Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation since 12/26/2021 in all areas

  1. 1- Mostra para nós qual relato que você leu que diz que a pessoa vai para um lugar bom mesmo se suicidando. As diferenças acontecem porque não é uma lei criada pelos homens, é uma explicação do que acontece com a maioria, mas cada caso é um caso. Nem todo mundo que se exercita sua. Nem todos que comem muito engordam, nem todos que usam drogas se viciam. Mas o conhecimento se constrói sobre regras gerais, não sobre exceções, então o bom senso mandar levar a sério as regras gerais. 2- Veja, um suicida só se suicida porque é incapaz de sair do seu estado mental de só pensar e vibrar coisas negativas. Se ele não consegue sair disso em vida, é óbvio que não será capaz de fazê-lo após a morte, quer ela tenha sido por suicídio ou não, tanto faz. Se essa pessoa fosse capaz disso, ela o faria em vida e o interesse dela por suicídio desapareceria. A pessoa que está pensando em suicídio já vive aprisionada nesse estado mental, não tem essa liberdade para achar que " e se...???? ". É o mesmo que a gente pensar "E se fôssemos capazes de não envelhecer?" 3- É o mesmo caso da pergunta anterior: talvez um "não suicida" fosse capaz de suportar bem o sofrimento pelo qual um suicida passaria, mas para o suicida é óbvio que esse sofrimento é grande demais. E porque eu posso dizer isso? Simples: para o suicida a vida de encarnado, algo tão trivial, já é sentida como se fosse um sofrimento insuportavel, tanto que ele quer cair fora. Se a vida comum, que para a maioria absoluta é fonte de tantos prazeres a ponto da maioria temer a morte, é vista pelo suicida como algo tão desagrádavel a ponto de ele tentar fugir dela, imagina então o que ele vai achar do estado no qual se encontrará após o desencarne. Para o suicida certamente o pós mortem será sentido como algo terrível, afinal o cara só é suicida exatamente porque ele faz tempestade em copo d'água, porque ele sente desconforto demasiado com coisas que para os outros não representam um problema tão grande. 4- Mesmo caso das anteriores. Uma pessoa que chegou ao ponto de se matar e porque estava aprisionada pelo seu estado mental perturbado, logo, ela não terá a capacidade de tentar fazer isto ou aquilo para sair disso no pós-mortem já que foi incapaz de air disso em vida, quando era bem mais fácil. Seria como supor que um louco pode tentar sair da sua loucura. Se ele é louco é exatamente porque perdeu o controle da sua parte mental, logo não tem mais capacidade de tentar dominar isso. Se tivesse, teria dominado a loucura no inicio, antes que ela se agravasse. Da mesma forma o suicida, se ele tivesse a capacidade de usar o poder mental pra sair desse estado ele omm teria usado antes, ainda em vida, para não cair nesse estaso e assim teria evitado chegar ao ponto do suicidio percebe? Mas aí a pessoa pode ler isso que eu digo e achar que não, que ela tem motivos para isso, que o problema é a vida dela, não ela. Pois é, acreditar que realmente tem motivos para isso é parte da " doença", é parte da falta de poder mental para sair desse estado enquanto ainda está encarnado. Os problemas da vida residem na atitude errada em relacao a ela, e a oportunidade de resolver isso é enquanto se está encarnado, tentando identificar os pensamentos tóxicos que atribuem valor negativo a tudo e assim fazem tudo parecer pior do que é. O suicida precisa aprender a combater esses pensamentos, ou a cada dia esses pensamentos toxicos irão dominar um maior percentual do seu dia de encarnado. Como resultado, ao se suicidar o que eles conseguem é acabar com todas as distracões para poderem ficar 100% concentrados na sua auto-tortura mental. O problema não está na vida, está dentro da mente do suicida, do depressivo, do ansioso, etc. Uma festa animada para a maioria vai ser percebida como algo tedioso pelo deprimido. Sair da festa não mudará a sensação de desconforto, o deprimido levará dentro de si aquela negatividade para a rua, para casa, vai dormir para esquecer... mas vai acordar com ela, etc. É o mesmo caso com o suicida, acha que o motivo da sua infelicidade está na vida, então sai da vida... Mas levará junto a infelicidade, só que agora muito mais intensa, pelo simples motivo que toda emocão forte é sentida MUITO MAIS FORTE quando estamos em astral, seja alegria ou tristeza, tanto faz. Então uma pessoa que não consegue mudar essa atitude mental errada em vida, a ponto de se suicidar, vai conseguir mudar o que com o " poder mental", se no astral essa tarefa será ainda mais difícil? Não tem como, o aprendizado dessa habilidade mental é feito aqui, no dia a dia da vida encarnada.
