Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation on 02/06/2016 in all areas

  1. Certa vez, lembro-me de estar deitado em meu quarto com a luz apagada ouvindo música no meu rádio portátil quando olhei para o lado esquerdo e numa fração de segundos vi um homem negro, vestido de branco, e fumando uma espécie de charuto em cima de mim, da ponta do fumo saía luzes coloridas que lembravam um pequeno arco-íris, porém, tão logo o vi ele desapareceu. Alguns anos mais tarde, contei esta experiência para uma médium amiga minha que trabalha em um grupo de apometria do qual eu fazia parte e segundo ela, era um preto-velho dando um passe em mim. Confesso que sempre achei estranho os terreiros de umbanda darem passe usando ervas, defumações e cigarros, no entanto, depois desta experiência percebi que as energias podem ser trabalhadas de diversas formas, embora eu não me sinta muito a vontade com este tipo de técnica. Em outra ocasião, tive a paralisia do sono e durante a experiência senti uma presença feminina ao lado da minha cama, mesmo sem poder vê-la, podia sentir uma energia afro, uma espécie de axé que lhe acompanhava e logo entendi se tratar de uma preta-velha. Em seguida ela falou: "Eu vim desfazer algo que foi feito pra você, e tudo na tua vida vai melhorar daqui pra frente", nem bem tinha acabado de ouvir tamanha benção, acordei. O que a entidade havia me falado aconteceu: eu estava a anos tendo muita dificuldade para conseguir alguns objetivos, que por mais que eu me esforçasse eu não conseguia, parecia que algo me travava, e depois daquela noite as coisas foram diferentes. Gostaria de expressar aqui a minha gratidão e o meu testemunho da prova de força destes seres abnegados e iluminados.
    1 point
  2. Me lembro fortemente de quando era mais nova, ainda solteira, morando na casa dos meus pais. Minha mãe é de uma família lotada de relatos mediúnicos e com o tempo também começamos a ter os nossos próprios, já que parece que todos os filhos e até netos "herdaram" esse mesmo dom. Bom... voltando para a projeção... Sempre tivemos alguns problemas de relacionamento com meu pai e em momentos a casa ficava extremamente carregada, parecia mais escura e densa, e sempre que sentia isso durante o sono me recordo que me via voando praticamente grudada ao teto da sala. Sempre estava escuro do lado de fora da casa e eu ajudava a minha mãe a defender a casa de monstros, vários, que tentavam invadir o ambiente. Isso aconteceu por várias vezes durante o tempo em que estivemos juntos naquele endereço. No dia seguinte minha mãe já acordava na intenção de defumar a casa e eu contava o "sonho" que reforçava o trabalho. Ela, radiestesista, fazia outros piriris pra limpar o ambiente e essa nossa ação conjunta tornava a casa novamente leve e clara. Parecia que entrava mais luz na sala!! Era uma sensação de limpeza deliciosa!! Hoje minha mãe continua sua proteção e auxílio, porém em outra dimensão. E meu pai ... bom, meu pai continua a manter sua energia absurdamente densa nessa Terra e infelizmente não visito mais sua casa em projeção para uma noite de espanta monstros ... mas talvez pq agora o que é preciso para esse feito é algo muito maior, ainda fora do meu alcance. Recentemente despertei para uma necessidade imensa de me reconectar espiritualmente, lado um tanto esquecido há alguns anos, o que me trouxe aqui e onde comecei a entender melhor minha catalepsia e meus vôos (ahahaha lembrei de certa vez ter flutuado em cima da minha cama por um tempão, um palmo de distância, e não me via deitada. A sensação mais incrível e deliciosa e fiquei brincando de me levantar e ficar em pé na beirada e depois me deixar cair de bruços, porém não batia na cama, apenas flutuava e volitava baixinho pelo quarto ..... tão real que qdo voltei ao corpo corri pro pé da cama para repetir a façanha com a quase certeza que voaria! Estava muito presente a sensação ainda! E claro que beijei o colchão! ahahahaha).
    1 point
  3. bem vindo... tamb cheguei agora... kkkkkkkk
    1 point
  4. Olá Sou Daiane e cheguei aqui através dos vídeos do Saulo no you tube me interesso bastante por assuntos espirituais e adorei a abordagem desmistificada e espontânea de seu trabalho.
