Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation since 11/26/2021 in Posts

  1. Curioso, acho que você não está percebendo um detalhe, o mesmo detalhe que os alemães não perceberam quando caíam na conversa fiada do Htiler nesse assunto: Quem lida com poder e muito dinheiro está exposto à corrupção e ao materialismo. Não existe corrupção onde não hß poder, porque essencialmente corrupção é colocar seu poder à venda, para quem puder ofertar mais. Logo, não faz sentido algum colocar um traço étnico nesse problema, nem partidário. Quem estiver no topo da pirâmide social estará mais propenso a ser corrupto e materialista, seja lá qual for o povo, partido, família. Se você falasse " os ricos em geral e os banqueiros" ok . Mas quando coloca uma marca étnica você estende esse julgamento aos judeus pobres também, o que não faria o menor sentido. Os europeus fabricaram esse tipo de mito contra judeus porque em funcao de não terem uma pátria entre 70 D.C e 1948 eles acumulavam riqueza transportável, ao invés de riqueza em imoveis. Entao sua forma de ganhar dinheiro era empréstimo a juros. Acabaram tornando-se "o povo que empresta". O que acontece quando muita gente na cidade está devendo para o mesmo agiota? Acabam denunciando o sujeito, para não precisarem pagar o que devem. Boa parte do antissemitismo tem sua origem nessa prática. Os lucros dos bancos eram um problema na alemanha nazista da mesma forma como "os agentes do mercado" são um problema hoje, quando o governo tem sua capacidade de investimento limitada pelo tetonde gastos, que só serve para garantir que ele pague os juros aos credores da dívida publica. Toda a economia do país fica estrangulada por um torniquete cuja única função é proteger os ganhos de quem emprestou para o governo a juros. É um problema real que precisa ser enfrentado,.mas não faz nenhum sentido adicionar um componente etnico a isso, exceto como artimanha para apontar um bode expiatório qualquer. Foi o que os nazistas fizeram, e antes deles os monarquistas russos, que apontaram uma conspiracao judaica por tras da revolucao russa só porque Lênin conseguiu uns financiamenttos com bnaqueiros alemães, com a promessa de retirar a russia da guerra se fosse bem sucedido. E antes deles os demais monarquistas da europa, que se viram ameaçados pela revolucao francesa e sacaram da manga uma conveniente conspiracao judaica, para motivar as masss em torno de um mesmo preconceito antigo que os uniam, tipo " deus, pátria , família, judeus gatos pretos , bruxaria." Essas idéias sobre judeus são apenas fake news de 250 anos. O mal apontado existe, mas é de "função", não de raça. Ou melhor, é de " classe": quem está no topo das classes sociais tende a ser materialista e corrupto, porque quanto mais alto você está, maiores as tentações, é só isso. Atribuir traços de carßter a uma etnia só porque ela pode ser predominante numa certa classe social é o que gerou também interpretações racistas contra os negros, só porque foram escravizados e depois jogados na miseria quando libertados. É um fato, como no caso dos "judeus & bancos", que os negros são maioria nos bairros miseráveis, e nas cadeias. Mas a explicação para isso está nos eventos históricos da relação dos judeus e negros com os europeus, não em algum traço inato desses povos.
    6 points
  2. Olha, não sei bem até que ponto se pode dizer que isso seja contrário à doutrina. Nunca estudei a doutrina espírita, mas como gnóstico a gente tinha boa parte dos mesmos argumentos que ele aponta ali no livro dos espiritos, em relação à questão sexual por exemplo. O que salva é que o fundador da gnose tinha escrito até uma "plataforma de partido socialista". Só que era um socialismo cristão, para se diferenciar da esquerda tradicional, cujos pilares acabaram contaminados pelo ateísmo, materialismo. Então eu diria que compreendo esse tipo de " raciocínio", porque já o usei também. O que acontece em geral é que quem acredita em vida espiritual em geral acredita em Deus. Nem sempre ,mas em geral. Daí se deduz que se o universo material foi criado por Deus, a partir do nada, foi ele quem botou ordem no caos amorfo. E fez isso em parceria com arcanjos, anjos, etc numa organização hierárquica. A obra de Deus portanto é caracterizada pela manifestação da ordem no universo material, e pela ação em hierarquia. Note que as forças de vida, atuando na matéria, organizam átomos, moleculas, geram padroes geométricos. As forças negativas, representadas simbolicamente pelo diabo, se caracterizam pela divisão, por semear a desconfiança, a tentação, o desafio à ordem. A morte , por exemplo é vista como negativa, porque ela gera desagregação da matéria, desordem nos planos da forma. Seguindo esse raciocínio, as herarquias sociais , as autoridades terrenas, sao vistas como a expressão/ reflexo da ordem divina se manifestando na sociedade. Daí que todos são educados para seguir as leis, obedecer as autoridades, e isso começa na família, quando os filhos são treinados a respeitar a autoridade dos pais, para que se torne um adulto responsável ( que obedece aos patrões, às leis, os juizes, etc) E vendo o mundo como criação de Deus, a natureza é a obra de deus que não foi corrompida pelo homem. Logo, quem pensa dessa forma procurará na observação da natureza as respostas divinas para certos dilemas, pois se cada pessoa tem uma opinião, se cada sociedade tem seus costumes, sua cultura, como saber quem está certo? Busquemos a resposta onde não há expressão do homem onde "o que é" sempre foi e sempre será, porque o homem não o distorceu com suas culturas, umas "corretas", outras "degeneradas". Dessa logica se pode deduzir com tranquilidade várias respostas sobre sexualidade como as que aparecem ali no livro dos espiritos. E não vamos esquecer que por muitos séculos os reis eram considerados divinos, logo, esses reis e todos os seus funcionários eram um espelhamento da herarquia divina, Deus e seus anjos, aqui na terra. Desobedecer essas autoridades era como ofender a Deus. E sendo o mundo obra de Deus, Ele deve ter um plano para a humanidade, que se realiza no tempo, nos processos da história, levando-nos quem sabe a uma segunda vinda de Cristo, juizo final, lei da evolucao, qualquer coisa dessas, dependendo da vertente. Então vejam, quem olha para o mundo e afirma que tem algo errado que precisa ser corrigido está achando defeitos na obra divina, não confia nos planos de Deus para a humanidade, semeia a dúvida, e a desobediência .Sabe aquele argumento que a direita usa " Ain! Eles querem nos dividir!" pois é, no fundo vem dessa mentalidade religiosa, ehehe. Logo, quem aponta os problemas, e arranca as máscaras deve ser agente diabólico, alguém que quer sabotar os planos divinos, um rebelde tal qual Lúcifer. Afinal, a serpente o que fez no paraíso? Convenceu Eva a infringir as regras após semear-lhe a dúvida, e a partir disso "toda a humanidade pagou". O que a esquerda (revolucionária) faz? Olha para o mundo e aponta falhas na estrutura social. Identifica os elementos da sociedade responsáveis por perpetuar essas falhas geração apos geração, e que fazem parte da tradição. Ela pretende que seja possivel corrigir essas falhas através de uma boa quantidade de mudanças no que sempre se fez, e através de um planejamento racional, visando uma sociedade do futuro em que esses problemas não mais existam. Isso tudo, na mente de uma pessoa que observa as coisas através de um viés religioso/ espiritual interferiria no "plano divino" e poderia condenar toda a humanidade ao sofrimento coletivo, uma punição ao estilo de sodoma e gomorra, o que só poderia ser uma versão 2.0 do plano da serpente do paraiso né? eheheh. Para complicar as coisas, a esquerda lá do seculo XIX entrou na modinha do ateísmo, até porque deve ser muito difícil para quem enxerga esse papel ativo que as religiões tem no amansamento dos explorados (o que facilita muito o trabalho dos exploradores) aceitar as religiões num " admirável mundo novo" que se possa alcançar após todas as reformas necessárias. Lembrem-se, vivemos desde a origem do mundo até lá pelos anos 1600 ( época das primeiras rebeliões de explorados) sob esse tipo de raciocínio. São muitas encarnações que os habitantes do "Presídio Terra" estão vivendo em sociedades regidas por esse tipo de pensamento. Isso se torna uma programação mental, uma hipnose que instala gatilhos na sua psique. Mais adiante quando se faz necessário, esses gatilhos sã acionados através de palavras-chave, como pátria, família, Deus, costumes. ------------------------ ( A palavra liberdade já é um gatilho muito mais recente, fruto do liberalismo, e que acabou justamente produzindo algumas revoluções no século 18. Daí que os conservadores se oponham também ao liberalismo, o que explica porque o nazismo além de ser anticomunista era antiliberal também, o que leva os de mente simplória a achar que por isso oo nazismo era esquerda, eheheh.) ------------------------ Portanto, eu diria que é muito natural e previsível que pessoas que tenham uma mentalidade religiosa/espiritualista e tenham uma compreensão muito superficial dessas coisas tenham alergia à tudo que "cheire" a ideias de esquerda, porque essas pessoas ainda tem uma mentalidade de Antigo Testamento. Não perceberam que Jesus violava o sábado porque " o sábado foi feito PARA o homem e não o homem para o sábado". Não enxergam que Jesus recomendava fazer o que os fariseus falavam, mas não SER como so fariseus, que não faziam o que falavam. Não percebem que os dez mandamentos é uma lista de coisas a NÃO FAZER, enquanto Jesus se propõe a substuir toda lista de "coisas a não fazer" por uma atitude mais ativa do sujeito, focads em FAZER . O papel passivo de criaturas obedientes às autoridades é substituido pelo cidadão ativo, responsável por gerar as mudanças que deseja no mundo: ----------------- João 13:14-17 Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros.Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes -------------- E ele não precisou apelar para o materialismo para apontar que o sujeito tem em suas mãos a capacidade de afetar a historia onde achar necessário, porque, obviamente, se estamos encarnados é para AFETAR o mundo que nos cerca. Se fosse para ficar parado esperando que Deus botasse tudo para funcionar não precisaríamos nem encarnar né? Nem precisaríamos livre arbítrio, poderíamos ser como os animais, incapazes de violar as regras da natureza e de modificar o ambiente. Então, na verdade a postura de tentar mudar o que se vê de errado no mundo não tem nada em si que possa ser condenado. Daí que completas revoluções também não, mas elas são vistas como uma espécie de manifestação do mal. Obviamente, como sempre pode dar " perda total", uma completa revolução gera medo, mas o mínimo que as pessoas deveriam entender é que tanto o bem social quanto o mal social são resultado das ações dos homens, não algo de Deus ou da natureza. São nossos erros e acertos administrativos nossos interesses como agentes no mundo que criam toda a riqueza e toda a miséria que vemos. Logo, é dever de qualquer espírito pensante estar sempre do lado das forças que querem corrigir costumes, tradições ,leis que já se mostrem ineficazes para cada nova época, substituindo-as por formas que MELHOREM e não piorem as condições de vida, porque está se buscando corrigir s obras DOS HOMENS, não da natureza e muito menos de Deus. Mas os conservadores, incapazes de enxergar a completa autoria humana nas sociedades ao seu redor, e portanto na pobreza, na desigualdade, nas divisões de tarefas entre os sexos, querem eternizar formas sociais que são meramente fruto da divisão do trabalho em cada época e lugar, como se fossem "plano divino". Daí surgem essas justificativas religiosas, espiritualistas, de que os brancos europeus tinham tarefa civilizadora em relação aos africanos ou índios, ou que os americanos tem algum papel, ou que o papel dos animais é servir ao homem, ou que a mulher tem esta ou aquela posição em relação ao homem, blábláblá, e uma lista enorme de tolices para defender o que é apenas interesse mundano de um grupo em dominar o outro sem que este se rebele. Daí claro que tratam as atitudes típica da esquerda, seja esquerda "revolucionária" ou "reformista", como essencialmente " herética". Eu diria que essa é a mentalidade geral de que quem toma como criterio o pensamento religioso/ espiritualista. E disso vem a postura diversionista de alegar que politica e religião/espiritualidade não se misturam, quando na verdade a religião é, digamos, a grande narrativa que busca legitimar as estruturas de dominação de massas no mundo, revestindo todo esse processo com uma aura sobrenatural, por apelar para essa conexão entre as ideias de ordem, obediência, autoridade, conservação das tradições. Há uma parcela gigantesca da população mundial ainda vulnerável a esses argumentos, porque fomos adestrados nelas por varias encarnações. Por isso os conservadores nem precisam entrar em detalhes profilundos sobre isso. Quando os grupos arcaicos de dominadores sentem que precisam voltar ao poder para garantir seus domínios basta acionar os gatilhos psicológicos tradicionais, basta tocarem as trombetas de "pátria", "Deus" , "família", "tradição", e os quadrúpedes vem correndo atender ao chamado. Princioalmente os que ficaram de fora do debate politico, os religiosos e espiritualistas, porque toda a preparação mental deles nessa área faz com que eles fluam numa determinada direção, muito previsível, resultado da forma de pensar que precisam utilizar para olhar o mundo pela ótica da espiritualidade. Apesar de todo nosso avanço tecnologico ainda somos muito pouco racionais, o que nos torna vítimas fáceis desses processos de manipulação de massas.
    4 points
  3. Também vejo meio por aí: 'algo" (Ser ou povo) superior parece ter dado origem à nossa espécie, o que sugere planejamento, ordem, projeto. Na própria descrição religiosa há Ordens de seres que ajudam o "criador" nesse processo. Então vejo conflito algum entre uma narrativa religiosa para expressar isso e uma narrativa biológica (Extraterrestes como "outra espécie" mais evoluída). O que eu de fato "duvido e faço pouco" são essas idéias que atribuem caráter negativo a quem teve essa capacidade, como o caso de atribuir a criação a seres que queriam ambos escravizar. O mal, por definição, é "obtuso", no sentido que ele é, por definição, uma percepção limitada. Basta olhar as diversas derivações disso: ego=individualismo=separação=egoísmo, ganância, desejo de poder.. são sempre ideias e poderes restritivos, e isso termina por restringir as capacidades evolutivas de alguém ou de um povo. A falta de "luz interior" limita a compreensão, por isso os atributos de Deus, na linguagem religiosa são o oposto, ONIpresença, ONIconsciência. Daí que as maiores realizações sempre só conseguem ser feitas por quem está alinhando com essa fonte ONI; Então um Deus maligno, uma raça com poder de criação mas que o fazem para o mal me soa como invencionice de crianças com medo da sombra, que entendem muito mal as subdivisões necessárias nesses desdobramentos da fonte para a concretização material do processo criador das dimensões mais sutis às mais densas. Ou seja, quanto mais afastado da matriz, mais sujeito a erros está o "funcionário divino", e alguns erros se introduzem no processo das dimensões inferiores, por mera distância da Fonte, distância do Ordenamento máximo. Em cima disso, de algumas falhas de processo e necessidades corretivas criam-se outras fábulas religiosas que por usa vez dão margem às teorias conspiratórias.
    3 points
  4. Essas teorias são difíceis de engolir kkkkk, acredito que o corpo que conhecemos evoluiu normalmente como os outros do nosso planeta, um grupo evoluiu se adaptando a pesca e cruzou com outro que praticava a caça e assim foi nascendo descendentes com cérebros mais eficientes, afinal, se para uma raça ficar inteligente precisasse de intervenção de uma já evoluída, como se deu a primeira raça inteligente no universo? Evoluindo normalmente. Parece desprezo pela capacidade do planeta/natureza de criar seres inteligentes. Acho que é justamente esse um dos propósitos de um planeta. Não sei se dar pra saber de fato que nossos ancestrais tenham obtido conhecimento agrícola por outros seres por não conseguirem descobrir isso por conta própria observando a natureza. Acho que o erro desse pensamento na crença que não fomos capazes de evoluir nosso intelecto e habilidades é que esquecemos que nada é da noite pro dia, são milhares de anos que vão se passando, esse é o princípio da natureza, tudo vai mudando. Uma hora aquele ser com um cérebro inteligente aprende que se traçar algumas fibras fará uma corda resistente. O que eu acho mais plausível é na crença que atribuíram ao acaso uma intervenção divina, e no que foi acaso falam que na verdade foi um ser divino que fez aquilo acorrer para trazer aquela sabedoria ao homem. O mesmo se repete no que é ruim, uma doença onde é atribuída a causa à um Deus maligno ou um demônio, os alienígenas parece que estão virando os novos deuses da modernidade kkkk, ou querem atribuir isso a eles. Eu penso que assim como a gente, que não somos terrestres, apenas nossos corpos são, os alienígenas já viveram vidas em planetas primitivos e que esses que viajam no espaço estão mais para pesquisadores, afinal somos imortais e o universo é diversificado e infinito. Com isso fica óbvio que eu deixo a entender que acredito em vida em outros planetas, seria completamente sem sentido um espiritualista que sabe da existência da espiritualidade ter uma visão materialista e cética da nossa existência como espíritos. Eu já vi um documentário mostrando esses ossos encontrados, não vou ditar o que é mas no que eu acho que são, no meu ver, assim como no documentário (acho que foi no Discovery) parece que são deformidades causadas por pressão, usando alguma coisa como um metal pressionando o crânio desde novo para ele ir crescendo naquele formato, já que o crânio na infância ainda é maleável (https://www.saberatualizado.com.br/2015/12/por-que-os-povos-antigos-deformavam.html?m=1) Acredito que possa sim ter algo de verdade, mas é suposição minha: Imagine você um espírito primitivo, sem conhecimentos sem muita vivência, então é trazido para um planeta e seres espirituais lhe informam que você vai começar a ter experiências na matéria para ajudar no seu crescimento, assim como eles também tiveram as suas, a experiência planetária lapida a consciência, e se for visto nessa ângulo, estamos aqui para ficarmos com a consciência semelhante daqueles seres tão inteligentes e sábios que um dia nos prepararão os corpos astrais para uma encarnação no plano físico. É como a teoria dos Lemurianos, que de acordo com a gnosis viviam em corpos sutis(astral) e só depois ficaram aptos a habitar corpos carnais. https://gnosisbrasil.com/artigos/sete-racas-planeta-terra/ Mas essas informações não devem ser levadas ao pé da letra, afinal nossa mente tende a se fascinar por essas coisas, não devemos esquecer que não somos de raça alguma, somos espíritos imortais em aprendizado, que nem formas temos, só tendemos a ficar com a mesma forma do nosso corpo humano no plano astral por puro condicionamento de uma vida física com ele.
    3 points
  5. Olha, se você precisa tomar remedios contra depressão, algo ha no seu funcionamento psicologico que te faz vibrar numa baixa sintonia. Pode ser algo da bioquímica corporal, que vai afetar as emoções e mente, não importa. A questão é que se você precisa anti-depressivos você está funcionando numa vibe baixa. Sendo assim, é previsível que seus sonhos e projeções sejam de um tipo mais pesadelar, porque ao sair do corpo, mesmo sem lucidez, no caso dos "sonhos", você irá frequentar zonas mais densas. A questão do amparo entra como auxiliar nisso, porque claro que não tem essa de perder a habilidade, já que a projeção é algo natural. A questão é que se você, por uma conformação fisiológica, psicologica, ou do corpo astral mesmo, tiver uma caracteristica que te leva para zonas mais densas, nessas zonas é sempre muito mais dificil manter a lucidez. Então a ajuda de um amparador se torna importante. E claro que ele vai te ajudar se percebe que você também tem disposição para ajudar né? Uma mão lava a outra. Caso contrário você se vira como conseguir. Projecões de amparo sempre tem mais estabilidade, duracao, coerência e maior qualidade geral. Não fazê-las reduz a qualidade das projeções, mas não que se possa perder essa que é uma faculdade natural e uma necessidade do encarnado. Quanto a remédios, o que afeta a qualidade do sono deve afeta a lucidez e/ou memória dos eventos extracorporeos. Até o waldo comentou numa tertulia que eu vi ha alguns anos, que ele mesmo, pela idade e consequente necessidade de muitos remédios, ja tinha a lucidez projetiva dele afetada. O que eu sugiro é o seguinte: 1- continue com os remédios 2- tente forçar a alteracao do seu padrao vibratorio/astral na direcao da elevacao, a partir do fisico: ----- vegetarianismo ----- eliminar açucar adicionado aos alimentos, alcool, fumo ------ aprender alguma rotina de manipulacao energética, como Tai Chi ou QiGong ( além de manter a pratica da OLVE) ------- informe-se sobre meditação Vipassana. Essa técnica é focada em "limpeza energética", embora talvez eles vejam a coisa de forma diferente. Há retiros para aprender a técnica na prática: https://www.dhamma.org/pt-BR/schedules/schbr ------ praticar algum esporte regularmente ------ fazer contato com a natureza diariamente ( por exemplo, frequentar a praça da sua cidade e ficar ali um tempo , recebendo sol, observando arvores, pequenos pássaros, algo assim. ------ evitar estímulos psicológicos densos, como estadios de futebol, shows, baladas, Provavelmente você já evita algumas dessas coisas, mas como não te conheço preferi listar o que lembrei. Mas alteracão de padrao geral energetico/ astral pode levar uns 10 anos ou mais. Por isso continue com seus remédios até que te pareça que elea se tornaram desnecessários, e só entao arrisque parar, para ver se agora, apos alguns anos empurrando sua vibe para cima a partir de mudanças no fisico, se isso também conseguiu alterar as zonas para onde você se projeta quando dorme. Ate lá não abandone as tentativas projetivas, é provável que seu corpo se adapte e a insistencia em buscar por isso gere um novo "estado de equilibrio" entre "remedios e projecao" que te permita usufruir um pouco e detectar melhoras, a medida que adota, se quiser, as sugestões que fiz.
    3 points
  6. Bom pessoal, muita gente pergunta isso por chat ou em particular, é uma questão bem velha na verdade, e que sempre foi respondida afirmativamente pelas pessoas que conseguiram comprovar suas projeções . Mas todo dia nasce gente nova, e as pessoas de hoje em dia estão muito idiotizadas, ninguém procura profundamente mais nada, achando que se não tem nada na internet ou na TV, então não existe, tornando-se vítimas dos oportunistas céticos, sempre procurando manipular a mente das pessoas com todo o tipo de “dúvida razoável” e certezas baseadas na ignorância dos fatos, despejando suas teorias vazias de “poderia ser isso"..."poderia ser aquilo”, para todo FATO apresentado. Na verdade o trabalho deles é muito fácil, basta levantar uma possibilidade vaga qualquer, por mais absurda e irracional que seja, e acham que anulam os fatos. Quem não tem experiência em lidar com argumentos vazios se deixa levar por esse pessoal. Diante disso achei melhor concentrar aqui algumas coisas relacionadas a comprovação da projeção astral, e seria legal que os outros membros QUE CONSEGUIRAM COMPROVAR alguma projeção postassem seus relatos aqui, assim, quando essa pergunta for feita de novo e de novo, a gente só manda o link para a pessoa ler. Só um alerta, vamos falar claramente: opiniões de quem não conseguiu comprovar não ajudam em nada, apenas atestam A SUA DIFICULDADE em comprovar .Enquanto nao consegue, leia sobre as comprovacoes de outros aqui. Mas se voce se acha o centro do mundo, de modo que o que VOCE AINDA NAO COMPROVOU E PORQUE NAO EXISTE E OS OUTROS ESTAO MISTIFICANDO.....E MELHOR NEM LER O QUE VEM NOS POSTS SEGUINTES. O ceticismo e otimo quando nos estimula a buscar respostas, mas e' uma MASMORRA quando voce acha que sabe de tudo. Se seu "tudo" for muito pouco, como e o caso dos ceticos, vai concluir rapidamente que se nunca soube de algo, esse algo e' obviamente impossivel, ilogico, e nao existe, e nao vai atras para descobrir. Azar o seu, ficara trancado na sua masmorra enquanto outros saem a explorar possibilidades. Primeiro vou relatar as minhas comprovações, depois eu vou citar de outras pessoas e de livros de projeção. Alguma coisa disso eu já postei em outros lugares do GVA
    3 points
  7. Eu acho que não dá para fazer nada, da mesma forma como ninguém consegue obrigar espiritos atrasados a enxergar seu erro, por isso terminam tendo que ser removidos do convivio com os demais, seja pelos presídios no plano fisico, seja pelos degredos planetarios, no caso dos espiritos. A maior prisão é sempre a própria mente do sujeito, e isso não muda no curso de uma única existência. Vi um vídeo esta semana que descreve bem o que eu penso https://m.facebook.com/watch/?v=778529729912523 E isso não tem nada a ver com meras escolhas politicas. Conheço gente que antes sempre votava na esquerda mas que eu já via na cara que tinham esse perfil aí descrito no video. O que parece reuni-los em torno de sua escolha politica atual é porque o líder tem a coragem de assumir o que é, o que pensa, enquanto seus eleitores passaram a vida toda enrustidos para que seus cascos e chifres não se tornassem visiveis. Agora eles acham que não precisam mais ter vergonha de ser como são. Esquecem que o líder desaparecerá logo ali, mas agora todos saberemos quem eles são, e "tiraremos as crianças da sala" quando eles tocarem a campainha. Acho que assim como aconteceu con fascistas na itália e nazistas da alemanha, só mesmo a reprovação social coletiva pode devolvê-los ao "anonimato". Se as pessoas "passarem a mão por cima" fingindo que nada aconteceu eles continuarão ativos, o que, diferente de outros grupos, que ocupam espaços para poderem defender o respeito ao próprio espaço, esse grupo aí quer ocupar espaços para retirar direitos e espaços de outros. Basta ver o sujeito lá da fundação palmares, ou os que tratam da questão dos índios. Então não dá para ter tolerância com esse grupo não, tem que botá-los no "cantinho do castigo" por alguns anos, para eles entenderem que não são bemvindos. Aí quem sabe conseguem se reeducar minimamente para conseguirem conviver em sociedade. Na época eu ainda falei lá no coxinhódromo do Saulo, o facebook dele, sobre esse perigo. Os seguidores rebatiam dizendo que o atual presidente não era fascista. A questão nunca foi essa, mas sim enxergar quem eram os grupos que o apoiavam, muitos assumidamente neonazistas. Esses grupos estavam já em festa sentindo a vitória se aproximar mas o pessoal achava que era só uma questão de voto, de escolhar A ou B. Com esse baixo nível de consciência não tem como uma democracia funcionar, pois o povo não presta atenção nas movimentações sociais, não olha quem são os grupos de apoio por trás de cada " papa votos". É esse conjunto de forças sociais que se agrupam em torno de cada candidato que mostram o que pode vir dali, o candidato em si não interessa, porque eleição é só uma competicão entre hipnotizadores de massas.
    3 points
  8. Acho que o que você precisa entender é que não faz o menor sentido ocupar a mente com essas coisas. Você está vivendo AQUI, num plano físico, usando o corpo físico que está ligado a um cérebro físico, que capta as experiências pelos órgãos dos sentidos. Você está usando portanto ferramentas de percepção especializadas para compreender este plano. Qualquer compreensão que possa ter sempre ocorrerá ATRAVÉS desses filtros adquiridos na experiência física, o que se reflete na percepção extra física, motivo pelo qual um cego de nascença, ao se projetar, não exnerga como nós, mas usa uma percepção que amplifica, mas imita, a percepção que tem na vigília. Portanto, ficar querendo entender a vida do espírito livre da matéria é querer algo que está além da sua capacidade enquanto encarnado, porque estar encarnado MOLDOU sua percepção nesta vida, também exigiu aprendizado da sua mente quando bebê. Uma experiência de EQM tem características que são diferentes tanto do estado de vigília normal, quanto da projeção, mas ainda assim o molde principal de percepção é o do encarnado. São 3 situações diferentes, em que o papel do cérebro físico terá importância diferente. Mas não só isso, a mente do encarnado, treinada para funcionar no físico desde que nasceu, não vai perceber a realidade do espírito assim, do nada, só porque saiu do corpo, seja em EQM, seja em projeção, seja em desencarne recente. Ainda precisará passar por nova readaptação para perceber o mundo do espírito tal como ele lá. Um encarnado funcionando fora do corpo físico estará sempre observando as coisas da 5D como um ser da 3D, o que sempre provocará distorções. Estão traduzindo EM TERMOS DO MUNDO FÍSICO situações que não são físicas. O mesmo acontece durante a projeção e também acontece com desencarnados recentes, que ainda estão presos à necessidades ilusórias que imitam o físico, como comer ou fazer sexo. https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=74049 E se forem experiências místicas, que acontecem em estados alterados de consciência, há ainda menos chance de traduzir para a mente concreta o que foi experienciado, em geral apenas manchas amorfas e pensamentos vagos comunicando algo por telepatia. Então realmente não faz o menor sentido ficar inquieto por não conseguir entender essas coisas, porque a mente é, por natureza, incapaz de apreender a Verdade. Toda percepção será sempre distorcida pelos canais de percepção característicos do tipo de veículo usado, logo, quem está encarnado não tem como entender o que de fato constitui a vida do desencarnado exceto por traduções e analogias produzidas. E aí, dependendo de quem traduziu, vai te soar mais ou menos crível . Alguns mais ingênuos na situação acima não teriam questionado a situação, concluiriam que há jornais no astral, da mesma maneira como muitos concluem que há no astral objetos tecnológicos avançados que logo aparecerão aqui na terra também, eheheh. É um tipo de materialismo espiritual que toma como objetivas, concretas, percepções da mente que são meramente simbólicas.
    3 points
  9. Olá amigos, tive essa projeção há muitos anos atrás mas até hoje reflito no que aconteceu e como isso pode nos ajudar a entender mais sobre a oração; Eu tinha 17 anos, naquele dia eu estava sozinho em casa esperando minha mãe chegar. Estava deitado na cama mexendo no celular e comecei a sentir sono, deixei o celular de lado, fiz minha oração e cochilei na mesma hora, com a luz acesa ainda. Pensei estar acordado ainda e tentei me mover e não conseguia, assim eu percebi que se tratava de viagem astral, mas nunca forçava a saída do corpo, acabava sempre pairando acima do corpo até dormir ou acordar novamente.. Quando me senti flutuando escutei passos vindo da porta de casa, não tinha dúvidas que minha mãe tinha chegado, achei interessante estar ouvindo sons físicos mesmo estando projetado no astral, mas deixei rolar de curiosidade. Escutei os passos subindo a escada e entrando no meu quarto, e eu achando graça daquilo tudo, porque eu ia contar pra ela, quando eu acordasse, que eu estava projetado quando ela chegou, porque minha mãe não acreditava muito em mim rs Então escuto os passos parando na porta do meu quarto, imaginei que ela viu que eu estava dormindo, e os passos vieram rodando a cama até chegar do meu lado, ai eu estava atento aos detalhes e pensei: Vamos ver se vou sentir a coberta me cobrindo ou algo do tipo... Nisso minha visão abriu, comecei a ver o lado da cama, e vi um homem com uma roupa de couro antiga, chegando do meu lado, só via até os ombros: Uma jaqueta preta bem velha de couro, um cinto marrom, parecia que ele tinha saído do ano de 1800, roupas muito antigas.. Eu engoli seco com um pouco de receio porque esperava ser minha mãe, Ele ficou parado do meu lado uns 8 segundos, parecia que ele estava concentrado tentando me assediar por pensamentos, logo vi ele se mexendo novamente, indo embora por onde ele veio e saindo reclamando e murmurando, como se ele não tivesse êxito na investida que tentava aplicar contra mim; Ele saiu do quarto e eu voltei da projeção em instantes, percebi que foi o mentor que me fez projetar para ver isso, porque o sono que eu estava antes de dormir tinha passado, e a projeção durou cerca de 3 minutos. Na mesma hora agradeci porque ficou claro que a oração me guardou de algo, provavelmente pensamentos ruins que aquele homem iria colocar na minha mente quando eu acordasse. Foi uma projeção curta mas conseguimos tirar bom proveito ao refletir essa situação! Um abraço a todos!