    2 points
  2. Acrescentando o que o Sandro disse, o que tem funcionado comigo é manter e praticar a lucidez no dia a dia, questionar tudo a qualquer momento, situações, pessoas, lembrar cronologicamente aonde voce estava, o que estava fazendo, e o que vai fazer a seguir. Isso é o que mais funciona para mim. Para ajudar coloco meu despertador para despertar umas 3 ou 4 horas depois de dormir, acorda e volto a dormir novamente, comigo é muito mais facil lembrar de sonhos ou projeções dessa maneira no dia seguinte (e consequentemente conseguir despertar a lucidez dentro do sonho) quando faço isto. As vezes eu estava lucido, sabia que estava projetado, mas ao acordar nao lembro de nada, então por isso uso este macete de acordar após 3 ou 4 horas de sono, para facilitar minha rememoração ao acordar. Normalmente quando durmo uma noite inteira, quase sempre acordo no outro dia sem lembrar quase nada ou absolutamente nada dos sonhos. E ja que meu intuito é conseguir lembrar quando acordo, faço isto. Também faço os check list, de conferir quantos dedos tenho nas mãos, observar o ambiente ao meu redor e ver se nao tem algo de pertubador, ou fora de contexto. Sobre técnicas energéticas, faço após almoçar (por um tempo de 20 minutos), exteriorizo energias pelo coronário, frontal e umbilical. E antes de dormir, exteriorizo novamente pelo coronario, frontal, cardiaco e umbilical (por uns 20 minutos também). Não sei porque nao dou enfase ao chakra laringeo e ao basico kkkkkk. Mas é isto, sobre a parte energética faço como uma higienização e um reparo do corpo astral para ter uma melhor lucidez, e facilidade de acordar dentro do sonho. Mas não fico mais tentando sair por meio de relaxamentos e tecnicas energéticas, comigo funcionaram pouco, e caso funcionasse, levaria muito tempo para conseguir me projetar, ao todo levar em torno de 40 minutos a 1 hora para conseguir se projetar dessa maneira. Então não a uso mais.
    2 points
  3. Não. Assediadores estão te cercando o dia inteiro e você não nota. E quando você dorme desde que nasceu é a mesma coisa: vai sair do corpo, Vai lembrar dos seus passeios pelo astral á noite como apenas sonhos. Alguns serão de fato só delírios mentais para aliviar a tensão emocional, conteúdos relacionados a filmes, rotina de trabalho e estudo. Mas uma boa parte deles são projeções sem lucidez. Então qualquer coisa que os assediadores quiserem fazer com um encarnado, eles tem chances tanto em vigília quanto a cada noite, quando as pessoas vão dormir. Fazer projeção não altera essa situação, apenas te permite PERCEBER o que está acontecendo, e que antes você não notava.
    2 points
  4. Quando atinge o EV, no auge dele, tem que levantar da cama, em astral, para descolar o corpo astral do fisico. Mas se não estiver com o corpo fisico devidamente relaxado não desgruda nem com o EV mais forte do mundo. Quanto a vozes, é dificil saber quem era sem sair e ir lá falar com o sujeito. Mas é comum que eles venham para perto e nos chamem pelo nome , para que a gente levante da cama. Ontem mesmo fui tirar um cochilo à tarde e do nada chamaram meu nome. Lavantei rapido como quem estava atrasado... mas levantei no fisico, ehehe.
    1 point
  5. Caros colegas, criei a minha conta hoje nesse fórum por achar que aqui posso encontrar algum apoio de pessoas que talvez já tenham passado por algo semelhante e possam me ajudar a entender o que pode ter sido esse sonho. --- Noite passada tive um sonho diferente de tudo o que já sonhei até hoje: O sonho Fui a um hospital espontaneamente pra fazer uma retirada de todo o meu sangue (inclusive de dentro dos meus órgãos internos) e receber um novo sangue sintético. Quando retiraram todo o meu sangue, eu pude imóvel enxergar as minhas pernas e vi tudo transparente, sem sangue. E eu não podia me mexer porque eu sabia que naquele momento eu estava morta. A médica perguntou a minha data de nascimento e por erro eu falei 15/11/1957 (ano de nascimento dos meus pais). Sendo assim, eu receberia apenas 4 galões de sangue, mas na realidade como nasci em 15/11/1981, eu precisaria de 8 galões no total pra voltar ao normal. Como recebi apenas 4 galões e não podia me internar pra receber o restante (porque o procedimento que fiz só podia ser feito uma vez na vida), de acordo com a médica eu teria que beber bastante água e esperar 4 horas pro meu novo sangue se reproduzir e finalmente compor a plenitude do meu corpo. Só me lembro de tudo bem lento, meus movimentos lentos, eu grogue e agoniada pra voltar logo ao normal e não conseguia. Um ex-colega de trabalho (que trabalhou comigo em uma empresa aérea em 2006) estava em meu sonho, fez o mesmo procedimento que eu e se recuperou imediatamente, só eu fiquei “pela metade”. Então acordei. As coincidências Coincidências envolvendo a minha vida Eu desde criança sou completamente apaixonada por aviões, até hoje. Curiosamente, desde criança sonho com aviões caindo inexplicavelmente. Depois de adulta, esses sonhos se tornaram mais raros mas ainda acontecem. Trabalhei em uma empresa aérea em 2006, ano em que ocorreu um trágico acidente aéreo com o voo 1907 da Gol. Em 2011 fiz um curso prático de Piloto Privado. Desde criança sou apaixonada pelo idioma francês. Em 2015 viajei pro Québec, onde morei por seis meses e retornei em 2018, ficando lá por um mês. Coincidencias envolvendo a data 15/11/1957 (data que mencionei em meu sonho durante a transfusão de sangue) PS: eu só soube dos fatos abaixo após pesquisar hoje no Google sobre essa data em um dos primeiros resultados. Em 15/11/1957 ocorreu um acidente aéreo com um hidroavião da Aquila Airways. Uma das vítimas do acidente aéreo foi a aeromoça canadense do Québec chamada Muriel Hanning-Lee, que além de apaixonada por aviões e por viagens, era também escritora e lançou dois livros intitulados “The Death of an Airplane” (A morte de um avião) e “Head in the Clouds” (Cabeça nas Nuvens). Conclusão Será que o que tive foi uma espécie de informação de uma vida passada? O que me recomendam fazer pra ter alguma outra confirmação? Agradeço desde já qualquer comentário que possa acrescentar alguma forma de entendimento desse sonho.
    1 point
  6. Talvez valha a pena focar mais nas técnicas indiretas descritas no livro do raduga:
    1 point
  7. O teste do dedo falha MUITO. A razão para falhar é que a gente meio que não consegue gerar muita di vida se ele vai esticar ou nao. Assim como se você tentar enfiar a mão ma parede, dificilmente conseguirá, oois esta olhando para sua mão e para a parede, e ambas parecem tão sólidas que é difícil quebrar essa ilusão. Por isso eu enfio o topo da cabeça na parede para testar, porque não tenho como ver o topo da minha cabeça, e estarei olhando para o chao, nao para parede, ao fazer isso.Assim a ilusão visual de solidez não me dificulta. Mas já me aconteceu de puxar o dedo e sair a carne como se fosse um dedal, e fiquei ali chocado olhando o ossinho branco da falange , e acordei, kkkk Uma coisa que funcionou comigo algumas vezes quando parecia que eu nem dormia nem me projetava foi o seguinte: imagina que sua cama tem rodinhas e que ela obedece seu o seu pensamento. Então você continua deitado ali imóvel, tentando dormir, mas... com o poder da sua mente comecará a fazer sua cama de rodinhas passear pelo quarto. Fazendo manobras para fazer as curvas e tal. Quando funciona você estará ali deitado, distraido com a brincadeira mental ate que de fato sentirá que sua cama está mesmo se movendo pelo quarto. Como isso não é possível, ja servirá como " teste", pois se está acontecendo então você já está no estado projetivo adequado, pode levantar da cama. E vai descobri que nao, ela nao saiu do lugar, mas a sensação era muito nitida de que estaba saindo porque você entrou no estado de transe necessário para que a tecnica de separacao funcione.
    1 point
  8. Pra minha mãe num é nem questão de puxar o raio, ela simplesmente diz que não presta ter espelhos descobertos em temporais... kkkkk Caraca, sua mãe é mais roots ainda em hahaha
    1 point
  9. Minha mãe jurava que puxava raio.... na dúvida, ela cobria os espelhos e chamava a criançada toda pra ficar em baixo da mesa...heheheh... era uma loucura. Mas quando o temporal era muito forte ela usava uma espécie de amuleto. Segundo ela era uma relíquia com uma gota do sangue de algum santo que eu não me lembro. Só sei que o negócio dava certo.
    1 point
  10. " fundamento" no sentido de repeticão cega, hábito cultural, etc né? Minha avó fazia isso, minha mãe também. Que eu saiba não há fundamento racional que justifique isso. https://oimparcial.com.br/tv/2018/02/e-verdade-que-espelhos-atraem-raios-o-especialista-explica/
    1 point
  11. Esse tipo de resposta é encontrada em diversos livros espiritas, escritos justamente para esclarecer aqueles que desejam conhecer esses temas. Livros como -Nosso Lar, do André Luiz,nosso lar.pdf -Memórias de um Suicida, da Yvonne, Memórias de um Suicida (psicografia Yvonne do Amaral Pereira - espírito Camilo Cândido Botelho).pdf -5 dias no umbral, Osmar Barbosa,Cinco Dias no Umbral - Osmar Barbosa.pdf -A vida além da sepultura, do Ramatis.L-A_vida_alem_da_sepultura.pdf
    1 point
  12. É, devia aproveitar e tentar levantar da cama devagarinho e testar. A grande dificuldade para a projecao é justamente que se perdemos a consciência, já era. As tentativas dependem de você estar sonolento, meio divagando, mas sem perder a consciência. Já que você se vê repetidamente nesse estado, deveria sempre transformar essas situacoes em tentativas de projecao. Caso consiga deixar seu corpo, ele dormirá sem mais atrasos.
