• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 12/20/2020 in all areas

  1. 2 points
    Pois é, ehehe. Esse tipo de detalhe é meio intimidador, mas acho que é por causa dos rótulos atrelados a esses termos. Mas lembre-se: quando você se esforça para tomar decisoes com lucidez, sem se deixar levar por emoções inferiores, tentando escolher a melhor resposta a cada situacao do dia a dia ( bem como na projecao), está acordando por poucos segundos o que tem livre, sejams os 3% , sejam os 10%. A questao do Samadhi é que ele gera um despertar contínuo DESSE percentual. Mas qualquer % maior de essência livre, ainda que disponível despertares curtos apenas nos momentos criticos, te ajudará a tomar decisões melhores para sua vida. É aquele lance de dar um passo de cada vez.
  2. 2 points
    São dois processos diferentes. Na gnose ensinamos que as pessoas tem em geral só uns 3% de essência livre. Mas esses 3% estão em geral dormindo. Quando se fala de despertar a consciência é desses 3% aí. Quando se fala em lucidez significa botar esses 3% para funcionar. Mas eles voltarão a cochilar, é uma luta diária. DESPERTAR a consciência, como experiência mística, significa ativar de forma permanente a lucidez desse %. E na gnose se fala que para isso serve o Samadhi durante a meidtação. Então voce trabalha diariamente com a técncia de morte do ego durante anos para AUMENTAR aqueles 3%. de essência livre Digamos que num dado momento tenha 10% de essência livre. Mas esses 10% estão desperots? Não. Estão livres, mas não foram despertados ainda. Para despertá-los você tem que passar por um Samadhi. Só então esses 10% ficam ativos, acordados, e não dormem mais. Aí segue trabalhando com a te´cncia de morte e chega a 20% de essêcia livre. Tem 20% de consciência? Não, tem aqueles 10% ainda, precisa atingir outro Samadhi para que desperte os 20%. Então é um trabalho combinado: uma coisa é matar o ego e liberar essência. Outra é acordar essa essência em todo o seu potencial. A liberação da consicência aprisionada é resultado da eliminação de um defeiot psicológico. Assim como quebrar uma garrafa contendo líquido libera o líquido. O ego é essencialmente cristalização de padrões mentais em torno de um núcleo de consciência. Eliminar a casca faz com que a parte liberada se una ao resto que é a parte livre. Mas sempre ainda precisará esse despertar da consicência pelos Samadhis para ir despetando o que vai sendo liberado.
  3. 2 points
    Na verdade vc não fez nada de mais @Iogui, nem no modo de falar, pq acredito q vc estava somente respondendo a duvida. O q ocorre é q é algo meu mesmo que venho me corrigindo nos últimos anos: eu entrei em muitos debates insistindo em querer mudar a opinião ou o modo de agir dos outros, quando vi q o correto é eu falar meu ponto de vista (dependendo da pessoa, não o seu caso, mas as vezes não é bom nem falar) e não chegar a prolongar o assunto. Eu estava até pensando em abrir um tópico esses dias sobre a dificuldade em perdoar (vou criar hj). Tive duas experiencias recentes em que eu pedi perdão a duas pessoas q eu ofendi verbalmente no passado e me arrependi. Quando fui pedir perdão a elas fui recebido grosseiramente. Estou lendo um livro (renovando atitudes - hammed) q diz "cada um só pode dar aquilo que tem", q depende do nivel evolutivo de cada um. Então, no meu caso, na época das discussões eu não tinha a maturidade, de falar meu ponto e calar, ou somente calar, ouvir o do outro e não querer muda-lo. Bem como essas pessoas q citei, não possuíam a virtude do perdão. É um aprendizado muito difícil, pra eu q sabia a teoria por em pratica, imagina pros exemplos q citei q nem a teoria tem.
  4. 2 points
    Olá, bom final de ano a todos! Então, ontem antes de dormir eu estava assistindo um vídeo no youtube sobre Estado Vibracional, EV, (https://www.youtube.com/watch?v=qIM3exPEVxg&t=3072s), eu assisti uma parte e logo em seguida fui ler uma passagem aleatória do Evangelho Segundo Espiritismo, refleti sobre algumas coisas em minha vida e fui deitar para dormir. Deitado eu fiz, ligeiramente, uma Mobilização Básica de Energias (MBE), focando na exteriorização e OLVE, e me virei de lado para dormir. Cerca de 3h30 da manhã eu estava dormindo de barriga para cima e senti um intenso choque por todo o corpo, indolor, e esse choque se repetiu novamente mais duas vezes (imagino que se trate do EV), aproximadamente, e em algum momento durante esses choques eu tive a ideia e executei a técnica da gangorra (foi quase uma intuição, pois eu nem se quer uso ela normalmente) e eu sentei na cama enquanto meu corpo continuava deitado e ao olhar pro lado vi minha face e abdômen ainda na cama enquanto eu (no corpo astral, suponho) estava sentado. E então saí da cama e ao olhar para ela vi todo meu corpo deitado e então tive a ideia de dizer "Luz" e "Clarear" para ver se minha visão melhorava, mas não funcionou (na projeção estava tudo escuro como no plano físico) e resolvi ir ao quarto de meus pais, eu percebi que eu me movia lentamente, mas eu não andava e sim meio que deslizava no ambiente e notei que as portas do apartamento estavam todas escancaradas (na verdade eu nem vi portas) sendo que no plano físico todos os quartos estavam com as portas fechadas. Fui até um pouco depois da entrada do quarto, vi eles dormindo e tornei a ir para a área de serviço do apartamento e lá olhei pela janela e pensei em voar ou ir para outro lugar e acordei. Algo interessante e que me faz questionar se o que eu presenciei foi um sonho ou projeção foi que a área de serviço estava igual a 6 meses atrás, mas de lá para cá essa parte da casa foi reformada e reduzida para abrir espaço para a construção de uma suíte para meus avós, que vieram morar aqui em casa, mas na projeção eu não deveria ter visto eles dormindo? Tudo o que vi foi um cômodo vazio.
  5. 2 points
    É. Mas o corpo tem um equilibrio que é dificil romper pelos alimentos. A respiraco afeta maia diretamente porque os gases entram direto no sangue pelos bronquios e a proporcao de oxigenio e gas carbonico afeta o pH rapidamente. https://www.inovacoesmagnamed.com.br/post/2020/03/05/hiper-e-hipoventilacao-entenda-a-diferenca Por isso se usa tecnicas respiratorias para relaxar ou para ficar mais energizado. Afeta muita coisa: https://www.eduardoschenberg.com/respiracao-holotropica/
  6. 2 points
    Acho que há uma mistura de objetivos, expectativas e resultados nisso, que dificulta a comunicaçao. Eu sempre entendi a meditacao como um treino de percepcao para o que esta se passando na sua mente. Digamos que PARA MIM ela significa algo apenas mental. Talvez porque o único TIPO de meditacao que pratiquei siariamente, mas por apenas um ano e pouco, foi meditacao cabalistica. Nunca " senti" nada praticando isso, porque a meta desse tipo de meditacao é capacitar a mente para obter a informaçao de que necessita. Por isso sempre achava estranho quando ouvia alguŕm dizer " nossa, como é prazerosa a meditacao! Como a gente se sente bem! Nao da vontade de sair desse estado" Eu ouvia um ou outro falar isso e não entendia DE QUE ESTADO eles estavam falando. Ja li esse tipo de relato tambem em livros e não entendia. Mas depois, quando comecei a praticar por poucos meses essas meidtacoes metodologicamemte mais simples, em que voce apenas fica concentrado na respiracao, UMA VEZ APENAS eu senti uma forte sensacao muito boa, uma tipo de relaxamento gostoso, prazeroso mesmo, que voce qur ficar ali so curtindo, sem pensar em nada mais nem quer interromper aquilo. Mas demorei uns 50 minutos para atingir esse estado. Pode ser isso tbem a dificuldade que as pessoas tem em sentir essa "sensação maravilhosa" da qual alguns falam. Num dos varios livros de meditacao que li diz que primeiro voce precisa ser capaz de meditar por 45min, diariamente, antes que possa comecar a atingir as primeiras das diversas etapas pelas quais o meditador passa. Parece ser como a projecao: leva um tempo para o corpo " zona em que tudo começa a funcionar". Na meditacao cabalistica minha pratica era de 25min apenas. Nessas meditacoes orientais é que o pessoal fica mais de 1hora. Talvez pelo marketing da meditacao-para-ocidentais que prega que bastam 20min as pessoas acabem nunca atingindo nada além de uma calma superficial . Do ponto de vista da observacao da mente isso já seria suficiente, ou para gente estressada que só precisa parar um pouco e relaxar. Mas ACHO que se a meta for conhecer essa " sensacao maravilhosa" da qual muitos falam, talvez a pessoa nunca consiga se praticar apenas duas sessões de 20min por dia.
  7. 2 points
    É necessário que meditemos sobre a natureza ilusória e transitória de todas as coisas. A origem do sofrimento é o apego. O apego às sensações de desse mundo, às pessoas, aos hábitos e à própria vida. Enquanto isso não é superado ficamos presos naquilo que não conseguimos deixar ir. Essas são palavras difíceis de aceitar, mas o caminho para a felicidade é o fim do apego e a aceitação da impermanência de todas as coisas. Claro que esse não é um estado fácil de ser adquirido, é preciso muito trabalho sobre si mesmo, muito autoconhecimento. Especificamente sobre relacionamentos, o amor verdadeiro é incondicional, você ama a pessoa e está pronto para deixa-la ir, pois não há nenhuma expectativa de retorno, nenhuma condição para amá-la. O amor que deseja ter e possuir é o amor do ego, por mais que existam sentimentos puros e verdadeiros juntos à ele. Eu entendo que o propósito maior de um relacionamento é o aprendizado que ambos podem ter com ele. Talvez o importante não seja quanto tempo você fica com a pessoa, mas o que você aprendeu ao estar com ela. Hoje você sofre por um rompimento, seu mundo parece ter desabado, mas um dia você supera. Eu poderia aqui escrever clichês como te recomendar que se concentre em outras coisas, sair com amigos (no caso da pandemia isso não é recomendável), ou mesmo para se abrir a outro relacionamento. Porém eu sei como é difícil tirar da cabeça a pessoa que foi por um tempo o centro do seu mundo. Sugiro ao invés disso tentar entender esse apego e trabalhar para superá-lo.
  8. 2 points
    Se você reparar no livro do Waldo, Projeções da Consciência, o número de projeções induzidas por ele mesmo foi pequeno:
  9. 2 points
    Pela ansiedade, que pode estar te atrapalhando o relaxamento, mude de atitude. Pense: "Já que não estou conseguindo mesmo, vou só ficar brincando aqui de passear com a cama pelo quarto" Desencana e fique aí brincando com a imaginação.... Esse tipo de técnica é do mesmo tipo da gangorra, uma hora você está só imaginando e... num piscar de olhos, está acontecendo realmente. Só então levante.
  10. 2 points
    Pode tentar as técncias de movimento. Imagina que seu corpo é como uma agulha de bússola e tente inverter Norte e Sul, ou seja, a cabeça vai para os pés e os pés para a cabeça. Quando está já solto, funciona na hora. Se não estiver pronto ainda, não vai dar certo. Outros movimentos podem ser imaginar-se rolando na cama, a´te cair dela,, só que omo isso é mais fácil de fazer fisicamente também, a gente pode acabar sem ter certeza se está rolando em astral ou no físico. Todas as vezes que fiz isso me estatelei no chão jurando que tinha caído com o corpo físico, mas tinha caído com o corpo astral mesmo. Mas após bater no chão é difícil ter certeza com que corpo você caiu, ehehe. Outro tipo de técnica que dá para tentar usar é mover sua cama com a força do pensamento, assim você evitar mover o físico e quebrar o relaxamento. Faça de conta que sua cama tem rodinhas, e que voce consegue movê-la com a mente. Imagina que faz sua cama andar pelo quarto. Quando funcionar será óbvio, você sentirá que de fato sua cama está se movendo pelo quarto com você em cima. Mas é uma ilusão. O fato de a ilusão ter funcionado mostra que você entrou no estado adequado, e aí é só levantar da cama mesmo. Entao levantar verá que ela não saiu do lugar, então nem se tratou de deslocar uma cópia astral da cama pelo quarto, mas de usar essa técnica apenas como forma de te mostrar quando está no ponto em que pode levantar da cama: só levante após perceber que a cama de fato se move segundo sua vontade.
  11. 2 points
    Braços e pernas são mais soltos mesmo. E são mais fáceis de relaxar. Acho que sempre que pega, pega no relaxamento. O problema é que ao tentar relaxar mais, há o rsico de apagar. Mas essa é a luta mesmo. Eu acho que não tem o que faz ale´m de tentativa e erro: se está sentindo o braço soltar mas ele volta, falta relaxamento ou soltura energética. Soltura energética você gera fazendo a olve. Fça uns dois minutos disso, Depois vá para o relaxamento, que pode estar sendo prejudicado pela ansiedade de estar quase lá. Então use a respiração para relaxar, tente só prestar atenção na respiração por uns 5 minutos e a cada EXPIRAÇÃO imagine que você fica mais pesado e afunda no colchão um pouco. Quando funciona você cai para baixo da cama (ou até no andar e baixo, caso more em apartamento)
  12. 2 points
    Pedro, quando eu tinha 19 me masturbava seis vezes por dia, se estivesse o dia todo em casa. Aí apliquei aqela técnica de morte do ego, da gnose, que já postei aqui algumas vezes, e cheguei num ponto em que não era mis capaz de entender o que diabos tinha de interessante ao olhar o traseiro de uma menina, desligou total. Demorou cerca de um ano a um ano e meio, porque você precisa aprender as minúcias da mente, como ela cria diversos artifícios para te levar de um pequeno pensamento aparentemente sem importância, até o a realização do ato físico (isso serve para qualquer defeito psicológico). É o que a gente chama na gnose de saber como cada Eu atua nos diferentes centros (são 7 centros: http://www.gnosisonline.org/textos-especiais/os-centros-da-maquina-humana/ ) Ah ,mas e aí. como fiquei. Ah passo um tempo comecei a namorar e tal, tudo normal. Porque uma coisa é a sexualidade na relação REAL, FÍSICA. Temos corpos sexuais, temsochackras sexuais, temos órgãos sexuais. Portanto, é para usar! A relação sexual é o uso saudável disso. Não podendo usar, o que acontece é que essa energia, caso produzida além do que deveria, vai começar a circular pela mente, criando as fantasias sexuais. Sexo no corpo é uma coisa, sexo na mente é outra. E isso você não domina pelo domínio das energias, seria tratar o efeito. Você domina isso pela causa, e a causa é a mente, não é a energia sexual. Ou seja, seu centro sexual produz energia como os outros, mas se sua mente não se deixar levar além do que deve, também a energia que ele produz não vai gerar problema algum, em assédios, nem "tentações", nem sonhos sexuais. Obviamente esse domínio da mente tem que se estender aos sonhos também. Mas isso é natural, uma vez que você esteja de fato se auto-observando em vigília e dominando isso, você também estará se auto-observando nos sonhos, por pura e simples repetição. Nessa época eu as um vez ou outra tive polução noturna, mas note: eu sonhava que estava urinando, e o que estava saindo era apenas a secreção sexual. Sem nenhum tipo de sonho erótico para gerar isso ( esses casso forma gerados pelo consumo de carne de porco, algo que o gnóstico deve evitar exatamnete porque ela tem esse efeito centrífugo nas energias. Mas na época eu era solteiro, então não dava muita bola para isso. Os casados, que estejam trabalhando com a magia sexual SEM ORGASMO é que tem que evtiar carne de porco ou se torna impossível manter essa prática) Então por um lado você precisa tirar da cabeça essa crença espírita de que energia sexual não liberada atrai vampiras. O que atrai é a sua mente. Se você está louco de vontade algo, isso vai chamar as "primas fantasminhas", ehehe. Se não estiver, se sua mente estiver distante disso, nada acontece. Agora, não deduza disso que falo, que fiquei assexuado desde então. Tenho 47, isso foi aos 19. Muita água rolou por aí. Então hoje em dia se der vontade eu faço eventualmente vejo um pornôzinho sim, que não se criem bobagens mistificadoras sobre isso só pelo que contei acima. Em função dos meus objetivos, do que é minha vida no presente, não fede nem cheira eu conservar 100% da energia ou desperdiçá-la no que me der na telha. Mas em outros momentos, com outros objetivos, eu adotei determinadas estratégias e obtive o resultado prometido por elas. Então primeiro você tem que saber se você de fato quer isso, se acha que vale a pena, se é útil para você em funçaõ de algum obejtivo. Se quiser, há formas sim de resolver isso e não gera nem problema nem assédio. Mas exige trabalho de segundo a segundo. Nenhuma técnica que você faça por 1h por dia vai consertar os estragos que sua mente fez nas outras 23h. Você trabalha nisso 23h, e executa uma técnica para "concretizar" os resultados. Eu aplicava a técnica com a memória dos sonhos, ao acordar. Aplicava ao meio-dia, com o material da manhã. Aplicava a tardinha, com o material da tarde, e aplicava antes de dormir, com o material do fim da tarde até a noite. Se quiser fazer, está aí. Escrevi para uma pessoa eliminar o vicio da maconha, acho que em 2003, mas serve para qualquer traço psicológico: Técnica de morte do Ego.pdf Não é legal pensar dessa forma. O centro intelectual trabalha com energia do centro intelectual. Cada cento tem sua energia correspondente, que tem sua própria densidade. Se usar algum tipo de técnica para pegar esta energia e levar para outro centro, pode dar problema, porque é o combustível inadequado. Voce pode fazer práticas de ciruclação e difusão dessa energia pelo corpo, como estas: http://www.agsaw.com.br/sublimacaosexual.html que podem ajudar. Basta o Ham Sha, a segunda téccnia ali apresentada. Mas como te disse, o ideal é não deixar sau mente gerar em demasia, ou não tem santo que resolva, eehehehe Não. Se tiver orgasmo, houve o curto circuito a energia foi perdida,não importa o que digam os sujeito que treinam para trancar a saída da substância. A matéria não é nada, o que importa é a energia. Então tem cara que treina para ter orgasmo mas para nao deixar sair o esperma, isso é pura tolice, você inverte a polaridade energética quando faz isso, e vai é acumular energia negativa dentro de si. Pode até despertar poderes, segundo alguns alegam. Mas depois vai se olhar no espelho astral e vai ver chifres, então vai sberde onde saíram, kkkkk. Tem que fazer "coisa de homem", ou domina a mnete para que ela não gere fantasias, ou "estimula & sublima", com ose faz na magia sexual sem orgasmo, ou esqueçe isso tudo e chuta o balde, que sexo comum vai te gerar menos problema que certas técnicasa malucas em quevocê fica com um pé em cada canoa, tentando achar um jeito de comer o doce mas querendo evitar que a glicose do sangue suba, kkkk É uma opção. Sei que nessa fase isso parece ter extrema importância. Mas quando for mais velho vai descobrir zilhões de coisas mais importantes que deve cuidar. Mas se você decidir que quer parar com isso, nem que seja só para provar para si que consegue, também pode fazer. Então, isso é a atitude errada. É como não querer se mover para usar a energia do corpo físico para poder focar nos estudos, é igual. As vezes as mesmas coisas podem ser feitas, mas precisam a atitude correta. Quando alguém quer dominar a sexualidade por motivos espiritiuais, há todo um complexo de "trocas" nisso, e o que se faz não é reprimir, sufocar, mas trocar uma coisa pela outra, é como trocar muitas cédulas de dinheiro por uma pepita de outro. Mas isso e um processo de estudo, de vida integrada, não é algo que você só leu que é legal fazer e sai fazendo. Saber sua motivação, seu objetivo é o que te mantém na rota. E cada centro com suas funções, a máquina humana precisa alternar as funções para que funcione de forma saudável. O atleta intelectual e o intelectual marombado são os exemplos de equilibrio dos centros. O intelectual mirrado ou obeso e o marombado inculto são exemplos de desequilíbrio. Nossa sociedade costuma valorizar mais as atitudes desequilibradas do que as equilibradas. Aí depois acham estranho que um enxadrista competitivo dê ênfase ao treino corporal. https://rafaelleitao.com/atividade-fisica-xadrez/ Em tudo que se quer melhor desempenho, deve-se buscar equilibrar todos os aspectos da nossa máquina, e não especializar uns em detrimento dos outros, porque mais adiante algo vai quebrar quando você estiver numa parte importante da estrada, e aí está longe demais para voltar, e quebrado, não pode avançar.
