• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Saulo

Administrators
  • Content Count

    138
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    11

Saulo last won the day on February 4

Saulo had the most liked content!

Community Reputation

102 Excellent

About Saulo

  • Rank
    Administrator
  • Birthday 07/13/1977

Recent Profile Visitors

2,827 profile views
  1. "Eu tento fazer da minha liberdade e lucidez (interna) algo que esteja o máximo possível alheio ao desequilíbrio (externo). E não faz diferença se é fora ou dentro do corpo. Assim como enfrento tudo que é necessário aqui, faço fora do corpo. ;)"
  2. Saulo

    teste

    Ainda estamos em teste. TODAS as imagens foram deletadas e não serão recolocadas, portanto coloquem novamente sua foto de perfil. Todos os anexos estão quebrados e não sei se irei colocar, não sei por onde o virus entrou. Ligamos o SSL (cadeado), tanto no fórum como no site. Foi uma limpeza de vários dias, com muita observação e não podemos mais dar bobeira, logo teremos algumas reações, mas pelo menos não perdemos conteúdo e o fórum parece estar funcionando. Abraço.
  3. Olá Saulo, é uma gratificação em conversar com vc, vi que no fórum criaram um grupo no Whatsapp, mas como eu não uso com frequência acabei criando outro grupo no Telegram (como o mesmo nome do fórum), e é felicidade imensa se tu participar do grupo e reunir as pessoas seria para o mesmo ok?

    Obs: eu não divulguei o grupo e só estou divulgando no fórum, e quando vc adentrar ao grupo eu vou colocar vc de admin

    link do grupo: https://t.me/grupoviagemastral

    desde já agradeço

    Seleção_002.jpg

  4. Sempre estará menos certo aquele que se achar com a "verdade". A ilusão do astral é enorme, é verdade. Sem contar que nem acredito que a maioria dessas pessoas consigam mesmo sair do corpo com alguma regularidade. A saída é simples e todos fazem, acordar (e como acordar), depende e varia em/de cada um. A maioria está aprisionada nas ilusões aqui, antes mesmo de sair do corpo (todos estamos de certa forma). Muitos falam coisas para poderem vender seus cursos, terem seguidores e conseguirem arrecadar fundos e/ou fama(views). Somos todos iniciantes e aprendizes, principalmente em sair da matrix. Eu certa fez falei numa palestra no IPPB(tem ela no youtube), que nunca havia visto reptiliano fora do corpo, pois o Wagner foi até lá na frente só pra reafirmar: "Saulo, eu também nunca vi e não entendo o povo que fala que tem essas coisas por aí e que eles são ruins..." Bem, talvez a gente esteja errado, abro facilmente a possibilidade de mudar, alterar e "REaprender" o que for necessário. Mas talvez por justamente abrir essa possibilidade é que o nível de ilusão seja menos provável nesse aspecto na gente. Seja como for, vamos abrir a lucidez aqui e agora. Abraços.
  5. Pois é, @bandeirapvh . O negócio foi estranho e as informações difíceis de assimilar, cria um paradoxo na gente! @Honeymoon, but for me is so difficult to write even in Portuguese, how can I do that in English? I´m just a simple student... But, I will think about it. Thank you.
  6. Legal, Superman!! Ótima iniciativa. Vou adicioná-lo na lista de links lá do site viagemastral.com Abraços
  7. Relato com ser invisível de outro planeta Recife 19/12/2017 Olá. Não sou muito de relatar contato com seres de outros locais, até pela minha proximidade com o amparo e equipes de trabalho, mas essa noite aconteceu um encontro muito interessante. Lembrando que sei que trago poucas coisas e distorcidas, logo, muita coisa da conversa que tive foi aproximada ao que me lembro, pois sei que não foi exatamente assim. Eu havia feito técnica energética como sempre, mas não me lembro do momento da saída. Já me vi lúcido lá fora, que é o que tem acontecido com mais frequência, até pela proximidade de dois cachorrinhos dormindo comigo na cama, na verdade eles ficam colados no meu corpo, além da esposa ao lado. O que causa um acoplamento áurico forte e dificuldade de manter-se acordado na hora da saída e da volta ao corpo. Eu me vi desperto numa área de zona inferior e junto com três espíritos próximos a um tipo de venda. Ali vendia comida e bebida. Um espírito pequeno, parecia criança, mas não era, só mantinha aquela forma, pediu um caranguejo ali. Eu fiquei parado pois queria muito ver como eles iam pagar por aquilo no umbral, queria saber a moeda. E aí chegou um prato com dois caranguejos. Os caranguejos estavam pretos, como se tivessem sido assados, mas com uma cara até boa, porém eu tive uma certa repulsa de ver ele mordendo a pata do caranguejo com tudo e sem tirar a parte dura. Nessa repulsa acabei por nem esperar para ver a moeda de pagamento, mas eu acho que não tinha, era algum tipo de favor ou sei lá. Me afastei e fui procurando uma área mais calma. Voei e achei um topo de uma montanha calmo, era fora da área e aqueles seres não conseguiriam ir até ali, pelo menos foi o que pensei. Percebi que minha visão astral estava ótima, pois olhei para o céu e vi ele LINDO. Nessa hora pensei: Vou tentar procurar um ET. Mas, por que eles sempre não aparecem? Por que sempre não os vejo? Percebi pouco tempo depois meus olhos espirituais darem um ZOOM imenso, eles viajaram numa velocidade fora de série e então vi um sistema com dois planetas. Eram simplesmente MARAVILHOSOS. Dois planetas com dois pontos quadrados no meio deles, um esverdeado e outro azul. Eu nunca senti aquela sensação, era uma sensação de paz absoluta, como se a energia daquele local deixasse tudo lindo. Tudo brilhava ao redor. E nessa hora senti que não estava sozinho ali. Algo estava me ajudando, pensei e falei: Quem está aí, quem está me ajudando a ver isso? Por favor, apareça. E senti claramente algo do meu lado direito. Não conseguia ver, mas vi um formato estranho, como se fosse uma névoa. E perguntei: quem é você, você veio por que chamei, você é de outro planeta? E ouvi então uma voz na minha mente, era serena, parecia masculina, não sentia a menor emoção na voz, não na forma com entendia, e falou: Sim, eu te ajudei a ver o sistema. Esse é local que também estou. E continuei a perguntar -Por que não te vejo? Ele: Eu não tenho forma do mesmo jeito que você está agora, mas consigo usar se quiser o mesmo tipo de manifestação. EU: Que sistema é esse? Onde fica? Que coisa linda. Ele: É perto daqui na forma que estou, mas distante na forma que você está. Eu: Mas o que você está fazendo aqui? E por que não fala conosco sempre? Ele: Nós respeitamos o jeito de ser e a escolha de todos, não nos envolvemos até que alguém entre em contato na faixa que estamos. E eu não estou aqui somente, também estou no sistema que viu. EU: como assim? Você então fala com a gente somente quando a gente te procura? E, você está nos dois lugares ao mesmo tempo? Como é isso? ELE: Sim, você entrou em contato quando nos procurou, achei você imediatamente ao fazer isso e aqui eu consigo me comunicar da forma como estamos conversando. E eu não estou só em dois lugares, no momento estou em muitos. Vocês vão aprender isso também. Eu: Dei uma risada orgulhoso por estar falando com ele e ter entendido a distância que ele estava consciencialmente em referência a minha, e comentei brincando com a intenção de ter aprovação através do humor e fazer ele rir: Mas amigo, o povo daqui come caranguejo, tá difícil a gente abrir a consciência assim. A gente come os semelhantes. Ele continuou sereno e não pareceu entrar na minha energia de brincadeira e falou: Vocês vão entender isso quando perceberem onde estão. EU: como assim? Eu sei onde estou, no Umbral, um sistema de aprendizado inferior, onde nascemos várias vezes para nos aprimorarmos. Ele: Você não está só aqui, assim como eu, você está em vários lugares, mas não tem consciência ainda disso. E não é inferior aqui, é só uma das manifestações. EU: Mas amigo, olha o quanto me sinto pequeno perto de você, aqui é inferior sim, me sinto uma criança abandonada, não sei nada e nem entendo o que você me fala. Vejo esse seu sistema e me sinto menor ainda, senti uma grande alegria e bondade ao vê-lo. Aqui é pesado, somos malvados. Você sabe que aqui a gente nem acorda, estou fora do corpo agora fazendo pra você uma ação que é primária pra você, sair do corpo, mas pra gente é muito difícil ficar assim, faço grande esforço para poder me lembrar. Falei isso olhando de novo pro céu pra tentar ver o sistema novamente e VI. Só que dessa vez ainda mais profundo. Ele de novo me deixou ver, vi um sistema absolutamente complexo, não conseguiria desenhar, mesmo que tentasse e fosse bom desenhista, o que não sou nem um pouco. Vários planetas e uma estrela no meio BEMMM distante dos planetas. Era um sistema que não sei porque, via novamente em formato quadrado e percebi os planetas e falei: Amigo, como é longe os planetas da estrela, por que? Ele: É, nós não dependemos da estrela como vocês aqui, mas ela tem uma importância também pra gente. Eu: Aqui é quente, você vê, estou numa cidade chamada Recife, deve estar uns 25 graus agora. Qual a temperatura do seu planeta? Ele: Eu não sofro as variações de temperatura como você entende, mas na sua forma de entender, meu planeta varia entre -15 e -90. Eu: Vou voltar ao corpo, preciso me lembrar disso, de você, da conversa, do planeta. A minha limitada manifestação mal consegue se lembrar do que acontece num ponto só. Mas estou com saudades desse local que vi e de poder conversar com alguém como você. Obrigado e por favor, volte a me visitar, não nos deixe abandonados aqui. Eu quis instintivamente dar um abraço nele, mas... como não tinha corpo eu fiz um cumprimento "a lá" Japonês, baixando a cabeça com grande respeito. Pensei no corpo e voltei imediatamente. Abri os olhos e vi minha esposa e os dois cachorrinhos dormindo. Tive uma abertura de consciência e uma compreensão de quem éramos. Pequenos seres ali, temporariamente num corpo de carne em algum ponto do Universo, juntos na evolução. Abracei os três, dei um abraço suave na esposa para não despertá-la e ESMAGUEI meus dois cachorrinhos, sentindo grande amor pelos três, enquanto era lambido por Bia e refleti: CARA, onde mais estou? AH! Não sei, segundo ele estou em mais lugares, ou sei lá, mas tudo que consigo agora é ver isso e não é tão ruim assim! Adormeci novamente e amanheceu logo. Minha esposa acordou brava com uma situação do seu trabalho e começou a reclamar. Mas eu estava diferente. Calmo, me mantive fora da energia dela. Ela ficou brava por eu não comentar as coisas que ela falava, me ofendeu algumas vezes, mas não me acessou. Cheguei no trabalho e nem bom dia recebi e já fui chamado para resolver um problema de um carinha que por vezes é mau educado. Nem liguei, olhei para ele com compreensão e meio que fora da prisão, mesmo estando ali preso fisicamente. Lembrei de novo do sistema que vi e meio que senti um vazio. Pensei logo em seguida que se posso estar em mais de um lugar, por que não eu poderia me sentir lá também? E fiz isso. Fechei os olhos por alguns momentos e fui pra lá. Não sei se fui, mas me senti lá de verdade. Vi aquele lugar forte e me acalmei. E escrevi esse texto estando aqui e mentalmente lá. Sei que não é da forma como o amigo fez, mas isso me tirou um pouco a sensação de abandono e incapacidade que temos. De não saber nada, quem somos, onde estamos, em que situação, de não ficar brigando e reclamando uns dos outros, criticando uns aos outros. Como se houvesse algo muito maior no tempo e espaço. Como se fosse um ponto no Universo, um momentinho que passamos e não só nele estamos, mesmo sem compreender nada. E enfim, estou aqui agora tomando um café, ouvindo as canções de K-pax (me conectam mais fácil com o que vivi nessa experiência), e dividindo um pouco do que senti, para tentar levar mais alguém a olhar pro céu e sentir sua essência além daqui também. Um excelente manifestação pra você. PS: Não está corrigido ainda! :) PS2: Escrevi esse texto conectado e ouvindo essa canção de k-pax: https://www.dropbox.com/s/4h2rbj60smay8b5/K-Pax Soundtrack - Edward Shearmur - Good Morning Bess.mp3?dl=0
  8. Fala, @Wolfen . Tudo bom? Vou pedir licença para participar das suas colocações. Os amigos @MichelleA, @sandrofabres, @lightium e @PedroViajado já colocaram suas visões. Vou tentar focar na questão espiritual/ projeção astral com alguns toques baseados em minha experiência, logo, analise bem. A verdade é que não aprendemos na escola a questão emocional, somos de fato analfabetos emocionais, preparados somente para ganhar dinheiro (e muito mal por sinal). Todos nós no caminho da vida vamos nos relacionando e não só na Juventude, vamos fazendo relações e aprendizados no decorrer da vida. Alguns deles bons, outros traumáticos e alguns trazem sérias repercussões, como quando temos filhos e o relacionamento não dá certo, acabamos por além de gerar uma dificuldade com possibilidade de carma para outros seres também, tal é o nível de responsabilidade. Existem vários discursos prontos usados mais comumente, como: "O tempo cura", "se valorize", "Não perca energia com quem não merece", etc... Toda teria é linda quando não temos a dificuldade igual e/ou estamos de fora dela. Não é fácil o envolvimento na vida e gera repercussões para a vida toda. Na Projeção e Espiritualidade TUDO que acontece na vida da gente repercute no inconsciente de forma intensa e nascer é isso, amigo, tem que aprender a ginga do capoeirista encarnado: As dificuldades vem, sofremos, nos arrastamos, choramos, mas logo vamos aprendendo a desviar ou não nos deixar abater e manter o sorriso no rosto devido saber que tudo faz parte da "luta" da vida e da consequência da passagem por aqui. Na projeção isso vai atingir fortemente você, como pega a todos, principalmente os sonhos, pois abrir a lucidez acaba ficando difícil se o gatilho emocional é intenso e o abalo foi forte, como o caso de uma traição. Sim, é preciso uma boa filosofia, uma entrada forte para não ficar nos LOOPS MENTAIS, que é ficar rodando na dificuldade sem encontrar a solução e ficar procurando o tempo todo alguém para lhe acalmar, falar algo bom, ou pra distrair, pois acaba correndo de ficar sozinho com você mesmo e acessar novamente a imaturidade do enfrentar da situação. Uma entrada na mente é algo difícil de tirar, principalmente as sensações de extrema confiança e o apaixonar. Nosso cérebro dá entradas que não se "tira", mas se aprender a conviver. Se aprende a se AUTO EXPLICAR. Converse constantemente com você. Explique, crie sempre a solução nessa conversa. Avise de forma filosófica: "Calma, tá tudo bem. eu fiz a minha parte, se ela errou o problema é dela e ela vaii ter que viver com isso(sem querer