    3 points
  10. Nunca tinha ouvido falar de Viagem Astral.. Tinha 14 anos e certo dia cheguei em casa, estava muito bem e em questão de segundos me senti MUITO cansado, um sono tão forte que eu não tive tempo de chegar no meu quarto, deitei no sofá da sala de barriga para cima e instantaneamente comecei a ouvir uma voz calma de um homem dentro da sala, parecia estar conversando com outro, que eu não escutava.. Eu abri os olhos e percebi que eu estava apenas relaxado e não dormindo, uma sensação muito boa. Comecei a entender que se tratava de algo espiritual, e como a voz me trazia segurança, não tive medo e fechei os olhos. Apesar de não ver o homem, eu ouvia a sua voz e também quando ele falava comigo mentalmente. Então o mesmo homem me disse mentalmente: Viemos aqui, vemos que você cultiva bons pensamentos diariamente e vamos conseguir te proporcionar 3 passeios espirituais, para onde você escolher. Eu fiquei muito feliz ao saber disso, abri os olhos novamente porque tinha receio de ter morrido rsrs Eu não entendia muito bem o que estava acontecendo.. Eu fiquei 1 minuto pensando algum lugar e decidi que queria ver as pirâmides do Egito, eu pensei nas pirâmides e logo senti o "Mentor" me puxando numa alta velocidade, cheguei a fechar os olhos de tão rápido que senti a velocidade que fomos. Quando abri os olhos, eu estava voando por cima de uma das pirâmides e eu me assustei como era tão real, a ponto de ver o brilho do Sol e até as pedrinhas dos tijolos das pirâmides, eu voei ao redor delas como se fosse algo comum para mim, parecia que eu já sabia voar mesmo sendo a primeira vez. Abri os olhos espantado ao perceber como era mais real do que sonho. O Mentor me disse para escolher outro lugar e eu estava atônito com a primeira experiência e não sabia o que escolher.. Então pensei: Eu gosto de praia, queria ver o mar de perto. Então eu fechei os olhos e senti uma pressão na cabeça e 5 segundos depois eu abri os olhos espirituais e me vi de frente para um mar, na beira da praia. Eu fiquei um tempo olhando o mar e curtindo a visão cheia de detalhes da areia.. O mentor ficou um pouco atrás, mesmo eu não o vendo, sabia onde ele estava, e percebia que ele estava feliz. Logo ele me disse para me divertir, para eu voar em volta e ver o lugar, e ir debaixo da água; Logo fiz e fiquei encantado ao ver que não precisava respirar debaixo d'agua, fiquei mais ou menos 2 minutos voando e mergulhando, não sei qual praia era, mas sei que tinha uma montanha bem verde atrás e a areia bem branca. Quando voltei, senti uma incrível paz e relaxamento, eu estava encantado mas não sabia onde pedir para ir, tive também receio de continuar.. Acho que o mentor percebeu e me disse mentalmente: Você não acha que devia aproveitar que está em espirito e pedir para conhecer algum lugar espiritual? Era tão obvio mas não tinha passado pela minha cabeça rsrs Eu sempre fui cristão, então eu pensei: Ok, quero ver o Céu então! Mas na minha cabeça, mesmo eu pedindo eu não ria vê-lo, a esperança que eu tinha era de pelo menos ver o portão do Céu, ou chegar próximo dele e ver o que estaria reservado para nós. Eu já estava sentindo o mentor como um grande amigo, e Nesse momento foi o mais surpreendente.. Eu não entendi nada que estava acontecendo, porque pensei em ver o céu, e quando abri os olhos: Eu me vi em pé num quarto de hospital. Eu estava esperando ver algo totalmente diferente, pensei que ele tinha me levado para o lugar errado.. Ai falei com o mentor por pensamento: Ué eu queria ver o céu.. então por intuição, olhei para as paredes do quarto e vi como era do outro lado, era uma cidade, hoje entendo como uma colônia espiritual, muito parecida com a que aparece no filme "Nosso Lar". Antes eu não sabia que isso existia, então fiquei surpreso de ver uma cidade espiritual, sem montanhas, uma cidade branca com uma praça e um chafariz no centro da praça, e eu fiquei surpreso de terem deixado eu entrar para ver. O quarto era todo branco, a parede era incrivelmente lisa, não tinha defeitos, parecia um material polido, e tinha uma cama grande, quase como se fosse de casal, uma janela com vidro fosco, não tinha maçaneta para abri-la e nem bordas, era apenas o vidro fosco na parede. Do lado da cama tinha uma mesinha com uma flor branca, branca igual neve e ela tinha 5 pontas, parecia a flor que tem na bandeira do Canadá, ela ficava em pé daquela forma, porém branca e 5 pontas. Não era uma flor macia, era uma flor bem firme e possuía uns furinhos na textura dela. Senti que ela trazia uma energia boa para quem tivesse enfermo naquele quarto. De frente para mim tinha uma porta de 2, que abre no meio, típica de hospital. E quando olhei para porta, vi uma mulher dentro do quarto dobrando algumas roupas, eu não tinha notado ela ali até então.. Eu abri os olhos com medo de ter morrido de verdade, mas vi que estava tudo sobre controle.. Fechei os olhos e instantaneamente estava no quarto daquele hospital, parecia muito que eu estava em 2 lugares ao mesmo tempo, em casa no mundo físico e naquele hospital espiritual, porque eu não sentia mais aquela velocidade ao ir de um lugar para o outro, apenas fechava os olhos e já estava lá. Então fui em direção aquela mulher, de cabelo preto com rabo de cavalo, ao olhar pra ela, ela me passou um amor que me remeteu à uma professora de crianças, parecia uma pessoa muito gentil e bondosa. Parecia que ela estava dobrando as roupas me esperando, Foi isso que me fez ir falar com ela, porque eu estava recioso.. Então cheguei e disse: Oi Moça tudo bem? ela respondeu com um sorriso no rosto e eu disse: "Então, eu não sei oq está acontecendo, eu to aqui e sei que aqui é um lugar espiritual mas eu não morri, então porque eu to aqui?" Quando eu disse isso, caiu a ficha na minha cabeça do que estava acontecendo, e eu comecei a ficar muito confuso e senti que eu ia perder a consciência, eu parei de enxergar perfeitamente o quarto como eu estava vendo, e ela percebeu e logo colocou meu braço no ombro dela e foi me levando para a porta, nessa hora eu já não estava enxergando quase nada.. E ela me disse, fica tranquilo que vou te explicar, eu sou sua mentora e.... Nesse momento apagou tudo, como se viesse um sono pra mim ali, perdi a consciência, logo na hora que ela estava prestes a abrir a porta do quarto e eu queria mt ver oq tinha do outro lado mas não pude.. Creio que aconteceu mais coisas, porém eu não consigo lembrar.. Eu abri os olhos e estava na minha sala e ouvi o "mentor" dizer: Ele não vai conseguir voltar. Eu pensei que não fosse comigo, então novamente fechei os olhos, tentei voltar e tive um sentimento que me senti extremamente sozinho, eu vi que a presença dos mentores que fazia eu viajar tinha desconectado de mim.. Ai eu entendi que não tinha como voltar. Na mesma hora orei e agradeci pela experiência, já se passaram 10 anos e até hoje foi a experiência mais marcante que tive, e lembro de cada detalhe como se fosse ontem!! A partir daí comecei a estudar projeção astral, Chico Xavier e o Espiritismo!! Um abraço meus amigos! Espero que tenham gostado!!
    3 points
  11. Sei lá... eu não tava mais querendo escrever nesse fórum por causa de ansiedade social, e porque eu escrevia meus posts antigos por ego(reclamar da vida, e me vangloriar de maneira sutil), mas eu acredito que eu devo falar agora... É o seguinte, o segredo é fazer como o Samael Aun Weor dizia: colocar nós mesmos no banco de culpados. Eu tive que crescer de forma brutal também. Bullying na escola, brigas incessantes em casa. Mãe brigando com pai, meu pai me surrando, pai indo pra cadeia, mãe brigando com padrasto, eu brigando com padrasto, meu irmão brigando com minha mãe, etc. Ditadura, caos e dor dentro de casa. Eu era um "bom garoto", mas mesmo assim não recebi auxílio nenhum e fui bastante desprezado. Eu ficava revoltado vendo os crápulas da vida recebendo todo tipo de benefício... Onde estava a justiça? Depois que meu pai teve um derrame cerebral, comecei a me revoltar mais ainda. Eu já tava planejando virar criminoso, incendiário. Eu queria incendiar os locais do meu antigo trabalho que eu trabalhei lá em 2016-2017, queria incendiar minha antiga escola, quis ir pra brasília matar o Bolsonaro e virar mártir, etc. Tudo pra me vingar, ser justiceiro, "trazer a ordem para um mundo sem lei". Depois, já mais esperto, eu percebi que a justiça está sendo feita neste mundo no exato momento. Pra gente que só tem noção de uma vida, parece bastante cruel mesmo "uma criança morrendo de fome embaixo do Sol na África". É algo tão injusto que revira o estômago. Mas digamos que, você fosse capaz de acompanhar o processo reencarnatório de um canalha qualquer, alguém que oprimiu uma população, roubou, matou e se enriqueceu com o mal. Ai você assiste esse cara desencarnar lá no séc 20 com 76 anos de idade de forma pacífica. Mas com o auxílio de um mentor você observa este ser na sua próxima vida: dessa vez ele morre com 12 anos de idade por fome e desinteria sobre o chão rachado embaixo do Sol escaldante. Tu acharia isso injusto? Tecnicamente é algo "justo", foi a lei da causa e efeito se cumprindo. Mas a emocionalidade cega do ser humano diz que é outra coisa. Agora, isso não quer dizer que não se deve ajudar quem necessita, e que gente rica é melhor que gente pobre, e vice versa. O cara nascendo no bairro de classe média-alta no Brasil hoje pode ter sido um humilde fazendeiro de arroz na China que morreu sob o regime de Mao aos 30 anos de idade. E antes disso foi um nobre da realeza, etc etc. Você mesmo muito provavelmente foi alguém extremamente rico e poderoso em passadas vidas, mas agora pra você isso é uma situação bastante inimaginável. É tipo chegar num monge celibatário da igreja com 40 anos de idade e dizer pra ele "você foi Elvis Presley". Ele vai dizer "quem eu? Impossível". Mas coisas assim acontecem... Tenho 24 anos de idade agora, nunca beijei, ou namorei com uma garota. Eu também nunca fui em prostituta, pois eu achava algo de extremo mal-gosto e extremamente nojento. Mesmo assim, eu nasci na casa de uma mãe promíscua, que em certos momentos fez rodízio de homens dentro de casa e arruinou toda a harmonia do lar. Claro que o que ela fez foi algo muito ignorante, mas por que eu tive de nascer com ela? Qual sintonia eu tinha com ela? Eu me achava tão "puro", mas teve uma época da minha vida que eu era viciado naquele bagulho horrendo... "porno hardcore". Esse hábito meu deve ter em grande parte contribuído com as ações da minha mãe. Mas por muito tempo eu só enxerguei meu lado, eu só enxergava minha "inocência" e esquecia de me colocar na situação de réu também. Claro que, tecnicamente falando, o que ela fez foi pior, se for pra avaliar somente o grau de morbosidade do ato luxurioso... mas esse é apenas um fator. Tinha vários outros, dessa e de outras vidas, dessa e de outras dimensões, influenciando tudo isso. O que eu ganhei compreendendo tudo isso? Liberdade! Agora eu não preciso mais ficar sofrendo e me remoendo das coisas. E depois disso eu me senti ainda mais livre depois de perceber que os eventos dolorosos dessa vida eram insignificantes. Eu percebi os eventos como breve cenas em meio uma infinidade de vidas. Mas pra chegar nesse ponto foi necessário bastante prática. As pessoas da atualidade, em geral, já estão cascudas demais com o ego para perceberem(de forma experiencial, não como conceito) essas verdades mais simples. Minha recomendação é: queime todos livros espirituais, faça uma grande fogueira com eles(metaforicamente ou literalmente), pare de seguir homens, siga o seu Ser. Pratique espiritualidade ao invés de apenas ler teorias. Se encontrar algum fanático corra a qualquer custo. Faça sábio uso da sua energia sexual, evite a masturbação e ao invés disso transmute. Use essa energia para destruir os condicionamentos. O sexo não está ai para satisfazer a luxúria. Infelizmente o humano já está pior que o bicho. Todo mundo transa de forma desenfreada com qualquer um atualmente. Nem o bicho é tão escravo da luxúria quanto o ser humano por exemplo. O leão, o cavalo, o boi, o elefante, copulam algumas vezes por ano no máximo e estão de boa com isso. Mas o ser humano abusou dessa energia. O sexo é ruim? Não. Mas o ego do ser humano tornou tudo muito ruim. O dinheiro não foi feito pra ostentar, pra ter inúmeras posses enquanto você assiste os outros morrerem de fome na rua. Mas o ego do ser humano adulterou algo que era pra ser útil em algo maléfico, uma ferramenta pra criar desigualdade e dor na Terra. Ai não da pra culpar Deus por criar as coisas, se o ser humano usa tudo pro mal. Casa, comida, roupas, são o essencial. Essas eram coisas que deveríamos receber de graça, ou com pouco estresse, mas como vivemos numa sociedade em estado de decadência e gerenciada por psicopatas, até mesmo essas coisas são difíceis de conseguir hoje em dia. Mas vale a pena lutar pra conseguir essas coisas e viver de forma digna, sem se deixar dominar por delírios do consumismo. Pra que ir atrás de riquezas? Vai usar dinheiro para auxiliar a sociedade e melhorar o sistema? Se você ganhar 1 milhão por mês tu vai usar 99% do seu salário para causas boas e ficar só com 1% pra você? Nesse caso vale a pena ir atrás, e boa sorte na sua missão. Agora, se você ficasse com tudo, e usasse essa grana ai pra se vangloriar, demonstrar poder, dominar pessoas, então você está perdendo seu tempo, porque ninguém lá no "céu" liga se você foi ultra milionário aqui embaixo, eles não ligam mesmo. Mas suas habilidades de magia negra seriam bem vindas lá no abismo... Por que ir atrás de sexo? Quer usar ele pra criar algo, para se regenerar, para largar a luxúria em troca de algo melhor, etc? Então boa sorte na sua nobre missão. Mas sexo só pela carnalidade não vale a pena, porque depois de um tempo você fica prisioneiro, e não consegue imaginar o mundo além de um mero orgasmo animal num momento de fantasia. Eu não to falando isso por moralismo. Antes eu era moralista, mas agora acho moralismo coisa de boboca, coisa de fracote. Só quero alertar que o que as pessoas hoje em dia chamam de "liberdade" na verdade é "prisão".
    3 points
  12. 1- Mostra para nós qual relato que você leu que diz que a pessoa vai para um lugar bom mesmo se suicidando. As diferenças acontecem porque não é uma lei criada pelos homens, é uma explicação do que acontece com a maioria, mas cada caso é um caso. Nem todo mundo que se exercita sua. Nem todos que comem muito engordam, nem todos que usam drogas se viciam. Mas o conhecimento se constrói sobre regras gerais, não sobre exceções, então o bom senso mandar levar a sério as regras gerais. 2- Veja, um suicida só se suicida porque é incapaz de sair do seu estado mental de só pensar e vibrar coisas negativas. Se ele não consegue sair disso em vida, é óbvio que não será capaz de fazê-lo após a morte, quer ela tenha sido por suicídio ou não, tanto faz. Se essa pessoa fosse capaz disso, ela o faria em vida e o interesse dela por suicídio desapareceria. A pessoa que está pensando em suicídio já vive aprisionada nesse estado mental, não tem essa liberdade para achar que " e se...???? ". É o mesmo que a gente pensar "E se fôssemos capazes de não envelhecer?" 3- É o mesmo caso da pergunta anterior: talvez um "não suicida" fosse capaz de suportar bem o sofrimento pelo qual um suicida passaria, mas para o suicida é óbvio que esse sofrimento é grande demais. E porque eu posso dizer isso? Simples: para o suicida a vida de encarnado, algo tão trivial, já é sentida como se fosse um sofrimento insuportavel, tanto que ele quer cair fora. Se a vida comum, que para a maioria absoluta é fonte de tantos prazeres a ponto da maioria temer a morte, é vista pelo suicida como algo tão desagrádavel a ponto de ele tentar fugir dela, imagina então o que ele vai achar do estado no qual se encontrará após o desencarne. Para o suicida certamente o pós mortem será sentido como algo terrível, afinal o cara só é suicida exatamente porque ele faz tempestade em copo d'água, porque ele sente desconforto demasiado com coisas que para os outros não representam um problema tão grande. 4- Mesmo caso das anteriores. Uma pessoa que chegou ao ponto de se matar e porque estava aprisionada pelo seu estado mental perturbado, logo, ela não terá a capacidade de tentar fazer isto ou aquilo para sair disso no pós-mortem já que foi incapaz de air disso em vida, quando era bem mais fácil. Seria como supor que um louco pode tentar sair da sua loucura. Se ele é louco é exatamente porque perdeu o controle da sua parte mental, logo não tem mais capacidade de tentar dominar isso. Se tivesse, teria dominado a loucura no inicio, antes que ela se agravasse. Da mesma forma o suicida, se ele tivesse a capacidade de usar o poder mental pra sair desse estado ele omm teria usado antes, ainda em vida, para não cair nesse estaso e assim teria evitado chegar ao ponto do suicidio percebe? Mas aí a pessoa pode ler isso que eu digo e achar que não, que ela tem motivos para isso, que o problema é a vida dela, não ela. Pois é, acreditar que realmente tem motivos para isso é parte da " doença", é parte da falta de poder mental para sair desse estado enquanto ainda está encarnado. Os problemas da vida residem na atitude errada em relacao a ela, e a oportunidade de resolver isso é enquanto se está encarnado, tentando identificar os pensamentos tóxicos que atribuem valor negativo a tudo e assim fazem tudo parecer pior do que é. O suicida precisa aprender a combater esses pensamentos, ou a cada dia esses pensamentos toxicos irão dominar um maior percentual do seu dia de encarnado. Como resultado, ao se suicidar o que eles conseguem é acabar com todas as distracões para poderem ficar 100% concentrados na sua auto-tortura mental. O problema não está na vida, está dentro da mente do suicida, do depressivo, do ansioso, etc. Uma festa animada para a maioria vai ser percebida como algo tedioso pelo deprimido. Sair da festa não mudará a sensação de desconforto, o deprimido levará dentro de si aquela negatividade para a rua, para casa, vai dormir para esquecer... mas vai acordar com ela, etc. É o mesmo caso com o suicida, acha que o motivo da sua infelicidade está na vida, então sai da vida... Mas levará junto a infelicidade, só que agora muito mais intensa, pelo simples motivo que toda emocão forte é sentida MUITO MAIS FORTE quando estamos em astral, seja alegria ou tristeza, tanto faz. Então uma pessoa que não consegue mudar essa atitude mental errada em vida, a ponto de se suicidar, vai conseguir mudar o que com o " poder mental", se no astral essa tarefa será ainda mais difícil? Não tem como, o aprendizado dessa habilidade mental é feito aqui, no dia a dia da vida encarnada.
    3 points
  13. Essa pergunta é muito comum nos novatos. Tão comum que fica cansativo ficar sempre explicando a mesma coisa de novo e de novo. Então reuni aqui alguns dos sintomas que consegui lembrar, que acontecem quando a pessoa está na fase de transição para o sono. A respostas para todos esses casos é a mesma: .............................. Nada, apenas você está consciente quando o momento de sair do corpo está se aproximando, e isso se manifesta por uma enorme variedade de sintomas energéticos que muitas vezes geram ALUCINAÇÕES. Lista de “coisas estranhas”: 1- sentir-se afundar na cama 2- sentir calafrios, formigamentos leves ou intensos, parecendo choque elétrico 3- parecer que está tendo um terremoto, com a cama tremendo 4- parecer que parte do corpo ou todo o corpo incham de repente 5- sentir-se paralisado 6- sentir-se girando em alta velocidade 7- ouvir ruídos estranhos, dentro da cabeça, como mortorzinho, grilo, um “piiiiiiii” constante, estampidos como de tiros, trovões, gongos, sirenes, ou barulho de algo que arrebenta, como um estalo alto 8- ouvir ruídos estranhos pela casa, como portas batendo, objetos caindo 9- sentir braços e/ ou pernas flutuarem 10- sentir peso no peito 11- sentir presenças no quarto 12- sentir animais ou crianças caminhando sobre a cama 13- ouvir TV ou rádio ligado em outro ponto da casa 14- ouvir a casa cheia de gente 15- ouvir baterem na porta do quarto 16- ouvir gritarem seu nome 17- sentir uma “força” te puxando para fora da cama (irei acrescentado mais, a medida que lembrar) A regra para todos esses casos é: PRESTE ATENÇÃO nesses sinais, para que fiquem mais fortes: Quando algum desses sinais surgirem ou qualquer outra coisa "impossível" ( como sua bisavó falecida sentar na sua cama para te dar boa noite, ou você achar que desenvolveu psicocinese que só se manifestada quando está deitado) apenas preste mais atenção nisso. Se parece estar ouvindo um ruído, tente ouvir melhor inda. Se parece que ouviu passos na casa, preste atenção e tente ouvir mais. Se tem uma força te puxando para um lado, vá com ela. Se sente arrepios pelo corpo, queira que eles fique mais fortes. Se essas coisas surgem quando você pensa em algo, como lembrar de um sonho, ou lembrar da casa da namorada, então pense com mais e mais concentração, e esses sinais ficarão mais fortes ainda. Quando ficarem tão nítidos que pareçam 100 sólidos e reais, basta levantar da cama devagarinho, como quem vai no banheiro. Não é para IMAGINAR que levanta, é para levantar mesmo! Mas bem devagar como quem não quer acordar um tigre que está deitado na cama com você. Mas se não ficarem tão fortes, aplique alguma TÉCNICA DE SEPARAÇÃO E caso esteja vendo um monstrengo no quarto, não pense "ah não, mas eu não vou me separar do corpo se tem o demo ali me olhando" bem no meio do quarto. Levante em astral da cama e vá olhar ele de perto, com aquela atitude de "quero ver se tu é macho mesmo!" . Em 99% dos casos isso não passa e alucinação e desaparece tão logo você tenha retirado o tronco do corpo astral de dentro do tronco do corpo físico. Mas se não desaparecer, sempre poderá pular de volta para o corpo mesmo, kkkkk.
    3 points
  14. Como o bloqueio é algo fixado, a melhor técnica é agitar energeticamente o ponto de fixacao do bloqueio ( fazer um OLVE localizads só naquele ponto mesmo, como ei relatei no meu caso) Mas teria que achar o ponto. Para achar o ponto voce teria que conseguir pelo menos começar a induzir um EV, porque ao passar a banda de atencao pelo corpo voce notaria uns pontos cegos em algumas zonas, e entao poderia fazer a OLVE mais forte nessas zonas especificas e ver o que sente.
    2 points
  15. Realmente não sei. Acho que se não foi medo, então acho tem que "bater o p... na mesa" para si mesmo e relembrar a si mesmo que: -você sabe fazer, -nada justifica isso, - e vai fazer de novo nem que seja na marra!!!" Eu acho sinceramente que o campo da projecao é muito contaminado por limitacoes. As pessos simplesmente aceitam que um monte de coisas pode travá-las, quando ma verdade não podem. Só no caso de uma violação ética séria que a pessoa poderia sofree um travamento. Mas a julgar pelo que ensinam em livros de magos negros sobre projecao, acho que não travam nem os individuoa mais bizarramene mal intencionados. Logo, resta não aceitar limitacões de nenhum tipo. Aqui o que o Waldo fala sobre os recessos:
    2 points
  16. :)) Boa sorte!! Só um adendo: Me referi a usar ondas mais altas quando você for fazer exercício físico, andar de carro etc. E a Margarete Aquila faz vídeos em conjunto com a Mônica de Medeiros, uma médium bem famosa, então a maioria do material dela está espalhado pelos vídeos no canal da Mônica, mas é bem legal os conteúdos que ela passa, me ajudou muito a "endireitar"
    2 points
  17. É bem lógico e natural pensar assim, ainda mais quando você teve provas sobre a existência da vida extraterrestre. No meu caso minha mãe já viu uma nave de dia, que ela descreveu como sendo um cilindro que soltava fumaça na parte de baixo, apareceu na velocidade da luz e sumiu na velocidade da luz. Não teria porque ela mentir pra mim, sendo que ela nem estudou sobre esse assunto, e depois eu fui atrás de estudar sobre ufologia casuística e é bem comum avistamentos de naves em formato de "charuto" cilíndrico hehehe... Quando você tem uma prova dessa, não tem como um cético materialista te abalar, com alguma teoria tosca de balão, ou drones (aliás os céticos extrapolaram tanto a teoria de todos os avistamentos gravados pelo governo serem drones, que o tal "drone" que já podemos construir quebra as leis da física que conhecemos, voa pelo mar, pelo ar, com a mesma intensidade, sem meios de propulsão... Vale tudo pra se segurar numa teoria né, típico de "céticos" que só querem provar suas crenças). Então, já está ficando bem estranho pros céticos de hoje em dia sustentar qualquer teoria, até porque o próprio governo americano está em processo de descobertamento do fenômeno UFO, então partindo do pressuposto de que existe mesmo extraterrestres e eles nos visitam desde épocas antigas da nossa civilização, e talvez até antes dela, podemos concluir que fomos influenciados de algum jeito ou de outro por eles, sendo por engenharia genética (visto nos relatos de abdução contemporâneos) ou interferência mais direta, aparecendo fisicamente nas tribos e manipulando eles, provavelmente daí nasceram tantos rituais que envolvem sacrifício nessas civilizações mais antigas. Mas também tem a influência dos espíritos, tanto das trevas quando da luz no processo de formação dessas religiões, então deve ser uma mistureba de fenômenos, se vissem algum alien, nem teriam ideia de que seria um ser de outro planeta, seriam considerados deuses mesmo, assim como qualquer outro espírito que aparecesse, provavelmente.
    2 points
  18. Se eu entendi bem, nesse evento o médium da equipe estava incorporando a personalidade da bisavó-de-alguém-atras-das-câmeras. E essa bisavó está atualmente encarnada.
    2 points
  19. Bom dia colegas, hoje tive uma quase saída clássica. Vou contar primeiro os antecedentes da experiência. Fui dar uma volta de bike durante a noite por umas duas horas... Nesse período fiquei escutando músicas (hemi-sync) da playlist do Instituto Monroe que estão no Spotify. Cheguei em casa e tomei whey, assisti um vídeo de Tai Chi, tomei banho e fui para cama. Só fiz um pouco de exteriorização de energia e só... nem tentei fazer nenhuma movimentação. Despertei no meio da noite de barriga para baixo e percebi que não estava acordado de verdade, mas em catalepsia projetiva... Conseguia ver uma espécie de energia me cobrindo e um zumbido constante em meu ouvido. Sabendo que o corpo astral estava prestes a descolar, fiz força para cima, tentando sair da cama. Acho que foi um erro. Talvez se eu tivesse tentado rolar teria tido mais êxito. Cheguei a abrir os meus olhos, mas não eram os físicos. Estava bem difícil desgrudar do corpo e acabei acordando de verdade. Durante a experiência eu estava extremamente lúcido. Vou tentar ouvir outras vezes o hemi-sync para ver se realmente teve alguma relação com a experiência que tive. Estou postando abaixo as músicas hemi-sync na ordem que escutei do spotify. Bom dia a todos.
    2 points
  20. Vou ser sincero pois penso que a minha dúvida pode ser a dúvida de outro, e assim todo mundo se ajuda. Eu estava lembrando hoje de manhã de mais um detalhe que eu tinha deixado para trás. Quando percebi que estava em catalepsia projetiva lembrei no mesmo momento instante que eu tinha ido dormir apenas com uma camisa e uma cueca (desculpem a sinceridade..hahahaha). Na hora isso me deixou constrangido e pensei rapidamente: "Como vou sair do corpo assim?" Mas decidi tentar sair assim mesmo... Desconfio que eu mesmo tenha me travado na cama quando fiquei com essa preocupação, tanto que a primeira coisa que fiz ao despertar foi pular da cama e colocar um calção.
    2 points
  21. O problema é que seria um "desperdicio de recursos" não aproveitar esse diferencial. Claro que em tese muita gente que já foi rei depois reeencarna como pessoa comum. Agora, "veja bem"... algumas pessoas de destacam por seus proprios méritos. Para ser faraó, rei o que o sujeito precisava ter de especial? Nada. Era apenas filho de reis. Então era uma pessoa sem nenhum valor interior memhuma grande capacidade em coisa alguma, e se colocado numa nova condição na proxima vida, ficaria nela por ser incapaz de transcendê-la. Mas alguns reis se destacaram entre outros, por capacidades pessoais. E algumas pessoas de outras classes, sejam navegadores, comerciantes, e até criminosos. Para o Bem ou para o Mal essas pessoas revelaram talentos/ capacidades que são únicos. Então quando escolhem fazer uso delas para o Bem ou para o Mal não faltam grupos do Bem ou do Mal interessados em posicioná-los onde sua ação possa gerar mais frutos, ter mais alcance. Isso acaba colocando os mesmos, para o Bem ou para o Mal, de novo em posições de destaque, a menos, claro, quando são tirados de circulacao pelas forças do Bem, que afinal de contas é quem administra esta bagaça né? Ai essas forças do Mal ficam esoerando o cara voltar do "exilio" para que ele os lidere novamemte. Então se o cara evoluiu durante esse tempo ele pode ser tentado novamente pelos antigos colegas no Mal. Em parte é o que você vê acontecer com certos médiuns famosos que acabam caindo em desgraça. Os caras nascem equipados para fazer um certo trabalho exatamente porque a "ficha corrida" é grande. Tem todo uma equipe de suporte do invisível, e de repente a fama os derruba pelo orgulho, pelo desejo de poder, pelo sexo. Porque esses traços são os que caracterizam a turma do lado negativo né? São os prêmios pelos quais eles sempre trabalhavam antes. Então agora no novo trabalho eles se revelam ainda vulneráveis às velhas fraquezas. Mas seja no Bem ou seja no Mal, se você se destaca é porque tem méritos pessoais ( disciplina? dedicacão? corpo mental robusto? dominio energetico?) que seria um desperdicio evolutivo não utilizar. Acho que por isso esses caras acabam sempre reaparecendo em posições sociais em que possam afetar o mundo No livro do Roger Paranhos sobre Moises ele conta que o Moises era um mago negro da atlantida, que depois mudou de lado e reencarnou para ser o primeiro faraó do egito ( o livro sobre esse período não foi escrito) e alguns séculos depois como Moisés, de cujas habilidades mágicas ficamos sabendo nos relatos bíblicos. Curiosamente o W.W da Matta e Silva autor umbandista que morreu nos anos 80 ainda também falava isso numa de suas obras, que Moisés tinha sido na verdade um mago negro, mas não dá mais detalhes. E as vezes o cara nasce sim numa vida bem comum, correndo até risco de não sobreviver às dificuldades da infância, como foi o caso do Lula, mas consegue passar por cima de tudo. Algo há ali.... porque a maioria de nós tem a vida bem mais fácil e não costuma dar saltos tão grandes.
    2 points
  22. Projecão sempre teve fama de ser dificil porque de fato se for tentar direto, demora mais de 1h para atingir o estado adequado e quando atinge, o risco de apagar é sempre muito alto. Eu ja consegui uma meia duzia de vezes apenas sair direto assim. Mas é sempre bem mais chatinho de conseguir.
    2 points
  23. Uma boa opção é fazer uma boa faxina no ambiente, ajuda muito também. Frequentemente, um aposento é mais eficientemente banido por uma boa limpeza e aspiração do pó do que pelo próprio ritual de banimento.
    2 points
  24. Tem que ver se essas tendências já não estavam presentes em você. Por exemplo, pessoas com tendência a depressão costumam passar mais tempo dormindo do que as pessoas que não tem esse problema. E aí também já cria um condicionamento, tipo, se o cara vai deitar, há uma emoção depressiva já interligada. Se agora vai deitar só para e projetar ou meditar, o condicionamento pode não ver diferença. Mas se você não é do tipo que tem pensamentos depressivos nem fica dormindo de dia para escapar da auto tortura mental de quem passa por isso, entao talvez seja assédio mesmo. Pode ser alguma antiga inimizade que queira te desestimular de continuar com essas práticas. Fazer você associar emoções negativas com essas práticas seria um jeito muito eficiente de desestimular. É exatamente por isso que existem tecnicas chamadas de "banimento". A pessoa primeiro aplica uma tecnica de expulsar do ambiente tudo que não tem autorização para estar ali. A seguir constroi uma barreira de protecso, para que as visitas indesejadas não retornem, e ele possa fazer as práticas em paz. O pessoal do IIPC usaria para expulsar a exteriorizacao de energias ( irradiar as suas bioenergias COM INTENCAO de expulsar da sala qualquer entidade ou energia negativa). Em ordens esotericas se usa algum mantram e então círculo magico: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/20443-obsessão-e-perturbações-espirituais/&do=findComment&comment=95954
    2 points
  25. Alguns reflexos condicionados vão aparecendo con a prática. Quando eu estava praticando todas as noites logo ao deitar, e tenho um horario bem regular para deitar, um vez me atrasei em 1hora porque estava aqui respondendo uma postagem, e qua do deitei senti as pernas do meu corpo astral se jogarem para.fora do corpo físico e ficarem se debatendo tenta do sair à força, ehehe. Eu mal tinha jogado meu corpo na cama, e ja percebia essa metade inferior tentando descolar. Mas como não tinha relaxado ainda, nao tinha como. No Reiki também, depois de um tempo você as vezes você só pensa em enviar Reiki para alguém e os antebraços e mãos já vibram com a energia. Mas nao é sempre que a gente vai perceber isso. No meu caso, como não "treino para sentir", percebi poucas vezes essas coisas. Creio que com o tempo você aprenderá a ignorar essas sensações.
    2 points
  26. 2 points
  27. Não creio. Todas essas técnicas são "formas didáticas" de explicar como fazer. Na real na real, você move suas energias pela vontade. Ponto. Usar a bola de luz ou o scanner são formas de focar sua vontade em uma tarefa compreensível. Dizer que movemos as energia pela vontade não ajuda ninguém no início, então criam-se essas descrições didáticas porque se você segui-las, seja a da bola de luz, seja a do escaneamento, uma hora você pega o jeito e vai sentir as energias começando a se mover. Uma vez que você esteja já sentindo nitidamente, ( a sensação é de arrepios elétricos que se movem se acordo com sua atenção, ou como se fosse o vento frio de um secador de cabelo que se delosca pelo seu corpo) você deve tentar movê-las o mais rápido que puder sem perder o controle das energias, porque aí terá que começar devagar de novo e ir acelerando. Mas a questão é que uma vez que você já esteja sentindo, você notará que pode acelerá-las movendo as energias como quem move um braço, um ao de vontade, e não precisa mais do escaneamento nem da imaginação da bola de luz, porque quando você sente as energias, elas se tornam algo muito concreto, e aí você entende melhor o significado de "mover pela vontade". Aproveite para praticar isso quando estiver sentindo, nem que deixe para lá a projeção nesse dia e fique apenas movendo as energias, para entender como elas respondem a sua vontade. E aí, outro dia, quando estiver tentando movê-las, mesmo que no início não sinta nada, SABERÁ o que é "mover pela vontade", e aí pode abandonar esse modelos explicativos, da bola de luz, do scanner, e usar só a vontade, porque aí já saberá o que isso significa na prática
    2 points
  28. Sei que aqui não é lugar para relatar sonhos mas para muitas pessoas sonhos e projeção são a mesma coisa diferenciado apenas no grau de lucidez, pois bem, tive um sonho aonde me vi deitado em uma cama e em um quarto diferente do plano físico, eu estava com muito sono, comecei a levitar e fui subindo em direção ao teto o qual atravessei e pude olhar o céu da manhã, era aproximadamente umas 07h da manhã no sonho, fui subindo em direção ao céu azul de forma bem rápida, olhei para os lados e vi a cama subindo junto comigo, me concentrei na visão remota numa direção única para cima, me acalmei e controlei a ansiedade no intuido de não atrapalhar a projeção, resolvi parar de subir e fui na direção horizontal sentido leste, comecei a ir em direção a uma outra cidade que não existe no plano físico, fui muito rápido ao ponto que comecei a atravessar prédios, passei por entre apartamentos e vi um gato sobre uma cômoda, diminui a velocidade, pensei em regressar e regressei rapidamente, voltei para a cidade de origem, comecei a caminhar, (a cama já não estava lá comigo), fui descendo uma avenida a qual eu já conhecia ( lembra uma mistura de várias avenidas do plano físico) vi ônibus diferentes, correndo muito, me lembro das rodas dos ônibus, eram grandes e duplas, os ônibus eram articulados e corriam muito de forma bem irresponsável, subiam sobre as calçadas e fazim rachas, uma menina estava paralizada sobre a calçada com medo dos ônibus, percebi que quem dirigia aqueles ônibus eram "meninos" uns muleques custosos, vi varios deles em uma praça, continuei minha jornada e fui descendo aquela avenida com plena convicção de que estava realizando projeção astral, fui observando as pessoas e o comércio local, barracharias, padarias, supermercados, bicicletarias etc, entrei em um deles, observei todos os detalhes e pensei comigo, que iria voltar depois no físico naquele local e comprovaria a projeção, tive a incrível e inteligente ideia de pegar um chiclete mascado que estava no chão e pedir para um rapaz que trabalhava naquele local, colocar o chicle numa tomada de energia e ainda pedi caneta e papel para escrever que eu estava ali, nesta hora após o rapaz me conceder uma caneta, tentei escrever num pedaço de papel mas a escrita desaparecia, eu escrevia e a escrita sumia logo em seguida, algumas pessoas observavam, fiquei intrigado e pedi para o rapaz escrever pra mim, que eu estiva lá fazendo projeção astral, resolvi sair e continuar descendo a avenida, pensei comigo que já fazia muito tempo que estava fora do corpo, que será que eu havia falecido? resolvi voltar para o lugar aonde estava meu corpo, chegando perto do prédio comecei a sentir muita fraqueza, muita moleza fui arrastando e ao chegar no predio, comecei a ser puxado e levitei em direção a ele, cheguei no local e indaguei um amigo meu que não conheço no plano físico, perguntei sobre meu corpo, eu estava preocupado, ele me disse que meu corpo estava bem, estava dormindo do mesmo jeito que eu havia deixado ele, foi então que ele abriu a porta daquele quarto e me mostrou meu corpo, quando eu o vi, acordei no físico na minha cama e quarto do plano físico, o prédio e quarto do plano físico são diferentes do quarto e prédio do lugar aonde meu corpo dormia no sonho.
    2 points
  29. Ainda faltou explicar um ponto, porque ontem já estava tarde (para meu horário de ir deitar) e a coisa poderia se estender. Eu falei ali na última postagem que não tive esse problema, logo, só posso sugerir uma possível solução, sem ter certeza se ela será efetiva, mas não expliquei o porque de sugerir essa solução. A questão é que com a popularização desse tipo de conhecimento as pessoas adotam uma visão errada sobre o passado. Muitos pensam que antigamente, como esse conhecimento era dado só aos iniciados, era “elitista”, e que agora vivemos tempos melhores, tempos em que o conhecimento “se democratizou”. Mas há um erro nessa abordagem, porque ela pressupõe que as pessoas são todas iguais, logo, não haveria motivos para ensinar essas coisas somente para uns escolhidos. Essa visão é falsa em muitos aspectos, mas o mais óbvio é que todo ensino, exceto o introdutório, tem pré-requisitos. Toda nossa estrutura escolar é montada assim, só quem cumpriu o aprendizado de uma etapa está condições de partir para a etapa seguinte, ou não vai ter os resultados desejados, quem perde é o aluno. Portanto, ensinar certas coisas só para quem cumpriu os pré-requistos não é elitismo, é uma necessidade didática. E todos nós sabemos que isso é verdade porque todos que estão lendo isto foram, no mínimo, alfabetizados, logo, passaram por um ensino em etapas. No entanto, quando se fala que antigamente as pessoas tinham que passar por iniciações para ter acesso a certos conhecimentos, enxergam nisso um sentido negativo, dentro daquela mentalidade conspiratória, meio jeca, que desconfia da “gente da cidade”, e atribuem essas exigências antigas a algum “controle de poder”. Claro que naquilo que gerar resultados práticos no plano físico o controle de poder existirá, como existem as exigências para porte de arma. E eu suponho que parte da dificuldade com comprovação reside nisso, porque se for ensinado um método eficiente para obter informações do físico, de modo a poder fornecer comprovações para a ciência, por exemplo, esse mesmo método poderá ser usado para roubar senhas, espionagem militar, etc. Mas mesmo quando se trata de coisas sem implicação no plano físico, algumas exigências ainda são necessárias. Se você entrar numa escola esotérica, ou se comprar qualquer livro que ensine a pessoa a trilhar um caminho sozinho, independnete, verá que as primeiras lições envolvem: - treino de relaxamento - treino de concentração - treino de visualização/memória Para só depois começarem a ensinar algo. Então sempre é assim: -Passo 1: relaxamento do corpo - Passo 2: aquietar a mente - Passo 3: mobilizar energias - Técnica do dia É como dizer que para se exercitar comece com um leve aquecimento geral, depois um leve alongamento, depois um aquecimento específico e, só então, está pronto para começar o treino de hoje. O de amanhã pode ser diferente, mas essas etapas iniciais são as mesmas. Então quando alguém numa escola esotérica vai aprender projeção astral, ou alguma dessas outras técnicas glamourizadas, já terá no mínimo uns 3-6 meses de treino só nessas etapas básicas. Mas com a democratização do ensino dessas coisas o pessoal vai direto para a projeção, sem o preparo anterior. Ou seja, vai aprender todas essas etapas dentro da técnica dee projeção astral, e isso gera muitas falhas, porque a pessoa não tem meses de treino anterior em relaxamento ,em concentração, ou no uqe mais cada um julgue necessário adicionar antes disso. Veja a técnica do Saulo por exemplo: ela começa com relaxamento, depois já vai para as várias etapas do trabalho energético e só entãpo quando TERMINA, é que vem a técnica projetiva, a gangorra. Aí a pessoa pega o áudio pratica hoje e amanha acorda e pensa “nada aconteceu”. Rapá... foi sua primeira experiência com relaxamento+técnica energética e um pouco de concentração seguindo as instruções do áudio. Pode funcionar de cara, de primeira? Pode, mas o normal é que você gaste algunes meses praticando tudo que vem antes da gangorra antes que a gangorra tenha chance de fazer efeito como técnica projetiva, porque a pessoas esbarra naquelas dificuldades básicas : ai, não consigo ficar imóvel, não consigo parar de me coçar, me distraio várias vezes.. Pois é! È para isso que o treino anterior, em relaxamento e concentração precisaria ser fetio, POR MESES, antes de tentar a projeção. Ah, mas então devo parar de tentar me projetar e treinar só esses fundamentos por meses? Não! A própria tentativa de projeção já contém os elementos de relaxamento, concentração, viosualização, embutidos nela. Então quando você está treinando para se projetar está treinando TAMBÉM as habilidades básicas. E seria bom se tivesse tempo para dedicar outros momentos só para treinar cada um daqueles fundamentos (lá do tópico POR ONDE COMEÇAR separadamente) . Mas é importante entender que essas coisas foram elaboradas dentro de uma seqüência lógica, e portanto, quem não tem treino anterior nesses fundamentos vai penar alguns meses antes de conseguir que a técnica projetiva funcione, não pro falha da técnica projetiva, mas por falta de treino nos fundamentos. O alerta é para entender onde está a falha e não desistir por isso. Porque o correto seria ensinar só relaxamento, concentração e visualização, e mandar o cara praticar só isso por seis meses. Mas quem vai fazer? Numa escola esotérica a gente faz porque e ensinado assim, aos poucos, você não sabe o que virá depois, então vai fazendo o que mandam. Então o cara fica lá, seis meses de exercícios tediosos que você nem sabe para que serve. Lá pelas tantas, te ensinam algo como a projeção, então você vai fazer a primeira tentativa já tendo treinado os fundamentos. A coisa tem mais chance de funcionar em menos tempo, porque o tempo tentando vai contar desde quando? Você só vai contar a aprtri do primeiro dia né? Mas não contou os seis meses anteriores de preparação né? Pois é! Mas aqui, que a gente ensina tudo junto, o mais provável é que as pessoas gastem alguns meses fracassando, e é normal, porque falta esses meses de treino básico. Basta não desanimar que uma hora vai. Agora, uma coisa é sair, outra é o que vamos perceber após sair. Também pela falta de algum treino mental (do tipo que treina a consciência de si, a auto-observação, o “estar presente de instante a instante” sem se perder demais em devaneios) algumas pessoas podem cair mais vítimas mais facilmente do devaneio associativo e isso, no astral, muda tudo. Muda sua posição no espaço, por exemplo. É por isso, PROVAVELMENTE, que ao atravessar uma parede ao invés de parar no seu pátrio você pode parar na casa da sua avó, que você freqüentava quando era criança. Porque você não percebeu que um pensamento sobre sua infância passou na sua mente quando estava atravessando a parede. As vezes você detecta esse pensamento, e só por isso consegue entender o que aconteceu nesses casos. É por isso que se você estiver andando pela rua, e ver um arbusto, ao olhar para o arbusto pode achar que tem um vulto ali, e logo em seguida sairá um vulto dali, ou mesmo um animal. Por isso as pessoas as vezes se projetam e vão parar em castelos com dragões voadores, porque um primeiro pensamento fantasioso, ligado a uma emoção, vai gerando uma cadeia infinita de plasmagens. Mas o que fazer para resolver esse problema? É o treino de uma vida, de consciência, de meditação, de perceber a realidade tal como é em cada caso. O exercício de concentração na flor é uma dica para praticar um pouco disso, concentração, atenção à realidade, controle de divagações,treinar essa forma de observar, para ver se fará diferença nas suas projeções. Porque isso é uma praga, isso nos prejudica a percepção correta mesmo na vida física. Numa discussão no tiwtter ou facebook a pessoa escreve uma coisa mas você lê outra, um mix do que ela escreveu com sal fantasia mental sobre o que acha que ela escreveu. Basta você ver as divergências políticas ao descrever o Brasil entre os anos x e y, e você já vê que os encarnados são incapazes de perceber até mesmo a realidade física corretamente, ainda que a realidade física seja imutável. Por que se usa estatística na ciência? Exatamente para detectar resultados que o cientista pode ser incapaz de perceber sozinho, decidindo pela sua subjetividade. A confusão sobre a eficácia da cloroquina e ivermectina mostraram bem isso. Então a gente vai se projetando “do jeito que dá”, reconhecendo as próprias falhas e não caindo no erro de pensar “eu me projetei, eu fui lá e vi A Verdade sobre esse tema”. Você experiência algo, você tem acesso a alguma informação e tem que fazer algo com ela. Mas não boa a mão no fogo não, eheheh. Para você ter uma idéia do problema, leia estes capítulos do livro do Draja Mickaharic que eu traduzi e coloquei no GVA há alguns anos atrás, e verá como esse autor, que é ocultista, também coloca a ênfase na preparação inicial e também alerta sobre as questões ilusórias do astral. https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16993-decolagem-e-técnica-do-raduga/&do=findComment&comment=96238
    2 points
  30. Pode ser. É aquele problema de sempre: - muitos sonhos são projeções - outros são só sonhos mesmo Não é porque você está num sonho lúcido que você está projetado. Ou seja, você pode estar tendo fantasias num cenário plasmado, estando inconsciente ( acreditando estar em corpo fisico) ou lúcido( sabendo que não está em corpo fisico). Mas ainda assim um ambiente e personagens plasmados. E onde está seu corpo astral nesse caso? Pode estar ainda embutido no corpo, levemente desencaixado. Ou pode estar flutuando um meio metro acima da cama, ou no meio do quarto. Ou pode estar vagando pela casa ou ruas da cidade como se fosse um zumbi. Ou seja, o corpo astral está " dormindo"( porque não percebe o ambiente astral ao seu redor, apenas o conteúdo mental interno. ) mas sua mente está sonhando, como você vê NESTE RELATO Quando você encontra em astral uma pessoa assim oode pega-la pelos ombros, sacudie para tentar acordá-la, ela parece acordar por uns 2 segundos, te olha mas apaga em seguida. É dificil se comunicar com quem está dormindo em astral. Então algumas entidades ( não só mentores, também os obsessores) conseguem se comunicar telepaticamente com você na forma de um personagem desse seu sonho, porque aí você os enxerga e escuta. Pode ser um animal que fala, uma arvore, ou uma pessoa. E assim eles te passam o recado. Porém, na verdade eles estao em astral perto de você, nao lá no seu sonho, e podem querer que você desperte do sonho para ter uma projecao lucida. Daí eles tendem a usar algum recurso que direcione sua atenção para fora daquela plasmagem, uma pergunta difícil que te faça prestar atenção ek algo lembrar algo, sentir algo, e isso rompe a plasmagem. Parece ser exatamente o que te aconteceu. Nesses casos logo apos perceber-se no quarto ou cama, tem que tentar sair dali em astral, para nao correr o risco de apagar de novo. Em geral quem te chama esta alu no quarto mesmo, mas nem sempre visivel ao projetor. Mas está ali do lado. Então a meta desse acordar é levantar da cama, do corpo, e sair para a projecao. Se ficar ali deitado vai so delirar sem parar.
    2 points
  31. O medo é um obstáculo por si só. Tentar saber o que fazer caso veja algum espírito meio feio é dourar a pílula, é como aquelas pessoas que acham que tem que andar armadas para se defender.... tornam-se prisioneiras do seu medo mas não percebem, acham que estão enfrentando, afinal, estão armadas... e se tornam perigo para os outros, não para o criminoso. Há formas de defesa, porém, sempre que você constrói proteções não está vencendo seu medo. Então tem que achar um equilíbrio aí, entre saber se proteger aso necessário, mas sem medo. O Saulo recomenda jogar energia na entidade, para se defender. Obviamente para isso você precisa aprender mover as energias, embora isso seja na verdade algo naural instintivo, mas atrapalhamos tudo com a racionalidade que diz, na hora H "mas como é mesmo que se faz isso?". Há fórmulas, cúpulas de proteção, conjurações, etc. Mas como eu disse, isso pode te fazer não superar seus medos. Então no início acho que seria melhor você tentar resolver com energias mesmo, para ficar mais confiante. Resumindo: 1- projete energia no sujeito COM INTENÇÃO (se pretende curar, queira que o que você emite para ele, o cure, o acalme, etc. Se pretende atacar, pode apenas empurrar, ou pode queimar, ou pode afetar a forma astral que ele usa até que ele desista do ataque. 2-E se ele te agarrar, pior para ele, porque aí você fluir para dentro dele, através dos pontos de contato, essa energia COM INTENÇÃO, podendo criar bastante desconforto, para dizer o mínimo. É tipo "vasos comunicantes" entre duas caixas d´gua. Também pode sugar o atacante, se ele te agarrou, o que em gera fará ele te soltar na hora, porque ele não vai querer perder o pouco que possui. Se não te largar ele vai desmaiar. A grande questão é "como se projeta ou se suga energia?". Por isso é bom você treinar sentir um pouco as energias. Mas é algo como a respiração, você inspira ou expira sem pensar né? Mas se quiser inspirar mais forte, ou mais lento? Há uma atitude mental nisso, no "controle de fluxo" né? Se espirar também. Com as energias é a mesma coisa, mas seu canal de "inspiração expiração" será a área desejada. Se usar as mãos, é como se seus braços fossem seus pulmões, você expira ou inspira energia por eles. Mas se alguém te agarra, se bota a mão no seu ombro, o ombro se torna seu "pulmão" e você expira ou inspira energia por ele. E quando desencanar de ficar tentando criar problemas com isso tipo "e seu eu.... funciona??", poderá perceber que não precisa nada disso, você irradiar sua energia COM INTENÇÃO como uma lâmpada irradia luz (ou no contexto que estamos considerando aqui, como se fosse material radioativo, o que vai fazer quem estiver por perto fugir). https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17087-exteriorizar-energias-é-perigoso-autor-lu-mello/&do=findComment&comment=74345 Claro que precisa pegar o jeito disso, então algumas vezes falha, ehehe. Outras vezes sai fraco demais, outras forte demais. Tem que ir aprendendo. Mas a questão é que o medo sempre prejudica. Vá treinando e adquirindo confiança no que for fazendo, porque assim não se preocupará caso alguém tente se aproximar de você.
