A sua morada interna

Saulo Calderon Informações, Mensagens 3 Comments

casinhacasinha

Observe essa casinha.
Vamos visualizar que nesse lugar mora a simples felicidade.
Aquela que não SE incomoda.
Aquela que não incomoda.
Aquela que está em paz.
Que aprende a viver e curte cada momento, sem pressa.

Esse lugar não está além dessa vida, apesar de certamente poder ser lá encontrado.
Esse lugar não está na quantidade do dinheiro que você pode juntar, apesar de compreendermos que o equilíbrio para uma vida é a chave, e essa energia deve circular também.

Esse lugar mora dentro da pessoa que busca!
Não existe paz depois e nem em lugar algum.
Cancele todas as viagens, todas as buscas no que diz respeito à plenitude. É claro que existem lugares mais calmos e devemos sim também buscá-los e caminharmos em sua direção, mas não é o local que nos dará isso.
Cada interior carrega em si um conjunto de reações da consciência que o carrega e reage ao redor, em cada lugar por onde passa.
É preciso sim caminhar e viajar todo o mundo, navegar entre as muitas vidas, buscar muito além, para compreender que finalmente buscávamos o controle desse único cantinho no meio desse infinito caminhar no Universo: A nossa morada interna!
A organização.
A simplicidade.
O Sentar e curtir.
E quando se alcança isso toda a busca finalmente cessa e a gente acende a lareira e passa a curtir.
Continuaremos caminhando e aprendendo, não é o fim da linha, mas é somente o momento que percebemos que onde quer que a gente vá, estaremos bem acompanhados por nós mesmo.

Você já aprendeu a sentar na cadeirinha da sua varanda interior?
Sentir o cheiro gostoso do cafezinho da paz interior?
Abraçar o seu amor pessoal na cozinha enquanto lava a louça da boa consciência?
E enfim aprende a entrar no seu quartinho interior e VOAR pelo universo imenso e infinito em PAZ e dando o seu melhor por onde passar.

Boa viagem na busca por sua cabaninha!

Saulo Calderon

PS: Falta corrigir

Comments 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *