• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 12/28/2019 in all areas

  1. 2 points
    Isso é óbvio, se quando estou projetado, basta sair pra rua que já entro em outra dimensão, imagine em outro país. Viagem astral ocorre no mundo astral, e não na dimensão material. Em raros casos existem pessoas que se projetam no plano real-time, que é o duplo do físico. E onde espíritos apegados a matéria estão, por questões de vício e tal. O Saulo mesmo fala que só se projeta no umbral. Agora, se a pessoa acha que a projeção irá lhe ajudar a conhecer o mundo, pontos turísticos e tal, já é algo que envolve mais que se dedicar a projeção, mostraria apego a matéria, que por si só já seria um empecilho para conseguir atingir isso, pois o apego a ela é justamente o que causa a inconsciência a qual as pessoas estão. E é também a causa por perder a lucidez nas projeções. Então seria impossível para tal pessoa com tal pensamento. O Sandro postou em um tópico que uma pessoa com dúvidas sobre a masturbação e o ego abriu, de um relato de uma mulher que teve uma rememoração de uma encarnação ao qual se viu como um moje, que quando garoto foi colocado em uma caverna e fechado por um muro de tijolos lá, para seguir um caminho espiritual, ele viveu al vida toda nessa caverna e onde teve experiência misticas e tal, e conta que ele aprendeu sair em proteção e gostava de visitar o Ocidente. Mas veja o caso dele, ja não é "qualquer um". Então, se você está vivendo no físico e procura ter experiências físicas, pq procurar por ter projeções? Já que você está saindo justamente do plano físico do entrando no espiritual. Então é isso, tudo bem você ter desistido disso, porém é como eu falei, não faz sentido você está procurando resolver questões espirituais se você continua preso a matéria. E caso queira se desprender da matéria, deve buscar primeiro se livra disso na matéria e não no espiritual, pois seu problema maior esta na sua frente. Veja, como você ja disse, sua visão de paraíso é um hotel de luxo, muita grana no bolso e não lhe faltar nada. Essa é uma visão materialista, óbvio, mas o que quero passar é que primeiro, você morre e perde tudo. Segundo, se encontra no mundo espiritual, provavelmente depois de um tempo vivendo sem perceber ter morrido, justamente causado pelo sonho hipnótico que se está vivendo, fruto do consumismo estimulado pela mídia e influentes do mundo material. Terceiro, você irá perceber o quão tolo foi ao achar que o material era o que importava, mas ainda continuará com os mesmos impulsos que tinha na matéria, mas ja não terá controlo sobre eles, portanto será difil vencer seus problemas. E também gostaria de falar que você irá ver como as pessoas são inconsciente e o quão facil é dominar-las, pois não estão nem aí pra suas auras, ou pro emocional, caso se encontre nas dimensão proxima da física. Por fim, qual é o seu objetivo em procurar causas espirituais ou mesmo se caso o único objetivo seja saber se é real ou que nada disso existe, então isso deve ser comprovado por você e ninguém mais, é uma questão pessoal. É melhor encontrar suas respostas por experiência própria durante a vida na matéria, do que esperar pela morte e acabar tendo nada. Pois verá que tudo é uma questão de "reforma íntima", até para aqueles que buscam coisas materiais, pois acham que é tudo que tem. Então trabalhe sério que conseguirá, mas primeiro, caso seja o problema, comece no físico. Obviamente, o vejo que você é assombrado pelo passado, que causaram uns traumas, pois o relato de você ter emoções fortes ao vim a sua mente os choques ou flexes do passado, evidenciam isso. Você também disse em um dos seus primeiros tópicos que tentou a hipnose, pra relembrar vida a passada ou algo com a hipnose, não foi? Que não conseguiu entrar entrar no transe e tal, bom, recomendo procurar um profissional melhor, nesses casos eu acho que poderia valer a pena, apesar de já ter lido que hipnose por terceiros seja magia negra, mas a questão é o direcionamento que está sendo feito, que no caso lhe ajudaria muito a convenser esses seus eus do passado a pararem de se "infernizarem" por esses acontecimentos. Se já difícil em uma vida, imagine relembrar de todas, né? Para é preciso muito equilíbrio... Então, se você está na casa dos 50 anos, é uma decisão sua, vive aí como quiser. Decida o que fará, não espere que as pessoas daqui lhe diga como, nem de mim, só estou dando sugestões buscando tentar lhe ajudar.
  2. 2 points
    Bom dia a todos! Bem, não sou muito de postar relatos, mas achei interessante dessa vez registrar essa experiência, até como um diário para consultar depois, já que as memórias desse tipo de experiência desvanecem rápido... já to começando a esquecer...rsrsrs Mas, vamos lá: Noite passada eu estava dormindo, eram umas 9 horas da noite ( pois durmo com a minha esposa na sala de tv antes de irmos para o quarto lá pelas zero horas), então, ainda era cedo. Dessa forma, acordei de repente num estado estranho. Eu estava num estado paralisado (mas vejam, não era paralisia do sono) eu tinha plena consciência de tudo ao meu redor, meus olhos estavam abertos, eu via tudo no meu campo de visão, inclusive a minha esposa deitada ao meu lado, distinguia até a cor e os desenhos no pijama dela. Só que!.... essa minha consciência ( que chamarei de x) não é a consciência de agora! Era o eu de 10 anos atrás!! Eu não me lembrava que tinha casado, nem sabia o que era aquela casa, e nem que eu tinha me deitado a alguns minutos. Era a consciência do eu sim, eu sabia quem eu era e tudo o mais, só que, digamos, estava defasada em dez anos... Dito isto, como sempre tentei fazer um desdobramento espiritual eu pensei, -bem, a hora é agora! Já que eu estava num estado alterado de consciência,,, Aí eu tentei todas as técnicas conhecidas de sair do corpo.... mas não conseguia! Eu só tinha essa consciência defasada, sem me situar no tempo e espaço, e ainda paralisado. Acontece, que do nada, comecei a ter uma segunda consciência, que chamarei de y, essa consciência era mais profunda, por assim dizer. Eu sabia - por meio dessa consciência- que a minha consciencia x era uma pequena parte de mim, que não importava muito. Era como seu eu soubesse de tudo e pouca coisa importasse. Que aquilo que estava acontecendo não era nada estranho e acontecesse sempre, só que agora eu simplesmente percebia. Eu ainda não tinha saído da paralisia. Nesse intérim, eu fiquei ali, tentando escapar da paralisia, tentando me situar e me lembrar quem eu era e onde eu estava realmente, Já que eu estava num quarto "estranho" deitado com uma pessoa "estranha". E nesse momento, veio uma informação muito interessante na minha cabeça. Anotem aí...rsrsrs. A minha consciência y - a mais profunda - me deixou a par de que aquele corpo do meu lado, que era a minha esposa que estava deitada comigo - também era Eu (ou seja, a consciência y, essa mais profunda) que era eu tendo uma experiência, só que de outro ponto de vista! Ou seja, eu e minha esposa - e suspeito também, pois foi o que senti enquanto consciência y, que somos a mesma entidade! A mesma entidade tendo experiências em pontos de vista diferentes. Ou seja, a minha alma, em sua parte profunda, se divide em ser eu, minha esposa, e todos os que dividem a experiência comigo! Suspeito que essa consciência profunda estava me dizendo que ela além de ser eu é todo mundo!!!! Nesse momento, que diga-se de passagem, não tinha noção de tempo nenhuma, sei que eu tinha consciência de outras coisas e outras informações - que como eu disse, estão escapando da minha memória. Então, nesse momento, deu um estalo na minha cabeça, e eu "voltei", vamos dizer assim, a ser que eu sou agora. Meio que fui "atualizado"... rsrsrs. Num estalo me lembrei onde estava, quem sou, que aquela pessoa ao meu lado é minha esposa.... enfim!! De tudo! Levantei totalmente certo de que tenho várias consciências, e com uma estranha sensação de que sou apenas uma representação de algo no tempo e no espaço, como uma coordenada. Só faço sentido quando estou neste espaço, nessa coordenada, por assim dizer. Por isso eu fiquei paralisado nas outras consciências, porque elas não estavam situadas neste tempo. O eu de dez anos atrás não podia se mexer, ou interagir aqui, porque não pertencia a este tempo. Estão entendendo? Por isso quando fui "atualizado" eu saí da paralisia automaticamente. Ainda estou com uma sensação estranha na cabeça.
