• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 04/11/2021 in all areas

  1. 2 points
    (eu não costumo responder aqui, porque este tópico é só de apresentações, mas neste caso preciso escrever aqui, até porque se escrevesse via MP e essa sua mensagem ficasse parada aqui, ia parecer que ninguém leu ou deu a mínima , o que seria a impressão errada. Mas est tópico não é para esclarecimentos) ................ Não se preocupe, "Deus" e "projeção astral" são áreas bem diferentes de experiência, como são são Arte e Engenharia. A busca por Deus está na área chamada "mística", ou misticismo, envolve a busca por êxtases internos, cujo método envolve meditação (oração entra nisso) e as experiências são "amorfas", ou seja, não é algo que você ENXERGA, é algo que você SENTE, em geral acompanhado da perda de sensação corporal, uma sensação de fusão com o Todo, com o Universo com Luz universal ,com o Amor universal. As experiências da área da projeção são da área do psiquismo, pertenxem ao mundo das FORMAS, você usa um corpo (corpo astral), percebe os outrs seres também com corpos), percebe cidades, ruas hospitais...é um mundo similar ao nosso, do físico, mas com "leis da física" diferentes. Portanto um ateu pode muito bem se dedicar a projeção sem que isso conflite com suas crenças. Ate mesmo alguém que não aceite a sobrevivência do espírito após a morte pode praticar a projeção e ter lá seus resultados. Só que ela vai ter que traduzir tudo em termos de experiências da mente, pelo menos até que tropece em comprovações que mostrem que o que ela experienciou era realidade. Aí ela vai começar a fazer mais malabarismos para tentar explicar tudo em termos dos "poderes incríveis do subconsciente", uma teoria bem fantasiosa mas que os céticos adoram, para continuarem rejeitando a sobrevivência do espírito após a morte. E assim eles seguem apelando para explicações criativas cujo objetivo é sempre reafirmar uma idéia fixa "o que você experienciou não pode ser real , precisa ser qualquer outra coisa, menos o que foi experienciado em primeira mão" É um pré-julgamento do qual eles tem dificuldade escapar, mas não impede de praticarem e experienciarem, visto que tudo que precisa é técnica, e treino, não crença, porque não há religião nisso. Agora, no seu caso específico, você busca reencotnrar sua esposa, então creio que você não sofre do ceticismo que duvida da sobreviência do espírito. Isso facilita, porque a pessoa que se suicida está em uma má condição emocional já desde muiot antes de se suicidar. Precisa entender um detalhe que muitas vezes passa despercebido: INTERNAMENTE falando, você NÃO está vivendo onde seu corpo físico está localizado. Pense no nosso corpo físico como se fosse uma torre, como um farol no meio da rua, de uma rua qualquer de uma cidade: Quem quer falar com você vai até seu farol. O problema é que há uns poucos andares para cima, 4 digamos, e há uns 9 para baixo. Você pode estar em qualquer um dos 12 andares, e quem vem falar com você precisa apertar o interfone do andar certo, ou não consegue se comunicar com você. E apenas o andar térreo não tem distorção no som, em todos os outros o interfone distorce um pouco o que você falar e ouvir através dele. Nos andares mais distantes, para cima ou para baixo, é quase impossível se fazer entender. A pessoa deprimida pode estar fisicamente do seu lado, mas internamente ela está vivendo em outro andar. Astralmente ela está habitando outro ambiente que não é o mesmo seu. O corpo astral está ligado ao corpo físico, mas não quer dizer que o espaço astral que ele habita enquanto está no corpo seja a contraparte astral do lugar físico. É por isso, por exemplo, que usuários de drogas podem ter visões com entidades rastejantes andnado peo chão ou pelo seu corpo. Elas não estão no espaço astral do quarto dele, é ele que está astralmente dentro dos charcos e cavernas do astral, é la´que tem esses seres rastejantes. Portanto ele está fisicamente aqui no plano físico, o corpo astral dele está, em tese, encaixado no corpo físico, porem ele está sintnizado com as partes profundas do astral então ele enxerga ao seu redor aqule ambiente, o "andar de baixo" como se fosse o térreo. Logo, uma pessoa que se suicida já vem de um estado emocional problemático há muito ano,s já está de fato vivendo numa zona astral pesada, há muitos anos. o que a mantém "de férias" do sofrimento constante é a possibilidade de estar encarnada. Quando ela desencarna, ela perde essa âncora com este plano, a passa a viver na zona astral com a qual ela sempre teve afinidade e já vivia psicologicamente todos esses anos. E esse andar é bem diferente do que vivemos, enquanto encarnados, e mesmo na projeção, se a pessoa é razoavelemnte equilibrada ela não tem como acessar o andar em que ficam os suicidas ou outros que estão mais pertrubados emocionalmente após o desencarna. Note que mesmo aqui, enquanto encarnadas, a pessoa deprimida vive meio que numa bolha, é difícil conseguir se comunicar com eles nos piores momentos, criam um tipo auto-isolamento mas que não é voluntário. Portanto, após o desencarne, há essa dificuldade adicional. Sempre há um distanciamento entre encarnados e desencarnados num primeiro momento, e o rumo natural e sadio das relações é esse mesmo. Mas quanto maior a dificuldade emocional do desencarnado, maior o tempo, em geral que precisa antes que um contato possa ser feito. Daí a necessidade, num caso como o seu, de crer em um pouco mais que apenas a sobrevivência do espírito. Se você acredita que sua esposa continua viva, mas em outro plano, não pode ser difícil acreditar que há trabalhadores espirituais atuando na organização desses processos do pós-mortem né? Pessoas como eu e você, mas com mais estrada espiritual, que se voluntariam para ajudar quem sabe menos e precisa de ajuda. Então nesse casos, como o de suicídio, você precisa contar com a ajuda deles. Só a projeção não te leva onde você decidir ir, quando se trata se achar algo ou alguém no astral. Você precisará de ajuda, que poderá vir apenas no momento que for melhor para todos. Então isso envolve: - admitir a existência de grupos de ajuda astral - admitir necessidade de ajuda - pedir regularmente por isso - ter paciência, aceitando que cada coisa tem seu tempo - ter confiança que , se for melhor para ambos, a ajuda pode ser dada. Mas se não for, não será, também pelo bem de todos os envolvidos Eu já coloquei alguns esclarecimentos sobre a questão do suicídio aqui, porque há vários detalhes envolvidos. Mas é um tópico mais direcionado para quem está ruminando essas idéias, não para quem perdeu entes queiros pelo suicídio: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/20189-sobre-suicídio/ Mas essas explicações são sempre regra geral, cada caso é um caso, como você poderá ver até nos trechos de livros que usei, mostrando relatos. E aqui eu deixo o tópico POR ONDE COMEÇAR, onde procurei reunir diferentes abordagens para a pessoa que quer se projetar, dependendo do tipo de pessoa. Você verá ali no pdf do Raduga que ele nem acredita que projeção astral seja real, trata como sonho lúcido, e ainda assim é o livro que contém a abordagem mais prática e rápida para começar. Mas claro, um passo importante é treinar a rememoração do sonhos, caso contrário voce pode se tornar um projetor experiencia que nem sabe que se projeta, porque semrpre perde a memória. Aí complica tudo Aqui eu dei umas dicas: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16169-técnicas-de-rememoração/&do=findComment&comment=70242 E muitas vezes o que faz a pessoa desconsiderar o valor da memória dos sonhos é exatamente porque A MEMÓRIA é de má qualidade. Em tese os sonhos são apenas projeções sem lucidez. Alguns até não são, sendo frtuo do estress, ou simbólicos, etc. Mas precisa lembrar deles bem, para poder analisar. Aqui dois exemplos: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=67356 https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17219-relato-de-projeção-e-possivel-videncia/&do=findComment&comment=75049 Bem, encero por aqui, mas não vamos ficar dialogando ou tirando dúvidas por aqui, porque este é só um tópico para apresentação mesmo, ok?
  2. 2 points
    Eu acho que isso só pode ser avaliado individualmente, nunca por regras gerais. Porque, por exemplo, se uma pessoa é muito reativa, ela será facilmente controlada por estímulos externos. Então ELA ganhará mais liberdade interior, mais autodominio e autoconhecimento, ao procurar reduzir essa reatividade e observar os processos psicológicos internos que estarão fervilhando ali por dentro, tentando dominar as ações dela, e assim passa a se conhecer melhor, o que a motiva, o que teme... Já outra pessoa, que PAREÇA menos reativa a quem olha de fora ( POR SER mais tímida, reprimida, porque foi condicionada a viver o personagem " zé bonzinho, que nao tem boca para nada") esta também sendo controlada por fatores externos a ela: no caso um condicionamento repressivo que pode ter um papel muito grande na sua personalidade. Nesse caso ela ganharia mais liberdade sendo mais reativa, e também porque ao fazer isso observará os padrões psicologicos se agitando dentro dela, tentando ditar seu comportamento, e passa a se conhecer melhor. Ceder rapidamente, sem resistência, aos nossos padroes automatizados, quersejam de reatividade ou de repressão, não cria esse "atrito interior", entao não percebemos os "cordões" que nos controlam, e isso é que cria a ilusão de livre-arbitrio que boa parte da nossa cultura ocidental alimenta. Me parece, portanto, que o primeiro exemplo aprende mais sobre si coibindo sua reatividade, o segundo, exprimindo. Mas deve fazer isso com CONSCIENCIA da escolha que está fazendo, do porque esta fazendo, o que é diferente de deixar-se dominar pela escolha que fez. E como cada pessoa tem seu perfil psicologico próprio, seus pontos fracos a lapidar, a tendência é atrair experiências que cutuquem esses pontos, porque só assim enxergamos nossos desequilibrios . Entao, sinceramente, eu realmemte DUVIDO de regras fixas nessa questao de comportamento. Mas isso é algo que cada um precisa avaliar, testar na sua vida se segjir regrars fixas ajuda ou atrapalha.
  3. 2 points
    Jhana, sobre " humilhar".... Isso é como ímã: só funciona com ferro. Ninguém que näo seja orgulhoso se sente humilhado. Quanto mais orgulhosa é uma pessoa, mais sensível ela será para coisas que ela acha que a humilham. Então o problema de todos nós nunca é o que OS OUTROS FAZEM que nos atinge. É o fato de termos ALGO A SER ATINGIDO. É esse algo que precisa ser eliminado, porque só ele está ao nosso alcance. O resto do mundo não está, a opinião dos outros sobre nós não nos pertence. E nem nos interessa. Além disso, com mais idade você perceberá que pessoas que agem assim como você relata são as mais doentes, as que mais tem falta de alguma coisa, e exatamente por isso se ocupam do que elas acham que falta no outro. Alias tem um video do Paulo Ghiraldelli sobre o caso do entregador " humilhado" que comenta bem isso. https://youtu.be/3TTU-ndu6gY (Link substituido: eu tinha colocado o link errado quando postei a resposta) Quando eu era jovem eu via os mais velhos falarem esse tipo de coisa e achava que era clichê sabe? Eu pensava " Esses caras se acham sábios só porque acharam um ' formula de análise' que se resume a dizer que tudo sempre é o contrário do que parece, tipo : ' quem desdenha quer comprar', ' todo valentão é um covarde', ' cara que vive bancando o muito machão, pegador, em geral é enrustido', ' todo moralista que vive ditando regras para os outros faz tudo ao contrário quando não esta sendo obseevado', etc. Mas ... sabe que é verdade?!!! Acho que demorei ate os 40 anos para encontrar exemplos concretos em quantidade suficiente para dar meu braco a torcer nisso. Claro que não deve ser 100% dos casos, mas é assustadora a frequencia com que isso acontece. Deve ser algum mecanismo automatico da psique, algo tipo " polaridade equiibrante" sabe? Algo assim: Como você nao possui dentro de si uma certa caracteristica que te satsifaça, entao você busca aquilo fora de si. Sua atenção está repetidamente focada naquilo de modo que você verá NOS OUTROS com muto mais facilidade a AUSÊNCIA daquilo também. Nâo verá a PRESENÇA, porque como você não possui aquilo, não sabe como é quando aquilo esá presente. Mas sabe quando há no outro aquela ausência. Entao isso cria um comportamento curioso: -os adúlteros em potencial são ciumentos, porque julgando por si eles acham que o outro parceiro é tão ou mais fraco que ele( a tentação de trair é forte nele) . -O corrupto em potencial viverá deconfiando da possível corrupção do outro, porque julgando por si ele acha que o dinheiro é uma forte tentação ( é forte nele). -Aquele que esta sempre falando em liberdadade no fundo se sente prisioneiro de alguma coisa, ou esse asssunto nem viria à mente dele. - o cara que é mais cabeça fechada está sempre falando sobre a necessidade de ter "mente aberta" E da mesma forma, o fato de você não possuir as mesmas falhs de carater de outros faz com que você náo identifique fácil essas falhas neles: como você não as tem, não sabe como pensa uma pessoa que as tem. Você não supõe que o outro faria X porque VOCÊ não faria aquilo. Da mesma forma como pode não entender porque alguém se sentiria superior por possuir um carrão caríssio, por exemplo. Para entender isso você precisa ter o mesmo tipo de mentalidade que ele. No fundo estamos todos conectados e o que vemos o outro tem íntima relaçao com o que temos em nossa psique ou com o que nos falta. Por isso é muito útil como autocohecimento ficar atento ao que outras pessoas são caso isso nos perturbe. O que tem nelas que nos incomoda nos ensina muito sobre o que temos ou nos falta em nós, e isso ja nos indica o que devemos melhorar em nós, e deixe que o outro cuide de si.
  4. 2 points
    Cara, o que pode estar acontecendo é o seguinte: - se seus parentes estão dormindo, eles estão projetados e podem estar ali vagando pela casa. Quando você vai acessar esses sites, atrai para junto de si(portanto dentro da casa), visitantes astrais afinizados com essa frequência do sexo. Seus parentes podem notar a "invasão" e resolverem voltar para o corpo, meio que instintivamente, como as pessoas fariam se notassem barulhos estranhos dentro de casa e levantam pra olhar. Isso aií acho que não dá problema tem problema não. Eu mesmo só posto coisa de política no meu face, e as vezes entro em uma ou outra discusão fora do meu face, e nunca notie nenhum problema. Só quando eu resolvi ficar enviando Reiki para a Dilma durante a fase braba do impeachment, porque achei ela muito desgastada. Esquecemos que esse pessoal que vira presidente, todos eles, são idosos né? Já devem viver abaixo de remédios para pressão coração, diabetes... Então após começar aa fazer isso, tive pesadelos por 3 noites seguidas. Mas isso é normal se você resolve atuar pelo lado astral. Aí resolvi ir atras deles, para eles gravarem bem que deviam ficar na deles, e pronto, segui enviando Reiki por uns dois meses e nunca mais encheram o saco. Mas no ambiente físico nunca cheguei a notar nada. O que acontece é que se você tiver vizinhos "boca braba" gente que usa droga, ou que bebem, eles serão sim usado pelas entidades para gerar problema para você, mas me geral só se você trabalha com espiritualidade. Aí vem mendigo bater na sua porta bem na hora que você está fazendo algum trabalho, passa gente drogada gritando por ali, cachorro de rua pode se invocar com você... e sim, filho de vizinho incomodando é meio que garantido, alem de cachoror que late sem parar bem na hora que você precisa mais concentração. E param de latir quando você resolve deixar aquilo para outro dia. Crianças são mais desequilibradas emocionalmente e por isso mais vulneráveis, ainda são bichinhos instintivos que não aprenderam a controlar seus instintos porque a mente deles ainda vai demorar para se desenvolver até atingir esse ponto de controle. E se você tiver filhos, seus filhos sempre brigarão entre si bem no dia dos trabalhos espirituais mais importantes. Então casais que são médiuns de umbanda pro exemplo, enfretnam brigas entre is ou problemas com os filhos justo no dia que terá trabalho de desobsessão a noite . Quem faz essas atividades tem que estar muito mais alerta Mas note, isos não é agir no físico, espiriitos não tem pode para isso Eles agem na psique das pessoas encarnadas, e elas sim é que agem no físico. É por isso que se diz: "não tenho medo dos mortos, mas dos vivos". Os mortos não tem capacidade de gerar resultados no físico exceto em condiçoes muito raras, em que tenha por perto um maconheiro ou alcoólatra, porque aí eles se alimentarão da energia f´sica dessas pessoas e podem ate gerar efeitos tipo poltergeist. Mas o perigo é que é fácil para eles induzir um encarnado mentalmente afetado, como viciados ou malucos de rua, a pegar uma faca ou pedaço de ferro, e te atacarem. Mas se não faz trabalhos espirituais, ,em geral só seus obssessores particulares mesmo, gente com quem você tem pendências, é que vão se dar ao trabalho de ficar te perturbando. Parece pouco, mas é bem mais fácil se livrar de mercenários astrais contratados para te perturbar do que de pessoas com quem você tem pendências kármicas. Pode parecer viagem agora, porque parece improvável que isso se desenvolva num problema mais grave. Mas daqui a uns 15 anos essa criança será um jovem adulto om o qual você pode descobrir que terá problemas maiores. Quando vemos notícias de brigas entre vizinhos que levam a morte, pensamos em carma né? Mas um dai aquela pessoa já foi uma criança, filho de outra família, que as vezes veio de outro estado só para morar do lado da sua casa e gerar problemas futuros. Não há como saber por quais portas seu carma vai entrar. Só o que sabeos é que se você mantiver o equilíbrio tem menos chance de cair nessas armadilhas de ação-reação que surgem na vida.
  5. 1 point
    Ferrou geral, o "Robson Dinheiro" tá no esquema de pirâmide, kkkkk: https://theintercept.com/2021/05/04/entre-cloroquina-namaste-conheca-direita-gratiluz/
  6. 1 point
    Pessoal, eu tenho um livro aqui muito interessante sobre meditação vipassana. A maioria desses livros costuma ser puro enrolol, mas este contém conteúdo prático, que permite ao leitor treinar essa técnica especifica. Pesquisando, achei o pdf em inglês naquelas bibliotecas de pdf da internet, baixei, converti para texto, upei para o google tradutor e depois fui relendo e corrigindo as frases erradas apenas dos capítulos que achei importantes, o resto eliminei. Estou anexando aqui, para quem se interessar: Além da respiração.pdf
  7. 1 point
    É, essas feiras eu já vi também, e achei estranho. Tem certas áreas que parecem imitacoes do fisico mesmo. O pessoal que só anda por zonas sombrias acaba fazendo uma idéia errada do astral, achando que tudo que verá é sombras, sofrimento... Mas tem zona ali que parece que esta todo mundo só curtindo a tarde no feriado, ehehe
  8. 1 point
    A forma mais eficaz.que se conhece até agora é levantar de madrigada para fazer, conforme explicamos ha anos aqui: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17115-como-se-projetar-sem-enrolação-nem-perda-de-tempo-autor-daniel-s/&do=findComment&comment=74528
  9. 1 point
    Não reagir a certas provocações é uma virtude mesmo ou devemos reagir em algumas situações? Eu noto que há pensamentos de injustiça que aparecem na minha cabeça e eu sinto uma vontade furiosa de reagir a eles, mas às vezes consigo controlar esse processo e sinto que é melhor simplesmente não dar bola ao estímulo que esses pensamentos trazem, só que ainda não entendo bem a lógica disso porque fico confuso em relação a uma coisa: ''Até que ponto a não-reatividade é algo distante daquela passividade mais estúpida?''