  13. 1 point
    Obrigado. kkkkk, se depois do “não concordo” vim um tapinha nas costas e apreciar a paisagem seria bom demais.
  14. 1 point
    Sobre a dificuldade em perdoar hj em dia. Tive duas experiencias recentes em que eu pedi perdão a duas pessoas q eu ofendi verbalmente no passado e me arrependi. Quando fui pedir perdão a elas recentemente fui recebido grosseiramente. Sendo q a lógica, na minha opinião, seria a pessoa ver isso como uma ação benéfica e ela. Mas nesses casos, acho q não tem a ver com a lógica e no final o benéfico foi somente pra quem pediu o perdão. Mas o bom é q de 6 pessoas q resolvi pedir o perdão, 4 me receberam muito bem. Apenas 2 não aceitaram, apesar de ter sido ofensas verbais (discussões). Estou lendo um livro (renovando atitudes - hammed) q diz "cada um só pode dar aquilo que tem", q depende do nivel evolutivo de cada um o seu modo de agir. Então acredito q essas pessoas q citei, não possuíam a virtude do perdão, ou seu nivel evolutivo não permitia perdoar, e isso me faz compreender e não ficar remoendo isso na mente. Acho q a pessoa ao receber um pedido de perdão teria q parar e refletir sobre como foi bom o ofensor ter reconhecido. Quando eu vejo alguem pedindo perdão me vem isso a mente. Sei que é um aprendizado muito difícil perdoar, pra eu q sabia a teoria por em pratica, imagina pros exemplos q citei q nem a teoria tem, apesar de a maioria ser cristão, e o cristo ter vindo ensinar isso. O livro q citei tb diz q devemos deixar cada um vencer suas dificuldades sem impor nossas vontades (no caso, querer q a pessoa perdoe).
  15. 1 point
    Então, é um doc gringo, e nesses países anglosaxonicos de primeiro mundo a turma é bem "quadrada" em termos de espiritualidade, ou é cristão protestante/católico e fica nisso ou não acredita em nada, e o background cultural deles é bemmm materialista, hedônico e positivista. Quando se relacionam com algo além desse espectro, vêem com um olhar de espanto/surpresa e ficam naquele nível de fascínio bem adolescente "ohhhh, vi algo" "uhhh, casa mal assombrada cara", "tive uma eqm e vi a luz me chamando, mas não sei oq era, anjos talvez", ou mesmo ficam naquelas aventuras de "ghost Hunters" tentando captar qualquer coisa no escuro com uma parafernalha infinita de dispositivos. Não que avanços e estudos em comunicações entre dimensões via aparellhos e tal seja inútil, pelo contrário, mas via de regra eles não saem disso, sabe? De captar um sonzinho aqui, uma batida ali, etc. Num primeiro momento pra instigar a curiosidade e ajudar a entender o mundo espiritual é até bem vindo, estudos nessa área são necessários, mas depois de um certo ponto esse tipo de experiência não agrega mais nada se não se objetiva algo mais além de ficar colecionando sonzinhos do plano extrafísico. Quero dizer: ok, vc colheu um monte de evidências e gravações de espíritos (em sua grande maioria pessoas perdidas ou problemáticas, que já tão fazendo hora extra nas dimensões mais baixas), sabe que tem algo além desse mundo. Bacana. E agora? Oq vc faz com essa informação? Quais os próximos capítulos a serem estudados? Quais problemas seus, de outras pessoas ou da coletividade vc ajudou a resolver? Como isso te ajuda a ser um ser humano melhor e despertar suas potencialidades internas? Essa turma, no geral, estagna, fica só nessa pegada de curioso fascinado. Claro que existem excessões, especialmente as escolas esotéricas ocidentais, porém via de regra este povo fica só nisso mesmo, é tudo um "grande mistério" o mundo dos "fantasmas", às vezes tentam entender apenas do ponto de vista da ciência cartesiana materialista, quando não partem pra total rejeição a priori. Esse doc reproduz bem essa lógica gringa a qual está presente em quase todos documentários e filmes que se relacionem com o espiritual produzidos nestes países como EUA, Canadá, Inglaterra, Alemanha, etc. Isso na minha visão. Daí que não falar de kardecismo, budismo, ou qualquer outra tradição, filosofia ou abordagem não cientifica-materialista-positivista e/ou cristã protestante/católica já é esperado. Vamos ver se numa próxima temporada eles saiam um pouco da bolha, ☺️ Ainda sim gostei muito do primeiro e do último episódio (EQMs e Reencarnação, respectivamente), pq são casos recheados de evidências científicas, mesmo pros padrões da ciência "materialista", que até pra alguém muito cético, fica quase impossível de explicar se não se admitir a possibilidade de vida após a morte. Vale ressaltar o episódio 2, que mostra um centro espiritual pra treinamento de médiuns na Holanda. Muitas similaridades com os métodos de incorporação da umbanda e espiritismo, com direito a um "Bezerra de Menezes" europeu hahaha. Embora, no que deveria ser o ponto alto do ep, eles não deixam gravar vídeo, só som, achei bem tosco isso e só serve pra tirar crédito do trabalho deles que parece ser sério.😅
  16. 1 point
    Mas é documentário brasileiro? Porque pelo que eu saiba o kardecismo praticamente inexiste no resto do mundo. Só sobreviveu no Brasil. Se voce pega livros de autores espiritualistas estrangeiros, mesmo médiuns, percebe que eles so sabem o que vivenciaram. Eles desconhecem absolutamente tudo em termos de explicaçoes "doutrinárias", so sabem da propria experiencia , entao ficam tateando as cegas sem organizarem a estruturua do que descobriram. Não avança além da etapa " ahhhh, entao existe espírito, nao sou só meu corpo. Tem algo mais lá, mas não sabemos ainda o que seja". Para dizer a verdade so cruzei com uma referencia ao espiritismo kardecista duas vezes em livros estrangeiros. No Dark Intrusions, e no Spirit Releasement Therapy. Então esperar que um documentário produzido por falantes da língua inglesa citem kardec é esperar demais. Talvez se fosse um documentário francês teria mais chances. https://super.abril.com.br/cultura/por-que-o-espiritismo-pegou-tanto-no-brasil/
  17. 1 point
    Acho q era isso aí. Obsessor seria mais apegado. Acho q apenas dei de cara c esses aí. Na verdade acho q estou chamando espirito zombeteiro de obsessor. Complementando aqui sobre o novo documentário q citei da netflix “Vida após a morte”, li pessoas reclamando q não citaram base doutrinária, e realmente estou no episodio 3 e percebi isso. Li pessoas reclamando q assistiram ate o final e nao citaram o Kardec. Li pessoas reclamando q assistiram ate o final e nao citaram o Kardec. Ate onde assisti tb acho q deveriam citar o Kardec e o budismo. Vi nos titulos q próximos episódios fala sobre reencarnação. Vai faltar entao falar sobre a projeção astral. Mas eu gostei muito pq mostra pessoas em busca das respostas sobre a existência de uma vida extrafisica, grupos de pessoas q passaram pela eqm e outros buscadores procurando mediuns por conta de parentes q desencarnaram. Bem interessante, o medium fica frente ao buscador e contacta o parente e da detalhes de como eram, mas alfamas coisas poderiam ser vistas na internet (o documentário fala isso), como por exemplo se o medium fala q a pessoa tirou uma foto de tal maneira, isso pode ser visto antes em redes sociais, mas disseram q o medium nao conhecia ninguem no grupo (no caso das sessoes em grupo). Mas ha alguns detalhes q so o consulente sabia, como o caso de um rapaz q antes da medium chegar fala em voz alta na casa pro pai q ja desencarnou q ele comentasse, como prova de q ele estaria ali, sobre o cabelo (do consulente) e a medium nesse ponto diz q o pai comenta sobre o cabelo dele, e o cabelo dele nao tinha nada de diferente. To falando aqui pq gostei muito do documentário, e acho q tem tudo a ver com o forum. Segue o link sobre ele: https://www.netflix.com/br/title/80998853 Uma outra coisa, eu nao vi mais aqui no forum o @Aritmética. O @Iogui vi q passou um tempo fora mas voltou. Q seja bem vindo de volta. Houve alguns topicos q discordei dele e ele de mim e ate peço desculpas a ele pq cada um tem um modo de pensar. Isso é uma coisa q sei mas é dificil eu colocar em pratica. Mas acho q melhorei nesse ponto.
  18. 1 point
    É, só dá para considerar assim mesmo. Pode até ser só espirito zombeteiro se aproveitando para rir do susto que causou no encarnado, mas vai saber né? Mas nunca encontrei esses, que eu me lembre.
  19. 1 point
    Sim sim. Mas como o fórum é aberto, qualquer um pode ler, eu sempre escrevo tendo em mente um leitor " guest" também, que passa por aqui uma só vez e vai embora querendo aplicar alguma coisa que leu de passada, ehehe. Ou açucar, ou farinha branca, ou... ninguém sabe muito bem. Só se sabe que comunidades isoladas que nao consomem alime tos processados sao mais saudáveis. Dois livros interessantes para ler sobre isso sao o do price, sobre estudo de populações conparandi alimentação natural x industrializada, de quase cem anos atrás: https://www.amazon.com.br/dp/0916764206/ref=cm_sw_r_cp_awdb_imm_t1_NT18Fb60TVWQQ E este outro, comparando basicamente veganismo com carnivorismo, mas que adicioba o consumo de proteína animal à questao. Livro de 2010 se nao me engano https://www.amazon.com.br/dp/1941631568/ref=cm_sw_r_cp_awdb_imm_t1_X018FbFT859BS Para quem quiser dar uma olhada: NPD.pdf CS.pdf
  20. 1 point
    Quando eu falei na postagem anterior eu me refeira a um uso a longo prazo. Talvez essa pessoa possa obter bons resultados porque muita gente alega que nossa sociedade industrializada consome sódio demais, já que todos os alimentos processados contém sal adicionado. ASSIM, PROVAVELMENTE..... Ao ingerir água destilada, os íons EM EXCESSO devem sair primeiro do corpo, ja que voce introduz um liquido dem íoms nele. Isso talvez gere um primeiro efeito equilibrante. Mas acho arriscado prosseguir nesse hábito por anos, porque a menos que se saiba exatamemte como anda o balanço ionico do corpo, o risco é começar a perder eletrolitos importantes com o tempo, o que vai afetar tudo: câimbras, batimentos cardiacos, funcionamemto dos rins, etc. Eu acho que QUALQUER mudança na rotina alimentar deve ser PRECEDIDA por algum exame que detecte OS FATORES que serao afetados. Não adianta nada sair pedindo hemograma se o que você vai alterar não aparecer no hemograma. Quem faz dieta low carb por exemplo, faria muito bem de antes e a cada mês, ate obter resultados repetitivos, fizesse exame de colesterol e triglicerideos, para ENXERGAR em números, nao em conversa fiada, onde afeta ou onde nao afeta. Nesse caso aí da água destilada a pessoa deveria fazer um exame de eletrólitos ( ionograma) ANTES de iniciar com uma rotina assim e ir repetindo a cada 1 semana SE notar alteracao, para ver o que está subindo u descendo com a passagem do tempo. https://www.portalenf.com/2015/08/interpretacao-de-exames-entendendo-os-eletrolitos/ Se não tiver alterado nada num exame semanal, faz o exame uma vez por mês, até que os resultados pareçam não se alterar mais. Aí espaça a cada 4 ou 6 meses para ter certeza que nada negativo está acontecendo silenciosamente no corpo. Exame laboratorial não precisa de médico se é você quem está pagando, sem usar SUS nem convênios. É só ir lá no laboratório e agendar . Se perguntarem o médico só diz que não tem. Tem funcionário que estranha, vai lá dentro perguntar, porque a macacada ainda é muito dogmática, mas o corpo e seu e nada impede de você pedir um exame sem intermediários. E aí sim, apos ver os resultados, caso voce notar algo errado nos parâmetros vai num médico já com o exame na mão, que poupa tempo de todo mundo, o seu e o dele. (ou vai antes e tenta explicar a maluquice que está tentando fenzer e pergunta quais exames seriam bons de pedir para monitorar, ehehe) Tem que ficar atento à alimentação também: pode desenvolver mudança de hábitos alimentares que serão fruto do esforço do corpo em tentar compensar a perda de eletrólitos (alguma fissura por certo tipo de fruta, que tem mais de um certo íon. Ou mais fissura por coisas salgadas. Alteração no volume de urina, suor, etc. Tudo isso pode ser alterado porque o corpo pode tentar achar um novo equilíbrio após o cara ter começado a beber água destilada. E mais outras coisas que nem imagino, só citei essas poucas mais óbvias.