    2 points
  32. ser semelhantes... ser opostos.... Se voce nao conseguir enxergar EM QUE as coisas são semelhantes e EM QUE são opostas não consegue sair desse rolo classificatório. Um planeta e uma estrela são opostos no sentido de que um é sólido enquanto o outro é uma bola de gás incandescente. Solido x Gas. Opostos. Mas ambos tem massa, a característica NECESSÁRIA PARA gerar a força da gravidade que atrairá ambos. massa x massa. Semelhantes. Mesmo caso para um planeta e um ser humano. Outras características, de semelhanças ou diferenças, não tem relevância alguma para definir esse tipo de atração, e É ISSO que permite descartá-las da análise. Ficar trazendo outras semelhanças e diferenças irrelevantes PARA O FATOR CONSIDERADO só serve para confundir, não para compreender como a coisa funciona. Se o fator em consideração é atração gravitacional, o que interessa é massa. Se for outro fator, a semelhança ou diferença em questão é que será invocada EM FUNÇÃO desse fator. Isso não é não de sua livre escolha ou memória que busca qualquer característica aleatória para alegar que não encaixa. Dependendo do critério eles podem ser vistos ou como opostos ou como semelhantes PARA QUE a formação de sentido se estabeleça em torno do fator relevante para a disucssãp. A classificaçao sempre será afetada pelo sentido que será atribuído aos elementos. Mas claro, a origem do sentido brotou da observaçao dos elementos e da capacidade de identificar padrões gerais nos fenômenos. O que voce parece não entender é que estamos explicando o funcionamento geral tal como percebemos. Ai voce vai e diz que tem muitos outros os casos que... e por isso não aceita o "modelinho". Sim tem, sempre terá, a natureza sempre tem as exceções que fogem à regra. Essas explicacoes sao sempre generalizacoes seletivas que te permitem entender uns 80% da coisa,digamos assim. Só que por alguma forma estranha de raciocinar que você prefere usar, nada poderá fazer sentido se existirem excecoes, ou se voce conseguir selecionar caracteristicas de diferenca que te interessam para tentar invalidar o ponto. É o mesmo que você diz que estou fazendo, mas eu estou sendo explícito: - voce cita duas coisas que na sua visão são diferentes e POR ISSO alega não ver sentido numa certa afirmacao nossa -Eu explico que você só não vê sentido porque não está olhando para AS caracteristicas que os igualam, e que POR ISSO justiifcam o sentido atribuido. Ah mas péra, entao somos eletivos ao olhar o que os iguala e deecartar o que os difere? Sim, assim como você apontar o que os difere. Esse é exatamente o ponto: nossa mente observa o mundo e lê/percebe/atribui um sentido, uma ordem, porque a mente racional funciona dessa maneira. O sentido não é um fato da natureza, não é um jabuti na estrada. O sentido depende de quem observa o mundo ser capaz de construir um sentido QUE O AJUDE a entender o mundo e EXPLICITAR a ordem percebida coko implicita nos fenômenos que observa. Mas sempre sera uma construção racional seletiva, que precisa simplificar e descartar as excecões, em nome da simplicidade. Exatamente porque são essas simplificações que elas te permitem entender o padrão do fenômeno observado. Se essa construcão racional incluir tudo ela deixará de ser um modelo da realidade para ser a própria realidade, e aí ela perde sua razão de ser, porque se torna tão complexa quanto a própria realidade, o que anula seu valor como ferramenta explicativa. Uma pessoa que queira enxergar toda a complexidade por trás dos fenômenos está sempre perdida. É aquele tipo de pessoa que acha que ha milhares de tons de cinza entre o preto e o branco, e que ela "nunca tem respostas para as coisas, só mais perguntas". A pessoa só fica mais e mais confusa e paralisada, porque não consegue simplificar a questão para enxergar a coisa a partir de categorias maiores. Quando alguém tem perguntas e acha que as coisas não fazem sentido é apenas porque não está conseguindo enxergar por si mesma uma ordenacão no que observa. Outros que enxergam essa ordenação, relações de causa e efeito, etc , tentarão mostrar para essa pessoa a ordem que eles enxergam, mas isso sempre será uma visão que seleciona o ângulo de abordagem e lista casos selecionados EM FAVOR DAQUELA VISÃO ORDENADA. É tipo "olhe por este ângulo que você verá o que eu vejo". Se a pessoa não quiser olhar por aquele angulo, não verá nada mesmo. Mesmo a ciência é incapaz de escapar dessa limitação, porque é uma limitação da mente. Agora, você pode tentar captar o sentido de ordem que compartilham com você, que é não é muito diferente de tentar enxergar numa obra de arte o que outros alegam ver e tentam te explicar, algo subjetivo afinal... ....ou você pode não conseguir enxergar as mesmas coisas a partir dessas explicações fornecidas. Veja o caso do livre arbítrio, temos ou mão temos? É possível defender ambas as posicoes, baseados na realidade. Mas se você foca de uma determinada maneira, só uma dessas respostas parecera verdadeira, se focar de outra maneira, a resposta oposta se torna verdadeira. O bom é que você consiga entender em que tipo de enfoque cada uma é verdadeira para escolher qual usar em favor do RESULTADO ALMEJADO. Se não souber fazer isso não levanta da cama para trabalhar, estudar, porque "afinal de contas temos tão pouco poder sobre o que é externo a nós que nem vale a pena lutar por nada, tudo é sorte, acaso.". Ou se adotar a postura oposta pode se sentir uma fracassado completo já que se esforça ha anos e nunca chegou perto da meta, ou porque pela enésima vez foi grosso injustamemte com esposa, filhos, quando já acreditava ter compreendido que isso só te prejudica e que " basta querer para mudar". Tem que saber onde encaixar cada explicacao dessas ou nada funciona. O resultado de não conseguir mudar o ângulo de visão para entender um dado modelo é que a pessoa continuará no estado inicial, sem ver ali o que outros julgam ver. E aí não tem o que fazer, porque como eu disse, isso não é um jabuti na estrada, não basta apontar e dizer " olhe, é isso aí". É mais como tentar explicar um sabor, um cheiro a quem alega não saber o que seja isso: você observa as explicacoes e BUSCA o sentido que estão tentando transmitir atraves dos exemplos. Se você não enxerga o sentido, se apesar do que eu e os demais tentamos te passar DA NOSSA CONCEPCÃO sobre essas coisas, isso apenas mostra que você está vendo o mundo de forma diferente de nós, nada mais. Eu nem diria que há uma divergência factual, pois se fosse o alfabeto eu diria que é como se nós estivéssemos afirmando que nossa lingua se constitui predominantemente de sons fechados e para isso citamos várias consoantes para demonstrar porque temos essa visão, e você vem e diz " mas olhe estas 5 vogais! São sons abertos! Que papo é esse de sons fechados?". Sim, existem essa vogais, sim são sons abertos. Mas são a menor parte do todo e portanto não consideramos que elas afetem o conceito geral. As coisas que você cita na tentativa de invalidar nossos pontos existem, não está errado em vê-las, mas elas não contribuem para fornecer uma visao geral da coisa, e é por isso que quem sempre faz a escolha de focar nas exceções não consegue enxergar os padrões dominantes e tudo lhe parecerá sempre caótico. Você escolhe ver a ordem, porque olhando de uma certa maneira ela está lá, ou escolhe ver o caos, porque olhando de outra maneira é ele quem está lá. Como não é possivel ao ser humano obter uma percepção objetiva, imparcial, da realidade que ele observa, o que resta a cada um é identificar qual das percepções simplificadoras e com viés trará melhor benefício para a sua vida, qual modelo é mais OPERACIONAL para fazer sua vida funcionar. Não se trata de um dilema entre fantasia reconfortante x crua realidade porque não pode haver qualquer percepcao da crua realidade pela mente. Ela vive enclausurada observando o mundo atraves dos filtros dos cinco sentidos, preconceitos ,perturbações emocionais , esperanças. Há apenas a escolha entre o que tornará sua vida pior ou o que tornará sua vida melhor. Mas mesmo para fazer uma escolha assim não somos livres, a pessoa as vezes gostaria de acreditar na escolha A mas só consegue acreditar na B.
    2 points
  33. Eu não ia postar nada neste tópico, já que o Roberto foi bem específico, querendo resposta de médiuns. Mas já que os não-médiuns começaram a postar (até porque se ninguém postar nada vai parecer que a gente não está nem aí para a questão, o que certamente não é o caso), vou comentar também, mas antes preciso citar essa afirmação do Vinicius. Vinicius, só não esqueça que você está num fórum espiritualista. Não há muito espaço para acreditar em acasos quando se tem uma visão espiritualista. A crença no acaso é especificamente materialista, porque a visão materialista sendo de alcance muito limitado desconhece os fatores causais por trás dos fenômenos materiais. Mesmo nos assuntos do mundo material o materialismo chama de acaso as leis da física que ele ainda desconhece. De umas décadas para cá já estão aprendendo a desenvolver modelos matemáticos para previsão de "fenômenos complexos", que lidam com muitas variáveis. A crença no acaso vai recuando a medida que a humanidade vai descobrindo que vive num universo ordenado, não só no plano material, mas nos vários planos. O que não falta na literatura espiritualista, tanto nacional quando estrangeira* , são relatos de planejamento de encarnação. Logo, exceto se a pessoa for materialista, não há base para alimentar a crença na falta de ordem no universo, no acaso. O que não quer dizer que tudo, nos mínimos detalhes, seja planejado, porque isso eliminaria a possibilidade de aprendizado, de erros, de tentativas de correção de rumos. Há planos, mas há repetições muito fortes de padrões antigos. Dois espíritos podem planejar nesta vida serem marido e mulher, porque na vida anterior foram pai e filho e brigaram muito. Na tentativa de estabelecerem uma correção de rumo as velhas rixas podem renascer, e agora mais fortes pela repetição, e terminar em crime, o que piora algo que foi planejado para ser melhorado. E aí na ´próxima a relação entre os dois será menos opcional e mais compulsória, eliminando em algum grau a liberdade de escolha, ate um ponto, muitas vezes, em que a pessoa consegue prever desde criança com quem vai casar, como vai morrer.. não por prever o futuro, mas porque o padrão repetitivo já é tão forte que ela já "decorou o papel". Então cada caso é um caso, algumas pessoas tem uma margem de liberdade muito menor, um planejamento mais rígido, ou um padrão de repetição mais rígido, que até lhe dificulta o planejamento. Outros tem menor planejamento, menores repetições. Não dá nem para cair num extremo de achar que a cor dos seus olhos foi planejada, nem no extremo oposto, de achar que você foi jogado aqui e tem total liberdade, porque para isso você teria que estar na sua primeira encarnação, sem nenhum laço cármico com ninguém antes, sem família de outras vidas, sem amores nem inimigos de outras vidas, sem habilidade alguma na qual planejar usar nesta encarnação num projeto para sua evolução ou dos demais. Após estabelecer laços mentais, emocionais e sexuais com diversas pessoas, sua liberdade ficará reduzida, como um fantoche que é manipulado por diversos cordões. Mas claro, o "se vira aí" tá valendo, mas é "se vira aí com esses cordões, já que não tem como cortá-los". --- --- ---- --- --- -- Agora... o que me incomoda muito nesse papo de que tudo tem um motivo é que a pessoa que escuta isso acha que estão dizendo que ela é culpada de algum crime na vida passada, por isso nesta... E sinceramente quem produz as explicações, se for ligado a alguma doutrina, vai tecer uma explicação desse tipo. Ok, de fato essas coisas acontecerem, você vai numa direção x por várias vidas, acaba nas seguintes sendo impedido de ir naquela direção de novo, mas PARA SEU PRÓPRIO BEM (as repetições lembra? se não forem interrompidas você se torna uma máquina que só executa um script de memória). Evidentemente a psique é a mesma de antes, ainda deseja repetir aquele padrão, porque foi viciada nisso através da repetição em muitas vidas, mas agora sem os meios para isso ela pode se revoltar, é normal, já que não compreenderá a origem daquela limitação, até que a supere (ou que apareça alguém que possa investigar o caso psiquicamente e esclareça o sujeito). Mas nesse caso aí, de relacionamentos, ME PARECE que seja um aspecto tão efêmero da existência que não raramente haverá uma razão maior para justificar as condições de cada um. Por razão maior digo "planejamento". Veja, espíritos não tem gênero. Todo "intercâmbio" no fundo é uma forma de "sexo", mas só chamamos de sexo o intercâmbio físico. Mas qual a finalidade d intercâmbio físico? Reprodução. E reprodução é objetivo... DA NATUREZA, NÃO NOSSO. Ah não, mas a finalidade do sexo é ter prazer blábáblá. Não, podemos ter prazer de várias formas. Ah, mas finalidade do sexo á a transcendência, já que para reprodução não precisa tanta energia, tanta fissura, há algo muito mais poderoso no sexo. Sim, o negócio está lá, é um recurso que PODE ser usado, mas todo esses furor também está presente nos animais, que não tem condição de usar esse recurso para a transcendência. Então assim: sexo existe para fabricar novos corpos físicos, é um problema da natureza, não nosso, porque nossos filho nem sequer são nossos filhos, são espíritos adultos como nós, que ingressam num corpo de criança, e tem lá as questões deles para resolver. Somos todos irmãos, filhos da mesma fonte espiritual mas ninguém é filho de outro, apenas nossos corpos são usados como geradores de novas matrizes biológicas para o projeto da natureza, que é a reprodução incessante de formas biológicas, que servirão de alimento para outras formas biológicas. Nós, como espíritos, apenas passamos por aqui, vemos esse processo acontecendo, podemos entrar e sair dele várias vezes mas... o projeto do espírito não tem relação com essas questões reprodutivas, a não ser pela necessidade material de que são sempre necessárias novas matrizes biológicas para que os espíritos possam encarnar. É como você querer mergulhar a grande profundidade mas para isso é necessário que sejam fabricados os equipamentos que você usará. Faz parte do problema "mergulhar", mas a fabricação do equipamento não é o objetivo em si da operação. E a julgar pela força do instinto sexual nos animais nós podemos supor que essa questão sexual e quase que uma espécie de imposto compulsório que a natureza cobra de quem decidiu vestir um corpo de carne, daí essa sensação de necessidade, essa idéia de que pode ser algo importante na vida, mas realmente me parece que é apenas mais uma das ilusões do plano físico. E digo isso porque é aquilo do ponto de vista do espírito esse negócio de formar casais nem faz sentido, porque cada um tem seu ritmo evolutivo, basta que iam de sincronia e cada um seguira rumos diferentes, até para planetas diferentes. mas num mesmo planeta habitando faixas do astral bem separada, que nem permitem intercâmbio entre os habitantes. Por isso que eu ACHO que essa grande fixação que move a humanidade em torno do amor, praticamente a razão de quase toda nossa literatura desde sempre, é apenas um efeito colateral da fascinação sexual que a natureza gera em nós por estarmos encarnados. E por achar isso, não creio que esse tipo de situação tenha um planejamento, algo que mereça maior explicação se a pessoa teve 50 relacionamentos ou se foi sozinha a vida toda. Me parece que é apenas "ossos do ofício de estar encarnado", não algo que faça parte de um projeto. Mas... claro que existem projetos ligados a isso. Já contei aqui em algum lugar, aquele líder do grupo de apometria que trabalhei por um tempo, ele casou por planejamento espiritual. Ele namorava outra garota, então um dia os mentores apresentaram para ele (ele é clarividente né? então fica fácil isso) em astral a pessoa quem quem seria melhor se ele casasse, para que pudessem trabalhar juntos na questão da espiritualidade. Ele já conhecia aquela pessoa em astral, não no físico. Veio a conhecer no físico algum tempo depois (se não em falha a memória). E então como todo mundo ali era médium todos os três estavam sabendo do rolo, ele rompeu o namoro com a namorada e casou com a outra, assim, friamente. E os três continuaram convivendo como amigos, sem problema porque os três sabiam a razão para aquela escolha. Depois os mentores apresentaram para eles os espíritos que queriam nascer como filhos deles, eles toparam e os filhos nasceram, um deles sendo clarividente desde criança e hoje me dia é psicólogo, trabalha com hipnose, porque sempre quis fazer algo para ajudar as pessoas a solucionar sus problemas emocionais de fora mais rápida, ao invés de passarem pagando terapia por 10 anos. Eu acompanhei parte dessa história, conheci o filho dele quando tinha 9 anos acho, trabalhou conosco no grupo umas duas vezes, porque sendo clarividente estava também em condições de perceber o que os outros viam., era criança só no corpo e claro, na maturidade emocional, que ainda estava em formação. Então claro que o planejamento encarnatório pode se aproveitar do fato de que você vai se deixar fascinar pelo sexo em algum grua, e encaixar ali uma parceria sexual que te trará alguma ajuda no seu trabalho de vida, ou lhe desafiará nos seus traços psicológicos. Mas em geral o que acontece é que as pessoas se deixam levar pelos seus instintos, confundem fascinação com amor, copulam, se acham de posso um do outro, tem filhotes, e aí criam-se laços emocionais de vários tipos, que geram relações com questões mal resolvidas e que POR ISSO podem levar aquele casal a repetir uma nova relação na próxima vida, para tentar resolver as diferenças. Mas note: se resolverem ,cada um seguirá seu rumo, na sua evolução. É não ter resolvido as diferenças que gera certas imantações, e isso por uma vez atrairá aquelas pessoas de novo. Isso não é bem um planejamento isso é um "efeito colateral". E uma pessoa que se cura de um coração partido arranjando outro vai é criar um grupo cármico, um conjunto de pessoas com quem repetirá os mesmos erros e terá muitas novas pendências a resolver depois, oque obviamente gera dificuldade para manter a fidelidade nos relacionamentos futuros. E fidelidade é essencial por uma questão básica: você não junta pedaços para fazer uma escada para então desparafusar tudo e novamente ter apenas sarrafos soltos né? Infidelidade é trair seus próprios projetos, é desmanchar aquilo que você gastou tempo e esforço para construir, não é um problema de moral religiosa, é burrice encarnatória. Mas se você teve vários relacionamentos nesta vida, em geral ficou com muitos laços, criou várias pendências, e na próxima encarnação essa turma toda vai cruzar seu caminho de novo, cada uma querendo seu quinhão emocional de novo, então como você vai levar uma vida estruturada, dentro de um planejamento (mesmo do ponto de vista materialista) mínimo, se tem cordões energéticos, mentais e emocionais te puxando para várias direções opostas? Não dá. Mas novamente, isso não me parece que seja parte do planejamento espiritual é o efeito colateral das escolhas feitas na vida passada, "carma", no sentido de consequências incontornáveis, não de punição, ou necessidade. É apenas a colheita da confusão emocional semeada. Então Roberto, sinceramente, eu acho, só acho mesmo, que não precisa haver razão espiritual alguma para sua condição atual nesse assunto, pelo simples fato de ser de fato um assunto irrelevante demais para a encarnação. Pode haver alguma explicação para isso? Até pode, mas pode ser de tantos tipos diferentes que só mesmo um investigador psíquico competente poderia encontrar a resposta. Por exemplo, pode ser algo tão bobo como o tipo de irradiação energética que você esteja emitindo. Por exemplo, todo homem conhece aquela frase "está com uma, está com todas". Em geral quem é sozinho tem essa questão de ficar "na seca" por muito tempo, as pessoas para quem você olha te ignoram, etc. Aí se acontece de você arranjar uma namorada, pronto, muda tudo, agora começam a te assediam na rua, mesmo se você estiver andando sozinho. E aí bate aquela indignação "Pô, quando eu estava sozinho essas minas nem me olhavam, agora que estou comprometido tem várias dando em cima de mim". Eu diria até que isso é regra geral, e criam-se explicações para isso, de que as pessoas cobiçam quem já foi aprovado num "processo seletivo", enquanto que se só tem vêem sozinho, ficam desconfiadas achando que deve ter algo errado com você. Particularmente acho que é mais uma questão energética mesmo, algo na sua aura muda, o fluxo sexual deve estar fazendo tudo brilhar a mil ali quando você sai dos "cem anos de solidão" e começa a bater asinhas, ehehe, e aí parece os "insetos começam a ser atraídos pela luz". Mas tem o extremo oposto.... quem é promíscuo tende a ser percebido como uma pessoa pesada, repulsiva, e é evitado por pessoas mais "quietas", de ambos os sexos, porque sua presença gera algum desconforto indefinido. Daí o cuidado que se deve ter cm essa questão de prostitutas, porque mesmo que o sujeito seja usuário eventual, a prostituta estará sempre carregada de energias dos clientes, então é meio que garantido que haverá algum grau de contaminação áurica, e isso será detectado pelos demais como esse "peso indefinido" que sentirão naquela pessoa. Então eu sinceramente acho que seria melhor você tentar desencanar dessa questão, pela sua falta de importância espiritual mesmo. Deve ser alguma questão trivial que cria essa situação que você relata, porque se você olhar para os lados com certeza encontrará muito em pior condição estética, financeira, mental que você, mas que estão por aí formando casal, casal de craqueiros too os dias amaçando matar um ao outro na rua, casal de mendigos, casal de criminosos... então deve ser algo menos profundo, mais basicão mesmo , que define essa questão, e isso muda com as fases da vida. Mas eu sei, claro que enquanto não superamos essa situação isso fica cutucando nossa mente Antes que eu tivesse conhecido minha futura esposa eu também me remoía com esses questionamentos aí que você faz. A gente tende a fabricar especulações de todo o tipo sobre si mesmo, sobre o sentido maior dessa situação... -------------------------------- * Esse livro estrangeiro pode ser encontrado aqui: (não vou postar o link, porque esses sites de pdf gratis as vezes sofrem denuncia, vou postar o print da tela e aí quem quiser procura)
    2 points
  34. Cara, essa visão de imoralidade da riqueza é uma visão criada pela igreja. Ninguém precisa ser pobre pra ser digno, afinal como eu estaria falando aqui se eu estivesse mais preocupado em matar minha fome? A questão é o equilíbrio, ninguém merece ter falta de recurso, mas ser um ganancioso que só quer saber de gerar riqueza também é um desequilíbrio, é um escravo do dinheiro. Então não tem nada de mais usar a energia que tem para ter qualidade de vida e nem precisa abdicar do que tem para "ganhar do reino do céu" como a Igreja fala. É uma falácia. É só usar com sabedoria, como qualquer outra energia.