  10. 1 point
    Eu nunca falo muito sobre minhas projeções, tinha muitas na infância, depois de adulta ficaram bem raras, nós últimos meses tenho buscado o autoconhecimento e tive algumas boas projeções, mas nunca tinha visto ninguém, a algumas semanas, durante um cochilo eu me vi saindo, tive dificuldade para "desgrudar" do corpo mas sai pela vontade, consegui voar e me senti muito bem, mas voltei ao meu quarto e vi primeiro um espírito plasmado em criança mas com aparência muito pesada, ela veio para cima de mim, lembrei muito dos ensinamentos do Saulo e tentei enviar vibrações de amor e ele não se aproximou, ao fundo vi outra criança menor também com aparência muito pesada mas não tentou me atacar, continuei emitindo boas vibrações, em seguida vi um palhaço pleno (com uma aparência leve) não senti nem boas e nem más vibrações vindas dele, notei que ele falava com as crianças e logo depois voltei ao corpo.... Não consegui entender bem essa experiência e estou procurando entender, mas foi única e bem diferente.
  11. 1 point
  12. 1 point
    É, você não pode ficar muito tempo no estado " Dããã....." fascinado por UMA coisa, tem que "ir passando", manter-se em atividade, pelo menos no inicio. Aquelamsituacao comum do fisico, quando voce fica parado curtindo um cenário, se fizer isso em astral, vai acoar em poucos segundos. A menos que seja um cenario complexo com muitos detalhes que possam cahamr sua atencao.
  13. 1 point
    Por causa disto: Foi muito apertado o tempo. Em geral vai levar uns 40 minutos mesmo. Aí vai dar muito em cima da hora. Ei sempre gosto de dar 2horas, até para ter tempo de mais de uma. Se der 1hora só,.as vezes vai conseguir.faltando 5minutos para despertar. Varia. Em geral mesmo quando é " num piscar de olhos,.leva ins 2 segundos, entre.o momemto que voe nota que as imagens começaram a.parecer realistas demais para algo que é " apenas imaginacao", e o momento quw voce.se sente " fisicamente lá" . Mas se for a poucos metros, voce pode sentir o corpo astral descolando e indo ate o local, como eu expliquei com mei desenho no tópico POR ONDE COMECAR. Sim, nao temos como saber quem sao essas pessoas. Eu sempre vejo MUITO mais gente na rua em astral do que minha cidade tem no fisico. Não há formas de saber o que sao essas pessoas. Claro, é bem comum. Uma coosa qie evita esses retornos sem aviso é sempre estar agarrado a algum objeto oi mesmo a beiradinha da roupa da.pessoa .com quem.voce estiver conversando. Sentir a "solidez" de algo ali no astral te mantém mais ancorado lá. Mas é duro lembrar disso. Em geral voce percebe 1 ou 2 segundos antes, que vai acordar, e nem sempre tem.algo por perto para voce agarrar. Caso consiga agarrar em algo, pode acontecer de tudo escurecer, indicando que já vai acordar, mas se conseguir se manter concentrado na sensacao do tato, de estar ainda agarrado ali, a cena volta a se abrir e voce pode seguir na projecao, até a nova instabilidade. É isso aí. Olhar para as maos as vezes nao é suficiente, falta algo que dê mais " firmeza.
  14. 1 point
    São rápidas porque você estar se esquecendo reforçar sua conexão com o astral. São técnicas conhecidas: Fazer EV, ficar tocando nas paredes, se agachar e esfregar a areia no chão (ou dar uns tapinhas com força na areia), pegar a areia e esfregar ela nas mãos, pegar um objeto qualquer nem que seja uma pedra e ficar apertando ela na mão, olhar pras mãos e esfregar elas (mas acho mais eficaz as antereiores, porque já me ocorreu de voltar pro corpo olhando as mãos), comentar o que você está vendo, nem que seja algo óbvio... Se sua visão fica ruim então você pode esfregar o terceiro olho e ordenar clareza, esfregar com força mesmo. (Eu sempre falo "Lucidez! Lucidez!" e dá certo também kkkk acho que depende mais da intenção, o certo mesmo seria clareza. Ou fala "Limpa! Limpa!" esfregando o terceiro olho)
  15. 1 point
    Treinar este despertar várias vezes por dia durante a vigília tende a gerar esse despertar também quando estiver fora do corpo: http://gnosissabedoriadoser.blogspot.com/2010/07/chave-sol.html?m=1
  16. 1 point
    Exato. Ele explica que a escolha por entrar no Nirvana ou seguir avancando se dá na quinta iniciacao de misteros maiores. Ainda falta muita coisa. Mas concorde ou não com ele voce já entende aí a diferença entre a meta do Budismo e a meta do que o Samael está ensinando. Além disso, não esqueça: - quando as pessoas falam de cristiansmo, budismo, hinduismo, islamismo, judaismo... Estao falando da versao para as massas. A gnose é esoterismo, que não está no mesmo " plano" que cristianismo para as massas nem budismo para as massas. So dá para comparar cristinaismo de massas com budismo de massas, cristiansimo esoterico com budismo esoterico. E o ponto da gnose é exatamente esse: A gnose nao é invencao do samael, a gnose é o esoterismo, algo que esta por tras de todas as religioes, ordens iniciaticas etc. Só que claro, foi muito poluida com o passar dos séculos. O que o Samael fez foi dar uma resgatada nisso, eliminando muitos dos acrescimos desnecesssarios e focando mais no essencial. O Gurdjieff tambem fez isso, só que pegou a base de uma escola do oriente e se fixou apenas num recorte ali, compativel com o momento historico ( recem saídos do positivismo, das mesas espiritas, olhando todas os papos misticos e magicos como charlatanismo... pseudo-esoterismo e tal, ai ele nao entra em muitos detalhes, de forma publica, sobre o refino dos hidrogenios e o papel da magia sexual nessa construcao doa corpos solares , como resultado de dar continuidade naquela combinacao das 3 oitavas ( alimentos, respiracao, impressoes) para alem do ponto esboçado no diagrama do fragmentos de um ensinamento desconhecido. Pelo que lembro foi o Rabolu. Porque essa pergunta era muito popular, entao a gente "explorava" o Rabolu, que ainda estava vivo naquela epoca, para responder sobre isso a toda hora. Essa questao de " em que ponto estamos" era algo bem do presente. Mas note que o Rabolu esta atuando num.contexto meio apocaliptico. Entao é papo de heecolubus, papo de "hora 13", humanidade julgada..... é um contexto de " vamo trabaiá rapaziada?". A meu ver nao muito diferente do contexto de Jesus, porque o hinduismo ja falava em reencarnacao desde a origem, buda ja criticava que se pensassd que a reencarnacao nos libertadia de algo assim,de forma automatica. O conceito de reencarnacao já circulava por ali no ambiente cristao ( tanto que um homem pergunta a jesus porque um sujeito ali era cego DE NASCENÇA? Se era por errros dele.pu de seus pais?". Ou seja, quem pergunta já pressupunha uma vida anterior, já que o sujeito era cego de nascenca né?) Entoa porque Jeaus jala que só tem uma vida e depois o juizo? Se isso é algo obviamente incorreto pelo que se sabe nessa área, por varioa indicos que ja se conhece hoje? Porque o contexto da mensagem dele era tbem do tipo: "Esquece esse papo de quanto tempo temos, foque no hoje" Similar também à atitude do gurdjieff quando o Ouspensky resolve perguntar a ele sobre a vida apos a morte e ele fala que para algo continuar apos a morte um núcleo de cosnciência precisa ser construido ( o que ss faz agora né? No dia a dia) Entao acho que isso é mais coisa do Rabolu mesmo. Nao lembro que o Samael tenha respondido a isso. Mas nao li todos os livros do Samael, pode ser que tenha algo perdido por ai. Outra coisa que eu SUGIRO que você reflita é o seguinte: -a finalidade desse processo das infrsdimensoes é impedir o fortalecimento infinito do ego. - é um processo cíclico, o que sugere que há niveis a serem atingidos de tempo em tempo - em alguns casos extremos a pessoa pode descer para as infradimensoes antes da encarnacao 108. O Samael cita os crimes de "alta traicao", em que o sujeito pode inclusive ser desencarnado no ato, mas mantofo vivo ocupado por um eu mais inofensivo, de modo qeu o resto do planejamento carmico dos demais envolvidos siga em andamento sem afetar tudo. Por isso quem apronta a dessas nao tem arrependimento, porque a essencia já foi,desceu com o resto do ego para dissolucao. Eu acho que sinceramente este caso é um exemplo disso, mas nao tenho como ter certeza, claro: https://www.netflix.com/br/title/81130130 ) Juntando tudo acho que dá para perceber o " espirito da lei". O que se está dizendo é que a maioria de nós chega a um nivel de desenvovlimenro do ego inaceitável apos umas 108 existencias. E apos repetido desinteresse na maestria, a essencia retorna a sua origem. Entao eu nao levo esses números muito a sério, sobre serem examente 108, serem exatamente 3mil voltas. Eu vejo isso mais como aquela resposta de Jesus a pedro sobre quantas vezes era preciso perdoar " 7 vezes 70". É so um jeito de exprimir algo muito grande, alem da nossa compreensao ja que nosso tempo de vida fisica é limitado demais para entender um tempo desse tamanho. Mas a mensagem que fica é: - se voce nao lutar conscientemene para eliminar seu ego, ele fica progressivamente mais forte, não há nenhuma " lei da evolucao" que vá fazer o seu trabalho por você - a partir de um certo nível voce está com o ego tao forte que isso tiraria todas as suas chances de não viver uma vida robotica, entao quando chega num certo nivel essa estrtura psicologica precisa ser desintegrada para que voce tenha direito a um novo recomeço, masi livre de condicionamentos. É uma versao "macro" do processo de reencarnacao, em que voce perde a memoria da personalidade anterior para poder olhar a vida com olhar renovado. - mas se repetidmanete.voce nunca se interessou por nada alem de viver sua vidinha animal, ok, ta tudo bem, volte ao seio do Pai e seja feliz, porque afinal a viagem pelos reinos da criacao foi longa e bem movimentada. O termo " salvo" é espinhoso, porque ele esta ligado ao contexto de céu x inferno, e isso é o contexto limitado do que acontece no final das 108 vidas. Como nossa parte divina, a essencia, nao pode ser perdida, porque isso implicaria que Deus perdeu um pedaço seu, não há nada do que ser salvo.. O papo de salvo estaria ligado a voce mesmo conseguir se livrar do ego de modo a nao precisar mais baixar para as infadimensoes. E isso é um trabalho que voce faz sozinho ou a antureza fará por voce. A diferenca apenas é que voce mesmo fazendo voce adquire comonresultado uma maior consciência e sabedoria ( a Essência amaduece até atingir o nível cristico), o que te torna Mestre DESTE SISTEMA. É como um aluno quese formmou e agora pode ensinar outros. Se a natureza faz esse trabalho por voce, isso significa apenas que voce nao adquiriu sabedoria e consciencia suficientes no seu percurso escolar. Não há nenhuma punicao, porque hpuve crescimento, houve aprendizado, apenas nao no nivel necessário para a Maestria, mas isso nao é meta obrigatoria, é opcional. O proprio Samael fala isso, que muitas Mônadas ( o Pai Interno) nao se interessam em se tornar mestres, e por isso nao há pressao na essencia por essa busca) É que o papo " olha o hercolobus! Olha essa humanidade fracassada! Olha essa kaly yuga negra! Que horror!"chama .ais atencao no ensinamento gnostico do que esses outros pontos que cito. Mas é que isso é " papo motivacional", quando voce conhece os detalhes do que é ensinado nota esses pontos a que me refiro e vê que não há base para essa atitude fundamentalista que infesta os gnosticos em geral. O Samael era mestre do raio da força, o Raboku da justiça.. então o jeiot de comunicar as idéias segue meio que aquela lógica espartana, eheheh. Tudo com muita cafeína! Mas é o jeitão deles. Você pegou só as duvidas " populares", ehehe. Essa questao sempre perturbava. Mas a resposta do Rabolu sempre foi que as essencias que retornavam ao absoluto viviam imersas em felicidade, porque afinal houve um aprendizado nesse processo, apenas nao tinham individualidade. Só que isso, para nós, que vivemos embutidos no ego, soa ameaçador. Esse papo de sem indovidialidade. Mas acho que se trata de um erro de percepcao do ego,que nao consegue imaginar esse estado. Porém , se voce conhece algims relatos misticos, vera que tanto na descricao de " proojecao em corpo mental" quanto de certos samadhi, a pessao relata perder a nocao do eu, sentir-se esparramdo pelo cosmos, ver o espaco sideral, ver os planetas, ver um comera passando, mas ela se sente o planeta, o cometa, as estrelas.. tudo ao memso tempo. E em geral sente um "medo de extinçao", que interrompena experiencia , que provavelmente esseedo vem do ego. Entao esse papo de "sem individualidade" creio que tem a compreensao prejudicada pela forma como o ego entende a individualidade, prque quem passa por esses estados em nenhuk momento se vê desintegrado, inativo, comonse fosse algo amorfo. Pelo contrario, se sente expandido,sendo tudo. Entao me parece que esse estado não pode ser descrto corretamente mas com certrza nao se pode aplicar a ele os termos que somos tentados a usar " sem qualquer tipo de pensamento próprio, sentimento de auto-consciência, reflexão" . Muitas expereineicas sao assim. O que voce planeja aqui, ao sair do corpo conclui que é tolice, porque seu fincionamenro é diferente. Coisas que você conpreeene em estado de meditacao as vezes voltam a ser misteriosas apos voce voltar ao normal. Entao é dificil tentar definir o que pode ser esse estado usando palavras que definem etapas na nossa atual conpreensao do que seja reflexao, pensamento proprio, etc. O que eu consegui entender disso quando surgia o assunto na gnose é algo similar ao estado dos elementais da natureza, em que o vento, os mares, as rochas, so vegetais, todos tem seus elementias, que vivem imersos numa existencia ainda pura ( porque o ego só começa a se manifestar no reino animal) cumprindo duas funcoes em estado de satisfacao natural. Mas e a individuslalidade dessees seres? Para mim é como formigas. Todas as formigas trabalham em prol do formigueiro, entao de certa forma cada uma delas é uma expressao indovidual de uma consciencia coletiva. Mas ainda assim cada uma é uma, e precisa tomar a decisoes de informae as outras quando acha comida e tal. Acho que é algo nesss estilo, alguam indovidualidade tao afinada com a coletividade que se torna uma expressao dela. Mas o ego tem dificuldade de entender isso porque o ego surge na separacao do individuo em relacáo ao coletivo. Sim, porque o desenvolvimento intelectual é algo tao superficial que nem sequer consegue se manter de uma encarnação para outra. Se voce olhar na no Gurdjieff vera que os homens numero 1,2,3 ( instintivo, emocional , intelectual) ainda estwo no nível de meras máquinas. Trata-se apenas de focar mais num ou noutro dos centros inferiores. Isso tudo vira pó entre uma encarnacao e outra. Ha uma diferenca entre corpo mental e centro intelectual. Uma pessoa que nesta vida nasceu numa familia de gente ignorante, numa cidade do interior, rural, lá no... sei lá...paquistao.. pode ter um corpo mental bem desenvolvido, fruto de muitas vidas, mas um centro intelectual primitivo, porque nesta visa mao recebeu treino em intelectualidade. E mesmo assim: corpos fisico, eterico, astral e mental sao os quatro corpos inferiores. Tudo issomsera destruído em quem está livre da reencarnacao. A essencia é a Alma, ou Corpo Causal, uma parte nossa que habita na sexta dimensao. Lembre que o astral e o mental sao da quinta dimensao. O absoluto é a sétima. Entao voce está perguntando ao entrar na setima dimensao fara diferenca o desenvolvimento obtido por veiculos ja foram até abandonados numa etapa bem anterior, porqie nao precisar reeencarnar mais ainda nao é " ali do lado" de ingressar no absoluto. Há um "salto quantico" nisso porque há deacarte de veiculos, tal como na morte fisica ha um "salto quantico" e nao fará diferenca na sua vida pos mortem se foi rico ou pobre, famoso ou anônimo, porque aquilo ficou para trás.
  17. 1 point
    Isso é só a imagem que a propaganda quer passar. "Desencane e curta!", entregar-se à busca de sensações, de prazeres, sem questionamento. É uma atitude de crianças na verdade, que ainda não fazem avaliação de riscos, pela falta de conhecimento de mundo. Por isso ao mostrarem adultos agindo assim passa essa impressão de jovialidade, inocência. Veja este relato, que é de um evento do ano de 1502: Toda a literatura antiga está cheia de relatos que revelam o domínio do ego. As tragédias de shakespeare estão cheias de relatos da podridão da aristocracia. Mesmo se você olhar a biblia, ela já tem lá seus relatos escabrosos. O fato parece ser que numa populaçao encarnada num mesmo momento histórico, você sempre tem os podres convivendo com os mais inocentes né? Se ão fosse assim os maus não poderiam governar o mundo, explorar os fracos, teriam eles mesmo que meter a mão na massa, e aí "não rende". E esse mais tirânicos são também mais espertos, em geral porque são mais velhos espiritualmente, então estão já mais próximo do seu limite das 108 encarnações, e logo "descem" para as infradimensões, enquanto os outros, naquela época ainda não tão maus, vão fortalecendo o ego nas proximas encarnaçoes e se tornando os vilões do futuro, se não se esforçam por saírem desse domínio do ego. Quando se fala de "antigamente", em termos de "menos ego, mais essência", isso é na pré-história. Dentro da visão da gnose, que puxa lá dos gregos acho, considera-se que cada raça passa por 4 idades, começando na idade de Ouro, em que o Ego não domina tanto, e terminando na de Ferro, em que o ego já domina praticamente de forma completa. A atual raça, a ariana, só começou a se formar pouco antes do fim da raça anterior, que foi a atlante que teria submergido em há uns 10 mil anos, segundo alguns. Mas o "início da queda" da atlantida começou bem antes. Então um "antigamente as pessoas eram mais puras" não se aplica ao que conhecemos como história. Toda a história conhecida já é a história de raças em fase que o ego já dominava bem, porque a invenção da escrita data de 4000 a.C. Por isso não importa o quanto você recue nos relatos históricos, sempre lerá abusos, violências, traições e barbaridades, que denunciam um ego já bem forte. Como neste relato bíblico: Mesmo se considerarmos o relato como ficcional, o fato é que o autor do texto está dizendo que os homens da cidade queriam estuprar os visitantes, e o dono da casa ofereceu as próprias filhas para o estupro coletivo, para que os visitantes não fossem importunados. Se o autor do texto criou essa ficção para a época em que ele viveu, uns 1000 a.C, é porque a cabeça do pessoal na época acharia verossímil esse tipo de barbaridade, seja dos homens da cidade, seja do pai oferecendo as filhas para essa violência. Então nessa época aí a coisa já estava bem difícil. Ninguém evolui muito numa só vida, nem se torna um "vilão de filme" numa só vida, esses processos, se deixados ao seu ritmo natural, levam milhares de anos para que uma diferença se faça notar. Tem um livro espírita, atribuído a Rochester, chamado episódio da vida de Tibério. Relata um mesmo evento contado por 4 testemunhas acho. No início Tibério diz: Mas no final do relato ele diz: Por aí você já vê que a coisa é lenta, a menos que a pessoa escolha sair desse sistema de esperar que natureza o faça evoluir e tente buscar por esforços conscientes uma mudança. O Roger Paranhos, nos seus relatos de vidas passadas, mostra como teve um atrito com uma mulher lá na atlantida ainda, seguiram se perseguindo e se matando até a época do êxodo dos judeus. Só nesse trechinho aí passaram cerca de 8.500 anos. Para o Tibério aí em cima tinham passado só 1.900, ehehehe.