  21. 1 point
    Tem sim. Mas nao sei se é por causa do desgaste do solo. Olha o tamanho dessas verduras e legumes de hoje! Quando eu era criança, anos 70, uma cenoura era do tamanho de uma caneta bic. Uma banana prata pouca coisa maior. Agora vendem essas coisas hipertrofiadas e com menos sabor. Desconfio, nao sei, que a quantidade de nutrientes por grama é menor porque se diluiu no tamanho. Todo mundo sabe que vegetais ou animais pequenos tem sabor superior aos grandes. Mas quem lê resultados de análises não se liga disso porque a expressão dos resultados é por massa. Por exemplo, basta voce comparar numa tabela de alimentos: -Arroz integral cru 100g, tem 7,3g de proteina. -Já 100g do arroz cozido tem 2,6g de proteina. Ai o pessoal pensa que perdeu proteina no cozimento, mas nao. Acontece que 100g de arroz integral cru tem apenas arroz. 100g de arroz cozido tem água embutida. E quanto? Pela análise de cinzas ( o que resta apos incinerar toda a amostra e restar apenas os sais) voce ve: -100g de cozido tem 0,5g de cinzas, -100g do cru tem 1,2 de cinzas. Entao na pratica 100g de arroz cozido tem apenas 41g de arroz, o resto do peso é água, por isso aparece na tabela como 100g de arroz cozido tendo tao pouca proteina, tendo menos calorias, menos carbidratos.... porque na prática é só 40g de arroz + 60g de agua) ------- Já li sobre essa perda de nutrientes nos alimentos atuais em relacao aos de antigamente neste livro se nao me engano: https://www.estantevirtual.com.br/livros/nina-planck/comida-de-verdade/3808455676 Mas se voce pensar, é estranho, porque os adubos deveriam suprir isso. Tanto é que se cultiva na agua, hidroponia. Voce so bota os adubos necessarios ali, e a planta ja cresce. Mas sinceramente nada hidroponico para mim tem o mesmo sabor. O maior exemplo é o agrião, que se cultivados na terra tem talos de sabor mais agressivo mas cultivados por hidroponia perde essa caracteristica. Esse tipo de pesquisa ( e te digo porque no meu trabalho os alunos fazem pesquisa com isso, é a tese de alguns) fica no CRESCIMENTO . Ou seja, a formulacão de nutrientrs que produzir maior "massa vegetal" é a melhor. Por isso acho que pode ser problema do hipercrescimento que deixa menso nutrientes por grama de produto. Acho que não percebem ou não tem como avaliar o sabor. Já vi isso se do cogitado em relacao a criação de animais, tentar fazer algum teste para definir diferença de sabor entre camarão cultivado em tanques e o selvagem. Mas ainda não deram jeito nisso. O que se faz é avaliação nutricional. Sabe-se, por exemplo( até e citado nesse livro da Nina planck) que camarão cultivado tem menos metais pesados que o captruado no ambiente, porque crustáceos acumulam facilmente o metal pesado, e como ficam nadando sabe-se la por onde, livres no ambirnte eles tem mais risco de contaminacao do que num ambiente controlado. Em relacao à agua destilada pode ser pelo seguinte: Água pura nao transmite eletricidade. É isolante. Agua com uma quantidade qualquer de sais ja transmite. Sabe-se que uma forma de "descarregar feitiços" e jogar sal ou agua com sal nele. O mesmo para limpeza de cristais. Supoe-se que seja porque curto-circuita as cargas depositadas nele. Então eu suponho que essa diferença que o Dean Radin detectou seja pela capacidade dos sais presentes na água dispersarem a carga nela depositada. No livro Medicina vibraciOnal comentam que detectaran alteração no angulo de ligação das moléculas de água usada para preparo de homeoPatia. Como os angulos de ligacao tem a ver com a energia entre os átomos supôe-se que essa alteracao de angulo foi a forma como a água estocou a energia adicionada a ela. Evidentemente que para preparo de formulaçoes de homeopaita vão usar água destilada, porque é simples rotina laboratorial, e talvez por isso os testes tenham detectado o efeito. É provável que os sais na água façam essa energia fluir livremente no meio assim como fazem com a corrente elétrica, e daí o efeito não é detectável. Agora, beber água destilada para mim faz tanto sentido quanto achar que açucar refinado é melhor do que o açúcar que tem nos alimentos. Nosso corpo não é uma máquina preparada para isso e a chance de dar problema a longo prazo acho enorme. O problema dos alimentos refinados ( açucar, sal, comprimidos de vitaminas) ou processados ( farinha branca, arroz branco) ou da alopatia, é exatamente esse: serem substâncias mais puras. Até no ocultismo se sabe disso: Eliphas Levy já alertava no seu Dogma e Ritual da Alta magia, que é de 1854 acho, que é desequilibrante para o ser humano fazer invocações elementais porque o elemental é composto de apenas um elemento, e o ser humano é composto dos 4 elementos. A simples proximidade de um elemental tende a gerar ressonancia daquele elementome nós, eatimulando o desequilíbrio a menos que o mago tenha domínio dos elementos ( e portanto dos aspectos psicologicos correspondentes). É talvez isso que faz as pessoas se suicidarem no Everest, se atirando das alturas, pela dominacao desequilibrada do elemento ar. O mesmo tende a acontecer em alto mar, daí a lenda do canto da sereiae a narrativa de amarrarem Ulisses ao mastro para ele poder ouvir o canto sem se atirar na água, ehehe. Quanto mais purificado alguma coisa que entra no corpo humano, maior o risco. Uma água mineral é purificada pelos processos naturais, portanti estámais limpa mas não desequilibrada, porque está cheia de sais, pelo contato com a terra. Aí não tem problema se o homem não estiver poluindo os lençois freaticos ali perto. Ou água da chuva, que é água destilada naturalmente mas traz com ela até ácidos, se for numa cidade poluida. Mas o homem produzir a purificacao laboratorial é literalmente fabricar o desequilíbrio, enquanto que a fonte natural está sempre equilibrada, pela sua natureza de estar sempre misturada com outros elementos.
  22. 1 point
    Sim, Sandro. Concordo plenamente, a escolha do link que postei foi só um deslize, lembrei de que alguma analise constatou coliformes fecais acima do permitido naquela água escura que a cedae acabou fornecendo para o Rio de Janeiro ano passado. Peguei um que achei que fosse essa matéria. Foi bom você ter falado sobre a água destilada, ela tem uma aproximação grande com a questão de uma certa linha espiritualista. Mediuns mais modernos como a Marina Jacobi, tomam somente água destilada e dizem que tem um efeito positito. (Ela é realmente uma pessoa "confiável", dentro dessa área, não é espiritualista de instagram ) Nesse ano saiu uma pesquisa do Dean Radin relatando que a água destilada usada nos testes(Medicina Energética) sofreu mudanças na estrutura molecular enquanto as amostras de água comercial não sofreram mudanças. Fonte: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1550830720303530 Talvez a capacidade ionica da água com os minerais já traga algum tipo de estampa energética e a faz menos suscetível a energias sutis? Enfim, algo a se debater e experimentar. Aliás, Sandro, o que você acha da questão de legumes e verduras estarem perdendo valor nutricional por causa do desgaste do solo? Tem fundamento?
  23. 1 point
  24. 1 point
    Nesse video o Wagner Borges, que é experiente nas projeções tentou a projeção e não conseguiu no momento da anestesia de uma cirurgia. Mas ele fala que sentiu o momento da reentrada no corpo quando despertou da cirurgia. https://youtu.be/M4oFwLxt2es
  25. 1 point
    É como aquilo que o Robert citou, dá para obter agua ultra pura, porém: - envolve uma combinacao de metodos ( carvao ativo +dupla destilacao+ coluna trocadora de íons+ osmose reversa+ UV) http://www.pro-analise.com.br/index.php?route=product/product&product_id=3565 https://www.pro-analise.com.br/index.php?route=product/search&search=Osmose reversa http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/filtro.asp - mas alem disso se bem caro, o resultado é uma água que nao serve para beber. Entao ainda terá qie adicionar os sais que voce retirou dela ao purificar tanto. E essa adição artificial nao sera completa, assim como tomar comprimidos de vitamina não te garante que voce estara absrovendo as vitaminas que abosrveria se as consumisse pela ingestao de alimentos.
  26. 1 point
    Você teve vários resultados educativos numa mesma experiência! Já deu "sorte" aqui, porque a rega geral é nem ver nada na cama, as vezes nem o travesseiro. Portanto não estranhe se das próximas vezes olhar para seu coro e não tiver corpo algum ali. Porque esse negócio de clarear é um comando que tem como efeito dispersar suas energias mais densas, que são as que dificultam a percepção clara. Mas não costuma funcionar e estiver dentro da faixa de ação do cordão de prata, uns 4m do corpo. Tem que se afastar do corpo para essa técnica funcionar. Se tivesse tentado ela de novo após sair do quarto é QUASE certo que funcionaria. Porém, algumas pessoas tem energias mais densas que outras, e poderia ainda ter que lutar um pouco com isso até se afastar uns poucos metros DE CASA mas eu nunca andei mais de 10metros com essa visão escura. En geral após 3m, nom eu caso, já se dissipa. Exatamente por estar ainda portando o lastro energético denso que você ainda estava vendo sua casa escura como no físico. Se tivesse liberado o lastro estaria vendo como se uma lâmpada incandescente de 45w estivesse acesa em casa peça. Mais um sinal de que estava carregando um lastro denso de energia. Estava na faixa próxima do físico, é meio como andar embaixo d'água usando um escafandro. Lembra este relato: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=68330 É, isso acontece com irritante frequência. Você pode colocar uma espreguiçadeira em frente a porta do quarto e detiar ali para se projetar. Aí é só levantar em astral da espreguiçadeira e passar pela porta. Simples. Mas tem vezes que você deixa a porta do quaro aberta mas ao se projetar encontra ela fechada e precisa atravessá-la. Outras vezes você deixa fechada mas encontra aberta..... vai saber... São as tais flutuações de realidade: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/&do=findComment&comment=74023 Mas no seu caso pode ter sido questão de visão mesmo. Você depois notará que quando quer saber o que tem num predio, basta olhar com atenção e você enxerga através dele, como se fosse uma casa de bonecas: As vezes você sai de casa e dá no pátio da casa em que morou há 20 anos atrás, até em outra cidade! No início esses distúrbios são comuns, depois estabiliza. Mas note: Nesse momento já tinha passado talvez 2 minutos. O lastro que te prendia a zona mis próxima do físico vai se desgastando e você começa a mudar de faixa, já viu a área de serviço como era em outra faixa de tempo. E exatamente por isso, por estar numa faixa diferente da que estava logo que levantou e viu seu corpo , agora você já não vê mais o físico: Então note a progressão: - quando você levanta do corpo está carregando muita energia etérica e pode ver o físico de forma mais fiel (vi seu corpo deitado na cama, consegiu ver seus pais na cama) - a medida que o lastro energético vai se dissipando, você começa a se afastar da zona física (vê a área de serviço diferente do que tinha no físico e já não vê seus avós no quarto) - se tivesse saído de casa é provável que descobrisse que a rua até parecia a mesma logo ao sair, mas após andar uns 30metros e olhar ao redor veria que tem vários prédios ali que não existem no físico, EMBORA durante a experiência eles vão te parecer certinhos, porque afinal de contas, aquela rua que você vê em astral é uma das faixas que de fato existem na sua rua, por isso parece familiar. Mas não são realmente os mesmos prédios que tem no físico. As próximas serão diferentes dessa. Eu diria que se tiver 50 projeções, só umas 8 serão parecidas entre si, o resto é tudo sempre muito diferente umas das outras.
  27. 1 point
    Claro Robert. E eu só comentei ali a questão de adicionar esgoto para mostrar que o que muitas vezes o que aparece na mídia como "poluição" é algo que não tem muito valor do ponto de vista técnico, tanto que os caras ali naquele meu link estavam propondo adicionar esgoto no poço de água mineral, para solucionar o problema. Mas num caso de agrotóxicos já é contaminação por produtos adicionados pela mão do homem, o que é MUITO mais perigoso. Agora, essa questão da água potável segue a mesma lógica para tudo: se não dá para confiar totalmente na empresa de tratamento de água, porque você iria acreditar que uma empresa que fabrica filtros, que precisam passar por manutenção regular e troca de refis a cada x meses, de fato oferece a proteção que você busca?? Afinal, a renda dessas empresas depende de conseguirem semear desconfiança do serviço DOS OUTROS (do serviço de tratamento e também concorrentes) . Se você aceitar a premissa deles, de que não se pode confiar no serviço de tratamento de água, precisará desconfiar também deles, a de que também não merecem confiança total né? Ainda mais pela própria "natureza fraudulenta" da iniciativa privada, que sempre tende a reduzir a qualidade de um produto após conquistar espaço no mercado, para reduzir custos e aumentar os lucros. Como é que o consumidor desses produtos pode checar se o resultado entregue é aquele prometido? Eles apenas confiam totalmente né? Mesmo sendo certificado pelo INMETRO o que eles analisam ali são coisas bobas, como retenção de partículas, eliminação de cloro e microorganismos. Nada disso evita a ingestão de produtos químicos tóxicos. Esses três resultados bobinhos você consegue o mesmo com um filtro de barro: https://globoplay.globo.com/v/5070849/ E olha, nem mesmo os equipamentos de laboratório conseguem entregar a confiabilidade que prometem, você só descobre isso quando coloca dois equipamentos a fazer a mesma medição e obtém resultados bem diferentes, mesmo após ele terem sido calibrados juntos. E aí precisa de mais um ou dois equipamentos extras, ou usar algum outro método diferente, para chegar a uma conclusão de qual aparelho está medindo errado pela regre tribal da "vitória da maioria.". Aqui tem um exemplo do meu dia a dia: Ambos os eletrodos dentro da mesma amostra, cada um dando um resultado diferente. E 1 minutos antes ambos estavam dentro de uma solução pH 7, e foram ambos calibrados para medir 7,00. Foi só tirar do copinho com solução 7,00, em que o visor de ambos estava mostrando 7,00, e botar numa amostra real de água, e pronto! jà apareceu o erro. O aparelho cinza escuro era zero km, o branco tem 10 anos de uso. Eu estava justamente colocando o cinza escuro em uso pela primeira vez e checando se estava correto. Terminou que devolvemos o aparelho novo para o fabricante porque era ele que estava errado. Mas e se não tivéssemos outros para comparar???? Faríamos todas as medições erradas sem saber). Outra vez resolvemos usar um equipamento de análise que "faz tudo". Aquelas coisas que você só ega sua amostra, pinga duas gotinhas do kit do fabricante, pega o tubo bota no compartimento e o visor te diz quanto tem daquilo que voce está medindo. É uma análise que leva no total uns 5 segundos para fazer, enquanto que a tradicional leva 10 minutos. E o equipamento esse é da fabricante "BAM BAM BAM" de equipamentos desse tipo, líder mundial, na fabricação de reagente químicos de qualidade. O equipamento vem com certificação internacional e vem até um técnico da empresa para te ensinar a mexer e fazer análises na sua frente para te mostrar. E o equipamento dizia que detectava de 2 a 20mg/L da substancia a ser medida. Quando li isso já vi a fraude, ehehe. Uma aluna queria fazer as análises do seu doutorado usando só ele, eu falei que não era confiável, ela não acreditou , então eu provei para ela: -preparei amostras que continham 2, 10, e 20mg/L já dizendo de antemão que o que ela veria seria dar certo apenas o 10, os valores 2 e 20 dariam errado. Ao mesmo tempo fiz a análise pelo método tradicional. A analise tradicional deu certo nos 3 valores, mas no tal equipamento da empresa BamBamBam o 2 deu 4 (100% de erro portanto), o 10 deu 10 (como eu previ) e o 20 deu 16 (20% de erro). Portanto, o mais provável é que esse equipamento só conseguisse fazer análises confiáveis entre 8-12mg/L, não entre 2 e 20 como prometido. As empresas privadas fazem isso o tempo todo né? Você compra um mp3 que diz que a bateria dura 6h mas vai durar 4,5h. Se disse que dura 4, vai durar 2,5. Esse são só uns poucos exemplos, já vi vários desses erros que só podem ser detectados dentro de um laboratório equipado, pelas pessoas que sabem o que fazer para detectá-los. E olha que equipamentos que tem como público consumidor os laboratórios são mais confiáveis do que aqueles que se vende para o público leigo, já que esse público não terá meios de colocá-los à prova. Então na prática o que as pessoas que compram filtros caros estão fazendo é pagar caro por algo duvidoso porque.... estão em dúvida sobre outro algo também duvidoso...?!?. Já que não tem solução, para quem se preocupa com isso e quer usar filtros seria mais inteligente optar por soluções baratas e que não exigem muita manutenção. Você obterá um "algo a mais/melhor que nada" por custo quase zero, enquanto o produto caro também te dará apenas "algo a mais/melhor que nada" por um custo bem mais alto. Sem mandar fazer análises regulares da água você nunca saberá se o "algo a mais" do mais caro realmente justifica o gasto né? Só não sei se uma análise simples de água já detecta agrotóxicos. Mesmo que detecte, análises são coisas muito específicas. Ou seja, quando você pede um laudo, num dado laboratório você pode ter talvez uma análise para 20 COISAS diferentes, entre elas ALGUNS dos agrotóxicos. Mas aí no ano seguinte o desgoverno de plantão aprova para uso no brasil mais 20 agrotóxicos que são proibidos no resto do mundo, e até os laboratórios daqui poderem se preparar para analisar esses também vai demorar um ano ou mais. Enquanto isso você estará bebendo agrotóxicos mesmo que o laudo que você estiver pagando está te dizendo que tudo está ok https://portrasdoalimento.info/agrotoxico-na-agua/ A coisa não é nem um pouco simples como os fabricantes de filtro querem que o povo acredite.
  28. 1 point
    Foi só uma tentativa de ilustrar que não merece total confiança o tratamento de água, tem outros casos https://www.brasildefato.com.br/2020/05/16/mistura-de-agrotoxicos-na-agua-continua-sem-controle-fiocruz-propoe-maior-rigidez Pouco sabemos sobre o que pode fazer mal ou bem. Só nos últimos anos que se descobriu de vez a quantidade excessiva de deutério nas águas e alimentos e o quão mal isso faz. No sentido de alguém morrer por causa da água acho improvável, mas conter substâncias que cumulativamente vão degenerar o corpo humano ou a saúde no geral, acho muito provável. Como metais pesados por exemplo. Creio que para os que tem condições o ideal é ter um filho de tecnologia competente para casa.
