Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

All Activity

This stream auto-updates

  1. Today
  2. Também nunca tive nada na terceira ou quarta pessoa.... Achei muito interessante o relato dessa colega... Eu ia divagar um pouco, mas não me arrisco. Acho que a pessoa com maior autoridade para dizer algo, seria ela.
  3. Mas isso em primeira pessoa ne? Só que tem gente que sonha em terceria pessoa, assiste a si mesmo agindo como se estivesse vendo outra pessoa na sala agir. E no caso de incorporacao isso nao acontece, nao deixa de ser na primeira pessoa. Pelo menos comigo nunca aconteceu nada em terceira pessoa.
  4. Eta .... também fiquei curioso..... mas vou lascar um chute..... Será que você não vendo o que você realmente é.... Já vi o Saulo dizendo que, certas atitudes que não faríamos no corpo, quando estamos fora dele, acabamos fazendo.
  5. Os revistros completos ficam estocados em partes superiores do ser. Assim como voce aqui não lembra da sua vida anterior, mas sob condições especiais ( regressão hipnotica) pode lembrar, o desencarnado recente só vai lembrar desta última, e a tendência é ir esquecendo dela. Mas as memórias de vida anteriores podem se manifestar quando evocadas por alguma circunstancia externa, como reencontrar algum antigo amigo ou desafeto de outras vidas. Mas o banco completo de memorias nã fica instalado na nosso "eu inferior", digamos assim. Aqui voce encontra algumas referencias a isso, de diferentes autores. Se não me falha a memoria noa textos da Dion e do Leadbeater: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17098-visões-sobre-a-morte-e-o-post-mortem/
  6. Aquela pessoa??? Ela???? Você está dizendo que quando esta sonhando VOCÊ tem vontades e atitudes diferentes? Ou está dizendo que nos seus sonhos você está assistindo outra pessoa agindo, mas ela tem sua aparencia?
  7. Yesterday
  8. Gostaria de saber até onde vai a memória de uma alma. Um espírito tem uma vaga recordação de suas vidas passadas ou consegue se lembrar de cada momento?
  9. Oi Pessoal, eu venho passando por EV, mas nao entendia quando elas iriam acontecer, muitas vezes eu era pega de surpresa e me assustava bastante. No local religioso onde eu frequentava dizia que era incorporação, mas algo me dizia que não. Passei a entender melhor esse processo, quando conheci o Saulo em um video. Mas tenho uma duvida, as vezes eu tenho a sensação que aquela pessoa do meu sonho e outra, ela tem outras vontades e atitudes que eu pensaria muito em ter. O que seria isso?
  10. Ah sim. Lembro que no meu primeiro EV eu tive uma vontade enorme de levantar, assustado, levantei rápido com o coração a mil. O ruim foi que levantei no fisico kkshsaush
  11. Não creio que tenha algo a ver. Mas você pode ter PERCEBIDO alguma coisa com mais clareza. Talvez alguma companhia espiritual que veio colada nela, ou talvez tenha percebido a atuação de alguma entidade que já mora aí com vocêse talvez não.goste da sua mãe. Mas acho mais provavel que tenha sido algo que veio de fora com ela, porque se morasse aí com vocês, vocês já estariam habituados com a energia dele. Se ficou mal depois faz pensar que seja um " intruso", alguem com um padrão diferente do de vocês. Caberia descobrir com sua mãe se ela não teve algum problema no trabalho naquele dia, ou se no caminho para casa não encontrou ninguém diferente, alguma.cigana que tentou ler a mao dela, algum pedinte suspeito que se aproximou e falou com ela, algum " louco de rua" que a abordou, algum grupo de evangélicos que tentou passar a conversa nela...
  12. Quando atinge o EV, no auge dele, tem que levantar da cama, em astral, para descolar o corpo astral do fisico. Mas se não estiver com o corpo fisico devidamente relaxado não desgruda nem com o EV mais forte do mundo. Quanto a vozes, é dificil saber quem era sem sair e ir lá falar com o sujeito. Mas é comum que eles venham para perto e nos chamem pelo nome , para que a gente levante da cama. Ontem mesmo fui tirar um cochilo à tarde e do nada chamaram meu nome. Lavantei rapido como quem estava atrasado... mas levantei no fisico, ehehe.
  13. Oi Sandro, muito obrigada por seu tempo em me responder! Eu já havia pensado mesmo nessa possibilidade de mentalizar a cena da transfusão antes de dormir, pra caso eu sonhe novamente possa entender melhor o por quê de eu ter buscado aquela troca de todo o meu sangue e por quê falei naquela data específica. Esqueci de mencionar que nesse sonho eu tive uma espécie de EQM, já que eu via o meu corpo na maca (só as pernas) e tentava falar com alguma enfermeira pra corrigir a minha data de nascimento. Eu também procurei os livros e não achei nada, infelizmente. Na verdade são pouquíssimas informações disponíveis sobre a Muriel Hanning-Lee, talvez eu só consiga algo visitando a cidade que ela nasceu, no Québec. Mas isso provavelmente ainda vai demorar a acontecer devido a pandemia, etc. Vou atualizar esse post caso tenha um novo sonho relacionado a isso.
  14. Há três dias, fui tentar projeção astral como de custume e tento fazer há mais de um ano, porém sem sucesso, o máximo que consegui foi dois evs. Ontem quando eu estava indo dormir, lembrei que ouvi essa voz no dia anterior e era de um homem falando comigo telepaticamente "então você quer ser um ser espiritual?" eu disse que sim. lembro que conversamos mais coisas, mas não lembro o resto e eu estava bem calmo. Seria isso algum mentor falando comigo? e por que não consigo chegar na projeção mesmo no ev? Obrigado.
  15. Sonhos são confusos porque diferente da projeção, podem conter algo simbolico, ou serem totalmente simbolicos. As vezes querem. que você pesquise algo e te fazem.passar por uma situacão no sonho que contém um nome, ou um endereço, ou uma data. Mas a gente so vai entendendo ao se expor mais aos indicios. Já que no seu caso teve essa coincidência de datas,se eu estivesse no seu lugar tentaria comprar esses livros e ver se ao lê-los novos sonhos reveladores não surgirão, talvez trazendo memórias daquela vida, caso tenha de fato algo a ver com você. Só que procurei agora para ver se achava o livro em algum dos sebos internacionais dos quais ja comprei, alibris, abebooks, amazon do reino unido, da espanha, da alemanha, australia e japão, mas não achei. Resta então... tentar voltar para o sonho. Você consegue fazer isso mantendo a memoria dele fica na mente enquanto adormece. Claro que dificilmente funcionara na primeira tentativa, mas tem a vantagem de ter uma chance de, desta vez, caso consiga, voltar.ao sonho com lucidez, sabendo que esta no sonho e agora podendo perguntar alguma coisa a mais. Funciona? Sim, ja fiz isso mais de uma vez. Mas é pode precisar varias tentativas. Por várias quero dizer que se tentar todas as noites , talvez consiga dentro de um mês. Mas as vezes é de primeira mesmo.
  16. Olá a todos, tudo bem? Comecei a fazer os trabalhos de energia a um pouco mais de 15 dias, e a 3 dias aconteceu algo muito estranho que não sei se está envolvido com o trabalho de energia que comecei a fazer e fiquei mais ciente do que está rolando energeticamente. Segue acontecido: Estava eu na cozinha pela manhã e minha mãe chegou do trabalho pouco tempo depois. Assim que ela passou pela porta, senti como se fosse do fundo da minha alma um rancor, um ódio, uma raiva gigantesca e eu comecei a ser grosseiro com ela, isso durou nem um minuto... Logo na sequencia, eu senti minha garganta ficar ruim e meu nariz, uma hora depois eu estava de cama, todo dolorido e com febre. Isso teria algo com o trabalho de energia? Fiquei mais suscetível a energias exteriores?
  17. Last week
  18. Caros colegas, criei a minha conta hoje nesse fórum por achar que aqui posso encontrar algum apoio de pessoas que talvez já tenham passado por algo semelhante e possam me ajudar a entender o que pode ter sido esse sonho. --- Noite passada tive um sonho diferente de tudo o que já sonhei até hoje: O sonho Fui a um hospital espontaneamente pra fazer uma retirada de todo o meu sangue (inclusive de dentro dos meus órgãos internos) e receber um novo sangue sintético. Quando retiraram todo o meu sangue, eu pude imóvel enxergar as minhas pernas e vi tudo transparente, sem sangue. E eu não podia me mexer porque eu sabia que naquele momento eu estava morta. A médica perguntou a minha data de nascimento e por erro eu falei 15/11/1957 (ano de nascimento dos meus pais). Sendo assim, eu receberia apenas 4 galões de sangue, mas na realidade como nasci em 15/11/1981, eu precisaria de 8 galões no total pra voltar ao normal. Como recebi apenas 4 galões e não podia me internar pra receber o restante (porque o procedimento que fiz só podia ser feito uma vez na vida), de acordo com a médica eu teria que beber bastante água e esperar 4 horas pro meu novo sangue se reproduzir e finalmente compor a plenitude do meu corpo. Só me lembro de tudo bem lento, meus movimentos lentos, eu grogue e agoniada pra voltar logo ao normal e não conseguia. Um ex-colega de trabalho (que trabalhou comigo em uma empresa aérea em 2006) estava em meu sonho, fez o mesmo procedimento que eu e se recuperou imediatamente, só eu fiquei “pela metade”. Então acordei. As coincidências Coincidências envolvendo a minha vida Eu desde criança sou completamente apaixonada por aviões, até hoje. Curiosamente, desde criança sonho com aviões caindo inexplicavelmente. Depois de adulta, esses sonhos se tornaram mais raros mas ainda acontecem. Trabalhei em uma empresa aérea em 2006, ano em que ocorreu um trágico acidente aéreo com o voo 1907 da Gol. Em 2011 fiz um curso prático de Piloto Privado. Desde criança sou apaixonada pelo idioma francês. Em 2015 viajei pro Québec, onde morei por seis meses e retornei em 2018, ficando lá por um mês. Coincidencias envolvendo a data 15/11/1957 (data que mencionei em meu sonho durante a transfusão de sangue) PS: eu só soube dos fatos abaixo após pesquisar hoje no Google sobre essa data em um dos primeiros resultados. Em 15/11/1957 ocorreu um acidente aéreo com um hidroavião da Aquila Airways. Uma das vítimas do acidente aéreo foi a aeromoça canadense do Québec chamada Muriel Hanning-Lee, que além de apaixonada por aviões e por viagens, era também escritora e lançou dois livros intitulados “The Death of an Airplane” (A morte de um avião) e “Head in the Clouds” (Cabeça nas Nuvens). Conclusão Será que o que tive foi uma espécie de informação de uma vida passada? O que me recomendam fazer pra ter alguma outra confirmação? Agradeço desde já qualquer comentário que possa acrescentar alguma forma de entendimento desse sonho.
  19. Tive uma saída a pouco tempo na qual fui dar uma volta do apartamento e como sempre não era exatamente igual ao ambiente físico , fui para a cozinha e tinha um quarto na cozinha que não existe no ambiente físico e lá tinha pessoas , eu já cheguei com uma atitude agressiva do tipo “ o que é que vocês estão fazendo aqui” não lembro exatamente do que falei , só sei que nesse tom de ameaça joguei um vapor da minha mão que lembro que incomodava essas pessoas, eu estava meio que dizendo para saírem de lá, não tenho ideia de como soltei esse vapor das mãos.... não me lembro exatamente da conversa, mas estava com uma atitude agressiva para eles saírem de lá... depois pensei comigo o porquê que fui agressivo, eu poderia conversar de boa... não é a primeira vez que sou agressivo no astral, seria alguma raiva reprimida? não sei ... e também fiquei com dúvida se eram espíritos que estavam no apartamento por que eu fiz algum mal em outra vida ou até que ponto foi uma coisa do meu inconsciente. Já saí de novo e voltei para o mesmo lugar e nesse quarto encontrei um tigre dormindo e não tinha mais ninguém mas tinha uma cama vazia... voltei rapidinho pq fiquei com medo do tigre acordar...rs , eu não sei se tinha mesmo em astral esse tigre ou se era projeção minha.... ainda não sei diferenciar...
  20. Não, não pode. Quando você está erm astral você sente as emoções de forma mais intensa. Não é que elas SEJAM mais intensas por isso não tem como traumatizar Por exemplo: aqui na vida física alguém te conta sua história triste, digamos que te conte que te perde um filho bebê. Isso aqui vai te parecer meio triste, mas se te conta a mesma história em astral, você começa a chorar e não consegue parar. E quando volta para o corpo, pensa "Nossa, mas porque diabos em emocionei tanto?", e aquilo volta a ser percebido como uma REAÇÃO exagerada a uma tristeza NORMAL. A lembrança daquela reação exagerada não te abala, você percebe que é desproporcional. O mesmo com a raiva, aqui algo pode te deixar meio irritado, mas se você se irrita lá, a coisa fica feia. O medo talvez seja a maior incógnita, porque ninguém convive com o medo em vigília né? A não ser aquele pessoal do RJ, que do nada tem que encarar uns tiroteios inesperados. Por não estarmos muito expostos a situações que gerem medo ele sempre nos parece estranho, e em astral se ele surgir, você acorda em seguida, porque é pelo menos estando projetado você tem para onde fugir, ehhee, coisa que em vigília não tem. O desafio para o projetor é conseguir NÃO VOLTAR para o corpo caso sinta medo. No áudio 7 do CURSO BÁSICO do Saulo, a partir dos 12minutos você vê um relato que ilustra bem isso. Então: não, essas coisas do astral não vão gerar gatilho algum. A projeção só é diferente dos sonhos no aspecto lucidez, ou seja, saber que você está em corpo não físico, num plano não físico, e portanto seguro. Para questionamentos de caráter mais objetivo (perigos, frequência cerebral, interferência em saúde, horas de sono, emoções, relaxamento, produção de hormônios, obsessão espiritual, esquizofrenia, taquicardia, etc) considere sempre projeção = sonho. Emoções de sonhos não geram gatilhos no físico. O mais provável no caso de um sonho traumático é que ele não seja de fato um sonho, mas uma memória de vida passada, porque essas sim tem um impacto emocional bem maior, até mesmo se forem cenas triviais. Não precisa lembrar, num sonho, de ter sido assassinado na vida passada, para que seja emocionalmente impressionante, caso seja memória de vida passada. Pode simplesmente ser uma memória de você tomando café pela manhã, com um ente querido de outra vida, e que nesta você não reencontrou. A emoção que isso evoca já vai ser "punk" e vai afetar o resto do seu dia, talvez a semana toda. E aí entramos na sua expressão: gatilho. Se você tem uma lembrança dessas, forte a ponto de te abalar, ela MUITO provavelmente será de vida passada, e sim ela pode reativar velhos padrões de comportamento ligado àquela emoção ou memória, e atuar como gatilho, despertando algo que estava latente nesta vida, mas que viva dentro de sua psique. Daí o risco de ficar procurando lembrar de vidas passadas sem necessidade. Se a pessoa está tendo uma dificuldade emocional nesta vida, e ao procurar uma terapia, vem à tona uma memória de vida passada, ok, é porque o processo de cura envolve desbloquear aquela memória, que na verdade será desbloqueada sozinha, selecionada pelo seu subconsciente para trazer ao consciente a a origem do problema. O resto ficará bloqueado. Mas se você busca por isso, por mera curiosidade, pode acabar tropeçando em memórias que causarão problema se acessadas. É algo bem diferente. Por isso seu questionamento é válido, mas não se aplica à projeção, aplica-se apenas à remexer memórias de vidas passadas. Veja bem, isso é meio contraditório: no nosso estado e vigília todos temos microemoções o tempo todo. Não são essas que são intensificadas. Parte dessas microemoções que temos são fruto da falta de lucidez na vigília. Ou seja, da reatividade automática a todos os impulsos. É o que no oriente se chama "mente de macaco". Mas uma vez que você procure estar mais lúcido em vigília, notará que essas pequenas emoções ficam mais atenuadas. Você fica menos "reativo". Para experimentar esse estado, preste atenção no movimento de ar dentro do seu corpo, durante respiração, seja em casa, ou na rua, caminhando. Ao mesmo tempo perceba os diversos sons que surgem no ambiente, "note-os" sem no entanto focar atenção neles. Quando caminha, note como o peso do seu corpo atinge áreas diferentes dos seus pés a cada passo, para ir mantendo o equilíbrio, e enquanto isso não deixe de "notar" o mundo ao seu redor. O estado de projeção lúcida é similar ao estado de perceber as coisas de forma mais atenta, como nesses casos. Mas é uns 10% mais intenso. Em ambos os estados