• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 06/09/2019 in all areas

  1. 2 points
    Seguem os relatos de duas projecoes em que eu, aparentemente pude trabalhar ajudando no plano Astral. Digo "aparentemente" por ser um tanto leigo no assunto Amparo. Mas relato conforme me aconteceu para a apreciação dos colegas e para que opinem e me ajudem a compreender. Mas aconteceu o seguinte: ha cerca de uma semana eu fui pra cama pra dormir, sem fazer exercício nenhum. Nenhuma técnica. Ja faziam varios dias desde minha última projeção, de modo que me sentia em Recesso Projetivo e resolvi relaxar para não estender o recesso. De madrugada, eu despertei e senti que havia alguém, alguma consciex se aproximando de mim. Senti que me tocaram no lado da cabeça e de repente comecei a vibrar todo o meu corpo, como se eletricidade passasse por mim. A vibracao foi muito forte e parecia estar sintonizada nos sons intracranianos da pineal e conforme eu pensava nisso, o som e as vibracoes aumentavam. Apos algum tempo tentando aumentar o som da pineal, pensei que já estava separado do meu corpo e me levantei, mas primeiro tive de remover as cobertas e quando fiquei de pé, devido ao alto grau de lucidez, acreditei estar no físico. Todos os testes de realidade que fiz deram errado. Contei os dedos mas haviam só cinco na minha mão. Tentei atravessar a palma da mão com um dos dedos e não consegui. Estava convencido de que me levantei fisicamente e então já ia voltar pra cama quando vi que nao estava no meu quarto. Era uma sala grande, com paredes de madeira escura e eu estava vestido (acho) com um tipo de jaleco. Uma pessoa foi trazida à mim. Senti que devia "tratar" dessa pessoa. E me lembrei na hora da recomendação que li em vários grupos que podemos lançar energia nas pessoas do astral e se forem pessoas ruins, elas se revelarão ou fugirão. Eu comecei a lançar energia naquela pessoa, tentando ao fazê-lo, mandar bons sentimentos no processo. Me concentrei nos melhores sentimentos que pude e simplesmente mandei a energia, como se desse um "passe". Quando fiz isso, voltei pro meu corpo. Estava deitado na minha cama e senti que novamente me tocavam na cabeça e comecei a vibrar de novo. Novamente eu me vi de pé (dessa vez não houve saída do corpo que eu pudesse observar. Simplesmente estava la), no mesmo lugar e mais uma pessoa foi trazida até mim. Fiz a mesma.coisa que antes e novamente, depois de o fazer, voltei ao corpo físico. Dessa vez, não senti me tocarem, mas assim que voltei ao corpo físico, sai novamente e estava no mesmo lugar, e mais uma pessoa veio a mim. Isso se repetiu umas três ou quatro vezes e me lembro que eu estava atendendo uma mulher (ela estava com medo de um símbolo escrito em uma parede, ou coisa assim) e nessa ocasião, vi minha esposa na sala comigo, como se estivesse me auxiliando. A última vez em que saí do corpo e fui entender alguém, veio um senhor já idoso e começou a me falar os problemas que tinha. Mas não tive tempo de o ajudar pois fui puxado pro meu corpo físico e estava dessa vez desperto demais para tentar me projetar novamente. Mas estava pela possibilidade de ter sido usado para ajudar alguém. Minha esposa, infelizmente, não tem lembrança de ter me ajudado. Isso foi há mais ou menos uma semana. Na noite passada, dia 7, ou nessa madrugada do dia 8 de maio, eu novamente fui dormir sem fazer técnica alguma. Mas acordei de madrugada e pensei em algo e disse mentalmente aos meus Mentores ou Amparadores mais ou menos assim: "Fiquei feliz e agradecido na outra noite, por ter tido a oportunidade de ajudar alguém. Se eu puder ajudar novamente, estou disposto a isso." Imediatamente ao dizer isso, senti uma eletricidade me percorrer o corpo e comecei a vibrar. Como já sabia que esse EV estava ligado ao som da pineal, me concentrei nele e o intensifique até que me vi de pé, novamente com um tipo de jaleco. A minha frente havia um corredor, ao fim do qual haviam várias pessoas em uma antesala. Não vi detalhes deles, mas o cenário era diferente do outro dia. Esse corredor estava bastante desorganizado, com prateleiras de ambos os lados com tralhas diversas e em redor havia muito entulho ou um tipo de lixo. Uma mulher de uns cinquenta anos foi trazida até mim e comecei a examiná-la ou a fazer algum tipo de procedimento que não me recordo bem. Quando eu fazia isso, ela tentava me seduzir, tentando me tocar de forma...Sensual, eu acho. Não parecia que ela estava realmente interessada em mim, mas sim em atrapalhar o que eu estava fazendo. Pensei em sentimentos de compaixão ou bondade e tentei enviar em forma de energia para aquela mulher. Pareceu funcionar ou pelo menos a acalmou o bastante para eu terminar o que estava fazendo. A seguir recomendei que ela bebesse um copo de água com uma pitada de sal. Na hora me pareceu ser a coisa certa a recomendar. Depois que ela saiu, veio mais uma pessoa, mas não tenho muita lembrança de como foi esse "atendimento". Depois dessa segunda pessoa, a lucidez caiu bastante e só me recordo de alguém tentando maliciosamente me fazer falar sobre a instituição (hospital ou escola) em que eu estava e eu respondi que não poderia falar por eles. Mas desse ponto em diante Creio que o onirismo me atrapalhou e voltei ao corpo físico. O interessante nessas projeções, à parte a felicidade que eu senti por , talvez, ter sido usado para ajudar pessoas, foi o fato de, pela primeira vez eu ter projeções que parecem estar conectadas ou relacionadas. Geralmente minhas projeções não se interconectam. Vou a ambientes diferentes e faço ou vejo coisas diferentes, mas essas duas, além de uma suceder a outra, tem a mesma temática. Amparo. Sem dúvida é bom ajudar e aprender.Melhor que ficar vagando a esmo pelo Astral ou pela Real Time. Por favor, me digam o que vocês pensam sobre isso.. E gratidão por lerem até aqui, pois sei que me extendi muito.