  29. 1 point
    É, a questao de coliformes numa agua NAO tratada é irrelevante. Mas se trouxer junto contaminantes químicos, como acontece nas aguas minerais, aí complica o tratamento. Agora note como sao as coisas: nesse link aí fazem a manchete sobre os coliformes fecais no rio e o apresentam como um problema, embora o texto esclareça corretamente: é apenas um INDICADOR de que PODE ter mais coisas ali. Já neste outro apresentam como solucao para o problema dos nitratos na água mineral, adicionar esgoto: https://www.ecodebate.com.br/2018/11/14/natal-rn-com-alta-concentracao-de-nitratos-na-agua-nos-pocos-isso-e-facil-de-resolver-artigo-de-paulo-afonso-da-mata-machado/
  30. 1 point
    Apesar de também não confiar na água mineiral, muito menos confio no tratamento de água potável: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/02/04/analise-da-agua-do-rio-guandu-feita-pelo-rj1-mostra-nivel-de-coliformes-acima-do-padrao.ghtml Acho que a questão do fluor boa parte sabe que é fluoreto, mas se fala flúor para incluir também as pastas de dente. Na água acredito que seja referência a ácido hexafluorosilico e silicofloreto de sodio mesmo, porque parece que no começo da implementação vendiam essa combinação as companhias com o nome de Fluoreto ou Flúor. Um cara que acompanho faz um tempo e é especialista em água, Robert Slovak, só acredita que uma boa água mesmo só se consegue ou com filtro de osmose reversa + carvão ativado ou destilação + carvão ativado (depois você repõe os eletrólitos perdidos no processo usando algum suplemento ou sal integral bem diluido). Não acredito que essa água vá matar alguém, mas no sentido de saúde para se aproveitar ao máximo do que poderia ser, está bem longe de ser bom.
  31. 1 point
    Primeiramente... Li todos os topicos sobre masturbação, achei interessante, mas meu caso esta realmente complicado. Não consegui uma clareza mental necessaria para seguir um caminho. Seguinte.. Isso que falarei é bem intimo, então teremos maturidade kk Des de que me conheço por gente, ( 6, 7 , 8 anos) . Já tinha ereções , não sabia o que era sexo, mas já conhecia sacanagens, eu era tarado por pernas de mulher, gostava de ver clips da MTV pois as cenas eram ''picantes''. Sem saber o que era masturbação, eu me masturbava, mas só ''mexendo sabe.. Sem gozar, pois eu era criança. Tudo isso acho que é normal ( É o que Freud diz se não me engano) Mas hoje. Aos 19 anos, me masturbo TODO DIA ( TODO DIA) , DES DOS 10 ANOS.... TODO DIA TODO DIA Uma vez por dia é o padrão, as vezes quando preciso relaxar, duas. E o pior... Na epoca que fumava maconha, o que eu fazia: Fumava, e me masturbava ... ( Isso é muito bom, por favor nao façam isso, se não jaera!) Mas enfim... Nesses ultimos dois anos, eu tenho '' tentado parar '' , mas o maximo que consigo ficar sem é 1 dia Ai vem o motivo desse topico: Fiquei hoje e ontem, quase 48 horas sem me masturbar. Para dormir foi um inferno, acordava de madrugada, sonhava com pornografia... E o mais interessante, acho que fui muito assediado hoje: Dor de cabeça, dor na perna, senti realmente um acumulo enorme , no chakra esplenico ( como se a energia quisesse sair) Na hora de dormir, aconteceu algo interessante tambem, achei que estava sendo assediado e mentalizei assim : Po cara deixa eu dormir, vamos sair dessa juntos . Ai.. Plantou do nada uma frase na minha cabeça com um som mental de outra voz falando : Acho que deveria cuidar da sua vida Pode ter sido o subconsciente mas enfim... Passei o dia todo pensando em sexo, não conseguia olhar para mulher nenhuma sem pensar em sexo . Nas aulas 50% do meu rendimento foi pensar no meu caminho sem masturbação. Enfim... Quando eu fico um dia sem masturbação é sempre assim. Sinto realmente uma energia muito forte, e outra coisa, consigo sentir as energias mais nitidamente ( talvez por causa da densidade ) O que eu queria? Minha meta era usar essa energia que fica acumulada para minhas tarefas de estudo. Mas parece que não ta dando certo, me sinto mal, não ta fazendo bem pra mim. Outra opção : Não sei se existe isso, mas no orgasmo , fazer algo com essa energia liberada. Pois realmente o orgasmo é muito intenso, é literalmente um fogo no chakra esplenico , que dependendo pode ir ao corpo todo, ou ficar la mesmo. Outra opção: Manter tudo como esta ( estou me sentindo preso nesse habito, mas talvez seja neura minha ) Pois assim como a masturbação me faz bem, pode me fazer mal. Já que li historias de pessoas que trancaram a masturbação por meses e se tornaram 1000% de produtividade. E eu preciso produzir muito.. _______________________________________________________ Sei la o que fazer, todos meus amigos ficam espantados quando eu falo que só consigo ficar um dia sem... Mas realmente é a coisa mais dificil da minha vida acho. Uma coisa que ja tentei, é pegar nojo de mulher, e da certo, mas na libido alta, pode ser a coisa mais nojenta do mundo, nada vai importar para você OU, simplesmente esquece esse fato e vive na mentira. Tento criar mais respeito para as mulheres tambem, nunca as tratei mal como um machista, mas parece que não há regras quando não se tem o controle.
  32. 1 point
    Amigo, Boa noite. Estou muito interessado nós assuntos da GNOSE, vc poderia me add no Whatsapp e me dar umas dicas? Vi seu relato ali no comentário sobre a morte dos egos que olham pra bumbuns etc, fiquei impressionado. Pois isso é uma grande dificuldade pra mim, estou enlouquecendo. Por favor, se puder me chamar no Whatsapp. Meu Telefone É xxxxxxxxxxx
  33. 1 point
    Praticamente não dormi essa noite devido a múltiplas saídas do corpo com ataques imediatos de um grupo de pessoas. Notei que eram uns 20 espíritos mas com visível baixa inteligência. Detalhes e papos meio ridículos. Uns pareciam usar máscaras e outros tentavam me assustar com medos e traumas do meu subconsciente. Depois de algumas acordadas e novas saídas, comecei a ridiculariza-lós para que desistissem pois, embora fossem ignorantes, provocavam uma sensação de peso no peito. Pronunciei um mantra e orei. Um espírito metido a tio do Corolla notou e tentou me bloquear mas consegui sair da situação. Mantenho recipientes contendo água e sal grosso pela casa e o do meu quarto parecia que tinha fervido. O sal grudou nas laterais e solidificou. O mundo passa por uma fase de limpeza e recuperação da sanidade. Precisamos ser mais fortes. Paz e luz.
  34. 1 point
    Nos dois. Com coisas do fisico eu so tenho experincia com numeros, ao sair de casa projetado e tentar olhar numeros de casas da rua que eu estou para comprovar depois que voltar ao corpo. E também placas de lojas etc. Nunca cruzei com um livro do fisico estando projetado. Os livros que vi em projecao eram livros que apareceram lá. Lembro que uma vez eu voei da minha casa ate o topo do predio em frente. Era um jardim no topo do predio ( só em astral, no fisico era apenas um predio de dois andares. Sentei ali entre as folhagens e tinha um livro que parecia a capa do Pequeno Principe. Então olhei achando que era o livro O pequeno príncipe, mas parecia dizer Edward, o príncipe. Parecia.... resolvi "olhar bem" porque bateu duvida se era Edward ou Edgard, eu queria ter certeza do titulo para depois pesquisar se existia. Foi o qie bastou, quando foquei minha atencao ali nas letras apos o E, elas começaram a trocar de posicoa entre si, como se fossem peixes nadando num aquario pequeno,e as letras foram se embaralharando todas, ate que nem aquele E maiusculo estava mais no inicio da palavra e eu ja nao conseguia mais ter ideia de que palavra era aquilo. Por sorte eu tinha tido aquele primeiro "olhar de relance" que me fez achar que era "Edward o principe". Se eu tivesse desde o inicio olhado com atencao plena nao teria nem esse titulo para lembrar. Tambem tive um livro nas maos que eu sabia que estava escrito em alemao e que tratava do assunto de umas guerras. Mas so consegui saber isso da pagina que abri, eu entendia vagamente a ideia da pagina, mas nao discernia nenhuma frase compreensivel. Eu acho, nao tenho certeza, porque tive poucas experiências com livros, que o método de compreensao da leitura talvez seja similar aonde compreender uma foto. Aquele jeito de olhar que voce olha o todo e tira uma impressao geral da cena. O que talvez explique porque nao parece possível obter informacoes precisas do astral, ou de entidades se comunicando por médiuns. Os céticos adoram apontar isso como prova de que videntes, cartomantes e mediuna sao fraudes porque só falam coisas genericas, mas eu acho que é devido a essa dificuldade ligada ao funcionamento da mente atuando fora do corpo. É como se exatidao, método, organizacao... fossem formas de funcionamemto da mente que só podem existir nesse estado de vigilia, talvez fruto da linearidade da percepcao do tempo e espaço. Projetado você pensa mais como poeta do que como cientista. E se tenta forçar um pensamento mais analitico aquilo parece nao ser muito compreensivel para os demais habitantes do astral. Lembro de uma vez em que eu queria uma resposta temporal, e a mentora me respondeu que faltava pouco, só mais 20 dias. Na hora eu percebi que aquilo nao fazia sentido e que se voltasse para o corpo com esse dado, ele seria inutil. Então lembrei de perguntar algo qie me ajudasse mais: - como você define " um dia"? Ela parou, pensou um pouco e disse: - um dia é o tempo necessário para treinar um aprendiz num novo trabalho, de modo que ele possa desmepenha-lo sozinho, sem supervisao - Ahhh, entao, digamos que um dianla na terra equivale a seis meses? Ela pareceu se espantar com aquilo, e concordou: - Isso memso! Exato! Uns seis meses! - Entao tenho que esperar uns dez anos para ver a solucao disso? - Sim, e isso! Dez anos! Voltei para o corpo imediatamente para nao esquecer aquilo. Mas a experiencia me mostrou que quem esta lá pensa pelos moldes de lá, somos nós, encarnados projetores, que transitamos entre os dois planos, que precisamos tentar fazer a traducao de la para cá, ou a informacão pode se tornar inutil, e provavelmente é por isso que as profecias em geral falham, as pessoas que tem acesso a elas talvez esquecam que precisa fazer uma "conversao de unidades" pelo fato de a mente fora do corpo aparentemente nao funcionar da mesma maneira que a mente dentro do corpo . Mas isso é pelas experiencias que eu tive, pode ter outras pessoas por aí que consigam ler como se lê no fisico, etc. Mas ACHO que isso que notei nwo deve ser muito diferente do que rola com os outros .
  35. 1 point
    Vou deixar aqui anexado um livro que traz varios relatos de crianças que lembravam suas vidas passadas. O amor me trouxe de volta.pdf
  36. 1 point
    Na verdade não é energia astral, é energia etérica. Vivemos no mundo físico, e para isso temos um corpo físico. Estamos dentro do corpo físico quando nosso corpo astral. São dois corpos encaixados um no outro. O que mantém esses corpos unidos é o corpo etérico, um corpo intermediário que serve para manter todos os processos energéticos do corpo físico funcionando. Aura, chackras, tudo isso é parte do sistema energético, etérico. Para sairmos em astral o corpo etérico se expande, ou seja, afrouxa sua coesão, e isso permite que o corpo astral saia do corpo físico. Logo, você capta a idéia de que a energia etérica é o que aproxima o corpo astral do plano material. Espíritos que ficam querendo energia sao espíritos que não estão onde deveriam estar. Vivem em zonas próximas da terra devido a sua fixação aos prazeres e sensações do plano material. Então para eles obter um pouco de energia etérica lhe permite ficar mais perto do plano físico e ter sensações densas. Sensações simples como sabores, ou sexo. Por isso motéis, restaurantes, estao sempre lotados de obsessores que vão ali para experimentar sabores e sensações densas, como faziam quando estavam encarnados. Mas essa energia os torna mais fortes também. Então, por exemplo, uma entidade que obtém energia de sangue, como as que se alimentam de sacrifícios de animais nas religiões afro, é como um super-herói do astral, tem muito mais força e poderes para fazer o deseja. Por isso os espíritos mercenários trabalham para quem lhes oferece sacrifícios de animais. Mas mesmo para trabalhos benignos, de curas e tal, se usa flores, frutas, sempre frescos para fornecer alguma energia que ajude a entidade que vai fazer a cura, que afinal de contas, sempre será um procedimento com energia etérica, não astral. Como o corpo físico é muito mais denso que o etérico e o etérico é muito mais denso que o astral, uma pequena quantidade de energia etérica que for absorvida pelo espírito desencarnado já é muita energia para ele. Mas pode pensar em força pura e simples: para um espírito mexer um objeto do plano fisico ele precisará de MUITA energia etérica. Por isso em casos de poltergeist sempre há, dentro da casa, doadores de energia: em geral meninas na puberdade, e/ou adultos usuários de drogas. As entidades usam pequenas manifestaçoes fisicas para induzir medo. Quando as pessoas tem medo, elas liberam mais energia ainda, e os fenômenos ficarão mais fortes ainda, porque as entidades agora tem mais energia para usar, e isso vai gerar mais medo ainda, e tudo vai piorando. Energia etérica para as entidades é simplesmente SUPERPODERES
  37. 1 point
    Um outro PROVÁVEL exemplo disso: Ficou parecendo que o destino da mãe dele era mesmo morrer desse jeito. Ao atrapalhar o primeiro desfecho, por ter surpreendido o ladrão, acabou assumindo a missão de completar a tarefa. Obviamente esse tipo de interpretação é especulativa. Mas quando você observa a vida das pessoas "problemáticas", pessoas que de fato passam por repetidos problemas bem concretos, bem materiais, percebe que é aqueles que se aproximam delas acabam sendo os agentes dos problemas pelos quais ela deve passar, mesmo que inadvertidamente. É a pressão cármica para tornar as pessoas próximas atores no drama que ela deve viver. Então quem "abraça a causa", quem "adota" pessoas problemáticas (como filho, como parceiro amoroso) tem que ter estar consciente disso para não virar um mero robozinho movido pelas forças que tentam criar problema para essa pessoa. Até porque, quem vai parar na cadeia é quem cria o problema. Como diz aquela velha passagem bíblica : "É necessário que haja escândalos, mas ai daquele por quem o escândalo vem"
  38. 1 point
    ( Mesmo não sendo um desabafo vou postar nesta área porque talvez o publico que circule por aqui esteja mias afinizado como que pretendo dizer) Vou deixar aqui uns comentários que não são dirigidos a ninguém em especial, mas a um determinado perfil psicológico que tenho notado em várias pessoas que já me contataram por MP aqui no gva no decorrer dos poucos anos em que tenho estado por aqui (desde 2012). O fato de algumas pessoas com esse perfil me procurarem me faz pensar que há muitas mais, que nem se cadastraram no gva, apenas passam por aqui para ler algo, e podem estar na mesma situação, mas não querem se expôr. E também, pelo fato de eu não estar me dirigindo a ninguém especificamente, posso falar certas coisas que talvez sejam úteis para essas pessoas, sem correr o risco de ofender ou magoar alguém, já que não estou falando para esta ou aquela, mas para alguns cujo perfil se caracteriza por esse traços. Tem muita gente por aí, em geral jovens entre 15 e 25 anos, que sofre de uma combinação de condições: extrema ansiedade, crises de pânico, fobia social, tendência a medos genéricos e paranóia religiosa. Com o tempo eles as vezes ainda descobrem que possuem também histórico de abuso sexual na infância, tendências homossexuais ainda não assumidas, e em geral pertencem a famílias também compostas por fanáticos religiosos, com um ou mais membros com problemas psiquiátricos, ou com algum dos genitores com tendências sexuais também incompatíveis com suas crenças. Em geral esses jovens passaram por situações de bullying na escola, tem dificuldade para relações sociais, sofrem uma certa opressão na família, e por isso optam por viver fora da realidade enquanto for possível, ficando presos cada vez mais num círculo vicioso de medo de dependência financeira e emocional do principal agente opressor, que costuma ser a família . Terminam vivendo isolados da sociedade porque ficam “protegidos” na bolha familiar.. Mas também vivem isolados da família optando por recolher-se nas bolhas da internet, games, etc. Em parte isso é culpa dos pais, que deveriam preparar seus filhos para mundo, ao invés de permitir-lhes alimentar esses medos durante anos a fio. Mas famílias doentias gostam de manter seu núcleo de emocionalidade tóxica impenetrável aos agentes externos, tanto que agora, nestes tempos mais trevosos, o ensino doméstico virou assunto da moda. Gente, famílias são compostas por espíritos afins. Espíritos que quando desencarnados vão morar nas mesmas zonas, mantendo os mesmos hábitos, as mesmas crenças. Então o que acontece? Esses jovens problemáticos em geral já vieram de zonas do umbral habitadas por grupos de espíritos fanáticos religiosos, por exemplo. Muitas vezes já tiveram várias encarnações como padres ou monges, e naquele ambiente ainda acabaram sofrendo abusos sexuais de outras pessoas também problemáticas nessa área. Nesta vida eles tem uma oportunidade de sair da bolha protegida e parasitária dos mosteiros, mas ficam cheios de medos, porque por séculos viveram fora do mundo,sempre tentando se esconder da vida em grupos de outros similares a eles. Essas tendências continuam fortes nesta vida, até porque nascem em famílias formadas por pessoas de perfil similar, sofrendo pressão de pais que também tiveram lá sua carga de problemas na juventude... Esses jovens precisam, primeiro, superar medos infundados e entender que a trajetória saudável de uma encarnação minimamente equilibrada exige: -estudar, -trabalhar, -ter vida independente, separado dos pais. - praticar alguma atividade física Praticar atividade física para essas pessoas é mais importante do que para as outras, porque tendo passado muitas encarnações isolados, dentro de comunidades religiosas, em geral eles tem problemas no chackra básico, tendo pouco aterramento, o que gera pouca vontade de viver, pouca energia, pouco interesse por qualquer coisa na vida. Atividade física estimula o chackra básico, então vai ajudar a compensar um pouco esse desequilíbrio. Outro motivo é que pela ansiedade que essas pessoas apresentam, toda sua energia fica atrelada ao “centro emocional”, em geral reagindo aos pensamentos negativos que uma mente desocupada produz sem parar. Fazer atividades físicas desloca essa energia para o “centro motor”, dando uma folga para emoções agitadas e pensamentos negativos. Quanto ao resto, é o básico: não há como sair da bolha familiar, que em geral é sua prisão consciencial, sem adquirir independência financeira. E essa independência, no mudo moderno, exige algum estudo. Portanto, basta seguir o rumo normal, estudar, adquirir uma profissão e então começar sua vida própria, que boa parte dos problemas ligados à condição do nascimento/família, serão superados no devido tempo, de forma automática. Mas sim, leva tempo! Ansiedade em relação a isso não vai acelerar nada, só prejudica. Muitas vezes esses jovens tentaram de todas as formas fugir dos desafios de cada etapa da vida para então, mais tarde, quando acordam para a realidade de que seu futuro será igual ao seu presente, sem perspectivas, ficam esbaforidos tentando achar uma solução rápida. Na busca incessante por atalhos gastam mais tempo alternando entre eles do que se seguissem o rumo normal, pelos caminhos regulares. Portanto: não invente moda! Estude a idade que lhe cabe estudar, como os demais jovens. Escolha uma profissão e faça um curso técnico ou faculdade, e saia do ninho! Porque se você não fizer isso você continuará sendo o prisioneiro de uma mentalidade que não se modifica encarnação após encarnação, porque você fica fugindo de conhecer outras pessoas, outras idéias, outras formas de ver a vida. Via ficar só alternando da bolha umbralina para a bolha no plano físico, mas sempe preso à mesma mentalidade, sendo que os problemas advindos disso vão de agravando, porque pela repetição incessante dos mesmo padrões de pensamento e emoções, fica mais difícil a cada vida conseguir “pensar fora da caixa”. Se não sair dessa um dia você nem volta mais para cá: após pasar algum aperto, quando sentir a pressão aliviar, vai levar três palmadas e abrirá os olhos num Jurassic park lá de um planeta mais primitivo que a terra, porque ao optar por ficar isolado não se integrou ao ritmo evolutivo das massas (que já é bem lerdo) e teve que ser despachado ( junto com os terraplanistas, por exemplo, ehehe) para formar um povoamento em outro planeta mais atrasado. Outro problema em pessoas com esse perfil é que como elas vivem com medo de algo que nem sabem o que é, tendem a ser vítimas fáceis de doutrinas que semeiam medo para usar as massas como grupos de ação na sociedade. Os fundamentalistas cristãos já fizeram muito isso disseminando o medo diabo, e depois é só dizer que o diabo é x, y, ou z, e essas pessoas aceitam. Os fundamentalistas lá do oriente médio dizem que os EUA é o grande satã, e assim manejam seus crentes nessa direção. O diabo é qualquer coisa que os grupos manipuladores decidirem que no momento é mais útil. O que importa é que eles sabem que possuem esse exército de zumbis hipnotizados pronto para entrar em ação, basta que se diga a eles quem é o “diabo da vez”. Esses jovens a quem me dirijo nesta postagem tem uma tendência natural a se sentirem atraídos por esse tipo de manipulação, que assumirá diversas formas: diabo, comunismo, reptilianos, demiurgo, illuminatti, judeus, gays, feministas, estrangeiros... Portanto, eu sugiro a vocês que se notarem que estão se sentindo fascinados por teorias que falam de um “inimigo oculto”, de um “grande complô”, afastam-se dessas idéias e dos grupos que as disseminam. Não significa que não existam grandes complôs no mundo, mas é que vocês tem uma tendência psicológica mais sensível a esse tipo de argumento, e isso pode ser desastroso para sua sanidade. Não custa lembrar que aquele tipo de pessoa que do nada pega uma arma e sai a matar inocentes, em escolas, shoppings, etc. em geral tem muitos dos mesmos traços que estou destacando aqui. Questões íntimas mal resolvidas , em geral ligadas à própria sexualidade, uma família problemática, somadas a algum tipo de crença fanática e uma tendência a botar a culpa no inimigo oculto é o que costuma levar essas pessoas a despejar suas insatisfações emocionais nos demais, quando a culpa está nele, por permitir-se alimentar diariamente pensamentos e emoções tóxicas, reforçados continuamente dentro da sua pequena bolha de familiares e amigos. Portanto, sugiro que : - Siga os rituais normais para sua idade, em cada fase da vida, evitando os excessos mas também as paralisias. - Identifique dentro de você a presença de “fatores de risco” como: ---------------o apreço pela cultura, mentalidade ou posturas radicalmente conservadoras, ---------------a fascinação por idéias que gerem desconfiança, paranóias --------------- conflitos sexuais de qualquer tipo -Não fuja de suas inquietações emocionais usando comida, drogas, ou bebidas. Se quer encher a cara ou usar drogas, só faça quando já estiver de ótimo humor, para evitar criar um condicionamento de usar algo para aliviar sofrimento interior, o que te tornará prisioneiro desses recursos e destruirá sua saúde ,tornando tudo mais difícil do que já é. .- Pratique algum esporte - Não alimente sentimentos/pensamentos “secretos” achando que não tem problema ó porque ninguém está sabendo. Exemplo: vídeos de estupro ou pedofilia. Tendências que você não pode revelar abertamente crescerão se forem alimentadas, e chegará uma hora em que se converterão em fonte de problemas, mais cedo ou mais tarde. Procure um psicólogo se sente que as tem. As coisas que vem à luz costumam se tornar menos perigosas do que se “mantidas no escuro” - Entenda que tudo na vida demora. Você é ansioso hoje aos 15, ainda será aos 30, um pouco menos aos 40. Não vai achar fórmula mágica que resolva logo seu problema só porque você está precisando muito muito... como se toda sua vida agora dependesse disso. Mesmo que você encontre fórmulas maravilhosas, sua vida interior continuará sendo o que é hoje, por no mínimo dos mínimos, uns 5 anos ainda. Nada no nosso universo interior muda muito ou muda rápido. Portanto não tenha pressa, preocupe-se em dominar seus pensamentos e emoções negativas “apenas hoje”. Amanhã é um novo dia, e repita as tentativas... Após 5 ou 10 anos algum resultado terá se acumulado para que você note alguma melhora. Mas se desistir após um mês porque não está vendo resultado, sua vida será para sempre o que é hoje. - Aprenda a meditar, pode ser muito útil para pessoas ansiosas. Mas aprenda no sentido de estudar a coisa progressivamente, conhecendo diversas técnicas, métodos e escolas. Adote isso como um “projeto de vida”, porque para pessoas com seu perfil isso pode ser a diferença entre precisar ou não de um psiquiatra no futuro.
  39. 1 point
    Quando me vi projetada essa noite, pedi aos menotores para fazer assistência.. Depois de me levarem em vários lugares que não vem ao caso, parei em um quarto com uma jovem, magra, branca, com o cabelo loiro descolorido. Ela estava falando sobre ter perdido um filho com 16 anos, ter tido problemas com o colégio (acho que largou), e tinha problemas com a mãe adventista. Também se arrependia de ter colocado silicone (não sei do que ela morreu). Vi que ela estava irritada consigo mesma, como se não tivesse feito nada certo durante a vida. Eu segurei as mãos dela, olhei nos olhos dela e disse "vai ficar tudo bem", passando muito amor. Ela falou que agora, segurando minhas mãos vinham várias coisas, pequenos momentos que ela tinha feito coisas boas.. várias coisas pequenas, mas que vendo eles juntos deixaram ela bastante feliz e emocionada. Conversamos um pouco como amigas. Ela me perguntou se eu gostava de matemática e se eu colocaria silicone. Respondi, rimos um pouco e eu voltei pro corpo ainda sentindo como se estivesse segurando as mãos dela. Como o Saulo diz: As vezes a assistência é "só" uma conversa...
  40. 1 point
    Essa resposta depende de quem pergunta. 1- Para quem tem pressa, não quer aprender sobre nada, quer só “fazer esse troço de uma vez”: Baixe a técnica completa 3 do Saulo, que é uma técnica em áudio, e todas as noites deite 1h mais cedo, bote os fones de ouvido e fique fazendo o que ele diz no áudio. http://www.viagemastral.com/site/category/tecnicas/page/2/ Durante o dia vá escutando os áudios do curso. http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17292-curso-básico/ O curso não ensina COMO se projetar, mas vai falar de muitas coisas que acontecem com os projetores. Outra opção é baixar o pdf do Raduga e seguir apenas o capítulo inicial “Deixe seu corpo dentro de 3 dias”: https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsX3FYSUJRWVZlUWc/view?usp=sharing Tem um tópico sobre ele: 2- Para quem precisa entender um pouco o que está tentando fazer, baixe o meu pdf, são só 10 paginas de umas poucas explicações e algumas técnicas. Postei o link dele na minha apresentação: http://viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17031-apresentação-de-sandrofabres/&do=findComment&comment=74007 3- Para quem precisa mais explicações resolvi reunir aqui alguns dos textos sobre os fundamentos necessários para aprender a se projetar.
  41. 1 point
    desculpe eu me referi a vc como se fosse mulher, mas vi q vc usou o termo “apaixonado” la no inicio: e seu user esta “roberto”; falha minha. aqui estao os mantras: https://youtu.be/nBqvfXGSKUA https://youtu.be/TmF5QgdB81o testei o da alta estima e percebi uma mudança em mim, eu andava me sentido muito inferior no meio do povão. esse lance dos q se sentem melhor c vc ali na pior; na verdade essas pessoas gostam q vc fique ali alimentando o ego delas e se satisfazem c isso; a partir do momento q vc deixa de alimentar esse ego elas sentem pq o valor foi para vc; mas cuidado tb c a mente, pq nossa mente fica querendo nos agradar criando ilusoes e expectativas; se vc nao tiver expectativa em relação aos outros menos chance de se magoar. deixe alguns lembretes diarios pra vc mesmo, do tipo: sem carencias, o amor esta aqui em mim, e sem expectativas.
  42. 1 point
    Olha, isso exige: -auto-conhecimento - compreensao - -e não-identificação Auto-conhecimento para perceber como, quando, onde. atua um determinado traço em você,. E isso não é só o que você percebe no momento, há uma longa cadeia de associações emocionais e mentias envolvidas, que você precisa detectar para saber como é que esse SINTOMA, a mnifestação final que você detecta, ganhou força até chegar no ponto de se manifestar. Em geral o que as pessoas fazem é coibir a expressão do defeito, mas a expressão e fruto de tudo que veio antes, no seu mundo interno. Se uma pessoa não ataca lá na origem, tentar segurar apenas a manifestação tende a ser pouco útil, porque aquilo seguirá perturbando internamente, até achar uma brecha para se manifestar, as vzes através de um desvio, um sintoma tipo toc. Compreensão signfica uma percepção mais apurada, nada tem a ver com arranjar desculpas, justificar o problema. Compreender um defeito é algo similar a olhar par o céu e saber que vem chuva, não é algo racional ,explicável, é "percepção de uma natureza mais profunda. Isso não pode ser atingido no estado normal de consciencia. Não-identificação envolve você saber que "aquilo" não é você. Exemplo: imagine alguém que arranja briga com todo mundo. Tods percebem que aquela pessoa tem um problema, que ela se prejudica sendo assim, e que ela deveria corrigir isso. Mas ela própria gosta de ser assim, se orgulha disso, acha que aquilo faz parte da sua identidade. Então la não enxerga esse seu defeito como algo que ela TEM que do qual pode se LIVRAR, ela o enxerga como algo que ela "É". Isso é identificar-se com o defeito. Minha ira pode querer enfiar a mão na cara de alguém, não significa que eu queira enfiar a mão n cara de alguém. Quando você consegue perceber esses defeitos como algo separado do que você é realmente, você pode dar o próximo passo, que é reconhecer que esse traço só te traz problemas, e por isso você quer se livrar dele né? Par auxiliar nessa percepção a memória é usada, de forma organizada, para que você relembre todas as vezes que isso te gerou problema e tome uma decisão interior de não mais manter aquilo dentro de você, te governando. Isso é bem mais difícil de colocar em prática quado você tenta corrigir seu "traço psicológico principal", porque ele é sim uma boa parte da sua identidade, que precisará ser descartada. Por isso a compreensão é fundamental, ou você sempre protegerá seu defeito como se fosse virtude, sempre acontecerá a indentificação, e a identificação é o que zera a lucidez quando o defeito surge. Aí você faz o que ele quer, como se fosse uma "possessão", e quado termina você pensa "mas porque eu fiz isso? de novo???" O único lugar/técnica que conheço que aborda morte do ego de forma metódica é a Gnose. O resto, sinceramente, para mim ficam só na conversinha, o que inclui a turma que fala em "reforma íntima", mas não ensina como fazer, porque também não sabem, nunca conheceram um método. E acredito que o budismo também lide com isso de forma muito similar à gnose, pelo que já pude ver em livros e trechos sobre meditação. Mas não tenho conhecimento suficiente para afirmar isso com segurança, como tenho da gnose. Se você reparar, 99% do que você lê sobre isos, na espiritualidade nada mais são do que conversa, porque as pessoas acham que entender que algo é errado é suficiente para não fazer mais aquele erro. Não tem nada a ver uma coisa com a outra. O ego não é algo abstrato, é uma programação de caráter psicológico mas também de caráter energético. Se você não desagregar a energia coagulada que dá força ao ego, ele seguirá atuando,ainda que você "compreenda" seu erro. Pense no ego como "muitos eus", e pense em casa "eu" como um ser independente, como se fosse um obsessor que atua em você. Não obedecer ao obsessor não faz desaparecer. Para fazê-lo desaparece você precisa tomar outras providências. Com obsessor real, eles são encaminhados para outro lugares, para serem tratados e reencarnam. Mas com os eu, voce precisa destruir a parte energética dele, para que ele "suma". E é um trabalho diário e gradual através de um método. O que eu expliquei aqui é um esboço genérico, você encontra explicação mais detalhada aqui: http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/18220-qual-técnica-você-usa-para-o-auto-conhecimento-ou-auto-domínio/&do=findComment&comment=81741 Mas ainda assim ali eu só trato desse aspecto. Mas isso e encaixa dentro de todo um contexto que expliquei aqui, e que para entender direito, só mesmo fazendo um curso de gnose: http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/19524-estou-pensando-em-entrar-para-a-gnose-alguém-tem-experiência-nela-é-uma-boa-ideia-ou-é-mais-um-culto-maluco/&do=findComment&comment=91144
  43. 1 point
    Bom, vou explicar isso. Eu realmente não me sinto nem um pouco a vontade de fiar falando de gnose aqui no gva, pelo fato de eu ser administrador, e ja ter sido instrutor gnóstico,. Não quero que pareça que estou me valendo do espaço do Saulo, do GVA, que é para projeção astral para ficar trazendo "doutrinas estranhas" aos interesses gerasi do GVA. Mas também não dá para deixar muito sem explicação certas coisas, ou a incompreensão sobre os temas gnósticos é o que vai predominar, ate porque meu coleguinhas em outros locais da internet pouco fazem além de copiar textos do Samael e não sabem sintetizar o plano geral da Gnose. Vou tentar tocar em itens principais apenas, para que se tenha uma visão de conjunto da obra: 1- Cada planeta tem 7 raças, cada raça tem 4 idades cada vez mais decaídas, sempre iniciando na idade de outro e terminando de degenerar na Idade de ferro. Cada raça se manifesta numa dimensão, exceto na terceira e quinta, que passam por duas dimensões. 2- Na metade da terceira raça, a lemuriana, era necessário descer da quarta dimensão etérica, para a terceira, a física. Era a tal “queda do paraíso”. Como aquele povo ainda tinha consciência da sua ligação com o divino, de onde saíram e para onde iriam, não gostaram, e surgiu a idéia de suicido em massa para subir uma dimensão ( o astral é a quinta) ao invés de baixar para a terceira. Diante disso se fez necessário aumentar o grau de fascinação das pessoas pelos prazeres dos planos densos, para que eles se interessassem por eles e não prejudicassem o projeto planetário. A “ilusão de Maya” 3- Isso foi feito através da instalação de uma cauda, que a gnose chama de órgão kundartiguador, e cujos vestígios temos no cóccix, mas pode também ser visto no chackra básico , estendendo-se um pouco para baixo do corpo. Após um tempo esse órgão foi removido, mas ficou tempo demais, e essa fascinação tempo demais pelo do plano material gerou o ego, que fincou raízes no corpo causal. ( por isso a busca pelo despertar do kundalini é o "único" caminho, presente em todas as escolas esotéricas legítimas, pois é o retorno dessa energia ao estado original, já que faz essa energia subir pela coluna, ao invés de descer. Um caminho que não busca isso nunca atinge uma libertação final. Segundo a Gnose o Nirvana é só um estágio temporário, umas férias longas do Samsara, mas não a libertação definitiva) 4- O ego é uma divisão múltipla da mente, o ego é a mente, mas a mente dividida, “coágulos da mente” como leite coalhado. Cada coágulo é um “eu”, cada “eu” com seu condicionamento, seus desejos, e isso caracteriza a falta de unidade na psique humana, e portanto de livre-arbítrio, já que somos um conjunto de respostas psicológicas automatizadas, que se fortalece pela fascinação lá do item 2, a “identificação” do sujeito com os estímulos, a lucidez zero, que temos temos mesmo em vigília. 