  3. 2 points
    O máximo que consigo lembrar é a partir dos sete anos, primeiros contatos com as experiências que quase me levaram ao hospício. Aos sete anos lembro de ter visto claramente quatro crianças brincando no centro do meu quarto, elas pareciam serem feitas de luz neon, cada uma irradiava uma cor diferente. Muito assustado com a cena gritei o mais forte que pude, minha mãe veio e disse que foi apenas um sonho, mas eu sabia que não era pois estava acordado. O tempo passou e continuei esporadicamente vendo coisas, mas já não relatava nada pois não acreditavam, diziam que eu estava imaginando coisas. As coisas começaram a piorar quando fenômenos de efeito físico começaram a acontecer, mas agora não era apenas eu que ouvia, minha mãe e minhas duas irmãs também começaram a ouvir, portas batendo com muita força e grande estrondo, mas elas estavam fechadas não tinha como bater, só de louças caindo e quebrando no chão, mas não havia nada quebrado. Foi um dos piores momentos da minha vida, pois queríamos mudar daquela casa e meu pai demorou ainda uns três meses até encontrar outra casa. Na nova casa os eventos de batidas diminuíram bastante, mas outras coisas começaram a acontecer, tipo cadeira de balanço balançando sozinha e havia uma rede que ninguém queria deitar pois ela balançou sozinha uma vez com a minha irmã e outra com o meu tio. Mudamos de casa outra vez e aí já tinha quatorze anos e começou os sintomas da saída do corpo, mas na época não sabia e não conhecia ninguém que soubesse. Os zumbidos intracranianos, paralisia do sono, ficar flutuando imóvel acima do meu corpo e a sensação de choque elétrico. Fiquei tão assustado nesta época que comecei a dormir com a luz acessa, mas nada mudou. Não contava nada para minha família pois eles já estavam achando que eu tinha problemas mentais e não iria dá mais motivos para eles. As coisas foram ficando cada vez pior, certa vez vi no centro do meu quarto uns vinte homens de capuz preto que não dava para ver o rosto, um deles estava a frente e os outro atrás repetindo algo como uma reza em uma língua estranha, sempre achei que fosse latim, eu acreditava na época que era a morte de capuz preto, hoje depois de ler muitos relatos acredito que eram magos negro, mas não tenho certeza. Já estava com quinze anos quando tive a primeira projeção que mudou tudo, estava dormindo no sofá da sala e de repente desperto e me levanto normalmente, quando olho para o sofá vejo meu corpo deitado, foi uma sensação apavorante, estava tudo normal na sala, até a iluminação não via nenhuma diferença, pensei que tivesse morrido e que meu espírito ficaria vagando pela casa sem ninguém perceber. Vi minha irmã passar pela sala e depois que acordei pude perguntar se ela havia passado na sala e ela confirmou, tive certeza que meu espírito ficou temporariamente fora do meu corpo, mas não sabia o que estava acontecendo. Ainda não contava nada para minha família pois até eu mesmo já estava acreditando que era esquizofrênico e começando a entrar em depressão. O pior estava por vir, certa noite deitei normalmente para dormir, nunca dormir de barriga para cima e após adormecer de barriga para baixo algo me virou para cima e colocou o travesseiro no meu rosto tentando me sufocar, a força era tão grande que não conseguia mover o travesseiro nenhum centímetro, até que desisti de tentar e aceitei a morte, neste momento algo puxou aquele ser e numa rapidez incrível voltei para a forma que estava dormindo e acordei. Nunca mais dormir a noite, contei para um primo que era cristão evangélico e ele me levou para conversar com pastor. O pastor convenceu-me que satanás estava tentando levar minha alma e caso eu não aceitasse Jesus ele iria conseguir. Fiz o que qualquer jovem assustado faria, aceitei Jesus, mas não mudou muita coisa, apenas que não tinha mais medo, pois tinha um super herói para me defender. Apenas quinze anos mais tarde, por acaso achei uma comunidade no orkut que havia pessoas falando de uma tal de viagem astral, acabei encontrando um tal de Saulo Calderon e finalmente descobrir o que acontecia comigo. Até encontrar os vídeos de Saulo, passei de missionário evangélico a ateu, depressão profunda e uma tentativa de suicídio. Sou eternamente grato por Saulo fazer tudo sem fins lucrativos, pois sei que não teria o encontrado se fosse de outra forma. Será que ele tem ideia dos anônimos que ele ajudou? Paz e Luz.
  4. 2 points
  5. 1 point
    Como a pornografia moldou nossa sexualidade e por que você deveria pensar duas vezes antes de dar play https://www.uol.com.br/universa/reportagens-especiais/pornografia-sera-que-voce-devia-parar-de-assistir-a-esses-conteudos-na-internet/index.htm
  6. 1 point
    Na minha opinião, todo mundo que se considera um viciado em pornografia deveria aceitar o desafio de 90 dias de nofap, mesmo que seja com a intenção de voltar a se masturbar após o período se completar, pois certamente após retornar ao hábito, o viciado já terá as parafilias bem amenizadas e a frequência da prática diminuiria em cerca de 50%. Práticas espirituais no geral também auxiliam IMENSAMENTE quem quiser se tornar livre do hábito, pois elas reduzem o poder do ego, e o ego é a fonte do impulso visceral que cria toda a compulsão sexual. Portanto, com a redução do ego, a energia que outrora seria usada para alimentar a compulsão mais e mais, até atingir um ponto crítico(que então faz necessário a liberação do fluido sexual), é ao invés disso transmutada para outros fins. Em certas escolas de cultivação espiritual chinesas, este processo se chama "de transformação de "'jing' em 'chi'", que só pode ocorrer quando a "mente" ou "ego" estão calmos ou inativos: Fontes: eu mesmo, antigo viciado em porno, que costumava ceder ao vício quase todo dia, muitas vezes com o uso de vídeos de fetiche pesado, e que atualmente se masturba apenas 1 vez por semana, e geralmente para coisas mais "light", sem muitas dificuldades. Leve em conta também que sou desempregado e passo maior parte do meu dia trancado num quarto em frente a um pc, então a tentação está toda vida do meu lado, porém a vontade de ceder a ela raramente está presente!