  18. 1 point
    As impressões são o que penetra na sua psique através das percepções dos sentidos. Se você observa um carro o que vê? Uma máquina, um amontoado de peças metálicas, coberto com tinta para reduzir a velocidade de destruição do ferro, e um motor que queima combustível. Mas o marketing de vendas tenta alterar sua percpção dele, com as propagandas, de modo a fazer sua mente acreditar que vê outra coisa quando olha para um carro. Talvez liberdade? Status? Nao sei, porque nunca entendi o que as pessoas que desejam carros desde adolescentes enxergam nele... mas certamente é algo que não está nele. E cada vez mais o capitalismo tenta "envenenar" as impressões que os cidadãos tem do mundo, juntando idéias sem relação. No passado havia as famosas propagandas dos cigarros Holywood, associando fumar à prática de esportes, arrojo, aventura, ehehe: https://youtu.be/eQqfwUZ2omI Atualmente o caitalismo anda se utilizando da pedofilia para vender certas coisas, talvez esquecendo que isso só funciona com quem tem problemas desse tipo na área sexual, que se supõe ser uma minoria da populacão... Outro exemplo: https://www.redebrasilatual.com.br/trabalho/2020/01/fantastico-confunde-empreendedorismo-com-informalidade-e-e-criticado-nas-redes-sociais/ Mas pouca coisa no reino das impressões é fruto do marketing. A mente humana é que ja funciona assim, o marketing apenas sabe disso e usa descaradamente. Quando você passa na rua a vê uma "mulher atraente" é difícil acredtiar que ela é só uma amontoado se músculos, ossos, gorduras, pelos... exatamente como você né? A gente enxerga sempre " outra coisa". Mas se você lembrar de enxergá-la dessa maneira, verá que a hipnose da atração é desligada. Quando um carnívoro e um vegetariano olham um frango assado, o carnívoro enxerga comida, o vegetariano enxerga uma mini-pessoa assassinada e queimada. Ou seja, eles tem impressões diferentes. Eles olham para o mesmo mundo concreto, mas a forma como a informação do mundo concreto penetra na percepção deles é diferente. É o lance de ver o copo "meio cheio" ou "meio vazio". Portanto o controle das impressoes está muito relacionado ao COMO você se relaciona com o mundo ao seu redor, como percebe a realidade, se através da percepção real ou através de mistificações, que vao orientar suas ações na direção planejada por quem tentou alterar suas impressões. A função da lembrança de si e auto-observacao e justamente permitir ter impressões sem a " identificacao", para conseguir obter impressoes mais reais, e de melhor qualidade, ou decidir conscientemente como fazer uso disso para seus objetivos ( controle de freiqencia, sintonia), porque sem isao você só vai lidar com a consequencia das impressoes que entraram sem você filtrar positivamente. Pensa no seguinte: uma pessoa trabalha num presidio ou num hospital o dia todo, só vê coisa ruim. Ai vai para casa e enche a cabeça com progrmas de TV pesados, como "novela das 9", filmes violentos, etc. Essas impressoes todas carregam suas proprias energias, geram suas reacoea em você, baixam sau sintonia porque sao um " alimento denso", que afeta toda a producao energetica do seu sistema. O proprio corpo astral ( que é seu corpo emocional) será constituido por esse " alimento" mais grosseiro, motivo pelo qual a turma que habita nas zonas pesadas, onde se pratica todo tipo de atividades psicologicas, pesadas, tem corpo astral "cascudo." É por peeceberam isso que as pessoas que buscam espiritualidade tendem a querer se isolar, fantasiam sobre morar no campo, distante do clima pesado da cidade. Elas percebem que estao cercadas de situacoes pesadas, que entram nelas atraves das percepcoes. Se voce pega livros de yoga qie nao sejam " fast food", aquelas coisas tipo " yoga para aliviar o estresse", o autor recomendará a rotina exercicios, mas também a mudança na alimentacao, na respiracao e a mudança em hábitos sociais. Por que? Porque se voce quer mudar as energias, precisa mudar os "alimentos", e o ar e as impressões fazem parte disso. Porém, embora afastar-se das impressoes grosseiras seja uma opcao, nao é a opção escolhida pelas escolas de quarto caminho. Somente os outros 3 caminhos se afastam do ambiente desafiador. As escolas de quarto caminho funcionam no ambiente moderno, urbano. Entao voce tem que aprender a TRANSFORMAR as impressoes, para que você mesmo possa definir seu rumo, ao invés de ser vitima das formulações de camapnhas e marketing ou de suas emoções negativas, que fazem muita gente se sentir deprimida ainda que tenham boa vida, quando comparadas com muita gente bem pior: http://gnoseconhecimentointerior.blogspot.com/2011/08/transformacao-das-impressoes.html?m=1
  19. 1 point
    Bom relato para servir de exemplo para o pessoal que fica criando dificuldades imaginárias sobre projetar de dia ou sobre projetar de bruços. Se as condições permitem dormir, permitem se projetar sem problemas.
  20. 1 point
    Pode ser real, pode ser implante de memórias. Quem se arrisca a isso convém ANTES achar alguém que REMOVA implantes, e que já conheça pessoas que tiveram seu implante removido e notaram que sua vida melhorou após a remoção. Aí pode ser interessante: 1- ir no cara que remove implantes e pedir para examinar tudo 2- fazer o "salto" 3- voltar no cara que remove implantes e ver se não ganhou um belo de um capacetão astral, ehehe
  21. 1 point
    1- Não dá para misturar com o que a psicologia chama de ego, ou vai bugar tudo. Eu mesmo fiz cadeiras de psicologia na graduação e pela minha compreensao de ego vinda da gnose, me atrapalhei para entender o que a psicologia tradicional chama de ego. Achei melhor deixar a psicologia comum pra lá, já que não te dá nenhuma ferramenta prática mesmo. A explicação da gnose é mais simples eu diria. Mas se tentar misturar com as outras, se torna complicado. E cara, eu só entendi quando comecei a praticar a morte do ego. O Samael "não se ajuda" nas explicações que ele coloca nos livros. Mas quando você começa a praticar a técncia de morte do ego (comporta por tudo né? lembrança de si, autoobservação, morte em amrcha, retrospectiva ao final do dia, medtiação no defeito escolhido para compreensão, e julgamento&eliminação) , começa a perceber o ego atuando, sabe que "aquilo" , é algo mais visceral atuando em você, e tudo começa a se esclarecer. Mas colocando em palavras é enredado mesmo. Até porque, a gente simplifcia dizendo que os defeitos são o ego, mas na verdade as virtudes em geral também são, porque quando você faz o bem PARA que as pessoas te vejam como bonzinho, não foi uma virtude que atuou ali. O RESULTADO foi o Bem, mas foi um defeito que o produziu, um "eu" relacionado ao orgulho. Então quando a pessoa consegue ir identificando isso atuando por trás das suas motivações ela começa a conhecer o ego em primeira mão, não importa mais o que dizem os livros, voce foca no problema, qualquer que seja o nome que dêem a ele, e busca eliminá-lo. 2-Sim, os tais Samskaras parecem se relacionar com isso, pelo pouco que ouvi falar. Mas a gnose tem todo um processo, se as outras escolas também possuem, que bom. Eu nunca vi nenhum ataque direto ao problema, sempre vi só papo furado que masi me soa como fé, do tipo ficar lá fazendo certas pra´ticas genéricas e alegar que o resultado virá através da persistência. Me parece que falta pegar algo objetivo, trabalhar em cima dele, e poder constatar que esse algo vai enfraquecendo ate sumir. E aí você parte para outro,, que é como a gnose trabalha. Mas como não conheço o suficiente desses outros sismetas não vou bater o martelo para alegar que eles não funcionam 3- Sim, a proposta do Samael sempre foi descartar tudo que não for eficaz, tudo que não soma no resultado. Acho engraçado quando a turma do lado negro (só vejo eles perdendo tempo com isso) , que você vê por aí num blogs dede a época do orkut, ataca o samael ora por plágio, ora por dizer que inventou algo da cabeça dele (decidam-se, ou é plagiador, ou é criador, os dois não dá) ou que fez um mix de sistemas (como se devesse seguir alguma tradição. A Gnose do Samael nem ao menos segue as doutrina gnósticas do primeiros séculos QUE FICARAM CONHECIDAS nos livros de história das religiões. Aqueles "gnósticos" não são em nada diferentes dos atuais conspiracionistas de youtube ). Essas pessoas não tem a menor idéia do que é gnose do samael, e quando alegam que já foram gnósticos e saíram já dá para ver que estão mentindo, porque: --------A- A gnose foi fundada com esse objetivo, ser um mix, uma síntese de diversas escolas, feita por alguém que alegava ter capacidades investigativas suficientes para testa e separar o joio do trigo --------B- Portanto, a gnose NÃO VALORIZA AS TRADIÇÕES, ELA VALORIZA A EFICÁCIA. O argumento "Ainn, mas o que ele ensina não é tantra, porque quem conhece tantra sabe que..." é infantilidade. O Samael não segue nada ao pé da letra, quem faz isso é quem não sabe fazer as coisas. É como na ciência, quem aqui já tiver cursado faculdade que tenha aulas de laboratório sabe como é: siga o protocolo, passo 1, passo 2.... não pode mexer em nada. Por que? Porque ninguém ali sabe o porquê de cada coisa. Mesmo na pós-graduaçao é assim. Quando tem alguém que sabe, mexe-se EM TUDO. E falo isso porque no meu trabalho eu sou o cara que sabe (aquele assunto) , e que pode mexer em tudo para resolver os problemas que os alunos da pós tem quando um protocolo não ode ser seguido por alguma dificuldade de materiais, por exemplo. A tradição é algo que só precisa existir porque os criadores de um sistema já morreram ha muito tempo e quem sobrou não tem capacidade de modificar, atualizar, adaptar,. Então na dúvida, não mexem em nada e ficam repetindo a mesma coisa há séculos ,achando que isso tem algum valor. Não tendo ninguém capacitado nessa tradição para atualizar o ensino, ok, melhor seguir a tradição. Mas tendo, a tradição perde completamente seu valor. Então uma crítica que usa "seguir a tradição" como argumento é a crítica de uma pessoa que não sabe como se produz conhecimento real. ------ C - Sendo síntese, é "recorta e cola" e muitas escolas. Sendo ele um investigador prático, te´ra coisas que saíram só da cabeça dele. Qualquer um que tenha de fato sido gnóstico entende que ISSO É EXATAMENTE O QUE SE ESPERA, considerando a proposta original do Samael ao criar a gnose. Então a turma que critica a gnose POR ESSAS RAZÕES, dizendo que ja foi gnóstico e depois descobriu que... está mentindo ou era muito tapado e não entendeu nada quando frequentou os cursos porque isso é algo claro. No entanto na gnose essa questão das iniciações é tratada pelo lado das iniciações REAIS, não pelas iniciações ritualisticas, que é aquele teatrinho que as ordens de ocultismo fazem. Mesmo se você ler as obras de uma ocultista tradicional, como a Dion, vará que ela esclarece ali que a iniciações acontecem realmente nos plano internos. os rituais que se faz nessas ordens ocultistas são uma encenação fisica do que acontece em astral. Não quer dizer que sejam falsas, porque se você pertence a uma ordem dessas, a tumra em astral que faria a iniicaçao em você quando você está projetado em astral, a noite, vai deixar para fazer ali no ato ritualistico marcado para o local data e hora certa, e aí os colegas estarão fazendo atos físicos que estarão sendo RESPALDADOS pela equipe astral...CASO ELA EXISTA....CASO ELA SEJA MESMO A QUE A ESCOLA FÍSICA ALEGA SER...CASO AQUELA ESCOLA JÁ NÃO SEJA MORTA, PELA MÁ CONDUTA DOS SEUS MEMBROS, E A EQUIPE ASTRAL PREFIRA INICIAR OS VERDERIOS SEGUIDORES HONESTOS DAQUELA ORDEM APENAS EM ASTRAL, para não se misturar com os pilantras moralmente corruptos que podem ter tomado posse daquela ordem depois de um tempo. Então se você segue uma ordem ritualistica dessas, você pode acabar se iludaidno com títulos e graus, que podem ou não ser efetivos. Mas se apenas esperar iniciações em astral, essa ilusão não vai acontecer pelo menos. Não vai acontecer aquela tolice do cara ser grau 33 de uma certa ordem, e nem é grau 1, porque iniciou o despertar do kundalini ainda. Mas pagou uma grana preta pelo título de grau 33 né? Ehehe. Provavelmente pago grana preta até pelo grau 10. 4- É, eu não gosto daquilo. Parece setia evangélica quando começa com esses assuntos. A questão que se fala na gnose é que todos estamso mais ou menso na encarnação 107 ou 108, do ultimo ciclo das 3mil voltas, então se não for agora, não vai ser "salva". Só que isso aí ó... tem um monte de problemas. Começa pelo concreto: o Rabolu disse em 1993 que a´te o ano 2000 2/3 da humanidade teria perecido em guerras nucleares, pestes ,etc. Ao mesmo tempo que dizia que "a hora 13 (arcano 13 do tarô, a Morte, que indica renovação vinda de um passar o rodo em tudo e recomçear) tinha chegado". Ou seja, que era possível ver um relógio no astral acho que no tribunal do karma, qe mostrava que chegou a hora do juízo para a humanidade, faltavam ali pouquíssimo para o ponteiro chegar no ponto exato. Mas quando se pedia mais detalhes a ele, ele dizia que não tem como precisar, porque o tempo que se vê em astrla pode ser mais rápido ou mais lento no físico, pode ser adiado ou acelerado em função o que a humanidade faça. O fato é que passou o ano 2000.. passou 2012... a coisa tá preta, então vamos ver se vamos chegar a 2022, ehehe. Mas assim. Já se passaram 20 anos. Se você vai parar a sua vida por causa dessas profecias, vai fazer bobagem. Na própria gnose repetimos isso "A natureza não dá saltos". Então se voe não fez o que devia até agora, não vai ser no "bafo" que vai resolver. A pessoa faz o que acha razoável fazer sem dar ouvidos a papinho apocaliptico e o que tiver que ser, será, porque mudar a si mesmo não é como lavar a louça, que se pode lavar mais rápido. Além disso, só o ego tem algo a temer, mas como destino final do ego é a destruição, seja pelo trabalho de morte do ego, seja por descer para o umbral, nada mudará, ele não tem futuro mesmo, ele não é salvo de nada. E no caso específico dessas profecias, a idéia é que precisaria pelo menso um kundalini (dos 7) desperto, para ser "resgatado" pelos extraterrestres de um cataclisma planetário. E com um kundalini desperto, ainda se tem muito ego e vai precisar continuar o trabalho após o suposto resgate. Eu não sou tolerante com esse tipo de erro. Fez profecia, falhou? Lamento para mim ficou provado que NESSE ASSUNTO, a pessoa que fez a profecia está incapacitado para fazê-las. Podem arranjar a desculpa que quiserem, mas daquela fonte eu não pego mais nada relacionado a profecias. Tem que ter um "ponto de corte", um limite, ou a gente vai ficar aceitando qualquer desculpa que todos sempre inventam nesse assunto. Sei bem que no astral esse negócio de tempo não rola como aqui, mas é esse o ponto: quem sabe isso não faz profecias marcando datas. Até Jesus fala lá na bíblia, quando perguntam "Do dia e a hora NINGUÉM sabe, nem os anjos do céu, NEM O FILHO, mas apenas o Pai". Disse até "Nos quem cara pálida?" para a trindade, para não colocar o seu na reta, ehehe (algumas traduções omitiram o "nem o filho" para não terem que explicar isso, eheh) 5- Para a gnose (isso inclui a gnose do Gurdjieff, que é a mesma, na verdade) a evolução é individual, não há uma "Lei da evolução" como o Darwin enxerga e como o Espiritismo adotou. Para mim faz todo o sentido porque como se trata de evoluçao DO ESPÍRITO, e o ESPÍRITO é a parte que não está submetida às leis mecânicas do Samsara, não há uma "Lei da evolução" que o regule. Apenas as formas inferiores, que habitam o Samsara, podem ser empurradas numa dada direção pelas leis que regem a ordem mecânica da evoluçao das espécies, das raças, etc. A evolução pessoal só acontece movida pelo estímulo interno que é exatamente na DIREÇÃO CONTRÁRIA às leis mecânicas. O ego segue as leis mecânicas, no torna robôs. O esforço da consciência é exatamente em estar lúcido para não ser movido pelo ego, logo, não ser movido pelas leis mecânicas. Então esse processo não é algo que possa ser "direcionado pelas hierarquias", elas apenas fazem a "colheita" daqueles que fizeram o esforço para subir de nível SAINDO desses processo coletivos que regem as massas. Mesmo quando você pensa em 7 rondas planetárias, 7 raças.. isso não significa que a humanidade evolua das raças primitivas ate as raças evoluídas, como se fosse uma garrafa sendo levada pelas ondas do mar. Isso significa que as raças evoluídas serão COMPOSTAS apenas por cidadãos que evoluíram até o nível necessário para fazer parte delas. Os cidadãos que não fizeram o esforço necessário são transferidos para outros planetas, onde a grande massa de habitantes está naquele mesmo nível de quem foi transferido para lá. Assim como a nova raça aqui será composta por quem evoluiu o suficiente aqui e por gente atrasada de outros planetas mas que para nós estão mais adiantados. Portanto, para a gnose, não há uma lei da evolução empurrando as pessoas na direção da melhoria consciencial porque na verdade isso seria um paradoxo: a lei mecânica não pode produzir consciência exatamente porque a consciência é definida como sendo capaz de não ser governados pelos estímulos mecânicos.
  22. 1 point
    Pois é. Uma coisa que eu semrpe falo para quem me pergunta deste ou daquele canal, em privado, é o seguinte: O sujeito está alegando que existe o problema x. Ok, ele esina como resolvê-lo? Se não ensina, não há porque dar atenção a ele. Digamso que o sujeito diga que os reptilianos dominam a estrutura espiritual da terra, obrigando todo mundo a reencarnar, se fazendo passar por mentores, criando ilusões bonitinhas após voce morrer ou teruma EQM. Ok, que seja: qual técnica eu devo usar para dissolver essas ilusões que você alega que existem ,e ver o que tem ali de fato? Se o sujeito nao ensina isso, então você não terá como checar por si mesmo se aquilo é real, nem terá com sair disso. E aí, mesmo que seja real, relaxa e g......, porque não adianta espernear. Ou os carinhas dizem que na data tal vamos ascender e que os outros nao querem tentam te iludir para que você não ascenda.. tá, pratico o que para conseguir ascender e partir da data tal não estar mais por aqui? Se não ensinam isso estão é enrolando as pessoas. Aí o mundo está desabando a nossa volta, mais violencia, mais estupros, mai corrupçao, mais pedofilia, mais golpes de estado, pandemias... e a turminha da ascensão está com um sorrisinho estúpido no rosto dizendo " que maravilhoso! Quanta luz! Vejam como estamos ascendendo!". O nome disso é alineação, é auto-engano. Você pode sim escolher se foca no pior ou no melhor, para controlar sua frequência. É importante estar consciente dessa possibilidade para conseguir administrar sua vida. O que não pode é chamar urubu de meu louro, como se a realidade seletiva que você escolheu focar resuma o que acontece no mundo. O que define o que está acontecendo no mundo é o que está acontecendo à maioria da população mundial. O que acontece com ma minoria não define nada. (como aquele pessoal que reclamava do governo porque a viagem para a disney estava muito cara, ou o salário da empregada doméstica estava muito alto. Essas microrealidades, ainda que fossem reais, não podem ser usadas para definir o cenário geral) Fora o lance do dinheiro (vender palestras, livros, técnicas, ou receber do youtube por milhares de views), que tudo que faz é te deixar mais pobre, o perigo que eu vejo nesses caras é infilltração psicológica mesmo. Semear medos, ódios, desconfianças, costuma ser uma estratégia de ataque psicológico. Basta ver como essa estratégia é parte fundamental na ascensão da extrema a direita que temos observado no mundo de uns ano para cá. A pior "vampirada" só se beneficia dessas teorias conspiratórias. E parecem atacar em várias áreas do conhecimento (na política a QANon, adrenochrome, túneis secretos.; na saúde pública com o movimento antivacinas, no espirtiualismo com reptilianos e demais faunas, nos alimentos com papinho sobre hormônios no leite, flúor na água, calcificaçaõ da pineal; nos eventos cotidianos o WTC, false flags), mas o resumo disso tudo é: "Cuidado! O diabo está armando contra você!", ehehehe.Passam os séculos e as pessoas ainda acreditam nas mesmas coisas, só mudam os nomes.
  23. 1 point
    Segundo a gnose não. O Rabolu, ou o Samael, não sei, diziam que quem já foi Mestre uma vez sempre "se levantará de novo". Porque eles explicam que o que determina isso é a pressão que as parte superiores fazem sobre a essência. A absoluta maoiria dos sres não tem interesse nessa Maestria, então não pressiona a essência, e ela vai levando. Mas os que ja atingiram isso uma vez é porque já buscavam isso, então eles criam na essência aquela inquietude que não deixa elas se satisfazem com nada que não seja a busca espiritual. Elas podem se divertir e se lambuzar no lodo do Samsara como todo mundo, mas uma hora o Mestre chama a essência ao trabalho e o neguinho larga tudo e só quer isso, ehehe. E por que disso? Porque quem escolhe ser um Mestre acaba assumindo um trabalho na ordem do universo. Vai trabalhar como espressão da divindade, como no caso dos Regentes Planetários, que já falamos em outro tópico. Ou trabalha pelo esclarecimento dos demais, enfim. Então faz parte da "arquitetura da coisa", não pode "furar".
  24. 1 point
    Ele diz que é exato. São as 108 contas do colar do buda. Pessoalmente eu duvido que seja exato. Deve ser uma media do que leva para seu ego ficar cascudo e ter que descer. Tanto que se você caprichar na maldade mesmo, desce antes, ele admite. Mas note: o total é muito tempo. Ele conta que da ultima vez que desceu aos abismo para se dissolver la( ficou 10mil anos). Agora pensa: se só descendo o cara fica 10 mil, quanto vai levar para subir de novo pelos reinos elementais para só entao ter direito a novas 108 encarnacoes humanas? Bota aô talvez 20mil anos que o cara fica fora das encarnacoes humanas. Neguinho faz bobagem no auge da atlantida e so da as caras por aqui de novo no final da raça ariana! !!!!! Como cada planeta só tem 7 raças , vai rolar por muitos planetas ate o final das 3mil voltas.
  25. 1 point
    Esse ritual de absorver pela uretra é apenas um deles. No fundo isso vem da mesma idéia da branca: Como todo mundo meio que concluiu que conservar/acumular a energia dos fluidos sexuais para usá-la com finalidade espiritual é a grande chave oculta, ha diferentes aplicacoes disso, dependendo do real conhecimento de uns ou da tolice criativa e outros. Para a gnose, toda pratica sexual com orgasmo leva ao lado negro. Seja o sexo comum, que é visto como cinza, sejam.praticas ritualisticas mesmo, aí sim com alguma intenção mágica. Portanto há todo tipo de "magia sexual negra", desde a prática solitária de masturbacao para consagrar talismãs, gerar formas pensamento com finalidade especifica, ate praticas grupais, com finalidades similares ou de invocacao de outras inteligencias. Mas tudo isso acumula a energia ate um ponto e por fim chegam ao orgasmo, usando essa energia para a finalidade. Ou seja, o praticante termina na estaca zero, entregando essa energia para outra fonte. Já esse tipo de prática de reabsorver pela uretra ( Vajroli mudra), parece o típico erro de compreensao sobre a relacao matéria/energia. Uma vez atingido o orgasmo ( mesmo que nao exista liberacao de sêmen por alguma obstrucao mecanica) a natureza/ vibracao daquela energia já se altera toda. Entao o que vem dali nao sera bom mesmo. Mas essa pratica que o samael cita é apenas uma delas. Sobre virar demonio atraves dessa técnica, é.o que ja expliquei antes acho: - somos 97% ego, e o ego é demônio - ao fazer práticas que aumentam nosso poder energético damos superpoderes ao demonio que existe em nós. Isso resume o mecanismo, e nada tem a ver com intencão. É como entregar uma metralhadora a um macaco. O resultado final nao depende da intencao de quem deu a metralhadora mas do que é possível esperar de um macaco. (Por aí você ja deduz por que é muito mais facil a quem se envolve com magia negra despertar certos poderes rapidamente do que para quem se envolve com a luz) Matar o ego é o processo de transformar-se de macaco em ser humano. Durante o processo, à medida que o percentual de macaco em nós vai se reduzindo vamos podendo lidar com algumas formas limitadas de poder (o macaco ganha uns pauzinhos, umas pedrinhas, e treinando para usar isso com responsabilidade, ao invés de apenas jogar na cabeça de outro macaco, nas lutas por poder e sexo. Vai se qualificando para um dia, no futuro, poder possuir uma metralhadora, ehehe)
  26. 1 point
    Bem, esse é um ótimo exemplo das fraudes desse ramo nutricional, que pega as pessoas desatentas aos detalhes. Em geral, quando querem vender uma planta exótica alegam que ela tem antioxidantes. Bem, todos vegetais contém antioxidantes. Chocolate e café tem antioxidantes. A propaganda de antioxidantes é tão bem aceita porque consumir poucos antioxidantes é exatamente o efeito colateral de comer alimentos industrializados. É um problema da modernidade, em ambientes urbanos. A indústria farmacêutica precisa nos vender vitaminas em comprimidos porque a indústria alimentícia convenceu todo mundo a viver de carne, arroz branco, coisas feitas com farinha de trigo refinada, e açúcar. Dessa combinação só a carne tem valor nutricional decente.Por isso ao retirá-la a pessoa tem que pensar se não vai ficar só comendo só lixo. A questão das vitaminas é dependente do modo de consumo. Não adianta um produto ser anunciado como tendo X de vitamina, se para consumi-lo você precisa cozinhá-lo, porque a temperatura alta destruirá uma parcela desconhecida dessas vitaminas. Sobre a propaganda em torno das proteínas, note como no caso da ora" pro nobis" eles montaram uma tabela ERRADA, informando valores nutricionais dos alimentos COZIDOS ( que contém água para formar as 100g) para comparar com o conteúdo nutricional da orapronoibs SECA. Eles não EXPLICITAM ISSO, mas é possível concluir pela comparação com o feijão. Se eu tinha informado que 100g de feijão contém 21g de proteína, como é que a tabela informa que contém 6,6? Por aquela outra explicação que dei: 50g de feijão cru, após inchar e cozinhar, vira uma concha de 150g (100g de água, 50g de feijao)Então 100g de de feijão cru se tornam 300g de feijão cozido. E quanto de proteína tem 100g de feijão COZIDO? Bom, sabendo que a relação aproximada entre água e grão é 3 por 1, 100g de feijão cozido é o equivalente a 33g de feijão cru, o que daria 7g de proteína. Isso demonstra que foi daí que eles tiraram o dado da tabela deles. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- OBS: Sempre usem tabela científica para analisar essas coisas, porque sites, aplicativos em que cada usuário insere o valor, tendem a ter valores beeeem errados. https://www.promtec.com.br/tabela-taco/ Existem aplicativos que usam ESSA TABELA como fonte, como este, mas tem outros: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.melicoapp.br.GuiaUpFree&hl=pt_BR ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- POR ISSO A TABELA DA ORA PRO NOBIS MOSTRA UM VALOR TÃO BAIXO para grãos sabidamente com alto teor de proteína. É uma fraude de apresentação das informações. As informações não estão erradas, mas são APRESENTADAS DE FORMA A CONFUNDIR, porque todo mundo que passou pela escola sabe que não se pode "somar bananas e laranjas", primeiro as coisas precisam estar todas nas MESMAS UNIDADES, para só depois poderem ser comparadas. Como o produto ora pro nobis é consumido cru, em pó, cápsulas, ele só pode ser comparado com graõs crus se você quer saber quem contém mais proteína. Mas se fizessem isso provariam que todo esse mercado de vendas em torno de "novas plantinhas exóticas com alto de teor de x" é uma fraude completa, temos tudo isso e muito mais na alimentação natural, cotidiana. Se vão querer comparar pó versus pó, então a soja em pó (farinha de soja, extrato de soja) tem 36g de proteína para cada 100g de produto. A carne seca tem 65g de proteína para cada 100g de produto. Mas quem come carne seca??? Farinha de carne? Talvez como suplemento para crianças desnutridas na etiópia... Além disso se você fosse usar soja como suplemento, misturando com água para formar "leite de soja", ou misturando no leite mesmo vai usar umas 60g ou mais. Essa "ora pro nobis" são capsulas de 2g, o que significa que você está ingerindo 0,44g de proteína. Ora, você obtém essa quantidade de proteína comendo 3 míseros grãos de amendoim! Mas como amendoim é barato e tem em qualquer supermercado esse pessoal precisa mascarar as comparações para que o consumidor não perceba que está pagando muito por nada. O próprio mercado da soja já é fruto dessa manipulação de marketing, puro interesse comercial. A soja é um tipo de feijão, ponto. Todos os feijões são ricos em proteína, ponto. Só que o mercado de feijão não se industrializou tanto quanto o da soja, porque esse negócio de soja é mania de americano. A única vantagem dela é que ela é a única fonte vegetal conhecida que contém proteínas completas, enquanto as outras são incompletas. Só que isso tem importância quase zero, pelo menos para brasileiros, porque embora o feijão não contenha proteínas completas, a outra metade que falta no feijão, tem no arroz, que juntos forma as proteínas completas. Além disso sabe-se que não é necessário você comer todas as combinações de proteínas incompletas em cada refeição, basta que dentro de um periodo de 12h (Ou 24h?? Não lembro agora) você tenha ingerido a outra metade que faltava, e elas se combinaçao no seu corpo, formando as proteínas completas. Então dá para comer só arroz ou espaguete no almoço, e só feijão na janta, que essas proteínas todas ingeridas durante seu dia irão se completar dentro do seu corpo. Mas mesmo assim, note: quem vai fazer isso sistematicamente???? Pode acontecer de um dia você fazer algo assim, comer só arroz, massa, batata frita, pão com geléia... mas em geral será maluquice de um só dia, ou o cara vai ficar doente comendo assim toodso s dias, ehehe. A maioira das pessoas vai variar, combinar, misturar....e isso já vai solucionar boa parte dos problemas imaginários que os especuladores do anti-vegetarianismo adoram criar. Outro exemplo de fraude que a indústria integral tenta empurrar é a quinoa, que não passa de um arroz mais nutritivo. Então se for trocar arroz branco por quinoa, ok. Mas se não vai fazer isso, a recomendaçao e comer duas colheres de sopa apenas porque isso já tem mais de 600cal. Ou seja, se não quiser engordar vai ter que retirar essas 600cal de outro alimento da sua dieta, e aí aquilo que você achava que estava ADICIONANDO na sua dieta, vai ter que retirar por outro lado, e o ganho em nutrientes ao final do dia pode ser pequeno. Fora o preço né? Quando forem analisar essas novidades do mercado nutricional coisas comparem o preço que estão pagando pelo g de proteína e será possível enxergar onde está o golpe: * Duas colheres de sopa de leite em pó pesam 20g, e contém 7 g de proteína, formando um copo de 200ml de leite após adicionar água. A preferência pelo desnatado é para contornar o problema da oxidação do colesterol presente no leite integral em pó. ** Whey só tem utilidade para quem faz musculação, apenas se tomada imediatamente após o treino, e apenas de misturada com dextrose. Quem não sabe as razões para isso nem deveria gastar comprando whey, porque vai jogar dinheiro fora usado errado Então se alguém te diz que você precisa comer mais proteína, a primeira coisa é focar no preço e na característica NÃO INDUSTRIALIZADA do alimento, porque rótulos de produtos industrializados como suplementos, são muitas vezes grosseiramente falsificados https://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/anvisa-retira-do-mercado-20-lotes-de-suplementos-2/ Claro que estou usando como fator de comparação apenas a proteína. As vezes a pessoa tem uma deficiência e precisa de cálcio ou ferro em maior quantidade, então usar algo que seja concentrado NESSE COMPONENTE e que ao mesmo possa ser obtido em pouco volume pode compensar o preço. Se a pessoa precisar tomar 2litros de leite comum por dia para obter o cálcio para a sua deficiência, e tem um outro tipo de produto que basta tomar um copo, que resolve o preço muito mais alto pode estar bem justificado. Mas em geral quase tudo nesse mercado nutricional será propaganda enganosa. Por exemplo, um adulto precisa de cerca de 25g de fibra e os caras fazem propaganda de "produto fonte de fibras" que contém 1g de fibra por poção. De que adiantará??? Quem não presta atenção nessas coisas cai como um patinho em todas essas fraudes. Regra de outro para simpliflicar a vida: coma o que sua bisavó comeria quando tinha sua idade, que você vai ser saudável. Mas jogue fora aquele livrinho espiralado de receitas do açúcar união!!! Foi quando começou a usar aquilo que sua avó começou a engordar, kkk https://www.google.com/search?q=Livro+de+receitas+açúcar+união&sxsrf=ALeKk00yPra5_H3Nlq6XM_uZeNlKfK5GuA:1589032940229&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=2ahUKEwjT8MD_-KbpAhXNHLkGHdATCPUQ_AUoAnoECAwQBA&biw=1600&bih=758 E caso sua bisavó virasse vegetariana o que ela comeria? É mais simples do que parece. Complicado é para explicar isso, para quebrar essas hipnoses de mercado.
  27. 1 point
    Na real esse tipo de crença é fruto de outra crença irrealista: o livre arbítrio. Quantas pessoas que estão lendo isto, se fossem pergutandas sobre algum assunto, assim "você promete jamais fazer isso?", não pensaria "não posso dizer jamais, jamais e muito radical, depende" Todo mundo sabe que nosso eu de vigília não é confiável, começa a faculdade hoje, ano que vme pode ter desisitido. Começou num emprego, hoje, daqui a duas semanas pode largar porque achou outro melhor ou não se agradou de acordar cedo. Faz planos de começar a dieta na segunda-feira.... mas não define de qual ano, ehehh. Planeja ser autodidata num ceto assunto e.. um mês depois perdeu o interesse. Se apaixona pela garota, começa a namorar, daqui a seis meses está traindo.... Marca compromissos para a semana que vem, falta, e nem avisa.... Quem é ingênuo o suficiente para acreditar que escolhas feitas pela personalidade consciente tem algum valor? A nossa vida cotidiana, de cada um de nós, nos mostra que as decisões e escolhas de quase todos em quase tudo não valem muita coisa. Então quem perderia tempo levando a sério certos argumentos na área espiritual sobre isso? Agora, quando aquela posição tem uma base espiritual que não está ancorada apenas na vigília, é outro papo. É por isso que as vezes tem aquele rolo com méduns, que a pessoa aqui não quer ser médium mas se alega que ela escolheu isso antes de anscer e por isso nasceu com essa sensibilidade ostensiva. E aí onde fica a escolha do encarnado??? Não fica. Mas as pessoas constróem argumentos sobre o que o sujeito escolhe, aceita faz pactos... A entidade que fizer pacto com um encarnado tem que ser maus tola que o próprio encarnado, porque vai levar bolo! O encarnado pega o que quis, e após obter se esconde dentro de alguma egrégora (vira evangélico, por exemplo), e a entidade fica a ver navios, epserando ele desencarnar para ver se pega o malandro no pulo, ehehe
  28. 1 point
    Sim, de certa forma acho que todo espiritualista entende bem isso e "trabalha com essa hipótese". Só que esse pessoal que gosta de usar artimanhas argumentativas para seduzir seus seguidores para o lado negro precisa convencer as pessoas que liberar seu lado mais primitivo é algo positivo. Para convencê-las disso eles precisam eliminar da mente do seus ouvintes alguns conceitos chave, como a continuidade do sujeito de uma vida para outra, já que aceitar isso nos leva à dedução lógica de que "se o sujeito se conserva, então pode ser necessário responder no futuro pelos atos do presente". Enxergar essa relação lógica cria problemas para aceitar a hipótese de "liberar a geral", que é a grande meta desses caras, para induzir o retrocesso espiritual nos seus seguidores. Então mesmo quando esse tipo de guru aceita a idéia de alguma continuidade do sujeito, eles precisam criar uns argumentos para "enevoar" a coisa toda, tornar algo vago, discutível, chamar de "pura energia" ou algum outro termo que passe a idéia de alguma abstração filosófica, que permita dar a impressão que cada desencarne dá um reset espiritual no sujeito, de que cada nova vida é um recomeço sem ligação com o que veio antes. Isso tornará mais fácil para o ouvinte/leitor descartar o conceito da responsabilidade do sujeito pelos seus atos, e abre espaço para que todo tipo de experimentação seja considerada igualmente válida, e a partir daí se introduzem sugestões que qualquer cidadão de bom senso perceberia serem desequilibrantes, mas os seguidores dessas idéias não percebem, porque já aprenderam a ver todas as alternativas como sendo apenas "uma entre infinitas possibilidades disponíveis". Quando se iguala remédio a veneno, o resultado é previsível
  29. 1 point
    Sim, já nascemos com ego. Se não fosse assim todo mundo se tornaria iluminado apos desencarnar. Não haveria espiritos sofredores no astral. A morte fisica elimina apenas o corpo. E a psique reencarna por que? Não é para corrigir o que esta mal? Não repete os mesmos erros vida apos vida? Não léem relatos e mais relatos no espiritismo de ódios e paixões que continuam de uma vida para outra entre as mesmas pessoas? O que continua então ? É o ego que sempre é o mesmo de uma.vida para outra. Isso que o Osho fala é a personalidade, não o ego. A personalidade é algo que dá uma formatação ao ego, de acordo com a época, cultura , educação. Quando desencarnamos a personalidade é descartada. E quando encarnamos o ego total da vida anterior só incorpora totalmente após a formação da personidade. Até que esteja formada o ego vai encarnando por partes. Por isso o bebê é percebido como mais puro que uma.criança de 5 anos. Mas a criança de 5 anos ainda é msi pura que a de 10 anos. Segudno a gnose leva 7 anos aprpximadamente para completar a formação da personalidade. Só então o ego total da pessoa estará vivendo naquele novo corpinho. Antes é parcial.
  30. 1 point
    Creio que não falei sobre masturbação no tópico, que eu lembre. Falei sobre magia sexual. Quando você une duas forças opostas, surge uma terceira. Quando você empurra o chao para caminhar, como ele não se move, o resultado é o movimento Quando você une home e mulher, surge a criança, quando você risca o fósforo na caixinha, surge o fogo. A energia do ato sexual entre homem e mulher é uma coisa. Masturbaçao ou sexo homossexual é outra, porque não há dois pólos interagindo, há apenas estímulo de uma só força, para que se amplie até o orgasmo, mas cujo resultado é muito diferente (numa qualidade abstrata impossível de descrever, mas concreta o suficiente para que todo mundo concorde que masturbação não é substituto para o sexo). De qualquer forma, numa prática em que se pretende aproveitar uma energia dessas, que já esteja em excedente no chackra, ( o que não envolve se masturbar para produzi-la) ela é direcionada para cima, para dentro da coluna vertebral, passando pelo chackra coronario, e a seguir descendo pela frente do rosto até o coração, onde é depositada. Segundo o conhecimento energético chinês, o nosso corpo tem 3 grandes "baterias" ou "acumuladores", que são centros energéticos propícios para estocar energia. Os chackras não são para acúmulo. Em geral, nas práticas de chi kung eles estocam a energia excedente no ponto mais baixo. Mas em práticas mais avançadas essa energia já acumulada descerá por certas rotas e penetrará na coluna. No caso da prática de transmutaçaõ sexual algumas escolas levam a energia apenas ate o chackra coroa, mas na gnose passa da coroa e desce até o coração. Como eu disse, antes, aí tem que ver qual sistema a pessoa iria escolher. Não há prática de de magia sexual pela masturbação. Qualquer tentativa nesse sentido seria especulativa. O que se faz é evitar a masturbação. Ou seja, se a pessoa anda estimulada sexualmente, essa energia irá tentar sair, seja levando o sujeito à masturbação, caso ele nao tenha parceiro,seja atrave´s de sonhos eróticos, quando então o sujeito pode ter um orgasmo no sonho, que o leva a ter orgasmo no físico, em alguns casos. Para evitar isso se faz alguma pratica de transmutação dessas energias, que POR ESTAREM ACUMULADAS NO CHAKCRA, (lembre-se o chakcra não é local para acumular energias), estão gerando essa estimulaçao sexual. A meta é ESVAZIAR a energia do chacrka, para desativar a estimulação sexual, e isso pode ser feito diariamente. É uma forma de aproveitar o excedente de energia mas daí a afirmar que possa ter algum resultado transcendente, já é outro papo. Um exemplo de técnica é ensinada pela Dion Fortune, no livro "O problema da pureza", de 1927: Outro exemplo é esta técnica: http://www.agsaw.com.br/sublimacaosexual.html A prática de magia sexual é feita durante o ato sexual com o parceiro do sexo oposto. Você já tem ali, portanto, todo o estímulo necessário. Mais a´te do que o necessário. saber REDUZIR o estímulo sem perder o estímulo é que é a chave para poder fazer magia sexual sem orgasmo. Já no caso de transmutação sexual para solteiros, você faz justamente quando sente que a energia es´ta acumulada na região, exatamente porque sua mente andou "pescando estímulos" na rua, durante o dia. Entoa agora você tem um problema para resolver, um problema que foi a mente quem criou ao procurar estímulos. Não vai querer agravar isso. Por isso masturbação não faz parte da magia sexual. Se quiser se tornar um "demônio", sim. É o que a loja negra faz, trabalham com magia sexual sem trabalhar com a eliminaçaõ do ego. Com a prática nascerão chifres e cauda no seu corpo corpo astral, porque chifres e cauda são apenas a expressão de chackras negativos hipertrofiados. Mas para quem quer melhorar, o fooc é eliminar o ego. O que faz sentido é esquecer o tema da magia sexual e focar nos 30% que é possível ao solteiro. Assim garante uma melhoria e evita os riscos de virar "demônio", ao trabalhar com acúmulo de energias antes de trabalhar sua psique, porque apenas estaria dando mais energia para seus diversos eus. É o que aconteceu com a maioria dos ocultistas famosos, que ficaram megalomaníacos. Dar mais energias ao ego é como entregar uma arma a um macaco, é dar mais poder ao que temos de mais primitivo: https://youtu.be/voOg8X2dPGM?t=23
  31. 1 point
    É possível sim mas, em geral, isso só acontece porque você dá bola pra eles. Lembre-se: neste mundo a dor é uma certeza mas o sofrimento é opcional. Quando a criança birrenta percebe que está irritando, aí que ela faz mais birra. Na escola, quando os alunos percebem que fulano se incomoda demais com alguma coisa, aí é que ficam insistindo milhares de vezes naquilo, como um apelido, por exemplo, e muito do bullying é assim. Em geral, se essas situações ficam muito constante, é porque de alguma forma, você está dando abertura pra isso. Você não pode controlar o mundo exterior (pessoas, espíritos, etc.) mas pode controlar seu mundo interior e como o exterior afeta o interior. Se a criança correndo e fazendo barulho está te incomodando muito e se as tais "gordas" do seu trabalho estão correndo e fazendo muito barulho e isso te incomoda num momento em que você nem está descansando em casa, talvez o seu equilíbrio interno não esteja tão bom assim. Eu não estou dizendo que estas coisas não incomodam o que estou dizendo é que muitas vezes, a gente amplifica estas coisas internamente. Lembre-se: você não tem controle sobre o externo, mas no interno, é você que manda ou ao menos, deveria.
  32. 1 point
    Bom, vivemos no plano fisico, então todos temos que pelo menos mostrar competência nesse primeiro desafio, que é auto-suficinencia né? Tentar néo morrer de fome, ter uma vida digna, mesmo sendo pobre temos que ser capazes de sobreviver sem precisar parasitar ninguém. Em geral quem não consegue se resolver MINIMAMENTE tem problemas karmicos, ou emocionais para resolver ( nao consegue se organizar, ou gasta o pouco que recebe em vícios). Entao ser capaz de ser um pobre equilibrado é o primeiro desafio e conseguindo isso, mostra que você nao está soterrado em confusões cuja soluçao sejam mais urgentes do que ficar "perdendo tempo" com assunto de projeção chackras, etc. Uma vez que voce consiga esse nivel mínimo, aí tem um amplo espectro de escolhas razoáveis. Uma pessoa que faça faculdade, mestrado e doutorado, caso consiga passar num concurso para professor titutlar, em uma universidade, ja ganha uns 30 mil, maaaassss... em geral tera sua mente completamente ocupada por todos os compromissos intelectuais que essa profissão exige, o que significa, em muitos casos, não ter tempo sequer para fazer leituras de lazer, porque o tempo livre é quase todo ocupado pelos estudos que a profissao exige. Isso , claro, os profissionais responsaveis, porque os relapsos não se dedicam tanto. E para ganhar acima disso, em geral ou você recebe mais do merece, por algum mistério ( assessor de politico?), ou seu trabalho exige tanta responsabilidade que pode não compensar, ou você vive do trabalho de outros, sendo empresario. Exceto no primeiro caso, nos outros dois voce talvez devesse pensar onde começa o excesso de comprometimento por mero desejo financeiro. Pode acabar sacrificando coisas demais no caminho ( tempo com familia, tempp para espiritualidade, ) e descobrir aos 60 anos que já nao tem mais 24 e nem viu o tempo passar. Tinha ate uma comedia muito interessante sobre isso, o nome era "Click", mas apesar de comédia, isso não é brinquedo nao, tem que ter cuidado com isso, é um erro MUITO comum entre pessoas de sucesso na sua profissao. Nesse caso é um risco mesmo descobrir que passou a vida lutando por algo que tao efemero quanto grana ou bens. Mas se ficar ali entre o pobre com digninade e o classe média-média, talvez, voce consegue ter uma vida equilibrada sem vender sua alma ao diabo, nem se sentir um escravo da idade média né?
  33. 1 point
    Já faz um tempo que tive este sonho. No sonho, eu fui em uma comemoração de ano novo e quando entrei na sala, avistei uma senhora(que é do centro espírita no qual eu participava), ela estava estranha, atrás de uma mesa dobrando uns panos brancos e, ao lado dela haviam dois senhores mais velhos, um de cada lado, com a cara fechada. Eu fiquei parada na beirada da mesa olhando para ela, quando um rapaz, com a camiseta rosa, me chamou para ir em outra sala falando que eu tinha que escrever meu nome no livro. Chegando lá, as pessoas estavam falando repetidamente que a senhora estava amparada (eu ouvi esta palavra várias vezes). Dai eu entendi que os velhos que estavam do lado dela eram espíritos. Eu estava escrevendo meu nome no livro e a senhora se aproximou para pegar uma caixa de panos que estava em baixo da mesa que eu estava escrevendo. Foi quando eu tive uma tontura, e pensei que quando isso acontecia comigo aqui, acordada, era sinal de que havia um espírito desencarnado por perto. Logo após estava em outra sala grande, com muitas pessoas, para assistir uma palestra que ia ser ministrada pela senhora. Ela se sentou, juntamente com os senhores que a acompanhavam, em um sofá de couro marrom grande, na frente da sala. Depois ela se transformou em um homem de olhos azuis, mas um azul muito reluzente e lindo, ficou olhando para mim, estava falando alguma coisa mas eu não ouvi, somente fiquei admirada com os olhos azuis que me transmitiam tanto amor.
  34. 1 point
    As ligações dependem do grau de profundidade de relação. Podem envolver cada um dos sete corpos, mas em geral não passam do mental. Quem já foi casado alguns anos demora alguns anos para se livrar disso, se é que se livra...mas um fast-food não costuma deixar vestígos duradouros. Mas é assim, se a pessoa segue sentindo algo pelo outro (tem ligaçao no corpo astral), se segue lembrando do outro, (tem ligaçao no mental). Talvez aquele tipo de relação que é só dá-ou-desce, sei lá. algo tipo só de carnaval, não deixe nada além de energias etéricas. Mas onde houver emoções a coisa já chega no corpo astral né? Por isso também mesmo que a pessoa não cometa traição física, se ela tem outro na mente e emoçoes, por exemplo se se apaixonou platonicamente por um colega de trabalho mesmo que não tenha cometido traição física, depois em astral pode acabar indo até essa pessoa, e talvez ser correspondido, e um elo também irá se criando entre eles, por isso certas coisas "acontecem", porque nesses casos as vezes já tinha coisa rolando nos planos sutis, só faltava concretizar TAMBÉM no físico. O sexo sempre vai criará elos, porque há uma certa magia nele, tanto que gera vida né? Não é como outras coisas. Por isso comportamento promíscuo é a melhor forma de semear uma vida confusa , porque essas conexões entre diversos parceiros irão se afetar mutuamente, e nas próximas vidas você estará meio indefeso contra isso. Você já deve ter lido que memórias de vida passadas tem uma certa carga emocional grande. Não precisam ser memória ruins nem boas, é que são como uma mola, se não forma acessadas por muitos anos, quando você acessa, aquilo te derruba. Até mesmo dentro do tempo de uma vida, quando você remexe em memórias antigas desta vida as vezes acaba se emocionando, como aqueles programas de auditorio adoram fazer. http://gshow.globo.com/tv/noticia/2015/09/juliana-paes-se-emociona-e-chora-muito-no-visitando-o-passado-estou-quase-desmaiando.html E aí , se você começa a reencontrar as parcerias com quem você teve "casos" em vidas passadas, você não lembra delas conscientemente, mas vai sentir "coisas" e não vai entender a origem. Vai complicar, porque vai começar a fantasiar sobre o que sente e vai perturbar a vida atual. Então essas coisas não podem ser administradas levianamente, porque nada sumirá num estalar de dedos. A Dion Fortune fala um pouco sobre isso no livro Filosofia oculta do amor e matrimonio. Dion Fortune - Filosofia Oculta do Amor e do Matrimônio.pdf
  35. 1 point
    Ashram, é conveniente para quem erra achar que só ele próprio pode julgar, mas não é assim que funciona. Qualquer evento pode ser julgado pelo observador dos eventos, e toda sociedade já sabe bem os danos emocionais que esse tipo de situação gera para todos os envolvidos. As vezes podem ser danos pequenos se todo um conjunto de situações forem favoráveis, como por exemplo: -separação amigável, o que é raro quando um dos membros do casal cometeu traição) - filhos no final da adolescência ou ainda mais velhos - ausência de conflitos por guarda de filhos, patrimônio, pensão - ausência de chantagens emocionais, em relação aos filhos, por parte de um ou ambos os pais - ausência de conflitos posteriores devido a nova companhia de um dos pais, ou dos dois... Se não estiver tudo favorável, há uma enormidade de conflitos que podem surgir e atormentar a vida e todos, e mesmo quando não há conflito, as vezes restarão mágoas que nunca poderão ser apagadas. Portanto, o relacionamento entre essas pessoas (entre os filhos e o membro do casal que cometeu a traição), dali para frente, estará comprometido para o resto da vida. Não quer dizer que vai virar uma tragédia, cada caso é um caso, mas creio que ninguém desconhece que é um amontoado de problemas, e uma situação de alto risco para a harmonia de vida de todos os envolvidos. Puxa, o cara tem 20 anos, está apaixonado, faz planos de casamento e filhos com a namorada......lá adiante o cara tem 40 anos, olha para trás e.. ...a esposa e filhos estão para outros lados, a atual companheira, se tiver, nada tem a ver com a primeira, as vezes já teve diversas outras parcerias, e mais uns filhos espalhados por aí, as vezes em cidades diferentes. Compare os planos dele aos 20, com o que ele obteve aos 40: jogou no lixo o que planejou aos 20! Jogou fora a vida que ELE MESMO DECIDIU QUE QUERIA TER. E esse pessoal sabe disso. Não tem remédio, eles tem que seguir sorrindo, claro,seguir vivendo. Mas eles sabem que deixaram tudo despedaçado pelo caminho. Então quem puder evitar, evite, porque depois só restará tentar fazer limonada com o limão. Acho que não cabe isso. Seus pais tomam as decisões deles, e obterão os resultados cármicos deles. Você como filho tem só que cuidar das suas próprias decisões. Enquanto o filho ainda é "apenas filho", ele não tem como afetar as decisões dos pais, nem levar sabedoria a eles. O filho ainda tem que construir uma vida própria, sabedoria própria, tem que "sair pelo mundo", "virar gente", antes de poder retornar a casa dos pais e ser ouvido numa condição de igualdade, a ponto de seus conselhos serem levados em conta. Isso demora um bom pedaço da vida. Mesmo que num raro caso o jovem tenha alguma sabedoria útil para os pais, eles não ouvirão enquanto você não tiver uma faceta desconhecida para eles, como morar na sua casa, ter sua própria familia, emprego e tal, administrar sozinho suas decisões, mostrar se sabe viver mesmo. Enquanto você for produto cultural 100% moldado por eles ( pelo menos é isso que muitos pais ACHAM que seus filhos são) eles não darão atenção ao que você pensa sobre o que é melhor para ELES. É "acidente de percurso" para o filho, já que não foi escolha dele, mas é "escolhas erradas" para quem cometeu o erro. Quando o resultado de nossas escolhas afeta mais gente do que apenas aquele que fez a escolha, o bicho pega, porque surge uma "injustiça" né? Uma pessoa faz a escolha, 4 ou mais sofrerão. É como você decidir convidar para fazer uma viagem com m você mais 3 ou 4 pessoas, por uma estrada, e lá no meio do caminho, quando já estão longe demais do ponto inicial para voltarem à estaca zero, você decide que "mudou de idéia". Para o carro, desce, retira um pneu e vai embora com ele, pelo meio do campo, a pé. porque deu vontade , de repente, de ficar morando ali ,e vai usar o pneu como travesseiro para dormir no mato, e depois seguir outro rumo, a pé, pelas montanhas. Mas como fica a equipe do carro? O sujeito responde: - Ora, que se virem, não nasci colado em vocês, "tenho direito a buscar minha felicidade" ehehheheeh. Não precisa ser um Budha para perceber que essa não é a forma adequada de levar a vida né? Mas se você observar quantos levam a vida assim, e até criam uma filosofia de vida para defender isso, consegue entender porque a humanidade deste planeta parece que só involui a cada dia: as contas se acumulam a cada vida, ao invés de se reduzirem.