5- Como o ego é uma psique artificial, temos veículos artificiais, simulacros de corpos sutis. O corpo físico e o etérico são corpos animais, são os adequados. É uma tradição antiga se dizer que “os animais não tem alma”. Na verdade isso significa várias coisas, mas a idéia básica é que os animais não tem uma estrutura que sobreviva à morte, dizemos que eles não tem corpo astral (mas isso se altera com o convívio dos animais com o homem, tanto como animais domésticos como animais criados para servir de alimento, que é a razão do vegetarianismo). Da mesma forma, o homem-animal também não tem corpo astral, mas um simulacro dele, por isso é tão complicada a projeção astral para nós. 6- Sem o ego, nossa alma humana, que existe sob forma de partícula, ou “essência,” viveria a experiência encarnatória, cresceria com elas, e para deixar se ser animal e iniciar sua evolução como Homem mesmo, algo que a natureza não pode fazer para nós, a natureza só regula a evolução animal, usaria trabalho com a energia sexual sem orgasmo, para acumular essa energia, sublimando-a para com ela construir corpos adequados à manifestação dos veículos superiores do espírito: Alma humana, Alma divina, Espírito, tonrando-se cada pessoa uma manifestação individual da Grande Fonte, a idéai de Cristo ser também o Pai, mesmo estando encarnado na terra . É por isso que a energia do Kundalini é tão potente, porque serve a outras funções muito acima das funções animais ligadas meramente à reprodução. 7- Mas o ego funciona como preconceitos, que cegam a essência. Ela fica imatura, não cresce, enquanto que o ego fica cada vez mais automatizado, encarnação após encarnação, e a partir de um certo limite de cristalização seu destino é ser destruído no umbral, onde as forças do ambiente são mais erosivas que do plano físico. Não há evolução possível para o ego, assim com um preconceito não evolui, a pessoa evolui quando elimina o preconceito. O ego pode apenas ficar mais complexo, mais sofisticado, mais cheio de energia, desenvolver inteligência genial mas maligna, desenvolver poderes psíquicos, que suará para dominar os outros, atrair mias poder para si, na vida ou mesmo entre vidas, etc, tornando-se aquele magos negros que vivem milênios sem encarnar, e vão se deformando sob ação das forças astrais das zonas pesadas, onde eles vivem. Por isso demônos são representados com a cauda de satã ( o mesmo kundartiguador do item 3) que mostra no corpo astral um aprofundamento ainda mias grave da energia sexual lá no cóccix. E tem ela mesma, essa cauda, outros chackras negativos ligados nela, o que faz com que alguém com essa cauda, seja um tipo de “Mestre Invertido”, alguém que despertou poderes e consciência somente para o “mal”. Quanto mais forte o ego, mais deformado o corpo astral do sujeito, que vai virando um monstro e nas fases finais fim vai ficando paralisado, até ser desintegrado e a partícula divina é liberada no final sendo reabsorvida na Fonte sem nunca ter obtido auto-consciencia, porque esteve dormindo, sem lucidez todo o tempo que o ego dominou. Aprendeu muito pouco, porque todo aprendizado foi filtrado através do ego, e por isso não tem condição se ser uma “expressão individualizada da Fonte”, como são os Mestres. Esse seria o destino de boa parte da humanidade, segundo a gnose. 8- Como somos todos muito antigos, o ego é uma cristalização energética já muito forte. No início era possível eliminá-lo apenas pro práticas mentais, como meditação. Com o tempo não foi mais possível, e passou a ser necessário usar energia de maior potência, e é aí novamente que entra a magia sexual. A prática de morte do ego envolve com pré-requisitos a não identificação com os eventos (para não fortalecer o ego), não ceder ao ego quando possível (para aumentar a visibilidade dele ao tentar ter suas vontades satisfeitas) a lembrança de si ( que é ativar o observador, a essência) para que na auto-observação possamos conhecer como o ego age na nossa mente, nas emoções, no corpo (nos Sete Centros da Máquina humana). Procurando viver nesse estado “de segundo a segundo”, que por si só já seria um estado meditativo de auto-percepção, e não é fácil de conseguir , ao final do dia se faz a retrospectiva do dia, onde se rememora todos os momentos em que se observou o ego atuando. Isso gera uma “apanhado geral”, que será usado como objeto de concentração na meditação, e dessa concentraçao surge a “compreensão” do defeito, que nada tem a ver com compreender um assunto, é mais um insight, uma percepção instantânea do que é aquele “eu”. Essa “compreensão” é que permite executar a prática mental da eliminação do defeito, o que por sua vez libera a partícula de essência “aprisionada” por ele. A técnica de eliminação envolve visualizar algumas etapas, numa delas a reabsorção da partícula liberada pela pineal, o “átomo do pai”. A função disso é ir liberando mais e mais essência, (seguindo a gnose temos 3% de essência livre do ego, mas ela tem lucidez zero, está dormindo) e gerando um “núcleo espiritual permanente”, mais “único”, ao invés de uma psique multifacetada, dividida em muots eus. É isso que faz nascer a vontade, o livre-arbítrio, porque esse núcleo , por ser espiritual, pode ouvir intuições internas, das partes superiores, já não fica mais tão a mercê dos estímulos e desejos do ego múltiplo. 9- A meditação, quando se atinge algum samadhi, desperta a consciência dessa essência livre. Então o trabalho tem que ser conjunto, trabalhar com a morte para liberar mais % de essência, trabalhar com meditação para de vez em quando conseguir despertar a parcela de essência liberada já liberada. 10- Porém essa técnica só funciona até ´um ponto, exatamente porque o ego se fortaleceu muito em nós , são cristalizações de energia muito densas, que vem se reforçando vida após vida desde a criação desta humanidade planetária. Segundo o Saamel só dá para eliminar uns 30% do Ego sem usar o trabalho com magia sexual. Segundo ele Gandhi foi quem chegou mais longe, indo só ate esse 30% porque era celibatário mesmo. Ou seja, "só 30%" ja permite mudar o mundo ao seu redor né? Convenhamos, eheheh. Então a maior parte dos nossos eus não pode ser destruída apenas por essa prática, necessitando mais energia. É a prática da morte do ego feita durante a magia sexual, após fazer a sublimação de uma parcela de energia, que adiciona mais poder a essa técnica permitindo eliminar os “eus” mais fortes. Então o gnóstico deve fazer, antes da prática de magia sexual, a técnica de meditação no defeito, deixando a etapa da eliminação para ser executada durante a prática de magia sexual, após carregar-se de energia, para aumentar a eficácia de técnica 11- O excedente de energia é estocado, e seu acúmulo leva a criação dos corpos sutis superiores, que mais tarde poderão servir de veículo de manifestação para nossa parte divina que viremos a manifestar, quando nossa essência livre tiver crescido a ponto de se tornar o “Cristo interno encarnado”. Só então, quando tivermos construído os corpos sutis verdadeiros, chamados corpos solares, cada um com sua kundalini desperta, estamos então num estado diferente dos animais, e somos a manifestação individual da Fonte, em qualquer dimensão que estejamos atuando, e a isso se chama Mestre, na Gnose. 12- Evidentemente isso não é um trabalho que interessa a todas as essências, a maior parte apenas percorrerá as sete raças, dominada pelo ego,m e ao final do ciclo retorna à fonte como saiu, aprendeu um pouco, mas não o suficiente para possuir autonomia consciencial e se tornar um Representante da Fonte no universo. No hinduísmo se fala nos dias e noite do universo, os Pralaya e o Mahavantara, oque nunca visão mais comum seriam Big Bang e Big Crunch. Quando todo o universo manifesto se contrai ,as essências são todas de novo reabsorvidas na fonte. Num novo Mahavantara, haverá nova criação do universo manifesto, mas para isso a Fonte se subidivide também em “agentes reguladores” que darão andamento no processo da criação. Nas religiões as vezes se fala em deues ou anjos que ajudam nessas etapas. Esses seres são o Mestres, porque eles são capazes se serem absorvidos no Pralaya,, mas ressurgirem sendo novamente eles mesmos no novo mahavantara, coisa que o resto das essências não pode exatamente porque nunca construíram um núcleo de individualidade espiritual autooconsciente, já que a essência dormiu todo o tempo, devido a ação do ego. É parecido com a questão da projeção astral ou mesmo da morte, essas transições levam a um apagamento, porque nossa consicência´ muito frágil ainda. Dormimos, apagamos, acordamos, apagamos sem lembrar o que fizemos, morremos, apagamos, nascemos de novo, apagamos.. e por aí vai. Um Mestre não apagaria nem entrando e saindo da Fonte, essa é a idéia. Mas sendo ele próprio uma expressão da perfeição divina manifestada na forma individualizada, porque não há o filtro das limitações do ego para bloquear a manifestação, a vontade de um Mestre a mesma “vontade de Deus”.
  44. 1 point
    Olha Cyber, realmente é um assunto que parece ser um pouco nebuloso em certos aspectos. Existem visões que divergem muito não só sobre a reencarnação mas sobre outros conceitos como por exemplo o que ocorre no estado pós-morte ou entre vidas. Falando de MIM e em como EU vejo essa questão. Primeiro eu tento como você disse usar de lógica e pragmatismo: I - Existem pesquisas que indicam grandes probabilidades da reencarnação ser real. Junta-se a isso a pessoas que se dizem lembrar de ser outra pessoa e conhecer detalhes da vida da mesma de uma forma tão detalhada que a hipótese de acaso é que seria absurda. Alguns podem evocar a teoria da holomemória (que particularmente creio ser real pois tudo que existe é uma coisa só que se manifesta fragmentada para que as partes individualizadas da divindade possam ter suas experiências) para justificar isso mas existem também casos onde há marcas de nascença nos locais exatos onde a pessoa da vida anterior foi ferida. O quero dizer com isso é que ao meu ver a reencarnação é real e que não faltam evidências para apontar isso. II - Eu creio em Deus e creio que Ele é justo em tudo que faz. Não acredito de forma alguma em injustiça pois tudo é tão organizado que a injustiça não caberia junto à ordem do universo. O que quero dizer com isso é que independente de se ter ou não uma visão reencarnacionista seria absurdo pensar que as pessoas nascem em condições diferentes por acaso ou porque Deus quis. Junta-se a isso os gênios que na flor da idade já tem aptidões fora do normal em certas áreas como se já tivessem feito aquilo centenas ou milhares de vezes. A partir do momento que tomo como hipótese a existência da reencarnação eu também creio que as condições da vida atual são consequências da vida anterior. Podemos pois concluir também que o esquecimento é real. Se Deus é justo é impossível que a reencarnação não seja justa. Ou então teríamos que crer que esse universo é o universo de um Demiurgo Corrompido (como os antigos gnósticos acreditavam) mas mesmo que isso seja verdade o Infinito está acima disso tudo e mais uma vez insisto: ele é justo em tudo que faz. Como o Sandro disse se a luz gerencia tudo (e isso é verdade senão esse planeta já teria entrado em colapso) não tem como a reencarnação ser algo negativo. O único ponto que ao meu ver precisamos discutir (após ter aceito a existência e as consequências da reencarnação), é qual o seu propósito especifico.
  45. 1 point
    Claro que não é contrário aos princípios do fórum Ernani, porque isso é espiritualidade : Lapidar nossa psique. Olha,eu passei uns anos como instrutor gnóstico ( Gnose do Samael Aun Weor ), então praticava o que se ensina na gnose, que é morte do ego. Depois, quando me afastei, parei com tudo, para dar uma arejada. Fica difícil renovar se você continua praticando as mesmas coisas, mas foi até hoje a única abordagem metódica de auto-aperfeiçoamento que conheci, que não é apenas papo furado. E os resultados são os esperados: eliminação do problema. Ou seja, você tem por exemplo uma fixação em algo, um vício, um hábito, e trabalha com essa técnica, a´te que chega um ponto em que não consegue mais nem entender o que é que te fez um dia achar aquele hábito interessante. Mas claro, isso não é para vícios, hábito, isso é para tudo, orgulho, ira, cobiça, inveja, ansiedade, etc. A pegadinha é que a técnica só funciona se você consegue não se indentificar com aquilo que você quer eliminar. Ou seja, você precisa, durante o dia a dia, criar um estado o mais permanente possível de "lembrança de si", que é similar à "lucidez projetiva" (sabe quando você está projetado então pode se deixar levar por situações que tentam atrair sau atenção, ou perde a lucidez?"), e nesse estado você observa seus processos internos, mente, emoções, etc...como quem observa algo fora de si. Você não pensa "eu me irritei com isso que me disseram", você procura detectar que o que te disseram gerou um impacto no centro emocional, ao perceber que surgiu uma emoção ali, percebe que o coração acelerou, percebe que seu coro se contraiu..tudo isso como quem observa outro. Porque você está observando o defeito atuando em você na verdade, aquilo não é "você", não é o mesmo "observador". Isso te permite conhecer-se a si mesmo com mais detalhe, porque se você não consegue separar observador do observado, os dois viram a mesma coisa, o observador perde a lucidez e só acorda depois que passou, e diz "não sei porque agi daquela forma!". Claro que não sabe, o observador dormiu, foi dominado pelo ego. Mas isso é só a observação, para conhecimento dos diversos mecanismo de aço do ego. A noite ainda precisa fazer algo similar ao que você descreve, que é uma rememoração dos eventos do dia. E depois uma meditação em cima do defeito, para obter uma compreensão real, dele, que nada tem a ver com a compreensão racional. A compreensão que vem da meditação é mais abstrata, não é do tipo " lego ", como a compreensão racional ,que é uma montagem de descrições e justificativas que nada nos dizem sobre NATUREZA daquilo. Ou seja, sua compreensão racional te informa que isto aqui é um filhote humano, bem cuidado, feliz...mas sua COMPREENSÃO de verdade apenas te faz olhar para a foto e inevitavelmente sorrir, percebendo outras coisas que as palavras não podem expressar: E só após você ter obtido essa compreensão, você executa o procedimento imaginário, que é a técnica propriamente dita. Portanto, a técnica não tem como funcionar se você não consegue se auto-observar corretamente, nem se você não consegue obter uma compreensão do defeito que pretende eliminar. Por isso as pessoas as vezes pensam (como eu pensava antes de começar a praticar), que isso é "apenas visualização". O que produz efeito é sua sinceridade interior em de fato olhar para dentro de si, de fato perceber que aquele defeito não te serve, e de fato compreendê-lo, porque sem compreensão nada funciona, mas apenas compreensão sozinha não elimina o problema, porque há detalhes energéticos envolvidos. Eu gosto de usar a analogia do leite coalhado, ou seja, a mente humana é múltipla, porque é dividida pequenos nódulos, cada um deles é um "eu", que quer coisas diferentes, tem sua própria voz, seus próprios desejos e compromissos e é isso que impossibilita a existência da Vontade, do Livre Arbítrio, porque nossa psique é a "resultante de forças" em conflito, não é uma só fonte psíquica. E defeitos mais fortes, mais antigos, são coágulos mais duros, precisam mais energia para dissolve-los, e é aí que entra o papel da Magia Sexual na gnose, que usa a energia do kundalini para adicionar potência a essa técnica (que para isso é combinada com a prática sexual). Sem isso, ela tem um limite de eficácia, e é por isso que na gnose se diz que sem trabalhar com magia sexual não tem como alguém virar um Budha, um Jesus, porque vai precisar apelar para fontes mais potentes de energia, em algum momento, para ultrapassar um certo patamar evolutivo. Mas aí cada um acredite no que quiser, só estou explicando aqui para mostrar que é um todo encadeado, não é uma receita de bolo, que alguém pega da internet e ai tentando fazer. A técnica serve para dissolver esses coágulos energéticos, que são os eus, para, com o tempo,..uma vida, muitas vidas...ter uma mente não-dividida , um leite que não é mais "coalhado". Aqui tem um resumo da técnica toda, que escrevi em 2003, para um usuário de maconha, que queria largar o vício mas não conseguia. O texto foi escrito com esse leitor em mente, mas serve para qualquer coisa. Técnica de morte do Ego.pdf Mas eu acho que para entender melhor toda essa abordagem, é bom ler o livro "Fragmentos de um ensinamento desconhecido", do Ouspensky, que trata detalhadamente da questão da psique humana, das definições do estado de lembrança de si, e muitas outras coisas da psicologia humana convém entender bem. (Mas o livro não ensina técnica alguma, trata apenas, digamos, dos pre-requisitos teóricos) https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsTlhIeklDYVVkUHM/view?usp=sharing ............................. Bom, mas esse livro não é da Gnose do Samael, é de antes, com os ensinamentos od Gurdjieff, que apareceu na europa m 1914. A Gnose do Samael foi fundada em 1950, mas ambas são basicamente a mesma coisa, só que o ensinamento do Gurdjieff fica só focado na quetão psicológica, enquanto que a gnose amplia isso para aqueles outros assuntos tradicionais de escolas esotéricas, como projeção astral chackras, reencarnação...etc. O Gurdjieff nem toca nesses assuntos, porque o público-alvo dele era a elite intelectual da europa, que vinha ha pouco do positivismo materialista, mas estava cercada de gurus indianos e mesas girantes, como reação. Então ele tenta se focar só no essencial. Então,só para não deixar os curiosos de pincel na mão, aqui, para quem tiver curiosidade, selecionei de diversos livros do Samael, capitulos sobre os assuntos da parte psicológica e morte e reencarnação karma, etc.Coletanea gnostica.pdf , porque os livros do Samael são meio confusos, para dizer o mínimo,ehehe. Um capítulo não parece se encadear no p´roximo, então para entender um tema tem que pescar em diversos livros dele. Então peguei as vezes dois ou tres capítulos sobre um mesmo tema e juntei, depois fui para outro tema próximo, tentando criar uma progressão didática, similar ao que fazemos quando se monta um curso. Indico no índice de qual livro retirei cada capítulo, para o caso da pessoa querer ler mais do mesmo livro. Mas o Samael tem um jeitão meio esquisito, eu mesmo nunca suportei muito aquele estilo dele. Para entender as coisas acho melhor o "Fragmentos", mas também tem gente que acha o Fragmentos muito árido.