    2 points
  35. Agora o trabalho com elementais é bem diferente disso. Elementais são forças da natureza, eu não sei bem o que são mas eu já interagi com ninfa fora do corpo 2 vezes, tinham aparência infantil e humana mesmo, mas a primeira eu peguei na mão e senti uma textura escamosa, mesmo vendo uma pele normal. A outra vez era um grupo se divertindo em um lugar todo alagado no astral, elas me fizeram uma pegadinha me levando para o fundo e depois me levaram a superfície rindo, eu disse que podiam afunda já que eu não me afogo mesmo, elas ficaram animadas e me puxaram com tudo pro fundão e a aparência delas mudou para um ser aquático com dentes pontiagudos, tentei ficar calmo e ainda falar "viu não estou afogan....* sentir a sensação de beber água e comecei "afogar" voltei pro corpo kkkk. Então vi que são seres mesmo. No trabalho com elementais você se coloca na vibração deles indo para um lugar da natureza onde você sabe que vai encontrar eles. Na gnosis se utilizam mantras e uma ritualistica, mas não acho que possam chamar de magia elemental, ali é mais o papo de energias também, como no caso das esfinges dos duendes e fadas. Estando no lugar você mexe sua energia no lugar por respeito aos elementais: Joga umas ervas na água, acende um carvão para jogar um pouco de incenso no lugar, medita um pouco, remove os lixos do lugar, tenta gerar uma sintonia com eles. Depois, com naturalidade e amizade, fala que anda com problemas nisso e aquilo, e que como ama a natireza (sem hipocrisia) a energia purificadora e vitalizando de Deus você foi procurar eles, você diz que se eles puderem fazer algo para te ajudar, você estaria muito grata e se fizerem você vai voltar ali mais vezes para repetir o que fez, como agradecimento. Depois medita um pouco nas águas, se pediu algo como cura ou desbloqueio energético, uma purificação. É bom fazer isso por alguns dias, vai que eles não façam de primeira né(aí você fala, que não sabe se já fizeram por isso está pedindo, mas se já fizeram você agradece e continua meditando ali, em sintonia com os elementais).Por isso é bom clarividência kkk. E se lembre de pedir ajuda aos Mentores antes de iniciar a ritualista, eles podem abrir sintonia entre você e os elementais com mais facilidade, tem mentores que trabalham na energia deles. Isso que é magia elemental.
    2 points
  36. https://temploespiritatupyara.org.br/br/operacoes-espirituais/
    2 points
  37. Bom, eu não tenho CONHECIMENTO sobre essa questão, tenho apenas OPINIÃO. E minha opinião sobre isso é que embora seja fácil de encontrar justificativas racionais para qualquer "medida preventiva" que uma pessoa decida adotar em relação aos " perigos da vida moderna", caberia se perguntar se quem se prepara mais para esses perigos não são exatamente as pessoas que serão atingidas por eles, ainda que, no fim das contas e saiam bem porque se prepararam para a situação. Ou seja, ao dedicar uma parte da sua atenção a isso você tende a atrair situações em que usará as habilidades adquiridas. E de onde eu tirei isso? Da observação dos outros. Não conheço pessoas que passaram por situações de conflito armado que não fossem elas próprias possuidoras de armas. Nem conheço pessoas não praticantes de lutas que precisaram resolver no braço situações da vida. (Mas claro que se você vê o noticiário policial encontra de tudo) Eu DESCONFIO seriamente que aquele ditado " Deus dá o frio conforme o cobertor" é uma via de mão dupla: se você não vive se preparando para o frio, o frio não vem. Se estiver muito bem preparado para ele, ele te acha. Mas como eu disse, é só uma opinião, fruto do que tenho observado com as pessoas que conheço. Deduzo disso que o risco do ponto de vista da espiritualidade é justamente cultivar um estado mental ( preparar-se para a violência é treinar atitude mental pré-violenta) que pode sintonizar com influências perniciosas, e terminar por, telepaticamemte, ou por imantação direta ( quando você emite uma determinada frequencia chave que atrai semelhamtes) atrair provocadores das situações que você pretendeira evitar. Isso é da natureza do universo, pensar em algo com alguma emoção, desejando, odiando ou temendo, tende a atrair esse algo para você.
    2 points
  38. Vou tentar explicar uma coisa aqui de forma bem sucinta, porque é um assunto que se for detalhar, exigiria muito tempo e ninguém leria. Você talvez ja saiba porque já frequenta aqui o forum ha algum tempo, mas sempre.ha gente nova chegando ou lendo sem se cadastrar, porque o forum é aberto. 1- Os eventos da vida nos atingem por "incubação", digamos assim. Funcionam como sementes que caem na terra: se você retirar em seguida, não nascerá nada delas. Se demorar para retirar ela pode brotar, mas se não regá-la ela pode ficar ali sem crescer muito. Se der atenção a ela e regá-la, adicionar adubo, ela vai cescer tanto que para removê-la terá que fazer muito esforço 2- quando vamos levando nossa vida há eventos e palavras que chegam à nossa percepcão e por um pequeno intervalo de tempo ( poucos segundos) ainda não se instalaram na nossa mente. Se estivermos atentos para perceber as reações que esses eventos causam em nós podemos " neutralizar" seu efeito enquanto ele ainda é algo externo a nós. Mas depois que eles " entram" e os "regamos" com emoções e pensamentos, precisaremos dedicar algum tempo, talvez poucos dias, para nos livrarmos disso. E se não fizermos nada para impedir que essas nossas reacões psicológicas se alastrem por causa daquele evento especifico, se o regamos por uns dias com nossas reações automáticas, a pessoa precisará de meses ou anos de trabalho sobre si para eliminar aquele padrão psicológico, porque ele se confunde com o que você ACREDITA que é você, ele passa a fazer parte da sua identidade, porque houve IDENTIFICACAO entre você e suas reações. Aquele grupo de reações torna-se um " eu", que aprisiona su consciência e que para ser emiminado depois precisa aplicar a tecnica esoecifica da morte do ego, o que vai tomar bastante tempo. Pode ver que as pessoas.que precisam de terapia são exatamente aquelas que ficam remoendo mágoas passadas, memórias, dedicam tempo do seu dia alimentando esses apectos durante anos, até que aqueles aspectos se tornam parte do que são, e para se livrarem parcialmente disso depois precisam de ajuda externa. 3- Portanto, mesmo para pessoas que não tem interesse ou disposição em aprofundar no tema é possivel adotar uma regra de bom senso para evitarmos que nos tornemos no futuro pessoas mais cheias da problemas internos do que já somos hoje no presente: filtrar o que nos chega na mente vindo do mundo exterior. Exemplo: Alguém te diz algo que você não gosta e você pensa " ela me disse isso porque ... Caso 1: regando a sementinha: -pensa isso de mim.... porque nao me respeita... porque está querendo me controlar...porque no fundo ela me despreza Caso 2: retirando a sementinha da terra: -talvez ela tenha me entendido mal... talvez ela esteja com problemas hoje.... talvez ela esteja certa e esta me ajudando a ver uma falha em mim que sozinho eu não perceberia Se você aplica o caso 2 o problema pode nem surgir, ou se ele existe não crescer, e com o tempo desparece da sua lembranca. Se aplica o caso 1 passará o dia remoendo aquilo, regando o problema. No dia seguinte ja terá uma predisposição contra aquela pessoa , não vai mais enxergá-la como antes, o que afetará as próximas conversas, que acumularão novos desentendimentos até que com o tempo você terá formado uma REPRESENTACAO MENTAL negativa daquela pessoa, uma plasmagem mental que te impedirá de vê-la. Você se torna como alguém que confunde o ator com o personagem de um filme, tirando daquela pessoa a chance de ela mudar e ter sua mudança reconhecida ( ex: " Não posso mais nem lembrar da cara daquele sujeito que já me dá náuseas"). Associado à essa representação mental você terá um complexo de emoções, uma espécie de "trauma", e mesmo após aquela pessoa desencarnar você ainda será afetado por esse " trauma", porque ele se tornou um componente individualizado da sua mente, e para continuar "vivendo", ele precisara obter mais energia de você, ele se fará lembrar na sua mente, para que você tenha reações emocionais a ele e o alimente de novo. A causa do seu "problema" já desencarnou mas você seguirá atormentado pelo " fantasma mental" que você criou dele. Portanto a melhor atitude é: - manter-se sempre atento a como sua mente reage às impressões do mundo ( não identificação + auto-observação) - não deixar que elas se instalem em você sem a devida fiscalização e anulação, para evitar que criem raizes e gerem problemas duradouros no futuro. Só esses dois passos simples já criam uma atitude mental que evitará muito lixo mental no futuro. Mas para o lixo já enraizado só um trabalho específico, com técnicas, resolve. Na gnose diríamos que só com a aplicacão diária da técnica de Morte do ego é que daria para limpar isso. Outros talvez digam com que meditacao ou algum tipo de psicoterapia resolva. Para saber mais: Auto-observação: https://gnosisbrasil.com/noticias/auto-observacao-o-que-e/ Não-Identificação: http://www.agsaw.com.br/tema14.htm Tranformação das impressões: http://www.agsaw.com.br/tema22.htm Representações da mente: http://www.agsaw.com.br/tema23.htm Morte do ego: http://www.agsaw.com.br/tema12.htm
    2 points
  39. O Gadeir e sua turma estavam dando suporte astral ao Hitler e os Nazistas. E certamente deve estar trabalhando junto com essa ascensão da extrema direita no mundo, e influenciando os espiritualistas de fala mansa, que tanto falam de Jesus mas que apóiam políticos da extrema direita. Cuidado para não se identificar com os vilões dessa história, especialmente no atual momento planetário, em que essas forças estão correndo soltas por aí novamente. Olha, quase todo mundo tem algo de que se queixar em relação ao seu passado. Em geral porque enquanto ele é presente e está acontecendo cada pessoas está apenas enfrentando, tocando a bola para frente, que é como a vida de qualquer ser vivo funciona, não só a dos humanos. Mas depois que passa, quando a pessoa pode se encostar um pouco, largar as armas, tirar a armadura, os “fantasmas do passado” muitas vezes passam a incomodar, a ponto de a pessoa desenvolver pena de si mesmo, o que é um luxo inacessível enquanto “o pau tá comendo”. A questão é que a cada um de nós cabe um desafio específico, que visa lapidar nossa psique. Mas como toda lapidação, isso significa arrancar os pedaços imprestáveis, e isso não pode ser feito com suavidade. O que cada um de nós pode fazer é RECONHECER a oportunidade de crescimento. Não podemos mudar as circunstâncias em que nascemos, nem a família em que nascemos, nem as pessoas ao nosso redor. Mas cada um de nós pode entender que na interação com tudo que nos cerca há possibilidades destrutivas ou possibilidades construtivas. Se a pessoa tem uma atitude inadequada, achando que deve receber do mundo as melhores condições, ela não cresce, não aprende com a vida.E uma atitude adequada e você usar da inteligência da qual todo ser vivo é dotado, para identificar os pontos da situação em que você pode aproveitar algo para si, fazer a limonada do limão sempre. Eu lembro que quando dei aula no ensino médio, teve uma reunião de professores com uma turma que estava se queixando de uma professora. Confesso que achei muito estranha a atitude dos alunos porque embora as queixas deles estivessem corretas, eles não viam nisso a oportunidade de ganharem algo com a situação. E falei isso para eles: professor é obstáculo, não está lá para facilitar. O professor ensina, ok, mas o que ele faz nas provas? Cria DIFICULDADES! E a finalidade é exatamente descobrir se os alunos conseguem superá-las. Quanto mais “palhaço” for um professor, criando dificuldades exageradas, mais suas habilidades gerais de antecipar as dificuldade e se preparar para elas se desenvolve. O professor “palhaço” está errado ao pedir certas coisas que a turma não esperava? Sim, está errado. Mas, é um desafio a mais do qual você pode Sr orgulhar de ter superado, caso “abrace o desafio” as invés de se rebelar contra ele, porque só quem ganha é você, não o cara que criou o desafio. Você não controla o que a vida te dá, nem o que ela tira, mas o que você conseguir aprender, desenvolver, em criatividade, em resiliência, em senso de oportunidade de crescimento INTERIOR, ninguém pode tirar de você, nem a morte. É um patrimônio interior que você usará em outras vidas, na forma de habilidades mentais, emocionais, compreensão. E é para isso que serve o quebra cabeças da vida, não serve para nada mais. Não há sentido algum em se tornar rico, porque você morre e o patrimônio fica. Não sentido nenhum nem em ser médico, porque todas as vidas que você salvar ainda assim encontrarão a morte logo ali. Não há sentido em ser professor, porque alguns anos mais tarde ninguém recordará mais nada do que você lhes ensinou, u se não esquecer, ao desencarnar esquece, porque quando a gente renasce nem sabemos falar a língua dos nossos país, eheh. Tudo o que você faz PARA o mundo, como “missão de vida”, é efêmero, “Tudo é vaidade e correr atrás do vento”. Mas enquanto você se relaciona com o mundo, fazendo algo nele, para ele, você está em constante processo de interação com ele e consigo mesmo, percebendo o quanto cada situação ativa em você alegria, tristeza, medo, repulsa, simpatia, antipatia, preguiça, desprezo.. e você vai tendo a incrível oportunidade de ver sobre si mesmo coisas que ninguém mais sabe. É um tesouro de descobertas só seu. Um tesouro a ser LAPIDADO. Com os anos de vida percebe o quanto as mesmas situações geram em você sempre as mesmas reações. E que mesmo mudando de círculo de convivência, ou de cidade, as mesmas situações se repetirão, agora com pessoas diferentes, porque é a SUA PSIQUE, SUA NECESSIDADE de aperfeiçoamento interior que convocará novos atores para repetirem as mesmas situações desafiadoras “contra você”. Caso saiba aproveitar as oportunidade vai se perguntar “Por que????O que eu tenho em mim que sempre atrai as mesmas atitudes nas pessoas, atitudes essas que em incomodam tanto?”. E também “Por que essas atitudes me incomodam tanto afinal??? Eu acho que as pessoas deveriam agir, assim, dize assado, reconhecer isto ou aquilo a meu respeito... Mas porque eu quero controlar o que as pessoas pensam ou dizem?” Todo o processo da vida permite uma exploração interior fascinante, e é na busca por compreender a si mesmo que você vai compreendendo também um pouco dos outros, e um pouco do processo geral que causa tanta confusão entre nós, enquanto encarnados. Você já descobriu em pouco tempo que o serviço braçal em que está atuando fica menos sofrido com o treino, assim como acontece em qualquer atividade física. Muitos trabalhadores braçais são trabalhadores braçais exatamente porque para eles a tortura maior é ficar horas sentado numa sala de aula trabalhando só com a mente. Mas se você não conseguir transferência, aproveite a oportunidade de desenvolver força, resistência, coordenação motora. Afinal, gente de melhor condição social tem que pagar aulas de crossfit para compensar a perda de aprendizado motor resultante de levar uma vida sentado num escritório 8h por dia. Além da pança que o sedentarismo lhe garante. Lembro uma vez de ter visto uma reportagem na TV de um maratonista.. que virou maratonista porque já tinha boa forma, trabalhando como lixeiro, passando o tempo todo correndo atras do caminhão. A questão é essa: ou você chora, reclama, lamenta, o que não te ajuda a melhorar a situação e ainda te paralisa, te impedindo de crescer com a situação, ou você aproveita o que pode tirando o melhor daquilo que não tem como evitar. E essa mudança de atitude muitas vezes é tudo que precisa para que a situação mude. Mas use a inteligência para tudo, não vai querer ganhar uma hérnia de disco por ir com muita sede ao pote, ehehe. Vou ver, depois comento...