essas pequenas emoções tendem a ter menos espaço para se manifestar do que no estado normal de hipnose em que vivemos a vigília. Então essas pequenas emoções que todos sabemos que temos, mas que não costumamos estar muito cientes delas, não se mostram mais intensas. É apenas no caso de uma agitação emocional mais forte, que te "sacudiria" um pouco no físico, é que no astral será algo muito intenso. Por isso dá para dizer que e tranquilo projetar. Antes de passar pelas projeções eu achava também que, pelo que lia, o estado emocional padrão praticamente impossibilitaria a projeção, já que tudo semrpe seria mais intenso. Mas aí fui percebendo que não é tudo, há muitos nuances nisso. Além disso, sempre convém relembrar, porque as pessoas vivem esquecendo: Tudo que vale para os sonhos, vale para a projeção. É seguro deitar todas as noites e sonhar? A projeção é um pouco mais segura que os sonhos, porque no sonho você está projetado sem lucidez, acha que está no físico, e poderá ser atacado, violentado, sequestrado, torturado, amedrontado... sem oferecer dificuldade alguma para seus inimigos. O pessoal chama isso de pesadelo e ninguém fala que seja perigoso né? Consideram normal, um fato da vida. mas se você está lúcido, o jogo vira. Pode perceber o perigo e sair dali, pode não dar atenção, pode jogar energia para repelir o ataque.. Pode aumentar de tamanho e esmagar com suas mãos os inimigos, como quem esmaga uma banana... As opções são variadas. Portanto, se você não acha perigoso ir dormir, não tem porque achar perigoso se projetar.
  21. Os sistemas de personalidade presente em nossa mente estão sempre nos dizendo o que fazer baseado em preceitos morais e ideais. Esses preceitos morais, ideais, convicções e julgamentos são muito bem definidos por cada um dos agentes externos que nos afeta dia após dia, absolutamente tudo ao nosso redor molda, modifica, fragmenta e funde nossa personalidade. Esses preceitos morais e ideais sociais acabam por ser distorcidos por alguns, por suas individualidades genéticas e pela forma que esses agentes externos o afetam em seu cotidiano, ou mesmo de forma traumática e demasiadamente estressante. Um psicopata, que tem uma carência de empatia desmedida e ausência de remorso, escrúpulos; ele não só nunca vai se sentir culpado, como pode ter pensamentos semelhantes a "me deu uma p****** vontade de matar alguém aleatório de boné, ah, vai você mesmo". Entendemos que ele sabe o que é certo e errado, por isso, mente para se safar. Ele pode discernir as nuances do que é injusto, sabe como suas ações influenciam negativamente e interagem com o mundo, só não sente, por isso não se motiva a mudar. É diferente de apenas uma pessoa antipática, que tem desavenças com vc pq não concorda com oq vc pensa E é de indivíduos assim que essa dúvida aborda; predadores sexuais, aqueles com transtorno de personalidade antissocial (não apresenta cura e dificilmente melhora), ou mesmo os paranóico-narcisistas, que pensam que o fim do mundo está próximo e com punhos de aço planejam mudar toda a esfera social e cultural a seu bel prazer. Ted Kaczynski era um terrorista prodígio na matemática que tinha um QI alto demais, mas pensava que a tecnologia iria acabar com o mundo e armou bombas domésticas para impedir o avanço da tecnologia. "Este mundo está podre, e aqueles que o estão fazendo apodrecer merecem morrer. Alguém tem que fazer isso, então por que não eu?" Não sei o autor dessa frase ou de que obra ela veio, mas é um pensamento que lembra o Ted Tendo em mente duas coisas: você pode ser uma pessoa normal, mas um gatilho traumático pode fazer com que você desenvolva transtornos escusos ou até mesmo fobias dormentes [1] esperando para despertar, e esse gatilho pode ser interpretado como a lembrança de uma forte emoção sentida no astral. Ou seja, também sentimos fortes emoções aqui, mas com uma frequência menor, essa exposição a fortes emoções aumenta a percentagem de chance de você desenvolver algum transtorno, com a lembrança dela? Ou, a mera lembrança do que vc sentiu não te afeta o suficiente para isso? Também, que as emoções (raiva, tristeza, surpresa, medo, desprezo, nojo, felicidade) e sentimentos (orgulho, ódio ou rancor, pena) são intensificadas no astral [2]. Com ambas coisas em mente, é seguro se projetar? Eu não sei a que nível as emoções são intensificadas; ora, quantas pessoas sem preparo, tentam se projetar, pura e simplesmente, sem se atentar ao seu psicológico, onde está errando e no que melhorar etc? E isso é algo normal ou preocupante nesse cenário?
