Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation since 10/07/2021 in all areas

  1. Pessoal, eu estava lendo este livro, mas achei tão interessante que resolvi escaneá-lo e colocá-lo a disposição aqui, até porque é um livro bem antigo e atualmente o que não falta é pilantra vendendo livro velho e esgotado pelos olhos da cara. Vida antes da Vida.pdf Vida antes da vida.mobi Não é que o livro fale algo novo, mas as informações foram obtidas por hipnose e regressão de memória, e isso em geral traz informações de primeira mão. Para aqueles pessoas que tem uma certa trava paranóica, que não percebem que explicações organizadas em forma de doutrina são obtidas por investigação direta , e não por ruminações filosóficas , talvez este livro soe mais concreto. Trata d relatos de uma psicóloga que resolveu fazer regressãp de memória com seus pacientes para saber sobre as decisões deles ao escolher encarnar; -Você escolheu o nascimento? -Por que escolheu o século XX? -Optou pelo sexo que teria nesta vida? - Já conhecia sau futura mãe de outra vida? - Dá-se conta agora, antes do seu parto, de outros que você conhecerá na vida a seguir? - Vai conhecê-los como amantes ou companheiros? Ou como amigos? etc Também deixo aqui este link, em que nos primeiros 18min a experiencia descrita tem a ver com algumas coisas que lerão no livro: A partir dos 36min ele relata um típo de trabalho de amparo no astral, que envolve resgates de pessoas presas. Mas parece não saber exatamente do que se trata. (ele não parece ter percebido que os guardas foram "desabilitados" por alguma ação energética de grande escala, que atingiu seletivamente apenas os espíritos dos guardas mas não outros, e foi isso que permitiu retirar dali quem estava preso naquele local.)
    4 points
  2. Acho que o que você precisa entender é que não faz o menor sentido ocupar a mente com essas coisas. Você está vivendo AQUI, num plano físico, usando o corpo físico que está ligado a um cérebro físico, que capta as experiências pelos órgãos dos sentidos. Você está usando portanto ferramentas de percepção especializadas para compreender este plano. Qualquer compreensão que possa ter sempre ocorrerá ATRAVÉS desses filtros adquiridos na experiência física, o que se reflete na percepção extra física, motivo pelo qual um cego de nascença, ao se projetar, não exnerga como nós, mas usa uma percepção que amplifica, mas imita, a percepção que tem na vigília. Portanto, ficar querendo entender a vida do espírito livre da matéria é querer algo que está além da sua capacidade enquanto encarnado, porque estar encarnado MOLDOU sua percepção nesta vida, também exigiu aprendizado da sua mente quando bebê. Uma experiência de EQM tem características que são diferentes tanto do estado de vigília normal, quanto da projeção, mas ainda assim o molde principal de percepção é o do encarnado. São 3 situações diferentes, em que o papel do cérebro físico terá importância diferente. Mas não só isso, a mente do encarnado, treinada para funcionar no físico desde que nasceu, não vai perceber a realidade do espírito assim, do nada, só porque saiu do corpo, seja em EQM, seja em projeção, seja em desencarne recente. Ainda precisará passar por nova readaptação para perceber o mundo do espírito tal como ele lá. Um encarnado funcionando fora do corpo físico estará sempre observando as coisas da 5D como um ser da 3D, o que sempre provocará distorções. Estão traduzindo EM TERMOS DO MUNDO FÍSICO situações que não são físicas. O mesmo acontece durante a projeção e também acontece com desencarnados recentes, que ainda estão presos à necessidades ilusórias que imitam o físico, como comer ou fazer sexo. https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=74049 E se forem experiências místicas, que acontecem em estados alterados de consciência, há ainda menos chance de traduzir para a mente concreta o que foi experienciado, em geral apenas manchas amorfas e pensamentos vagos comunicando algo por telepatia. Então realmente não faz o menor sentido ficar inquieto por não conseguir entender essas coisas, porque a mente é, por natureza, incapaz de apreender a Verdade. Toda percepção será sempre distorcida pelos canais de percepção característicos do tipo de veículo usado, logo, quem está encarnado não tem como entender o que de fato constitui a vida do desencarnado exceto por traduções e analogias produzidas. E aí, dependendo de quem traduziu, vai te soar mais ou menos crível . Alguns mais ingênuos na situação acima não teriam questionado a situação, concluiriam que há jornais no astral, da mesma maneira como muitos concluem que há no astral objetos tecnológicos avançados que logo aparecerão aqui na terra também, eheheh. É um tipo de materialismo espiritual que toma como objetivas, concretas, percepções da mente que são meramente simbólicas.
    3 points
  3. Olá amigos, tive essa projeção há muitos anos atrás mas até hoje reflito no que aconteceu e como isso pode nos ajudar a entender mais sobre a oração; Eu tinha 17 anos, naquele dia eu estava sozinho em casa esperando minha mãe chegar. Estava deitado na cama mexendo no celular e comecei a sentir sono, deixei o celular de lado, fiz minha oração e cochilei na mesma hora, com a luz acesa ainda. Pensei estar acordado ainda e tentei me mover e não conseguia, assim eu percebi que se tratava de viagem astral, mas nunca forçava a saída do corpo, acabava sempre pairando acima do corpo até dormir ou acordar novamente.. Quando me senti flutuando escutei passos vindo da porta de casa, não tinha dúvidas que minha mãe tinha chegado, achei interessante estar ouvindo sons físicos mesmo estando projetado no astral, mas deixei rolar de curiosidade. Escutei os passos subindo a escada e entrando no meu quarto, e eu achando graça daquilo tudo, porque eu ia contar pra ela, quando eu acordasse, que eu estava projetado quando ela chegou, porque minha mãe não acreditava muito em mim rs Então escuto os passos parando na porta do meu quarto, imaginei que ela viu que eu estava dormindo, e os passos vieram rodando a cama até chegar do meu lado, ai eu estava atento aos detalhes e pensei: Vamos ver se vou sentir a coberta me cobrindo ou algo do tipo... Nisso minha visão abriu, comecei a ver o lado da cama, e vi um homem com uma roupa de couro antiga, chegando do meu lado, só via até os ombros: Uma jaqueta preta bem velha de couro, um cinto marrom, parecia que ele tinha saído do ano de 1800, roupas muito antigas.. Eu engoli seco com um pouco de receio porque esperava ser minha mãe, Ele ficou parado do meu lado uns 8 segundos, parecia que ele estava concentrado tentando me assediar por pensamentos, logo vi ele se mexendo novamente, indo embora por onde ele veio e saindo reclamando e murmurando, como se ele não tivesse êxito na investida que tentava aplicar contra mim; Ele saiu do quarto e eu voltei da projeção em instantes, percebi que foi o mentor que me fez projetar para ver isso, porque o sono que eu estava antes de dormir tinha passado, e a projeção durou cerca de 3 minutos. Na mesma hora agradeci porque ficou claro que a oração me guardou de algo, provavelmente pensamentos ruins que aquele homem iria colocar na minha mente quando eu acordasse. Foi uma projeção curta mas conseguimos tirar bom proveito ao refletir essa situação! Um abraço a todos!
    3 points
  4. Nunca tinha ouvido falar de Viagem Astral.. Tinha 14 anos e certo dia cheguei em casa, estava muito bem e em questão de segundos me senti MUITO cansado, um sono tão forte que eu não tive tempo de chegar no meu quarto, deitei no sofá da sala de barriga para cima e instantaneamente comecei a ouvir uma voz calma de um homem dentro da sala, parecia estar conversando com outro, que eu não escutava.. Eu abri os olhos e percebi que eu estava apenas relaxado e não dormindo, uma sensação muito boa. Comecei a entender que se tratava de algo espiritual, e como a voz me trazia segurança, não tive medo e fechei os olhos. Apesar de não ver o homem, eu ouvia a sua voz e também quando ele falava comigo mentalmente. Então o mesmo homem me disse mentalmente: Viemos aqui, vemos que você cultiva bons pensamentos diariamente e vamos conseguir te proporcionar 3 passeios espirituais, para onde você escolher. Eu fiquei muito feliz ao saber disso, abri os olhos novamente porque tinha receio de ter morrido rsrs Eu não entendia muito bem o que estava acontecendo.. Eu fiquei 1 minuto pensando algum lugar e decidi que queria ver as pirâmides do Egito, eu pensei nas pirâmides e logo senti o "Mentor" me puxando numa alta velocidade, cheguei a fechar os olhos de tão rápido que senti a velocidade que fomos. Quando abri os olhos, eu estava voando por cima de uma das pirâmides e eu me assustei como era tão real, a ponto de ver o brilho do Sol e até as pedrinhas dos tijolos das pirâmides, eu voei ao redor delas como se fosse algo comum para mim, parecia que eu já sabia voar mesmo sendo a primeira vez. Abri os olhos espantado ao perceber como era mais real do que sonho. O Mentor me disse para escolher outro lugar e eu estava atônito com a primeira experiência e não sabia o que escolher.. Então pensei: Eu gosto de praia, queria ver o mar de perto. Então eu fechei os olhos e senti uma pressão na cabeça e 5 segundos depois eu abri os olhos espirituais e me vi de frente para um mar, na beira da praia. Eu fiquei um tempo olhando o mar e curtindo a visão cheia de detalhes da areia.. O mentor ficou um pouco atrás, mesmo eu não o vendo, sabia onde ele estava, e percebia que ele estava feliz. Logo ele me disse para me divertir, para eu voar em volta e ver o lugar, e ir debaixo da água; Logo fiz e fiquei encantado ao ver que não precisava respirar debaixo d'agua, fiquei mais ou menos 2 minutos voando e mergulhando, não sei qual praia era, mas sei que tinha uma montanha bem verde atrás e a areia bem branca. Quando voltei, senti uma incrível paz e relaxamento, eu estava encantado mas não sabia onde pedir para ir, tive também receio de continuar.. Acho que o mentor percebeu e me disse mentalmente: Você não acha que devia aproveitar que está em espirito e pedir para conhecer algum lugar espiritual? Era tão obvio mas não tinha passado pela minha cabeça rsrs Eu sempre fui cristão, então eu pensei: Ok, quero ver o Céu então! Mas na minha cabeça, mesmo eu pedindo eu não ria vê-lo, a esperança que eu tinha era de pelo menos ver o portão do Céu, ou chegar próximo dele e ver o que estaria reservado para nós. Eu já estava sentindo o mentor como um grande amigo, e Nesse momento foi o mais surpreendente.. Eu não entendi nada que estava acontecendo, porque pensei em ver o céu, e quando abri os olhos: Eu me vi em pé num quarto de hospital. Eu estava esperando ver algo totalmente diferente, pensei que ele tinha me levado para o lugar errado.. Ai falei com o mentor por pensamento: Ué eu queria ver o céu.. então por intuição, olhei para as paredes do quarto e vi como era do outro lado, era uma cidade, hoje entendo como uma colônia espiritual, muito parecida com a que aparece no filme "Nosso Lar". Antes eu não sabia que isso existia, então fiquei surpreso de ver uma cidade espiritual, sem montanhas, uma cidade branca com uma praça e um chafariz no centro da praça, e eu fiquei surpreso de terem deixado eu entrar para ver. O quarto era todo branco, a parede era incrivelmente lisa, não tinha defeitos, parecia um material polido, e tinha uma cama grande, quase como se fosse de casal, uma janela com vidro fosco, não tinha maçaneta para abri-la e nem bordas, era apenas o vidro fosco na parede. Do lado da cama tinha uma mesinha com uma flor branca, branca igual neve e ela tinha 5 pontas, parecia a flor que tem na bandeira do Canadá, ela ficava em pé daquela forma, porém branca e 5 pontas. Não era uma flor macia, era uma flor bem firme e possuía uns furinhos na textura dela. Senti que ela trazia uma energia boa para quem tivesse enfermo naquele quarto. De frente para mim tinha uma porta de 2, que abre no meio, típica de hospital. E quando olhei para porta, vi uma mulher dentro do quarto dobrando algumas roupas, eu não tinha notado ela ali até então.. Eu abri os olhos com medo de ter morrido de verdade, mas vi que estava tudo sobre controle.. Fechei os olhos e instantaneamente estava no quarto daquele hospital, parecia muito que eu estava em 2 lugares ao mesmo tempo, em casa no mundo físico e naquele hospital espiritual, porque eu não sentia mais aquela velocidade ao ir de um lugar para o outro, apenas fechava os olhos e já estava lá. Então fui em direção aquela mulher, de cabelo preto com rabo de cavalo, ao olhar pra ela, ela me passou um amor que me remeteu à uma professora de crianças, parecia uma pessoa muito gentil e bondosa. Parecia que ela estava dobrando as roupas me esperando, Foi isso que me fez ir falar com ela, porque eu estava recioso.. Então cheguei e disse: Oi Moça tudo bem? ela respondeu com um sorriso no rosto e eu disse: "Então, eu não sei oq está acontecendo, eu to aqui e sei que aqui é um lugar espiritual mas eu não morri, então porque eu to aqui?" Quando eu disse isso, caiu a ficha na minha cabeça do que estava acontecendo, e eu comecei a ficar muito confuso e senti que eu ia perder a consciência, eu parei de enxergar perfeitamente o quarto como eu estava vendo, e ela percebeu e logo colocou meu braço no ombro dela e foi me levando para a porta, nessa hora eu já não estava enxergando quase nada.. E ela me disse, fica tranquilo que vou te explicar, eu sou sua mentora e.... Nesse momento apagou tudo, como se viesse um sono pra mim ali, perdi a consciência, logo na hora que ela estava prestes a abrir a porta do quarto e eu queria mt ver oq tinha do outro lado mas não pude.. Creio que aconteceu mais coisas, porém eu não consigo lembrar.. Eu abri os olhos e estava na minha sala e ouvi o "mentor" dizer: Ele não vai conseguir voltar. Eu pensei que não fosse comigo, então novamente fechei os olhos, tentei voltar e tive um sentimento que me senti extremamente sozinho, eu vi que a presença dos mentores que fazia eu viajar tinha desconectado de mim.. Ai eu entendi que não tinha como voltar. Na mesma hora orei e agradeci pela experiência, já se passaram 10 anos e até hoje foi a experiência mais marcante que tive, e lembro de cada detalhe como se fosse ontem!! A partir daí comecei a estudar projeção astral, Chico Xavier e o Espiritismo!! Um abraço meus amigos! Espero que tenham gostado!!
    3 points
  5. Sei lá... eu não tava mais querendo escrever nesse fórum por causa de ansiedade social, e porque eu escrevia meus posts antigos por ego(reclamar da vida, e me vangloriar de maneira sutil), mas eu acredito que eu devo falar agora... É o seguinte, o segredo é fazer como o Samael Aun Weor dizia: colocar nós mesmos no banco de culpados. Eu tive que crescer de forma brutal também. Bullying na escola, brigas incessantes em casa. Mãe brigando com pai, meu pai me surrando, pai indo pra cadeia, mãe brigando com padrasto, eu brigando com padrasto, meu irmão brigando com minha mãe, etc. Ditadura, caos e dor dentro de casa. Eu era um "bom garoto", mas mesmo assim não recebi auxílio nenhum e fui bastante desprezado. Eu ficava revoltado vendo os crápulas da vida recebendo todo tipo de benefício... Onde estava a justiça? Depois que meu pai teve um derrame cerebral, comecei a me revoltar mais ainda. Eu já tava planejando virar criminoso, incendiário. Eu queria incendiar os locais do meu antigo trabalho que eu trabalhei lá em 2016-2017, queria incendiar minha antiga escola, quis ir pra brasília matar o Bolsonaro e virar mártir, etc. Tudo pra me vingar, ser justiceiro, "trazer a ordem para um mundo sem lei". Depois, já mais esperto, eu percebi que a justiça está sendo feita neste mundo no exato momento. Pra gente que só tem noção de uma vida, parece bastante cruel mesmo "uma criança morrendo de fome embaixo do Sol na África". É algo tão injusto que revira o estômago. Mas digamos que, você fosse capaz de acompanhar o processo reencarnatório de um canalha qualquer, alguém que oprimiu uma população, roubou, matou e se enriqueceu com o mal. Ai você assiste esse cara desencarnar lá no séc 20 com 76 anos de idade de forma pacífica. Mas com o auxílio de um mentor você observa este ser na sua próxima vida: dessa vez ele morre com 12 anos de idade por fome e desinteria sobre o chão rachado embaixo do Sol escaldante. Tu acharia isso injusto? Tecnicamente é algo "justo", foi a lei da causa e efeito se cumprindo. Mas a emocionalidade cega do ser humano diz que é outra coisa. Agora, isso não quer dizer que não se deve ajudar quem necessita, e que gente rica é melhor que gente pobre, e vice versa. O cara nascendo no bairro de classe média-alta no Brasil hoje pode ter sido um humilde fazendeiro de arroz na China que morreu sob o regime de Mao aos 30 anos de idade. E antes disso foi um nobre da realeza, etc etc. Você mesmo muito provavelmente foi alguém extremamente rico e poderoso em passadas vidas, mas agora pra você isso é uma situação bastante inimaginável. É tipo chegar num monge celibatário da igreja com 40 anos de idade e dizer pra ele "você foi Elvis Presley". Ele vai dizer "quem eu? Impossível". Mas coisas assim acontecem... Tenho 24 anos de idade agora, nunca beijei, ou namorei com uma garota. Eu também nunca fui em prostituta, pois eu achava algo de extremo mal-gosto e extremamente nojento. Mesmo assim, eu nasci na casa de uma mãe promíscua, que em certos momentos fez rodízio de homens dentro de casa e arruinou toda a harmonia do lar. Claro que o que ela fez foi algo muito ignorante, mas por que eu tive de nascer com ela? Qual sintonia eu tinha com ela? Eu me achava tão "puro", mas teve uma época da minha vida que eu era viciado naquele bagulho horrendo... "porno hardcore". Esse hábito meu deve ter em grande parte contribuído com as ações da minha mãe. Mas por muito tempo eu só enxerguei meu lado, eu só enxergava minha "inocência" e esquecia de me colocar na situação de réu também. Claro que, tecnicamente falando, o que ela fez foi pior, se for pra avaliar somente o grau de morbosidade do ato luxurioso... mas esse é apenas um fator. Tinha vários outros, dessa e de outras vidas, dessa e de outras dimensões, influenciando tudo isso. O que eu ganhei compreendendo tudo isso? Liberdade! Agora eu não preciso mais ficar sofrendo e me remoendo das coisas. E depois disso eu me senti ainda mais livre depois de perceber que os eventos dolorosos dessa vida eram insignificantes. Eu percebi os eventos como breve cenas em meio uma infinidade de vidas. Mas pra chegar nesse ponto foi necessário bastante prática. As pessoas da atualidade, em geral, já estão cascudas demais com o ego para perceberem(de forma experiencial, não como conceito) essas verdades mais simples. Minha recomendação é: queime todos livros espirituais, faça uma grande fogueira com eles(metaforicamente ou literalmente), pare de seguir homens, siga o seu Ser. Pratique espiritualidade ao invés de apenas ler teorias. Se encontrar algum fanático corra a qualquer custo. Faça sábio uso da sua energia sexual, evite a masturbação e ao invés disso transmute. Use essa energia para destruir os condicionamentos. O sexo não está ai para satisfazer a luxúria. Infelizmente o humano já está pior que o bicho. Todo mundo transa de forma desenfreada com qualquer um atualmente. Nem o bicho é tão escravo da luxúria quanto o ser humano por exemplo. O leão, o cavalo, o boi, o elefante, copulam algumas vezes por ano no máximo e estão de boa com isso. Mas o ser humano abusou dessa energia. O sexo é ruim? Não. Mas o ego do ser humano tornou tudo muito ruim. O dinheiro não foi feito pra ostentar, pra ter inúmeras posses enquanto você assiste os outros morrerem de fome na rua. Mas o ego do ser humano adulterou algo que era pra ser útil em algo maléfico, uma ferramenta pra criar desigualdade e dor na Terra. Ai não da pra culpar Deus por criar as coisas, se o ser humano usa tudo pro mal. Casa, comida, roupas, são o essencial. Essas eram coisas que deveríamos receber de graça, ou com pouco estresse, mas como vivemos numa sociedade em estado de decadência e gerenciada por psicopatas, até mesmo essas coisas são difíceis de conseguir hoje em dia. Mas vale a pena lutar pra conseguir essas coisas e viver de forma digna, sem se deixar dominar por delírios do consumismo. Pra que ir atrás de riquezas? Vai usar dinheiro para auxiliar a sociedade e melhorar o sistema? Se você ganhar 1 milhão por mês tu vai usar 99% do seu salário para causas boas e ficar só com 1% pra você? Nesse caso vale a pena ir atrás, e boa sorte na sua missão. Agora, se você ficasse com tudo, e usasse essa grana ai pra se vangloriar, demonstrar poder, dominar pessoas, então você está perdendo seu tempo, porque ninguém lá no "céu" liga se você foi ultra milionário aqui embaixo, eles não ligam mesmo. Mas suas habilidades de magia negra seriam bem vindas lá no abismo... Por que ir atrás de sexo? Quer usar ele pra criar algo, para se regenerar, para largar a luxúria em troca de algo melhor, etc? Então boa sorte na sua nobre missão. Mas sexo só pela carnalidade não vale a pena, porque depois de um tempo você fica prisioneiro, e não consegue imaginar o mundo além de um mero orgasmo animal num momento de fantasia. Eu não to falando isso por moralismo. Antes eu era moralista, mas agora acho moralismo coisa de boboca, coisa de fracote. Só quero alertar que o que as pessoas hoje em dia chamam de "liberdade" na verdade é "prisão".
    3 points
  6. 1- Mostra para nós qual relato que você leu que diz que a pessoa vai para um lugar bom mesmo se suicidando. As diferenças acontecem porque não é uma lei criada pelos homens, é uma explicação do que acontece com a maioria, mas cada caso é um caso. Nem todo mundo que se exercita sua. Nem todos que comem muito engordam, nem todos que usam drogas se viciam. Mas o conhecimento se constrói sobre regras gerais, não sobre exceções, então o bom senso mandar levar a sério as regras gerais. 2- Veja, um suicida só se suicida porque é incapaz de sair do seu estado mental de só pensar e vibrar coisas negativas. Se ele não consegue sair disso em vida, é óbvio que não será capaz de fazê-lo após a morte, quer ela tenha sido por suicídio ou não, tanto faz. Se essa pessoa fosse capaz disso, ela o faria em vida e o interesse dela por suicídio desapareceria. A pessoa que está pensando em suicídio já vive aprisionada nesse estado mental, não tem essa liberdade para achar que " e se...???? ". É o mesmo que a gente pensar "E se fôssemos capazes de não envelhecer?" 3- É o mesmo caso da pergunta anterior: talvez um "não suicida" fosse capaz de suportar bem o sofrimento pelo qual um suicida passaria, mas para o suicida é óbvio que esse sofrimento é grande demais. E porque eu posso dizer isso? Simples: para o suicida a vida de encarnado, algo tão trivial, já é sentida como se fosse um sofrimento insuportavel, tanto que ele quer cair fora. Se a vida comum, que para a maioria absoluta é fonte de tantos prazeres a ponto da maioria temer a morte, é vista pelo suicida como algo tão desagrádavel a ponto de ele tentar fugir dela, imagina então o que ele vai achar do estado no qual se encontrará após o desencarne. Para o suicida certamente o pós mortem será sentido como algo terrível, afinal o cara só é suicida exatamente porque ele faz tempestade em copo d'água, porque ele sente desconforto demasiado com coisas que para os outros não representam um problema tão grande. 4- Mesmo caso das anteriores. Uma pessoa que chegou ao ponto de se matar e porque estava aprisionada pelo seu estado mental perturbado, logo, ela não terá a capacidade de tentar fazer isto ou aquilo para sair disso no pós-mortem já que foi incapaz de air disso em vida, quando era bem mais fácil. Seria como supor que um louco pode tentar sair da sua loucura. Se ele é louco é exatamente porque perdeu o controle da sua parte mental, logo não tem mais capacidade de tentar dominar isso. Se tivesse, teria dominado a loucura no inicio, antes que ela se agravasse. Da mesma forma o suicida, se ele tivesse a capacidade de usar o poder mental pra sair desse estado ele omm teria usado antes, ainda em vida, para não cair nesse estaso e assim teria evitado chegar ao ponto do suicidio percebe? Mas aí a pessoa pode ler isso que eu digo e achar que não, que ela tem motivos para isso, que o problema é a vida dela, não ela. Pois é, acreditar que realmente tem motivos para isso é parte da " doença", é parte da falta de poder mental para sair desse estado enquanto ainda está encarnado. Os problemas da vida residem na atitude errada em relacao a ela, e a oportunidade de resolver isso é enquanto se está encarnado, tentando identificar os pensamentos tóxicos que atribuem valor negativo a tudo e assim fazem tudo parecer pior do que é. O suicida precisa aprender a combater esses pensamentos, ou a cada dia esses pensamentos toxicos irão dominar um maior percentual do seu dia de encarnado. Como resultado, ao se suicidar o que eles conseguem é acabar com todas as distracões para poderem ficar 100% concentrados na sua auto-tortura mental. O problema não está na vida, está dentro da mente do suicida, do depressivo, do ansioso, etc. Uma festa animada para a maioria vai ser percebida como algo tedioso pelo deprimido. Sair da festa não mudará a sensação de desconforto, o deprimido levará dentro de si aquela negatividade para a rua, para casa, vai dormir para esquecer... mas vai acordar com ela, etc. É o mesmo caso com o suicida, acha que o motivo da sua infelicidade está na vida, então sai da vida... Mas levará junto a infelicidade, só que agora muito mais intensa, pelo simples motivo que toda emocão forte é sentida MUITO MAIS FORTE quando estamos em astral, seja alegria ou tristeza, tanto faz. Então uma pessoa que não consegue mudar essa atitude mental errada em vida, a ponto de se suicidar, vai conseguir mudar o que com o " poder mental", se no astral essa tarefa será ainda mais difícil? Não tem como, o aprendizado dessa habilidade mental é feito aqui, no dia a dia da vida encarnada.
    3 points
  7. Bom pessoal, muita gente pergunta isso por chat ou em particular, é uma questão bem velha na verdade, e que sempre foi respondida afirmativamente pelas pessoas que conseguiram comprovar suas projeções . Mas todo dia nasce gente nova, e as pessoas de hoje em dia estão muito idiotizadas, ninguém procura profundamente mais nada, achando que se não tem nada na internet ou na TV, então não existe, tornando-se vítimas dos oportunistas céticos, sempre procurando manipular a mente das pessoas com todo o tipo de “dúvida razoável” e certezas baseadas na ignorância dos fatos, despejando suas teorias vazias de “poderia ser isso"..."poderia ser aquilo”, para todo FATO apresentado. Na verdade o trabalho deles é muito fácil, basta levantar uma possibilidade vaga qualquer, por mais absurda e irracional que seja, e acham que anulam os fatos. Quem não tem experiência em lidar com argumentos vazios se deixa levar por esse pessoal. Diante disso achei melhor concentrar aqui algumas coisas relacionadas a comprovação da projeção astral, e seria legal que os outros membros QUE CONSEGUIRAM COMPROVAR alguma projeção postassem seus relatos aqui, assim, quando essa pergunta for feita de novo e de novo, a gente só manda o link para a pessoa ler. Só um alerta, vamos falar claramente: opiniões de quem não conseguiu comprovar não ajudam em nada, apenas atestam A SUA DIFICULDADE em comprovar .Enquanto nao consegue, leia sobre as comprovacoes de outros aqui. Mas se voce se acha o centro do mundo, de modo que o que VOCE AINDA NAO COMPROVOU E PORQUE NAO EXISTE E OS OUTROS ESTAO MISTIFICANDO.....E MELHOR NEM LER O QUE VEM NOS POSTS SEGUINTES. O ceticismo e otimo quando nos estimula a buscar respostas, mas e' uma MASMORRA quando voce acha que sabe de tudo. Se seu "tudo" for muito pouco, como e o caso dos ceticos, vai concluir rapidamente que se nunca soube de algo, esse algo e' obviamente impossivel, ilogico, e nao existe, e nao vai atras para descobrir. Azar o seu, ficara trancado na sua masmorra enquanto outros saem a explorar possibilidades. Primeiro vou relatar as minhas comprovações, depois eu vou citar de outras pessoas e de livros de projeção. Alguma coisa disso eu já postei em outros lugares do GVA
    3 points
  8. Essa pergunta é muito comum nos novatos. Tão comum que fica cansativo ficar sempre explicando a mesma coisa de novo e de novo. Então reuni aqui alguns dos sintomas que consegui lembrar, que acontecem quando a pessoa está na fase de transição para o sono. A respostas para todos esses casos é a mesma: .............................. Nada, apenas você está consciente quando o momento de sair do corpo está se aproximando, e isso se manifesta por uma enorme variedade de sintomas energéticos que muitas vezes geram ALUCINAÇÕES. Lista de “coisas estranhas”: 1- sentir-se afundar na cama 2- sentir calafrios, formigamentos leves ou intensos, parecendo choque elétrico 3- parecer que está tendo um terremoto, com a cama tremendo 4- parecer que parte do corpo ou todo o corpo incham de repente 5- sentir-se paralisado 6- sentir-se girando em alta velocidade 7- ouvir ruídos estranhos, dentro da cabeça, como mortorzinho, grilo, um “piiiiiiii” constante, estampidos como de tiros, trovões, gongos, sirenes, ou barulho de algo que arrebenta, como um estalo alto 8- ouvir ruídos estranhos pela casa, como portas batendo, objetos caindo 9- sentir braços e/ ou pernas flutuarem 10- sentir peso no peito 11- sentir presenças no quarto 12- sentir animais ou crianças caminhando sobre a cama 13- ouvir TV ou rádio ligado em outro ponto da casa 14- ouvir a casa cheia de gente 15- ouvir baterem na porta do quarto 16- ouvir gritarem seu nome 17- sentir uma “força” te puxando para fora da cama (irei acrescentado mais, a medida que lembrar) A regra para todos esses casos é: PRESTE ATENÇÃO nesses sinais, para que fiquem mais fortes: Quando algum desses sinais surgirem ou qualquer outra coisa "impossível" ( como sua bisavó falecida sentar na sua cama para te dar boa noite, ou você achar que desenvolveu psicocinese que só se manifestada quando está deitado) apenas preste mais atenção nisso. Se parece estar ouvindo um ruído, tente ouvir melhor inda. Se parece que ouviu passos na casa, preste atenção e tente ouvir mais. Se tem uma força te puxando para um lado, vá com ela. Se sente arrepios pelo corpo, queira que eles fique mais fortes. Se essas coisas surgem quando você pensa em algo, como lembrar de um sonho, ou lembrar da casa da namorada, então pense com mais e mais concentração, e esses sinais ficarão mais fortes ainda. Quando ficarem tão nítidos que pareçam 100 sólidos e reais, basta levantar da cama devagarinho, como quem vai no banheiro. Não é para IMAGINAR que levanta, é para levantar mesmo! Mas bem devagar como quem não quer acordar um tigre que está deitado na cama com você. Mas se não ficarem tão fortes, aplique alguma TÉCNICA DE SEPARAÇÃO E caso esteja vendo um monstrengo no quarto, não pense "ah não, mas eu não vou me separar do corpo se tem o demo ali me olhando" bem no meio do quarto. Levante em astral da cama e vá olhar ele de perto, com aquela atitude de "quero ver se tu é macho mesmo!" . Em 99% dos casos isso não passa e alucinação e desaparece tão logo você tenha retirado o tronco do corpo astral de dentro do tronco do corpo físico. Mas se não desaparecer, sempre poderá pular de volta para o corpo mesmo, kkkkk.
    3 points
  9. Olha, não sei bem até que ponto se pode dizer que isso seja contrário à doutrina. Nunca estudei a doutrina espírita, mas como gnóstico a gente tinha boa parte dos mesmos argumentos que ele aponta ali no livro dos espiritos, em relação à questão sexual por exemplo. O que salva é que o fundador da gnose tinha escrito até uma "plataforma de partido socialista". Só que era um socialismo cristão, para se diferenciar da esquerda tradicional, cujos pilares acabaram contaminados pelo ateísmo, materialismo. Então eu diria que compreendo esse tipo de " raciocínio", porque já o usei também. O que acontece em geral é que quem acredita em vida espiritual em geral acredita em Deus. Nem sempre ,mas em geral. Daí se deduz que se o universo material foi criado por Deus, a partir do nada, foi ele quem botou ordem no caos amorfo. E fez isso em parceria com arcanjos, anjos, etc numa organização hierárquica. A obra de Deus portanto é caracterizada pela manifestação da ordem no universo material, e pela ação em hierarquia. Note que as forças de vida, atuando na matéria, organizam átomos, moleculas, geram padroes geométricos. As forças negativas, representadas simbolicamente pelo diabo, se caracterizam pela divisão, por semear a desconfiança, a tentação, o desafio à ordem. A morte , por exemplo é vista como negativa, porque ela gera desagregação da matéria, desordem nos planos da forma. Seguindo esse raciocínio, as herarquias sociais , as autoridades terrenas, sao vistas como a expressão/ reflexo da ordem divina se manifestando na sociedade. Daí que todos são educados para seguir as leis, obedecer as autoridades, e isso começa na família, quando os filhos são treinados a respeitar a autoridade dos pais, para que se torne um adulto responsável ( que obedece aos patrões, às leis, os juizes, etc) E vendo o mundo como criação de Deus, a natureza é a obra de deus que não foi corrompida pelo homem. Logo, quem pensa dessa forma procurará na observação da natureza as respostas divinas para certos dilemas, pois se cada pessoa tem uma opinião, se cada sociedade tem seus costumes, sua cultura, como saber quem está certo? Busquemos a resposta onde não há expressão do homem onde "o que é" sempre foi e sempre será, porque o homem não o distorceu com suas culturas, umas "corretas", outras "degeneradas". Dessa logica se pode deduzir com tranquilidade várias respostas sobre sexualidade como as que aparecem ali no livro dos espiritos. E não vamos esquecer que por muitos séculos os reis eram considerados divinos, logo, esses reis e todos os seus funcionários eram um espelhamento da herarquia divina, Deus e seus anjos, aqui na terra. Desobedecer essas autoridades era como ofender a Deus. E sendo o mundo obra de Deus, Ele deve ter um plano para a humanidade, que se realiza no tempo, nos processos da história, levando-nos quem sabe a uma segunda vinda de Cristo, juizo final, lei da evolucao, qualquer coisa dessas, dependendo da vertente. Então vejam, quem olha para o mundo e afirma que tem algo errado que precisa ser corrigido está achando defeitos na obra divina, não confia nos planos de Deus para a humanidade, semeia a dúvida, e a desobediência .Sabe aquele argumento que a direita usa " Ain! Eles querem nos dividir!" pois é, no fundo vem dessa mentalidade religiosa, ehehe. Logo, quem aponta os problemas, e arranca as máscaras deve ser agente diabólico, alguém que quer sabotar os planos divinos, um rebelde tal qual Lúcifer. Afinal, a serpente o que fez no paraíso? Convenceu Eva a infringir as regras após semear-lhe a dúvida, e a partir disso "toda a humanidade pagou". O que a esquerda (revolucionária) faz? Olha para o mundo e aponta falhas na estrutura social. Identifica os elementos da sociedade responsáveis por perpetuar essas falhas geração apos geração, e que fazem parte da tradição. Ela pretende que seja possivel corrigir essas falhas através de uma boa quantidade de mudanças no que sempre se fez, e através de um planejamento racional, visando uma sociedade do futuro em que esses problemas não mais existam. Isso tudo, na mente de uma pessoa que observa as coisas através de um viés religioso/ espiritual interferiria no "plano divino" e poderia condenar toda a humanidade ao sofrimento coletivo, uma punição ao estilo de sodoma e gomorra, o que só poderia ser uma versão 2.0 do plano da serpente do paraiso né? eheheh. Para complicar as coisas, a esquerda lá do seculo XIX entrou na modinha do ateísmo, até porque deve ser muito difícil para quem enxerga esse papel ativo que as religiões tem no amansamento dos explorados (o que facilita muito o trabalho dos exploradores) aceitar as religiões num " admirável mundo novo" que se possa alcançar após todas as reformas necessárias. Lembrem-se, vivemos desde a origem do mundo até lá pelos anos 1600 ( época das primeiras rebeliões de explorados) sob esse tipo de raciocínio. São muitas encarnações que os habitantes do "Presídio Terra" estão vivendo em sociedades regidas por esse tipo de pensamento. Isso se torna uma programação mental, uma hipnose que instala gatilhos na sua psique. Mais adiante quando se faz necessário, esses gatilhos sã acionados através de palavras-chave, como pátria, família, Deus, costumes. ------------------------ ( A palavra liberdade já é um gatilho muito mais recente, fruto do liberalismo, e que acabou justamente produzindo algumas revoluções no século 18. Daí que os conservadores se oponham também ao liberalismo, o que explica porque o nazismo além de ser anticomunista era antiliberal também, o que leva os de mente simplória a achar que por isso oo nazismo era esquerda, eheheh.) ------------------------ Portanto, eu diria que é muito natural e previsível que pessoas que tenham uma mentalidade religiosa/espiritualista e tenham uma compreensão muito superficial dessas coisas tenham alergia à tudo que "cheire" a ideias de esquerda, porque essas pessoas ainda tem uma mentalidade de Antigo Testamento. Não perceberam que Jesus violava o sábado porque " o sábado foi feito PARA o homem e não o homem para o sábado". Não enxergam que Jesus recomendava fazer o que os fariseus falavam, mas não SER como so fariseus, que não faziam o que falavam. Não percebem que os dez mandamentos é uma lista de coisas a NÃO FAZER, enquanto Jesus se propõe a substuir toda lista de "coisas a não fazer" por uma atitude mais ativa do sujeito, focads em FAZER . O papel passivo de criaturas obedientes às autoridades é substituido pelo cidadão ativo, responsável por gerar as mudanças que deseja no mundo: ----------------- João 13:14-17 Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros.Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes -------------- E ele não precisou apelar para o materialismo para apontar que o sujeito tem em suas mãos a capacidade de afetar a historia onde achar necessário, porque, obviamente, se estamos encarnados é para AFETAR o mundo que nos cerca. Se fosse para ficar parado esperando que Deus botasse tudo para funcionar não precisaríamos nem encarnar né? Nem precisaríamos livre arbítrio, poderíamos ser como os animais, incapazes de violar as regras da natureza e de modificar o ambiente. Então, na verdade a postura de tentar mudar o que se vê de errado no mundo não tem nada em si que possa ser condenado. Daí que completas revoluções também não, mas elas são vistas como uma espécie de manifestação do mal. Obviamente, como sempre pode dar " perda total", uma completa revolução gera medo, mas o mínimo que as pessoas deveriam entender é que tanto o bem social quanto o mal social são resultado das ações dos homens, não algo de Deus ou da natureza. São nossos erros e acertos administrativos nossos interesses como agentes no mundo que criam toda a riqueza e toda a miséria que vemos. Logo, é dever de qualquer espírito pensante estar sempre do lado das forças que querem corrigir costumes, tradições ,leis que já se mostrem ineficazes para cada nova época, substituindo-as por formas que MELHOREM e não piorem as condições de vida, porque está se buscando corrigir s obras DOS HOMENS, não da natureza e muito menos de Deus. Mas os conservadores, incapazes de enxergar a completa autoria humana nas sociedades ao seu redor, e portanto na pobreza, na desigualdade, nas divisões de tarefas entre os sexos, querem eternizar formas sociais que são meramente fruto da divisão do trabalho em cada época e lugar, como se fossem "plano divino". Daí surgem essas justificativas religiosas, espiritualistas, de que os brancos europeus tinham tarefa civilizadora em relação aos africanos ou índios, ou que os americanos tem algum papel, ou que o papel dos animais é servir ao homem, ou que a mulher tem esta ou aquela posição em relação ao homem, blábláblá, e uma lista enorme de tolices para defender o que é apenas interesse mundano de um grupo em dominar o outro sem que este se rebele. Daí claro que tratam as atitudes típica da esquerda, seja esquerda "revolucionária" ou "reformista", como essencialmente " herética". Eu diria que essa é a mentalidade geral de que quem toma como criterio o pensamento religioso/ espiritualista. E disso vem a postura diversionista de alegar que politica e religião/espiritualidade não se misturam, quando na verdade a religião é, digamos, a grande narrativa que busca legitimar as estruturas de dominação de massas no mundo, revestindo todo esse processo com uma aura sobrenatural, por apelar para essa conexão entre as ideias de ordem, obediência, autoridade, conservação das tradições. Há uma parcela gigantesca da população mundial ainda vulnerável a esses argumentos, porque fomos adestrados nelas por varias encarnações. Por isso os conservadores nem precisam entrar em detalhes profilundos sobre isso. Quando os grupos arcaicos de dominadores sentem que precisam voltar ao poder para garantir seus domínios basta acionar os gatilhos psicológicos tradicionais, basta tocarem as trombetas de "pátria", "Deus" , "família", "tradição", e os quadrúpedes vem correndo atender ao chamado. Princioalmente os que ficaram de fora do debate politico, os religiosos e espiritualistas, porque toda a preparação mental deles nessa área faz com que eles fluam numa determinada direção, muito previsível, resultado da forma de pensar que precisam utilizar para olhar o mundo pela ótica da espiritualidade. Apesar de todo nosso avanço tecnologico ainda somos muito pouco racionais, o que nos torna vítimas fáceis desses processos de manipulação de massas.
    2 points
  10. Sei que aqui não é lugar para relatar sonhos mas para muitas pessoas sonhos e projeção são a mesma coisa diferenciado apenas no grau de lucidez, pois bem, tive um sonho aonde me vi deitado em uma cama e em um quarto diferente do plano físico, eu estava com muito sono, comecei a levitar e fui subindo em direção ao teto o qual atravessei e pude olhar o céu da manhã, era aproximadamente umas 07h da manhã no sonho, fui subindo em direção ao céu azul de forma bem rápida, olhei para os lados e vi a cama subindo junto comigo, me concentrei na visão remota numa direção única para cima, me acalmei e controlei a ansiedade no intuido de não atrapalhar a projeção, resolvi parar de subir e fui na direção horizontal sentido leste, comecei a ir em direção a uma outra cidade que não existe no plano físico, fui muito rápido ao ponto que comecei a atravessar prédios, passei por entre apartamentos e vi um gato sobre uma cômoda, diminui a velocidade, pensei em regressar e regressei rapidamente, voltei para a cidade de origem, comecei a caminhar, (a cama já não estava lá comigo), fui descendo uma avenida a qual eu já conhecia ( lembra uma mistura de várias avenidas do plano físico) vi ônibus diferentes, correndo muito, me lembro das rodas dos ônibus, eram grandes e duplas, os ônibus eram articulados e corriam muito de forma bem irresponsável, subiam sobre as calçadas e fazim rachas, uma menina estava paralizada sobre a calçada com medo dos ônibus, percebi que quem dirigia aqueles ônibus eram "meninos" uns muleques custosos, vi varios deles em uma praça, continuei minha jornada e fui descendo aquela avenida com plena convicção de que estava realizando projeção astral, fui observando as pessoas e o comércio local, barracharias, padarias, supermercados, bicicletarias etc, entrei em um deles, observei todos os detalhes e pensei comigo, que iria voltar depois no físico naquele local e comprovaria a projeção, tive a incrível e inteligente ideia de pegar um chiclete mascado que estava no chão e pedir para um rapaz que trabalhava naquele local, colocar o chicle numa tomada de energia e ainda pedi caneta e papel para escrever que eu estava ali, nesta hora após o rapaz me conceder uma caneta, tentei escrever num pedaço de papel mas a escrita desaparecia, eu escrevia e a escrita sumia logo em seguida, algumas pessoas observavam, fiquei intrigado e pedi para o rapaz escrever pra mim, que eu estiva lá fazendo projeção astral, resolvi sair e continuar descendo a avenida, pensei comigo que já fazia muito tempo que estava fora do corpo, que será que eu havia falecido? resolvi voltar para o lugar aonde estava meu corpo, chegando perto do prédio comecei a sentir muita fraqueza, muita moleza fui arrastando e ao chegar no predio, comecei a ser puxado e levitei em direção a ele, cheguei no local e indaguei um amigo meu que não conheço no plano físico, perguntei sobre meu corpo, eu estava preocupado, ele me disse que meu corpo estava bem, estava dormindo do mesmo jeito que eu havia deixado ele, foi então que ele abriu a porta daquele quarto e me mostrou meu corpo, quando eu o vi, acordei no físico na minha cama e quarto do plano físico, o prédio e quarto do plano físico são diferentes do quarto e prédio do lugar aonde meu corpo dormia no sonho.
    2 points
  11. Boa noite. Sou iniciante no assunto viagem astral comecei a estudar sobre o assunto a mais ou menos 1 ano. No início de tudo não tratei o assunto como se fosse algo serio assim como a maioria das pessoas eu não acreditava nessas coisas que eram faladas sobre esse assunto. Mais pele minha curiosidade cemecei a pesquisar e assistir diversos vídeos sobre esse tema e logo conheci o canal do Saulo calderom e wagner Borges. Depois de ver alguns vídeos Logo decidi começar a tentar fazer uma prática energetica para ver se acontecia alguma então para minha surpresa na primeira tentativa entrei nesse estado vibracional. Minha reação foi meio de pânico, espanto sem acreditar nisso que tava acontecendo e logo quando terminou esse estado fiquei muito feliz por isso ter acontecido isso abriu minha mente grandemente. Ao longo de 1 ano mais ou menos tive algumas experiências 2 delas foi muito significativa para mim uma delas foi logo de manhã assim que acordei e decidi ficar na cama mais um tempo e logo fiquei relachado e quase dormindo denovo e aconteceu que meus dois braços da parte do cotovelo até as mãos se soltaram do corpo físico e ficaram flutuando por dentro do meu corpo físico foi maravilhosa a sensação e me deu mais ânimo para continuar a segunda experiência foi uma serta noite que acordei de madrugada para fazer técnica e peguei no sono e logo acordei fora do corpo flutuando mais não vi nada na frente porque não sabia se eu deveria abrir os olhos então fiquei com medo e fui encaixando no corpo lentamente. Depois desse ocorrido passei a acreditar mais que nossa consciência realmente vive fora do corpo Esse foi meu pequeno relato logo farei perguntas para que alguém de vcs possa me ajudar nesse assunto e pesso desculpas pela forma de escrever não sei escrever corretamente tenho dificuldade de aprendizagem mais espero que de para entender as palavras que escrevi obrigado a todos e espero que esse relato seja útil para alguém
    2 points
  12. Sim, por isso crianças não estão ainda mentalmente capazes de viver neste mundo concreto, elas usam isso como fuga. À medida que você vai crescendo vai aprendendo a conviver melhor com a realidade concreta porque é nela que precisa elaborar suas metas. A "viajem na maionese" é convertida em estratégias e planos de ação de longo prazo. Até artistas, que precisam reter capacidade de viajar na maionese, precisam traduzir isso depois em método de realização, o que exige muita racionalidade. Para adulto voltar a viajar na maionese acho que só com treino especifico. Por exemplo, a meditacao que usa como foco atenção a idéias, imagens, simbolos, tem como meta permitir que a mente viaje NA DIRECAO EM QUE ESTÁ FOCADA, gerando outras imagens, símbolos, intuicoes, relacionados ao ponto focal escolhido. Mas exige treino, a execução correta não permite que o foco: - seja excessivo, bloqueando o surgimento de novas associacões - nem seja frouxo demais, gerando respostas que se desviem demais do foco. É um uso controlado da "viajem na maionese" para que gere resultados, ao contrário do mero escapismo da criança.
    2 points
  13. Pode ser. É aquele problema de sempre: - muitos sonhos são projeções - outros são só sonhos mesmo Não é porque você está num sonho lúcido que você está projetado. Ou seja, você pode estar tendo fantasias num cenário plasmado, estando inconsciente ( acreditando estar em corpo fisico) ou lúcido( sabendo que não está em corpo fisico). Mas ainda assim um ambiente e personagens plasmados. E onde está seu corpo astral nesse caso? Pode estar ainda embutido no corpo, levemente desencaixado. Ou pode estar flutuando um meio metro acima da cama, ou no meio do quarto. Ou pode estar vagando pela casa ou ruas da cidade como se fosse um zumbi. Ou seja, o corpo astral está " dormindo"( porque não percebe o ambiente astral ao seu redor, apenas o conteúdo mental interno. ) mas sua mente está sonhando, como você vê NESTE RELATO Quando você encontra em astral uma pessoa assim oode pega-la pelos ombros, sacudie para tentar acordá-la, ela parece acordar por uns 2 segundos, te olha mas apaga em seguida. É dificil se comunicar com quem está dormindo em astral. Então algumas entidades ( não só mentores, também os obsessores) conseguem se comunicar telepaticamente com você na forma de um personagem desse seu sonho, porque aí você os enxerga e escuta. Pode ser um animal que fala, uma arvore, ou uma pessoa. E assim eles te passam o recado. Porém, na verdade eles estao em astral perto de você, nao lá no seu sonho, e podem querer que você desperte do sonho para ter uma projecao lucida. Daí eles tendem a usar algum recurso que direcione sua atenção para fora daquela plasmagem, uma pergunta difícil que te faça prestar atenção ek algo lembrar algo, sentir algo, e isso rompe a plasmagem. Parece ser exatamente o que te aconteceu. Nesses casos logo apos perceber-se no quarto ou cama, tem que tentar sair dali em astral, para nao correr o risco de apagar de novo. Em geral quem te chama esta alu no quarto mesmo, mas nem sempre visivel ao projetor. Mas está ali do lado. Então a meta desse acordar é levantar da cama, do corpo, e sair para a projecao. Se ficar ali deitado vai so delirar sem parar.
    2 points
  14. O medo é um obstáculo por si só. Tentar saber o que fazer caso veja algum espírito meio feio é dourar a pílula, é como aquelas pessoas que acham que tem que andar armadas para se defender.... tornam-se prisioneiras do seu medo mas não percebem, acham que estão enfrentando, afinal, estão armadas... e se tornam perigo para os outros, não para o criminoso. Há formas de defesa, porém, sempre que você constrói proteções não está vencendo seu medo. Então tem que achar um equilíbrio aí, entre saber se proteger aso necessário, mas sem medo. O Saulo recomenda jogar energia na entidade, para se defender. Obviamente para isso você precisa aprender mover as energias, embora isso seja na verdade algo naural instintivo, mas atrapalhamos tudo com a racionalidade que diz, na hora H "mas como é mesmo que se faz isso?". Há fórmulas, cúpulas de proteção, conjurações, etc. Mas como eu disse, isso pode te fazer não superar seus medos. Então no início acho que seria melhor você tentar resolver com energias mesmo, para ficar mais confiante. Resumindo: 1- projete energia no sujeito COM INTENÇÃO (se pretende curar, queira que o que você emite para ele, o cure, o acalme, etc. Se pretende atacar, pode apenas empurrar, ou pode queimar, ou pode afetar a forma astral que ele usa até que ele desista do ataque. 2-E se ele te agarrar, pior para ele, porque aí você fluir para dentro dele, através dos pontos de contato, essa energia COM INTENÇÃO, podendo criar bastante desconforto, para dizer o mínimo. É tipo "vasos comunicantes" entre duas caixas d´gua. Também pode sugar o atacante, se ele te agarrou, o que em gera fará ele te soltar na hora, porque ele não vai querer perder o pouco que possui. Se não te largar ele vai desmaiar. A grande questão é "como se projeta ou se suga energia?". Por isso é bom você treinar sentir um pouco as energias. Mas é algo como a respiração, você inspira ou expira sem pensar né? Mas se quiser inspirar mais forte, ou mais lento? Há uma atitude mental nisso, no "controle de fluxo" né? Se espirar também. Com as energias é a mesma coisa, mas seu canal de "inspiração expiração" será a área desejada. Se usar as mãos, é como se seus braços fossem seus pulmões, você expira ou inspira energia por eles. Mas se alguém te agarra, se bota a mão no seu ombro, o ombro se torna seu "pulmão" e você expira ou inspira energia por ele. E quando desencanar de ficar tentando criar problemas com isso tipo "e seu eu.... funciona??", poderá perceber que não precisa nada disso, você irradiar sua energia COM INTENÇÃO como uma lâmpada irradia luz (ou no contexto que estamos considerando aqui, como se fosse material radioativo, o que vai fazer quem estiver por perto fugir). https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17087-exteriorizar-energias-é-perigoso-autor-lu-mello/&do=findComment&comment=74345 Claro que precisa pegar o jeito disso, então algumas vezes falha, ehehe. Outras vezes sai fraco demais, outras forte demais. Tem que ir aprendendo. Mas a questão é que o medo sempre prejudica. Vá treinando e adquirindo confiança no que for fazendo, porque assim não se preocupará caso alguém tente se aproximar de você.
    2 points
  15. Nunca vi nenhum dessa forma, mas já vi um bem interessante, o vampiro mais bem vestido que eu vi. Esse é o relato: No primeiro momento me vi semi-lúcido em um sonho, onde eu estava em uma mansão cheia de monstros e eu andava furtivamente por ela, como um ninja, passando pelos telhados, invadindo a casa e destruindo os monstros com energia, energia invisível, acho que é porque não tenho clarividência nem no plano físico nem no astral. Depois de um tempo fui ficando mais lúcido e percebi que estava na casa da minha família. Mas continuava caçando os "monstros", num dado momento percebi que estava no astral e que aquilo eram formas-pensamentos, plasmagens. Eu estava na sala quando percebi isso, e então fui andando para a porta com intenção de aproveitar a projeção, foi quando a casa inteira foi infestada por morcegos, eu estava claro e com consciência que era tudo plansmagens, só não sabia se foi eu ou outro ser quem criou elas. Eu peguei um morcego com as mãos e o joguei no chão, pisei nele e ele gritava igual um morcego de verdade e sangrava, muito realista. Eu achei bem realista e interessante aquela forma-pensamento, mas não dei bola e sai da casa. Pulei para cima do muro e então saltei para um voo. Nessa hora plasmei uma capa preta e um sobretudo preto, achava muito legal aquela capa toda aberta e balançando com um vento sutil. Foi então que tive um intuição fortíssima, de que alguém estava na casa vizinha e que eu deveria ir lá olhar. Eu então me aproximei da cerca de aremes e seguei nos arames, ainda voando, enquanto observava a casa. Vi um cara lá vestido com uma roupa branca e então, com um impulso puxando o arame, me joguei em voo até a varando onde estava o homem. Cheguei lá e aterrissei repleto de pompa, com a capa estremecendo com o vento (vento esse que não tinha, eu fiz isso com pensamento), e plasmei mais algumas camadas de roupas pretas, um gola alta e outra roupa com uma gola que cobria minha boca como uma máscara. Aquele cara manifestou uma personalidade que eu não tenho em mim. Era um homem branco, vestia uma roupa muito elegante, toda branca com detalhes azuis, um sobretudo com uma capa e um pano branco no rosto, ela era acompanhado por uma mulher, com uma roupa semelhante, que era claramente uma serviçal dele. Me aproximei e abaixei a gola que cobria minha boca, ele retirou o pano da boca também, um sinal de respeito mútuo. A mulher ficou com muito receio e aparentemente com medo de mim. O cara continuava sentada numa cadeira, e tinha um ar pomposo também. Destacava os olhos amarelos e brilhantes que ele tinha. Eu sabia claramente que ele era o vampiro que estava criando aquelas plasmagens na casa, tentando manifestar medo em mim, para ele se utilizar dessa energia densa. Eu perguntei o que ele estava fazendo por ali e o que ele queria, mas ambos de nós já sabia o que ele fazia ali. Ele perguntou alguma coisa para mim e eu falei que sabia que estava projetado e ele perguntou se eu tinha facilidade com isso. Eu respondi: "Facilidade? Não...(pensei na maioria das pessoas encarnadas que nem sabem do assunto) Pode-se dizer que tenho alguma facilidade." ele então falou algo e eu mandei ele responder minha pergunta. Ele começou a inventar uma história que ele caçava aqueles monstros pelo astral eu virei as costas, abaixei a cabeça em descrença, ele pensou que eu estava perdendo a lucidez e percebi uma empolgação nele, a companheira dele então me viu dando um sorriso e ela chamou a atenção dele. Eu olhei para ele e falei com sacarmos "Ah claro, sei." Ele se animou e disse numa empolgação "Mas é você quem está criando problemas!" Eu achei um absurdo o cara que estava tentando me vampirizar falar uma coisa daquelas e quando fui retrucar voltei pro corpo por conta da emoção forte. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ Eu conheci um cara que uma vez me disse ter se projetado e visto um vampiro estereotipado, tinha a capa clássica de vampiro, andava em alta velocidade ao redor dele e depois deu um bote no pescoço dele, ele também viu as presas dele. Mas foi só isso que ele me disse. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Outra vez já fui atacado por uma vampira sexual que tinha dois escravos com ela, ela estava pelada e tinha seio bem grandes. O diferencial é que essa plasmava presas de vampiro. Foi bem no começo das minhas projeções. Eu tinha fugido deles e quando saltei para voar, elas voaram atrás de mim, plasmaram asas enormes de morcego no lugar do braço humano. Uma delas conseguiu me dar um golpe com algo pontiaguda nas costas e voltei pro corpo.
    2 points
  16. Riqueza e empreendedorismo não estão necessariamente relacionados. Também não existe uma relação direta entre riqueza ou pobreza e reencarnação. O que faz com que uma pessoa reencarne em situação de pobreza está mais relacionado com o objetivo daquela encarnação do que com qualquer outra coisa. Isso nos casos em que é uma encarnação planejada. Outros casos possíveis de situação da encarnação são por afinidade energética. Existem muitas variáveis que influenciam, de forma que, de maneira geral, não se pode afirmar coisas como: "se não gosto disso, vou nascer sempre em tal situação". Cada caso é um caso e há muitas possibilidades.