  46. 1 point
    Eu já tinha me projetado uma meia dúzia de vezes quando ouvi falar no EV, num curso do IIPC e custei a saber do que eles falavam. Um amigo meu que é médium e se projeta a vontade desde os 5 anos também nunca ouviu falar disso, e ele tem 52 anos. Fui eu quem teve que explicar, ensinar a técnica, mostrar vídeos. Mas ele dizia isso, o mesmo que eu: que as vezes ele ia em algum curso de projeçao, falavam em vibraçoes, ele ficava boiando no assunto. Também quando li o livro do Monroe, aos meus 15 anos, não entendi que diabos de vibrações eram aquelas, pois minha primeira projeçao foi aos 12-13 anos, usando técnica, nunca tinha tido uma projeção involuntária antes, e eu não tinha sentido nada disso que ele relatava. Catalepsia também eu nunca tive, e ja tive periodos em que me projetava 5 noites por semana, com 3-5 projeçoes por noite ( curtinhas, de 5-15 minutos cada). ............. Quando falo que nunca tive catalepsia me refiro a nunca ter passado pela situaçao de tentar me mover e não conseguir. Um dos corpos sempre me obedece, ou o fisico, ou o astral, mas paralisado nunca fiquei nao. Só que notei escutando de nov os áudios do Saulo que ele chama de catalepsia o estado pré-projetivo em que temos visoes e sensações (alucinatórias ou não), e que marcam a entrada no estado que permite a proejção. Isso, claro, eu quase sempre tive, mas nem sempre. Porém nunca fiquei paralisado nesse estado não, motivo pelo qual não creio que o termo "catalepsia" possa ser aplicado a esse estado. ...................... Mas apos eu fazer o curso do IIPC resolvi que eu queria aprender na pratica ESSE TIPO de projeçao, que gera EV, porque minha experiências projetivas até então foram sempre: - "sonhos lúcidos" praticamente diários, desde os 5 anos até uns 10, e esporádicos depois, tipo 1 por ano talvez). Não vou chamar isos de proejções, porque eu não sei o que eram, acho que eram sonhos lúcidos memso, porque eu cheguei a um ponto de decidir, ao deitar, com o que eu quira sonhar, e ficar ali mentalizando, até me ver dentro do sonho e começar minha aventura. Eu plasmava monstros para lutar com eles, só por diversão,ehehehe. Acho que não eram projeções não, espero que não..ou alguém pode ter se machucado, porque eu lembro de plasmar machados. Na minha cabeça eu estava brincando com os bonecos que minha mente criava. - 2-3 projeções obtidas por "contagem de passos/caminhada imaginária" - 2 projeções por simplesmente rolar o corpo astral para o lado quando atingi o relaxamento necessário. Nada disso jamais envolveu EV ou catalepsia, porém, isso resume 40 anos de vida. Não dá para falar em 'facilidade", nem disciplina, porque até meus 40 anos eu nunca tentei 30 dias, nem somando todas as tentativas que fiz. Em geral tinha algum sucesso após dois ou 3 dias, ou na primeria tentativa. Mas não me dediquei porque embora conseguisse sair, não ficava fora nem 20 segundos, porque a alegria de conseguir me desestabilizava. Por isos acabei abandonando. Só em 2010 isso mudou, e eu já podia sair e até pensar no corpo sem voltar para ele imediatamente. SÓ POR ISSO resolvi que agora sim, poderia me dedicar um pouco a essa prática. Mas claro, em 40 anos de vida muita coisa acontece com as energias, emoções, espiritualidade da gente né? Eu não sei o que foi, mas pelo menos meu problema de ser puxado de volta após só ter tempo de dizer "oba!!!consegui de n...! " sumiu, ehheheh. .................. Entao comecei a treinar a OLVE varias vezes por dia, e comecei a ter EVs projetivos, porque eu USAVA MOVER AS ENERGIAS COMO TECNICA PROJETIVA. Porém, se eu nao usá-lo para essa finalidade, se usar tecnicas projetivas tradicionais, que nao envolvem mover as energias, me projeto sem EV. Ou seja , foco no relaxamento, depois na concentraçao na respiraçao, para induzir o transe, e de vez em quando testo uma tecnica de separação, como rolar o corpo astral para o lado, ou a técnica da corda, ou alvo mental, ou caminhada imaginaria. Nenhuma dessas me gera EV. SUPONHO que seja porque se voce tentar sair do corpo movendo as energias, está EMPURRANDO para fora seu corpo astral, entao sente a estimulaçao do campo energetico INFERIOR A ELE, o eterico.Mas se usa alguma tecnica mental , você primeiro coloca sua mente lá no alvo ( corpo mental? Tentáculo astral/mental?) e isso depois PUXA seu corpo astral ate lá. É outro processo de igniçao. Meu amigo que se projeta desde criança e nunca sentiu EV também sempre usou tecnica mental, e não energética, para a projeção. O Waldo elabora uma hipotese sobre isso, que ele comenta no projeciologia, quando fala algo sobre "modelo das séries harmônicas". pag 577 do Projeciologia 1a. ed em pdf, e página 998 do pdf da 10a edição
  47. 1 point
    Legal, descobri que a érica ximenes e a renatamed, além do meu colega de trabalho carlos machado, são da minha querida cidade São Luís - Maranhão, esta ilha que detesta a família Sarney (de verdade. quem acha o contrário é porque nunca veio aqui... rsrs). Vamos participar mais né minha gente?
  48. 1 point
    Gente, eu ia escrever um looongo tópico pinçando coisas absurdas que andei lendo por aqui neste fórum, provenientes de um único membro, pelo que eu vi. Mas aí sabem como é, ia gerar um monte de discussão e ao invés de as pessoas serem alertadas, acabariam não lendo nada, porque a vibração de todo mundo discutindo seria muito desagradável exatamente para as pessoas que mais necessitam desse esclarecimento. O tiro sairia pela culatra e as harpias teriam um farto banquete. Então resolvi fazer diferente, só vou tentar levantar da batina do padre para mostrar o que tem embaixo, de modo que quem ler possa reconhecer um tipo de coisa a que eu me refiro em qualquer lugar, não só neste fórum, porque tem muita serpente solta no que a gente acha que é só um cesto de maçãs . Escolhi postar isso aqui exatamente porque o título do tópico é o que mais se aproxima do que eu vou falar, de modo que quem tem curiosidade nesses assuntos ao pesquisar vai parar por aqui e já vê o alerta. Vou falar de forma genérica: há o caminho da mão direita e o caminho da mão esquerda, tradicionalmente associados ao bem e ao mal. As coisas não são tão simples quando se trata de analisar as coisas em profundidade, mas quem quer profundidade que vá estudar como se pode caminhar sobre o fio da navalha sobre um abismo sem cair, porque aqui eu vou colocar as definições de forma mais geral. O caminho da mão direita busca uma união da individualidade com Deus, e qualquer que seja a definição que queiramos usar para Ele, seus atributos seriam oniconsciencia , onipresença, onitudo, ehehehh....traduzindo: uma consciência meio que coletiva, que abrange o todo, e que por isso mesmo pensa no todo, mais do que no indivíduo em si. E por isso que Jesus enfatiza que façamos ao outro o que queremos que nos façam, e que o Budismo afirma que mudamos o mundo mudando a nos mesmos primeiro, através da morte do ego. E o que é o ego, NESSE CONTEXTO? É a individualidade, a particularização da consciência divina num nível em que ela perde seus atributos ONI... fica desconectada do universal e vê apenas o individual. Assim, partindo da alegoria da criação do homem, em que este se separa da divindade, o objetivo do caminho da mão direita é o retorno do homem para o seio divino, ou seja, o retorno da consciência individualizada para e generalizada, ou , em outro termos, uma expansão do particular em direção ao geral. É por isso que todas as GRANDES religiões tentam levar o individuo a se preocupar mais com o bem geral do que com a satisfação de suas necessidade primárias. O objetivo é nos afastar do foco individual e no levar a ser/pensar/agir de acordo com o plano geral, o bem geral, pois o plano da criação é um todo, uma harmonia geral. Quem quer que coloque o individual na frente do geral está na contramão das forças evolutivas e tende a sofrer atrito com essas forças. Mas nem sempre foi assim, tudo tem um tempo, e quando o processo da criação estava em desenvolvimento, as ondas da vida se moviam no sentido do geral para o particular, ou seja, as ondas espirituais EVOLUTIVAS levavam a humanidade a DESCER em direção á matéria, porque era necessário obter um certo aprendizado a partir da individualização das consciências. Esse processo e representado pelo simbolismo da queda do homem do paraíso, ou seja, para que a humanidade pudesse conhecer o bem e o mal, era necessário descer afastar-se da situação paradisíaca, afastar-se da tutela de Deus, afastar-se da consciência divina e direcionar-se a consciência individual (Adão e Eva perceberam que estavam nus, perceberam a si mesmos, acordaram para a existência individual da consciência, mas agora precisariam experiência). Sendo assim, houve um tempo em que o caminho evolutivo legítimo era DESCENDENTE, e por isso Lúcifer significa Portador do Luz, e é identificado com o mito de prometeu, que roubou a chama dos deuses e as deu aos homens. Ou seja, a um determinado aspecto divino, uma forca, uma tendência, ou um processo, como queiram ver isso, foi dada a função de induzir ao processo de separação da divindade, para que a humanidade pudesse adquirir auto-consciência. Mas esse aspecto divino, essa força, essa tendência, esse processo é sempre o mesmo, ele atua levando a consciência do sujeito em direção oposta a da união com o Divino, leva a individualização, a particularização, ao desenvolvimento e reforço do ego, enfim. Nessas épocas bem antigas era comum as religiões terem ritos ligados a natureza, porque obviamente essas consciências ainda estavam focadas no processo EVOLUTIVO descendente, que naquela época era o mais correto a fazer. Então haviam cultos de fertilidade, para a lavoura, para os filhos, as forças da natureza eram idolatradas ou admiradas, o Sol, A Lua, muitos animais eram tido como sagrados, as sociedades eram meio que grandes colméias, de modo que a ninguém era permitido o pensamento individual, os poucos que pensavam por si eram segregados. Por isso ainda vemos certas culturas antigas valorizarem tanto a “tradição”. A tradição é a versão humana do que mantém as colméias e formigueiros funcionando bem. Mas a medida que o tempo passa, as mares evolutivas seguiram seu ciclo natural e começaram a fluir no sentido de retorno a divindade, e começaram a surgir novos caminhos espirituais para a humanidade, que são as religiões que atualmente compõem o quadro das GRANDES religiões. Todas elas enfatizam que o homem precisa eliminar esse apego ao mundo da matéria, ao ego, e se focar mais na universalidade, expandir a sua consciência ao máximo, o que além de todas as práticas místicas envolvidas, na vida prática significa parar de levar a vida pensando apenas na satisfação dos desejos/prazeres/necessidades do ego e pensar no bem coletivo. Esse é um caminho que todos compreendemos atualmente: como você pode ser um bom indivíduo se coloca a música alta incomodando seu vizinho? Se fizessem com você você detestaria. Como ser um bom chefe de família se você age como um leão, safando o seu e o resto da família que se dane? Como ser um bom cidadão se você larga lixo na rua, atravessa o sinal vermelho apenas porque tem pressa, etc? A lista continua, e todos entendemos a lógica disso. QUASE TODOS..... Porque existem ainda pessoas espiritualmente retardatárias, que não conseguem acompanhar o ritmo evolutivo do planeta, seja porque resistiram a evoluir, seja porque chegaram há pouco por aqui, seja porque passaram muitos séculos “de molho”, fora do circuito evolutivo, então agora, quando finalmente tiveram outra chance reencarnatória, não conseguem se alinhar ao momento atual, e estão ainda presos num nível de consciência atrasado, característica de uma época ainda na fase descendente, mas que agora é passado. Essas pessoas estão ainda muito focadas no ego, na individualidade exacerbada, mas a um nível que é o de atraso extremo. Pensem na psicologia da criança e a comparem com a psicologia do adulto; a criança quer tudo para si, não aceita um não, acha que o mundo tem que se adaptar aos seus desejos, vê qualquer regra como uma tortura insuportável, e sentem muita necessidade de liberar seus desejos. Isso é natural, as crianças estão chegando na parte física. Mas para se tornarem adultos equilibrados elas precisam aprender e internalizar a necessidade de reconhecer que ela não é o centro do mundo, o outro é tão importante quanto ela, o direito do outro necessita ser respeitado e protegido da mesma maneira que o dela. Mas alguns chegarão a fase adulta sem jamais atingir essa maturidade, que é apenas BÁSICA, necessária para que o sujeito seja não um mestre, não um iniciado, não um grande sujeito, mas apenas um cidadão psicologicamente saudável. Algumas pessoas não conseguem chegar nesse nível básico, e guardam certas mágoas contra o mundo a sociedade em geral, sentindo-se reprimidas, sufocadas por regras e leis e crenças. Elas hoje nada mais são do que crianças em corpos de adultos, mas no passado, todo esse desejo de satisfazer suas vontades sem controle pode tê-las levado a serem grandes reis, grandes conquistadores, porque, como eu disse antes, houve um tempo em que se fazia necessário o desenvolvimento desse individualismo exacerbado. Esse tempo passou... Então essas pessoas hoje se sentem meio que estranhas no ninho, e com razão....elas são mesmo. E sentindo-se assim, elas se tornam presas fáceis de seus colegas, que estão no mesmo nível evolutivo, o nível evolutivo de uma criança birrenta, mas são mais empreendedores, mais hábeis em se impor aos demais, porque mesmo entre crianças, há aquelas que apenas jogam bola com ao amigos, e aquelas que formam clubinhos para liderar as demais... Esses indivíduos mais espertinhos, embora em nada mais evoluídos que seus admiradores, costumam se reunir em torno de filosofias, partidos, doutrinas, que promovem o maior nível de individualização possível, aplicado as mais diferentes formas da cultura humana, usando como discurso básico tudo aquilo que prometa “liberação de dogmas”, de “regras sociais”, “regras comportamentais”, a somando a isso uma visão que promete ao ouvinte algum estado especial, algo SUPER, algo SUPRA, as chaves dos discursos tentam atingir aquelas ânsias interiores de seus ouvintes, ânsias essas que seus idealizadores conhecem muito bem, porque as possuem também. Eles prometem uma liberação de todas as “repressões”, todos os conceitos “escravizantes”, de tudo aquilo que cerceia a manifestação da vontade do indivíduo (eles não tem vontade sequer capaz de controlarem tranquilamente seus instintos mais básicos mas falam em Vontade usando letras maiúsculas, em Super-Homem, em Sonbre-humano. etc. É tudo hiperbólico, tudo exagerado, para compensar a pequenez que sentem, e com razão de sentirem... Esses indivíduos usam discursos apaixonantes, grandes promessas como se sempre estivessem a antever um horizonte promissor para eles e seus seguidores. Os que não concordam com eles são tachados de pessoas fracas, dominadas, passivas, sem vontade de viver, insípidas, alguém em cujo ser não corre o impulso da vida, porque vida, para eles, é apenas a satisfação dos desejos do ego. Que cada um aqui pense e responda por si: o que exige menos esforço PARA VOCÊ FAZER? Ao tomar um soco ou ser ofendido custa menos esforço revidar ou dar a outra face? Acho que isso encerra a questão de quem é “fraco passivo e insípido” e quem é o “forte ativo” não acham? Quem tem dúvidas é só testar na sua vida pessoal. Argumentar é fácil, mas execute e veja a diferença de força interior que cada uma dessas atitude exige de você, e descobrirá rapidinho quem é o forte, quem é o VERDADEIRO SUPER-HOMEM, onde está a VERDADEIRA VONTADE, A VERDADEIRA THELEMA, e quem é apenas a criança mimada com sonhos de grandeza. Falo isso porque tem muita gente que usa essas palavras de forma invertida. Não estou dizendo nada de novo, a história mostra que houve muitos Hitlers, mas apenas um Gandhi. Ter o poder de controlar multidões, poder de dominar a vontade alheia, poder material suficiente