igualmente extensas e obviamente áreas inconscientes intactas.

    Amigo, quando uma pessoa casa, tanto o homem como a mulher leva no casamento uma mala cada um, dentro dessa mala estão todas as problemáticas que vem do pai e que vem da mãe e dos antepassados ou ancestralidades na verdade quando o homem briga com a esposa é com a mãe dele que esta brigando e quando a mulher briga com o homem está brigando com o pai dela, então imagine todos os problemas! Não vou esticar o chicletes.

    A todos amigos do GVA um forte abraço, continuo estudando e treinando a técnica 3 completa sai em astral uma vez mais não vou perder as esperanças.

  8. A família é uma forma de haver um controle mais fácil sobre o ser humano, pois se deixa de fazer muita coisa evolutiva por bloqueios familiares. Quando e se houver AMOR real, nada disso ocorrerá dessa forma, pois a briga vai ser para servir mais a quem se ama, ajustando o ego ao comando do espírito. Amar uma pessoa significa querer vê-la feliz, mesmo que seja deixá-lo para ser feliz, mesmo que seja sair com outro para ser feliz ao mesmo tempo o AMOR que se sente por si deve elevar-se, pois só se pode amar alguém se ama a si próprio. Assim os caminhos se bifurcam ficando a amizade, não pensando no que perdeu, mas no que vai ganhar com isso. Ser coerente consigo, amar a si, seguir seu caminho com encontros e desencontros para melhor evolução. Não afastando a hipótese de ficar com uma mesma pessoa a vida toda, mas essa será especial, pois com base nesse AMOR um será feliz e continuará feliz mesmo com outro ao seu lado que também se sentirá feliz, pois saberá que nada irá impedi-lo de ir e se ficar será sincero e verdadeiro.
    A sociedade está em decadência, pois há muito suas leis, crenças e paradigmas foram ultrapassados, só são mantidos pelo fato que é mais fácil dominar o ser humano agregando-o a outras pessoas(família) e impedindo-o se ser ele mesmo, sem seguir padrão imposto de bom ou ruim, moral e imoral…etc tudo faz parte de um grande plano de dominadores e dominados, exploradores e explorados… ( como dizia Karl Marx)
    A liberdade deveria ser prioridade, as leis de dentro para fora com educação e conhecimento das leis maiores, tudo expressando o AMOR INCONDICIONAL, pois for cultivado quem vai brigar, submeter, aprisionar, sofrer ou até matar… não se faz nada disso a quem se AMA. Só para completar o EGO é o grande vilão… pois ele alimenta a separação contra a união com o criador. SÓ BRIGO COM O OUTRO SE PENSO E SINTO QUE ESTAMOS SEPARADOS , SE TIVESSE CONSCIÊNCIA DA UNIÃO DE TODOS EM UM, O AMOR PREVALECERIA COMO VIBRAÇÃO MAIOR QUE DOMINA O UNIVERSO, UNIDOS NO CRIADOR …Simples assim! Grande Abraço …

  9. Simplificando… Muitos confundem Amor com Paixão, um não tem nada haver com o outro em profundidade. Normalmente o ciúme, posse, propriedade, dominar é relativo a Paixão não é Amor. Amor é uma coisa só da mesma forma que amamos nossos entes queridos como filhos, pai, mãe, e outros temos que Amar quem está conosco, lógico que a única diferença é a intimidade. Amar é estar em paz com consigo e com o parceiro, é respeitar o momento dele(a), se não está bem ajudar a ficar, não impor nada, para tudo há consenso, tem que ter amizade, conversa, troca de experiências. Nosso parceiro é nosso espelho e precisamos dele para nos ver melhor, observar nossas deficiências que é compreendida pelo parceiro. Quando há brigas por ciúme não se ama, pois a insegurança pessoal criar o sentimento de posse de não querer perder o parceiro. E tem uma máxima que diz: Quanto mais se corre atrás menos se tem… e outras correlatas. Se houver divergência com a porta aberta, quem quiser sair vai pensar muito, pois pode não ter outra chance de se dar bem com esse parceiro. Enfim importante é se informar, auto avaliar e se entender gostando de estar consigo, pois se estiver bem consigo fica mais fácil encontrar alguém, mas se precisa de outra pessoa para estar bem consigo, então nunca achará esse pessoa que se enquadre e assuma tamanha responsabilidade e exigência. Desculpe, obrigado. Abraço Saulo e a todos.

  10. Astrologicamente é comum perceber que numa relação doentia, como essa há situações carmáticas a serem resgatadas e só acaba quando termina o carma. Se percebe na Sinastria, (combinação dos dois Mapas Astrais) uma interrelação de planetas de um Mapa pressionando os planetas do outro. Exemplo comum é o Saturno de um em conjunção, oposição ou quadratura (90º) com planetas pessoais do outro como o Sol, Lua, Vênus, ou o Ascendente e vice-versa. Aí é interessante que os ciclos são de 7 anos para definir a relação, pois os trânsitos periódicos de Saturno força uma definição da relação.
    Só para acrescentar, se houver consciência dos parceiros que querem continuar juntos terão que entender sobre o respeito à individualidade do outro, como a insegurança de quem quer dominar essa relação, que deveria ser encarada para autotransformação, superando medos, ansiedades e outros complexos pagando o débito, rs. Essa abordagem é simplista apenas para constar mais essa fonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *