Amparando um espírito endurecido

Saulo Calderon Diário Projetivo, Relatos, Relatos Saulo Calderon 18 Comments

Recife 22 de agosto de 2013

Amparando um espírito endurecido…
ghost-woman1

Essa noite estive fora do corpo e precisei manter a calma para um trabalho.

Fiz algumas técnicas de limpeza e tentei sentir meu campo energético para instalar o EV (Estado VIbracional).

Percebi as variações das energias, mas com o corpo cansado estava difícil manter a consciência desperta. Forcei e tentei com todas as forças me manter acordado, não admitia a possibilidade de apagar com o corpo.
Forcei tanto que senti o corpo começar a adormecer e a circulação energética aumentar.
Uma das coisas mais difíceis que conheço é manter-se acordado durante esse momento, é como lutar contra uma anestesia forte, é certamente o maior desafio para sair do corpo!
Mas consegui!
Senti o enrijecimento do corpo e enfim o estado vibracional se instalou!
Era muito forte, tão forte que sentia até alguns espasmos musculares. O chacra umbilical chegou a reagir com uma pequena dor, mas já sabendo do que se trata de desbloqueio e limpeza energética, me mantive calmo.
Outrora já me assustei muito com as sensações nos chacras e nas energias, chegando a pensar ser algum espírito me assediando!

Senti além do estado vibracional, a catalepsia projetiva.
Mantive-me calmo e testei a decolagem, mas não conseguia sair flutuando.
Pensei em me afastar do corpo através da vontade. Uma força de vontade imensa, simplesmente pensei em sair pela porta correndo e assim fiz.
Se não vai voando, vai andando, pensei!

Logo ao sair do quarto senti força íntima para um trabalho.
É muito interessante isso pois já recebo todo o planejamento pronto, em segundos já sabia o que tinha que fazer.
Por motivos de ética, manterei o nome da pessoa no anonimato, mas tinha lúcida percepção de quem era o que que estava indo fazer.

Fui levado rapidamente (sem ver mentor nem nada, como de costume), até uma casa. Já dentro do ambiente, olhei a porta do quarto e sabia que era ali que tinha que entrar.
Coloquei as mãos na porta e passei por dentro dela. Sentindo a textura da madeira passando por dentro do meu corpo espiritual! É muito estranho falar isso e também encontrar ponto de comparação, mas é como se o tato estivesse também funcionando dentro de você.

Havia uma cama e uma pessoa deitada, era uma pessoa encarnada e parecia agoniada, percebia que não dormia bem. Com um espírito de uma mulher tão conectado nela que não saberia dizer quem comandava o corpo!
Era um processo de obsessão antiga e muito forte!

Quase que sendo controlado por algum mentor, peguei no ombro da pessoa e me concentrei enquanto falava:
Tá na hora de acordar, você vai ter que sair pra falar comigo um pouco!

E senti puxar aquele espírito.
Ela veio gritando, rosnando, brava, muito brava!
Tão brava que de sua boca e olhos saiam espinhos.
Eu a segurava fisicamente (com as mãos espirituais), mas havia uma energia ajudando. Como ela não conseguia se mexer e estava realmente desequilibrada e não aceitando a intervenção, começou a me agredir verbalmente de maneira bem baixa, usando temos e palavras que foi preciso manter a calma.
Ela simplesmente acessou minha mente e trouxe para fora várias coisas que poderiam me desequilibrar na interpretação dela.
Como falar que ia atacar esposa, mãe, xingar com os piores nomes, colocando a língua pra fora enquanto dividia sorrisos irônicos e um ódio incrível!

Até que com a ajuda da psicologia e dos mentores falei que não estava ali para tirar ela, mas para conversar um pouco.
Só era um minuto para ela mesma e que não achava que a pessoa era santa.
Aí ela falou:
Me solta, me solta, me solta que não vou lhe agredir, me larga!
Então soltei ela!