punição). Eu sou honesto e dei o meu melhor. Agora vou levar meu interior da melhor forma possível e viver em paz comigo mesmo, vou ser feliz. " Por que falei de forma filosófica? Pois esse é um pensamento utópico. No geral as pessoas são vingativas, esquecem das outras como quem não foi nada, são frias e acham que todos tem que ser assim. Se valorizar é também valorizar seu passado e não fingir que nada aconteceu, isso só geraria mais traumas e entraria numa teia difícil de solucionar depois. A projeção astral será afetada na proporção em que você se sentir pesado. Quanto mais tranquilo emocionalmente você estiver, melhor estará sua espiritualidade. Pensamentos de CULPA e peso virão o tempo todo, tanto por imaturidade do direcionamento de seus pensamentos como eventualmente por assédios, se aproveitando da sua fragilidade. DIRECIONE-OS o tempo todo para positividade, conversando e LIMPANDO o que foi ruim. Por ex, teu inconsciente gritará eventualmente: POR QUE ELA FEZ ISSO COMIGO? Responda com calma quando recobrar a percepção: "Ela não fez comigo, ela fez com ela. Eu dei o meu melhor e aproveitamos o tempo. Agora eu continuo minha jornada e manterei a tranquilidade para me preparar para as próximas experiências quando chegarem." O tempo todo direcione, não deixando que loops mentais te peguem, é isso que destrói e MINA sua paz. Na vida pessoal Os traumas! Cuidado para não ficar aquela pessoa pessimista, que vive com a dificuldade dos pregos que pisou e também passam a ter as frases prontas baseadas em seus traumas, como: "Homem não presta", "Mulher não vale nada...", "Não quero mais saber de ninguém..." Tornar-se uma pessoa boa depende de como você direciona seu interior e isso vai deixar você legal para as próximas pessoas que conhecerá e inclusive melhorará sua energia e por consequência magneticamente as chances de alguém mais próximo do que você é. Abração e boas experiências, seja no corpo(como essa), seja fora do corpo. E acredite, aqui é só o pedacinho do iceberg, se só em uma vida e em algumas experiências o bicho já tá pegando, imagine saber do que acontece nos bastidores? haha. Bem vindo à viagem dentro de nós mesmos.
  9. O tempo vai aumentar um pouco. Após as estimativas e quase 110 capítulos e sendo gravado em média 1 por semana, creio que vai demorar pelo menos 2 anos para terminar o curso em português. Após isso já teremos todas as edições em português prontas e só precisaremos da gravação do conteúdo em inglês, que estou estudando diariamente para isso. Então acho que o movimento "GRINGO" aqui vai aumentar daqui a 2 anos. O tempo passa rápido!! Já já chega. Abraço.
  10. Fala, @outlawblues . E eu lá vou ser irmão de Gaúcho, Tchê? rs. Mas o Sandro é um irmão espiritual sim e a afinidade em levar informações por anos sem querer nada em troca a não ser fazer algo bom na passagem melhora ainda mais essa ligação. O Sandro é um gaúcho gente boa, não sei se macho, mas que diferença faz? haha :D, o importante é ser legal. PS: O Sandro ao qual me refiro no texto é meu irmão de sangue, que tem o mesmo nome do @sandrofabres aqui. Valeu
  11. Bom dia. Essa noite, pra variar, me vi num local bem denso. Eu fui deitar tranquilo e bem sintonizado. Não me lembrei da saída, até por causa do acoplamento áurico da esposa e dois cachorrinhos deitados ao lado da cama. Normalmente quando quero sair do corpo costumo dormir deitar sozinho no outro quarto, mas acabo ficando bastante com a esposa para dormir também, é difícil a compreensão plena da necessidade de deitarmos sós para a projeção astral para a esposa, apesar dela ter grande compreensão. Eu estava num local quando chegou um amigo espiritual. Eu lembro dele como se fosse meu irmão Sandro, tal é a assimilação cerebral da proximidade daquele espírito comigo, mas eu sei que não era meu irmão e sim um amigo espiritual de longa data, o cérebro físico não consegue processar e traz a “perfeita” assimilação de que foi meu irmão. Ele me falou que iríamos num local para observar situações pesadas existentes em algumas áreas da segunda dimensão astral. Estávamos numa área e começamos a entrar num tipo de barranco grande, com lamas e plantas estranhas. O amigo me falou que estávamos mudando de frequência, que eu iria assimilar isso na rememoração de formas estranhas posteriormente e foi justamente assim que vi: barro preto(pois grudava no pé), e