• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Today
  2. Nova York tem 1º dia sem mortes por Covid desde março.. (ANSA) - Pela primeira vez desde 11 de março, a cidade de Nova York passou 24 horas sem registrar mortes pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), informou o Departamento de Saúde local no fim da noite deste domingo (12).
  3. Interessante LeoGamer2, o relato.E se tens a certeza de que não estavas desdobrado ainda, poxa, sentir um puxão no lençol assusta mesmo... Para evitar o ataque dos mosquitos, aqui tb tem e muito...eu fecho a janela do quarto e a porta, à tardinha. Assim, ninguém entra até o horário de eu ir dormir e é um bálsamo, tchê, sem zumbidos na orelha e sem vampirismo deles o tempo todo. Uma noite tranquila, atrás da outra. E se fosse eu, tentaria conversar com a aparição branca fluorescente...ainda mais sem estar desdobrado ainda.
  4. Yesterday
  5. Estava em minha casa - onde moro sozinha - olhando pela janela. Uma Van branca entra no jardim. Sai um homem vestido de preto e tenho a impressão de que ele está mexendo nas minhas coisas. Vou questionar o que ele faz ali, mas antes que pudesse chegar na porta de casa ele entra com um acompanhante. Ambos armados com coisas improvisadas, ele com um caco de vidro enorme e o outro com algo como um bastão. Na hora persebi que eles iam me atacar, pensei em estupro. Subiu-me um medo, mas percebendo que seria inevitável relaxei"se for pra ser vai ser, não vou resistir pra sofrer menos, é só um corpo físico, vou confiar em Deus e passar por isso".. Ao relaxar o homem com o caco de vidro falou "preferia quando você era agressiva". (aqui percebo se tratar de uma projeção) No jardim surge um filhote de cachorro.. E outro.. E pensei "quando acordar vou procurar o significado de sonhar com filhotes de cachorro". Ando na direção dos filhotes que começaram a rosnar, não pra mim, mas pros homens me seguindo. Me viro e o líder começa a me erguer no ar com sua energia. Imediatamente projeto um pensamento em Deus na mente dele, dizendo "DEUS ESTÁ EM TUDO, DEUS ESTÁ EM MIM". Ele me larga e entra em estado de confusão mental. Ergo a cabeça dele e olho bem dentro dos seus olhos: "Deus está em tudo, Deus está em mim". Ele resiste por 1 mili segundo, mas é vencido (e aqui venho relatar q lembro de já ter testado força mental com ele e ter falhado em outras saídas). Passam duas pessoas por mim e eu fico confusa, quando olho pro lado está o outro cara de joelhos no chão, como que arrependido, cobrindo o rosto como se estivesse chorando. Uma moça e um homem o consolam. Percebo serem aparadores. A moça me olha e sorri. Devolvo o sorriso e volto a focar no atacante principal. Ergo ele no ar e pergunto o que ele quer comigo, mas a luta e confusão mental não permitem que ele responda. Mentaliso mentores e entrego o homem pra eles. (acredito que o destino desse será alguma prisão, pois não há arrependimento). Volto pro corpo ainda desconectada, saio de novo. Minha gata pula da cama como se eu tivesse levantando no físico. Me disponibilizo pra outra assistência mas sei que não consigo manter a consciência por muito mais tempo. Ao invés disso sou puxada pra uma casa onde o meu celular toca: Um email falando "obrigada por fazer parte da ong anjos... (não lembro o resto do nome da ONG, era anjos de algum lugar.. Tipo anjos do astral.. Não lembro). Volto pro corpo repetindo "Deus está em tudo, Deus está em mim". E a minha gata estava onde? Exatamente no lugar pra onde vi ela indo na projeção: sua caixa de areia.
  6. Last week
  7. https://www.worldpranichealing.com/pt/aura/the-etheric-body/ https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/&do=findComment&comment=74018 https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17228-wagner-borges/&do=findComment&comment=100086
  8. É a vitalidade que mantém o corpo biológico vivo, e conecta o corpo astral ao físico.
  9. O que é corpo etérico? E por que ele não sai?🧐😨
  10. Nao dá para definir. Voce só sabe que esta em corpo astral caso consiga sair da cama, porque o corpo eterico nao sai. Entao você podia estar desperto NO CORPO ETÉRICO ainda, e ouvindo seu corpo físico roncar. E aí se tentasse sair, descobriria que estava incapaz de se mover e chamaria isso de catalepsia, ficando ali na cama paralisado sem conseguir sair, pelo fato de estar consciente EM CORPO ETERICO, e nao em corpo astral, que é o único corpo que pode sair dali.
  11. Está noite ao fazer o OLVE passei a enxergar através das pálpebras mesmo estando cerradas, daí comecei a ouvir meu corpo roncando logo abaixo de mim e me assustei e isso me fez retornar, tenho essa dúvida se o corpo que eu ouvi roncando foi o físico ou o eterico, pois a sensação que tive foi que este corpo havia sido plasmando, uma sensação inexplicável de que aquele não era meu corpo físico, daí lembrei de Robert Monroe, em alguns relatos ele dizia que saia do corpo físico e depois deixava o corpo Eterico.
  12. legal suas experiências, consegue ver estes seres sempre que quer ou só depois que entra em estado alterado de consciência devido ao sono?
  13. Bah! Dei outra procurada aqui e achei ! Exatamente igual, eles saiam de uma igreja de cor branca com detalhes em azul. Agora fiquei impressionado!! Que loucuraa! https://books.google.com.br/books?id=S_dVBQAAQBAJ&pg=PT51&lpg=PT51&dq=negros+eram+amarrados+e+jogados+ao+mar&source=bl&ots=CywTw9OmWK&sig=ACfU3U10xG_Et6ubc1F_EuY6uAI5wAhw6Q&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwja0djTkL_qAhWjF7kGHSW5DgIQ6AEwCXoECAkQAQ#v=onepage&q=negros eram amarrados e jogados ao mar&f=false
  14. Eu usei muito essa tecnica, e sicronizava a contagem com a movimentação da energia indo dos pés até o topo da cabeça e do topo da cabeça até os pés. No momento que a mente começava a bagunçar, e entre outros sintomas... eu tinha um apagão e eu acabava surgindo em outro local geralmente fora de época. Mas, logo voltava ao corpo e me percebia em estado alterado (vibrando... formigando... sunido no ouvido... sons estranos ... etc.). A ultima vez eu surgi em um local parecido com a África e eu estava observando um negro colocar um grupo de negros acorrentados em um barco de pequeno porte. Quando o grupo de negros acorrentados iam entrando no barco esse negro falava para eles em ton arrogante "vamos ver se esse Deus de vcs consegue tirar vcs do fundo do mar". Eu estava como espectador... e o que eu entendi foi que era uma execução por conta de discordância religiosa. Foi bem cruel de observar o desespero das pessoas entrando no barco. Eu fiz uma pesquisa no google e não achei nada sobre esse tipo de execução. O que me deixou desapontando e achando que, no meu caso, essas situações de esta fora de epoca poderia estar cheia de onirismo. Então, eu desanimei dessa técnica e passei a usar outra que eu levantasse da minha cama como se fosse no presente. Mas, faça como o Sandro e o Sebrol falou... utilize tecnicas de separação nesse momento de "bagunça mental". Abrs.
  15. Afff Maria! Nunca consegui achar esse relato e já estava duvidando da minha memória, que em geral não se engana com isso, mas. O infinite acabou perguntando lá no fórum do Bruce, e ele postou o relato de novo. Vou colar aqui traduzido:
  16. Saudações Um fenômeno recorrente tem me acompanhado sempre que faço certos exercícios ensinados na projenciologia/conscienciologia, é uma certa tontura semelhante a labirintite. Então quando faço a ativação dos chacras que é em emitir energias e depois sugar {exteriorização/captação}, fazer várias vezes como se fosse uma musculação energética... Quando faço nos chacras superiores frontais e posteriores, depois de um tempo um dia após mais exatamente fico com tonturas. Isso me impede em prosseguir nessas praticas. Já notei mais precisamente que ocorre quando trabalho com chacra da nuca. Parece que meus veículos sutis depois desse trabalho ficam mal acoplados no corpo... Alguém já teve sintomas semelhantes?
  17. Esse é o momento de focar numa técncia de separação. Já que esta decaneando, fixe um alvo mental na mente, e oode acabar para do la consciente quando o sono te pegar. Ou ja comece a aplicar a tecnica da corda e fique nisso até conseguir sair ou ate que apague.
  18. Olá pessoal, fiquei um bom tempo fora últimamente 😅 mas por motivos que tive que enfrentar, mas hoje retorno novamente e com uma pergunta 😁 Eu estou tendo devaneios muito rápido, as vezes faço uma técnica e conto de 100 até 1 depois de relaxar, então quando chego no 50 ou 40 sinto que minha mente começa a ficar bagunçada e com sono então começo a errar a contagem até cair no sono kkkkkk como posso reverter isso e transformar em algo que possa me ajudar a me projetar? Desde já agradeço 😁
  19. E vou deixar aqui os prints do Projeciologia com algumas referências à lucidez:
  20. Olha, a meu ver isso é um assunto meio confuso mesmo, porque aparentemente as pessoas não entendem bem de que tipo de lucidez estão falando. Vou tentar organizar algumas coisas aqui, para ver se evita confusões futuras entre o que uns e outros falam. Na nossa vida cotidiana, em vigília portanto, qual é o uso mais básico da palavra LUCIDEZ? Alguém que está em coma, apagado, não está lúcido. Lúcidas estão as pessoas que estão acordadas né? Ou seja, alguém lúcido está acordado e se relacionando com o mundo que existe ao seu redor, na dimensão que habitam, sendo capaz de identificar corretamente o espaço e o tempo que habita, bem como seus habitantes. O enfermeiro que atende ao paciente em coma está lúcido, o paciente em coma não está. “Portanto, “sem lucidez” nesse caso é sinônimo de “morto vivo”. Alguém em coma, alguém desmaiado, não está lúcido. Nesse caso inconsciência e falta de lucidez são sinônimos. Mas então o paciente em coma acorda. Acorda, conversa, responde a perguntas. Porém, você pergunta se ele sabe onde está e ele diz que está na casa da avó. Ele olha a filha e acha que é a cunhada. Bem... ele está se relacionando com o meio que o cerca, com as pessoas ao redor, está consciente, mas não está lúcido porque sua percepção do mundo está distorcida (confunde o espaço, ao não perceber que está no hospital e não na casa da avó, confunde as pessoas, e confunde a idade, achando que é criança ou adolescente quando na verdade é um idoso). Nesse caso estar consciente e estar lúcido não são a mesma coisa. O mesmo em relação a um usuário de drogas, ou um alcoólatra, que podem estar conversando sozinhos na rua, achando que estão vendo coisas e pessoas que não estão ali (no mesmo plano, pelo menos). Eles estão conscientes, desviam de postes, de buracos no chão, atravessam a rua sem serem atropelados, mas não estão lúcidos. A falta de lucidez se caracteriza por uma dificuldade de perceber a realidade. O problema é: Estamos falando de qual realidade? E de que tipo de percepção? Sobre o tipo de percepção- Um cego ou um daltônico tem dificuldade de perceber a realidade, mas nem por isso estão menos lúcidos do quem aqueles que enxergam normalmente. Por aí você á nota que ter uma projeção nebulosa ou nítida em super HD não pode ser considerada como tendo relação com lucidez, mas apenas com qualidade de percepção, que é algo que se relaciona com chackras, estado das energias, proximidade o não do corpo físico, densidade da faixa astral em que se está projetado, qualidade da rememoração posterior. A qualidade do material que é transferido para a memória pode variar, pode ficar muita coisa borrada, mas se ENQUANTO VOCÊ ESTAVA PROJETADO você age sabendo que está em astral, não há razão para achar que houve falta de lucidez, ainda que fragmentos da experiência (ou mesmo toda) se percam. As vezes você acoda e não lembra de nada, acha que não se projetou. Horas depois lembra de tudo, desde o momento em que descolou do corpo, o que mostra que a lucidez foi total, mas a memória caiu a zero durante um tempo. Muitas experiências se perdem por causa disso,não pela lucidez SOBRE O TIPO DE REALIDADE- Se estamos saindo da dimensão física e indo para outra dimensão, não é racional julgar a lucidez pelo grau de “esquisitices” da experiência, julgadas EM COMPARAÇÃO COMO O PLANO FÍSICO. Ou seja: se você encontra um cavalo e ele fala com você, não faz muito sentido classificar isso como falta de lucidez, DESDE QUE você esteja consciente, durante a conversa com o cavalo, que sua mente está captando esse ser como se fosse um cavalo provavelmente por alguma dificuldade que ela tem em entender a aparência física dele, e traduziu essa forma para algo mais compreensível para sua percepção FÍSICA. Mas se você de fato acreditar que está falando com um cavalo, aí podemos dizer que você perdeu a lucidez em algum grau, porque a questão principal, o “nível 1” da lucidez é saber o que é possível na dimensão que você ocupa: ver um elefante voando no físico indica falta de lucidez, mas vez um elefante voando no astral não significa nada, porque tal como o elefante você não voa no físico, mas voa em astral, então não há porque se escandalizar com um elefante voador no astral né? Mas se estiver lúcido vai desconfiar que não é um elefante voando lá em cima, apenas parecer ser, e buscará tentar enxergar o que há por trás dessa ilusão. É por quererem enquadrar o astral nas regras do físico que o pessoal acha que se ao sair do quarto, a casa estiver diferente, então é falha de lucidez. Por trás dessa atitude tem a crença absurda que a única dimensão que existe é a física, e que ao se projetar você só poderia continuar enxergando o físico, o que não faz nenhum sentido. Dito isso, acho o primeiro critério sobre lucidez, para nosso interesse aqui, que é a projeção astral, seria o seguinte: Está lúcida a pessoa que é capaz de identificar corretamente: - o tipo de ambiente que ocupa, -o tipo de veículo que utiliza, -as leis da física que valem para esse ambiente - o momento temporal Para a projeção: -se você sabe que esta num ambiente astral, -sabe que está usando um corpo astral e não físico, -sabe que tanto você quanto os outros podem mudar de forma, atravessar objetos voar, emitir energias, etc; -e sabe o momento temporal que ocupa (o que fez durante o dia antes de se projetar, o que fará amanhã em vigília, e reconhece se a projeção está acontecendo agora ou no futuro ou passado), Então nesse caso você tem o “direito adquirido” de dizer que está lúcido né? Parece óbvio, mas vamos alterar um pouco essas variáveis, para você ver como é fácil perder a lucidez sem perceber: - você sabe que está no plano astral, sabe que está em corpo astral, mas está no ano 1400 e acha que ele é seu tempo presente. Ops.. você caiu nessa “pegadinha” astral, tomou a aparência pela realidade concreta, nesse aspecto, e aí sua lucidez caiu. Você deveria ser capaz de pensar “estou tendo uma experiência no ano 1400! Que legal! Vou tentar memorizar bem os detalhes para depois poder postar no GVA amanhã(sabe o século em que vive, portanto). Num caso desses, em que você se deixa hipnotizar pela época passada, uma experiência eu começou lúcida se transformou numa semi-lúcida ou sem lucidez, porque você passou a acreditar estar no ano 1400, e a partir disso você tende a esquecer que está projetado e fica preso nas vivências que lhe parecerão do físico, podendo ser inclusive memória de vida passada, mas a questão é que você deixando de ser “aquele que se projetou” para se tornar “aquele que vive em 1400”, você perdeu a lucidez, porque deixou de perceber a realidade do que estava acontecendo ali, foi hipnotizado pelos eventos do astral - Ou se você começa a projeção sabendo que está projetado, que seu corpo é astral, mas ao andar pela rua vê um assaltante que puxa a arma e te pede a carteira, se você fica com medo da arma, ou se procura a carteira, ou sai correndo, isso mostra que sua lucidez já era, porque você esqueceu que esse tipo de situação é do físico, não do astral, e mesmo que um espírito zombeteiro esteja te pregando uma peça, você deveria saber que aquela arma não tem poder sobre você, que você pode usar recursos energéticos para se defender, etc. Se agir como se estivesse no físico, isso mostra que você esqueceu o plano em que está projetado, as leis que o regem, e o tipo de corpo que está usando. Perdeu a lucidez ao acreditar que é de fato um assalto. E nenhuma dessas perdas de lucidez significam que a qualidade da visão será afetada, indicando a perda. Pode continuar tudo nítido enquanto você foge dos ladrões, ehehe. - Ou você começa a projeção sabendo que está projetado, que seu corpo é astral, mas ao querer entrar num local, acha que porque não tem chave não pode entrar, ou que precisa veículos, ou que está preso num local só porque “te prenderam”, ehehe. Lembro de uma vez em que eu estava fugindo de alguém dento do que parecia um castelo, ao fim do corredor fiquei sem saída, literalmente era um beco sem saída, apenas uma parede de pedra à minha frente, e pelo corredor vinha um grupo me perseguindo. Enfiei um braço dentro da parede a abri um rasgo de 1m metro e meio acho, como se a parede fosse um bolo que eu cortei com a faca, passei pelo buraco e me mandei dali, ehehe. A lucidez certamente não devia estar tão boa, ou eu não estaria fugindo, mas pelo menos na hora H eu lembrei do que era possível fazer, por estar em astral. Outra vez também fui trabalhar (em tese, eu estava sonhando que estava no trabalho né? Só que pelas janelas do prédio eu via a cidade La fora, e estava noite lá fora, o que indica que eu estava projetado mesmo. Mas a prova não foi isso, após ter feito meu trabalho, voltei para casa e ao botar a chave na porta (lucidez zero então né?) olhei e vi que estava com a chave errada!!! Só que aí é que veio a surpresa, porque eu pensei “ah bobagem, estou em astral mesmo, vou corrigir essa chave”. E alterei a forma dela, para que se tornasse a chave certa, que então usei para abrir a porta. Ou seja, eu sabia perfeitamente bem que estava em astral, e usei as possibilidade desse plano a meu favor. Mas não tanto a ponto de abdicar do uso de chaves e atravessar a porta direto, que seria o mais adequado se minha lucidez estivesse realmente boa. Mas foi nessa experiência que logo após entrar em casa, usando a chave plasmada, encontrei um sujeito na minha sala, o que fez ativar a lucidez totalmente, a ponto de eu poder mover meu corpo estando ainda projetado, algo que relatei rapidamente aqui: http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17061-energia-e-suas-repercussões-autor-kátia/&do=findComment&comment=74252 Também esta semana eu estava “sonhando que fui tomar banho”. Acontece que desde 2019 em inventei de só tomar banho frio, mesmo no inverno. Então abri a torneira do chuveiro e caiu água quentinha, que gerava até vapor. Pensei: “Não pode! Este chuveiro nem é elétrico (correto). Tudo bem que a água tem um coeficiente de troca térmica baixo, então se ontem foi quente e ensolarado, a água ainda poderia estar aquecida agora pela manha, mas ontem não foi quente e ensolarado (correto), além disso a temperatura lá fora está em 2 graus (correto, confirmado após acordar) , então como diabos esse chuveiro está largando água quente, se nem fiação elétrica ele tem?" (olhei para ele e confirmei que era o chuveiro de sempre, um “chuveiro de praia”, daqueles de metal que os veranistas usam para retirar a areia do corpo) Pensa que concluí que “só posso estar em astral”? Que nada! Dei de ombros e segui tomando banho!!! Lucidez zero, no sentido de não perceber que estava sonhando (não sabe onde está, não sabe que tipo de corpo está usando). Mas ainda que estivesse com lucidez zero, estava bem racional, a ponto de analisar toda a situação e até saber a temperatura externa do ambiente, sem que tivesse como obter essa informação por outros meios. Mas de que vale isso? Se você está em astral mas pensa estar no físico, está tecnicamente sonhando, algo que tanto pode ser “projeção inconsciente” , “projeção sem lucidez”, quando mera fantasia mental acontecendo enquanto você está apenas levemente desencaixado do corpo, e nada disso nos interessa aqui. A lucidez que buscamos é saber que você está em astral, saber que usa um corpo astral e as coisas que pode fazer nessa situação já que as leis da física são diferentes. Sabendo disso, então está lúcido. Mas como você vê a lucidez pode oscilar, melhorando ou piorando, principalmente em projeções mais longas. Em geral ela não varia em projeções de 3 minutos, mas se ficar mais de 10 minutos já começa a correr riscos frequentes de perda de lucidez, quando você se deixa levar por alguma situação problemática ou cenário, e age como se tivesse os mesmos limites do físico. Agora, tem