Ela veio na minha direção e com um assobio alto chamou um cachorro preto.
Os dentes enormes era um tipo de cão de guarda dela.
Foi quando eu falei me cagando de medo:
Amiga, não vim aqui para brigar, pode por gentileza pedir ao seu cachorrão aí para se afastar!
Ela então fez um gesto para o animal que pulou numa parede escura, sumindo da nossa visão!

Olha, não acho que há inocentes nessa história( eu sabia cada acontecimento dali, todas as informações estavam na minha mente, claro que passadas pelos mentores). Mas você precisa cuidar um pouco de você.
Levantei as mãos e peguei nos dois ombros dela. Ela estava em pé e começou a se ajoelhar. Sentou no chão e assim também fiz.
E começou a contar tudo que aconteceu…
Em cada coisa que ela ia falando eu via as cenas e também sentia.
Contou cada detalhe do porque se sentia injustiçada, do erro de outrora, da falha grave e imperdoável em sua visão e que justificava o que estava fazendo ali.

Tocamos no assunto da família dela, ela disse que não queria ouvir.
Que no fundo além de atrapalhar a vida dessa pessoa, ela aproveitava as idas constantes para lugares, pessoas que se relacionava e sugava tudo que podia. Que mesmo o que essa pessoa achava ser a vida dela, não era, era ela quem aproveitava e mandava em tudo.

Olhei para ela entendendo cada situação que falava, falei que no fundo ela não estava errada pelo que sentia, mas somente pelo direcionamento e no tempo desperdiçado no seu caminho espiritual. Ela então reclamou de dor e começou a vomitar. Levantei as mãos e doei energias com a ajuda dos amigos invisíveis.
Ela então já bem diferente repetia para não a abandonarmos, que voltássemos para vê-la sempre, que ela não consegue controlar, que tem horas que a raiva é tanta que ela esquece de tudo. E começou a chorar copiosamente. Os amigos espirituais fizeram ela adormecer, ela desfaleceu nos meus braços!
Deitei ela no chão e nessa hora comecei a ver uma amiga espiritual.
Certamente por causa da sutilização que tive ao doar energias.
Ela pediu licença e pegou a moça, saindo rapidamente com ela nos braços e não sei para onde a levaram!

Calmo, olhei o ambiente e vi a pessoa dormindo tranqüilamente, parecia respirar melhor agora!

Olhei pela janela daquele quarto e voei céu afora!
Parei mais ou menos numa altura onde podia ver as casas pequenas.
Olhei aquelas casinhas e imaginei várias pessoas dormindo ali…
E pensei:
Como eu queria que todos pudessem sentir isso que sinto agora!

E brincando de voar soltei meu corpo astral para cair enquanto pensava para voltar ao corpo!
Senti aquele frio na barriga, sensação de cordão de prata puxando fortemente!

Abri os olhos no corpo físico quase que instantaneamente e sem perder nem 1 lapso de consciência de cada linha que escrevi acima!

Quando há amparo fica mais fácil lembrar, pois sutilizamos nossas energias e certamente também há intervenção dos amigos espirituais, que nos ajudam no processo.

E ainda deitado na cama pensei:
Vale a pena o esforço diário do cuidado energético e do cuidado com a lucidez!
Vale a pena cada segundo!

Não é fácil, amigos!
É preciso grande dedicação, desviar de culpas, assédios, pensar além daqui, olhar a todos com mais compreensão.
É preciso além de tudo o cuidado energético e esforço para se manter acordado. E não só uma vez, mas TODO DIA!
Mas é a minha liberdade…
Ainda sou só uma criança nesse aprendizado, mas sei bem o quanto valeu a pena cada pequeno passo nesses quase 20 anos de estudo e dedicação ao assunto!
Sabe o que mais motiva?
É que ainda há muito, muito a se aprender…

E não vou desistir da minha liberdade, mas de jeito algum!
E você… Não desista de você!
Concentre-se fortemente no que é…
Abra a percepção dentro de você mesmo.
A mágica está na forma como olhamos, a forma como processamos cada informação a nossa volta.
Essa é a magia da vida.
Curta esse aprendizado sem pressa.
Curta cada momento com você…
A batalha contra a lucidez é gigante, mas vale a pena, pois há vários mundos lá fora esperando por você, é só se esforçar!