    2 points
  40. 1- correto 2-deve. QUALQUER tecnica de separacao terá mais chance de dar certo quando executada IMEDIATAMENTE após acordar. Você apagou, começou a sonhar, o sonho foi interrompido e você agora sente o colchao e travesseiro abaixo do seu corpo? Sem se mover nem abrir os olhos começe imediatamente a praticar tecnicas de separacao, essa da gangorra ou qualquer outra escolhida. O ideal ainda seria alternar entre elas, tipo escolher umas 5 e praticar uns 10 segundos fazendo cada uma a cada vez que acordar. Se nada acontecer, escolha uma e fique fazendo até.... ....conseguir ou adormecer. Ao acordar de novo repete o ciclo. 3- eu tenho já explicado isso mas é difícil de entender o quanto realemente é literal : 1- voce está lá deitado praticando isso e pensando " isso é bobagem, não vai funcionar, estou só imaginando! Como vou saber quando vai acontecer?" 2- "Ate agora nada! Será que estou imaginndo direito? acho que nao deve estar certo isso " 3- "Ué..... pqp! Por que minha cama está embalando??!? Ahhhhh é porque está funcionando! Nossa! Nao imaginei que seria assim tao real esse embalo!" Entao sem se preocupar em abrir os olhos voce apenas levanta da cama como quem vai no banheiro. E lembre-se, vc não vai acreditar que está projetado, porque é tudo igual a levantar no fisico. Já perdi a conta do número de vezes em que me levantei da cama me sentindo um babaca porque pensava " é óbvio que levantei no físico! Estou até super sonolento! Mas ok ok , vou testar, nao vai dar certo e poderei voltar para a caminha ! " E aí testei atravessar a parede e....ops.... funcionou! Anteontem mesmo foi mais um desses casos, eheh. É por ser idêntico que voce precisa testar fazendo algo impossivel em vigilia, como flutuar , esticar o dedo atravessar paredes. Caso contrario terá medo de... sei lá, descer pela janela, por exemplo, caso more em apartamento, porque é idêntico a fazer essas coisas com o corpo fisico, com a vantagem de poder voar. E SEMPRE FAÇA AS PRATICAS DE OLHOS FECHADOS. Eu ainda uso uma mascara de dormir ora garantir que meus olhos nao vao abrir na hora de tentar enxergar. Para começar a enxergar, enquanto ainda estamá deitado, continue de olhos fechados olhando para a escuridao que está vendo diante de si. QUEIRA que sua visao ATRAVESSE aquela escuridao. Não relacione enxergar com abrir os olhos, porque vai acabar abrindo os olhos físicos. Relacione enxergar com " visão de raio x", você foca no alvo ( a escuridao a sua frente, ou, se ja estiver projetado, a parede de uma casa, e QUEIRA que sua visao atravesse o obstaculo. A parede vai de abrir e desaprecer. No caso da escuridao de olhos fechados, voce vai enxergar -uma mancha menos escura no meio da escuridao total, -depois um ponto mais claro, vai parecer que esta enxergando atraves de um tubo e .. - logo a seguir, tudo clareia e estará vendo o quarto todo mesmo que voce durma de mascara, como eu. E aí voce pensa: " Deitei de luz acesa? Já e dia? Quem acendeu a luz?! Ué!? Mas estou de olhos fechados ou abertos? No meu caso, eu ainda toco na máscara com minha mao astral e sinto que ela está no rosto ainda, mas é como se fosse uma mascara transparente, porque consigo tocar nela mas enxergo através dela .Entao ja sei que basta levantar da cama ( levantar mesmo, como quem vai o banheiro), porque o corpo astral já está solto e funcionando com visao plena.
    2 points
  41. Sim, mas vocé ode usar qualquer coisa que tenha movimento. Pode imaginar que está deitado numa rede que esta embalando para os lados, ou que está deitado num colchão de ar que flutua no mar e sobe e desce quando vem a ondas,etc. O que faz funcionar a tecnica é recriar a sensação se movimento, porque é esa sensação que forcará seu corpo astral a " entrar no jogo" e descolar do corpo por causa deasa sensação de movimento.
    2 points
  42. Vou te contar um relato concreto para você entender as implicações práticas disso: Num grupo de médiuns os mentores às vezes trazem algum suicida, para que seja ajudado, mas ele vem como se estivesse em coma. Trazem o cara imóvel, paralisado, como se fosse a estátua de um homem dormindo. E porque os mentores trazem para os médiuns? Porque um suicida vai parar em zonas muito densas do astral, portanto um encarnado está mais perto deles, vibracionalmente, do que um mentor. Quais as implicações disso? É que quando os mentores falam com ele, ele não os ouve nem vê, mas quando um encarnado fala com ele, as vezes ele consegue ouvir. Mas isso depende do estado do espírito. Num caso que a médium me relatou, ela tentou se comunicar com ele e percebeu telepaticamente que ele a notou, mas que logo pensou "Não, isso não existe, estou morto, essa voz que fala comigo é uma ilusão". Então no fim levaram embora o espírito do suicida, porque ele não se abria para se ajudado. Essa questão da frequência de cada ser é tão concreta quanto frequências de TV ou rádio. As ondas não se misturam na sua TV né? Cada uma no seu canal específico. Da mesma forma, se você estiver projetado, ao levantar da cama em corpo astral normalmente não verá ninguém. Ou pode ver alguém meio transparente ( porque ele estará numa faixa vibracional diferente da sua, que te permite vê-lo, mas não tocá-lo). Ou pode ver alguém de aparência totalmente sólida para você, o que indica que ele está na mesma faixa que você. Vocês podem apertar a mão um do outro, ou trocar socos. Ou pode não ver ninguém mas ouvi-lo falando com você, o que já indica outra faixa também. Mas pode ter espiritos ali que você nao enxerga e nem escuta. Veja, estou falando de situações em que você está em corpo astral e mesmo assim pode não conseguie ver nem ouvir os espiritos ali presentes. Então você imagina o grau do problema quando você estiver em vigília. E pior ainda, se estiver deprimido.. Deprimido , ou preocupado, ou com raiva, ou cheio de desejo sexual, você estará emocionalmente vibrando numa faixa bem baixa, motivo pelo qual será mais receptivo a pensamentos negativos dos espiritos que estiverem por ali.l, pelo simples fato de você e els estarem proximos em termos de frequência, como estações de rádio vizinhas no dial, e que podem ter sinais misturdos. E isso também molda sua percepção do mundo concreto, afinal, para os apaixonados o céu sempre parecerá mais azul, mas o céu mais azul parecerá cinzento ao deprimido. Então não tem jeito, se você não aprender a tomar as rédeas da sua faixa vibracional, você entrará num círculo vicioso de emoções e pensamentos negativos que irão te hipnotizar e distorcer sua percepção mesmo do mundo físico, te fazendo acreditar na ilusão de que o que a negatividade que você enxerga no mundo está lá, e você afunda cada vez mais, até que pensar e sentir negativamente se torna um vício, seu " jeito de ser". Todo pequeno ou grande evento sempre terá o lado negativo e o positivo, porque estamos num tipo de universo cuja estrutura e mecanismo dependem e polaridades para funcionar. Então em qualquer evento você pode procurar o ponto positivo e o negativo, e achará ambos, porque ambos fazem parte da realidade. Logo, ver só os pontos negativos em tudo não te torna mais realista do que ver apenas os positivos. Ambos estão iludidos, com dificuldade de perceber a realidade, exceto se souberem usar isso a seu favor, como procurar conscientemente os pontos positivos de situações desafiadoras e os pontos negativoas de algo " bom demais para ser verdade". Sabendo disso você percebe o quanto VOCÊ é um fator determinante para a forma como enxerga o mundo, e como é útil tentar manter esse aspecto sob ""rédeas curtas". Tendo isso em mente a questão toda é que e mais fácil manter o controle de frequência atuando de baixo para cima, ou seja, dos corpos densos para os sutis. É muito dificil controlar suas emocões corpo astral) e pensamentos (corpo mental), mas seu corpo fisico e energias ( corpo etérico) são mais fáceis de controlar. Como eles afetam suas emocões e pensamentos, então trabalhe com eles que será mais facil de gerenciar mente e emoções. Para isso: -cuide da alimentacao preferindo sempre ( ou pelo menos quando estiver negativo) alimentos frescos e crus, como frutas e saladas. -Passe algum tempo todos os dias em contato com a natureza, e expomha-se ao sol principalmente. Pode ser caminhando ao sol, num parque da cidade. Assim você pega vento, sol, entra em.contato com a terra, e se exercita minimamente, o que circula as energias. -Também pratique alguma atividade fisica regular no minimo 3x por semana, podendo revezar caminhadas , corrida, pedaladas, musculacao, o que for prático de fazer e que não vá acrescentar complicacoes mentais desnecessárias. -Acrescente a isso alguma pratica energetica, que pode ser a OLVE, ou Yoga, ou Tai Chi, ou Chi Kung, ou meditacao simples, focada na respiracao. Isso tudo forçará seu corpo a elevar a frequência vibracional, dificultando que emocões e pensamentos negativos perdurem. E com a frequência mais elevada você fica mais perto dos mentores, por isso fica mais fácil de ter intuições. Mas não é de uma hora para outra, vai ter que manter uma disciplina regular por alguns meses antes que possa notar que os estados negativos estao se tornando mais raros. E quando notar isso, repito novamente: Entenda que VOCÊ é parte dessa equacão, porque você escolherá deixar a peteca cair quando ficar um pouco pior, esquecerá das rotinas que sugeri aqui, e quando lembrar delas de novo perceberá que passou várias semanas cultivando emoçoes negativas e nem lembra mais em que data parou de praticar essas dicas, nem por que razão parou. E perceberá que se escolher continiar a agir assim só piorará seu estado. Descobrir que você colabora sem perceber para alimentar seus estados negativos é essencial para parar de colaborar e manter essa luta " de baixo para cima" atuando em seu favor.
    2 points
  43. A impressão de que a energia se desvia durante a trajetória é atribuída à existência de bloqueios. Qualquer coisa pode apresentar sintomas de bloqueio, desde suas propeias energias bloqueadas ali, algum.parasita astral.conectado naquele ponto, algum implante... Então é irrelevante, apenas um clarividente poderia investigar isso. Mas a pratica da OLVE tende a " erodir" esses pontos de obstrução de fluxo, seja la o que forem. Particulamente não vejo sentido em implantes nessa regiao. A finalidade de implantes é para controle da consciência e comportamentos. Veja se não tem alguma pinta diferentona nessa regiao
    2 points
  44. Pode ser que tenha algum tipo de bloqueio energético ali. Isso é normal. Apenas siga fazendo. Só o fato de estar praticando OLVE regularmente já tende a ir desfazendo esses bloqueios. Com o tempo, esses bloqueios se desfazem. Não fica pensando em implante. Tendo ou não tendo implantes, a prática de OLVE regular tende a resolver isso também. Não está certo nem errado. Se você sente que isso te ajuda, está ok. O importante é ir movendo as energias que isso tende a trazer maior sensibilidade e maior quantidade de energias livres com o tempo. O Saulo é grande defensor da prática de exteriorização das energias com objetivo de sutilização mas tem muita gente que não gosta e tem gente ainda que diz que é contra, que atrai outras consciências energívoras e etc. E há aqueles que apenas não veem sentido nisso. O fato é que todos os três tipos de prática de MBE (Exteriorização, Absorção, Circulação) ajudam a produzir efeitos de desenvolvimento do potencial energético e parapsíquico de cada um.
    2 points
  45. Acrescentando o que o Sandro disse, o que tem funcionado comigo é manter e praticar a lucidez no dia a dia, questionar tudo a qualquer momento, situações, pessoas, lembrar cronologicamente aonde voce estava, o que estava fazendo, e o que vai fazer a seguir. Isso é o que mais funciona para mim. Para ajudar coloco meu despertador para despertar umas 3 ou 4 horas depois de dormir, acorda e volto a dormir novamente, comigo é muito mais facil lembrar de sonhos ou projeções dessa maneira no dia seguinte (e consequentemente conseguir despertar a lucidez dentro do sonho) quando faço isto. As vezes eu estava lucido, sabia que estava projetado, mas ao acordar nao lembro de nada, então por isso uso este macete de acordar após 3 ou 4 horas de sono, para facilitar minha rememoração ao acordar. Normalmente quando durmo uma noite inteira, quase sempre acordo no outro dia sem lembrar quase nada ou absolutamente nada dos sonhos. E ja que meu intuito é conseguir lembrar quando acordo, faço isto. Também faço os check list, de conferir quantos dedos tenho nas mãos, observar o ambiente ao meu redor e ver se nao tem algo de pertubador, ou fora de contexto. Sobre técnicas energéticas, faço após almoçar (por um tempo de 20 minutos), exteriorizo energias pelo coronário, frontal e umbilical. E antes de dormir, exteriorizo novamente pelo coronario, frontal, cardiaco e umbilical (por uns 20 minutos também). Não sei porque nao dou enfase ao chakra laringeo e ao basico kkkkkk. Mas é isto, sobre a parte energética faço como uma higienização e um reparo do corpo astral para ter uma melhor lucidez, e facilidade de acordar dentro do sonho. Mas não fico mais tentando sair por meio de relaxamentos e tecnicas energéticas, comigo funcionaram pouco, e caso funcionasse, levaria muito tempo para conseguir me projetar, ao todo levar em torno de 40 minutos a 1 hora para conseguir se projetar dessa maneira. Então não a uso mais.
    2 points
  46. Não. Assediadores estão te cercando o dia inteiro e você não nota. E quando você dorme desde que nasceu é a mesma coisa: vai sair do corpo, Vai lembrar dos seus passeios pelo astral á noite como apenas sonhos. Alguns serão de fato só delírios mentais para aliviar a tensão emocional, conteúdos relacionados a filmes, rotina de trabalho e estudo. Mas uma boa parte deles são projeções sem lucidez. Então qualquer coisa que os assediadores quiserem fazer com um encarnado, eles tem chances tanto em vigília quanto a cada noite, quando as pessoas vão dormir. Fazer projeção não altera essa situação, apenas te permite PERCEBER o que está acontecendo, e que antes você não notava.
    2 points
  47. Olá, me chamo Raphael, cheguei até aqui através de um comentário em um vídeo do YouTube. Após algumas experiências que eu não conseguia entender, comecei a buscar algo que pudesse explicar, foi quando me deparei novamente com o tema viagem astral, porém dessa vez resolvi estudar sobre o tema em busca de entender alguns episódios que passei. Depois de começar a ouvir o curso básico na semana passada, já me ocorreram mais duas experiências que posso me lembrar claramente.
    2 points
  48. 3 – Logo que sai em astral fui andando pela cidade e fui parar num ponto onde há muitas casas abandonadas, praticamente inabitáveis. Entrei dentro de uma por um enorme buraco na parede. Havia um monte de gente ali. Sai pelo outro buraco e vi uma estação de trem. Também vi um casarão que sempre achei lindo, mas todo destruído, já sem telhado. Pensei: Puxa, não devo estar bem consciente, porque a antiga estação de trem fica a 20km deste ponto da cidade, e aquele casarão não está tão destruído, tem apenas as paredes rachadas”. Quando volte ida projeção e fui trabalhar, passei por aquela zona de ônibus, e toda aquela área é fechada por um muro alto. Fiquei em pe no ônibus para poder espiar dentro da área murada. Tinha uma estação de trem abandonada entre aqueles muros, e o tal sobrado estava sim sem telhado, eu é que não sabia. Quanto ao sobrado poderia ter sido alguma imagem residual da memória, pois é um ponto de fácil visibilidade, mas quanto a estação eu de fato nunca soube que havia uma estação de trem abandonada entre aqueles muros, que devem ter 2,50m de altura. Tive que perguntar sobre isso para as pessoas que são naturais desta cidade mesmo. Ao passar ali a pé outro dia pude identificar a casa onde entrei, com os enormes buracos de entrada e saída pelos quais passei.
    2 points
  49. 2- Sai de casa em astral e tentei entrar numa igreja que tem aqui perto, pois como eu nunca entrei la no físico, não teria risco de ver algo de minha memória, e bastaria i la depois, no físico e conferir. Quando me dirigi para ela vi um monte de gente indo naquela direção e acompanhei a turba, porem quando me dei conta eu estava olhando para uma quadra de basquete....Pensei “não pode ser, isso deve ser delírio da minha mente, não pode ter uma quadra de basquete dentro de uma igreja! Estou sonhando!” Mas entao percebi que eu tinha seguido o grupo e tínhamos seguido um muro. Eu podia ver as torres da igreja do outro lado do muro. Voltei pelo caminho percorrido e percebi que tinha entrado numa abertura lateral, daí o erro. Então deixei o grupo la, e me dirigi para a igreja. Entrei lá, mas andei por tudo,, subi escadas, entrei nas salas...não tem como eu fazer isso no físico... Depois, comentando com um colega sobre esse meu “davaneio” durante uma projeção ele me lembrou que naquela posição, a direita da igreja, onde eu tinha achado a tal quadra de basquete, era pátio do colégio de segundo grau que tinha colado na igreja. Aquela entrada por onde eu fui era o portão do colégio e de fato dava no pátio, onde havia realmente a tal quadra de basquete. Passei ali na frnete um dia em que o portão estava aberto e de fato havia a tal quadra na posição que eu tinha visto.
    2 points
×
×
  • Create New...