um tipo de lucidez que é um segundo patamar: Aqui no físico você pode estar lúcido, em relação a perceber corretamente a realidade circundante, mas pode se estressar e ficar agressivo, violento, ou deprimido, medroso..... nesses casos dizemos que há uma perda de lucidez, porque afinal a pessoa está distorcendo a percepção dos problemas que a estressam, em geral hipervalorizando o tamanho deles, ou, por outro lado, agindo sem pensar nas consequências futuras. Nesse caso a percepção do momento presente (brigar com alguém com agressão e morte) ofusca a realidade do plano físico que faz isso gerar consequências concretas por todo o futuro da encarnação. O mesmo pode acontecer em astral, você pode estar lúcido no sentido de saber que está em astral, e conhecer as leis físicas do astral, mas pode não estar lúcido o suficiente a ponto de evitar fazer o que não deve, como espionar a vizinha, ou se projetar apenas para procurar zonas de sexo, etc. Só que essas coisas são um nível de lucidez mais “evolutivo”, ou seja, ao se projetar você fará aquilo que seu nível consciencial geral é capaz. Você pode praticar ficar lúcido no sentido de praticar identificar quando está em astral, e tentar não criar nas pegadinhas. Mas para praticar pensando e agindo com ética, você pratica na vida em vigília, no dia a dia sempre, para que esse padrão também seja dominante quando você se projeta. Se você só é um cidadão educado fisicamente, mas mentalmente está sempre sendo desordeiro, assediador, ao se projetar esse padrão desordeiro, assediador, pode te dominar e fazer usar a lucidez de “saber que está em astral” para ações que em vigília você não aprovaria. Portanto: Objetivo 1 da lucidez projetiva: saber que está no astral, que usa o corpo astral e usar as possibilidades que esse pleno te permite, conseguido escapar das limitações que o condicionamento físico nos cria (como achar que precisa de chave para abrir uma porta, quando pode atravessá-la, achar que está preso numa sala, sem lembrar que pode sair dali quando quiser) Objetivo 2 da lucidez projetiva: o correto agir, o correto pensar, o correto sentir, em todas as situações da vigília e do astral, o que só se consegue praticar em vigília, e cujos resultado em astral te mostram como você anda, por trás das aparências sociais e do auto-engano. Provável objetivo 3 da lucidez projetiva: perceber que o uso das formas corporais astrais ainda é mero fruto do condicionamento no plano físico, e ser capaz de jogar com isso de acordo com a situação, ou perceber a realidade astral além das formas.
  21. Earlier
  22. Porque se voce pensar, nao é possivel nenhum reflexo ali. Nao existe nenhuma fabrica de vidros no astral, para gerar aquele vidro onde você viu seu reflexo. Nem há incidencia e refelxao de luz como no fisico, tanto que nós sempre podemos enxergar nitidamente, mesmo dentro do subsolo terrestre. Entao as imagens que voce enxerga não são formadas da mesma maneira, e o que voce viu não o reflexo da sua aparência fisica, talvez nem da astral atual. Pode ser uma imagem relacionada a você de alguma maneira, mas não é um reflexo tal como o entendemos no fisico. Das poucas vezes em que olheieu reflexo em espelhos, no astral, NUNCA vi a aparência que utilizo no físico. São tipos e tipos de experiências. Muitas vezes você esta conversando com alguém e acorda no nada, tendo que se projetar logo em seguida e voltar até onde estava a pessoa, para prosseguir a conversa, e as vezes ela já saou dali e tem que acha-la. Outras vezes, em geral em experiencias de aprendizado/ treinos, voce so volta quando: - compreende algo importante que te disseram - quando concluiu a tarefa - quando já superou a dificuldade apresentada( as vezes se da mal e passa por um replay completo 2,3,4 vezes, até tomar a decisão correta, e só então acorda Depois que surge um desequilibrio emocional, é dificil segurar a onda, tipo acontece com o Hulk sabe? Tem que se esforçar para não sair do eixo, ou a coisa pode ficar muito intensa demais para controlar Mais tarde volto aqui e respondo essa parte, que exige mais digitacao e estou pelo celular agora.