    2 points
  17. Eu já rolei e me estatelei no chao. Concluí que estava no físico, a julgar pelo impacto. Mas como não surgiu dor, desconfiei que estava em astral, testei e estava mesmo! A gente para muito mico com isso, kkkk
    2 points
  18. ser semelhantes... ser opostos.... Se voce nao conseguir enxergar EM QUE as coisas são semelhantes e EM QUE são opostas não consegue sair desse rolo classificatório. Um planeta e uma estrela são opostos no sentido de que um é sólido enquanto o outro é uma bola de gás incandescente. Solido x Gas. Opostos. Mas ambos tem massa, a característica NECESSÁRIA PARA gerar a força da gravidade que atrairá ambos. massa x massa. Semelhantes. Mesmo caso para um planeta e um ser humano. Outras características, de semelhanças ou diferenças, não tem relevância alguma para definir esse tipo de atração, e É ISSO que permite descartá-las da análise. Ficar trazendo outras semelhanças e diferenças irrelevantes PARA O FATOR CONSIDERADO só serve para confundir, não para compreender como a coisa funciona. Se o fator em consideração é atração gravitacional, o que interessa é massa. Se for outro fator, a semelhança ou diferença em questão é que será invocada EM FUNÇÃO desse fator. Isso não é não de sua livre escolha ou memória que busca qualquer característica aleatória para alegar que não encaixa. Dependendo do critério eles podem ser vistos ou como opostos ou como semelhantes PARA QUE a formação de sentido se estabeleça em torno do fator relevante para a disucssãp. A classificaçao sempre será afetada pelo sentido que será atribuído aos elementos. Mas claro, a origem do sentido brotou da observaçao dos elementos e da capacidade de identificar padrões gerais nos fenômenos. O que voce parece não entender é que estamos explicando o funcionamento geral tal como percebemos. Ai voce vai e diz que tem muitos outros os casos que... e por isso não aceita o "modelinho". Sim tem, sempre terá, a natureza sempre tem as exceções que fogem à regra. Essas explicacoes sao sempre generalizacoes seletivas que te permitem entender uns 80% da coisa,digamos assim. Só que por alguma forma estranha de raciocinar que você prefere usar, nada poderá fazer sentido se existirem excecoes, ou se voce conseguir selecionar caracteristicas de diferenca que te interessam para tentar invalidar o ponto. É o mesmo que você diz que estou fazendo, mas eu estou sendo explícito: - voce cita duas coisas que na sua visão são diferentes e POR ISSO alega não ver sentido numa certa afirmacao nossa -Eu explico que você só não vê sentido porque não está olhando para AS caracteristicas que os igualam, e que POR ISSO justiifcam o sentido atribuido. Ah mas péra, entao somos eletivos ao olhar o que os iguala e deecartar o que os difere? Sim, assim como você apontar o que os difere. Esse é exatamente o ponto: nossa mente observa o mundo e lê/percebe/atribui um sentido, uma ordem, porque a mente racional funciona dessa maneira. O sentido não é um fato da natureza, não é um jabuti na estrada. O sentido depende de quem observa o mundo ser capaz de construir um sentido QUE O AJUDE a entender o mundo e EXPLICITAR a ordem percebida coko implicita nos fenômenos que observa. Mas sempre sera uma construção racional seletiva, que precisa simplificar e descartar as excecões, em nome da simplicidade. Exatamente porque são essas simplificações que elas te permitem entender o padrão do fenômeno observado. Se essa construcão racional incluir tudo ela deixará de ser um modelo da realidade para ser a própria realidade, e aí ela perde sua razão de ser, porque se torna tão complexa quanto a própria realidade, o que anula seu valor como ferramenta explicativa. Uma pessoa que queira enxergar toda a complexidade por trás dos fenômenos está sempre perdida. É aquele tipo de pessoa que acha que ha milhares de tons de cinza entre o preto e o branco, e que ela "nunca tem respostas para as coisas, só mais perguntas". A pessoa só fica mais e mais confusa e paralisada, porque não consegue simplificar a questão para enxergar a coisa a partir de categorias maiores. Quando alguém tem perguntas e acha que as coisas não fazem sentido é apenas porque não está conseguindo enxergar por si mesma uma ordenacão no que observa. Outros que enxergam essa ordenação, relações de causa e efeito, etc , tentarão mostrar para essa pessoa a ordem que eles enxergam, mas isso sempre será uma visão que seleciona o ângulo de abordagem e lista casos selecionados EM FAVOR DAQUELA VISÃO ORDENADA. É tipo "olhe por este ângulo que você verá o que eu vejo". Se a pessoa não quiser olhar por aquele angulo, não verá nada mesmo. Mesmo a ciência é incapaz de escapar dessa limitação, porque é uma limitação da mente. Agora, você pode tentar captar o sentido de ordem que compartilham com você, que é não é muito diferente de tentar enxergar numa obra de arte o que outros alegam ver e tentam te explicar, algo subjetivo afinal... ....ou você pode não conseguir enxergar as mesmas coisas a partir dessas explicações fornecidas. Veja o caso do livre arbítrio, temos ou mão temos? É possível defender ambas as posicoes, baseados na realidade. Mas se você foca de uma determinada maneira, só uma dessas respostas parecera verdadeira, se focar de outra maneira, a resposta oposta se torna verdadeira. O bom é que você consiga entender em que tipo de enfoque cada uma é verdadeira para escolher qual usar em favor do RESULTADO ALMEJADO. Se não souber fazer isso não levanta da cama para trabalhar, estudar, porque "afinal de contas temos tão pouco poder sobre o que é externo a nós que nem vale a pena lutar por nada, tudo é sorte, acaso.". Ou se adotar a postura oposta pode se sentir uma fracassado completo já que se esforça ha anos e nunca chegou perto da meta, ou porque pela enésima vez foi grosso injustamemte com esposa, filhos, quando já acreditava ter compreendido que isso só te prejudica e que " basta querer para mudar". Tem que saber onde encaixar cada explicacao dessas ou nada funciona. O resultado de não conseguir mudar o ângulo de visão para entender um dado modelo é que a pessoa continuará no estado inicial, sem ver ali o que outros julgam ver. E aí não tem o que fazer, porque como eu disse, isso não é um jabuti na estrada, não basta apontar e dizer " olhe, é isso aí". É mais como tentar explicar um sabor, um cheiro a quem alega não saber o que seja isso: você observa as explicacoes e BUSCA o sentido que estão tentando transmitir atraves dos exemplos. Se você não enxerga o sentido, se apesar do que eu e os demais tentamos te passar DA NOSSA CONCEPCÃO sobre essas coisas, isso apenas mostra que você está vendo o mundo de forma diferente de nós, nada mais. Eu nem diria que há uma divergência factual, pois se fosse o alfabeto eu diria que é como se nós estivéssemos afirmando que nossa lingua se constitui predominantemente de sons fechados e para isso citamos várias consoantes para demonstrar porque temos essa visão, e você vem e diz " mas olhe estas 5 vogais! São sons abertos! Que papo é esse de sons fechados?". Sim, existem essa vogais, sim são sons abertos. Mas são a menor parte do todo e portanto não consideramos que elas afetem o conceito geral. As coisas que você cita na tentativa de invalidar nossos pontos existem, não está errado em vê-las, mas elas não contribuem para fornecer uma visao geral da coisa, e é por isso que quem sempre faz a escolha de focar nas exceções não consegue enxergar os padrões dominantes e tudo lhe parecerá sempre caótico. Você escolhe ver a ordem, porque olhando de uma certa maneira ela está lá, ou escolhe ver o caos, porque olhando de outra maneira é ele quem está lá. Como não é possivel ao ser humano obter uma percepção objetiva, imparcial, da realidade que ele observa, o que resta a cada um é identificar qual das percepções simplificadoras e com viés trará melhor benefício para a sua vida, qual modelo é mais OPERACIONAL para fazer sua vida funcionar. Não se trata de um dilema entre fantasia reconfortante x crua realidade porque não pode haver qualquer percepcao da crua realidade pela mente. Ela vive enclausurada observando o mundo atraves dos filtros dos cinco sentidos, preconceitos ,perturbações emocionais , esperanças. Há apenas a escolha entre o que tornará sua vida pior ou o que tornará sua vida melhor. Mas mesmo para fazer uma escolha assim não somos livres, a pessoa as vezes gostaria de acreditar na escolha A mas só consegue acreditar na B.
    2 points
  19. Eu não ia postar nada neste tópico, já que o Roberto foi bem específico, querendo resposta de médiuns. Mas já que os não-médiuns começaram a postar (até porque se ninguém postar nada vai parecer que a gente não está nem aí para a questão, o que certamente não é o caso), vou comentar também, mas antes preciso citar essa afirmação do Vinicius. Vinicius, só não esqueça que você está num fórum espiritualista. Não há muito espaço para acreditar em acasos quando se tem uma visão espiritualista. A crença no acaso é especificamente materialista, porque a visão materialista sendo de alcance muito limitado desconhece os fatores causais por trás dos fenômenos materiais. Mesmo nos assuntos do mundo material o materialismo chama de acaso as leis da física que ele ainda desconhece. De umas décadas para cá já estão aprendendo a desenvolver modelos matemáticos para previsão de "fenômenos complexos", que lidam com muitas variáveis. A crença no acaso vai recuando a medida que a humanidade vai descobrindo que vive num universo ordenado, não só no plano material, mas nos vários planos. O que não falta na literatura espiritualista, tanto nacional quando estrangeira* , são relatos de planejamento de encarnação. Logo, exceto se a pessoa for materialista, não há base para alimentar a crença na falta de ordem no universo, no acaso. O que não quer dizer que tudo, nos mínimos detalhes, seja planejado, porque isso eliminaria a possibilidade de aprendizado, de erros, de tentativas de correção de rumos. Há planos, mas há repetições muito fortes de padrões antigos. Dois espíritos podem planejar nesta vida serem marido e mulher, porque na vida anterior foram pai e filho e brigaram muito. Na tentativa de estabelecerem uma correção de rumo as velhas rixas podem renascer, e agora mais fortes pela repetição, e terminar em crime, o que piora algo que foi planejado para ser melhorado. E aí na ´próxima a relação entre os dois será menos opcional e mais compulsória, eliminando em algum grau a liberdade de escolha, ate um ponto, muitas vezes, em que a pessoa consegue prever desde criança com quem vai casar, como vai morrer.. não por prever o futuro, mas porque o padrão repetitivo já é tão forte que ela já "decorou o papel". Então cada caso é um caso, algumas pessoas tem uma margem de liberdade muito menor, um planejamento mais rígido, ou um padrão de repetição mais rígido, que até lhe dificulta o planejamento. Outros tem menor planejamento, menores repetições. Não dá nem para cair num extremo de achar que a cor dos seus olhos foi planejada, nem no extremo oposto, de achar que você foi jogado aqui e tem total liberdade, porque para isso você teria que estar na sua primeira encarnação, sem nenhum laço cármico com ninguém antes, sem família de outras vidas, sem amores nem inimigos de outras vidas, sem habilidade alguma na qual planejar usar nesta encarnação num projeto para sua evolução ou dos demais. Após estabelecer laços mentais, emocionais e sexuais com diversas pessoas, sua liberdade ficará reduzida, como um fantoche que é manipulado por diversos cordões. Mas claro, o "se vira aí" tá valendo, mas é "se vira aí com esses cordões, já que não tem como cortá-los". --- --- ---- --- --- -- Agora... o que me incomoda muito nesse papo de que tudo tem um motivo é que a pessoa que escuta isso acha que estão dizendo que ela é culpada de algum crime na vida passada, por isso nesta... E sinceramente quem produz as explicações, se for ligado a alguma doutrina, vai tecer uma explicação desse tipo. Ok, de fato essas coisas acontecerem, você vai numa direção x por várias vidas, acaba nas seguintes sendo impedido de ir naquela direção de novo, mas PARA SEU PRÓPRIO BEM (as repetições lembra? se não forem interrompidas você se torna uma máquina que só executa um script de memória). Evidentemente a psique é a mesma de antes, ainda deseja repetir aquele padrão, porque foi viciada nisso através da repetição em muitas vidas, mas agora sem os meios para isso ela pode se revoltar, é normal, já que não compreenderá a origem daquela limitação, até que a supere (ou que apareça alguém que possa investigar o caso psiquicamente e esclareça o sujeito). Mas nesse caso aí, de relacionamentos, ME PARECE que seja um aspecto tão efêmero da existência que não raramente haverá uma razão maior para justificar as condições de cada um. Por razão maior digo "planejamento". Veja, espíritos não tem gênero. Todo "intercâmbio" no fundo é uma forma de "sexo", mas só chamamos de sexo o intercâmbio físico. Mas qual a finalidade d intercâmbio físico? Reprodução. E reprodução é objetivo... DA NATUREZA, NÃO NOSSO. Ah não, mas a finalidade do sexo é ter prazer blábáblá. Não, podemos ter prazer de várias formas. Ah, mas finalidade do sexo á a transcendência, já que para reprodução não precisa tanta energia, tanta fissura, há algo muito mais poderoso no sexo. Sim, o negócio está lá, é um recurso que PODE ser usado, mas todo esses furor também está presente nos animais, que não tem condição de usar esse recurso para a transcendência. Então assim: sexo existe para fabricar novos corpos físicos, é um problema da natureza, não nosso, porque nossos filho nem sequer são nossos filhos, são espíritos adultos como nós, que ingressam num corpo de criança, e tem lá as questões deles para resolver. Somos todos irmãos, filhos da mesma fonte espiritual mas ninguém é filho de outro, apenas nossos corpos são usados como geradores de novas matrizes biológicas para o projeto da natureza, que é a reprodução incessante de formas biológicas, que servirão de alimento para outras formas biológicas. Nós, como espíritos, apenas passamos por aqui, vemos esse processo acontecendo, podemos entrar e sair dele várias vezes mas... o projeto do espírito não tem relação com essas questões reprodutivas, a não ser pela necessidade material de que são sempre necessárias novas matrizes biológicas para que os espíritos possam encarnar. É como você querer mergulhar a grande profundidade mas para isso é necessário que sejam fabricados os equipamentos que você usará. Faz parte do problema "mergulhar", mas a fabricação do equipamento não é o objetivo em si da operação. E a julgar pela força do instinto sexual nos animais nós podemos supor que essa questão sexual e quase que uma espécie de imposto compulsório que a natureza cobra de quem decidiu vestir um corpo de carne, daí essa sensação de necessidade, essa idéia de que pode ser algo importante na vida, mas realmente me parece que é apenas mais uma das ilusões do plano físico. E digo isso porque é aquilo do ponto de vista do espírito esse negócio de formar casais nem faz sentido, porque cada um tem seu ritmo evolutivo, basta que iam de sincronia e cada um seguira rumos diferentes, até para planetas diferentes. mas num mesmo planeta habitando faixas do astral bem separada, que nem permitem intercâmbio entre os habitantes. Por isso que eu ACHO que essa grande fixação que move a humanidade em torno do amor, praticamente a razão de quase toda nossa literatura desde sempre, é apenas um efeito colateral da fascinação sexual que a natureza gera em nós por estarmos encarnados. E por achar isso, não creio que esse tipo de situação tenha um planejamento, algo que mereça maior explicação se a pessoa teve 50 relacionamentos ou se foi sozinha a vida toda. Me parece que é apenas "ossos do ofício de estar encarnado", não algo que faça parte de um projeto. Mas... claro que existem projetos ligados a isso. Já contei aqui em algum lugar, aquele líder do grupo de apometria que trabalhei por um tempo, ele casou por planejamento espiritual. Ele namorava outra garota, então um dia os mentores apresentaram para ele (ele é clarividente né? então fica fácil isso) em astral a pessoa quem quem seria melhor se ele casasse, para que pudessem trabalhar juntos na questão da espiritualidade. Ele já conhecia aquela pessoa em astral, não no físico. Veio a conhecer no físico algum tempo depois (se não em falha a memória). E então como todo mundo ali era médium todos os três estavam sabendo do rolo, ele rompeu o namoro com a namorada e casou com a outra, assim, friamente. E os três continuaram convivendo como amigos, sem problema porque os três sabiam a razão para aquela escolha. Depois os mentores apresentaram para eles os espíritos que queriam nascer como filhos deles, eles toparam e os filhos nasceram, um deles sendo clarividente desde criança e hoje me dia é psicólogo, trabalha com hipnose, porque sempre quis fazer algo para ajudar as pessoas a solucionar sus problemas emocionais de fora mais rápida, ao invés de passarem pagando terapia por 10 anos. Eu acompanhei parte dessa história, conheci o filho dele quando tinha 9 anos acho, trabalhou conosco no grupo umas duas vezes, porque sendo clarividente estava também em condições de perceber o que os outros viam., era criança só no corpo e claro, na maturidade emocional, que ainda estava em formação. Então claro que o planejamento encarnatório pode se aproveitar do fato de que você vai se deixar fascinar pelo sexo em algum grua, e encaixar ali uma parceria sexual que te trará alguma ajuda no seu trabalho de vida, ou lhe desafiará nos seus traços psicológicos. Mas em geral o que acontece é que as pessoas se deixam levar pelos seus instintos, confundem fascinação com amor, copulam, se acham de posso um do outro, tem filhotes, e aí criam-se laços emocionais de vários tipos, que geram relações com questões mal resolvidas e que POR ISSO podem levar aquele casal a repetir uma nova relação na próxima vida, para tentar resolver as diferenças. Mas note: se resolverem ,cada um seguirá seu rumo, na sua evolução. É não ter resolvido as diferenças que gera certas imantações, e isso por uma vez atrairá aquelas pessoas de novo. Isso não é bem um planejamento isso é um "efeito colateral". E uma pessoa que se cura de um coração partido arranjando outro vai é criar um grupo cármico, um conjunto de pessoas com quem repetirá os mesmos erros e terá muitas novas pendências a resolver depois, oque obviamente gera dificuldade para manter a fidelidade nos relacionamentos futuros. E fidelidade é essencial por uma questão básica: você não junta pedaços para fazer uma escada para então desparafusar tudo e novamente ter apenas sarrafos soltos né? Infidelidade é trair seus próprios projetos, é desmanchar aquilo que você gastou tempo e esforço para construir, não é um problema de moral religiosa, é burrice encarnatória. Mas se você teve vários relacionamentos nesta vida, em geral ficou com muitos laços, criou várias pendências, e na próxima encarnação essa turma toda vai cruzar seu caminho de novo, cada uma querendo seu quinhão emocional de novo, então como você vai levar uma vida estruturada, dentro de um planejamento (mesmo do ponto de vista materialista) mínimo, se tem cordões energéticos, mentais e emocionais te puxando para várias direções opostas? Não dá. Mas novamente, isso não me parece que seja parte do planejamento espiritual é o efeito colateral das escolhas feitas na vida passada, "carma", no sentido de consequências incontornáveis, não de punição, ou necessidade. É apenas a colheita da confusão emocional semeada. Então Roberto, sinceramente, eu acho, só acho mesmo, que não precisa haver razão espiritual alguma para sua condição atual nesse assunto, pelo simples fato de ser de fato um assunto irrelevante demais para a encarnação. Pode haver alguma explicação para isso? Até pode, mas pode ser de tantos tipos diferentes que só mesmo um investigador psíquico competente poderia encontrar a resposta. Por exemplo, pode ser algo tão bobo como o tipo de irradiação energética que você esteja emitindo. Por exemplo, todo homem conhece aquela frase "está com uma, está com todas". Em geral quem é sozinho tem essa questão de ficar "na seca" por muito tempo, as pessoas para quem você olha te ignoram, etc. Aí se acontece de você arranjar uma namorada, pronto, muda tudo, agora começam a te assediam na rua, mesmo se você estiver andando sozinho. E aí bate aquela indignação "Pô, quando eu estava sozinho essas minas nem me olhavam, agora que estou comprometido tem várias dando em cima de mim". Eu diria até que isso é regra geral, e criam-se explicações para isso, de que as pessoas cobiçam quem já foi aprovado num "processo seletivo", enquanto que se só tem vêem sozinho, ficam desconfiadas achando que deve ter algo errado com você. Particularmente acho que é mais uma questão energética mesmo, algo na sua aura muda, o fluxo sexual deve estar fazendo tudo brilhar a mil ali quando você sai dos "cem anos de solidão" e começa a bater asinhas, ehehe, e aí parece os "insetos começam a ser atraídos pela luz". Mas tem o extremo oposto.... quem é promíscuo tende a ser percebido como uma pessoa pesada, repulsiva, e é evitado por pessoas mais "quietas", de ambos os sexos, porque sua presença gera algum desconforto indefinido. Daí o cuidado que se deve ter cm essa questão de prostitutas, porque mesmo que o sujeito seja usuário eventual, a prostituta estará sempre carregada de energias dos clientes, então é meio que garantido que haverá algum grau de contaminação áurica, e isso será detectado pelos demais como esse "peso indefinido" que sentirão naquela pessoa. Então eu sinceramente acho que seria melhor você tentar desencanar dessa questão, pela sua falta de importância espiritual mesmo. Deve ser alguma questão trivial que cria essa situação que você relata, porque se você olhar para os lados com certeza encontrará muito em pior condição estética, financeira, mental que você, mas que estão por aí formando casal, casal de craqueiros too os dias amaçando matar um ao outro na rua, casal de mendigos, casal de criminosos... então deve ser algo menos profundo, mais basicão mesmo , que define essa questão, e isso muda com as fases da vida. Mas eu sei, claro que enquanto não superamos essa situação isso fica cutucando nossa mente Antes que eu tivesse conhecido minha futura esposa eu também me remoía com esses questionamentos aí que você faz. A gente tende a fabricar especulações de todo o tipo sobre si mesmo, sobre o sentido maior dessa situação... -------------------------------- * Esse livro estrangeiro pode ser encontrado aqui: (não vou postar o link, porque esses sites de pdf gratis as vezes sofrem denuncia, vou postar o print da tela e aí quem quiser procura)
    2 points
  20. Cara, essa visão de imoralidade da riqueza é uma visão criada pela igreja. Ninguém precisa ser pobre pra ser digno, afinal como eu estaria falando aqui se eu estivesse mais preocupado em matar minha fome? A questão é o equilíbrio, ninguém merece ter falta de recurso, mas ser um ganancioso que só quer saber de gerar riqueza também é um desequilíbrio, é um escravo do dinheiro. Então não tem nada de mais usar a energia que tem para ter qualidade de vida e nem precisa abdicar do que tem para "ganhar do reino do céu" como a Igreja fala. É uma falácia. É só usar com sabedoria, como qualquer outra energia.
    2 points
  21. Não tem como saber. As vezes um outro espirito se aproveirta do campo eterico da aura de uma pessoa para se sobrepor a ela e vocêo poder vê-lo. Poderia ser alguma amiga sua, que fez isso para que você visse. Ou poderia ser a forma.jovem da sua mae, de outra vida, uma em que voces tivesse se conheicdo tambem. Certa vez fazendo um teste de clarividencia em espelho, que muita gente acha, só por achar mesmo, que te faz ver os rostos de suas vidas passadas ali, vi vários rostos sobrepostos aos meu, inclusive de uma mulher, loura cabelos longos... Essa mesma pessoa eu encontrei depois numa projecao, o que ja mostra que não tem como definir quem sao esses rostos que se ve por sobreposicao a menos que você tenha como tirar essa duvida e confirmar mais tarde com o próprio dono daquele rosto.
    2 points
  22. Agora o trabalho com elementais é bem diferente disso. Elementais são forças da natureza, eu não sei bem o que são mas eu já interagi com ninfa fora do corpo 2 vezes, tinham aparência infantil e humana mesmo, mas a primeira eu peguei na mão e senti uma textura escamosa, mesmo vendo uma pele normal. A outra vez era um grupo se divertindo em um lugar todo alagado no astral, elas me fizeram uma pegadinha me levando para o fundo e depois me levaram a superfície rindo, eu disse que podiam afunda já que eu não me afogo mesmo, elas ficaram animadas e me puxaram com tudo pro fundão e a aparência delas mudou para um ser aquático com dentes pontiagudos, tentei ficar calmo e ainda falar "viu não estou afogan....* sentir a sensação de beber água e comecei "afogar" voltei pro corpo kkkk. Então vi que são seres mesmo. No trabalho com elementais você se coloca na vibração deles indo para um lugar da natureza onde você sabe que vai encontrar eles. Na gnosis se utilizam mantras e uma ritualistica, mas não acho que possam chamar de magia elemental, ali é mais o papo de energias também, como no caso das esfinges dos duendes e fadas. Estando no lugar você mexe sua energia no lugar por respeito aos elementais: Joga umas ervas na água, acende um carvão para jogar um pouco de incenso no lugar, medita um pouco, remove os lixos do lugar, tenta gerar uma sintonia com eles. Depois, com naturalidade e amizade, fala que anda com problemas nisso e aquilo, e que como ama a natireza (sem hipocrisia) a energia purificadora e vitalizando de Deus você foi procurar eles, você diz que se eles puderem fazer algo para te ajudar, você estaria muito grata e se fizerem você vai voltar ali mais vezes para repetir o que fez, como agradecimento. Depois medita um pouco nas águas, se pediu algo como cura ou desbloqueio energético, uma purificação. É bom fazer isso por alguns dias, vai que eles não façam de primeira né(aí você fala, que não sabe se já fizeram por isso está pedindo, mas se já fizeram você agradece e continua meditando ali, em sintonia com os elementais).Por isso é bom clarividência kkk. E se lembre de pedir ajuda aos Mentores antes de iniciar a ritualista, eles podem abrir sintonia entre você e os elementais com mais facilidade, tem mentores que trabalham na energia deles. Isso que é magia elemental.
    2 points
  23. https://temploespiritatupyara.org.br/br/operacoes-espirituais/
    2 points
  24. Hummmm... cheirinho de gente conhecida aqui no fórum, ehehehe Bolsominion entra no mesmo saco é? Jura? E isto aqui entra onde? : Enéas é o ídolo do integralismo, nossa extrema direita, nosso fascismo brasileiro que ja criavam confusão desde a época do Getúlio Vargas. Logo, os seus colegas de crença são os bolsominions, embora claro que há uma gradação nisso, mas a matriz intelectual do bolsonarismo é o integralismo. O Bolsonaro pode ser esquecido, mas outros desse ninho participam há décadas dos outros vários partidos de direita, são uma força trevosa sempre presente na sociedade, como todos os tipos de fascismo. Bem, parece que você quis sair do tema e ME transformar no tema. Sua postagem e para que eu? me torne o tópico? Suas dúvidas sou eu?? Pois bem... Primeiro que não há como você estabelecer um eixo de comparação entre “de esquerda” e “bolsominion”, pelo simples fato que bolsominions são extrema-direita. Se eu fosse simpatizante do PCO talvez sua observação fosse pertinente, porque nesse caso você teria um eixo comparativo: extrema esquerda x extrema direita. E essa comparação teria base na realidade porque muitas posições do PCO são as mesmas do Bolsonaro. Então essa sua primeira entrada já começa mal, você não estabeleceu qual a base em que estaria enxergando alguma similaridade entre ser de esquerda e ser bolsominion. Se a base for fanatismo, novamente, tem que comparar extremos com extremos. Mas se a base for ideológica, isso faria concluir que você supõe que sua posição, que tenta se passar por “nem esquerda, nem bolsominion” não seria ideológica, e isso só revelaria que você não tem lucidez suficiente sobre a ideologia que governa suas próprias escolhas. Não é possível viver numa sociedade letrada sem viver de acordo com uma ideologia. Não existe posição livre de ideologias. Quando você defende liberdade individual isso é ideologia, quando defende o valor do trabalho, isso é ideologia, quando defende de ter filhos é "uma benção", isso é ideologia. Tudo é. Mas deixando para lá esses detalhes, sim, sou assumidamente de esquerda, já falei em outros tópicos aqui, quando o assunto surgiu, conectado ao tema do tópico. E nem poderia ser diferente. Espiritualista de direita está em processo de contradição interna e não percebe, é como os padres jesuítas que alega querer libertar o ser humano do pecado através do cristianismo mas ajudavam os espanhóis e portugueses a escravizar os índios tornando-os mansinhos pela doutrinação religiosa. Para quem não enxerga isso convém aprender um pouco sobre o que move as pessoas de direita e de esquerda. Já vai abrir no ponto e termina quando a entrevistadora faz outra pergunta https://youtu.be/zpOki7j7aq4?t=821 Quanto à faculdade, só posso supor que você não cursou faculdade, porque nas que cursei, uma da área de exatas e uma da área de linguagem, não encontrei essa doutrinação marxista que as pessoas sem curso superior alegam que existe. Bem que eu gostaria que existisse uma faculdade de Marxismo, que eu faria só por curiosidade, porque o tema é tão amplo e as variantes são tantas, a partir das teorias da “Escola de Frankfurt” que por mais que eu tente ler sobre isso não consigo ter uma visão nem ao menos superficial que englobe todo o panorama intelectual produzido pelo pensamento de esquerda. Aliás, a vantagem de fazer uma faculdade ao invés de ficar andando em círculo no autodidatismo é que assim como eu posso tirar as dúvidas do pessoal aqui sobre projeção e alguns pontos do espiritualismo, indicando leituras e tal, numa faculdade você tem chance de ter um estudo organizado, gradativo, compreender o A antes do B, para não meter os pés pelas mãos como fazia o autodidata mais atrapalhado do Brasil, o guru da extrema direita que faleceu recentemente. Mas não existe uma universidade marxista que eu saiba, o que deve ter no máximo é uma disciplina que entre outros filósofos, também trate de Marx. Sendo assim, é bom lembrar que uma universidade tem várias ÁREAS, e em cada área, diversos CURSOS: https://www.napratica.org.br/conheca-areas-do-conhecimento/ Das 8 áreas citadas, se TODA a área 5 fosse dominada pelo pensamento de esquerda, isso seria 1/8 de tudo, ou seja, 12,5%, portanto, uma ínfima minoria. Mas a área 5 não é toda dominada pela esquerda, creio que apenas história e geografia sofrem mais essa influência e lá na área 7 talvez só serviço social. A área 8 é bem dividida, porque há um embate entre estética pura x função social da arte. Os defensores da arte puramente estética tem seus teóricos de direita, e os defensores da arte como instrumento de ação na sociedade tem seus teóricos de esquerda. Portanto, a dominação do pensamento de esquerda na faculdade não passa de “conto da carochinha” para enganar quem não entrou na universidade e para mantê-los fora, onde será mais fácil educá-los com vídeos deturpados do youtube. Mas claro, se a pessoa escolher um dos cursos em que essa dominação é mais forte caberia, já que entrou como aluno, APRENDER, ao invés de chegar sem saber nada e achar que seus professores é que estão todos errados. Quem chega como aluno em qualquer curso não sabe de quase nada daqueles temas, pela idade em geral não tem capacidade intelectual desenvolvida ainda, ou se tem idade suficiente para possuir maturidade intelectual não tem a mente treinada para aquela área, e exatamente por isso está ali sentado como aluno, ouvindo e estudando, e não em pé, ensinando como professor né? É importante ter essa noção sobre si mesmo antes de sair por aí falando mal do que ainda não tem capacidade para compreender por simples falta de anos de estudo daquela área. Em uma das graduações que cursei, engenharia química, me espantei com o quanto os professores eram isolados da realidade do país, só se preocupando com física e cálculo. Quando percebi que o pessoal das exatas era todo assim, muito limitados como seres humanos, incapazes e sem interesse algum em entender o mundo, focados só na profissão, no ganho pessoal, comecei a me desinteressar em me formar naquela área, já que não queria me tornar uma pessoa assim, apenas uma máquina de ganhar dinheiro mas incapaz de pensar. Talvez eles até fossem melhores que isso, mas como nunca falavam sobre nada mais além do conteúdo das aulas, cálculo, física, química, não pareciam seres que olham para o mundo e refletem. Então mesmo que eles fossem melhores do que isso, o que acontece é que esse tipo de curso, como todo curso de área técnica, faz uma doutrinação ideológica silenciosa: silencia, ensina a não pensar, não questionar, apenas ganhar seu dinheiro sem atrapalhar quem te paga. É a atitude de “quem cala consente”, a atitude que respalda o sistema e ensina a colaboração com ele pelo silêncio. E isso é profundamente ideológico, ainda que o pessoal de direita não perceba. Exatamente por isso o Temer, logo que assumiu, se paresosu e mfazer uma reforma do ensino médio, para devolver a educação dos jovens a um estado parecido com a educação que aqueles meus professores da engenharia tiveram quando jovens, e que formou gente técnica sem capacidade de questionamento. Quem defende idéias bizarras como “escola sem partido” defende essa dominação ideológica silenciosa, porque é assim que os defensores do sistema agem, no silêncio e impondo silêncio. Para manter e reforçar um sistema, basta que cada um cuide da sua vida e ninguém se ocupe em analisar, criticar, apontar falhas, e passarão mil anos sem que nada mude. Quando você pensa criticamente e ensina os cidadãos a ver as falhas isso é visto como ideologia, mas acontece que ambas as posturas são ideologia, porque tudo em que se acredita numa sociedade, todos os nossos valores, conceitos, o que achamos justo e certo injusto e errado, é derivado de ideologias. E já que é impossível livrar-se delas a forma mais saudável é anunciá-las abertamente, para que possam ser rebatidas, criticadas, aperfeiçoadas, ao invés de deixá-las trabalhar em silêncio, como se os valores que regem as relações na sociedade fosse um tipo de “lei da natureza”, contra a qual não adianta se rebelar, e não mera criação das pessoas, criação que pode ser alterada se a maioria conseguir enxergar onde estão as falhas que prejudicam a maioria em benefício de uns poucos. Já na área de humanas as teorias dominantes no mundo todo costumam vir da esquerda mesmo, pelo simples fato que são as teorias mais aperfeiçoadas e mais recentes. Por "recentes" entenda-se dos anos 60 em diante né? E aqui cabe uma explicação para quem não entende a razão disso: 1- o mundo vive dentro do capitalismo desde.... 1600 digamos: https://www.historiadomundo.com.br/idade-moderna/transicao-feudalismo-para-capitalismo.htm 2- Portanto, o “sistema” dominante na sociedade, seus valores, ética, moral, normais do direito, instituições do Estado, toda a máquina que administra as relações na sociedade, é capitalista e trabalha para reforçar esse sistema 3- A função de uma universidade é estimular o pensamento CRÍTICO. Logo, por definição, a função dos intelectuais das áreas que pensam o mundo, a área de humanas ( a turma das exatas, biológicas, sistemas de informação, etc enfim, as áreas técnicas não tem essa função nem capacidade, já que são apenas pessoas formadas para trabalhar e aumentar lucros, eficiência, reduzir custos, etc) é “procurar pelo em ovo”, que é o que faz o pensamento crítico. Portanto, necessariamente o produto do trabalho intelectual será uma crítica aos diversos elementos que compõem e alimentam o sistema, crítica às artes, aos costumes, aos padrões já consagrados, às religiões, às versões da história, às relações de poder, etc. A função dessa attiude crítica, como na ciência, é manter as contínuas revisões acontecendo, para permitir algum aperfeiçoamento no tempo. Como a esquerda é, por definição, crítica ao sistema dominante, é o pensamento de esquerda que melhor se afiniza com o próprio trabalho dos intelectuais e que produz teorias mais profundas, mais críticas mais complexas. A direita, como tem um caráter mais conservador, ainda que possa exercer pensamento crítico em algumas áreas, nunca irá muito fundo, porque ela quer sempre preservar a beleza da ordem aparente do sistema. Portanto, numa área do conhecimento que depende do pensamento crítico a esquerda sempre produzirá as teorias mais ricas e importantes para entender as áreas da sociedade sobre as quais se debruça. Teoria que respalda sistema é como imprensa governista, não serve para quase nada. Ser convincente tem a ver com possuir o conhecimento necessário e capacidade mental necessária para articular suas idéias de forma que outros seres racionais consigam também perceber a verdade que está sendo passada. Mas uma coisa é “como as coisas são”, outra é achismo. Quando eu aviso que é só opinião, só achismo, não é “falsa humildade”, já que não sofro desse mal. Se eu acho que branco é branco, preto é preto, eu afirmo, não sou usuário daquela postura que “cada um tem sua verdade” nem defendo muitos graus de cinza. Mas tem coisas que eu “sei que não sei”, e exatamente por saber que o pessoal aqui pode criar fantasias sobre o que falo, prefiro avisar. No caso do assunto deste tópico mesmo, é comum a atitude dos espiritualistas em condenar armas, artes marciais etc seguindo uma determinada lógica. Para mim há um exagero nisso, acho que não funciona dessa maneira, mas... eu não sei. Por exemplo, se eu fosse clarividente e tivesse visto uma pessoa ter a casa invadida por obsessores logo que a pessoa chega da loja de arma com sua primeira arma comprada para... tiro esportivo, para competir nas olimpíadas u para caçar no ambiente rural (aqui no RS tinha temporada de caça, não sei se ainda existe ou se proibiram), aí eu poderia dizer que não importa a atitude, o objeto em si está ligado ao pensene da violência e portanto sempre atrairá essas companhias astrais negativas. Mas eu não SEI, então só posso confiar no que compreendo desses temas para emitir uma OPINIÃO. O problema é que nessa área muita gente repete afirmações sem saber de fato e gera uma fila indiana de repetidores. Aqui na área da projeção uma tolice antiga é criticarem deitar de bruços para se projetar, algo que eu vejo repetirem há décadas mas que não tem nenhum fundamento na prática, oque qualquer um que praticar projeção SABERÁ também. Mas se apensar acreditar no que dizem e nunca praticar fazer projeção de bruços, nunca saberá, vai só "achar" que esse alerta está correto e vai ensinar outros assim, que sairão repetindo essa tolice por aí. Então tem que ver cada caso, cada afirmação pode ser apresentada com pesos diferentes e se as pessoas preferem acreditar no que digo ou duvidar, é com elas. Todos são livres para morar nas cavernas, nos campos, distantes da sociedade. Ninguém nos impede de viver distante de tudo e de todos. Embora eu desconfie que se o proprietário do latifúndio improdutivo adquirido por grilagem ou presente de autoridades políticas descobrir você lá vai chamar uns jagunços para eliminar o problema, pois vai achar que você é sem-terra querendo fazer o que ninguém faz na terra dele: trabalhar na terra para dela tirar seus sustento. Agora, se a pessoa quer viver no seio da sociedade, com direito a todas as facilidades da vida em grupo, vivendo aglomerada com outros como se fossem animais de criação, é claro que haverá questões sanitárias que precisam ser decididas administrativamente, em prol do coletivo, e cabe ao indivíduo se adequar a elas, já que ele usa o espaço coletivo, as ruas, as praças, as escolas, os shoppings, e se ele adoecer vai ser risco para os demais. No espaço coletivo as regras coletivas tem primazia sobre as regras individuais. É por isso que existem regras de trânsito, regras sobre poluição sonora, etc. Tudo na sociedade é regido dessa maneira porque escolhemos viver em grupo, logo, as regras que protegem o grupo contra irresponsabilidade individual são sempre mais importantes. O mínimo que se espera de alguém civilizado é que não tenha dificuldades em entender isso. Mas quem é a pessoa, que não seja um total analfabeto, que não sabe que todo produto estranho introduzido no corpo PODE gerar problemas? Até chás !! Quem já não viu milhares de vezes todos os tipo de anúncio contra auto-medicação? Quem nunca leu as bulas de remédios? Em que mundo de fantasia uma pessoa estaria vivendo para achar que há zero chances de algum remédio enfiado no seu corpo te matar, só porque dizem que é seguro? É por isso que não adianta ter educação formal se a pessoa não presta atenção no que aprende. Todo medicamento seguro irá produz problemas num percentual variado. Você pega uma bula e lá diz : x % relatam coceiras, y% relatam náuseas e cefaléia, z% trombose e AVC, w% embolia pulmonar. É apenas uma questão de números, de risco/benefício. Não existe medicamento 100% seguro. Então se é esperado que 0,01% das pessoas que tomem aspirina tenham um efeito adverso grave que leve à morte, em 100milhões de pessoas, 10.000 irão morrer. https://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL33304-5603,00-TOMAR+ASPIRINA+E+TAO+PERIGOSO+QUANTO+SER+BOMBEIRO.html#:~:text=Tomar uma aspirina por dia,terça-feira (8). E aí o conspiracionista junta todos esses 10.000 no seu blog e publica “vejam aqui a lista de todas as pessoas que morreram devido a esse remédio!!! Não é seguro!! Estão te enganando!!! Você tem aí 10mil nomes, com foto e CPF, para provar que esse remédio não é seguro.” Isso é apenas delírio de quem não quer entender como funcionam os remédios em geral, mas é a triste realidade da nossa ciência primitiva. No caso da vacina, ela gera as mesmas reações da infecção por covid, mas em menor grau. No caso da Astrazeneca o que se viu foi 5 casos de trombose por milhão de vacinados. No caso da covid, ela gera 39 casos de trombose por milhão de contaminados. Isso é 8x mais, o que significa, na prática, que se aquela pessoa que morreu por trombose não se vacinasse e pegasse covid, também morreria. Ou grosseiramente, que se ninguém se vacinasse você teria 8x mais mortos por trombose do que o número de vacinados que teve trombose. Mas como os mortos por trombose da covid são registrados como morte por complicações da covid, as pessoas não enxergam a trombose ali, só enxergam na vacina, o que gera um raciocínio errado ao analisar essa questão. A pessoa que teve trombose e morreu pela vacina só estaria viva caso não pegasse covid, daí a pessoa pensa "ai, meu parente não teria morrido se não tivesse se vacinado". Ok, mas isso num quadro de pandemia é uma loteria. E você precisa somar a isso a responsabilidade coletiva que viver em sociedade acarreta, porque se as vacinas não reduzissem a taxa de transmissão o numero de casos não teria caído tanto. Quantas vidas foram salvas pelas pessoas que superaram seus medos e foram lá se vacinar? A meta da vacinação rápida era paralisar o avanço do vírus o quanto antes, porque quanto mais demora, mais mutações ele gera e podemos ter que conviver com ele para sempre, como convivemos com a gripe, e aí o número de mortes será anual, por séculos. Você quer tomar vacina todos os anos (e correr esse 0,01 de risco todo ano???)?? Eu não. E nunca tomei nem vacina da gripe porque minha última gripe foi em 1984, mas tomei essa da covid, porque é OUTRO GRAU de problema, e porque TEMOS A CHANCE, se o mundo todo for vacinado rápido, de eliminar esse vírus de uma vez por todas e assim também eliminarmos a necessidade de tomar essa vacina todos os anos, assim com outros doenças já foram erradicadas graças à vacinação massiva. Não tivemos essa chance com a gripe porque ela é muito antiga, mas com outras tivemos. E aí um sujeito quer colocar seu direito individual acima do coletivo nessas horas? Que morram milhões de pessoas só porque ele tem medo de morrer por um raro efeito colateral da vacina?! É matemática pura, você salva mais vidas vacinando todos do que não vacinando, quem não está vivendo apenas para seu umbigo entende isso com facilidade. Aqui suas afirmações são vazias. A ciência sempre tem as publicações divergentes mas se esses cientistas minoritários não conseguem convencer com seus resultados nem a outros cientistas, de modo que se torne a conclusão majoritária, o que pode tornar um leigo capaz de tirar suas próprias conclusões? Novamente você parece não entender como se constrói o conhecimento numa sociedade. Não é porque você caminha sobre duas pernas tem dois olhos, duas orelhas e um cérebro que você conseguirá tirar suas próprias conclusões divergentes do consenso numa área técnica que não é a sua. Uma galinha também tem duas pernas tem dois olhos, duas orelhas e um cérebro e não consegue entender o que você fala. Veja a polêmica do aquecimento global ANTROPOGÊNICO. Há uma concordância entre 97% dos cientistas que estudam climatologia que o homem é o responsável pela situação atual do clima. Você pode escolher dar atenção aos outros 3% que discordam, eles são “o outro lado”, estudaram as mesmas áreas que os outros 97%, tem a devida formação técnica, mas... , pasmem, tem opinião diferente! Acontece que se você ler uma publicação cientifica de um desses 3% ele te empacota e te "leva para comer na viagem” porque você não sendo da área dele você não encontra os furos na argumentação dele. Conhecimento técnico não é como filosofia, não é como retórica, que qualquer um com calma, acha o erro. Portanto não se iluda, “eles que são brancos que se entendam” nesses assuntos técnicos. As publicações científicas existem para isso, para publicar “o outro lado” com provas dos experimentos, de modo que os cientistas da área possam analisar, achar os furos e apontá-los, ou tirar “suas próprias conclusões” após análise técnica dos dados, porque eles tem formação para isso, coisa que o leigo naquela área não possui. Então não adianta espernear, pagamos os cientistas para que eles se preparem e façam seu trabalho seus testes, e discutam entre si, publicando algo que seja da concordância da maioria. E isso é o que constitui a conclusão cientifica válida, gostemos ou não. E eu mesmo ajo como “véio ranzinza” aqui no gva as vezes reclamando da ciência em relação à pesquisa paranormal, que já tem cerca de 140 anos e até hoje não parece ter conseguido obter essa concordância da maioria científica. Mas nos assuntos da matéria física eles sabem fazer o trabalho deles. Não faz nenhum sentido um “Zé Mané” qualquer achar que vai ler uma publicação do Luis Carlos Molion, vai concordar com ele que o aquecimento global não é causado pelo homem, e que portanto agora o Zé Mané acha que entende o problema melhor que 97% dos climatologistas do mundo que não concrodam com o Molion?? Ahhh, mas o importante é que o Zé Mané formou sua própria opinião... Aprendam uma coisa para seu crescimento intelectual: Nunca leia os “Top” de cada área diretamente, isso é coisa de quem não sabe estudar. Siga a piada da formiga: -Como uma formiga come um elefante? -Um pedacinho de cada vez. Não saia do nada lendo Nietzche ou Kant, leia obras para leigos sobre filosofia, e leia o capítulo sobre Kant. Depois algum livro fino só sobre ele, como “10 lições sobre Kant”. Depois algumas obras de autores diferentes que pretendem explicar o conjunto da obra de Kant. Depois a obra do maior estudioso sobre Kant. E só depois disso leia Kant. E depois você relê as obras "sobre Kant" e aí sim você pode formar sua própria opinião e talvez discordar de uns e concordar com outros que escreveram as obras “sobre..” Isso vale para a obra de qualquer pensador. Em qualquer área em que estejamos começando a nos interessar é melhor reconhecer nosso lugar na fila do pão e começar de baixo. Ué, agora você me confundiu com alguém que só existe na sua cabeça. Penso exatamente o oposto de cada uma das coisas citadas aí nessa lista. Fica a questão das limitações humanas. Eu, como adm, de acordo com minha capacidade de compreensão, percebo que x coisas são negativas e não convém dar espaço a elas. Se as pessoas quiserem saber delas é só procurar em outros locais, não estão impedidas de achar em outros cantos o que lhes interessa. E percebo que alertar contra elas é positivo. Não há neutralidade em lugar algum da sociedade, e fingi-la seria tão tolo quanto dar o mesmo espaço na sua casa ao seu cãozinho de estimação e à cobra que entra quando percebe a porta aberta. Essa dúvida sempre teremos. Mas isso novamente é um problema de discernimento de quem vive desconectado da realidade, como todo conspiracionista. Afinal de um lado temos uma certeza atual, concreta, da morte de 4% dos contaminados (julho de 2020, antes das vacinas reduzirem esses números). Isso daria 8 milhões de pessoas só no Brasil quando 100% da população tivesse sido contaminada. E de outro lado temos um bicho papão atrás da porta, um medo sobre o futuro criando incertezas, baseado em nada, porque é...futurologia e só é possível ter certezas sobre o passado, nunca sobre o futuro. Cada um tem que escolher se vai levar sua vida pelos dados concretos do presente ou pelo seu medo do futuro, mas como quem adminitsra as populações precsia ver o todo, os números totais em termos de perda de vidas, os critérios usados para limitar a liberdade de escolha individual são diferentes. Certamente não temos como saber o que essa vacinação em massa vai gerar no futuro pois o que não falta na história da ciência são casos tenebrosos de remédios considerados seguros e que com os anos se revelaram nocivos. Mas parece que a maioria do brasileiros reconhece que a oportunidade de continuar vivo no presente, porque a ciência fez o que estava a seu alcance diante do tempo disponível, parece o mais importante. Esse é um campo em que o Brasil está bem a frente dos países desenvolvidos, já que temos tradição em vacinação, com adesão em massa da população porque há décadas sabemos na prática que os resultados para a coletividade são positivos. Os outros países nunca tiveram campanhas de vacinação massivas como as nossas então suas populações ainda não desenvolveram essa confiança nos resultados.
    2 points
  25. Mas o Laércio você vê pelo jeitão que vive noutra vibe, eheehe. Acho que ninguém tem como determinar o GRAU com que você ficaria imantado nisso. Acho que é muito pessoal. Creio que seria bem diferente você aprender essas coisas numa atitude desencanada, ou aprendê-las como expressão do medo. Mudando de área: -Uma coisa é você se tornar médico porque quer ajudar as pessoas, AINDA QUE ganhe bem por isso -Ou se tornar médico APENAS PELOS GANHOS. Olhando de fora o trabalho é o mesmo, a diferença é interior apenas. O Royce Gracie conta que nunca brigou na vida: https://youtu.be/GAoKdQMf2VA Já o Rickson estava sempre nos rolos: https://youtu.be/5uREqLZwgEM Mesma família, mesmas atividades, mas aparentemente psiques diferentes, atraindo situações diferentes. Então a questão toda, me parece, é a atitude interior com que você aborda qualquer atividade, não a atividade em si. Nos EUA, um país em que o povo parece muito manipulado por todo tipo de paranóias e teorias conspiratórias ( porque semear medo vende produtos né?) logo que surgiu o assunto da pandemia os malucos que estão sempre se preparando para uma hecatombe nuclear estavam comprando estoques de galões de água, eheh. Pense quantas pessoas já morreram de velhice passando a vida toda se preparando para um medo imaginário desses? Isso vem desde a guerra fria! Quem tinha 25 anos em 1960 seria um velhinho de 77 anos agora, morando num bunker cheio de galoes de agua e enlatados, eheheh. Sem falar que essa deve ser a mesma mentalidade dos cristãos que estão esperando o apocalipse desde o século I da era cristã. O medo é da insegurança futura é uma constante nos seres vivos, pela necessidade insrtintiva de preservar nosso veículo de carne. O cachorro de rua que encontra mais comida do que consegue comer enterra as sobras "porque não se sabe o dia de amanhã". O pessoal que se projeta está sempre vendo tsunamis, furacões, vulcões em erupção... e se tem uma psique impressionável pelo medo vai ficar dando alertas no youtube a cada vez que ver isso, sem perceber que nunca aconteceu nada no fisico que se relacionasse com seus alertas. Mas quem liga? Dá views né? Sempre vai parecer uma preocupação razoável, afinal quem está vivo sabe que não precisa muito para desencarnae, então todos temos esse instinto de preservação facilmente provocado por quem vive com medo e quer companhia. O Brasil tem sido invadido culturalmente por todo tipo de influência negativa americana: disseminação do pentecostalismo desde os anos 2000, importação de teorias conspiratorias new age, anti vacinas, anticomunismo, campanhas pro-armamentistas, uso politico do discurso contra a pedofilia, e até uso prático na Lava Jato da figura juridica inexistente do "Juiz de instrução" que existe nos EUA mas aqui não, e por isso as relações de colaboração entre Moro e Dallagnol eram ilegais. Aparentemente estamos sendo submetidos a uma estratégia de exposição a estímulos que são característicos da mentalidade de outro povo. O sobrevivencialismo parece só mais um elemento do "combo-usado-para-enlouquecer-americanos" que estão trazendo para cá e que é tão alheio à nossa mentalidade nacional. Creio que se você conseguir enxergar esse processo acontecendo pode talvez ver a questão de outra forma, e mesmo que adote alguma prática dessas, por reconhecer nelas algum valor aproveitável, já não seria o mesmo que entrar nessa como vítima desse marketing psicológico. Quanto à artes marciais, creio que se você alterar o foco, procurando nelas a parte da manutencao da saude e funcionalidade eficiente do corpo até a velhice, ao invés de focar em estar sempre paranóico se preparando para possíveis perigos imaginários, pode conseguir muito mais beneficio geral para sua vida, e DE BÔNUS, capacidade de se defender se um dia, por muito azar, algum problema desses cruzar seu caminho. Recentemente vimos o caso do instrutor de kung fu perder a vida porque o outro cara sacou a arma da cintura após ter QUASE tomado um soco. https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=5651707438178798&id=292563717426557 Eu ja testemunhei pessoalmente uma situação em que um policial militar foi espancado por um um homem com um pedaço de pau. Só depois que o PM conseguiu se afastar com calma da situação é que ele levou a mao ao coldre , sacou a arma e atirou na perna do sujeito, para então algemá-lo e chamar a viatura. Nesses dois comportamentos você nota a diferença entre alguém usar uma arma para extravasar sua violência ou usar a arma como ferramenta útil para resolver uma situação. Para modificar uma atitude interior a pessoa precisaria primeiro estar consciente de que ela não faz sentido, o que pode não ser muito fácil. Tem que tentar aprender olhar a vida de outros ângulos. Por exemplo,quem passa a vida toda acumulando dinheiro para um imprevisto no futuro pode não lembrar que muitos morrem antes que aconteça um imprevisto como esses que ele teme. Quem acha que arma é necessário e fica vendo video que mostram como alguém escapou de ser assaltado exatamente porque estava armado parece desconhecer que MUITA GENTE passa pela vida toda sem jamais ter sido assaltado. Numa cidade como São Paulo metade da população já passou por isso, mas esse é mais um caso de importar problemas de uma região especifica e enxergá-los como um problema universal. Ainda assim, quando se olha as estatisticas, ter uma arma só aumenta as chances de ter problemas: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-46191879 Então o primeiro passo é compreender o quanto um determinado temor tem base na realidade ou é marketing ou maquinação mental do nosso ego, porque assim como tem gente viciada em prazeres tem gente viciada em sofrimentos, que passam dias ruminando seus pensamentos depressivos, suas ansiedades, suas fantasias mentais em que visualisa alguém que lhe faz algo e ele imagina o que faria para dar o troco. Se a pessoa ja chegou no estágio de compreender que é a sua atitude que é errada e não um problema real que necessita planejamento estratégico concreto para ser prevenido ou solucionado, então sim caberia tentar corrigir essa atitude. Fala-se muito de reforma íntima e tal, mas como exatamente fazer isso? Eu ate hoje so conheci um MÉTODO que pode ser praticado e que vai gerando resultados, mas creio que se a pessoa souber de outros MÉTODOS, devem funcionar em algum grau. Falo dele AQUI O que não funciona é alguém te dizer que você TEM QUE mudar mas não te ensinar MÉTODO. Sem método uma pessoa não tem como praticar a mudança e vai apenas desenvolver sentimento de culpa por não conseguir ser diferente do que é. Como se bastasse querer...
    2 points
  26. Bom, eu não tenho CONHECIMENTO sobre essa questão, tenho apenas OPINIÃO. E minha opinião sobre isso é que embora seja fácil de encontrar justificativas racionais para qualquer "medida preventiva" que uma pessoa decida adotar em relação aos " perigos da vida moderna", caberia se perguntar se quem se prepara mais para esses perigos não são exatamente as pessoas que serão atingidas por eles, ainda que, no fim das contas e saiam bem porque se prepararam para a situação. Ou seja, ao dedicar uma parte da sua atenção a isso você tende a atrair situações em que usará as habilidades adquiridas. E de onde eu tirei isso? Da observação dos outros. Não conheço pessoas que passaram por situações de conflito armado que não fossem elas próprias possuidoras de armas. Nem conheço pessoas não praticantes de lutas que precisaram resolver no braço situações da vida. (Mas claro que se você vê o noticiário policial encontra de tudo) Eu DESCONFIO seriamente que aquele ditado " Deus dá o frio conforme o cobertor" é uma via de mão dupla: se você não vive se preparando para o frio, o frio não vem. Se estiver muito bem preparado para ele, ele te acha. Mas como eu disse, é só uma opinião, fruto do que tenho observado com as pessoas que conheço. Deduzo disso que o risco do ponto de vista da espiritualidade é justamente cultivar um estado mental ( preparar-se para a violência é treinar atitude mental pré-violenta) que pode sintonizar com influências perniciosas, e terminar por, telepaticamemte, ou por imantação direta ( quando você emite uma determinada frequencia chave que atrai semelhamtes) atrair provocadores das situações que você pretendeira evitar. Isso é da natureza do universo, pensar em algo com alguma emoção, desejando, odiando ou temendo, tende a atrair esse algo para você.
    2 points
  27. Tive uma experiência esses dias na qual saí do corpo pela manhã , como de hábito fui dar um rolê pelo apartamento. Fui para a cozinha, pois das outras vezes que fui para a cozinha vi espíritos e cheguei a interagir com eles. Diferente das outras vezes não fui agressivo, cheguei numa boa, eu vou sempre em um quartinho que tem no plano astral na cozinha e não tem no plano físico, vi 2 pessoas deitadas no chão e começou-se a se fazer uma fila pois tinha tipo alguém tipo um djay e as pessoas tavam fazendo uma fila, eu só cumprimentei e saí. Curioso é que , qdo eu saí e fui na sala , antes de ir para a cozinha , tava tudo embaçado, não conseguia enxergar direito, eu parecia sem energia e quando fui para a cozinha e vi essas "pessoas" a visão ficou mais clara, será que tem alguma relação energética do fato de qdo eu entro em contato com outros espíritos a visão ficar mais clara? Numa outra saída , eu saí e fiquei no meu quarto mesmo, a visão tb tava meio turva tb, me sentia sem energia, de repente tudo ficou claro minha visão ficou nítida, bem nitida mesmo, de repente apareceu um samurai com uma espada e ele veio pra cima de mim eu fugi e acabei voltando pro corpo. Fiquei pensando se de fato era um espirito que me perseguiu ou se era de alguma forma reminiscência de outra vida, mas o fato é que a visão ficou mais clara qdo ele apareceu, sempre que estou sozinho a visão fica mais turva mais difícil.
    2 points
  28. Vou tentar explicar uma coisa aqui de forma bem sucinta, porque é um assunto que se for detalhar, exigiria muito tempo e ninguém leria. Você talvez ja saiba porque já frequenta aqui o forum ha algum tempo, mas sempre.ha gente nova chegando ou lendo sem se cadastrar, porque o forum é aberto. 1- Os eventos da vida nos atingem por "incubação", digamos assim. Funcionam como sementes que caem na terra: se você retirar em seguida, não nascerá nada delas. Se demorar para retirar ela pode brotar, mas se não regá-la ela pode ficar ali sem crescer muito. Se der atenção a ela e regá-la, adicionar adubo, ela vai cescer tanto que para removê-la terá que fazer muito esforço 2- quando vamos levando nossa vida há eventos e palavras que chegam à nossa percepcão e por um pequeno intervalo de tempo ( poucos segundos) ainda não se instalaram na nossa mente. Se estivermos atentos para perceber as reações que esses eventos causam em nós podemos " neutralizar" seu efeito enquanto ele ainda é algo externo a nós. Mas depois que eles " entram" e os "regamos" com emoções e pensamentos, precisaremos dedicar algum tempo, talvez poucos dias, para nos livrarmos disso. E se não fizermos nada para impedir que essas nossas reacões psicológicas se alastrem por causa daquele evento especifico, se o regamos por uns dias com nossas reações automáticas, a pessoa precisará de meses ou anos de trabalho sobre si para eliminar aquele padrão psicológico, porque ele se confunde com o que você ACREDITA que é você, ele passa a fazer parte da sua identidade, porque houve IDENTIFICACAO entre você e suas reações. Aquele grupo de reações torna-se um " eu", que aprisiona su consciência e que para ser emiminado depois precisa aplicar a tecnica esoecifica da morte do ego, o que vai tomar bastante tempo. Pode ver que as pessoas.que precisam de terapia são exatamente aquelas que ficam remoendo mágoas passadas, memórias, dedicam tempo do seu dia alimentando esses apectos durante anos, até que aqueles aspectos se tornam parte do que são, e para se livrarem parcialmente disso depois precisam de ajuda externa. 3- Portanto, mesmo para pessoas que não tem interesse ou disposição em aprofundar no tema é possivel adotar uma regra de bom senso para evitarmos que nos tornemos no futuro pessoas mais cheias da problemas internos do que já somos hoje no presente: filtrar o que nos chega na mente vindo do mundo exterior. Exemplo: Alguém te diz algo que você não gosta e você pensa " ela me disse isso porque ... Caso 1: regando a sementinha: -pensa isso de mim.... porque nao me respeita... porque está querendo me controlar...porque no fundo ela me despreza Caso 2: retirando a sementinha da terra: -talvez ela tenha me entendido mal... talvez ela esteja com problemas hoje.... talvez ela esteja certa e esta me ajudando a ver uma falha em mim que sozinho eu não perceberia Se você aplica o caso 2 o problema pode nem surgir, ou se ele existe não crescer, e com o tempo desparece da sua lembranca. Se aplica o caso 1 passará o dia remoendo aquilo, regando o problema. No dia seguinte ja terá uma predisposição contra aquela pessoa , não vai mais enxergá-la como antes, o que afetará as próximas conversas, que acumularão novos desentendimentos até que com o tempo você terá formado uma REPRESENTACAO MENTAL negativa daquela pessoa, uma plasmagem mental que te impedirá de vê-la. Você se torna como alguém que confunde o ator com o personagem de um filme, tirando daquela pessoa a chance de ela mudar e ter sua mudança reconhecida ( ex: " Não posso mais nem lembrar da cara daquele sujeito que já me dá náuseas"). Associado à essa representação mental você terá um complexo de emoções, uma espécie de "trauma", e mesmo após aquela pessoa desencarnar você ainda será afetado por esse " trauma", porque ele se tornou um componente individualizado da sua mente, e para continuar "vivendo", ele precisara obter mais energia de você, ele se fará lembrar na sua mente, para que você tenha reações emocionais a ele e o alimente de novo. A causa do seu "problema" já desencarnou mas você seguirá atormentado pelo " fantasma mental" que você criou dele. Portanto a melhor atitude é: - manter-se sempre atento a como sua mente reage às impressões do mundo ( não identificação + auto-observação) - não deixar que elas se instalem em você sem a devida fiscalização e anulação, para evitar que criem raizes e gerem problemas duradouros no futuro. Só esses dois passos simples já criam uma atitude mental que evitará muito lixo mental no futuro. Mas para o lixo já enraizado só um trabalho específico, com técnicas, resolve. Na gnose diríamos que só com a aplicacão diária da técnica de Morte do ego é que daria para limpar isso. Outros talvez digam com que meditacao ou algum tipo de psicoterapia resolva. Para saber mais: Auto-observação: https://gnosisbrasil.com/noticias/auto-observacao-o-que-e/ Não-Identificação: http://www.agsaw.com.br/tema14.htm Tranformação das impressões: http://www.agsaw.com.br/tema22.htm Representações da mente: http://www.agsaw.com.br/tema23.htm Morte do ego: http://www.agsaw.com.br/tema12.htm
    2 points
  29. Sim, mas vocé ode usar qualquer coisa que tenha movimento. Pode imaginar que está deitado numa rede que esta embalando para os lados, ou que está deitado num colchão de ar que flutua no mar e sobe e desce quando vem a ondas,etc. O que faz funcionar a tecnica é recriar a sensação se movimento, porque é esa sensação que forcará seu corpo astral a " entrar no jogo" e descolar do corpo por causa deasa sensação de movimento.
    2 points
  30. Vou te contar um relato concreto para você entender as implicações práticas disso: Num grupo de médiuns os mentores às vezes trazem algum suicida, para que seja ajudado, mas ele vem como se estivesse em coma. Trazem o cara imóvel, paralisado, como se fosse a estátua de um homem dormindo. E porque os mentores trazem para os médiuns? Porque um suicida vai parar em zonas muito densas do astral, portanto um encarnado está mais perto deles, vibracionalmente, do que um mentor. Quais as implicações disso? É que quando os mentores falam com ele, ele não os ouve nem vê, mas quando um encarnado fala com ele, as vezes ele consegue ouvir. Mas isso depende do estado do espírito. Num caso que a médium me relatou, ela tentou se comunicar com ele e percebeu telepaticamente que ele a notou, mas que logo pensou "Não, isso não existe, estou morto, essa voz que fala comigo é uma ilusão". Então no fim levaram embora o espírito do suicida, porque ele não se abria para se ajudado. Essa questão da frequência de cada ser é tão concreta quanto frequências de TV ou rádio. As ondas não se misturam na sua TV né? Cada uma no seu canal específico. Da mesma forma, se você estiver projetado, ao levantar da cama em corpo astral normalmente não verá ninguém. Ou pode ver alguém meio transparente ( porque ele estará numa faixa vibracional diferente da sua, que te permite vê-lo, mas não tocá-lo). Ou pode ver alguém de aparência totalmente sólida para você, o que indica que ele está na mesma faixa que você. Vocês podem apertar a mão um do outro, ou trocar socos. Ou pode não ver ninguém mas ouvi-lo falando com você, o que já indica outra faixa também. Mas pode ter espiritos ali que você nao enxerga e nem escuta. Veja, estou falando de situações em que você está em corpo astral e mesmo assim pode não conseguie ver nem ouvir os espiritos ali presentes. Então você imagina o grau do problema quando você estiver em vigília. E pior ainda, se estiver deprimido.. Deprimido , ou preocupado, ou com raiva, ou cheio de desejo sexual, você estará emocionalmente vibrando numa faixa bem baixa, motivo pelo qual será mais receptivo a pensamentos negativos dos espiritos que estiverem por ali.l, pelo simples fato de você e els estarem proximos em termos de frequência, como estações de rádio vizinhas no dial, e que podem ter sinais misturdos. E isso também molda sua percepção do mundo concreto, afinal, para os apaixonados o céu sempre parecerá mais azul, mas o céu mais azul parecerá cinzento ao deprimido. Então não tem jeito, se você não aprender a tomar as rédeas da sua faixa vibracional, você entrará num círculo vicioso de emoções e pensamentos negativos que irão te hipnotizar e distorcer sua percepção mesmo do mundo físico, te fazendo acreditar na ilusão de que o que a negatividade que você enxerga no mundo está lá, e você afunda cada vez mais, até que pensar e sentir negativamente se torna um vício, seu " jeito de ser". Todo pequeno ou grande evento sempre terá o lado negativo e o positivo, porque estamos num tipo de universo cuja estrutura e mecanismo dependem e polaridades para funcionar. Então em qualquer evento você pode procurar o ponto positivo e o negativo, e achará ambos, porque ambos fazem parte da realidade. Logo, ver só os pontos negativos em tudo não te torna mais realista do que ver apenas os positivos. Ambos estão iludidos, com dificuldade de perceber a realidade, exceto se souberem usar isso a seu favor, como procurar conscientemente os pontos positivos de situações desafiadoras e os pontos negativoas de algo " bom demais para ser verdade". Sabendo disso você percebe o quanto VOCÊ é um fator determinante para a forma como enxerga o mundo, e como é útil tentar manter esse aspecto sob ""rédeas curtas". Tendo isso em mente a questão toda é que e mais fácil manter o controle de frequência atuando de baixo para cima, ou seja, dos corpos densos para os sutis. É muito dificil controlar suas emocões corpo astral) e pensamentos (corpo mental), mas seu corpo fisico e energias ( corpo etérico) são mais fáceis de controlar. Como eles afetam suas emocões e pensamentos, então trabalhe com eles que será mais facil de gerenciar mente e emoções. Para isso: -cuide da alimentacao preferindo sempre ( ou pelo menos quando estiver negativo) alimentos frescos e crus, como frutas e saladas. -Passe algum tempo todos os dias em contato com a natureza, e expomha-se ao sol principalmente. Pode ser caminhando ao sol, num parque da cidade. Assim você pega vento, sol, entra em.contato com a terra, e se exercita minimamente, o que circula as energias. -Também pratique alguma atividade fisica regular no minimo 3x por semana, podendo revezar caminhadas , corrida, pedaladas, musculacao, o que for prático de fazer e que não vá acrescentar complicacoes mentais desnecessárias. -Acrescente a isso alguma pratica energetica, que pode ser a OLVE, ou Yoga, ou Tai Chi, ou Chi Kung, ou meditacao simples, focada na respiracao. Isso tudo forçará seu corpo a elevar a frequência vibracional, dificultando que emocões e pensamentos negativos perdurem. E com a frequência mais elevada você fica mais perto dos mentores, por isso fica mais fácil de ter intuições. Mas não é de uma hora para outra, vai ter que manter uma disciplina regular por alguns meses antes que possa notar que os estados negativos estao se tornando mais raros. E quando notar isso, repito novamente: Entenda que VOCÊ é parte dessa equacão, porque você escolherá deixar a peteca cair quando ficar um pouco pior, esquecerá das rotinas que sugeri aqui, e quando lembrar delas de novo perceberá que passou várias semanas cultivando emoçoes negativas e nem lembra mais em que data parou de praticar essas dicas, nem por que razão parou. E perceberá que se escolher continiar a agir assim só piorará seu estado. Descobrir que você colabora sem perceber para alimentar seus estados negativos é essencial para parar de colaborar e manter essa luta " de baixo para cima" atuando em seu favor.
    2 points
  31. Pode ser que tenha algum tipo de bloqueio energético ali. Isso é normal. Apenas siga fazendo. Só o fato de estar praticando OLVE regularmente já tende a ir desfazendo esses bloqueios. Com o tempo, esses bloqueios se desfazem. Não fica pensando em implante. Tendo ou não tendo implantes, a prática de OLVE regular tende a resolver isso também. Não está certo nem errado. Se você sente que isso te ajuda, está ok. O importante é ir movendo as energias que isso tende a trazer maior sensibilidade e maior quantidade de energias livres com o tempo. O Saulo é grande defensor da prática de exteriorização das energias com objetivo de sutilização mas tem muita gente que não gosta e tem gente ainda que diz que é contra, que atrai outras consciências energívoras e etc. E há aqueles que apenas não veem sentido nisso. O fato é que todos os três tipos de prática de MBE (Exteriorização, Absorção, Circulação) ajudam a produzir efeitos de desenvolvimento do potencial energético e parapsíquico de cada um.
    2 points
  32. Acrescentando o que o Sandro disse, o que tem funcionado comigo é manter e praticar a lucidez no dia a dia, questionar tudo a qualquer momento, situações, pessoas, lembrar cronologicamente aonde voce estava, o que estava fazendo, e o que vai fazer a seguir. Isso é o que mais funciona para mim. Para ajudar coloco meu despertador para despertar umas 3 ou 4 horas depois de dormir, acorda e volto a dormir novamente, comigo é muito mais facil lembrar de sonhos ou projeções dessa maneira no dia seguinte (e consequentemente conseguir despertar a lucidez dentro do sonho) quando faço isto. As vezes eu estava lucido, sabia que estava projetado, mas ao acordar nao lembro de nada, então por isso uso este macete de acordar após 3 ou 4 horas de sono, para facilitar minha rememoração ao acordar. Normalmente quando durmo uma noite inteira, quase sempre acordo no outro dia sem lembrar quase nada ou absolutamente nada dos sonhos. E ja que meu intuito é conseguir lembrar quando acordo, faço isto. Também faço os check list, de conferir quantos dedos tenho nas mãos, observar o ambiente ao meu redor e ver se nao tem algo de pertubador, ou fora de contexto. Sobre técnicas energéticas, faço após almoçar (por um tempo de 20 minutos), exteriorizo energias pelo coronário, frontal e umbilical. E antes de dormir, exteriorizo novamente pelo coronario, frontal, cardiaco e umbilical (por uns 20 minutos também). Não sei porque nao dou enfase ao chakra laringeo e ao basico kkkkkk. Mas é isto, sobre a parte energética faço como uma higienização e um reparo do corpo astral para ter uma melhor lucidez, e facilidade de acordar dentro do sonho. Mas não fico mais tentando sair por meio de relaxamentos e tecnicas energéticas, comigo funcionaram pouco, e caso funcionasse, levaria muito tempo para conseguir me projetar, ao todo levar em torno de 40 minutos a 1 hora para conseguir se projetar dessa maneira. Então não a uso mais.
    2 points
  33. Não. Assediadores estão te cercando o dia inteiro e você não nota. E quando você dorme desde que nasceu é a mesma coisa: vai sair do corpo, Vai lembrar dos seus passeios pelo astral á noite como apenas sonhos. Alguns serão de fato só delírios mentais para aliviar a tensão emocional, conteúdos relacionados a filmes, rotina de trabalho e estudo. Mas uma boa parte deles são projeções sem lucidez. Então qualquer coisa que os assediadores quiserem fazer com um encarnado, eles tem chances tanto em vigília quanto a cada noite, quando as pessoas vão dormir. Fazer projeção não altera essa situação, apenas te permite PERCEBER o que está acontecendo, e que antes você não notava.
    2 points
  34. Morrer! 🤣 Quando você morre, sai facinho!!.... Hahaha... brincadeira... não escute o que estou falando que eu só vi a bola quicando e resolvi chutar! 🤣😂😅 ... Mas é melhor você focar no que o Sandro está falando que ele sabe o que está dizendo! 😉
    2 points
  35. As técnicas de sensação. A OLVE mesmo. Você vai praticando e vai prestando atenção nas sensacoes energeticas. Quando atingir um EV, levante devagar da cama, como se estivesse levantando para ir no banheiro. Não é imaginação, é levantar mesmo. Porém tendo clara a INTENCAO de levantar com seu corpo astral. Quem tem facilidade com a imaginacao nao precisa desses tecnicas energeticas, como a OLVE, mas para quem tem dificuldade, acho que é o único jeito mesmo. Porque para se projetar você só precisa que seu foco de consxiecnai esteja em lugar diferente do seu corpo fisico. Como é que você pode SE SENTIR EM PÉ EM OUTRO LUGAR, se seu corpo fisico esta deitado na cama? 1- anestesiando o corpo fisico com a tecnica de relaxamento 2- convencendo a si mesmo que esta em outro local, e para isso sua imaginacão precisa ser boa, para construir o cenário-alvo de.forma realista Quem não consegue fazer isso precisa atacar na outra ponta: Se nao consegue que a sensacao de esyar em outro local seja mais forte que a sensação de estar deitado na cama, então.precisa focar nas sensações que ssnte ali deitado, e gerar um ATO DE SEPARACAO DALI. Poderia usar o movimento imaginário,.como imaginar que esta deitado numa rede e que ela esra balançando. Nesse caso a imaginação é da SENSACAO DE BALANÇO. Pode usar imaginacão da SENSACAO DE ROTACAO, para rolar na cama. Mas tudo isso também é.imaginação, só.que não é imaginacão.visual, é imaginação CINESTÉSICA. Você tenta reprouzir a SENSACAO de um elevador descendo, ou a sssnacao de descer os degraus de uma.escada, ou seja: o.que você sentiria se estivesse descendo uma escada de olhos vendados? É essa sensação que você tenta reproduzir por imaginacão, não é algo visual. E isso você pode usar para gerar movimentoa imaginarios de separacao do corpo astral ( flutuacao, rotacao, embalo...) Mas se nem esse tipo de imaginação você consegue, a única saida é usar a OLVE mesmo, até que tenha um EV forte e etnão levante devagar da cama,.como se você fosse um astronauta na LUA, deitado ali mas sem gravidade. Entao levanta devagar e sai da cama literalmente. Afaste-se uns 5 ou 6 metros e entao teste se esta em astral ou no fisico ( se não testar não tem como diferenciar, e se olhar para tras em geral verá a cama vazia, mesmo estando projetado) Uma outra opção que você pode usar é voltar para o sonho. 1-Logo ao acordar nao se mexe nem abra os olhos. Fique rememorando a ultima.cena que viu no sonho. 2- Caso sinta começarem formigamentos,.vibracoes pelo corpo,.isso indica que esta funcionando, você logo será prijetado de volta ao ambiente.do sonho, mas desta vez com lucidez . Entao nesse ponto você tem duas opções: A- faça a OLVE oara intensiificar as vibrações e quando sentir o EV forte levante da cama B- ou ignore as vibrações e continue lembrando com mais e mais atencao da última cena que viu no sonho, e.do cenario em.torno, das pessoas que estavam ali no sonho. Num piscar de olhos você estará lá de novo,.mas agora sabendo que está em corpo astral e pode explorar o ambiente.
    2 points
  36. Me chamo Bruno, encontrei o site através no canal do YouTube. Não faz muito tempo que venho despertando-me a cerca do assunto “espiritualidade”, é tudo muito fascinante, é como seu eu já tivesse esse “poder”, basta eu encontrar em uma dessas milhares de caixinhas na minha cabeça rs. Hj não tenho religião mas a doutrina espírita tem me chamado muita a atenção por conta de suas revelações. Gostaria de ter uma experiência astral, espero perder meus receios e decolar rs Seria mágico com certeza.