    1 point
  13. EQM - Vida Além Neste canal traduzimos relatos de EQMs, Experiências de Quase Morte. Acreditamos que esses relatos podem dar pistas para descobrimos o que realmente somos e qual é a origem da consciência. Será que existe algo inacabável além das fronteiras do que conhecemos no plano físico? Será que algo em nós permanece vivo por toda a eternidade? Não temos todas as respostas, mas vamos em busca de ampliar nossa visão. https://www.youtube.com/channel/UCOHXZqBN6WYNUiIe1KTUtJw/videos
    1 point
  14. Pode ser que tenha algum tipo de bloqueio energético ali. Isso é normal. Apenas siga fazendo. Só o fato de estar praticando OLVE regularmente já tende a ir desfazendo esses bloqueios. Com o tempo, esses bloqueios se desfazem. Não fica pensando em implante. Tendo ou não tendo implantes, a prática de OLVE regular tende a resolver isso também. Não está certo nem errado. Se você sente que isso te ajuda, está ok. O importante é ir movendo as energias que isso tende a trazer maior sensibilidade e maior quantidade de energias livres com o tempo. O Saulo é grande defensor da prática de exteriorização das energias com objetivo de sutilização mas tem muita gente que não gosta e tem gente ainda que diz que é contra, que atrai outras consciências energívoras e etc. E há aqueles que apenas não veem sentido nisso. O fato é que todos os três tipos de prática de MBE (Exteriorização, Absorção, Circulação) ajudam a produzir efeitos de desenvolvimento do potencial energético e parapsíquico de cada um.
    1 point
  15. Mas a sua consciência não precisa desligar, o que precisa é o seu corpo. Nessas situações você já experimentou fazer algum teste para ver se já está descolado do corpo?
    1 point
  16. Pegando carona neste tópico... Eu consigo sentir uma onda de energia quando pratico a OLVE (em geral, faço deitado a noite, antes de dormir) Consigo sentir um formigamento nas pernas mas nunca consegui induzir um EV por este método (e tenho de mencionar que não sou um praticante assíduo da OLVE, o que explica muito). Tive uns quatro EVs ao todo. Um que foi involuntário, na volta de um sono (o melhor e mais memorável! Senti como se estrelas minúsculas me faiscassem por todo o corpo. A sensação foi tão boa que não fiz nenhum esforço para usar este EV para sair do corpo. 😄) Os outros três foram quando usei uma técnica projetiva que combina Tensionamento do Cérebro com aumento do som da pineal. O EV nestas ocasiões foram consequência dessas técnicas. Agora uma curiosidade quando faço a OLVE e que gostaria da opinião dos colegas: Quando faço a OLVE, ao subir de volta a energia, sinto-a se desviar levemente do ombro esquerdo. É muito estranho, porque pensando nisso agora, não sei ao certo se ela se desvia do ombro quando a desloco do alto para baixo, mas no retorno quase sempre sinto a energia se desviar, como se não pudesse movê-la para o ombro esquerdo; Hipóteses? Ja ouvi que pode ser desde bloqueios energéticos a um implante. Não sei o que pensar. Tenho tentado me concentrar a mover energia especialmente nesta área, mas tenho dificuldades... O que pensam que possa ser?
    1 point
  17. Sobre realidades paralelas, o Saulo parece acreditar nessa possibilidade, pelos Faqs que escutei. Com relação ao sonho dentro do sonho, eu também já tive várias vezes. Há uns dois meses atrás eu acordei de um sonho, sentei na minha cama e disse: que sonho louco.... Foi quando eu acordei de verdade.. Foi um sonho dentro de outro sonho. Mas com projeção eu nunca tive experiência semelhante.
    1 point
  18. Ja me contaram em privado relatos desse tipo. Nem sao raros, mas eu pelo menos não faço idéia do que seja. Comigo nunca chegou a acontecer
    1 point
  19. Relato rapido, primeiramente uma boa tarde a todos! Estava eu adiando o modo soneca do despertador hoje de manha, quando de repente senti um relaxamento muito bom, nisso fiquei aonde estava , de barriga para baixo mesmo, estava com muito sono pelo fato de ficar acordando de 10 em 10 minutos no modo soneca kkkk, então fiquei de barriga para baixo (como sempre fico). Nisso comecei a sentir minhas pernas balançarem de um lado para o outro, e fiquei pensando *sera que ja estou solto, posso levantar sera?* então lembrei do que Sandro fala de vez em quando (é só levantar como quem vai ao banheiro) nisso então, me levantei devagar me babando todo, e fiquei cogitando fortemente que estava ainda no fisico, então quando coloquei os pés no assoalho ao lado da cama, levantei-me, senti um empurrão energético que me jogou para o outro lado da cama, me levantei assustado, nao enxergava nada, ate que então vi uma silhueta dentro do quarto escuro, abri a porta do quarto, e tinha um menino, fiquei assustado e dei um soco nele kkk, ele desapareceu e nisso entra minha sobrinha no quarto, e eu fiquei perguntando para ela *tem um menino aqui dentro de casa??* e ela só respondia que nao. Então acordei na cama, pois ja estava na hora de ir para o trabalho.