    1 point
  5. 1 point
  6. Oi gente! estou muito feliz em fazer parte do fórum! Espero aprender muito aqui e quem sabe colaborar com o pouco que eu sei. Estudo a doutrina espirita desde os 13 anos, mas nasci em família umbandista. Então eu sempre tive minha mente muito aberta a coisas novas. Já li sobre tudo um pouco e cheguei a conclusão de que tudo se completa. Todo conhecimento é útil desde que usado para o bem. Meu pai já desencarnou há 8 anos. Vira e mexe eu encontro com ele e conversamos. Mas faço de forma involuntária e sem lucidez, me lembro do sonho quando acordo. As vezes lembro bem do que conversamos. Espero poder encontra-lo "acordada" qualquer dia! Bora praticar e trabalhar as energias!!!!!! Muito obrigada pessoal! feliz por poder estar aqui!!!!!!!!!!!!!!!!!! \o/
    1 point
  7. Bom Dia Pessoal!!! Meu nome é Guilherme tenho 20 anos, sempre pesquisei sobre projeção astral, mas sempre tive medo de me projetar consistentemente eheheh e isso atrapalha muito... Cheguei ao GVA pelos videos do Saulo no youtube... Muito bomm por sinal... E sim quero me aprofundar mais no assunto ja tive algumas experiencias extra corpóreas espontâneas. Obrigado
    1 point
  8. Olha, o EV mesmo é algo bem intenso. Se você tiver um deles sem saber o que é, vai achar que pisou num fio desencapado. Porém, para tentar induar o EV, que é um RESULTADO, usamos uma TÉCNICA, que é a de moviemtnação de energias, que voce pode ver aqui: Quando você está perto de conseguir o RESULTADO do EV, sente as energias subindo e descendo como fortes arrrepios que sobem e descem pelo seu corpo ao seu comando. Mas não é algo tipo "consigo me arrepiar todo", é "consigo fazer uma FAIXA de arrepios subir e descer pelo meu corpo, na velocidade e quantidade que eu quero". Se pode dizer isso, estão pode falar que está conseguindo SENTIR as energias que está movimento. A maioria de nós consegue MOVER SEM SENTIR por um bom tempo antes que consiga sentir isso. Então EV tem sim relação prática com os arrepios, mas é algo que exige domínio antes que você possa chamar seu "arrepio de estimação" de EV. Para maiores detalhes, não deixe de ver o curso em 4 partes da Nanci, sonre Estado Vibracional. Ela comenta sobre esses sintomas que muita gente alega sentir: http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17224-nanci-trivelatto/&do=findComment&comment=75005 E se você não sabe nada, melhor começar pelos curso do Saulo. Aqui fiz um índice dos conteúdos, mas o link para o cruso completo está na plavra em azul, CURSO BÁSICO.
    1 point
  9. Mas não se iluda, essa forma aí é só um disfarce funcional. Tem gente que fica tentando interpretar isso, como se fosse um sinal indicativo de que esses seres estão presos a determinadas limitações, porque usam formas de antigos escravos, usam cachimbo e tal. Tanto faz se o cara anda por aí em astral usando camisola e turbante branco na cabeça, ou se usa aparência de negro escravo. Aparências não valem nada no astral, e te digo isso porque nós mesmos, projetores, quando em trabalho, as vezes temos que usar uma formas "alternativas", etnicamente falando. O que importa é o Bem ou o Mal que você sente da entidade que te contatou. Perfeito ninguém é, mas ate um mecânico de automóveis vira um Mestre para nós quando o carro pifa né?