plantas feias e estranhas. Ao passar por ali estávamos num tipo de topo e tinha mais ou menos uma visão do ambiente, apesar de MUITO ESCURO. Não estava só de noite, eu nunca vi um local tão escuro, eu só conseguia enxergar ali devido estar com as energias bem desbloqueadas. Era um ambiente escuro e com nuvens totalmente pretas, como se fosse baixas e não se via nada direito. Ele me convidou a volitar e eu perguntei: Como vamos voar nesse ambiente pesado? Vamos cair. Vi um tipo de rio transbordando. Uma água fortíssima e muito suja circulava por todo lado, fazia um barulho forte e enfim pulei a montanha voando por cima desse local. Senti uma energia muito forte, um tipo de magnetismo querendo me puxar para aquele local, fiquei realmente com medo de cair naquele rio, pois sabia que perderia a experiência e ainda falei baixinho: Ainda bem que tenho corpo! Já pensou ficar preso nesse local e não ter como sair ou voltar? Tá doido! Passamos por aquele rio e mais na frente pousamos num tipo de estrada de barro. Ele apontou adiante e falou: Tá vendo aquele barranco ali? Era uma estrada totalmente destruída, com MUITO barro e parecia a entrada de um local terrível. E continuou: Milhares de espíritos são aprisionados ali, ficam presos nesse chão e são constantemente atacados e sugados por consciências aproveitadoras. E eu perguntei: Mas, por que ninguém vai ajuda-los? Ele respondeu: Não é o momento deles saírem, por mais que sejam ajudados eles vibram pensamentos pesados e magneticamente são puxados novamente para esse local. Todos são ajudados, mas por vezes a experiência amarga é justamente aquilo que agiliza a compreensão. E falei: Não vamos para aquele lugar não, né? Ali é muito pesado, dá pra sentir. Ele: Não, vamos voltar daqui. Nessa hora eu puxei o ar daquele ambiente e senti vontade de vomitar e uma falta de ar muito grande. Ele disse: Não se envolva com esse ambiente, ele é nocivo e uma consequência das vibrações de quem aqui vive. Ele colocou a mão na minha cabeça e senti aliviar imediatamente. E então abri os olhos no corpo logo após isso. Por que ele me levou ali? Não sei. Mas sei que teve mais coisas além disso. O que consegui trazer de rememoração eu escrevi. Mas é impressionante as coisas que estão ao nosso redor. Quisera eu saber desenhar para poder demonstrar o que vi naquele local. É triste, mas é parte do que nós somos ainda. Uma consequência da desarmonia e do que criamos ao redor de nós mesmos. A verdade é que muitas pessoas já vivem em locais como esses, mesmo ainda estando dentro de seus corpos físicos e o desencarne só a “liberta” de vez para o local onde ela já vem vibrando durante toda sua vida. É a média de suas ações/pensamentos. Valeu.
  12. Devido a grande busca, amigos perguntando, emails chegando, pessoas aqui no fórum, eu gravei um vídeo para comentar o assunto. Foquei mais na defesa e no bom direcionamento da projeção astral. Segue:
  13. Ver a reportagem do fantástico e analisar por ali somente é difícil. Ele leu muito, com teorias de todo tipo. De gente que morreu ao defender ela. Tentou vários tipos de coisas diferentes, sempre buscando alguma sensação espiritual. Depois entrou num tipo de mudança de hábito de alimentação, o que mostra que parecia estar querendo mudanças drásticas e num tipo de surto por isso. Aquela estátua grande no seu quarto mostra algo estranho na adoração ou, inspiração, precisar de algo forte para continuar, ou reforçar. Onde após muito ler se achou conhecedor e detentor de algum conhecimento. Misturando Reiki que tudo mais que viu. Difícil dizer, mas, me parece um caso de fascinação e surto. Como falei, difícil dizer sem ir mais à fundo, mas, estou nesse caminho há tempos e tentando manter o pé no chão em meio a muitos "viajados".E falar de viagem astral e não ser viajado não é algo fácil, normalmente por definição já é um meio de gozação.
  14. Bom dia, caro amigos. Vim aqui só dar "oi" e avisar que devido o projeto do Livro "Manual de Viagem Astral" que estamos trabalhando atualmente, avisamos que no fórum será também adicionado uma sessão em inglês, bem como alguns outros passos que estamos nos preparando para dar. Os administradores que se segurem :). E espero que toda a boa turminha esteja pronta para receber novos amigos de todas as partes e com culturas diferentes. Abraços e good flight in this world of Astral Projection