    1 point
  20. Eu ACHO que isso talvez se explique pelo "principio da Incerteza de Heisenberg". Traduzindo em miudos: quando voce observa um objeto do mundo material voce pode determinar sua posicao e velocidade usando um equipamento, que vai emitir ondas até o objeto, sendo refletidas de volta e a distancia e velocidade do objeto podem ser determinadas. É como funciona um radar por exemplo, que emite ondas que vão rapidamente ate o objeto, colidem com ele e voltam ao radar sem afetar o objeto. O cara não ficará mais lento só porque você emitiu raios energeticos na direcao dele, mas e se a medicao fosse diferente? Se seu método de medição de velocidade do carro fosse jogar uma vaca morta da frente do carro e medir a velocidade do carro pela distâ cia que a vaca seria arremessada? Poderia funcionar, o problema é que isso afetaria tanto o carro que seria de pouca utilidade. Tipo " Ah apos os cálculos sobre a trajetoria da vaca arremessada pelo carro descobrimos que o carro estava a 180 km/m. Estava... mas não está mais... E porque? Porque tanto a vaca quanto o carro tem o mesmo grau de magnitude de modo que o " instrumendo" usado, a vaca, afeta o objeto estudado, o carro. Mas se usasse uma bola de tenis? Aí ja seria possível calcular a velocidade do carro sem afetar nem velocidade, nem trajetoria, eo que permitiria prever grosseriamente onde o carro está na hora e minuto tal, apos fazer todos os calculos. Com radar essa medicão de velocidade é instantânea. Mas quando voce tenta fazer isso ao nivel dos elétrons, para saber qual a velocidade e posição do elétron, ao enviar uma "onda detectora", você afeta o elétron, porque esse elétron e a onda detectora são como o "carro e a vaca", de modo que você mudará a posicao e velocidade do eletron estudado, porque a órbita do elétron depende da velocidade, e a velocidade depende da energia do eletron. Quando você joga uma onda detectora em cima do elétron você estará jogando no mínimo uma unidade basica de energia . E isso ja aumentará a energia do eléteon, que por causa disso irá aumentar a velocidade e por sua vez a orbita. Daí que o princípio de incerteza de Heisenberg nos diz que não é possivel saber com certeza a posicão de um elétron, já que não é possível tentar medir isso sem afetá-lo, pela mesma razão que não podemos fazer a medição da velocidade do carro jogando vacas nele. E no que esse blablablol se relaciona com o que estamos falando aqui? Ora, o mundo astral é uma dimensão não física. Diríamos que é um mundo de energias. Entã quando você examina algo em astral com muita atencao ( para ter certeza dso detalhes, como olhar números, letras do nome, ou rostos de alguém que você desconfia que esta te enganando) você... jogou "uma vaca de energia" naquela forma, e ela se altera pelo simples fato que você a está observando. Eu SUPONHO que seja esss razão, mas não dá para ter certeza. Ao mesmo tempo a gente nota que quanto mais densa for a zona astral que visitamos, menos elas será sujeita a sofrer influência da nossa mente, ou seja a energia daquela zona será mais estável. Você estará jogando a vaca num Titanic, e assim n desviara o Titanic do seu rumo.
    1 point
  21. Experimenta EFT (técnicas de libertação emocional), método Silva de controle mental, etc... Não custa testar. Paz, amor e luz!
    1 point
  22. Será se é insônia mesmo?... ou será se você está projetado ali na cama enquanto seu corpo físico dorme e você pensa que está com insônia?... Quando essas "insônias" acontecem você se sente com sono, cansado durante o dia?
    1 point
  23. Olá gostaria de saber como são as cidades astrais e se são para elas que vamos quando desencarnamos, se sim recebemos uma casa la? Como funciona?
    1 point
  24. Uma coisa que convém lembrar a quem tem essas curiosidades é que estamos falando da vida desemcarnada de seres que passam toda a sua vida de vigilia com muito menos lucidez do que admite. Daí a maioria dos desencarnados viverá no umbral em ambientes que replicam a vida no fisico,por simples comodismo mental. Não há portanto diferenças para boa parte dos desencarnados. Mas alguns mais degenerados viverão em cavernas, não em casas. E há as zonas mais elevadas UM POUCO, em que só vi hospitais e zonas de descanso coletivo. Também há grupos de espiritos que parecem viver em alojamentos coletivos, não sei porque, se sao pacientes, visitantes ou se há alguma dificuldade que os impeça de viver em casas individuais. Nunca me interessei por perguntar sobre como eles lidam com essas plasmagens do pos-mortem, entao sobre isso não sei nada além desse pouco descrito aqui.
