Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation since 09/20/2022 in Posts

  1. Sobre dirigir, as vezes há algo que te faz agir diferente enquanto dirige e te livra de algum apuro, depois de muitos passei a dirigir devagar. Nessa antiga experiencia em que ouvi, que citei, eu estava de lado esperando pra dormir, ainda acordado, não estava nem sonolento, e então começou a voz falando perto do meu ouvido. Ficou repetindo durante 1 minuto a mesma coisa pra me assustar. Eu não quis virar pra olhar por receio de ver algo de aparência ruim. Fingi que não estava escutando até parar, não sei se ele sabia que eu estava conseguindo ouvir. O que o Sandro fala acima sobre ele usar algo do seu momento, no meu caso ele usou, eu estava doente na epoca e as frases eram sobre isso, se aproveitou disso.
    1 point
  2. Ele estava provavelmente focando no seu calcanhar de aquiles daquele momento , talvez alguns "questionamentos de fé", ceticismo quanto às "versões pasteurizadas de crenças religiosas" , e intensificando esse estado de dúvida, para você ficar na frequência dele e ele poder te tocar, no caso, te morder. Regra antiga, que constava até no antigo Ritual Romano: "não argumente com o demônio". Não se dá conversa para quem está tentando te derrubar, aqui no físico a gente faz isso porque pode ser construtivo para si ou para o outro, mas com inimigos invisíveis não convém argumentar nada, só silenciar "o bicho", porque alguns deles podem ser só psicopatas desencarnados, e não convém jogar os jogo deles, seguindo as regras deles. Isso é como EU VEJO, obviamente pessoas que passaram por certo treino em grupos espíritas podem achar importante entrar em debates com obsessores, mas aí é risco delas ehhe... A decisão foi intuitiva. É aquilo que eu falo às vezes, quando você sai do corpo você sabe outras coisas, que aqui em vigília nunca te ensinaram. Então na hora foi simples, eu vi que ele estava semi-invisível porque estava em outra faixa de frequência que eu, projetei energia nele COM INTENÇÃO de trazê-lo para a minha faixa, e ele foi adensando, se tornando cada vez mais visível para mim, ate ficar palpável para mim, quando eu poderia atacá-lo se quisesse. É a intenção que regula o efeito da energia projetada. Você pode projetar energia sobre um ser astral com intenção de dissipar qualquer disfarce que ele esteja usando. Ou com intenção de curá-lo ,caso você note que ele está em sofrimento, ou deformado e você queira deixar ele com aparência normal. Ou pode emitir energia com intenção de gerar dor, doenças, o que obviamente só faria sentido se estivesse sendo ameaçado. Ah, mas como eu regulo a intenção??? Bem, é como se você "fingisse" que possui esse poder. Porque aqui a gente pensa "mas como eu faço? de que jeito? penso algo? imagino algo?". Não, você parte do princípio de que já tem essa capacidade, que basta querer e plim, acontece, e que isso é trivial como estivar a mão e pegar um copo na sua frente. Você não se imagina pegando um copo antes de mover o braço né? Você não visualiza seu braço indo até o copo né? Você apenas estiva o braço, e caos ele não se mova, aí sim você ficaria surpreso não? Então é a mesma coisa, você emite energia em direção à outra pessoa, encarnada ou desencarnada, em vigília ou em astral, e parte do princípio de que a energia vai fluir do jeito que quer, com o resultado que deseja. Em vigília você não observará o resultado, embora se a pessoa for sensível as energias ela vai notar. Mas em astral o resultado se torna "materializado".
    1 point
  3. Muito interessante. Era som de rádio transmitindo frases de ordem, e com voz robotica, de gravação, e se ouvia na mente. Só pra comparar, muito tempo atrás em outra ocasião já ouvi um obsessor falando no meu ouvido, mas foi muito diferente, era como uma pessoa falando ao lado, colado fora no ouvido. Obrigado pelas respostas. Dá pra ter uma ideia e refletir.
    1 point
  4. Essa imagem representou exatamente o que vi. Uma figura humana, só que escuro. Não conseguir fazer testes por causa do medo que senti da figura.
    1 point
  5. Aparentemente foi projeção porque há elementos típicos presentes nela: Isso é algo bem curioso, porque no físico , com quarto escuro, não se enxerga quase nada exceto o suficiente para não colidir com os móveis. Mas na projeção, nessa fase inicial, caso você veja o quarto escuro (às vezes pode vê-lo como se fosse dia e a janela estivesse aberta), é uma escuridão que é apenas uma informação, ela te informa que é noite. Mas se você tentar enxergar detalhes de algo, como os detalhes do rosto num porta retratos distante, ou as letras na lombada de um livro da estante, verá que consegue. Ou seja, não é uma escuridão do mesmo tipo que no físico porque não limita , na verdade, sua visão. O fato de você ter percebido isso na prática parece mostrar que foi uma projeção mesmo. Em geral a primeira vez, ou duas ou três primeiras vezes que vemos um ser inesperado presenta na casa vemos assim mesmo. Não é que tenha forma indefinida, os contornos são definidos, mas não o interior da figura. Parece um tipo de bloqueio que não no permite identificar nada, nem rosto, bem detalhes das roupas. Só sabemso que é uma figura humana. Algo neste estilo, mas menos nebuloso ainda: Quanto a ter certeza, é possível diferenciar de estar acordado apenas fazendo testes de realidade: - Tentando esticar o dedo (é comum falhar. Não olhe para o dedo, mas para o ponto mais à frente até onde pretende alcançar esticando ele) , -tampando o nariz e tentando mesmo assim respirar através dele(nunca tentei, mas quem usa diz que nunca falhou), -dar um salto tentando realmente tocar o teto da sala, coisa que em geral só é possível se estiver em astral - atravessar paredes (incline-se e encoste o topo do cranio na parede, e então empurre-a para atravessar, como se você estivesse tentado afundar a cabeça num colchão. Se tentar enfiar a mão na parede dificilmente funcionará, porque está olhando para ela e para a parede, e a ilusão de solidez dificultará. Ao encostar o topo da cabea na parede você não estará olhando para o ponto de contato cabeça-parede, então a ilusão de solidez não joga um papel tão importante para fazer o teste falhar)
    1 point
  6. Já faz um ano que prometi a mim não discutir ou falar sobre isso com os participantes dessa ideologia de preconceito ("conservador"), fervor nacionalista, extremismo político, contrária à paz. Ideologia já vista e usada em momentos passados bem ruins da história, inclusive utilizam atualmente as mesmas frases lemas desses passado sombrio. Deixei de discutir, primeiro porque isso me estressava muito, e segundo porque não adianta, não vai mudar o que pensam. E da última vez que discuti esse assunto eu disse: "se são cristãos sigam o que Jesus ensinou: amar o próximo", e riram disto. Atualmente só converso com isso com quem enxerga o que há de mal, e vem falar algo sobre. Mas o mais preocupante mesmo é ver espiritualistas e espíritas comprarem essa idéia totalmente contraditória à evolução da consciência e ao que a doutrina espírita ensina. Em alguns que se dizem cristãos não é novidade porque os ensinamentos do Cristo foram deturpardos e são usados de forma indevida há milênios.
    1 point
  7. E tem outras coisas. Por exemplo, numa das minhas várias buscas por comprovação eu tinha como padrão sair de casa e tentar chegar na esquina e conferir o que tinha lá, algum número de casa, algum vaso de planta na frente, algum detalhe nas portas. Parece básico, se a esquina não fosse 97% das vezes diferente do físico. Então algumas vezes eu chegava lá sabendo que tinha uma igreja na esquina, no físico, mas enquan oeu estava olhando para ela, e caminhando na direção dela, o cenário mudava e virava uma casa comum com um carro na frente, ou virava um terreno baldio, ou uma praça e tudo ao redor era diferente. Mas eu olhava aquilo e pensava "como uma igreja desse tamanho sumiu do meu campo de visão de foi substituída por isso????" . Em astral eu sabia que no físico tinha uma igreja ali, do lado um colégio, em frente um prédio de apartamentos, mas tudo tinha mudado Numa dessas idas à esquina eu tentava chegar no prédio de apartamentos. Só que ao chegar ali eu olhei para ele e vi uma galeria de arte, com aparência muito diferente. Mesmo assim eu pensei na hora "tudo cerot, ighual ao físico, ali está a igreja, ali está a galeria de arte, tudo ok". Mas não tinha galeria de arte alguma no físico ali naquela posição. Tá certo que o prédio havia sido construído há poucos anos, talvez uns 4, e não sei o que havia ali antes talvez há 50 anso fosse uma galeria de arte??? Mas veja, ali projetado eu "sabia" que ali havia uma galeria de arte, porque ja tinha entrado nela outras vezes. "Saber disso" estava na minha memória, mas não os detalhes das visitas anteriores. E assim também aconteceu várias outras vezes, com vários outros prédios e VIZINHANÇA. Ou seja, eu sabai que "ali naquela casa mora a fulana". Mas isso só era verdade na minha memória, porque no físico era uma casa abandonada. Então ao que parece, para uma mesma área física nós podemos ter atividades e relacionamentos em diversas faixas do astral, o que complica bastante para entender as coisas. Por isso é raro você sair de casa projetado e reencontrar os mesmos lugares e pessoas que ja encontrou em outras projeções. Eu já consegui algumas vezes, mas veja, em mais de mil projeções lúcidas ( contando só as de consciência contínua, sem contar aquelas que você desperta depois, no meio da situação), eu só reencontrei os mesmo lugares umas 5 vezes. Mesmo saindo 6, 8 vezes na mesma noite, dificilmente você encontra a mesma rua EXATA do lado de fora da sua casa. Até porque o processo de atravessar um obstáculo físico já altera nossa faixa vibratória, e nos joga em algum outro ponto qualquer do "gps dimensional".
    1 point
  8. Simmm, acontece mesmo! Do nada alguma memória cai no consciente: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17801-rememoração-5h-após/&do=findComment&comment=78436 E mesmo durante uma projeção, você às vezes lembra que já esteve naquele lugar em outras projeções (mas não lembra delas especificamente), ou lembra que a pessoa que está diante de você nesta projeção combinou com você em outra projeção para fazerem juntos alguma tarefa hoje (mas não lembra dos detalhes da outra projeção em que esse acordo foi feito). Mas acho que isso é porque a memória funciona assim mesmo: se alguém do físico combinar de passar na sua casa para vocês irem juntos a tal local, quando ele tocar a campainha ou buzinar o carro, e você for ver quem é, vai olhar a pessoa, saber que ela veio para fazerem o combinado, mas não vai parar para rememorar como foi o encontro passado em que conversaram e combinaram o encontro atual né? flui tudo no rapidão e você já sai acompanhando a pessoa. Uma pena que quando se trata do astral bem que a gente gostaria de recuperar a memória das outras projeções em que tudo foi combinado e POR QUE.
    1 point
  9. Boa tarde amigos, nesse relato vou falar da minha primeira projeção lúcida e comentar sobre as técnicas que mais funcionaram para mim e sobre as que menos funcionaram. Venho com muita alegria contar o relato da minha primeira projeção lúcida, fazendo a "decolagem clássica", finalmente após 2 meses de estudos e um pouco de esforço eu tive minha primeira projeção, ela aconteceu anteontem mas somente hoje tive uma clareza maior sobre as memórias dela, mais ou menos as 22:30 de domingo eu estava indo fazer as técnicas mas, eu estava com uma crise alérgica bem forte, o que me atrapalhou bastante durante as práticas energéticas, de umas 23:10 mais ou menos eu terminei as técnicas e como ainda estava espirrando muito, resolvi ficar mexendo no celular até parar de espirrar, somente as 23:40 eu parei de espirrar e resolvi largar o celular e ir dormir, fiquei movimentando as energias no intuito de chegar ao EV mas, no meio do processo tive uns lapsos de consciência e acabei sonhando de olhos abertos (não me pergunte como kkk) no meio do sonho eu achei estranho que ficava um coisa que ia e vinha tapando minha visão até que eu percebi que estava sonhando de olhos abertos (alucinando eu diria) fechei os olhos e fiz a técnica de alvo mental, primeiro imaginei a rua na frente da minha casa, quando senti meu corpo astral se mover, só que no meio do caminho eu resolvi pensar na janela do meu quarto porque eu queria ver meu corpo dormindo, só que aí eu mudei de ideia de novo e resolvi pensar na sala da minha casa (porque meu quarto não é muito grande, e eu não queria ficar na faixa de atividade do cordão de prata e ser tracionado de volta), kkkkkk resumindo: meu corpo astral ficou girando no meio do meu quarto, sei disso porque eu estava vendo (com a visão de fundo de garrafa) o teto do meu quarto, fiquei girando por uns 30 segundos até que pedi a ajuda de algum mentor, já sem esperança alguma de ficar fora do corpo, na minha cabeça depois de uns 10 segundos eu já iria voltar pro corpo, quando eu me vejo olhando para o teto do meu quarto ainda com a visão um pouco embaçada, o teto do meu quarto estava um pouco diferente, o teto era feito somente por madeiras (esqueci o nome certo) e no meio dele tinha uma espécie de túnel escuro, na mesma hora eu senti uma intuição forte que eu deveria voltar para o corpo(nem olhei ao redor do quarto, fiquei uns 15 segundos olhando para esse "túnel" no teto quando recebi essa intuição pra voltar pro corpo), aí pensei nele e instantâneamente voltei, na hora as memórias dessa experiência estavam meio confusas e por estar com muito sono achei que não tinha dado certo essa tentativa, somente hoje que eu me lembrei com mais clareza dessa experiência, aqui vai um agradecimento ao ser/mentor que ajudou o doido girando no astral kkk. Sobre as técnicas eu testei várias, tanto em catalepsia quanto fora delas, e nenhuma funcionou tão bem como a técnica de alvo mental, a técnica da gangorra já tentei algumas vezes e em nenhuma deu certo, no máximo eu sentia um movimento na cama e só, a da corda também nunca funcionou, a de se imaginar flutuando enquanto estiver no meio de uma catalepsia também nunca deu certo comigo, (e olha que essa técnica eu já testei umas 30 vezes durante várias catalepsias) eu sempre ficava preso no corpo, para mim o método que mais funcionou foi: faz as técnicas sentado pra não dormir, depois disso vai deitar e fica movimentando energias, só pra entrar em um estado de transe, quando acordar no meio da noite (comigo não deu certo o lance de colocar o despertador, eu até consigo chegar no EV mais facilmente mas, pra mim o que mais funcionou é acordar sozinho no meio da noite) faça a técnica de alvo mental, comigo não demora uns 2/3 minutos, que eu já sinto meu corpo astral se mover, minha única dificuldade a respeito dessa técnica foi que, sempre meu corpo estava acordado no momento de execução dela, aí acabava que eu saia do corpo sentia o ambiente mas não conseguia ver nada, ou até via mas com a visão de fundo de garrafa, (diferente da catalepsia que dificilmente vai te dar esse problema, porque o seu corpo já vai estar dormindo) aí eu sempre voltava pro corpo em questão de segundos, lógico que pra cada pessoa uma técnica vai funcionar diferente, o meu maior problema durante toda essa jornada foi achar as técnicas que mais funcionassem pra mim, além de ter que lidar com aquele medinho de ver o Tonhão na porta do quarto kkkk, meu jeito pra lidar com esse medo foi: estudar bastante a respeito do plano astral e sobre o espiritismo no geral, literalmente depois que você normaliza tudo isso o medo quase some, o segredo é não se entupir com filme de terror e estudar bastante a respeito disso, realmente não temos medo do Tonhão ou algo do gênero, temos somente o medo do desconhecido, se soubéssemos até o nome da firma onde o Tonhão trabalha, dificilmente alguém teria medo dele kkk, brincadeiras a parte, venho agradecer ao Sandro que sempre esclareceu todas as minha dúvidas e ao Saulo por ter disponibilizado cursos e livros totalmente gratuitos, agora só falta buscar a regularização das projeções kk.
    1 point
  10. Cara, são fatores que devem ser levados em conta mas compreendo que a diferença energética e biológica tende a trazer muitas causas distintas para essas reações.
    1 point
  11. Tópico maravilhoso. Vou contar uma comprovação que aconteceu com alguém que não acredita em nada disso. Tenho três irmãs e uma vez por ano nos encontramos na casa da nossa mãe que é um pequeno sitio em paulista. Vamos todos com seus conjunges e ficamos colocando o papo em dia por até altas horas da madrugada. Certa noite estávamos conversando na frente da casa do lado de fora do portão já na rua, devia ser por volta das 00:00 horas quando minha mãe acorda e vem ao nosso encontro, ela nos diz que estava sonhando, que se levantava da cama e vinha para frente da casa onde estávamos e via uns homens armados vindo em nossa direção, ela disse que se levantou angustiada com o sonho e veio pedir para entrarmos. Falamos que já iriamos entrar, ficaríamos ali só mais 10 minutos e ela disse que iria entrar para orar. Em menos de 10 minutos quando estávamos distraídos conversando aparece na esquina uns 12 homens armados, mas era tão próximo que não tivemos nenhuma reação, eles com truculência nos mandou entrar e seguiram caminhando mata adentro. Minha mãe é evangélica, mas o que ela descreveu como uma "revelação de Deus" é na verdade uma projeção.