  23. Então, hoje por voltas das 04h da manhã “acordei” com uma tremedeira semelhante ao “ev”, deixei ela fluir e de repente tudo clareou, levantei da cama desconfiado que estava projetado. Estava bem claro... foi a projeção com o ambiente mais claro que tive até hoje. Continuando, levantei da cama passei pelo corredor, passei pela sala e fui até a sacada do apartamento. Conferi a projeção olhando para uma das mãos, contei os dedos. Tinham 5 dedos, mas eles estavam deformados o que me deu a certeza que estava projetado. Na minha sacada tem rede de proteção e pela primeira vez percebi ela em uma projeção. Tomei coragem e decidir, também pela primeira vez, sair de dentro de casa e explorar o exterior. Empurrei a rede com uma das mãos e no primeiro momento a rede esticou e não atravessou ela, mas logo em seguida atravessou lentamente. Pensei em flutuar e aconteceu. Sai voando e fui conferir janela por janela dos apartamentos para ver se eu conhecia alguém. Em muito dos apartamentos que conferir vi “pessoas”, mas eram pessoas que eu não conhecia e nunca tinha visto. Então conclui naquele momento que se tratavam de entidades e não pessoas em si. Em determinado momento quando estava olhando para as janelas eu vi o meu reflexo em uma das janelas. O reflexo era de um adolescente que não tinha nada haver comigo, até a cor do cabelo era diferente. Não é 100 %, pois estou esquecendo muito rápido da projeção, mas desconfio que eu estava de óculos escuro. Em determinado momento o ambiente foi escurecendo e eu acordei na cama. Voltei a dormir e voltei a “acordar” em “ev”, mas dessa vez a tremedeira estava mais fraca e aquele clarear que nos dá o momento certo de se levantar não estava vindo. Até que vi um clarear azul bem longe e então foquei nele e o meu quarto clareou. O ambiente não era tão claro como na última projeção. Levantei da cama e fui até o corredor e tive a sensação que tinha alguém atrás de mim. Olhei para trás e não vi ninguém. Pensei “ele deve está se escondendo quando eu olho pra trás”. Olhei para trás de novo bem rápido para tentar surpreender e não vi nada. Então, olhando para frente e caminhando em direção a sala mandei o braço pra trás para pegar ele, senti que o braço esticou como borracha e consegui pegar. Era um ser parecido com o smigol do senhor dos anéis, mas só que mais feio. Ele possuía a pele, a careca e altura igual, estava sem roupa, rosto feio, mas os braços eram compridos e chegavam a tocar o chão, suas pernas e troncos também eram compridos. Peguei ele firma pelos braços com raiva e perguntava porq ele estava ali e o que ele estava fazendo comigo?. Mas, ele não me respondia e me olhava com muito ódio. Ele me segurou forte também, me agarrou e iniciou a briga. Durante todo tempo eu o perguntava porq estava ali e o que ele estava fazendo comigo. Ele era muito forte. Tentei fazer “ev” mas não consegui ficar tranquilo para imaginar a movimentação das energias. Pensei em ser mais forte que ele e não funcionou, cada vez ele me agarrava mais forte. Então pensei que “eu estava vivo e ele morto” e isso me deixou mais forte. Na minha cozinha tem uma mesa de mármore, levantei ele e bati ele contudo nessa mesa e dobrei ele a metade. Fui batendo e dobrando. E com muita raiva perguntando o que ele queria comigo e o que estava fazendo ali. Durante esse processo de bater e dobrar... ele ainda resistia, continuava forte e ainda me olhava com cara feia e com raiva. Bati e dobrei tanto ele que ele ficou semelhante a um jornal quando é entregue nas casas pela manhã. Peguei ele dobrado levei até um vidro na sala e mostrei o reflexo dele e falei, olha como vc está, me diga o porq está aqui e o que estava fazendo comigo. Nesse momento eu acordei. ----- Porque meu reflexo no vidro era diferente do que eu sou hj? Estou notando que a maioria das projeções estão acabando quando é concluído alguma situação, ou seja, dificilmente ela é interrompida no meio de alguma assunto. Isso realmente acontece ou é coincidência? Eu não sou agressivo, sou até calmo demais, mas nas projeções eu fico agressivo. Nessa mesmo, eu “moí” aquele ser com muita agressividade, não sei se era necessário aquilo. È normal mudar assim de personalidade durante a projeção? O pessoal fala em lucidez durante a projeção. O que seria isso? A única coisa de diferente que noto entre as projeções é a claridade do ambiente abrs.
  24. Pode ser formas-pensamentos na sua aura. Uma leve descoincidência dos veículos sutis do corpo proporcionou essas visões. Certos pensamentos abstratos, matemáticos etc acredito tem essas formas.
  25. Os ovos da serpente continuam descascando mundo afora: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/alemanha-identifica-o-extremismo-de-direita-como-o-maior-perigo-para-a-democracia/
  1. Load more activity