  2. 1 point
    Olha, em geral pessoas sérias não relatam publicamente suas projeções mais impressionantes, deixam para trocar idéias com tros projetores experientes, que não irão se impressionar com isso, exatamente porque: 1- aqueles que acreditarem nos relatos acharão que o cara é o bambambam da projeção, coisa que uma pessoa séria saberá que não é. Trata-se apenas de projeções que "acontecem". Ou seja, ..as vezes.. a coisa sai fora do padrão, talvez pela necessidade de maior lucidez em algum trabalho feito a serviço dos mentores. Portanto não se relata isso, para não criar falsas expectativas no resto do pessoal, e para não gerar admiração não merecida. 2- aqueles que não acreditarem acharão que o cara está confundindo sonho lúcido com projeção, está com onirismo, está totalmente iludido e aí já nem levarão mas nada a sério do que a pessoa fala. E como uma pessoa séria sabe que não pode garantir que tudo aquilo que experimentou não tem contaminação de onirismo... melhor não deixar esse tipo de relato vir à público. Os relatos que SERVEM ÀS PESSOAS ,e não a si mesmo, são aqueles que, sendo em tudo parecidos aos que os projetores médios tem, acrescentam alguma compreensão sobre coisas que eles também experimentam ou experimentarão logo ali. Relatos muito fantásticos, mesmo sendo raros, quando selecionados para postagem, fazem o projetor iniciante achar que aquilo é a rotina do projetor experiente, e mesmo que fosse, o projetor iniciante não tem noção de tempo e não vai ter noção do que exige para chegar lá. Na maioria doa assuntos espiritualistas, em coisas como yoga,meditação, projeção, energias... a distância entre o ponto inicial e "conseguir algo bem basicão", um vislumbre promissor, pode ser mais de um ano. O curioso sobre projeção/projetor iniciante que anda por aí na internet em geral age assim: - Nossa! tenho praticado todos os dias e essas técnicas não funcionam! Quando questionado sobre o tempo que pratica, responde que está praticando ha uma semana. Essa pessoa não tem ainda noção do que lhe exigirá de tempo de dedicação para ter resultados mínimos, quanto mais seu primeiro relato fantástico. Então ele termina por desinteressar daquela atividade porque após "muito tempo de prática diária" (em geral no máximo três meses) ela não conseguiu nem sair do corpo, ou só conseguiu descolar e ser puxado de volta. E se a projeção é tudo aquilo que fulano relata... só pode ter algo errado com ele, carma, obsessão, algo impedindo... Por isso relatos fantásticos não ajudam os iniciantes.Relatos fantásticos, mesmo supondo que sejam verdadeiros, só ajudam o ego de quem relata, o que é um mau sinal.
  3. 1 point
    O post é antigo, mas lá vai: Sem querer desmerecer os relatos da guria, mas ela é um verdadeiro super-saiajin do Astral. Kkkkk Tem tanto poder que até o Thanos pagaria pau. Os relatos dela tem um.conteudo tão fantástico que me parecem, se forem realmente relatos de um projetor e não ficção (embora tudo indique que seja só invenção de uma mente criativa mesmo), estarem cheios de onirismo.
  4. 1 point
    Olá!! Eu sou a Mayara, sou do RJ e tenho 32 anos. Conheci o GVA há uns 7/8 anos, acho que era RVA na época. Descobri através de um curso que fiz no IIPC e desde então, ouço os cursos, FAQs, mas só hoje resolvi entrar no fórum rs. Era atéia até 13 anos atrás quando comecei a ter catalepsias projetivas e desde então, comecei a estudar, frequentar centros espiritualistas e me jogar nesse mundo das energias. Hoje tenho minha própria fé baseada em minhas experiências e sou muito grata ao trabalho do Saulo que disponibiliza toda essa informação de graça para todos. Um abraço e muita luz para todos nós!
  5. 1 point
    Olá pessoar... Certo dia, já tem algum tempo, passei o dia todo me sentindo inseguro e parecia que estava prevendo que algo de ruim iria acontecer, mesmo que não houvesse absolutamente nenhum indicativo que corroborasse com esta previsão. Curiosamente, neste mesmo dia, meu Chakra umbilical estava pulsando o tempo todo. Ao dormir, tive um sonho semi/lúcido, quero dizer, eu tinha consciência de que estava fora do corpo, mas estava meio "bêbado" e a rememoração foi parcial e um pouco enevoada. Neste sonho, senti dor no local onde fica o chakra acima citado, foi quando resolvi levantar a camiseta para olhar e me deparei com um enorme hematoma, que obviamente não existia no físico e ao analisar o local, vi como se fosse uma larva, parecido com um berne, saindo do meu chakra. Retirei a tal larva e várias outras começaram a sair. Senti "dor astral" e um enorme incômodo, o que me fez voltar para o físico. O que acham, seriam as tais larvas atrais? É possível né? Este sonho me lembrou outro sonho que tive há alguns anos. Neste, eu estava usando um cabresto. Lembro que apareceu uma espécie de espelho, como se alguém quisesse me mostrar o objeto e quando o vi, tentei retirá-lo de todas as formas, mas não consegui removê-lo. Eu ficaria contente se alguém pudesse me dar a opinião sobre o cabresto também. Abração pessoal.