    1 point
  25. Fui assistir a entrevista citada e localizei o trecho: https://m.youtube.com/watch?v=cNpEneFCzZU&t=1819s Só pode ser a tecnica completa 3, pprque eu lembro que quando fui fazer tomei a primeira vez tomei um susto com o tal "olá" que aparede do nada ali. Tem quase 5 minutos de som de onda do mar a gente já esta quase cochilando ouvindo aquilo com fone de ouvido, um.som ambiente, se imaginando no local, e do nada aparece um som alto e claro de um "Olá". Ele fala de forma bem suave... para quem está ouvindo em total vigilia. Mas apos 5min de relaxamento fica parecendo muito alto https://viagemastral.com/iva/tecnicacompleta3.zip O diabo do "Olá" surge em 4'53".
    1 point
  26. Na verdade toda magia é feita no plano astral, o que se faz aqui no fisico é só a ponta do iceberg. Só que lá no astral voce pode plasmar coisas e ver o efeito do que está fazendo. Aqui você faz as mesmas coisas atos palavras, gestos, visualizacoes, e nada acontece NO FISICO, mas acontece no astral ao seu redor, com um clarividente presente no local pode testemunhar e descrever perfeiramente o efeito que você esta gerando no local sem que ele tivesse nenhuma idéia do que esperar.
    1 point
  27. Só um alerta: muitos espiritos usam a aparência de demônios para fazer certos trabalhos no astral, já que sabem que milhôes de pessoas foram condicionadas a acreditar que demônios existem, e meter medo pode ser útil em muitos casos. Até eu já usei essa forma. Então o fato de você cruzar por aí em projeção com algum chifrudo não significa nada. Como você tem esse condicionamento anterior alguns espírirtos desocupados podem tentar se divertir com isso, só para rirem depois mesmo. Lembre-se disso. O mesmo vale para personagens de Luz, Jesus, Mestres ,etc. Também são formas usadas à vontade de quem as usa. Regra geral: a forma não tem nenhum valor quando se está em astral, tem apenas UTILIDADE. É só uma ferramenta. .
    1 point
  28. Olá, meu nome é Sidinei, tenho 47 anos. Faz uma semana que comecei a ter conhecimento sobre projeção astral. Estou ouvindo os vídeos do Saulo e pelo que ele fala, creio que tive algumas projeções que consigo me lembrar em minha vida. Estou a procura de respostas sobre minha filha autista. Ela tem 9 anos e na época da gravidez vi uma mulher em nosso quarto. Levantei na madrugada, fui ao banheiro e vi uma mulher de costas, se penteando em frente ao espelho. Percebi que não era minha esposa, então voltei para minha cama deitado de lado. Então a mulher passou por mim e foi até minha esposa que estava com uns 6 meses de gravidez. Ela se ajoelhou e colocou as mãos na barriga da minha esposa. Ela começou a fazer uma oração em uma língua desconhecida... e eu, embora não conseguisse entender uma palavra, senti que era algo do mal. Então despertei e estava na posição exata que aparecia no "sonho". Hoje, tendo conhecimento do que o Saulo ensina, acho que tive uma projeção. Queria saber quem é essa mulher e por que ela fez isso. Minha filha nasceu com autismo e problemas graves no coração. Já fez duas cirurgias cardíacas e até hoje toma remédios para controlar a pressão. Desconfio que tenha sido interferência dessa mulher.