Abraços!

PS: Como sempre, falta corrigir!

Comments 18

  1. Nada neste mundo pode substituir as experiencias extra corpo que tem.
    eu comecei a frequentar um centro espirita e as quartas feiras nos reunimos e fazemos algumas experiencias neste sentido (extra corpo, em um dos dias consegui ir fora da casa e vi que estava chovendo suavemente, (quando cheguei na casa não chovia), na saida apos os nossos experimentos observei que realmente estava chovendo. vi esta situação como se estivesse no alto voando, achei fantastico.
    mas somente as quartas feiras é muito pouco, concordo com voce, tem que ser todos os dias.

    abraços irmão.

  2. Maravilhosa experiência Saulo! quem dera um dia possa ter experiências deste tipo e manter a lembrança ao despertar…todo esforço tem recompensa! valeu por divulgar…abraço!

  3. E o cachorro? era fruto da mente dela ou o bichinho era real e ficou sozinho! Trate de voltar lá e resgatá-lo também! É por isso que tenho que aprender a sair também, todos esquecem dos animais! He he he…Abç.

  4. Ótimo relato Saulo, só fez aumentar minha vontade e força para me dedicar cada vez mais a essa prática, com certeza é difícil porém recompensador, o pouco que faço já me faz um excelente bem, a meta é evoluir sempre como pessoa, abrir minha mente para o lado espiritual foi a melhor decisão de minha vida, que a 2 anos atrás eu sequer acreditava que existisse algo além dessa vida, e vivia sem nenhuma conexão superior. Obrigada pelo seu trabalho tão bonito.

  5. Valeu por compartilhar suas experiências, me dou conta de muita coisa lendo os seus relatos e aprendendo com você e não se preocupe com erros de grafia, deu pra ler e entender tudinho!abraços energéticos.

  6. Incrível experiência saulo! Sou uma criança ainda na espiritualidade mas é notável como o mundo, as pessoas e todos os acontecimentos diários vao tomando outros sentidos e outra dimensao quando passamos a buscar de coração e mente aberta essa dádiva divina que chegou em nossas vidas ao qual chamamos de viagem astral! Obrigado por tudo! Abraço.

  7. Excelente! me admiro pelo seu trabalho e me envergonho da minha omissão!
    sei que eu podia fazer bem mais…mas..(desculpa, todo preguiçoso arruma.) não tenho mantido a lucidez em estado de vigília as vezes, as vezes percebo só depois do assedio ou quando o obsessor esta grudado em minha aura.
    Eu vou ficar mais lúcido e vou ajudar mais!

  8. Nossa Saulo sem palavras, esse desdobramento Astral que voce teve com esta mulher, tenho um tipo de mediunidade que me desgasta muito, meu campo energético, gostaria de saber como me bloquear para esse forte parasitismo que sofro, com entidade extra corpóreas que sugam nossa energia, e como fortalecer meu enlaça com meus mentores, pois sou praticante de Umbanda e Nação Nagô aqui no litoral do Rio Grande do Sul, forte abraço do amigo aqui que admira muito seu trabalho!

    1. Veja o que diz Waldo Vieira sobre macumba, umbanda etc… nesses cultos primitivos há muita vampirização meu amigo, sai dessa o quanto antes pois essas entidades querem se manter no baixo astral através de sangue e oferendas, a realidade nua e crua sem te tapear de quem passou 16 anos na nação e com custo conseguiu sair.

