Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation on 06/11/2021 in all areas

  1. Nessa fase de 18 anos a gente tem mil questionamentos, vontade sair de casa, se libertar das amarras...acho que esses questionamentos sempre vão existir, a menos que você seja extremamente bem resolvido nesta questão. Eu comecei a trabalhar com 14 anos, não venho de família rica, mas não precisava trabalhar...minha mãe sempre me ensinou que eu devia ter meu próprio dinheiro, para valorizar as coisas e para não precisar pedir tudo (inclusive para marido no futuro) então, sempre tive meu dinheiro, meus pais se divorciaram quando eu tinha 11 anos. Fui comissária de bordo, pensei em seguir carreira militar, (mal de família ehehhe), cursei a ESA por um tempo e espontaneamente fui me afastando dessa carreira. Entrei na faculdade de Direito aos 22 anos, também cheia de dúvidas, jurava que seguiria a área criminal, até que...fiz estágio em um presídio, e também no Tribunal de Justiça na Vara Criminal...fui convidada a ter um cargo comissionado e nem preciso te dizer que não aceitei, não gostei do que vi lá dentro. Pra vc ter uma ideia da minha correria, eu saia de casa as 6:20, pegava três ônibus para trabalhar, fazia dois estágios, um de manhã e um de tarde (almoçava no presídio...pense na desgraça eehehhe), pegava mais dois ônibus, ia pra faculdade que ficava lá onde Judas perdeu as botas...e mais três ônibus para voltar. Chegava em casa meia-noite, ia dormir 01:00 (depois que organizava tudo que precisava) e dia seguinte estava em pé por volta das 5:00. Ah, eu tinha aula todos sábado das 7:15 ao 12:00. Eu era um zumbi. Fora as duas especializações que fiz depois, mais 1 ano pra passar na prova da Ordem. Sem contar cursos de idiomas, auto escola e afins... Acabei fazendo um processo seletivo e entrei em uma empresa ligada a Prefeitura da cidade onde moro. Aos 32 tive uma dessas crises existenciais e sim, a gente repensa tudo, mesmo após tudo isso que descrevi. Esses tempos resolvi fazer um processo de Coaching bem interessante e revelador, pensando que ia aparecer algo diferente em meu perfil, mas ... perfil: INFJ – A - Advogado...ehehehe. (Idealista, quieto, incansável, inspirador). Logo que meu filho cresça mais um pouco, pretendo fazer um doutorado voltado a políticas públicas, direitos humanos e afins, ou quem sabe...mais uma faculdade. Então te digo, dúvidas sempre vão surgir. As dicas que o Sandro te deu sobre saúde são ótimas e digo isso por experiência de vida, tenho 37 anos e muita coisa mudou quando alterei minha alimentação e comecei a nadar...eu saia de casa às 6:20 da manhã, para nadar e correr pro trabalho. Mudei minha alimentação e só fez bem. Fiquei mais de 6 meses sem comer carnes, mas infelizmente não consegui manter o hábito, logo conseguirei. Mas descrevi isso tudo, para você perceber que nós mudamos muito e a ideia é que seja sempre para o melhor. Você é jovem, tem muita coisa brilhante pela frente e te desejo muita determinação e sucesso.
    1 point
×
×
  • Create New...