    1 point
  12. Cara, isso é comum comigo pelo menos. Só para te dar uma amostra grátis: No nosso grupo o Ashtar Sheran era um dos mentores. Uma vez após darem um comunicado, disseram para mim que eu devia ficar mais no quarto (eu as vezes dormia na sala), porque lá era mais fácil de se comunicarem comigo. Eu "ok" , mas pensando "ah tá, até parece que agora vou passaer de disco voador, kkk". Isso foi num sábadono início da tarde. No domingo acordei, sem lembrar do que tinha sonhado. Vi TV a manha toda, me exercitei, almocei.... Lá pelas 14 h fui fazer a barba. Então molhei o pincel na espuma, esfreguei na cara, aquele ritualzinho todo. Ao passar o aparelho de barbear no rosto,em frente ao espelho, a lembrança do sonho voltou, ehehehh. Porque ao ver meu próprio rosto perto de mim, no espelho, lembrei que vi o rosto do Ashtar bem perto do meu, como se ele estivesse pegando meu rosto com as mãos e olhando bem incisivamente para mim, como se quisesse que eu lembrasse, e dizia: - Sandro, estivemos aqui, e fizemos isto e isto e isto. Lembro do rosto, cabelos, camisa, e o cenário ao fundo, que parecia um salão vazio, talvez com 6m de raio, com uma luz azulada permeando tudo. Mas não sei o que continha no "fizemos isto e isto e isto".
    1 point
  13. pois é, muito louco, já vi muita coisa apesar de minhas pouquíssimas experiências, ainda estou engatinhando na viagem astral. . teve outra vez a coisa de dois meses atrás eu estava dormindo no nosso quarto sozinho, parecia que estavam dando uma festa na minha cama, era uma pulação danada e uma barulheira e nada de eu acordar. dai vi uma mulher com cabelos curtos saindo do quarto e´percebi que estava desdobrado, mas ainda grogue, de repente vi veio outra mulher com cabelos compridos vindo por cima de mim (eu estava de lado de novo) para ver se eu estava acordado. na hora tentei falar algo, perguntar quem era mas acordei. uns segundos depois ouvi minha esposa falando no outro quarto (ela estava no quarto da minha filha) , e ouvi minha filha também. eram umas 03 da manha, e depois ficou tudo quieto. de manha perguntei para ela, ela disse que tinha visto uma mulher com aspecto de bruxa ir no quarto, dai ela "jogou" um gato na cama, e minha reclamou para ela deixar ela em paz, e minha filha falou que tinha sonhado também. essa experiência foi louca, mas foi uma confirmação tripla valeu.
    1 point
  14. Cara, acontece de tudo. Só te dei uma das direções possíveis, a mais provável, eu deduzo, pelo seu caso. Mas já me: - cutucaram no ombro - já levantaram a pontinha da minhas coberta, perto do pescoço, quando eu estava deitado de bruços na hora que os amparadores chegam. - já passaram a mão no meu cabelo tres vezes, para eu acordar, até que terceira roçaram mais forte, com as "unhas". Até então eu estava só achando "que diabos de fantasma folgado esse? acha que vai me assustar? vai procurar tua turma e me deixa dormir" eheeheh. Só na terceira vez que passaram a mão , foi que resolvi levantar do corpo já querendo "caçar o fdp folgado! " E foi aí que bateu a lucidez "aff.... estavam só tentando me despertar da minha preguiça! que mico!" - e uma vez deitou alguém na cama, comigo, se fundiu comigo, alinhando braços, pernas cabeça, procurando encaixar tudo certinho, (e eu ali gateando o sujeito, para ver o que ele pretendia fazer, eu hein??..) e saímos dali levitando, ele no controle do vôo, até que chegou no local planejado e ele me "expeliu", como uma pipoca que vira do avesso, ehheeh . Foi como vestir uma "roupa com inteligencia artifical", apenas meus olhos e nariz não parecem ser envolvidos por aquilo.
    1 point
×
×
  • Create New...