  36. 1 point
    Cara, laranja não brota no ar: antes do fruto é necessário ter flor e uma abelha. Pra ter flor, tem que ter folhas e galhos, para ter folhas e galhos,tem que ter tronco. E só tem tronco, e tem raíz instalada em solo fértil. A raiz e tronco são os itens 1-3, são tronco, folhas e flor, o item 4 é a abelha. Se não quer frutos , mas sua flor está pronta, e você depende só de não surgir uma abelha, você estará perdido na vida, será o primeiro caso de muitos, ate porque, se não contar, o mundo não vai cair na sua cabeça, e você pode ficar com aquela sensação de impunidade, que PODE acabar servindo como estímulo para outros deslizes, já que " não deu nada mesmo". Nem estou aconselhando a contar ou não, nem estou refletindo sobre isso neste ponto da escrita. A questão é que nada "acontece", você tem que pensar de forma estratégica (olha a situação e antever os riscos, antes de fica jogando sementinha em terra fértil) na vida, se quiser não causar problemas para si e para os outros. O que já foi, já foi, nada mudará isso, então sua preocupação agora é como evitar que isso se repita no futuro (por sorte não era casamento) Fritar na culpa, apenas na medida que te ajuda a gravar o erro para evitar novos, é bom. Mas tem que cuidar para não deixar passar do ponto. Quanto a contar, bom, tudo na vida só nos resta julgar por nós mesmos: -se fosse ao contrário voce preferiria que ela te contasse? - e caso preferisse, como você agiria? o que sentiria? seria capaz de perdoar? acharia que não teria como continuar? No juízo só temos a nós mesmos, "faça aos outros o que gostaria que lhe fizessem", esse é o único referencial razoável que temos, o que não significa que seja o mais eficaz, sei lá, mas....já é um bom começo para tomar decisões. O item 5 é irrelevante, não é isso que define a consumação que pode gerar os problemas 6 e 7, que é interação energética, de obsessores mútuos, e o fato de sua namorada detectar isso de forma subliminar. Pessoas que eam adúlteros contumazes me disseram que acham que a pessoa traída sempre sabe, porque detecta na energia que algo mudou. E com isso virá uma tristeza aparentemente sem motivo nela, ou raiva, porque seja como for, antes voce tinha na sau aura só a energtia dela, agora tem de outra, e isso vai ficar ali conflitando até limpar. Talvez por isso os sintomas de 7, que podem ser bons para educação interna. Aproveite-os ENQUANTO forem úteis para você gravar a ferro, na carne, que deve assumir com você mesmo um compromisso de não deve repetir isso. Afinal, desta vez até saiu barato., pois se estivesse casado há aguns anos, com filhos, e isso acontecesse e viesse à tona, deu: Vida no cesto do lixo, (com impacto na vida de todos os envolvidos) e não existe botão de reset para a vida. Nem suicídio é botão de reset.
  37. 1 point
    Claro que não é contrário aos princípios do fórum Ernani, porque isso é espiritualidade : Lapidar nossa psique. Olha,eu passei uns anos como instrutor gnóstico ( Gnose do Samael Aun Weor ), então praticava o que se ensina na gnose, que é morte do ego. Depois, quando me afastei, parei com tudo, para dar uma arejada. Fica difícil renovar se você continua praticando as mesmas coisas, mas foi até hoje a única abordagem metódica de auto-aperfeiçoamento que conheci, que não é apenas papo furado. E os resultados são os esperados: eliminação do problema. Ou seja, você tem por exemplo uma fixação em algo, um vício, um hábito, e trabalha com essa técnica, a´te que chega um ponto em que não consegue mais nem entender o que é que te fez um dia achar aquele hábito interessante. Mas claro, isso não é para vícios, hábito, isso é para tudo, orgulho, ira, cobiça, inveja, ansiedade, etc. A pegadinha é que a técnica só funciona se você consegue não se indentificar com aquilo que você quer eliminar. Ou seja, você precisa, durante o dia a dia, criar um estado o mais permanente possível de "lembrança de si", que é similar à "lucidez projetiva" (sabe quando você está projetado então pode se deixar levar por situações que tentam atrair sau atenção, ou perde a lucidez?"), e nesse estado você observa seus processos internos, mente, emoções, etc...como quem observa algo fora de si. Você não pensa "eu me irritei com isso que me disseram", você procura detectar que o que te disseram gerou um impacto no centro emocional, ao perceber que surgiu uma emoção ali, percebe que o coração acelerou, percebe que seu coro se contraiu..tudo isso como quem observa outro. Porque você está observando o defeito atuando em você na verdade, aquilo não é "você", não é o mesmo "observador". Isso te permite conhecer-se a si mesmo com mais detalhe, porque se você não consegue separar observador do observado, os dois viram a mesma coisa, o observador perde a lucidez e só acorda depois que passou, e diz "não sei porque agi daquela forma!". Claro que não sabe, o observador dormiu, foi dominado pelo ego. Mas isso é só a observação, para conhecimento dos diversos mecanismo de aço do ego. A noite ainda precisa fazer algo similar ao que você descreve, que é uma rememoração dos eventos do dia. E depois uma meditação em cima do defeito, para obter uma compreensão real, dele, que nada tem a ver com a compreensão racional. A compreensão que vem da meditação é mais abstrata, não é do tipo " lego ", como a compreensão racional ,que é uma montagem de descrições e justificativas que nada nos dizem sobre NATUREZA daquilo. Ou seja, sua compreensão racional te informa que isto aqui é um filhote humano, bem cuidado, feliz...mas sua COMPREENSÃO de verdade apenas te faz olhar para a foto e inevitavelmente sorrir, percebendo outras coisas que as palavras não podem expressar: E só após você ter obtido essa compreensão, você executa o procedimento imaginário, que é a técnica propriamente dita. Portanto, a técnica não tem como funcionar se você não consegue se auto-observar corretamente, nem se você não consegue obter uma compreensão do defeito que pretende eliminar. Por isso as pessoas as vezes pensam (como eu pensava antes de começar a praticar), que isso é "apenas visualização". O que produz efeito é sua sinceridade interior em de fato olhar para dentro de si, de fato perceber que aquele defeito não te serve, e de fato compreendê-lo, porque sem compreensão nada funciona, mas apenas compreensão sozinha não elimina o problema, porque há detalhes energéticos envolvidos. Eu gosto de usar a analogia do leite coalhado, ou seja, a mente humana é múltipla, porque é dividida pequenos nódulos, cada um deles é um "eu", que quer coisas diferentes, tem sua própria voz, seus próprios desejos e compromissos e é isso que impossibilita a existência da Vontade, do Livre Arbítrio, porque nossa psique é a "resultante de forças" em conflito, não é uma só fonte psíquica. E defeitos mais fortes, mais antigos, são coágulos mais duros, precisam mais energia para dissolve-los, e é aí que entra o papel da Magia Sexual na gnose, que usa a energia do kundalini para adicionar potência a essa técnica (que para isso é combinada com a prática sexual). Sem isso, ela tem um limite de eficácia, e é por isso que na gnose se diz que sem trabalhar com magia sexual não tem como alguém virar um Budha, um Jesus, porque vai precisar apelar para fontes mais potentes de energia, em algum momento, para ultrapassar um certo patamar evolutivo. Mas aí cada um acredite no que quiser, só estou explicando aqui para mostrar que é um todo encadeado, não é uma receita de bolo, que alguém pega da internet e ai tentando fazer. A técnica serve para dissolver esses coágulos energéticos, que são os eus, para, com o tempo,..uma vida, muitas vidas...ter uma mente não-dividida , um leite que não é mais "coalhado". Aqui tem um resumo da técnica toda, que escrevi em 2003, para um usuário de maconha, que queria largar o vício mas não conseguia. O texto foi escrito com esse leitor em mente, mas serve para qualquer coisa. Técnica de morte do Ego.pdf Mas eu acho que para entender melhor toda essa abordagem, é bom ler o livro "Fragmentos de um ensinamento desconhecido", do Ouspensky, que trata detalhadamente da questão da psique humana, das definições do estado de lembrança de si, e muitas outras coisas da psicologia humana convém entender bem. (Mas o livro não ensina técnica alguma, trata apenas, digamos, dos pre-requisitos teóricos) https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsTlhIeklDYVVkUHM/view?usp=sharing ............................. Bom, mas esse livro não é da Gnose do Samael, é de antes, com os ensinamentos od Gurdjieff, que apareceu na europa m 1914. A Gnose do Samael foi fundada em 1950, mas ambas são basicamente a mesma coisa, só que o ensinamento do Gurdjieff fica só focado na quetão psicológica, enquanto que a gnose amplia isso para aqueles outros assuntos tradicionais de escolas esotéricas, como projeção astral chackras, reencarnação...etc. O Gurdjieff nem toca nesses assuntos, porque o público-alvo dele era a elite intelectual da europa, que vinha ha pouco do positivismo materialista, mas estava cercada de gurus indianos e mesas girantes, como reação. Então ele tenta se focar só no essencial. Então,só para não deixar os curiosos de pincel na mão, aqui, para quem tiver curiosidade, selecionei de diversos livros do Samael, capitulos sobre os assuntos da parte psicológica e morte e reencarnação karma, etc.Coletanea gnostica.pdf , porque os livros do Samael são meio confusos, para dizer o mínimo,ehehe. Um capítulo não parece se encadear no p´roximo, então para entender um tema tem que pescar em diversos livros dele. Então peguei as vezes dois ou tres capítulos sobre um mesmo tema e juntei, depois fui para outro tema próximo, tentando criar uma progressão didática, similar ao que fazemos quando se monta um curso. Indico no índice de qual livro retirei cada capítulo, para o caso da pessoa querer ler mais do mesmo livro. Mas o Samael tem um jeitão meio esquisito, eu mesmo nunca suportei muito aquele estilo dele. Para entender as coisas acho melhor o "Fragmentos", mas também tem gente que acha o Fragmentos muito árido.
  38. 1 point
    todos nos passamos por fases ruins, e em geral elas passam sozinhas. Mas se cada vez que a gente passar por uma fase ruim, anunciarmos para o mundo, isso vai gerar, em quem toma conhecimento disso, a impressao de que a pessoa em questao esta sempre com problemas, o que seria um exagero, mas seria uma conclusao baseada na frequencia com que a pessoa anuncia suas fases. Acho que com a idade a gente tende a perceber quais sao nossos problemas mais recorrentes, aqueles que mesmo passando os anos eles sempre retornam. Esses sim merecem atençao, porque podem sabotar nossa vida em varias fases importantes, mas o resto e so fruto da nossa condiçao humana instavel, nao mererem atençao.
  39. 1 point
    Compare as pessoas que fazem isso,vaijam, mudam de páis, fazem comércio, descobrem novas terras, a facilidade com que fazem...e as pessoas que só "querem" fazer isso. Quais meios, stiuações, contatos, se reúnem para facilitar ou favorecer um tipo de pessoa nessa direção, com os contatos, meios e situações que dificultam para as outras que só "querem". Eu acredito no mesmo que o klayser. Mas não numa obrigação, mas no sentido de ser a "melhor linha de desenvolvimento". Quem acha que as opções são livres, é só levantar da cadeira e sair concretizando seus planos.
  40. 1 point
    ...acho que amanhã acordo sem respirar. (desculpe a brincadeira, não resisti, eheheh)
  41. 1 point
    Ehehehheh. Tem um "documentario' sobre a mente masculina aqui: Mas olha, eu hoje tenho 42, mas tinha 23 quando casei. Minha geração já deveria ter nascido livre dessa praga de não saber o que fazer numa relação sexual. Lembro que quando eu tinha 14 e meu primo 18, ja conversavaso sobre isso e nao entendiamso como poderiam existir homesn assim, achavamso que eram os antigos, a geracao de nossos pais. Agora eu tenho a idade dos meus pais naquela epoca...e pelo jeiot o problema continua, agora atribuiod aos jovens? Agora, tem um negocio que talvez você não saiba: nós, os homens, somos uns “oprimidos” sabia? Isso gera muita tensao! ehehehehehe. As mulheres, ou pelo menos a cultura feminina em geral ESPERA que o homem, SAIBA, FAÇA, RESOLVA, LEIA OS PENSAMENTOS DA MULHER, etc...tanto é que você se referiu ao homem “saber o que está fazendo”, quando na verdade a pessoa e que tem que saber como usar seu corpo, sua respiração, seu ritmo, para atingir esse resultado. Claro que um “semi-profissional”, que fez mais “pesquisa de campo”, vai ter mais recursos técnicos a disposição, mas cada pessoa é única, todos os recursos que funcionam com varias outras pessoas podem não funcionar com essa pessoa, então se ela não souber o que lhe estimula, vai ser difícil. Tem uma coisa mesmo, que talvez seja chato falar, mas é melhor eu falar antes que alguém se ‘entregue’ e fale algo, o que me impediria de esclarecer isso depois, para não deixar a pessoa em maus lençóis. Sexo é muitas coisas, e `as vezes pode ser só um brinquedinho de adultos. Nesses brinquedinhos, as pessoas adicionam fantasias. Eu sinceramente não posso imaginar o que uma roupa (exceto, claro, as lingeries), um teatrinho com uniformes, ou mesmo uma dança, pode contribuir para o estímulo. Sou mais “purista”, mas até entendo que existam pessoas que gostem disso. Mas tem gente, como parece ser o caso da sua amiga, cuja fantasia esta ligada a violência. Ela usa expressões “machucar, maltratar”, e eu suponho que isso seja apenas num sentido leve, claro, uns tapinhas aqui e ali, mas já conversei com mulheres que me disseram gostar de uns tapinhas realmente mais fortes... Uma coisa que já se sabe em relação aos Serial Killers é o papel que a pornografia VIOLENTA tem na vida deles ( os especialistas chamam apenas de pormografia, mas se você lê o s detalhes vai notar que é apenas a misutra sexo+violência que dá problema). Praticamente todos são consumidores desse tipo de pornografia, muito diferente da normal, mas mesmo na normal há os tais tapinhas... Há que se ter muito cuidado com isso, porque a área do cérebro que é estimulada pela dor é a mesma área estimulada pelo prazer sexual, então, quando você lê relatos dos antigos “santos” da igreja, se chicoteando.....você já sabe o que eles de fato estavam fazendo, e isso não é uma suposição: muitos psicopatas se torturam exatamente porque atingem o orgasmo durante a tortura, e eles em geral atingem o orgasmo durante a mutilação das vitimas. Na verdade, por enveredar por essa área, eles constroem um condicionamento cerebral que os torna insensíveis para o prazer sexual comum, que passa a exigir o uso de violência, cada vez mais intensa, para poder atingir o orgasmo. Para ilustrar, quem entende inglês poderá ver aqui uma entrevista com Ted Bundy, poucas horas antes de ser executado, na qual ele comenta isso. Não vou botar o link daquele jeito que a imagem da tela aparece, para não trazer essas vibrações pesadas para aqui. Quem quiser assistir, que assita la no youtube http://www.youtube.com/watch?v=9sIyTfXv ... re=related Então, fica o conselho: tenha muito cuidado com o que você ( quem quer que esteja lendo isto) associa com a pratica do sexo. As vezes as coisas começam como uma brincadeirinha inocente, mas quando você começa a cultivar o hábito e permitir essas fantasias rolarem soltas na sua mente, as coisas tomam outro rumo. Tudo é treino, e ação+imaginação é um treino muito eficaz para tudo que se possa imaginar.
  42. 1 point
    E bem isso ai Cristiano. Viu como nao estou falando nenhuma novidade Toquinha? Eu e minha ex so faziamos quando so dois estavam a fim. Nao era "natural", nada de 'acontecer', era do tipo "estou a fim hoje, voce tambem?'. Se um nao estivesse, nao se fazia nada. Mas sabe como e com os homens ne? E' um negocio tao absurdo que ate hoje eu tenho duvidas se impotencia existe mesmo ou e' coisa de homossexual que nao se descobriu ainda... Entao as vezes eu estava la lendo alguma coisa, ou vendo um filme junto com ela mas pensando na morte da bezerra, ela virava para mim e dizia: 'estou a fim hoje. Vamos?', e eu ne....nao tava, mas como e muito facil para o homem eu nao queria priva-la, ento dizia: "ok, vamos..." mas quando ela ja vinha e comecava a interagir ela percebia no meu olhar que eu nao estava 100% focado, e ela mesmo dizia: "nao, se nao estas querendo com a mesma vontade que eu, prefiro nao fazer". Entao, nao faziamso frequentemente, mas so faziamos com 100% de dedicacao. Mas tem gente que usa o parceiro como objeto para relaxar, ai nao funciona. Quer relaxar? Entao se masturbe.
  43. 1 point
    Toquinha eu sei que tem gente assim, so acho que sao minoria. Quando eu so fazia magia sexual, sem orgasmo, o sexo durava 2h, por motivos obvios ne? A gnose dizai que nao se deveria passar de 1h, e eu, sicneramente, achava isso uma limitacao tola. Entao eu perguntava para outros homesn casados quanto tempo durava a relacao deles, e em geral era meia hora. Eu ja achei engracado, nunca achei que desse para aproveitar bem em apenas meia hora....e ai sua amiga diz que tem homens por ai levando, 5-10 minutos? Se tem, pode cortar o negocio fora e dar para os cachorros, porque nao esta sabendo usar. Agora, veja como sao engracadas as coisas, e como ha todo o tipo de pessoa por ai: - os casais que eu conheci e com quem tinha intimidade para fazer abertamente sobre isso, e que estavam casados ha mais de vinte anos (gente na faixa dos 50 ou mais , todos me disseram a mesma coisa (tanto homens quanto muheres, em conversas isoladas que tive com eles, claro) : -que sempre chegavam ao orgasmo, -que nunca tiveram a menor vontade de trair seus conjuges, -que o sexo nunca ficou tedioso, so melhorou com a passagem do tempo - que faziam sexo oral e anal (lembre, pessoas com mais de 50 anos, MULHERES DE MAIS DE 50 ANOS) - que nunca sentirem vontade de ir a um motel Mas claro, eu so puxava esses assunto ocm pessoas que me pareciam equilibradas, entao minha estatistica e' viciada. Isso parece um pouco diferente do que o pensamento geral considera que ocorre entre casais ne? Tambem lembro de uma coisa que um peao de fazenda me disse quando eu tinha uns 14 anos (ele tinha 21): "Essa estoria de que mulher demora a atingir orgasmos e' balela, se voce estimula ela antes, ela atinge o orgasmo quando voce so comeca a intoduzir....nao da nem tempo de terminar de introduzir." Eu nao sabia exatamente do que ele estava falando, mas depois eu pude constatar que era verdade. Agora.... tudo na sociedade e' assim: eu me exponho aqui falando abertamente disso (e de muitas outras coisas) porque defendo a importancia de falar abertamente (todos os assuntos), mas a maioria das pessoas bem ajustadas nesse aspecto nao fala nada, exceto com outros do mesmo tipo. Entao, e' como aquela velha piada: "Se a Pata bota ovos maiores do que a galinha, porque so consumimos ovos de galinha? Simples: e' porque a galinha faz propaganda para anunciar quando bota seus ovos." O pessoal com problemas faz muito mais barulho, gera reportagens, cria comissoes para solucionar seus problemas...tem psicologos, sexologos, todos estudando isso....mas isso o que? Estao estudando QUEM ESTA SE QUEIXANDO, ja os que estao safisfeitos estao em silencio, voce nem sabe que eles existem, nem sabe que talvez sejam ate maioria, porque na hora de responder a um questionario sobre praticas sexuais, como os famosos Relatorio Hite ou o Relatorio Kinsey, eles pensam: "para que responder uma bobagem dessas?". Como para eles esta tudo bem, eles acham bobagem. So respondera' quem tem problemas, e deseja entender esses problemas. Entao voce tem uma estatistica totalmente distorcida sobre o quanto esses problemas podem estar afetando a vida sexual das pessoas COMO UM TODO.