  7. 1 point
    Como todos os vícios humanos, a pornografia é a excrescência que faz parecer fácil uma coisa que é, para muitos, difícil: usufruir a plenitude da energia sexual dentro dos limites projetados para um cérebro normal. Trata-se de um vício e por isso, algo difícil de superar, ainda mais nesta era de instantaneidade explícita com a Internet. Bastam alguns clicks e vc tem na sua tela, mundos totalmente contrários à vida real ou no mínimo, diferentes ao extremo, mostrando situações que quase nunca vemos no cotidiano, parecerem absurdamente normais. Entretanto como todos os vícios, há uma chance de cura grande e o vivente que assim quiser, primeiro após a tomada de decisão, abster-se da Masturbação com a Pornografia e iniciar a caminhada dia após dia, na direção da libertação da mesma, devolvendo ao cérebro, após um pequeno espaço de tempo de abstinência da M com P, uma normalidade que fica retraída quando se vive no mundo da fantasia sexual, experimentará uma melhora consistente no seu estado mental em relação ao sexo, atração pela parceira que andava dividida com a MP eo que é melhor, acaba a Disfunção Erétil problema comum nos praticantes da MP e a Ejaculação Precoce ou Retardada mercê também deste vício, que terminam. Volta ao normal o que estava poluído nos circuitos neuroniais e te devolve a plena saúde ao natural.
  8. 1 point
    Os danos são diversos. Primeiro é que sempre sobra para a mulher, que é objetificada de uma maneira absurda. O subconsciente vai pro limbo porque se fortalece padrões neuronais através do prazer. Se você acredita em atração energética basta vc imaginar seu subconsciente atraindo essa quizumba para sua vida Uma mente focada nessas coisas é impossível ter alguma sabedoria Isso sem tocar em todas as questões morais e éticas e também na força que assistir acaba dando para essa industria Depois confundir pornografia com sexo em é um equívoco crasso.
  9. 1 point
    Assim como no caso do vegetarianismo, alguns se sensibilizam mais pelo apelo ao bem/ mal em si ( alegações sobre riscos á saúde do consumo de carne). Outros, por empatia com os os prejuizos gerados a outros ( a exploração animal que a industria alimentar faz com eles. ). O caso da pornografia tem esses dois aspectos também. Aqui fala sobre a exploração das mulheres ( mas com homens tambem acontece, a maioria precisa se drogar para manter a erwção, e sofrem muita rejeição social) https://www.brasil247.com/cultura/a-pornografia-e-a-maquina-de-propaganda-do-patriarcado-diz-a-sociologa-gail-dines?amp
  10. 1 point
    Exato... quem está no físico precisa de ajuda externa para sair dali, pelo papel que as energias do corpo etérico desempenham numa EQM, que é diferetne do que acontece na projeçao. ...................... Roberto, não há "zona de conforto", a questão é simples: eu 'sei', você 'não sabe'. O que isso significa? Eu sei: Eu tive lá meus questionamentos sobre várias coisas, estudei várias, pratiquei algumas, e obtive respostas que resolveram as MINHAS questões. Foi um longo processo que começou aos 12 anos. Você 'não sabe': você ainda está inquieto internamente tentando entender as questões da espiritualidade e a relação disso com sua vida material. Então você pode debater até morrer, é como dar socos numa montanha, porque como suas dúvidas não são as minhas, elas não tem poder de afetar minha “zona de conforto”, porque eu já fiz o meu trabalho, que era de achar as respostas que eu procurava para entender o que eu queria entender. Suas dúvidas afetam a você. Seus questionamentos são os de um iniciante, portanto não tem como você abalar nenhuma zona de conforto de qualquer um aqui que tenha um pouco de estudo e prática, mas pode sim ter um efeito danoso sobre novatos. Embora em geral os novatos que se cadastram aqui estejam melhores que você porque eles já entendem que a projeção é um fenômeno real e que por trás dela há a realidade da existência além do corpo físico, pelo fato de muitos serem jovens ainda não perceberam que o ceticismo, em qualquer área, é sempre fruto da ignorância sobre um tema. Ele é usado positivamente se leva o cético a investigar na prática o problema, mas se converte numa doença emocional quando é usado como desculpa para apenas questionar sem nunca praticar, quando serve apenas para lançar ao ar um sem número de hipóteses alternativas, que são apenas fugas, desculpas que todo cético usa para não ter trabalho de investigar nada. Esses novatos, mesmo estando numa posição inicial melhor, costumam superestimar o valor de uma "dúvida razoável". Eles não possuem vivência intelectual ainda para saberem que é possível fabricar dúvidas infinitas sobre qualquer tema, sem que isso signifique que o tema em si seja duvidoso. Assim, correm o risco de perder a chance de aprender sobre o tema só porque concluem que ele é "polêmico” ao verem alguém desinformado criando questionamentos sobre questões já mortas. Como administrador eu fico atento a isso e não estaria “sujando” nem um pouco as mãos ao banir qualquer um que entre aqui para distorcer a finalidade do fórum, que é ensinar a projeção astral com ferramenta para investigar as dimensões não-físicas, e para cada um comprovar por si a existência de vida fora da realidade física, e o que se afirma sobre vida após a morte. Eu já fiz aquele tópico sobre comprovação para encerrar esse tipo de debate,que não faz nenhum sentido num fórum como este. A projeção é um fato comprovado tanto a nível pessoal de vários projetores, como até cientificamente, por quem de fato pesquisa isso. Portanto, não serão tolerados aqui retrocessos nesse ponto. Quem acredita que projeção astral é só ilusão mental, um "sonho lúcido", quem acredita que não existe espírito, que não há vida após a morte, etc, não possui a compreensão mínima necessária para conseguir dialogar neste fórum, é como um analfabeto reclamando que tudo que lhe explicam não faz sentido para ele. O problema esta nele, lamento. Tendo a compreensão mínima exigidia, que é aceitar esse fenômeno como realidade (ainda que a exatidão dos resultados seja sempre discutível, pela própria natureza do fenômeno) o resto é debater erros, onirismo, como contornar dificuldades para tentar uma projeção mais lúcida ,etc. Você não pode se matricular num curso para conserto de liquidificadores se ainda está achando que liquidificador não existe. É uma falha sua, não de quem dá o curso. Não aceitar questionamentos sobre a existência do liquidificador não é "ficar na zona de conforto", é apenas recusar-se a dar espaço para tolices, ou como dizem por aí, "recusar-se a tocar tambor para maluco dançar".
  11. 1 point
    Estava sonhando deitado. E só entao despertou a lucidez no corpo. Levantou em astral com muito lastro eterico, o que prejudica um pouco a visão. Se a visão estiver boa, ela costuma embaçar automaticamente apos atravesar umanparede ou porta, no inicio. Tem.que recuperá-la rápido ou acorda. Me parece que seu problema.de.visao foi normal, ja que estava no inicio da experiencia. As vezes é difícil corrigir isso. Uma forma que ajuda a resolver, senolhar as maos nao resolver, é fazer a olve em ritmo rapido ogo que levanta da cama.
  12. 1 point
    Eu ficaria mais tranquilo em saber que as coisas tem um motivo claro e inteligente para acontecerem e que eu teria uma chance de fazer tudo certo daqui em diante para que não acontecesse coisas tão ruins de novo. Seria um alívio.
  13. 1 point
    Ehehe, . É bem mais dificil para um espirito fazer isso, do que é para nós vermos espiritos, porque como temos mais energia que eles, podemos modular nossa prrcepção e chegar até onde queremos. O problema é que não se tem um controle bem definido da coisa. Já para um espirito se fazer visivel, além de ele ter a mesma dificuldade que nós, saber " como fazer", ainda há a limitação das energias. É como tentar comprimir o ar até que pese 10kg para acionar uma palanca de uma máquina. Quanto ar precisaria? Se o cara não tem acesso a ar suficiente, mesmo que saiba como comprimi-lo, nao chega nos 10kg nunca e nunca irá acionar a palanca da máquina. Por isso manifestações de efeito fisico sao perigosas. As vezes a entidade precisou sugar energia da propria pessoa encarnada para gerar o efeito desejado, e você nunca sabe qual entidade estara usando aquilo. Conheço um tecnico em eletronica, ex gnostico, projetor astral, que resolveu montar um aparelho de trnascomunicacao. Acho que pegou a planta de circuitos do famoso Spiricom. Ele queria contatar uma pessoa das relaceos dele, falecida ha poucos anos. Ele me disse que levou meses tentando estabelecer contato, foi a congresso de transcomunicacao, chegou a contatar a sonia rinaldi para tentar aperfeicoar a coisa. Até que conseguiu. Só que aí comecou a ter fenomenos fisicos casa, e desenvolveu uma doença nos ossos, que é algo tipico de mediuns ostensivos que nao usam a energia. Acabou abandonando essa pratica. Ele concluiu ( e eu concordo) que para que as entidades conseguissem se comunicar atraves do aparelho, usavam a energia dele. E que demorou ate que o corpo dele produzisse energia suficiente para sustentar o fenomeno. E apos produzir, isso ficou sem maior uso, diferente de um médium que esta sempre trabalhando no centro espirita ou de umbanda, então gerando as doenças. Pelo que ele me comentou, quem trabalha com transcomunicacao sabe disso ( ou desconfiam) mas não se fala muito abertamente A idéia que te passa é que a comunicacao por aparelhos eliminaria a necessidade do médium, mas acontece que será o próprio operador do equipamento que acabará fornecendo a energia para o fenômeno, porque não adianta, as entidades não possuem isso, precisam pegar de algum lado. Nada diferente do que acontece nas evocacoes mágicas, porque no fim das contas é sempre o mesmo processo.
  14. 1 point
    Foi o que eu postei para ele ali no link do googledrive ." Na clarividência foram 8 meses pra primeira e única (mas creio que porque parei de fazer a técnica)." O saco é isso. Até o Alberto Cabral conta ali que se ele para d efazer vai diminuindo. Na gnose também se falava isso, por isso o Samale fala ali que é para vocalizar a vida toda... É o priblema dessas habilidades que se obtem por treino. É difeente de uma pessoa que ja nasce com o corpo etérico modificado, com os chackraa ja otimizados para isso ( mediunidade ostensiva) e por isso se elas não dão uma utikidade positiva, acabam tendo seu equipamento usado pelos assediadores. Nasceram com a chave na ignição. Nós temoa que ficar dando manivela todo o dia, ehehe
  15. 1 point
    O PESO DAS MONTANHAS ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Uma montanha é pesada? Pode ser pesada nela mesma, mas se não tentarmos levantá-la, ela não será pesada pra nós. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Essa é uma metáfora que um dos meus professores geralmente usava ao explicar como parar de sofrer com os problemas da vida. Você não nega a existência deles – as montanhas são pesadas – e você não foge delas. Como ele dizia, você lida com os problemas ond você deve e os resolve quando você pode. Você simplesmente aprende a não carregá-los por aí. É aí que está a arte da prática: em viver com problemas reais sem fazer com que sua realidade sobrecarregue o coração". — THANISSARO BHIKKHU https://www.instagram.com/_dharmalog/ https://dharmalog.com/2020/01/06/uma-montanha-e-pesada-uma-visao-sobre-o-sofrimento-na-vida-por-thanissaro-bhikkhu/
  16. 1 point
    Eu sou vegetariano total desde 2006, não porque eu queria alcançar alguma graça ou ganhar iluminação mas porque eu sou contrário a forçar o sofrimento de seres inocentes para causar o prazer em outros. Eu até desconfio que a vida dos seres humanos, isso que chamam de 'roda de sansara' seja alimentação para outros seres espertinhos que se passam de mentores evoluídos, mas isso é uma tese maluca minha, não tenho como prová-la. Posso dizer também que deixar de consumir carne não me trouxe benefício algum que seja possível eu notar. Enfim. Quanto a resposta que eu quero, não desejo uma resposta prazerosa nem ruim, mas uma que seja verificável e testável. Teoria e suposições eu já conheço milhares.
  17. 1 point
    Sim, e como eu sei disso! Já notei isso quase de forma científica , eu noto que pessoas muito bonitas, desde muito cedo, já são paparicadas por serem bonitas e por isso costumam ter todos ou parte de todos os seus desejos atendidos sem muito esforço, por isso acabam ficando mimadas e vazias, afinal aquilo que elas querem das pessoas acabam tendo de forma muito fácil. Por isso são pessoas que nunca pedem nada, nunca vão atrás de alguém além disso descartam qualquer um com extrema facilidade. No meu emprego por exemplo, tudo bem que é normal os rapazes não gostarem de se misturarem com gays, mas os mais feios e sem graça são aqueles que ainda fingem socializar com você, eles lhe cumprimentam mesmo que de forma automatizada, agora os bonitões, esses nem se quer sentam perto de você ou procuram algum assunto. A pessoa quando é feia como eu, tem a lição contrária: sabe que tem que ser simpática e inteligente se não quiser morrer esquecida passando fome, por isso os feios são mais afáveis em boa parte dos casos, já os bonitos, vivem só para atenderem os seus próprios instintos, a beleza em nada favorece a humildade. Resumindo: quando lhe dizem que pessoa bonita tem um gênio complicado, é isso. Elas são 'abelhas rainhas'...
  18. 1 point
    Esses acontecimentos parecem evidenciar que o tempo realmente não existe, ou pelo menos é altamente subjetivo (relativo). Assim como o espaço, quando estamos num estado de astral, que parece não haver distância ou que nos movimentamos instantaneamente parece evidenciar que o espaço também não existe ou é uma construção da consciência. Penso que só o que existe é a consciência, e espaço, tempo, cores, etc, são apenas criações para nos situar, criações coletivas, diga-se de passagem.