para ser reconhecido e admirado, é como ser rei do jardim da infância, apenas outras crianças muito, mas muito jovens mesmo, podem dar valor a isso. Quando Hitler estava começando a se destacar, uma jovem adolescente foi assisti-lo, e ao voltar os membros da família lhe perguntaram o que ela achou dele, e ela respondeu: “ É um bobão ridículo, ninguém nunca o levará sério.” Ela estava errada sobre Hitler? A meu ver não, mas ela devia estar errada sobre o nível evolutivo dos alemães daquela época. Mas tem gente que cai na conversa ainda hoje, e o nazismo é só o dedo minguinho desse besteirol. Então, me desculpem se me alongo, mas embora tudo isso seja óbvio para muita gente, há pessoas para quem isso não e tão óbvio, e que por aderirem a esse tipo de filosofia, (não me refiro ao nazismo, mas ao tipo de raciocínio que esta na base do nazismo, que não é o arianismo, é apenas EGUISMO DE GENTE RECALCADA), as vezes se infiltram em grupos e tentam atrair seguidores, misturando NUM MESMO DISCURSO coisas legais e reais com verdadeiras pegadinhas espirituais. Então, para tentar ser direto (acreditem passei horas escrevendo isto sei que é cansativo ler algo assim tão longo, mas é mais cansativo escreve-lo numa sentada só como estou fazendo, porque li algumas coisas aqui neste fórum e senti que não deveria deixar passar em branco), esse pessoal age assim: Eles se apresentam como detentores de um bom grau de conhecimento. Simular autoridade de conhecimento é essencial para eles. Começam se adaptando ao que se espera deles, ou seja, se este é um fórum de projeção astral e é disso que eles começarão a falar, e depois um papinho evolutivo, e umas técnicas esotéricas gerais, tudo para parecer que são do bem ,da luz, gente boazinha....mas vão começar a introduzir novos conceitos devagarzinho.... (bom, vejam que até aqui eu mesmo devo me encaixar nessa descrição, mas o problema é o sentido para onde esses novos conceitos apontarão). O que os denuncia é que eles apresentarão mais cedo ou mais tarde novos conceitos práticos e comportamentais que tem por objetivo destacar sempre o a dominação do indivíduo sobre o geral. Eles não irão se expor muito abertamente, vão pincelar umas coisinhas aqui e outras acolá, apenas para que aqueles “maduros o suficiente” procurem por mais, desta vez privadamente. Para isso eles precisam dizer, devagarinho, aos poucos, sempre intercalando com conhecimentos tradicionais e bem aceitos, para não chocar: “olha, temos que rever nossos conceitos, tentam nos dominar tentando contornar nossas escolhas, nossas ambições de vida, nossa atividade sexual, tentam nos transformar em carneirinhos, mas somos mais que isso, somos leões...quando o carneiro descobrir que é na verdade um leão, devorará seus adversários....despertemos o leão dentro de nós”. E todos aqueles que se sentem menosprezados na vida, com uma glória inferior aquela que julgam merecer, sentirão que tocaram as trombetas do céu, que finalmente alguém falou aquilo que eles “sabiam e sentiam” desde pequenos, e vão buscar mais na fonte de tamanha sabedoria.... Não estou citando ninguém, criei essa metáfora do carneiro e do leão apenas para que vocês peguem o “cheiro” do discurso e o reconheçam de longe, independente dos argumentos que usarem. Não tentem analisar argumento por argumento, porque é assim que eles enrolam o pessoal, misturando, no início, 10% de coisas perigosas com 90% de coisas corriqueiras. Tem que pegar o caráter geral da coisa: não importa o que eles falam, tudo no final sempre se resume a um único fio condutor, ou, como dizia Gandhi, “ há uma coerência que permeia todas as minhas incoerências”: Tudo que falam ,acreditam e defendem se resume a aumentar o poder do ego, eles crêem que o sentido da vida está em: - aumentar o poder material (dinheiro), -pessoal (dominar pessoas para benefício próprio), -sexual ( os caras viviam num bordel astral bissexual antes de reencarnarem, sentem-se reprimidos aqui, restritos pelo número de parceiros socialmente aceitável ou pelo gênero deles.) - mágico, que em geral será usado nos itens acima. Tudo isso amarrado num discurso de liberdade e em promessas de virar leão se seguirem por esse caminho. Mas claro, só quem vira leão, ( na verdade um simples gatinho do mato na melhor das hipóteses, e isso eu digo de cadeira) são os caras que vão devorar energeticamente esses sujeitos esperançosos de um dia virarem leões. Vejam que o próprio capitalismo é a pura aplicação desse princípio: um discurso sobre liberdade de opções (para GASTAR no que quisermos) e promessas de uma vida melhor como resultado de “escolhas livres”, mas quem enriquece mesmo é quem CONTROLA AS ESCOLHAS, POLARIZANDO O CONSUMO NESTES OU AQUELES PRODUTOS E NAS ÉPOCAS CERTAS. Essa filosofia geral que tentei esboçar aqui, para alertar a quem não conhece, é o que tradicionalmente se conhece por satanismo, com suas várias ramificações . As pessoas as vezes ficam muito desprevenidas achando que um satanista é alguém que vai querer arrancar seu fígado e come-lo cru, então quando não vem alguém pregando o mal abertamente acham que estão seguras. Quem prega o mal abertamente são apenas os loucos e criminosos. Não quero dizer que os satanistas escondem seus motivos, quero dizer que eles não ganham nada fazendo o mal puro e simples, o que eles fazem é escolher um caminho no qual o ego fica cada vez mais forte, e o resultado prático disso é que se tornam pessoas egoístas num grau extremo, portanto capazes de fazer o que acharem necessário para se darem bem. Então eles e seus seguidores podem achar que não estão fazendo nada de mais, pois não estão matando, roubando, nem torturando ninguém, MAS O FATO É QUE MESMO SEM FAZEREM ISTO NESTA VIDA, SE O FORTALECIMENTO DO EGO CONTINUA A SER USADO COMO CAMINHO, ESSAS SE TORNARÃO POSSIBILIDADES, NESTA OU NAS PRÓXIMAS VIDAS. Achei necessário esclarecer isso para alertar as pessoas que possam se deixar enamorar por esse tipo de filosofia. Você não precisa estar sacrificando virgens num altar para se afundar espiritualmente, basta adotar o egoísmo como filosofia de vida e aí é só descer a ladeira...antes de perceber o que está acontecendo com a sua vida já vai ter descido demais... Se você sente simpatia por esse tipo de filosofia, repense as coisas, porque só sente isso porque seu desejo egóico já é grande. Escolher um caminho que tornar seu ego ainda mais forte não eliminará seu desconforto com o mundo que o cerca, só vai aumenta-lo ainda mais, porque o ego é insaciável por natureza, é impossível aplacar sua sede. Pense nas pequenas coisas da vida e veja o que ocorre com as pessoas em suas diferentes escolhas: quem jejua, domina a fome, e ao invés de ter cada vez mais fome, tem cada vez menos, mas quem come a toda hora, mesmo que pouco de cada vez, não consegue ficar muito tempo sem comer que passa mal . Quem é promíscuo jamais aplaca o desejo de ter mais e mais parceiros ( a lógica de aproveitar tudo enquanto é solteiro e parar quando casar não funciona), quem trabalha apenas esperando acumular riquezas para curtir depois geralmente nunca para de acumular e morrer antes de chegar o momento de curtir. O caminho para a satisfação pessoal e felicidade nunca será a satisfação do ego, que é apenas uma criança gritona dentro de nós, ou dos instintos, ou dos desejos, mas o domínio deles, o silenciar da criança insaciável que constitui o ego. Sei que muita gente pode não entender o que me motivou a escrever isto, mas sei que as pessoas a quem este texto se destina entenderão a quem eu me dirijo , e não duvido que alguma dessas se sinta muito irritada comigo e ainda venha aqui tentar argumentar que eu estou tendo uma visão muito fechada. Normal e previsível, será uma reação natural da sua criança interior que sonha em ser leão um dia. Eu só me senti no DEVER de ALERTAR certas pessoas do presente, e deixar o alerta para as que podem vir a circular por aqui e se deixar levar por certos tópicos deste fórum.
  49. 1 point
    oi gente, boa noite! tou tentando falar com vcs pq é a 1ª vez q entro neste site e estou perdidinha!.....kkkkkkkkkkkkk....Agora vou contar a vcs pq cheguei até aqui! Bom, hoje fui fazer uma endoscopia, já fiz outras vezes, e sempre dormi normal, ronquei,falei tudo normal como todo mundo fica qdo faz este exame e toma aquele anestésico habitual, só q este q fiz hj foi diferente, meu marido tava comigo e disse q eu dormi profundamente por 1:30h, tipo assim: não me mexi em nada do mesmo jeito q o rapaz me colocou eu permaneci por esse tempo, meu marido até disse q teve medo q eu houvesse morrido e ficou observando minha respiração, qdo acordei não lembrei de absolutamente nada! até aí tudo bem, normal,mas o fato é o ocorrido na hora desse meu sono, em minha casa eu tenho 2 secretárias, e hj a tarde agente jogando conversa fora 1 delas me relatou uma coisa interessante, ela estava na sala passando roupa e a outra varrendo a sala, aí ela comentou: dona karlla chegou, aí ela ouviu meus passos e me viu através da janela olhando p ela sorrindo e seguindo p entrar na porta e a outra tb ouviu meus passos e se dirigiu à porta para abri-la, e claro não havia ninguém, neste horário eu estava no sono profundo acima relatado. Sendo assim, vim pesquisar na net p saber o q poderia ter acontecido e cheguei até vcs, outra coisa interessante é q estava lendo uns relatos de alguns membros e um deles falou sobre uns barulhos q se escuta qdo está saindo do corpo, pq muitas vezes estou dormindo e acordo com um barulho muito grande tipo um estrondo e qdo acordo ninguém ouviu nada, então se alguém tiver algo p me ajudar a esclarecer esse fato eu agradeço! Muito obrigada, e até mais!
  50. 1 point
    Olá a todos! Meu nome é Arthur, tenho 37 anos e escrevo de São Luís, capital do Maranhão. Percebo que todos são muito educados e gentis, portanto, antes de abusar de vossa boa vontade com as milhões de dúvidas que possuo, estou aqui me apresentando e saudando a todos. Já estou até familiarizado com muitos daqui do tanto que já li as perguntas, respostas, conversas, palavras de incentivo e carinho que são constantes nesse fórum. Espero um dia conseguir ajudar ou fazer a diferença na vida de outros como vejo que muitos daqui fazem naturalmente. Em termos gerais, sou uma pessoa de formação católica, mas que nunca acreditou em religião – em Deus sim, mas só pude verbalizar isso, para desgosto dos meus pais, quando comecei a “andar com as próprias pernas” ou, como diz o Chico, a ter voz ativa (‘pro’ meu destino mudar) . Experimentei de tudo e com todo respeito, desde a igreja católica a centro de umbanda, da igreja messiânica aos evangélicos, do budismo aos centros espíritas, dentre outros que tenho acesso aqui na minha cidade. Acho que só faltou beber o daime... O fato é que não ‘me encontrei’ em lugar nenhum. Por volta de 15 anos atrás, eu estava dormindo sozinho numa casa de praia que minha família possui e acordei no meio da noite vendo do lado da cama um cachorro que conviveu conosco e já havia morrido há quase dois anos. Parece piada! O que eu posso dizer é que aquilo não era sonho e não posso explicar isso a ninguém. Ele era (ou é) um doberman misturado com vira-lata e estava lá me vigiando. Além disso, descobri que ele tinha síndrome de superioridade porque estava mais ou menos 50% maior do que era em vida. Até hoje tenho certeza que não foi sonho. Foi real.(ponto!) De todo modo, mesmo nunca mais tendo visto nada depois daquele dia, esse fato me levou a pesquisar a projeção, mas só deitava e ficava lá meditando, meditando, zzz, zzzZZZZZ.... Adoro minha cidade, mas nessa época a internet em São Luís era na base da manivela... Nos últimos seis meses tive acesso aos áudios do Saulo, a quem desde já dedico milhões de agradecimentos, ai o ‘bicho começou a pegar’... Faço as técnicas todos os dias e estou espantado com as coisas que vem acontecendo. PRINCIPALMENTE coisas que já venho sentindo há tempos e nunca tinha lido em lugar algum. Por exemplo, depois de certo tempo praticando tenho visto flashes bem fortes, seja durante o dia ou à noite. Fica tudo claro por meio segundo e em seguida volta ao normal. Então há uns dias li no fórum uma pessoa relatando a mesma coisa e quase chorei. Foi como mais uma confirmação, pois não havia como ter sido sugestionado, já que não havia conhecimento prévio a respeito. Pra falar a verdade, eu sentia as pulsações no corpo, em todos os chacras, tudo bonitinho, mas o primeiro E.V., esse sim foi a minha confirmação. Eu estava plenamente desperto, no total controle da situação, não foi uma coisa que eu “lembrei depois”, mas depois conto sobre isso. Não tem como fazer média, principalmente pra quem era cético. Tem que haver alguma coisa pra dar certeza absoluta. E aqui valeu até a redundância. A partir daí as catalepsias, as projeções vieram crescendo... Já sinto meu frontal MUITO forte – e todos os outros também. O que antes era uma coisinha de nada, mesmo com todo relaxamento físico e concentração, hoje é quase metade da testa E aqui vai a primeira dúvida, pois além da pulsação do frontal, sinto pulsar uma linha se estende por toda a testa logo acima das sobrancelhas (vou colocar na parte das duvidas isso). Por toda extensão do rosto, uma linha bem nítida e sempre pulsa junto com o frontal. Vou ter um AVC? Meu primeiro EV forte então? Quase morri de alegria. Vrrrrrrruuuuummmmmm! Tremia tudo. Senti particularmente uma sensação estranha nas mãos. Como se estivesse segurando duas bolas (uma em cada mão, claro) e como se essas bolas estivessem boiando na agua. Já perdi as contas das vezes que acordei em catalepsia. No começo admito que ficava em pânico, mas agora já me sinto bem mais tranquilo. A primeira vez foi engraçadíssima! Tem um fulano aqui que certamente me pregou uma peça, mas depois eu conto. Lembro-me de várias projeções bem nítidas. Acordo e realmente vem em pacotes, mas nada 1.000% lúcido, só que às vezes chega perto. Ainda chego lá! E aqui vai meu problema: todas as vezes que eu acordo em catalepsia, todas as vezes que sinto o EV forte eu travo. Fico com medo de sair aqui no meu quarto... Nas vezes que fico em catalepsia aqui na rede (só durmo em rede e pra fazer as técnicas é perfeito. A técnica da gangorra que me desculpe, mas a rede fica paradinha e eu sinto balançar para um lado e para o outro que nem montanha russa). Voltando: nas vezes que entro em catalepsia aqui na rede eu vejo sombras passando o tempo todo (provavelmente o mesmo indo e vindo), nunca vi diretamente o “jovem”, só a sombra perfeita (não é vulto e sim uma sombra perfeita) e ai eu travo mesmo. Eu não mato, não roubo, não bebo, sou até certinho demais, mas sei que tenho muitas faltas, muitas delas eu vejo até como um padrão. E por isso sei que a possibilidade de encontrar uma coisa fofa aqui comigo é grande. Eu me lembro de tanta coisa, converso bastante, tenho já até certo controle das minhas ações, mas sempre já “acordo” fora daqui, nunca forço a saída consciente quando me vejo nessas situações aqui no meu quarto. Parece estranho isso, mas da pra entender a diferença? Já me vi em outros lugares aqui da minha casa perfeitamente em situações boas e em situações bem ruins também, mas nunca me vi, nunca entrei no meu quarto. Sempre “acordo” em outro lugar e sempre aborto a saída quando sinto o EV ou entro na catalepsia. Esse sou eu e esse é o meu drama Para quem foi cético muitos anos parece loucura escrever essas coisas, no começo foi MUITO difícil assimilar tudo isso, mas é real. Então fazer o que? De toda sorte, estou agora muito feliz por ter escrito isso tudo. Eu não falo com ninguém a esse respeito e ter escrito aqui foi um desabafo, pois, mesmo não conhecendo ninguém daqui ainda, fica aquela sensação que finalmente contei a alguém (encarnado ) coisas sobre mim que não tenho abertura pra conversar. Portanto, se alguém leu até aqui, me desculpem pelo português e pelo tempo roubado. Em tempo, nunca vi nenhum maranhense declarado por aqui. Se houver entre em contato por favor! Abraços e beijos respectivos!!! Arthur