  44. 1 point
    Relembrando um texto do Robert Bruce que postei ha alguns meses atras (para evitar que depois de fazer seu "pacto", voce diga "e so agora voce me avisa Sandro!?", ehehehehe): viewtopic.php?f=2&t=14102#p78148
  45. 1 point
    A nossa sociedade valoriza o trabalho (“o trabalho dignifica o homem”) justamente porque trabalhando voe não tem tempo de resolver suas questões emocionais, logo, pode fugir de si mesmo sem culpa. Mas isso dura pouco, logo que voce se habitua, consegue fazer 2 coisas ao memso tempo: trabalhar e pensar nas suas questões emocionasi quando esta em casa. Entao terá que preencher esse tempo vago também, para continuar fugindo de si: voce terá que casar e ter filhos. Já reparou como a sociedade desconfia de pessoas “solitárias”? É como se dissessem: “Nossa, se eu não posso conviver com meus demônios sem ficar louco, como ele pode? Já sei, ele é louco e não sabe! Isso é um perigo! Pode resolver matar alguém algum dia! Eu ,pelo menos, me ocupo, assim meus demônios não podem encher minha cabeça de idéias malucas” Mas um dia os filhos crescem, a aposentadoria chega.... E há programas de TV discutindo o que as pessoas deveriam fazer após se aposentarem. Para mim isso é sintoma de uma civilização doente. Todos temos coisas internas a solucionar, mas quanto ais você protelar, mais complicado fica. Já reparou que nossos idosos são, em geral, doentes emocionais? São ranzinzas, ou completamente paranóicos, ou chorões. Mas esquecemos que Robert Marinho, FHC, Lula, Brizola, Dalai-Lama, o Papa, e boa parte das pessoas que são líderes no mundo são idosos, e não são assim. Então ser velho não é sinônimo de ser um desequilibrado emocional. Acho que ou a gente tenta resolver nossas questões, ou a gente vai ter que se ocupar até morrer, para impedir que nossas loucuras internas rompam o dique da racionalidade. Minha mãe tem 72 anos e apenas este ano ela reduziu sua carga de trabalho de 40h semanais para 20h. Ela é professora do ensino fundamental, entao imagine uma senhora de 71 anos trabalhando 40h durante a semana, ocupando sus noites e fins de semana preparando aulas, corrigindo provas e trabalhos, e ainda criando jogos para ensinar as crianças de forma mais divertida, criando bolhas nos dedos ( que já tem com artrite) ate sangrar, de tanto recortar cartolinas ,EVAs e outros materiais para criar tabuleiros, fichas, mapas tipo quebra-cabeças, enquanto suas colegas, de 30 anos, ainda não deixaram o mimeográfo e as aulas escritas. Minha mãe sempre foi ocupada, quando era dona de casa, e depois quando virou professora. Até nas férias dela eu ouço a frase “não tenho tempo” quando lhe passo um livro, ou uma série que eu acho que tem algo a acrescentar. Ela ainda não sabe o que fará quando for obrigada, talvez por saúde, a finalmente parar. Já eu sou muito introspectivo, apesar de gostar do meu trabalho, acho que ele me atrapalha, preferiria não trabalhar e ter meu tempo 100% dedicado a coisas pessoais: melhorar minhas habilidades no desenho, aprender finalmente a pintar a óleo (isso estou reservando para quando me aposentar), aprender um instrumento musical ( seu não precisasse trabalhar aprenderia piano), que precisa treino diário, e trabalhando nosso tempo livre é curto e precisa ser divido entre várias atividades, não rende.... Ter tempo livre é uma benção, mas para muita gente parece uma maldição! Acho que isso precisa ser repensado. Conviver com os outros é um desafio positivo, faz brotar nossas falhas, e assim podemos enxerga-las melhor e trabalhar sobre elas. Mas algumas coisas só podem ser observadas na solidão. Precisamos de ambos, fugir de um deles não é saudável e relacionar solidão com tristeza para mim não é opinião, é SINTOMA. Uma pessoa que pensa assim, que pessoas solitárias são tristes ou deprimidas, está apenas projetado sobre o outro suas próprias deficiências emocionais. Agora....as vezes o fardo interno é grande, se ficar muito exposto a ele, pode “quebrar”. Nesses casos é bom “dividir para conquistar”” equilibrar horas ociosas com horas produtivas. Quem não trabalha deveria tentar aprender um hobby ou praticar um esporte. Eu gosto do treino de força muito mais do que qualquer outra atividade física, mas correr é ótimo para pensar, porém você consegue “pensar com a mente relaxada” enquanto corre. Outra coisa que mantém a mente da gente parada/focada/tranqüila é desenho/pintura. Desenho á algo mais exigente eu diria, porque qualquer traço errado fica muito óbvio, enquanto que a pintura perdoa mais os erros técnicos. Dá para pintar florzinhas, vasos, frutas, arquitetura real ou imaginada, paisagens, tudo sem compromisso de fidelidade ao real. Talvez fosse bom para você aprender o básico sobre isso, porque no futuro essa pode ser uma atividade que te permitirá horas ou dias de solidão tranqüila, caso essas coisas da infância voltem a perturbar, a medida que a idade for chegando (logo após os 30 anos surge um período de revisão, eu tive que me reconstruir todo, ehehheh, e dizem que após os 40 também, embora eu tenha 42 e ainda não tenha notado nada). Convém ficar alerta para esses momentos e ter alguma carta na manga, como um hobby, para ajudar a administrar seus momentos consigo mesma.
  46. 1 point
    Mais abaixo esta o trecho do livro onde eu li isso, mas antes vou contra um “causo” aqui, para entenderem porque eu, particularmente, acredito que as obras do Robson Pinheiro narram eventos reais. Como já comentei aqui algumas vezes, aja trabalhei num grupo de desobsessao, e a gente lidava com coisa muito similares a que lemos nos livros do Robson. Depois sai do grupo, em 2001, mas nunca me neguei ao trabalho, sempre gostei do que fazíamos , apenas não tenho muita paciência para convivência em grupos. Entao vira e mexe tinha e tenho lembranças de sonhos que envolvem tarefas como aquelas similares as que a gente fazia. Num certo ano, que nao lembro agora qual foi, fiquei meio que obcecado com Nazistas+ magos negros+ lideres carismáticos. Comecei a comprar livros, biografias, estudos de psicologia, importar documentários (meu inglês não presta para inglês falado, so para ler, mas tive que me virar mesmo assim) sobre lideres religiosos que manipulavam os grupos, como o Jim Jones. Essa fissura durou uns 6 meses... Entao um dia acordo com lembranças de um “sonho”: Eu andava num prédio, sabendo que estava invisível para quem transitava por ali, por estar em outra freqüência (?). Eu passeava em meio a eles, podia parar do lado, ouvir suas conversas, e não tiha como eles me perceberem, não precisava me disfarçar, porque não tinha como eles me verem. Porem, ao passar perto de um elevador, senti que quem vinha nele tinha “poder suficiente” (?)para me ver (?), e rapidamente, antes que o elevador parasse naquela andar e a porta abrisse, eu saltei por sobre a escada e sai do raio de visão da pessoa que sairia do elevador, exatamente como a gente faria no físico, para não ser visto. Eu sabia que eu não esta na mesma freqüência que ele, mas também sabia que ele tinha um raio de detecção bem maior...e sabia que “ele” não poderia me ver, porque se sentiria como se estivesse sendo tratado como criança, que precisa ser fiscalizado para ver se não esta “fazendo malcriação”. Eu sabia que ele se sentiria ultrajado, desrrespeitado, caso percebesse que estava sendo vigiado, e por isso me escondi, para que sua recuperação naquele lugar não fosse prejudicada pelo seu orgulho-próprio ao se ofender descobrindo que era mantido sob vigilancia. Eu não tinha consciencia exata de quem ele era, mas pude sentir esse perfil psicológico e o cuidado necessário, bem como um perigo real na situação . A porta do elevador abriu....e dele saiu um sujeito cujo rosto eu não vi, mas eu sabia que era o Rasputin. E ele saiu conduzindo uma senhora idosa numa cadeira de rodas, na verdade tratando-a como se ele fosse um enfermeiro menor num grande hospital. Ele saiu pelo corredor conduzindo a velha senhora, muito satisfeito na sua tarefa de simples serviçal, mas pelo aleta que senti ao passar pelo elevador antes que a porta abrisse, eu percebi que aquele sujeito estava em processo de recuperação psicológica prestando serviço assistencial. Era como se fosse um presidiário pagando pena prestando serviço num hospital. Foi essa a impressão que tive, e eu sabia que se ele descobrisse que era vigiado, poderia pirar e por sua própria recuperação em risco, devido ao seu orgulho. Acordei achando isso uma maluquice completa, ate porque eu apenas sabia que Rasputin existiu na historia da Rússia, não sabia mais nada dele. Não entendi porque diabos minha mente buscou um personagem da historia para criar um sonho maluco desses, e alem disso, o Rasputin foi uma tremendo vilão. Entao ate comprei depois disso um filme russo sobre ele, e um documentário americano, para ver se eu entendia um pouco porque minha mente se virou para ele naquele sonho. Bom, entendi que ele tinha todo o perfil de líder carismático, exatamente como os personagens que eu andava tentando entender nos ultimos meses, bem como tinha um perfil de psicopata a mago negro. Tinha tudo a ver com o que eu estava focando minha mente. Mas mesmo assim, porque ele e não Charles Manson, Hitler, ou outro maluco desses? Porque meu subcosnciente foi sacar um persongem obscuro que viveu antes da revolução russa, para criar um “sonho” desses? Uns 6 a 8 meses após esse sonho, saiu o livro do Robson Pinheiro, SENHORES DA ESCURIDÃO, que narra eventos do astral noas quais o Raspustin surge como personagem central.... E olha como termina (aqui a gente volta ao tópico, falando sobre projetar energias que despertam memórias positivas) o conflito. Rasputin é chamado Grigori, porque esse era seu primeiro nome. ............................... Chegavam de todos os lugares as estranhas e desfiguradas entidades. A aura dos representantes do abismo parecia uma entidade que vivia e lançava seus tentáculos pelos caminhos por onde passava. Agigantava - se o número dos enviados do poder das regiões inferiores da Terra. À frente dahorda de especialistas, misturados com espíritos de hierarquia inferior, Grigori e Apophis vinham sobre as vespas, estranhas máquinas desenvolvidas pela técnica do umbral, nos laboratórios do abismo. Como garras e reverberando entre as cores negra e vermelho car- mim, sua aura se assemelhava à descarga de energia numa atmosfera primitiva. Com braços ou tentáculos que se esvaíam, parecia alcançar outros seres que comungavam do mesmo sistema de vida e valores. Avistaram o campo de força envolvendo a construção espiritual. Cintilavam à luz do luar as energias eletromagnéticas mantidas pelas vibrações dos trabalhadores dos dois lados da vida e pelas baterias de eletricidade instaladas pelos guardiões. Canalizadas e armazenadas pelos Imortais, energias oriundas do vento solar pareciam descer sobre o topo da forma piramidal da construção extrafísica. Grigori e Apophis nunca viram nada semelhante em suas investidas ao longo dos séculos. - Será que os tais servidores do Cordeiro estão tão protegidos assim, como sugere a aparência deste lugar? - perguntavam-se entre si os dois seres que personificavam a política dos ditadores do abismo. A falange composta por pais-velhos, guardiões e outros espíritos desconhecidos pelos dois comandantes das trevas estava de prontidão dentro dos limites do campo de proteção. Mais além, os médiuns desdobrados dedicavam-se a permanente oração. Grigori deu o sinal, pois não queria que a conexão com os Imortais fosse intensificada. Não previra uma coisa muito simples: que os guardiões estariam com os trabalhadores e médiuns, ao seu lado no plano extrafísico. Teria de atacar agora. Mas já tinha certeza da vitória. Quando a ordem foi dada, imaginando um confronto aberto entre os guardiões e suas fileiras de soldados da escuridão, espectros e sombras, Grigori também não esperava o que ocorreu a partir de então. Zura subiu, levitando em meio aos fluidos sutis, dentro do campo de proteção que envolvia a casa espírita, deixando um rastro luminoso atrás de si. Ergueu os braços ao alto, abriu as mãos e, quando as baixou lentamente, o campo de defesa foi desativado, deixando a casa espírita aparentemente desprotegida. Grigori vacilou por alguns segundos, estupefato diante da atitude inusitada dos guardiões. Então era assim que defendiam o patrimônio dos Imortais? Ou estavam capitulando diante da marcha das forças do abismo? Após esse breve hiato em seus pensamentos, as legiões de seres luciferinos adentraram os limites vibracionais da casa espírita. Imediatamente, Zura pairou sobre a construção espiritual e ergueu novamente os braços. Campos poderosíssimos foram erguidos em torno das hostes inimigas, e todos, inclusive Grigori, Apophis e Haber com seus especialistas, ficaram cativos. Antes que esboçassem qualquer atitude defensiva ou ofensiva, iluminou-se por inteiro o ambiente espiritual, enquanto desciam do alto grupos de entidades iluminadas, envolvidas por uma música de procedência divina, como poucos espíritos, inclusive das hostes dos guardiões, já haviam presenciado. Orquestra invisível foi ouvida de repente, formando o pano de fundo para a coreografia sideral. A falange de seres da escuridão quedou-se diante da demonstração da arte superior. Acuados pela beleza da imensidade, Grigori e Apophis não conseguiam tirar os olhos dos seres sublimes que bailavam sobre a construção espiritual. Esperavam que os guardiões utilizassem armas de eletricidade e campos de contenção de altíssima potência, mas eram outros os recursos que os inventivos guardiões empregavam. Ao mesmo tempo, na película energética interna que envolvia a construção astral, apareceram imagens. Era uma das maravilhas da técnica sideral. O próprio campo de força era também uma espécie de tela etérica de grandes proporções. As imagens refletiam os sentimentos mais íntimos e de superior qualidade energética e espiritual dos espíritos perseguidores, dos senhores da guerra. Tais projeções eram na verdade reflexos do passado espiritual dos principais representantes da ciência do abismo. Cada um deles, Grigori, Apophis, Haber e outros do alto escalão da política do submundo, seus aliados, viam refletidos na projeção os momentos de felicidade, os sentimentos de amor ou os personagens que um dia participaram de suas vidas, mesmo em passado remoto. A maravilha da técnica tinha como objetivo fazer com que as tais entidades tivessem ao menos um lampejo dos sentimentos mais nobres que um dia experimentaram. E o efeito foi algo sobremodo inesperado. Grigori e Apophis quedaram - se diante da manifestação da soberania dos guardiões e da sabedoria da política superior do Cordeiro. Sua memória espiritual foi estampada em todas as cores na tela do campo de forças estruturado em energias superiores. Enquanto isso, o coro de almas sublimes desfilava acompanhando o teatro das emoções, encenando uma coreografia de beleza inimaginável. De todas as maneiras, sob todos os ângulos, as entidades malévolas se sentiram abatidas. Os magos negros e muitos cientistas cobriram a retina espiritual de seus corpos semimateriais com seus mantos tecidos em matéria astral de intensa negritude, recusando-se de todas as formas a assistir ao quadro. No entanto, por mais que resistissem, não podiam ignorar as vibrações dulcíssimas da melodia sideral, que invadia as almas de todos ali, inclusive as suas. Urros e esgares, sons incompreensíveis de uma língua morta foram ouvidos e vistos revolucionando em torno dos seres procedentes das esferas de escuridão. Quando os poderosos chefes da falange sinistra ameaçavam sair daquele estado alterado de consciência, quando ainda tateavam com o pensamento em meio à onda de emoções superiores despertadas pela coreografia divina, dois focos de luz foram avistados descendo do alto, num malabarismo inebriante, maravilhoso e de difícil descrição. Movimentavam-se em torno um do outro, como um par de cometas profusamente iluminados. Eram espíritos superiores em corpo mental, que desciam das regiões mais sublimes da atmosfera terrestre. Vieram adensando-se vibratoriamente, as duas almas redimidas, em compasso com os acordes da orquestra sideral e invisível. Envolveram Apophis e Grigori, retornando, com o fulgor de suas irradiações sublimes, às regiões impenetráveis da espiritualidade. Os dois, outrora poderosos representantes do abismo e de sua política, foram conduzidos pelos emissários do Alto, desfalecidos nos braços dos mensageiros divinos, a fim de prestar contas diante da suprema justiça, numa instância superior. Apophis e Grigori não suportaram tal exposição às emissões mentais das consciências superiores e a aparente fortaleza psíquica de que se vangloriavam ruiu perante energias de tamanha superioridade moral. Dois dos mais lúcidos representantes do Espírito Verdade foram os mensageiros enviados para interferir nas pretensões dos povos do abismo. A multidão de criaturas ficou estarrecida diante do ocorrido. Seus chefes mais poderosos foram arrebatados às regiões superiores. ........................................................... Depois de ler isso o meu sonho pareceu fazer sentido: se o que o Robson escreveu foi real, não seria tão estranho supor que o Rasputin estivesse de fato em recuperação, e ao mesmo tempo, meu sonho tendo acontecido muitos meses antes do lançamento do livro, de certa forma confirma o livro, porque acho que nenhum subconsciente por mais maluco que fosse arrancaria um nome de vilão dos livros de historia, colocando-o numa situação de recuperação, por mera coincidência ne? Ou vocês já sonharam com o Drácula fazendo caridade? Ou Calígula ajudando velhinhas a atravessar a rua? E’ de se pensar...
  47. 1 point
    Não se trata de não ser capaz, se trata de reconhecer e amar na criação a parte que é o Criador, mas isso existe em tudo, não só na sua amada, mas na ovelha, no sapo, na mosca. Daí sim surge o amor desapegado. Mas na prática é dificíl quando se trata da nossa espécie, e tecnicamente você não consegue manter o ego e não ter apego algum. Ou faz uma coisa, ou faz outra.