    2 points
  37. Mas é assim mesmo, as tentativas que fazemos logo ao deitar tem uma taxa de sucesso MUITO MENOR, talvez 1 em 30 tentativas. Já as feitas de madrugada após ter dormido umas horas funcionam bem melhor. Está lá no topico sobre o sistema do Raduga: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17115-como-se-projetar-sem-enrolação-nem-perda-de-tempo-autor-daniel-s/&do=findComment&comment=74528 Entào você não saiu, e portanto não voltou. Apenas depertou a percepcao astral mas ainda preso no corpo. Aí fica aquela dúvida, ou você está desperto ali em corpo etérico, e o corpo etérico não sai mesmo e seu corpo astral já saiu e você não notou ( se sente o EV e fica paralisado DEPOIS, deve ser isso) ou você está ali desperto em corpo astral mas preso, por questoes energéticas. É so a OLVE que poderia soltar, se a questão é estar preso pelas energias. Mas se você está ali apenas em corpo etérico, aí você não tem como sair, porque seu corpo astral já saiu. Nesse caso você precisa focar a atenção nas percepções, mas isso só vai funcionar se você NÃO estiver vendo o quarto. - Se estiver vendo o quarto, mas paralisado e não consegue sair, rompa a paralisia movendo um dedo do pé, mude de posição na cama e comece a prestar atenção na respiracao. Isso vai te levar a entrar novamente no estado alterado e quando sentir as primeiras alteracões tente usar uma tecnica de separacao que exija que su atenção fique nela ( por exemplo a tecncia da corda, que para funcionar exige que você faça movimentos imaginarioa realistas. A idéia disso é que sua atenção esteja totalmemte focada no CORPO QUE SE MOVE IMAGINARIAMEMTE, que é o corpo astral e NÃO NO CORPO QUE ESTA DEITADO. Porque parece que por estar muito focado no corpo que esta deitado, sua conscienia mais forte é a do coro etérico que não sai, e aí você "não é " o corpo astral que sai,.você acaba sendo " o corpo que fica na cama", seu senso de " eu estou aqui" parece estar mais apegado na sensacao corporal. Para quem sofre de catalepsia é importante entender essa divisão da consciencia, que o Burce explica nesses textos que traduzi: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/ - Se NÃO ESTIVER vendo o quarto, é porque está ali de olhos fechados vendo tudo escuro né? Mas se está paralisado é porque seu corpo astral ja está passeando por aí. Entao você deve transferir sua sensação de " eu estou aqui" para ele. Para fazer isso você precisa tentar enxergar o que ele está enxergando, mas isso é uma informação que você não está percebendo porque as percepcoes da sensaçao do corpo na cama estão mais fortes, estão abafando o resto. Preste atenção no escuro que você está vendo ali de olhos fechados, lembre que seu corpo astral está vendo algo, seja lá onde ele esteja. Comece a querer perfurar/atravessar a escuridao,.com A INTENCAO DE VER LÁÁÁÁÁÁ.... onde seu corpo astral está. Você notará que vai parece abrir um pontinho de visão mais clara no meio da escuridao, você vai ter a impressão de ter visto uma zona maos clara. Preste atencao nessa zona e ela vai aumentar de tamanho mas ainda difusa , borrada, até que parece que ha alguma.forma, como se voce estivesse vendo algumas pessoas passando enquanto olha por uma janela embaçada... Continue atento ao que vê e num momento seguinte você estará lá no local, porque terá se sintonizado com seu corpo astral que ja estava lá mas o " sinal" não estava sendo captado por você na cama porque a sensação de " eu estou aqui na cama" era mais forte. Aqui tem um relato meu de exemplo: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/19723-sonho-bem-diferente-parecido-com-uma-projeção/&do=findComment&comment=91946 A projeção é, essencialmente, sua atenção e sensações FORA do corpo. A sua atenção com o FORA tem que te absorver por completo a ponto de você esquecer os " informes" do corpo fisico ( que te informa posicao corporal, tamanho corporal, sensação táctil do corpo encostando no colchão, etc) Uma coisa que você poderia fazer para treinar esse aspecto é escolher um objeto e colocar numa certa posicao da sua casa. Entao lá no seu quarto, sentado para nao dormir, imagine-se levantando,.indo até la.onde diexou o objeto, pegando ele, imaginando quw sente o peso dele nas maos, que examija os detalhes , a temperatura, o cheiro. Imagine-se em primeira pessoa,enxergando tudo do angulo que voce enxergaria caso estivesse lá de fato. Ou seja, se você estivesse imaginando olhar as horas NÃO pode imaginar assim: Tem que ser assim, deste angulo, que é o que de fato enxergaria se estivesse lá. Treine isso ANTES de deitar para se projetar, em outros horarios. BRINQUE com isso. Faça uma tarefa domestica assim: vá lavar a louça usando a imaginação ( lavar, secar, guardar) uns poucos pratos. Usando a.imaginacao vá ate a caixa de ferramentas, pegue uma chave de fenda, retire os parafusos da porta do balcão da pia da cozinha, prestando atencao a cada volta que sua mao dá para girar o parafuso. A idéia de praticar algumas ações assim é para educar sua consciencia para que ela entenda que pode agir sem estar presa no corpo físico. Pode ser que você note o leles vertigens quando faz isso, ou algo similar àquele frio no estomago que sentimos quando o elevador se move. Isso indica que seu grau de atenção esta bom, porque essas sensacoes indicam que seu corpo astral está sendo arrastado para onde sua atenção está focada. Ele só não sai porque falta o relaxamento. Mas se treinar isso como brincadeira, em outros horarios do dia, sem estae relaxado, sera mais facil conseguir isso quando estiver tentando de madrugada, na situacao de catalepsia, em que você esta preso lá e não consegue se mover.
    2 points
  38. Bom dia!!! Tenho catalepsia desde a adolescência, mas nunca estudei a sério até esse ano. Acompanho o Saulo Calderon e Wagner Borges no youtube e muitas coisas estão clareando aos poucos. Obrigada por poder fazer parte do grupo.
    2 points
  39. No link diz que estarão disponíveis em duas semanas.
    2 points
  40. Cara, não entre nessa de "mentor". A gente normalmente não sabe o que rola. Já peguei uns " no flagra", ou seja, você jura estar sozinho no local entao sobe um pouco a vibração e enxerga um cara do seu lado, um pouco atrás. A gente raramente lembra de olhar para tras, mas se lembrar vai ver alguém te acompanhando de pouca distância. Também ja me aconteceu de quando decidi enviar Reiki para alguém ali na projecao, brotou do nada, do meu lado, flutuando no ar, uma mentora, para atuar junto comigo. O negócio é totalmente pop-up. Outra vez eu estava andando num local sozinho, e vi uma pessoa sentada num balcão. Levei a mão para toca-la e do nada se materializou vindo de tras e mim alguém e nao me deixou tocar e falou que eu nao devia. Então assim: não encuque com esse lance de mentor, porque você sempre vai achar que está sozinho, mas provavelmente NUNCA estará. Eu até desconfio que a gente SÓ SAI quando tem protecao disponível para acompanhar, porque acontece um fenômeno curioso: - as vezes durante o dia, fazendo qualquer coisa no trabalho, vendo tv, lendo, andando na rua, do nada a gente " sabe" que naquela noite teremos uma projeção. Acho que eles nos avisam antes. - na noite que voce consegue sair uma vez, em geral consegue sair varias, caso se disponha a isso, o que me faz supor que se aquele dia veio alguém para te ajudar voce consegue aproveitar várias saidas se quiser. Mas em outra noite pode nao ter um ajudante disponivel e por isso nao rola nenhuma. Entao não se limite achando que não pode fazer istou ou aquilo porque " não tem mentor". Defina o que pretende fazer e deixe que o resto se ajusta sem o seu controle.
    2 points
  41. Aqui segue uma série de vídeos do Wagner Borges sobre chakras e bioenergias. Esse é um dos melhores materiais que se encontra sobre o tema na internet. É um conteúdo tão completo com explicações, respostas de perguntas e indicação de bibliografia que acho que vale como um curso sobre o tema. O conteúdo foi dividido em 11 partes mas para a página não ficar pesada, vou postar somente o primeiro vídeo como objeto integrado e os outros dez vou postar como links. Segue: Parte 1: Parte 2: https://youtu.be/kOJsrDKAhzI Parte 3: https://youtu.be/xnTI7DxphjY Parte 4: https://youtu.be/OR1zZnCXZ-8 Parte 5: https://youtu.be/uFrhz3zF8X4 Parte 6: https://youtu.be/IgWhb5zPNlo Parte 7: https://youtu.be/1l1cZq6lGXg Parte 8: https://youtu.be/TTL-Q5lxvM4 Parte 9: https://youtu.be/2c81-09Kyz4 Parte 10: https://youtu.be/9K_y5c4k1N0 Parte 11: https://youtu.be/oq0grL634f0 Como brinde segue um vídeo "Anatomia Psíquica dos Chacras" que seria o resumo disso tudo: https://youtu.be/gKq_xA9esj4
    2 points
  42. Eu nunca passei por isso, mas ja li relatos em que as entidades ali, em geral " familia astral" ficam de mau humor quando descobrem que a pessoa está lucida. Eu SUPONHO que seja porque devemos parecer drogados ou possuidos por alguma entidade, porque: - sem lucidez você conhece esss pessoas, tem rotina com elas todas as noites quando está fora do corpo projetado sem lucidez ( sonho). Do nada, no meio de um " jantar em família" você desperta, ou seja, a personalidade de vigília, que não conhece essas pessoas, assume o controle daquele corpo, e agora nao conhece mais.eles, desconfia de todos ali, e ainda pode fazer coisas eswuisitaa,.como tentar esticar dedo, voar, atravessar paredes, ou jogar energia neles, o que pode machicá-los. Então eu acho que na visão deles deve parecer que do nada a gente enlouquece, ou somos possuídos, eheeh.
    2 points
  43. Tentei achar onde fiz essa explicação completa, mas não localizei. Mas a questao é que voce nao salta de um humano para um animal e de volta para um humano. As etapas sao separadas. O que eu acredito é na visão gnóstica, até que algo me mostre que não é assim: - nossa particula espiritual, após brotar da Fonte Universal, vem descendo das dimensões mais sutis até chegar no plano material. - começa a se desenvolver em estagios, primeiro como elemental mineral ( elementais do fogo, agua, ar, terra) - após ter adquirido algum nível de desenvolvimento, passa ao reino vegetal, em diferentes espécies, dos mais simples aos mais complexos - apos atingir certo desenvolvimento já pode encarnar no mundo animal, que é o primeiro reino em que o espírito esta aprisionado num veículo - Após uma progressão dos animais mais simples aos mais complexos, ingressa no reino humano - No reino humano há um limite de 108 encarnações, aproximadamente. No reino animal o ego ja comecava a se desenvolver, se espressando na forma dos instintos. No reino humano ele floresce com plena força, o quw exige um limite para impedir que ele sufoque a consciencia e torne o ser humano um " Esterminador do Futuro" ,uma máquina psicologica que so funciona na base do estímulo resposta, tendo apenas o egoísmo como motivação. Entao apos cerca de 108 encarnações humanas ( ou antes caso o ego de alguem fique muito forte mais cedo), o sujeito sai do ciclo evolutivo ( mineral->vegetal->animal-> humano) e entra no ciclo INVOLUTIVO, que, veja bem: NÃO ACONTECE NA NATUREZA TRIDIMENSIONAL. Após o desencarne 108 o sujeito ingressará em zonas cada vez mais densas do umbral. Começa sob forma humana e vai se deformando, se desintegrando, se paralisando ( fase mineral), o que pode ser verificado nas projecos quanso voce ingressa ek zonas cada vez mais pesadas e ja encontra pessoas fundidas ( atoladas?) com a lama, as pedras, ou ja em forma de cristais d rocha, imersas em uma "massa amorfa de pixe". Isso será percebido de variadas formas pela mente do projetor, e apare de forma meio artistica na Divina Comédia de Dante Aleghieri, mas tambem na obra O Abismo, do André Luiz. É nessas zonas astrais mais densas que a psique humana retrocede em manifestacao, adotando formas animais, que são apenas representacoes plasmadas do traço psicologico que esta se manifestando naquela faixa. Ai final desse processo o ego e destruido e ela nossa particula divina reingressará no ciclo EVOLUTIVO do plano fisico novamente, recomencando como elemenal mineral, mas agora num nivel mais adiantado, e assim sucessivamente ate ingressar novamente no reino humano para ter novamente 108 encarnações humanas. Portanto, essr papo do hinduismo parece apenas uma percepcao simplificada muito literal, desse conceito. Tanto é que no livro tibetano dos mortos ( prints) comentam isso, sobre a diferença entre a visão ortodoxa e a visão esoterica deles. Sempre tem que levar isso em contra quando se trata de ensinamemto de religioes: o que é propagado como oficial é apenas o que cabe na cabecinha das massas. Toda religião precisa simplificar seus ensinamemtos para ser entendida e propagada, porque a verdadeira natureza dos processos espirituais é complexa demais para se tornar popular. Essa visao gnostica pode se encontrada com detalhes no livro que ja te passei por MP e que vpu colocar aqui para os demais: sim_ha_inferno_diabo_carma.pdf
    2 points
  44. Você lembra de ter tido uma experiência durante a noite. Foi sonho ou projeção? REGRAS BÁSICAS PARA FACILITAR A COMUNICAÇÃO: 1-Se DURANTE a experiência aconteceu você SABIA estar fora do corpo, chame de projeção. Se NÃO SABIA, chame de sonho. 2-Se uma coisa ou outra indicava que você parecia saber, mas isso não gerou um despertar maior, chame de EXPERIÊNCIA SEMI-LÚCIDA. --------Exemplo: você estava conversando na sala com uns amigos, então toca o telefone e você atende. Ao atender a cena muda e a pessoa com quem você falaria aparece na sua frente e você acha normal e a convida para sentar ali com você e seus amigos. Achar normal alguém se materializar na sua frente mostra que você sabia, de uma maneira vaga, que estava numa experiência NÃO FÍSICA (caso contrario talvez acordasse, pelo susto) mas essa percepção não foi suficiente para ativar a lucidez completamente. Mas não temos como saber se foi projeção ou sonho, já que isso pode acontecer em ambas as experiências, só dá para saber que foi ou “projeção semi-lúcida”, ou “sonho semi-lúcido”. 3- Se havia problemas energéticos (dificuldade de visão, dificuldades para ver letras e números, pernas pesadas, dificuldade de movimento, ter fraqueza repentina) foi projeção, mesmo que não tenha havido lucidez. Sonhos não costumam apresentar esses problemas, porque são imitação das experiências do físico, onde nunca acontecem problemas energéticos de nenhum tipo. 4- Se você voou, atravessou paredes, tinha outra aparência.... Caso você seja adulto e não fique enchendo a cabeça de lixo mental, como games, desenhos, similares ao que aconteceu, é bem provável que tenha sido projeção, pois usou as habilidades astrais normais. Nesses casos a gente não pensa , durante a experiência, “ah, meu corpo físico está lá deitado e quando acordar vou lá relatar no gva”. Você fica totalmente imerso no que está fazendo em astral, há apenas uma percepção vaga de que você está encarnado, assim como quando você está no trabalho não está com a mente no que estaria acontecendo na sua casa. Você apenas sabe que tem uma casa para onde voltar, no final do expediente. Você sabe mas não pensa nisso, não fica lembrando. Mas por usar as muitas habilidades astrais disponíveis, isso mostra que você estava lúcido, pois estava tomando decisões em perfeita sintonia com as possibilidades do plano em que estava e do corpo que estava usando. Porém, essas habilidades astrais também estão acessíveis se você conseguir gerar um sonho lúcido, porque nesse caso você tem controle do ambiente que te cerca, já que é tudo plasmado. Mas aí a dúvida seria outra: “foi sonho lúcido ou projeção lúcida”? ALGUMAS DEFINIÇÕES: SONHO= criação mental que acontece enquanto seu corpo astral: -----(1) está deitado na cama, perto do corpo físico, ou ----(2) PODE ACONTECER ENQUANTO VOCÊ VAGA SONÂMBULO PELO ASTRAL. Mas nesse caso você pode estar em astral andando pela rua, mas estar sonhando que está digitando no PC do seu quarto. O SONHO, a criação mental propriamente dita, seria o "digitar no PC do seu quarto", enquanto que vagar sonâmbulo pela rua astral, sem percebê-la, seria uma projeção INCONSCIENTE, acontecendo ao mesmo tempo que o sonho.(vejam exemplo no relato do Muldoon, aqui: http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/18568-sono-leve-é-sinal-de-estar-dormindo-perto-do-corpo/&do=findComment&comment=84281) SONHO LÚCIDO= quando você desperta a lucidez dentro das ilusões citadas acima. A fantasia mental pode continuar, ou se dissipar. Se ela continuar, você segue fazendo o que fazia antes, ou opta por tentar outras coisas, esse sim é o sonho lúcido propriamente dito. Mas se ela se romper, acabou o sonho lúcido e assim , no caso 1, você acordará na cama ou flutuando pouco acima do corpo, mas no caso 2 você acordará na rua, em seu corpo astral, e a partir disso estamos falando em projeção PROJEÇÃO ASTRAL= estar fora do seu corpo físico, em corpo astral, podendo: (1)estar lúcido (projeção lúcida) ou (2) sem lucidez ("sonho"), ou (3) com alguma vaga sensação de lucidez (projeção semi-lúcida, "sonho lúcido"). A confusão com sonho surge porque se você está sem lucidez, não pode saber se está preso na ilusão, ou vivendo um evento astral. Já a confusão com sonho lúcido surge porque não estando totalmente lúcido a mente pode seguir plasmando muitas fantasias mesmo que seu ambiente astral seja real, um ambiente não plasmado. Essas fantasias farão com que toda a projeção ser contaminada com muitas distorções e assim vai parecer sonho.
    2 points
  45. 3 – Logo que sai em astral fui andando pela cidade e fui parar num ponto onde há muitas casas abandonadas, praticamente inabitáveis. Entrei dentro de uma por um enorme buraco na parede. Havia um monte de gente ali. Sai pelo outro buraco e vi uma estação de trem. Também vi um casarão que sempre achei lindo, mas todo destruído, já sem telhado. Pensei: Puxa, não devo estar bem consciente, porque a antiga estação de trem fica a 20km deste ponto da cidade, e aquele casarão não está tão destruído, tem apenas as paredes rachadas”. Quando volte ida projeção e fui trabalhar, passei por aquela zona de ônibus, e toda aquela área é fechada por um muro alto. Fiquei em pe no ônibus para poder espiar dentro da área murada. Tinha uma estação de trem abandonada entre aqueles muros, e o tal sobrado estava sim sem telhado, eu é que não sabia. Quanto ao sobrado poderia ter sido alguma imagem residual da memória, pois é um ponto de fácil visibilidade, mas quanto a estação eu de fato nunca soube que havia uma estação de trem abandonada entre aqueles muros, que devem ter 2,50m de altura. Tive que perguntar sobre isso para as pessoas que são naturais desta cidade mesmo. Ao passar ali a pé outro dia pude identificar a casa onde entrei, com os enormes buracos de entrada e saída pelos quais passei.
    2 points
  46. 2- Sai de casa em astral e tentei entrar numa igreja que tem aqui perto, pois como eu nunca entrei la no físico, não teria risco de ver algo de minha memória, e bastaria i la depois, no físico e conferir. Quando me dirigi para ela vi um monte de gente indo naquela direção e acompanhei a turba, porem quando me dei conta eu estava olhando para uma quadra de basquete....Pensei “não pode ser, isso deve ser delírio da minha mente, não pode ter uma quadra de basquete dentro de uma igreja! Estou sonhando!” Mas entao percebi que eu tinha seguido o grupo e tínhamos seguido um muro. Eu podia ver as torres da igreja do outro lado do muro. Voltei pelo caminho percorrido e percebi que tinha entrado numa abertura lateral, daí o erro. Então deixei o grupo la, e me dirigi para a igreja. Entrei lá, mas andei por tudo,, subi escadas, entrei nas salas...não tem como eu fazer isso no físico... Depois, comentando com um colega sobre esse meu “davaneio” durante uma projeção ele me lembrou que naquela posição, a direita da igreja, onde eu tinha achado a tal quadra de basquete, era pátio do colégio de segundo grau que tinha colado na igreja. Aquela entrada por onde eu fui era o portão do colégio e de fato dava no pátio, onde havia realmente a tal quadra de basquete. Passei ali na frnete um dia em que o portão estava aberto e de fato havia a tal quadra na posição que eu tinha visto.
    2 points
  47. 1- Durante um curso de projeção do IIPC combinamos de nos projetar a noite para a própria sala de aula do curso, vendo se conseguiríamos nos encontrar e nos lembrar depois. Consegui me projetar para a sala, mas não encontrei ninguém conhecido. Vi a instrutora escrevendo o titulo da conferencia no quadro, mas ao tentar ler, as letras se multiplicavam. Parecia ser LiMA...mas eu focar nas silabas elas iam se mutiplicando LILILIMAMAMA....a instrutora me olhou e disse; Você está enxergando isso porque esta associando essa palavra com aquela sua colega de trabalho que se aposentou. (Minha colega se chamava Linamara, mas qual seria o nome da aula que ela escrevia no quadro?) Logo depois vejo uma outra instrutora do IIPC (a julgar pelo uniforme de enfermeira, ehehehhe) entrando pela janela. Era gordinha, de cabelos crespos na altura dso ombros e olhos e cabelos “cor de mel” Então o que eu tinha em mãos? - uma turma de alunos que eu não conhecia - o titulo de uma aula que eu não sabia qual era - duas instrutoras, sendo que uma chegou atrasada, entrando pela janela durante a aula. Na aula em que íamos comentar os resultados, havia uma instrutora visitante, (não era igual a da projeção ), o titulo da aula era HOLOMATURIDADE, e quem já tentou ler em astral vai ver que ate passei perto com meu LIMA..... que se propagava pelo quadro. E na ultima aula também tivemos uma instrutora visitante, e essa sim era igual a que vi entrando pela janela durante a projeção. Era a ultima aula. Estava vestida como eu vi, era meio gordinha mesmo, olhos e cabelos “cor de mel”, porém os cabelos estavam um pouco mais curtos ( mas isso foi 10 dias após a projeção, logo, ela poderia ter cortado as pontas).
    2 points
×
×
  • Create New...