    1 point
  29. Eu diria que sim, é isso. Você cuida do que interessa A VOCÊ, e deixa que os outros cuidem do que interessa A ELES. Acho que a sociedade cria uma distorção da percepção nesses assuntos, porque faz muita gente achar que espirirualidade é uma atividade coletiva. Não é! Não existe espiritualidade coletiva, ela é sempre interior, isolada, individual. O que as pessoas fazem em grupo é "socializar", seja em torno do futebol, do bingo, das corridas de cavalo, das religiões... É o que acontece nas religioes, compostas por gente que nao entende e nem conhece os fundamentos de sua prória religiao, apenas a frequentam como atividade social. E depois acham que estao seguindo alguma coisa, mas estao apenas imitando uns aos outros aos citar certos chavões típicos daquele grupo. E a "prática", nessa visão distorcida, se torna "convencer mais gente a entrar para o clube". Mas a prática da espiritualidade é algo que precisa acontecer dentro de você, daí o proprio nome original, Religare, do Latim, que visa religar aquilo que "foi separado". Sempre é portanto um processo de INTEGRAÇÃO entre a parte inferior e a parte superior do ser, que estão separadas por uma questão consciencial. Na visao religiosa seria unir o homem a Deus,.visto como um criador algo separado das criaturas. Numa visao esotérica você.pode pensar em eu inferior e Eu superior. Se você pensa em kundalini, ao romper os lacres do muladhra, que mantém a kundalini isolada no muladhara, SEPARADA do chackra coronario, ela sobe e novamente vemos a "uniao do inferior com o superior", que se ligam pela medula, também um processo de RELIGARE o que estava separado. Mesmo no Budismo, se consideramos que estamos presos no Samsara, separados portanto do Nirvana, romper com essa prisão para ter acesso ao Nirvana provavelmente pode ser visto como uma "reunificacao" com a fonte de tudo, porque a ilusão do samsara nos mantinha cativos em seus reinos inferiores. E isso é sempre um trabalho interior, nunca exterior. A medida que algo no interior se altera, sua manifestação no exterior também se altera, então é natural que nos relacionamentos algumas diferenças se façam sentir. A nossa relaçao com os outros serve para explicitar nossos pontos falhos. A convivência com os outros e suas diferenças nos obrigam a enxergar o que está oculto em nós. É fácil acreditar-se quase perfeito se você vive isolado da sociedade, numa casa de campo, só plantando sua comida e meditando. O papel da convivência com os outros é de escola, de nos fazer até mesmo enxergar projetados neles o que temos em nós mas escondemos melhor que eles. E às vezes eles não escondem tão bem porque lhes falta consciencia de que aquilo é prejudicial a eles próprios. Você esconde melhor porque já tem algum entendimemto. Mas na verdade ainda possui aquela mesma falha dentro de você, ou talvez fosse incapaz de enxergá-la no outro. O maior exemplo disso são as pessoas ciumentas, que por se sentirem tão vulneráveis à tentação de trair acham o parceiro tem o mesmo grau de vulnerabilidade que elas. Como falei ali, à medida que algo no interior se altera, sua manifestação no exterior também se altera, então é natural que nos relacionamentos algumas diferenças se façam sentir, sua vida melhora. E aí quem tem dificuldades similares pode notar que algo em você mudou, e se interessar pelo que você tem a dizer que seja útil a elas. Mas primeiro é preciso que algum crescimento interior seja atingido, para que só então a pessoa tenha algo de útil a oferecer para quem a PROCURA. Você tem que primeiro fazer a sua busca, achar as suas respostas, para então estar de posse de soluções/ respostas que sejam úteis a quem tbém busca aquelas respostas que você já conhece. E esse é o ponto que muita gente esquece, até pela distorção das religiões: Você dá o que é PEDIDO. Você não dá o que ninguém pediu mas você acha que é o bom para elas. Por melhor que seja o que você tiver para oferecer, o valor não será percebido. Quem não tem sede não reconhece o valor da água. Quem está de estômago cheio,mesmo que só de porcarias alimentares, não dará valor a nenhum grande manjar que lhe ofereçam. É por isso que não faz nenhum sentido oferecer algo que VOCÊ julga valioso, a quem não estiver PROCURANDO por isso. Enquanto a pessoa vê sentido em ter como meta de vida os prazeres, riqueza, etc, por que ela sr interessaria por algo mais? Ela que siga lá sendo feliz com essas coisas. Que bem você faria a seu cachorro ou gato se conseguisse convencê-lo que só pode ser feliz o ser que veste roupas, que sabe ler e escrever, que filosofa sobre o sentido da vida? Deixa o bicho ser feliz com o que ele valoriza. É só quando eles não enxergam mais sentido em nada que eles estão começando a se abrir para algo mais Até lá cabe a cada um descobrir seu "algo mais" que responda as SUAS PROPRIAS indagações. É uma busca pessoal.Cada um tem sua própria pedreira para quebrar. Uma vez que você tenha achado algo que serve PARA VOCÊ, pessoas com necessidades similares podem acabar sendo atraidas para você, porque sentem de forma inconsciente que você tem algo que elas procuram. Já pessoas com OUTRAS necessidades procurarão OUTRAS PESSOAS e não se interessarão pelas respostas que VOCÊ possui. Por isso não tem essa de "Guru maravilhoso, você precisa conhecê-lo!". O que acontece é que as pessoas gravitam em torno de quem tem o que elas, no fundo, estão buscando, e isso nunca satisfará a todos. Um determinado ensinamento só "faz todo sentido" para ESSAS pessoas, e não fará nenhum sentido para outras, ou parecerá raso , simples senso-comum. Entao sim, é isso eu diria: Investir em si mesmo é como plantar uma árvore, o resultado demora, nao é como plantar flores. Quando a árvore for grande, forte, der boa sombra, quem precisa disso na sua caminhada irá procurar a árvore, quem não precisa passa reto, segue sua jornada. Ja flores surgem rápido, mas são efêmeras, em poucos dias elas se desfazem e não sobrará nada delas nem onde elas brotaram, nem nas mãos de quem se deliciou com elas.