  19. 1 point
    Sim, foi o que eu disse. Há inclusive quem alega que você pode , na hora de iniciar o envio, visualizar a pessoa para quem vai enviar e pedir a autorização. E sentirá se a pessoa aceita ou não. Afinal, você não poderia enviar para alguém que está desmaiado ou em coma no hospital se seguisse essas regras que esse pessoal inventa né? Faça apenas aquilo que te deixa com tranquilidade de consciência, não o que eu disse ou o que outro disser. Se você sentir que pensar em enviar para uma dada pessoa, sem pedir a ela antes, te gera inquietações, então siga as regras que te ensinaram.
  20. 1 point
    Não acredito nisso. Até mesmo a iniciação Reiki, a pessao pode pedir, fazer o curso, pagar, levar... mas no fundo, se alguma parte interior dela rejeitar, ela perde as iniciações. Porque a parte racional, a nossa parte mais toupeira, pode a´te querer, mas se a parte mais sábia não quiser, ela descarta. Se a parte interior da pessoa pode se livrar até das iniciações, que é um processo muito mais invasivo, imagine então quando é apenas tratamento . Ela vai bloquear .
  21. 1 point
    Perguntei porque quando eu estava casado eu sentia isso. Sempre achei estranho, mas era cono se eu e minha esposa fossemos duas metades de um só ser. E isso incluia os corpos. Era uma "sensacao" que no inicio( demorou uns anos para essa sensacao se formar, acho que uns 3 ou 4 anos) eu achei que fosse si psicologica . Mas quando me separei ficou mais nitido. Eu sentia que minha identidade fora eliminada. Eu não conseguiria mais continuat a ser o que era, mas tambem nao podia voltar a ser o que era antes de ter casado. Eu sabia lá no fundo que eu teria que reconstruir uma nova identidade a partir daquele momento. Só que eu nunca entendi o motivo para perceber as coisas dessa forma ( duas células dd um so ser enquanto casado, uma morte de identidade apos se separar.) Esse seu relato me fez lembra isso. Há muitos misterios na nossa psique. Lembro que uma vez que eu estava sozinho em casa fazendo experiências com enteogenos, quando o efeito de um deles se fez sentir eu VI SAIR DE MIM um clone. Saiu engatinhando, se enfiou embaixo da mesa da cozinha e ficou ali em.posicao fetal chorando apavorado. Eu mesmo estava tranquilo, apesar de wue o "sintoma de entrada " do efeito fpi como descer uma montanha russa, e foi isso que fez aquelle clone meu saltar fora. Supus que fosse alguma partr da psique que ainda presevavab medos irracionais. Algum " eu" muito medroso. E ha muitas outras estorinhas desse estilo. E a questao do sexo/ matrimonio é tambem um misterio. As pessoas quw julgam a coisa apenas pela analise social, racional, podem nao saber nem metade da coisa. Porque um relacionamento estavel e tao importante na maturidade emocional das pessoas? Porque se preocupam com ciúmes traicão se " não gasta, é só lavar que ta novo"? Porque se unem para gerar um terceiro ser, que parece que muda a vida de ambos para sempre? Pode ter muitos misterios num relacionamento que nem imaginamos. Juntando esse seu relato com minhas impressões de quando era casado e me separei acho que há algum indício. Mas é provável que nunca saberemos. O que eu quis te sugerirao ao te perguntar ha quanto tempo era casado era para ver se haveria relacao entre o tempo que voces estao juntos e o tempo que esse seu eu antigo parpu no tempo, quase dez anos segundo seu relato. Seria possivel que seu tempo de "casamento +namoro" seja um pouco maior que esses dez anos?
  22. 1 point
    Olha, eu consigo imaginar algumas. Só que as que imagino a gente normalmente atribui a mentiras, não a experiências reais. Tem pessoas religiosas que escreveram livros de EQM, em que Jesus as levou ao inferno e ao céu, e lá vim mo diabo, o inferno, os "falsos profetas", etc... Em geral consideraríamos isso uma flasa EQM, a mentira de alguém crente para tentar convencer os demais de que sua religião é a certa e as outras erradas. Mas o fato é que não sabemos, pode ser que a experiência tenha de fato ocorrido, e que a pessoa, ao descrevê-la, acabou distorcendo para encaixá-la nos moldes de sua crença, o que seria de certa forma um mal, já que criaria um respaldo experimental a algo que na verdade é só um molde cultural de um grupo né? Também há aqueles que alegam que tudo ´um mecanismo de controle, para manter os pobres encarnados reencarnado sem fim aqui, imerecidamente, e querem convencer as pessoas a fugir da luz no fim do túnel.... Ou os materialsitas, que mesmo passando por uma experiência dessas, talvez por medo de rejeição dos amigos, a reinterprete coo ilusões que o cérebro cria por falta de oxigênio, o que seria também desonesto, igual aos otros exemplo,s porque a hipótese materialista não é capaz de provar a si mesma como sendo a explicação mais correta, elas é apenas uma hipótese que alguns preferem adotar, por questão de gosto puro e simples. Então me parece que se ao invés de apenas relatar, o sujeito tenta ser costurar junto com os fatos, uma interpretação, ele já está distorcendo as coisas, mesmo que a intenção não seja essa. E isso pode gerar um mal que ele não perceba, mas do qual ele já é vítima, e ajuda a prender os demais em certas crenças, ao distorcer os eventos que experimentou, usando o filtro das suas crenças. Imagina um muçulmano que passe por uma EQM e veja lá as não sei quantas virgens prometidas a quem morre por Alah..( distorce o que vê pela sua crença) e volte pregando isso. Vai gerar mais homens-bomba com esse estímulo todo, ehehe. Mas isso é bem mais complexo do que pode te parecer Roberto. Há projeções das quais a gente volta e estamos pilhados com a experiência e energias, nem dá mais para voltar a dormir. Há outras que você entra no corpo e o sono do corpo físico te domina, e você só quer dormir. Tem que fazer um grande esforço para interromper o sono e levantar para registrar a experiência, porque se dormir e sonhar com outra coisa, aquela memória da primeira tende a apagar. O sono é do corpo físico. Porém, é uma sensação muito forte, e isso gera uma confusão em relação a QUEM tem vontade de dormir. Eu já contei aqui que quando comecei a me projetar, passei duas ou tres noites "insone", "sem pregar o olho a noite toda". Lá pelo terceiro dia eu pensei: "como posso estar sem dormir já ha duas noite e não estar cansado, sonolento, durante o dia, no trabalho??? Pois naquela terceira noite lá estava eu insone de novo, deitie as 22 e ja eram 3 da madrugada (vi depois) e nada de pregar o olho, nao tinha a menor sensação de sono. Estava cansado de estar deitado ali e não dormir, nem acontecer nada diferente, projeção energias, visões, nada... Então pensei "bom, já que não tenho sono algum, vou levantar, fazer um café e ver algo na TV" Quando decido me levantar, ao descolar os ombros do colchão percebi que meu corpo pesava demais, um sono gigantesco brotou do nada em mim, sentei na cama já me "sentindo mal de tanto sono", eu só queira "deitar de novo e morrer..", de tanto sono. Pensei: "Ué??? Como assim??? Eu estava 100% acordado! Zero sonolência! E agora ate parece que fui despertado de um sono profundo! Que 'bruxaria' é essa??" Me esforcei por ressitir oa desejo de me deixar cair na cama e levantei, fui no banheiro e olhei meu rosto. Estava ocm a cara inchadona de sono pesado mesmo, o corpo bem pesadão. Aí lavei o rosto para