    1 point
  10. 25 de Janeiro de 2015 Possível ida ao passado durante projeção Olá, amigos. O relato que vou contar agora é bem confuso e deixo claro que eu mesmo desconfio do mesmo. Não teria como não pensar assim pois, apesar de sair do corpo, eu sou cético, desconfio de muitas experiências que já tive, estou sempre fazendo questionamentos comigo mesmo e é isso que me mantém firme no projeto, a sinceridade da busca e divulgação das informações. A esposa já estava dormindo enquanto eu estava no celular ouvindo um tutorial sobre Eve Online, um game sobre o universo que ando jogando ultimamente. Durante o vídeo que assistia senti um pouco de sono e resolvi fazer uma técnica projetiva. De barriga pra cima fiquei movimentando as energias e captando informações, imagens que chegavam na mente. Senti energias calmas, talvez por estar numa boa sintonia e ter tido um dia calmo. Fui sentindo a consciência querendo apagar, corpo cansado do dia e fui deixando o corpo apagar até não ter mais controle da consciência e perder o foco. Não sei em qual momento começou, pois perdi a noção de tempo, mas em algum momento eu me vi sentado e muito lúcido numa sala toda branca. Algumas pessoas passavam e outras duas conversavam comigo, explicavam o que iria ser feito, não vou me lembrar de tudo, mas segue a parte que dá e as palavras não são exatamente como foram ditas: “Saulo, para fazer isso é preciso pensar forte, acreditar e praticamente se tornar um ator num nível alto, você precisa entrar nesta cena que te mostraremos para que seja possível. O tempo se molda à forma que pensamos, cada pequena parte do teu corpo responderá e automaticamente será direcionado ao lugar que você conseguir se transportar mentalmente.” (Sim, essa coisa parece filme de ficção científica, pense numa maconha moída estragada profissional, mas foi exatamente isso que eles me falaram). E eu me via conseguindo lembrar ou pensar? Em alguma coisa que eu conhecia. Agora não sei se foi sugerida por eles, ou se eu voltava para uma vida que eu já vivi, agora, se eu voltei automaticamente já fiz parte daquilo, vira um paradoxo! Forcei a mente de tal maneira que simplesmente me vi no passado. Numa casa antiga bem grande. Eu estava sozinho. Quando voltei senti grande solidão. Não voltei com a imagem de agora, voltei num ponto como se eu já estivesse voltado há pelo menos uns 20 anos, como se me lembrasse do tempo que já estava lá, eu simplesmente havia recuperado tanto uma memória de vida lá como também me lembrava do futuro. Dei alguns passos pela casa e vi um cachorrinho branco. Bem pequeno ele me adorava e eu a ele. Era muito apegado a ele, acho que para cobrir a solidão que sentia, mas, naquele momento ele pulou em mim como se não me visse há muito tempo! Eu durante a estadia ali, sabia que havia voltado, me lembrava da vida que tinha no futuro, que tinha saído do corpo e voltado no passado por um mecanismo que eu não entendia, sabia que estava com um cachorrinho que não existia mais no tempo de onde vim, mas ao mesmo tempo pensei: Será que isso tudo não é uma projeção do meu inconsciente para me avisar algo? E pensei: Vou ficar lúcido dentro disso, pois, acho que posso tirar algum proveito. Fui até a porta e percebi que estava com roupa de frio, era um lugar bem frio, deveria estar perto de zero graus. Várias pessoas andavam com roupas antigas pela rua, como a minha que usava. Eu era alguém com alguma condição financeira, pois, a casa, a roupa, o cachorrinho bem cuidado. Mas foi aí que entrou a parte mais confusa da história: Vi que algumas pessoas estavam me seguindo, com máquinas de tirar fotos bem antigas, tentavam registrar aquele momento. A viagem foi tamanha que pensei: Como eles sabem que vim do futuro? Quem são eles, por que me perseguem? Até que abri os olhos de novo na sala com os dois rapazes que falaram: Você voltou, não conseguiu ver tudo, deveria ter ido até a reunião, teria sido importante. E quando eles falaram aquilo eu meio que me lembrei ou captei os pensamentos deles e consegui ver um lugar com pessoas fazendo uma reunião em que eu participei! E então um deles falou: Volte ao corpo! E abri os olhos na mesma hora. Fiquei parado na cama pensando na loucura que tinha acabado de viver, uma coisa totalmente fora de tudo que já havia lido ou visto. Como assim voltei? Isso pode ter sido um retorno magnético ou será que voltei mesmo? As imagens eram fortes, a saudade do cachorrinho, a sensação firme de um lugar que “parece” que já vivi, que já passei. Que foi isso tudo? Se foi no mínimo algo no meu inconsciente, alguns indícios, alguma informação pendente ou para ser analisada, o que seria isso? Amigos, não peço que levem em consideração o que escrevi, só estou dividindo por achar importante deixar registrado esse relato. Daqui a pouco já não conseguirei sentir e lembrar do mesmo jeito e talvez alguém possa ler e se identificar, talvez… Enfim, essa foi a experiência que tive essa noite. Estranha, mas assim são as viagens astrais, vão além do que podemos captar, entender e sempre trazem alguma coisa para o nosso complementar interno! Boas viagens para vocês também! PS : Relutei em pensar em divulgar, devido algum tipo de vergonha dessas coisas que chegam, algumas acho que devem ficar guardadas para a gente somente, mas, um outro lado meu diz que deve ser divulgado.
    1 point
  11. Muito interessante Saulo! E a agonia agora para saber o que era para você ter visto?!hahaha! Eu vejo os relatos e fico pensando na frustração que é ser amparador... você leva o bichinho do encarnado para palestras, e ele volta pro corpo no meio do caminho; você fala coisas importantes para ele e ele não rememora; você aparece para ele e ele, ou morre de medo, ou vem lhe descer porrada! Deve ser muito cansativo!kkk! Grande abraço!
    1 point
  12. O Estado Vibracional (ou EV) é uma técnica de domínio energético com múltiplas utilidades que vão desde o desbloqueio dos chacras até a experiência fora do corpo. Segundo a Conscienciologia, é uma das chaves para a evolução e para a vida multidimensional. Segue abaixo 10 dicas resumidas e introdutórias para otimizar a técnica do EV: 1. Faça absorção das energias anteriormente. Antes de começar a prática do EV faça uma intensa absorção energética. Esse procedimento faz o praticante potencializar suas energias de modo expressivo, podendo multiplicar sua capacidade em diversas vezes, e assim qualificando a futura mobilização. Entretanto, não se sinta obrigado a fazer absorções antes de todo trabalho energético mas lembre-se que, eventualmente, é uma ação valiosa. Esse procedimento não precisa demorar muito e pouco tempo de absorção de energia imanente já pode trazer grande diferencial. Você já conseguiu multiplicar seu potencial energético a ponto de fazer EVs de outros níveis? 2. Aumente sua acuidade energética. Quanto maior a sensibilidade energética, melhor tende a ser o próprio domínio. Um modo de ter mais acuidade bioenergética é, por exemplo, durante a circulação, buscar sentir as energias fluindo pelos órgãos e sistemas, passando pelo cérebro e irrompendo pelos músculos. Perceber as cargas energéticas atuando em conjunto com o corpo é um tipo de autocomprovação marcante quanto a realidade além da matéria física. Sentir a energia passando por dentro do corpo te traz algum medo? Fique tranquilo pois as energias não fazem mal e nem possuem contraindicações. O medo da morte é um dos principais bloqueadores do domínio energético. 3. Não utilize artifícios externos. Quando a paciência é curta e a vontade em se desenvolver é grande, muitas pessoas passam pelo conflito de querer avançar mas sem pagar o preço da dedicação e da persistência. Com isso, acabam apelando para “artifícios externos” que supostamente irão compensar a preguiça e as pequenas dificuldades. Evite usar recursos ou “atalhos” na prática do EV como a imaginação, utilização de mantras, evocações espúrias, respiração, movimentos corporais, entre outros. Quanto mais se enraíza os hábitos inadequados mais complicado será ter confiança em si próprio e ser autossuficiente. Certas muletas podem trazer efeitos mais rápidos só que a prática adequada traz resultados mais concretos. 4. Não acostume o EV com o relaxamento. É comum alunos e iniciantes nas experiências energéticas fixarem-se ao escuro, silêncio e no relaxamento físico mais intenso nas práticas. Certos indivíduos acabam se acostumando a essas condições e a circulação energética e o EV tornam-se praticamente sinônimos de relaxamento corproral. Ao depender da descoincidência pelo corpo, como mexer com energia em situação conflituosa? E para fazer a autodefesa? Dessa forma, o melhor é treinar as energias, não se importando com as dificuldades, nas situações mais díspares como em caminhadas, conversando com outros, fazendo atividades esportivas, no chuveiro, entre outros. Ao depender do repouso para instalar o EV há enorme redução de desenvoltura e praticidade. 5. Conduza as energias de modo mais ativo. O princípio básico de aprender a trabalhar as energias de olhos fechados e em ambiente preparado é favorecer a identificação do próprio corpo energético. A primeira ação para ampliar os limites pessoais é fazer tudo com os olhos abertos e por meio da atenção dividida. Ou seja, conduzir as energias de modo mais ativo é sair da imobilidade física para a ativação com naturalidade seja qual for o contexto social ou a dimensão que estiver atuando. Em vez do EV somente com a imobilidade corporal, comece realmente a sentir-se no controle completo do energossoma. Um grande empecilho ao treinamento do EV é fazer intimamente promessas obscuras sem ter estratégias claras. 6. Insista caso sinta algum desconforto. A circulação e o EV são práticas homeostáticas (saudáveis) que não geram nenhum efeito colateral nocivo. Caso ocorra algum mal estar ou sensação desagradável, insista na prática até o final sem desistir ou recuar perante dificuldades ocasionais. Essas sensações geralmente ocorrem em função dos desbloqueios energéticos e dos processos de desassédio. Interromper o trabalho energético por receios ou por outro motivo é sempre a pior escolha perante o autodesenvolvimento. Você não vai se prejudicar ao sentir algum desconforto que eventualmente possa ocorrer. As energias servem, justamente, para limpar e desobstruir as “sujeiras” antigas. Quer evoluir, então insista. 7. Dê atenção especial a concentração energética. Ao começar a concentração energética na cabeça, aglutine o máximo possível a ponto de formar um campo muito intenso. Conseguir formar e controlar altas cargas energéticas é diferencial evolutivo e transcende as sensações vulgares do corpo energético. Um EV avançado é aquele que consegue movimentar todo seu potencial energético, contudo, sem representar grande esforço pessoal ou sem dificuldades costumeiras. Ao longo dos anos, procure fazer uma progressão gradual do seu nível e da intensificação bioenergética. Quais seus maiores feitos utilizando o Estado Vibracional? 8. Acumule mais energia enquanto circula. Por mais que você já tenha feito uma primeira concentração intensa de energia na cabeça, logo no início, um recurso que potencializa a prática é acumular cada vez mais energia enquanto faz a circulação. Essa habilidade permite a expansão das próprias capacidades e a descoberta de novos patamares de competência. Ou seja, aumenta-se cada vez mais o campo energético juntamente com a aceleração, sem perda de força, até o Estado Vibracional em outro grau. Importante ressaltar que esse tipo de capacidade não se desenvolve “da noite para o dia” pois requer tempo e repetições. Qual é o seu EV mais avançado na atual seriéxis? 9. Aprimore a desenvoltura energética. O corpo energético mais avançado tem, ao mesmo tempo, flexibilidade e potência nas manifestações. Ou seja, não adianta ter muita flexibilidade e pouca potência ou tampouco enorme força energética de modo trancado ou de difícil manobra. Dessa forma, se você tem dificuldade em algum desses pontos vale a pena investir nesse aprimoramento pois a união de ambos os itens torna o Estado Vibracional avançado. Para você falta potência, flexibilidade, ambos ou nenhum? O progresso contínuo ocorre quando há produtividade fora da zona de conforto. Há enorme diferencial no potenciômetro energético entre o ser desperto e o Serenão. 10. Não tenha pressa em acelerar as energias. Muitos têm pressa e certa ansiedade de acelerar as energias durante a circulação para entrar logo em Estado Vibracional. O melhor no treinamento é fazer uma aceleração gradual, sem afobação, até a instalação plena do EV. Não adianta querer acelerar muito rápido e com isso desaparecer as sensações energéticas ou ter a percepção de “dissolver” o bolsão energético acumulado. Portanto, faça uma circulação sem pressa, intensa e qualificando a coordenação energética com o passar do tempo. É preciso sentir o EV. Se você “instala” e não sente nada, o melhor é não se iludir e começar de novo. De modo geral, para aperfeiçoar o Estado Vibracional o mais importante é a prática e as autoexperimentações com criticidade. Há muitas pessoas cheias de teoria, por exemplo, que nunca sentiram o próprio chacra. Tenha seu melhor EV como referencial e busque alcançar o mesmo nível a cada trabalho energético independente da situação ou contexto (sem a pressão do “não posso falhar”). Quem vive fazendo “evezinhos” já se diminui perante seus esforços e o EV é um fenômeno muito importante para ser tratado como mero “evezinho”. Entretanto, seja qual for o seu desenvolvimento energético e os seus sucessos íntimos, mantenha sempre a modéstia e a discrição. Quem está se expondo desnecessariamente para os outros está chamando atenção para si mesmo e, portanto, se enganando. Download em PDF do Arquivo: https://docs.google.com/uc?export=download&id=0B0ycac7hvdvCR0ZmOThfSm8tQVk Esse texto traz apenas informações básicas. Estude! Se aprofunde mais no assunto! E não acredite em nada. Experimente! Por Alexandre Pereira. fonte:http://www.consciencialucida.com.br/2014/10/10-dicas-para-otimizar-o-estado.html
    1 point
×
×
  • Create New...