    1 point
  30. Eu acho que está bom. Melhor calar que causar atrito desnecessário. Se você realmente conseguir melhorar a você mesmo você automaticamente vai ajudar os outros. É uma consequência natural porque ninguém está sozinho por mais que pareça estar. A solidão é mais uma daquelas ilusões a que nos apegamos por ignorância e falta de paciência. Melhorar a si mesmo é gerar karma positivo e o karma positivo repercute. Tem um desdobramento. Não precisa forçar a barra. E se me permite um conselho, procure não ter medo de falar e ser mal interpretado. Aliás, se existe algo que é certo, tão certo como saber que um dia essa vida termina e todos iremos morrer é que vão te interpretar errado. Isso já aconteceu com todo mundo e vai continuar a acontecer neste mundo tão dominado pelas paixões. Por mais positiva que seja a sua fala, sempre esteja preparado para ser agredido por quem não recebê-la corretamente. Entenda que se isso acontecer, não é um problema seu. Não absorva isso porque só vai te fazer mal. Simplesmente siga em frente. E não se esqueça que se comunicar é difícil. Pode ser que você é que não tenha conseguido se expressar adequadamente. Eu sei que é difícil ser mal interpretado mas só é difícil porque ainda estamos muito presos aos personalismos e automatismos de nossos egos. Mas em geral, não é o outro que te machuca, é você que machuca a si mesmo com base naquilo que veio do outro. Pode parecer um absurdo o que vou te falar agora mas o outro não tem poder nenhum sobre você. Aquilo que o outro faz é karma dele. Se o que ele fez te atingiu é poque era o seu karma agindo através do outro. No final das contas, a verdade é que a raiz desse mal que te atingiu reside em você. Mesmo que você não consiga enxergar isso. Ao te falar isso, eu mesmo estou me arriscando a tomar uma bordoada porque muito pouca gente entende estes conceitos verdadeiramente e tem muita gente que não concorda. Já me aconteceu algumas vezes aqui neste fórum mesmo. Tem gente até que acha que estou falando em "passividade". Não é isso. Muito pelo contrário. E por mais absurdo que possa parecer, eu estou te falando de coisas muito práticas. Isso não é de forma alguma uma utopia. Não significa entretanto que seja fácil. Mas não deixa de ser simples. No fundo, no fundo, é bem simples. Mas você não precisa acreditar nessas palavras. E se você achar que estou falando besteira, não se preocupe que não vou me magoar, pode falar. Afinal de contas, fui eu que me meti a besta de dar um conselho né? Tenho que aguentar o que vier de resposta... rs
    1 point
  31. Essas mudanças de local acontecem a medida que a projecao vai durando. Logo que você levanta e sai de casa ainda está numa zona mais estavel mais vai mudando. Quanto mais durar a projeção mais propenso você estará a afetar o meio pelo pensamento. Logo que levanta da cama e está em casa ainda, se tentar plasmar um objeto dificilmente conseguirá, porque é uma zona mais proxima do físico ainda. Quando mais dura, mais se afasta, e mais fácil fica plasmar o que você quiser.... mas não só isso: mais fácil será você pensar numa pessoa e isso te fazer lembrar d eum local e logo você ir parar nesse local. É por isso que nos livros sobre projeção voce pode encontrar afrimacoes que te sugerem que basta pensar num local e você estará lá. Ou que para encontrar alguém que esta procurando, basta pensar nela . Aí quando você começa a se projetar tenta usar isso e nunca funciona. Por que? Porque no inicio as projeções são curtas, de 1-3min, e você não teve tempo ainda de sair da zona proxima do fisico. Mas a medida que consegue que suas projeções durem mais, você ja começa a se manter na faixa mais leve, em que seu pensamento pode ser usado para mudar de lugar, encontrar pessoas e... infelizmente... plasmar fantasias também. Então é importante estar atento ao que se passa na sua mente quando esta numa projeção, porque aí voce saberá, por exemplo, se ao encontrar a moça ali ela te lembrou alguém que um dia você conheceu numa festa e tal... e isso te deslocaria para um ambiente desse tipo. Ou se você achou ela parecida com a atriz tal.. e aí o rosto dela muda para o daquela atriz... ou se ela te lembrpu uma vizinha que tem um cachorro bravo, e ai do nada aparece um cachorro bravo vindo correndo na sua direcao na rua. Se você estiver percebendo o que se passa na sua mente enquanto esta projetado pode descobrir as respostas para essas coisas antes que elas se tornem uma luta contra dragões voadores e salvamento de princesas rm castelos medievais, porque se você não esta ligado um pensamento se associa ao próximo e logo vira um filme, e aí vira mero sonho lúcido porque essas plasmagens vão te tirar a lucidez mesmo você estando, de fato, projetado.
    1 point
×
×
  • Create New...