  22. Eu tenho 18 anos, sou leigo em viagem astral, mas muito interessado e estou focado em aprender, por enquanto. Eu sou discreto, sério e não gosto de fazer parte de nenhum tipo de treta ou vandalismo, mas nao tenho dificuldades em entrosar. Sou estudante de psicologia, que é outra área que me cativa. Espero ter uma boa relação com os moderadores e demais membros do fórum, aprendendo com todos Por enquanto é só isso que tenho a dizer, eh nois
  23. Talvez valha a pena focar mais nas técnicas indiretas descritas no livro do raduga:
  24. O teste do dedo falha MUITO. A razão para falhar é que a gente meio que não consegue gerar muita di vida se ele vai esticar ou nao. Assim como se você tentar enfiar a mão ma parede, dificilmente conseguirá, oois esta olhando para sua mão e para a parede, e ambas parecem tão sólidas que é difícil quebrar essa ilusão. Por isso eu enfio o topo da cabeça na parede para testar, porque não tenho como ver o topo da minha cabeça, e estarei olhando para o chao, nao para parede, ao fazer isso.Assim a ilusão visual de solidez não me dificulta. Mas já me aconteceu de puxar o dedo e sair a carne como se fosse um dedal, e fiquei ali chocado olhando o ossinho branco da falange , e acordei, kkkk Uma coisa que funcionou comigo algumas vezes quando parecia que eu nem dormia nem me projetava foi o seguinte: imagina que sua cama tem rodinhas e que ela obedece seu o seu pensamento. Então você continua deitado ali imóvel, tentando dormir, mas... com o poder da sua mente comecará a fazer sua cama de rodinhas passear pelo quarto. Fazendo manobras para fazer as curvas e tal. Quando funciona você estará ali deitado, distraido com a brincadeira mental ate que de fato sentirá que sua cama está mesmo se movendo pelo quarto. Como isso não é possível, ja servirá como " teste", pois se está acontecendo então você já está no estado projetivo adequado, pode levantar da cama. E vai descobri que nao, ela nao saiu do lugar, mas a sensação era muito nitida de que estaba saindo porque você entrou no estado de transe necessário para que a tecnica de separacao funcione.
  25. Oi amigos, Sempre tento fazer o teste de puxar o dedo pra ver se ele se alonga, mas na maioria das vezes tô sempre acordado msm na cama, só uma vez que tava andando por uma rua e fiquei em dúvida se tava acordado e dormindo e fiz o teste e ele se alongou daí percebi que estava projetado. É verdade pode ser uma oportunidade de tentar sair conscientemente, mas confesso que acho muito difícil , tentei algumas vezes conscientemente ,acabei não conseguindo e não dormindo, daí acabei desencanando e tentando dormir msm normal...sempre que rola é espontâneo, mas o foda é que as vezes penso "nem vou tentar sair mais conscientemente eu quero é dormir...rs" e tb não rola de dormir normal daí fico ansioso olho no relógio 1 hora da manhã, 2 .... penso "poxa não dormi ainda.." daí tomo remédio pra dormir . Eu só consegui uma vez sair consciente , foi de manhã foquei em deixar todas as sensações que tenho vindo do plexo saírem pela cabeça , emoções como medo, ansiedade e todas aquelas relacionadas aos pensamentos... não deixa so elas me pegarem no plexo.... consegui demorou 1 hora e durou uns 5 minutos.... rs .Confesso que fico um pouco sem paciência pra treinar e as vezes desencano pra poder dormir normal... mas as vezes acho que é um chamado pra eu controlar isso, pois as saídas espontâneas tem rolado com mais constância. Outro aspecto é o lance quando estou tentando sair conscientemente , quando estou quase saindo vem tipo um susto que me puxa de volta daí fico p***** rs, o engraçado é que quando saio espontâneo é de boa ...eu saio volito dou uma volta não sinto medo, mas qdo tento consciente é diferente.... Obrigado
  1. Load more activity
×
×
  • Create New...