  48. 1 point
    Eu já tinha prometido a mim mesmo ser sucinto, depois que uma pessoa aqui do forum me chamou atenção em uma MP, mas as vezes o assunto exige. Me desculpem: Olha, sinceramente....eu já acreditei quer amar alguém era o estado mais elevado de consciência a que temos acesso enquanto encarnados, de modo que levar a vida correndo atrás de sucesso profissional, dinheiro, status, e pacote completo casinha+bom emprego+filhos era apenas cair na ilusão da matrix, mas que buscar um amor real não era. Eu achava que pelo menos isso era um objetivo legítimo. Mudei de idéia, dei com os burros n’água. Tive sim uma decepção, mas não posso dizer que se trata de “decepção amorosa”, mas de uma daquelas situações de vida que te fazem olhar tudo com outros olhos. A pessoa com quem me casei era tudo o que eu queria, tanto nos aspectos psicológicos, ideológicos, espirituais, e físicos. Não era perfeita, porque ninguém o é, mas tivemos um relacionamento exatamente como ambos queríamos, e quando terminamos (muita correria, emprego, pos-gradução em outro estado, quebra de rotinas+ afastamento gradual e por fim, extinção dos sentimentos dela), foi numa boa, sem brigas, sem conflitos. Sofri muito, claro, porque eu não tinha me desligado, e paguei aqueles micos clássicos de telefonar para ela chorando....essas coisas bobas que a gente faz por apego, mas por sorte dela e minha, ela se manteve firme, porque nesses casos, depois de dar um passo numa direção, não se pode olhar para trás, não tem como reacender certas coisas. Se rachou, joga fora e sai na boa, melhor preservar a amizade do que criar ódios e rancores por tentar arrastar algo além do limite do que seja bom para ambos. Então, enquanto curtia essa má fase, pude enxergar dentro de mim todas as coisas que a gente “acopla” num relacionamento, e companheiro: é muita coisa! Quando você entra num relacionamento você joga em cima do outro, em segredo do outro e de si mesmo, um milhão de expectativas. Não é apenas uma questão amorosa, é toda a sua identidade, sua visão do que você pretende ser, fazer, buscar na vida. É por isso que tem neguinho que se mata se é demitido, ou se toma chifres, ou sei lá mais o que: a sociedade nos vende esses “pacotes de segurança e felicidade” disfarçados sob rótulos simples como emprego, relacionamentos, filhos, como se fosse um quebra-cabeças, mas não se engane: cada coisa dessas é uma “caixa de pandora” 50% cheia. Essas coisas vem cheias de imprevistos e desafios que o cara nem imagina, e que certamente fazem parte do nosso aprendizado, mas aí você vai e deposita nela suas próprias coisas sem nem perceber, e essa é a pegadinha! Você projeta medos, necessidades, desejos, tudo muito oculto de você mesmo. É como se você tivesse que tomar um remédio amargo e te dessem um copo de suco: você, sem olhar para o copo, despeja o remédio no suco e toma tudo com cara de quem está tomando só o suco, mas não está! Aí, quando sente o gosto estranho, bota a culpa no suco! A culpa é sua que está adicionando coisas que não deveriam estar ali! Então, por mais que você ame alguém da forma mais imparcial e bela do mundo, como se diz no tropa de elite: “vai dar m... capitão”. O problema não é o seu amor, o problema é o resto do pacote que você amarra junto. Mas porque fazemos isso? Olha, por aquele detalhezinho do ego. Budha já dizia: 1) Tudo é dor 2) A raiz da dor é o desejo 3) Cessando o desejo, cessa a dor 4) O ego é a raiz do desejo, sem elimina-lo, não tem jeito, ferramos tudo sempre O ego é uma “adaptação” da consciência ara o mundo da manifestação, digamos assim, é como você vestir uma luva que não tem 5 dedos, mas apenas 2. Não tem nada que você possa fazer com isso a não ser tocar mal e pegar mal, por melhor que sejam suas tentativas. Apenas retirando a luva você poderá sentir o tato real do objeto, manipular as formas com precisão e qualidade. Então o ego olha para o mundo, para cada experiência, e enxerga tudo distorcido, e por ser uma adaptação da consciência, arranja caminhos adaptados, experiências adaptadas, substitutos imaginários para coisas reais, porque o ego não conhece o real, que existir antes dele, e para que o ser veja o real, ele tem que morrer, temos que descartar a luva. É como olhar o mundo através de um óculos de lente azul: você jamais verás as cores reais com ele, e o óculos jamais pode conhecer a luz branca, porque sua própria natureza é embutir o azul em tudo o que passa por ele. O destino do óculos, e do ego, é o lixo. Não existe evolução possível para o ego, porque isso significa apenas engrossar lente. Existe apenas evolução para o ser, que se traduz em afinar cada vez mais a lente desse óculos, enfraquecer o ego cada vez mais, até que ele desapareça, mas isso, obviamente, encerra o processo reencarnatório. Mas saindo um pouco dessa questão abstrata e voltando ao aspecto prático, UM POUCO. Quando passei pela experiência do Viver de Luz, já narrada em outros posts, eu passava por uns “surtos” que se relacionam com o despertar do kundalini, e isso, nas palavras da Jasmuheen, é como “ser eletrocutado por 10 mil volts de amor”. Eu passei por esses “choques” umas 6 vezes eu acho, e é algo muito difícil de descrever, mas uma coisa eu notei: AQUILO sim é amor. É uma força, impessoal, que ama tudo indiscriminadamente. Passar por essa experiência me permitiu entender muita coisa que se afirma sobre Jesus ou ao que se fala dos Mestres, coisas ligadas ao amor incondicional, a dar outra face, bem como a um milhão de outras “cositas” mais. Então, depois de tudo, o que pude concluir é que só há um tipo de amor: o do Criador por suas criaturas, e o da criatura pelo criador. São duas polaridades apenas, e o amor flui de uma para a outra. Todas as outras formas são apenas formas substitutas criada pelo ego, que não consegue compreender ou suportar uma experiência assim, e cria um “análogo” para tentar substituir e trazer a satisfação que ele deseja. Sei que pode parecer maluquice ou pieguice eu afirmar isso, mas quero deixar registrado, porque pode cair a ficha em alguém que leia: há apenas um força que nos move: o amor ao criador, o amor a fonte de onde viemos. É em direção ao retorno a divindade que nos movemos, e nos movemos como loucos, como moscas batendo a cabeça em torno da lâmpada acesa. ( e isso se aplica até aos satanistas e magos negros, embora a maioria deles não perceba. Porém, os maiores dentre eles sabem disso) Mas como não reconhecemos a origem desse impulso, tentamos em vão identificar a fonte que promete a “satisfação final”, e uns acham que encontrarão isso no trabalho, outros na riqueza, outros nos prazeres comuns, outros no amor, outro nos poderes extrasensoriais, nas experiências meditativas, nas alucinógenas, outros no poder terreno, mas estamos todos loucamente buscando por Deus, a fusão final, o “êxtase final e único” da união eterna, que existia no princípio, mas que a “criação” separou, e por isso buscamos o retorno, nada mais, e por isso, nada nunca nos satisfará, exceto o retorno a origem. Então, quando vemos pessoas buscando viver uma vida ascética de monge, uma pessoa loucamente apaixonada por outra, ou um empresário buscando ferozmente aumentar seu patrimônio, estamos vendo o mesmo impulso agindo, porém em níveis de manifestação diferentes, mas todos são desvios do foco original, uns mais, outros menos. É por isso que nas biografias de Santos ou pessoas que atingiram um certo grau de iluminação, vemos uma linguagem para descrever a experiência mística que se assemelha ao linguagem do sexo: porque trata-se de união, fusão, o complemento do que faltava, o sentimento de amor, um fogo que queima, cega ou ilumina. Por isso se dizia que ninguém “vê a face de Deus” e continua vivo, porque para que esse contato se estabeleça completamente, a “separação” entre criador e criatura tem que ser desfeita, e nos processos parciais a que temos acesso, uma união parcial sempre leva a uma ruptura dessa “fronteira” de separação, e por isso os místicos nos falam em amor incondicional, em dar a outra face, em perdoar porque os outro não sabem o que fazem. A fronteira separacional é o ego, e passar por esses processos parciais necessariamente afina essa fronteira. Então discutir “amor real” enquanto arrastamos o ego por aí, é sempre buscar uma utopia, algo que é apenas um substituto de algo maior, e querer que outro ser humano seja “Deus para nós”, que no fundo é o que procuramos ao despejar sobre o outro nossas expectativas inconfessáveis e irreais, é um projeto condenado ao fracasso. Mesmo que as duas pessoas tenham uma vida amorosa plena e feliz durante toda a sua encarnação, a felicidade definitiva, que é o que todos buscamos, não pode vir daí, como qualquer um sabe, claro, mas como quase todo mundo nega, ao estimular fantasias românticas. Sei que alguém já tratou desse assunto academicamente, algo sobre a relação Eros Tanatos e sobre o simbolismo sexual se relacionar com os êxtases religiosos, mas não sei os nomes dos autores, quem quiser teria que procurar. Nunca gravei os nomes deles porque eu sempre achei que esses caras tinham “problemas sexuais” ao enxergar sexo em tudo (eheheeh), mas depois do que passei no viver de luz vi as coisas de outra forma.
  49. 1 point
    Não, mas esse ponto está chamando atenção do pessoal né? Eheheh. Como eu disse antes: eu estava fazendo um milhão de coisas ao mesmo tempo, e não tinha como me livrar delas para reduzir o estresse. Logo, quando vi que o processo se desequilibrou, tinha que fazer uma escolha, abandonar alguns dos fatores de estresse ou abandonar o processo. Se eu estivesse pesando uns 70kg poderia ter me dado mais um tempo para tentar controlar a coisa, mas eu já tinha decidido que tinha chegado ao limite do que eu mesmo aceitaria como perda de peso, logo, quando, perdi mais, abandonei. A magreza sempre me incomodou durante toda adolescência,eu nunca fui uma criança magra, mas quando estiquei, fiquei com 61kg e aquilo me incomodou. Eu comia feito um desesperado ( minha mãe sempre recorda que para eu ela e minha irmã ela comprava para o mês 20kg de arroz e 8kg de feijão, mas nas férias escolares, quando eu ia passar um mês na casa de um primo, 5kg de arroz e 2kg de feijão bastavam para o mês, daí vocês tem uma idéia da drga que eu era na adolescência)e não conseguia atingir um peso razoável, tinha vergonha de suar camisetas, etc... nóia de adolescente.... Muito lentamente com o avanço da idade isso foi se equilibrando e pela primeira vez em poucos anos eu voltara a me sentir confortável, mas quando perdi o peso durante o Viver de Luz a velha nóia estava de volta. Isso não me fez abandonar, eu apenas segui tocando em frente daquele jeito mesmo, mas percebi que era um ponto vulnerável no sistema. Conheci uma moça em Porto alegre, durante um workshop da Jasmuheen, que me lembrou a múmia de Ramsés de perfil, de perto dava para ver o ponto em que a cartilagem do nariz se une ao osso...As vezes eu estava num banco ou numa fila, onde haviam espelhos, e de repente eu olhava alguém que me parecia conhecido....e era eu, mas diferente o suficiente para que eu mesmo me estranhasse. Mas fui levando... Só que quando perdi peso o negócio deixou de ser estético para ser sobrevivência, então parei e decidi voltar a comer, construir massa muscular e gordura suficiente para suportar uma perda de uns 13-15kg, e voltar ao Viver de Luz mais adiante. A estimativa para atingir esse peso (sem ser gordura claro), era de no mínimo 5 anos de musculação e alimentação balanceada, tudo funcionado direitinho. Eu tinha 32, então planejei trabalhar duro nessa parte, atingir 90-95kg com 15% de gordura e voltar ao Viver de Luz até 2008 ou 2009. E foi isso que fiz, no final de 2008 de não me engano eu tinha atingido 91,5kg e 14,5% de gordura, estava pronto para um retorno. Mas desta vez fiz uma redução gradual das refeições, até porque quando iniciei o Viver de Luz antes eu estava apenas almoçando e jantando, e jejuando 2 dias por semana ( eu tinha tido essa idéia maluca, depois descobri que em geral todo mundo que começa o Viver de Luz em geral já tinha começado a tomar essa iniciativa meses antes de sequer saber que o Viver de Luz existia), mas durante esses anos de musculação eu comia 6 vezes por dia, então precisava reeducar o corpo. Fui cortando uma refeição por mês, começando com o café da manhã e depois o lanche das 9, de assim por diante, de modo que o corpo se habituasse a passar cada vez mais horas sem se alimentar. Foi um processo que durou uns 5 meses, perdi 9kg, de modo que quando fiquei apenas com a janta, me senti pronto para reiniciar o processo. Só que.....outro momento de vida....outra situção.....eu comecei, mas foi diferente, não senti a alegria que senti antes, sentia meu corpo reclamando pela água, pela comida...virou uma guerra da mente contra o corpo, uma mera questão de disciplina, completamente diferente do que fiz antes. Então abandonei no terceiro dia, porque eu não estava desta vez fazendo um processo espiritual, estava CUMPRINDO AGENDA, eu tinha planejado aquilo em 2003, e 6 anos depois, na data especificada, com o peso especificado, num processo frio e planejado, eu estava cumprindo minha meta....era só isso o que eu estava fazendo, não era o mesmo de antes. Então abandonei. Continuo desde então apenas comendo a noite, de modo que posso usufruir dos benefícios práticos do Viver de Luz de não ter que passar o dia comendo coisas e perdendo energia, e também posso me dar ao prazer de comer a noite, quando estou em casa, relaxado. Na verdade esse sempre foi o plano inicial, pois trabalho longe da cidade, numa estação de pesquisa que fica na praia, e tinha que levar comida para requentar no serviço todos os dias, o que era um saco! Eu havia planejado ficar só com janta, mas então o Viver de Luz chegou antes e fiz....então me mantenho desde 2008 pronto para o processo, se me der a pilha espiritual de novo eu faço, se não, não há mais razão para fazer, mas me mantenho fisicamente sempre pronto. Jasmuheen comenta que a maioria das pessoas que passa pelo processo volta a comer, por variados motivos, e que caso desejem voltar ao processo basta ir reduzindo a comida gradualmente, não precisa repetir porque a adaptação dos chakras já foi feita. Mas ela salienta que quando se pensa nisso e novamente se “sente seu coração cantar” , nesse caso a pessoa precisa repetir o processo, porque h”a algo mais precisando ser feito. Não sei qual é o meu caso, mas percebi que botei o carro na frente do bois ao determinar uma data e me trabalhar em direção a ela como se fosse um objetivo material. A disciplina é tida como algo bom, mas nesse caso acho que não fez muito sentido. O Viver de luz não se trata de disciplina em se exercitar nisto ou naquilo, muito menos de olhar para o sol, como a Evelyn prega no seu site, mas de sintonizar e manter essa sintonia. Seja como for, hoje vivo com 1500cal, continuo me exercitando, embora não esteja mais conseguindo adicionar massa muscular. Já testei caminhar na esteira 2h por dia em jejum ( quando eu estava na fase do aumento de massa, caminhar 1h por dia 6 dias por semana me fazia perder 500g de gordura por semana) 1h pela manhã e 1h a tarde, e não perdi absolutamente nada de peso corporal (tenho 77kg desde 2008). Preciso comer menos de 800 cal/dia para perder algum peso, e mesmo assim é pouco. Talvez, como afirma a jasmuheen, o Viver de luz continue funcionando em quem já o fez, ativando mais ou menos de acordo com o que o sujeito faz em termos de alimentação. Sei lá.... Outro detalhe importante que não é muito divulgado, provavelmente por falta de compreensão, embora a Jasmuheen afirme isso claramente no livro: o processo do Viver de luz é possível porque ele desperta o Kundalini. Quando eu li isso pensei: “Humpf! E por acaso esse pessoal New Age sabe o que é Kundalini?”....bom, mordi a língua.... Passei por certas situações e processo energéticos muito estranhos, muito intensos, durante o dia, a noite, na rua andando....e a Jasmuheen tinha uma palavra para isso: “ser eletrocutado por 10.000Watts de amor”. Acreditem, essa é uma forma bem exata de descrever o que a gente sente. O corpo parece que vai se desintegrar, sério, você sente que A ENERGIA QUE MANTEM SEUS ÁTOMOS UNIDOS se acelera, é como se os elétrons girassem mais rápido, os núcleos atômicos pulsassem, parece que tudo vai se pulverizar mesmo, mas o curioso, é que a gente sabe que isso não é eletricidade ou magnetismo, é AMOR....pode parecer estranho para quem lê, mas garanto que quem passa por isso não tem dúvidas. Dá para entender porque dizem que Deus é amor, isso é literal mesmo quando se trata da matéria. Há uma alegria intensa, uma sensação de amor incondicional brotando para a gente e da gente, é algo difícil de descrever. Eu nunca associei isso com o despertar do Kundalini, então muitos anos depois, muitas leituras depois, lendo relatos de pessoas que passaram pelo despertar do kundalini, relatos de pessoas que passaram pelo “Batismo do espírito Santo” ( sim, pasmem, quando é legítimo é a mesma coisa!) em igrejas envangélicas ou em atividades místicas solitárias, e procurando na Kabalah, concluí que sim, se tratava disso, embora o despertar do kundalini tenha várias formas. Algumas mais físicas, em que as pessoas sentem dores (geralmente ligadas a bloqueios nos chakras) ou risco de psicose, outras mais gentis, como a minha, (eram 10mil watts, mas era amor né gente?) Eu trabalhava num grupo de desobssessão fechado, não atendíamos ao público, os mentores nos traziam os obsessores. Ns reuníamos uma vez por semana e trabalhávamos das 16h até a meia noite ou 1 e meia da madruga. O líder do nosso grupo era clarividente (e quase cego sem os óculos) e ele me examinava durante o processo todo. Ela ia ana academia de musculação comigo e ficava treinando e me observando clairvidentemente, e disse que ele notou que não era o sangue que transportava energia, no meu caso, era o músculo que estava sendo trabalhado no momento que absorvia prana diretamente do ambiente, absorção localizada de acordo com o exercício. Ele também percebeu que todos os chakras ficam calibrados pelo coronário, fica tudo branco prateado, assim como a aura. Mas a energia que a gente gera é bem densa, de modo que cola nas coisas, nas pessoas...então as vezes eu chegava na casa dele, que já estava lotada com os obsessores, e o simples fato de ficar ali sentado já resolvia a coisa, porque a energia que a gente irradia quando está no Viver de Luz é nociva para o pessoal do lado negro. Outro detalhe é que as pessoas com quem a gente convive mais de perto começam a comer menos mesmo sem saber de nada. Eu corrigi redação no vestibular da universidade e isso era feito em duplas, sentadas ombro a ombro lendo as redações e discutindo o texto. Minha colega não sabia que eu viva de luz e eu nunca contei nada, mas ela começou e comentar que estranhamente andava comendo muito pouco desde que começou a correção da redação, que durou um mês. Ela simplesmente não tinha fome, e antes ela vivia beliscando coisas...Então, quando a Jasmuheen contou num workshop que uma família que ela conheceu uma pessoa fez o processo, todo mundo passou a comer menos, até os animais de estimação e o peixinho do aquário, eu acreditei. Então, vejam, comer, não comer.....isso é a ponta do Iceberg, a porta de entrada para outras coisas. As pessoas falam disso na internet, falaram muito já, mas raramente destacam quanto mais há por trás disso. A Jasmuheen fala, mas o resto do pessoal fica mais no sensacionalismo, no “truque de circo”: “ô mãe, olha só, sem as mãos/ sem comer!”
  50. 1 point
    Eu sou de Recife -PE , mas atualmente moro em João Pessoa -PB