terminar de acordar e examinei melhor no espelho. Era óbvio que eu estivera dormindo por horas, em sono profundo, totalmente apagado, porque aquela cara nem é a cara cm que acordo naturalmente la pelas 6 da manha. Só aí eu entendi que eu nao estava passando as noites insone, meu corpo estava dormindo normalmente, eu é que estava ali acordado em astral deitado ainda dentro do corpo, mas com a mente acordada. Por isso eu nao sentia cansaço, porque o corpo semrpe dormiu tudo que precisava, ue é que estava perdendo oportunidades de projeção por continuar ali deitado sem necessidade, e ...SEM SONO ALGUM. Agora, isso porque eu estava já solto do corpo ,mas ainda dentro dele, o que não é a mesa coisa. Porque uma vez que você se conecte com ele, você passa a sentir o sono dele. Por outro lado, se você tentar voltar mas o corpo está em sono profundo, pode deitar dentro dele que não vai grudar. A gente entra ou sai numa fase de transição das ondas cerebrais, uma passagem do estado de vigília para o sono REM. Quando você tenta levantar do corpo antes do momento certo, não consegue sair, acaba levantando com o corpo físico junto. Quando você tenta entrar, se não estiver na fase de transição do sono profundo para a fase rem, também não entra, porque nao gruda. Entoa acontece o falso despertar: você acredita que voltou porque se vê de vola na cama, então levanta...mas como não grudou no físico, levanta em astral achando que levantou no físico. Vai no banheiro, lava o rosto, vai fazer a barba e acha que o espelho está embaçado e tal, e aí ao olhar melhor... puff. acorda na cama e novo, ehehe. Há muitas complexidades nisso que um só relato de EQM ou meia dúzia, ou mesmo 50 projeções, ainda não esgotam as variações possíveis. Por isso você vê projetores com o o Moisés Esagui dizer que quando ele sai, só ve a cidade vazia, quasee noa tem ningume na rua, porque as pessoas ficam na sua maioria dormindo dentro do corpo, ou levemente desencaixadas, sonhando lai, sobre a cama. Já eu e outros projetores que já relataram seu caso aqui vemso nossa cidade com mais população do que ela tem durante o dia. Quem está certo? Provavelmente todos, quem sai numa faixa mais próxima do físico vê uma coisa, quem ai um pouco mais distante do físico vê outra, quem sai bem mais distante verá outra, etc. Há pessoas que só enxergam ambientes sombrios quando se projetam, outros só enxergam ambientes luminosos. E você não ode nem deduzir que o ambiente sombrio é o trevoso e o luminoso é elevado, porque em já estive em verdeiros "inferninhos astrais" que são tão iluminadas quanto um shopping center. E se eu reescrevesse sua frase de outra forma? "Fica claro nessa passagem que apos você ser escolhido para uma experiência divina, isso te torna um desperto, alguém que mesmo encarnado aqui não está mais preso aqui, porque de agora em diante percebe a realidade maior da vida, o que agora te possibilita ser como os antigos profetas, que traziam para os povos as revelações que eles tinham o privilégio de conhecer". Qual o problema na sua afirmação e na minha? Ambas estão contaminadas por uma crença que já meio que direciona como vão interpretar os eventos. Você tem uma simpatia pela idéia de que somos "joguetes nas mãos de algum esquema controlador", e enxergou nesse trecho do relato algo que te leva nessa direção, na hora de criar uma suposiçao. Uma pessoa de visão religiosa enxergaria no mesmo evento narrado outro significado. Mas não sabemos o que leva a isso. As descrições de EQM costuma incluir o tal túnel de luz, que alguns autores especulam que seja uma tremendda descarga de DMT pela pineal. Pessoas que experimentaram Ayhuasca (que é fonte vegetal de DMT) relatam também experiências com luz. Há quem acredite que é a descarga de DMT gerada pela pineal que possibilita esse tipo de projeção potente que é uma EQM. E boa parte dos temas relacionado ao "despertar" envolve estimular a pineal ( a projeçao, a clarividência,, o despertar do kundalini, que sobe a´te a pineal, gerando o tal samadhi. E os fenômenos psíquicos que surgem apos um despertar desses costuma sumir com os meses. Ou seja, uma EQM pode, talvez, gerar um estímulo nesse chackras superiores (frontal e coronário), que durante alguns meses permita a pessoa seguir tendo percepções esporádicas ,ate que tudo volte ao normal. Ou..... Pode gerar um despertar daquele chakcra, porque a hiperestimulaçao da EQM pode ter liberado bloqueis que antes impediam a pessoa de perceber os planos sutis. Agora, a idéia de quem eles podem vir interagir conosco mas o contrário não acontece, é falsa. Saímos e interagimos todas as noites, nos sonhos comuns (exceto, claro, se você ficar lá deitado dentro do corpo). E também em vigília essa interação de lá para cá acontece o tempo todo, mas só quem é médium percebe. Então não é que depois da EQM os seres passaram a vir e interagir com ele, mas sim que essa interação é do nosso cotidiano, em vigília, mas não percebemos quando ela está acontecendo, por não sermos clarividentes. Ele passou a perceber de vez em quando, só isso. Sobre a interação daqui para lá: uma vez eu sai do corpo e ao descer do prédio de ap em que eu morava, ao invéz de descer verticalmente, fui planando por uns 50m e fiz uma curva, pousando em frente a uma casa. https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/15644-dificudade-em-voltar-ao-corpo/&do=findComment&comment=90611 Bom, mas note que eu conhecia aquelas pessoas, e também a tal Márcia citada no outro relato. Tratava-se de uma relação regular. No caso da Márcia era claro que era da "minha equipe" , mas aquela família da menina de 14 anos já era um mistério. Eu não as reconhecia de nenhuma das projeções lúcidas que fiz. Então só pode ser das projeçoes que a gente nem lembra que faz, ou dos "sonhos"(quando são projeções sem lucidez e não meras fantasias). Aquela família talvez pense de mim o mesmo que você: "...de forma não controlada, as vezes na sua rotina de vida, seres aquele mundo onde ele esteve, veem de lá para cá para interagir com ele" Sou levado a crer que as interações entre os seres das várias dimensões acontecem o tempo todo, em todas as direções, motivados por interesses que mesmo quando partem de nós, não compreendemos bem, porque na transição da informação de um plano para outro, alguma informação sempre se perde, e é isso que nos dificulta para entender motivações, grandes planos evolutivos, karmas, reencarnação, etc. Por isso quem tem experiências nessa área acaba sendo um tanto cético com gente que relata planos redondinhos, detalhados, muito bem explicados, como podemos encontrar nas diferentes correntes espiritualistas ou em alguns blogs o vídeos de supostos projetores do youtube, porque o problema nem é ter experiências, mas entendê-las, ehehe. Masssssss..... esse é o ponto chave: o que parece diferenciar as pessoas nessa questão, quando não são chalratães, é que algumas devem ter: -uma capacidade (mental? de memória? de lucidez???) maior para compreender o que experienciam, -ou já nasceram com a missão de revelar o que lhes é mostrado e a mentorada dá uma pilha neles, para ajudá-los a lembrar de tudo e entender início meio e fim dos eventos (os livros do Roger Paranhos parecem ser fruto desse fator) -ou de fantasiar e se deixar iludir mais fácil pelas próprias plasmagens, vá saber...
  23. 1 point
    Tópico maravilhoso. Vou contar uma comprovação que aconteceu com alguém que não acredita em nada disso. Tenho três irmãs e uma vez por ano nos encontramos na casa da nossa mãe que é um pequeno sitio em paulista. Vamos todos com seus conjunges e ficamos colocando o papo em dia por até altas horas da madrugada. Certa noite estávamos conversando na frente da casa do lado de fora do portão já na rua, devia ser por volta das 00:00 horas quando minha mãe acorda e vem ao nosso encontro, ela nos diz que estava sonhando, que se levantava da cama e vinha para frente da casa onde estávamos e via uns homens armados vindo em nossa direção, ela disse que se levantou angustiada com o sonho e veio pedir para entrarmos. Falamos que já iriamos entrar, ficaríamos ali só mais 10 minutos e ela disse que iria entrar para orar. Em menos de 10 minutos quando estávamos distraídos conversando aparece na esquina uns 12 homens armados, mas era tão próximo que não tivemos nenhuma reação, eles com truculência nos mandou entrar e seguiram caminhando mata adentro. Minha mãe é evangélica, mas o que ela descreveu como uma "revelação de Deus" é na verdade uma projeção.
  24. 1 point
    Só é intrigante quando a pessoa alimenta a crença de que "sonho" é algo que só acontece detro da sua mente, logo, como o outro saberia de algo né? Mas não funciona assim. Quando é sonho mesmo, e não uma projeção incosnciente, é algo que acontece só na sua mente, porém, as imagens costam se projetar na aura, que fica em torno de você. Sua esposa, por estar deitada ao lado, pode ter captado as imagens do seu sonho e te_lo assistido também. Até quando você vai lembrar de um sonho para contar a alguém, as imaegsn se relfetem na sua aura, e se a pessoa para quem você conta é clarividente, ele enxerga as imagens do seu sonho antes que você fale. Já me aconteceu e eu contar um sonho para um amigo clarividente, e quando eu ia me referir a um simbolo na roupa da pessoa com quem sonhei, o meu amigo clarividente o descreveu para mim antes que eu falasse, exatamente porque ele viu a imagem do sonho projetada na minha ura e enxergou o simbolo na roupa do sujeito com quem sonhei. Estão sua esposa pode ter captado assim, porque nesse estado de sonolência somos naturalmente telepatas Apenas pelo fato de ter sido sua esposa a ver o mesmo sonho que você a gente pensaria em telepatia por estar ali perto de você, sofrendo efeito da sua psique. Mas quando se trata de pessoas que estão distantes, o mais lógico seria concluir que os dois que lembram do mesmo "sonho" não estavam de fato sonhando, mas tendo uma reunião no astral, como neste meu relato: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=67356
  25. 1 point
    Sim, de certa forma acho que todo espiritualista entende bem isso e "trabalha com essa hipótese". Só que esse pessoal que gosta de usar artimanhas argumentativas para seduzir seus seguidores para o lado negro precisa convencer as pessoas que liberar seu lado mais primitivo é algo positivo. Para convencê-las disso eles precisam eliminar da mente do seus ouvintes alguns conceitos chave, como a continuidade do sujeito de uma vida para outra, já que aceitar isso nos leva à dedução lógica de que "se o sujeito se conserva, então pode ser necessário responder no futuro pelos atos do presente". Enxergar essa relação lógica cria problemas para aceitar a hipótese de "liberar a geral", que é a grande meta desses caras, para induzir o retrocesso espiritual nos seus seguidores. Então mesmo quando esse tipo de guru aceita a idéia de alguma continuidade do sujeito, eles precisam criar uns argumentos para "enevoar" a coisa toda, tornar algo vago, discutível, chamar de "pura energia" ou algum outro termo que passe a idéia de alguma abstração filosófica, que permita dar a impressão que cada desencarne dá um reset espiritual no sujeito, de que cada nova vida é um recomeço sem ligação com o que veio antes. Isso tornará mais fácil para o ouvinte/leitor descartar o conceito da responsabilidade do sujeito pelos seus atos, e abre espaço para que todo tipo de experimentação seja considerada igualmente válida, e a partir daí se introduzem sugestões que qualquer cidadão de bom senso perceberia serem desequilibrantes, mas os seguidores dessas idéias não percebem, porque já aprenderam a ver todas as alternativas como sendo apenas "uma entre infinitas possibilidades disponíveis". Quando se iguala remédio a veneno, o resultado é previsível
  26. 1 point
    Verdade! Ontem a noite mesmo, tive 03 projeções espontâneas seguidas, sendo que em apenas uma consegui sair do corpo e nas outras desprendia cerca de 50% do corpo só. Durante as tentativas de me levantar o que ouvi de coisas foi "fantástico": Sons de pessoas correndo pela casa, batidas na porta e até alguns sons eletrônicos. Na tentativa que consegui sair, logo que sai, fui atrás das causas dos barulhos igual louco (rss) e não encontrei nada e logo voltei ao corpo.
  27. 1 point
  28. 1 point
    Belo relato irmão! Realmente, a falta de conhecimento pode nos levar à ruina..
  29. 1 point
    Ola, isso de se sentir em dois lugares ao mesmo tempo eu pensei em duas possibilidades, uma em que ao invés de estar saindo em corpo astral voce possa estar saindo através das energias (tipo uma clarevidencia), que tambem é um veiculo de manifestaçao da consciencia, ou voce pode estar saindo em corpo astral mesmo e tendo a dupla visao, que é quando a consciência oscila entre o corpo astral e o fisico atraves das energias, dando a impressão de estar nos dois lugares, mas ai tem que analisar pra ver o que pode ter sido. Quanto a dor no peito, seria bom ver se nao tem alguma origem fisica que esta causando.Eliminando essa chance de ser algo do fisico, pode ser que seja alguma repercussão energetica no chacra cardíaco, podendo ou nao ter sido induzida por algum espirito, mas novamente tem que analisar, mas quanto ao medo de ta prejudicando a saude fisica por conta da projeçao nao precisa se preocupar, o corpo astral se desprende sempre quando dormimos, mas a maioria de nos ficamos inconscientes nessas saidas, entao a unica coisa que ira mudar é que ficaremos conscientes e podendo atuar, entao nao precisa ter esse medo, pode continuar suas praticas a vontade. ah e no caso da definição, talvez seja por conta do nivel de lucidez de cada experiência. abç!
  30. 1 point
    Oi pessoal. Eu costumo praticar a MBE todo dia, sinto as energias razoavelmente bem. Tem uma coisa que eu faço desde pequena (que pode não ser nada), que é; com o auxílio de uma respiração especifica, eu reuno as energias todas no meu peito, e depois "explodo" elas, que se realocam pelo meu corpo, dando uma sensação de limpeza e arrepiando todo meu corpo. A sensação é igual da MBE mas dura só uns segundos. Quando eu era pequena eu chamava meus coleguinhas pra ver eu arrepiando meus pelos manualmente. Kkkk
  31. 1 point
    Sim, apenas a mente focada no alvo faz isso. Tanto faz se vocêe gosta ou não da pessoa. Pode odiá-la. Se estiver com ela na mente, ao deitar via parar lá, queira ou não. Por isso nós estamos sempre perto das pessoas em quem pensamos, mais motivo para não pensar em pessoas das quais queremos distância. Assim como ficar pensando coisas ruins, que teme para si ou deseja para outros, também te coloca em zonas do astral negativas, ou ou atrais entidades negativas. Aí depois a pessoa tem "sonhos ruins" e não sabe porque, é por isso. Seu lugar físico é limitado pela sua posição no planeta, mas seu lugar em astral (mesmo estando dentro do corpo físico, durante o dia, é definido pelo que pensa e sente.
  32. 1 point
    só para esclarecer, criei esse topico pq alguns amigos dizem que é dificil falar com alguém da sua cidade, por isso tive essa ideia.
  33. 0 points
    Eu estava exatamente estudando... Estudando na mesma escola onde os filhos adolescentes da amiga da minha mãe e que ela decidiu dar uma força dando um local para morar em nossa casa. Adolescentes esses que me desrespeitavam dentro da minha própria casa e que um dia apanhei um deles tendo relações sexuais com a minha MÃE! Isso! E que depois, sempre ia pra escola comigo na rua gritando bem alto para me provocar: --'EI, COMI SUA MÃE!' É... Eu ficava na escola sim, estudava, aí quando eu chegava em minha casa, descobria que os filhos da mulher que minha mãe decidiu ajudar, chegavam primeiro e ficavam todos alegres me provocando: -- "EI, SUA MÃE QUIS DAR BANHO EM MIM PELADO NO BANHEIRO, É SUA MÃE ME AGARROU NO BANHEIRO E PASSOU SABÃO EM MEU CORPO TODO!" E o pior que nunca era mentira e ela mesmo confirmava. Sim, um lar perfeito para se estudar bastante, como a classe média preconiza que toda família branca, bonita e com pais juízes ou dentista e médicos deveria ser... Só que não! Minha mãe era mulher de programa e o que ganhava mal dava para comprar os meus livros, morávamos sempre em malocões cheios de bandido, tendo que usar um mesmo tênis fedorento por 2 anos para ir à escola pois se eu quisesse ter um outro tênis, eu tinha que deixar de comer, não comprar os meus livros e de forma indireta 'condenar' a minha mãe a se prostituir mais. Sim, mas mesmo assim eu poderia ter sucesso escolar e fazer uma faculdade no Mackenzie como todo heterossexual bonitinho, não é mesmo? Claro, na escola eu tinha um ótimo ambiente para desenvolver-me intelectualmente: a criançada inteira do colégio sabia que minha mãe era mulher da vida, isso quando nas reuniões escolares não a chamavam de 'gostosa' ou coisa pior na minha frente quando não me conheciam. Mas eu como ótimo aluno, sempre tirando nota C (nem muito ruim, nem bom) em tudo, com roupas sujas e cadernos imundos e cheios de 'orelhas' poderia ser um aluno exemplar, para depois trabalhar e bancar uma vida de classe média pra mim , mas infelizmente eu tinha que fugir todos os dias nos linchamentos que queriam fazer comigo por eu ser o mais delicadinho e afeminado da sala. Era uma delicia quando alguém era mais odiado do que eu na sala pois assim eu ficava em paz. Mas ok, eu ainda assim poderia ser um aluno exemplar, típico dos filhos da burguesia de Alphavile Zero, mesmo sabendo que os meus móveis em casa tinham que estar arrumadinhos de manhã em caixas pois a presença do oficial de justiça para nos despejar às 7 horas da manhã era eminente, realmente um clima ideal para estudar, pesquisar, ir à bibliotecas, fazer uma faculdade e um mestrado como toda classe média faz, não é mesmo? Sim, mas eu poderia procurar um emprego não é mesmo? Tudo bem que eu não teria a empresa de um pai para trabalhar 'duro' mas mesmo assim eu poderia procurar um trabalho. Isso, mas eu não podia, pois quando a minha mãe ia se prostituir na estação da Luz, a casa onde eu morava, não podia ficar sozinha sobre a penalidade de ser assaltada, afinal, quem nesses lugares abandonados tinha botijão de gás e uma tv a cores, se não se casasse com um criminoso, não teria sossego e seria de forma garantida roubado com o 'barracão estourado' e tudo seu perdido. Mas é claro, isso tudo não é desculpa não é mesmo? Quando se quer, tudo é possível! Depois na minha juventude quando eu me declarei pela primeira vez a um cara estudante do Mackenzie, atendendo ao conselho de Zibia Gasparetto, levei o meu primeiro fora bem dado na vida, o meu príncipe encantado por quem eu estava apaixonado, me mandou pra PQP no meio da av consolação, foi lindo! Mas mesmo assim eu poderia superar, dar a volta por cima e dizer a mim mesmo que eu era capaz, não é mesmo? Pois é, eu fiquei com depressão por causa do fora que levei dos vários que eu levaria de forma unânime, fui me tratar à base de fluoxetina que não dava em nada, mas enfim, eu poderia superar, afinal tudo é uma chance de evoluir e agradecer, não é? Pois é, mas minha mãe também ficou com depressão, parou por um tempo de se prostituir, foi despejada, entrou em um AP usando de 171 e começou a catar lixo na rua abrindo tudo o que era saco na frente de todo mundo, alegando com orgulho que pelo menos ela não era igual aos outros catadores de lixo pois ela deixava o lixo organizadinho como o encontrava... Não é um doce de pessoa? Pois é, hoje estou trabalhando de trabalhos precários, que podem ser perdidos a qualquer tempo, mesmo assim tomei a frente da situação econômica da minha 'GRANDE FAMÍLIA', a minha mãe mesmo com quase 80 anos ainda ia se prostituir, não mais porque precisava, mas porque queria mesmo, só parou depois do AVC que teve esses dias. Hoje eu estou na casa dos 50 anos, virgem, sem nunca ter podido expressar meu afeto a quem eu realmente gostava sem tomar literalmente bicuda na cabeça, tenho diabetes, hipertensão , princípio de leucemia e fazendo tratamento antecipado contra parkinson que eu estou a desenvolver para um FDP iluminado num site de internet jogar na minha cara que eu estou assim PQ EU QUERO, PQ EU SOU MIMIMI e que eu nessa altura do campeonato euposso fazer um projeto usando EAP, COBIT e tudo mais para ter uma vida boa , satisfatória e feliz! Realmente, eu mereço tudo isso e muito mais! Todos aqui estão de parabéns! Vou ser um juiz igual ao Sergio Moro daqui a 5 anos depois de tantos conselhos positivos que eu recebi, muito obrigado, tá ?! Amo todos vocês! Eu quero mais desafios para a minha vida pois esses todos eu já superei e irei superar todos, tá? Abraços!