  9. Saulo, obrigado por nós manter atualizado com suas projeções.
    Isso me faz continuar constantemente a trabalhar as energias porque mesmo que nós queiramos ajudar as pessoas, todos nós almejamos no fundo no fundo sentir essa liberdade na hora de um voo projetivo e também essa sensação de dever cumprido depois de um amparo.

  10. Saulo obrigado por contar os seus relatos, Suas palavras são de grande ajuda, e pode acreditar que cada post que você faz, é de muita utilidade para nos aprendizes. Ainda não conseguir sair do corpo mais espero que um dia saia e ajude tantas pessoas como você ajuda. Um abraço e boas energias para você continuar esse trabalho

  11. O interessante disso tudo é que dá para acompanhar a sua evolução e está cada vez mais rápida, creio que em outras vidas você já alçou voos muito altos e agora esta apenas se reconectando.
    Sugestão de consulta a um site muito interessante:
    COLEGIO DOS MAGOS
    Grande Abraço de Luz e te agradeço POR TUDO SEMPRE!!
    Laura

  12. Olá Saulo
    Há imenso tempo que penso em lhe escrever. Mas existe tanto para lhe dizer que acho que você não vai ler nada. Apenas para lhe dizer que tenho acompanhado o seu trabalho e estudado algum do seu material. Eu estou ligada a terapias alternativas e encontrei o site por acaso.

    Foi essa sua visão que me despertou interesse no tema. Eu tento todo o dia ajudar as pessoas. Recebo muitas mensagens com pedidos de ajuda e por vezes basta mesmo só ouvir com o coração aberto que já ajuda alguém sentir-se melhor. Quando me falavam em viagem astral eu ficava na dúvida, não via o objectivo. Mas agora lendo o seu relato eu não resisti em lhe escrever. É isso que eu quero, quero muito poder ajudar, poder fazer alguma coisa, ser útil de alguma forma. Eu já faço isso durante o dia e poder fazer isso enquanto durmo, céus seria maravilhoso.

    Apenas para lhe agradecer por tudo, pela sua bondade em divulgar tal informação de forma gratuita. Eu vivo em Londres e sou portuguesa. Não consigo encontrar nada do género nem aqui em Londres nem em Portugal de forma gratuita, por isso estou a pensar, quando tiver mais maturidade no assunto em divulgar aos poucos, a quem tiver interesse no tema, de forma gratuita também. Já faço isso com reiki e com outros conhecimentos que tenho de outras áreas, porque não fazer com a viagem astral?

    Obrigada por tudo, de coração.

    Na paz do bosque:
    Vânia Silva

  13. Ola todos,

    Sou espirita ja a 10 anos, ja li e estudei varios livros espiritas, mas recentemente comecei a estudar o livro do Waldo Vieira (Projectiology). O assunto me interessa muito…

    Moro nos Estados Unidos ha muitos anos na Baia de San Francisco e gostaria de conectar com outras pessoas interessadas no assunto de projeciologia aqui na area para que possamos estudar, conversar e trocar ideias sobre o assunto.

    Ainda sou iniciante e ainda nao me sinto preparado para comecar as técnicas, mas espero comecar em breve.

    Favor entrar em contato: wpontes@gmail.com

    Obrigado e muita luz para todos voces!

    Wagner

  14. Oi, meu nome é Adriana Fortunato tenho 31 anos. Quando tinha 14 anos foi a primeira vez que senti meu espírito sai de meu corpo.Desde de então já vi vários momentos tristes com espíritos sofredores e momentos felizes como quando encontrei a minha avó. Não gosto de passar por isso tenho muito medo, muitas vezes quando vou dormir saio do corpo, voando passo paredes e peço para voltar. E isso as vezes acontece duas a três vezes seguidas. Mas momentos que isso para, já fiquei meses sem acontecer. Mês passado foi constante, e agora cessou, mas estou sentindo muitas dores de cabeça, estou sofrendo muito. Queria saber se as dores de cabeça tem alguma relação com o desdobramento.Desde já te agradeço.Até logo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *