• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Thiago Henrique

B-Membros
  • Content Count

    58
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Thiago Henrique last won the day on April 5 2018

Thiago Henrique had the most liked content!

Community Reputation

22 Excellent

About Thiago Henrique

  • Rank
    Advanced Member

Recent Profile Visitors

373 profile views
  1. É normal não ver o corpo ou estar diferente do físico. Tenho projeções em que saio do corpo assim que durmo e mesmo assim as vezes não vejo meu corpo. Isso acontece quando atingimos o E.V. ou estamos movendo energia, mas não quer dizer que vc terá uma projeção por ter conseguido esses 'sintomas', apenas facilita a saída caso venha a se projetar. A projeção em si acontece após o corpo físico dormir, caso você tenha feito o E.V. antes, pode ser que a lucidez seja maior e a saída do corpo mais fácil. Já senti isso algumas vezes mas não sei dizer se é kundalini pois não tenho conhecimento sobre ela, geralmente, apenas observo esses 'fenômenos' sem comparar ou procurar explicação no que outras pessoas dizem a respeito, aceito pelo o que ele é e exploro-o a partir disso. Se me permite sugerir, não se apegue tanto ao conhecimento das experiências alheias e tente explorar esses fenômenos sozinho, não tenha medo do que possa acontecer ou de perder a experiencia, apenas observe o momento e tente coisas novas para ver o que acontece. Em questão da lucidez realmente é bastante complicado, as vezes não faço nada e tenho uma projeção extremamente lúcida, enquanto que outras vezes passo semanas testando técnicas e acabo me projetando com baixa lucidez, vai entender...
  2. Você está consciente de si ou de que não está acordado quando projeta esses objetos? Se sim, então é projeção. De fato, existem vários parâmetros que usam para definir o que é projeção e sonho lúcido. Pessoalmente, prefiro definir a partir da minha própria experiência sobre o assunto e algumas vezes levo em consideração o que leio ou o que me dizem. Se me permite sugerir, quando projetado, se tiver absoluta certeza de que está projetado, se atente a tudo, sinta a sensação de como é estar em astral e verá que das próximas vezes ficara mais facil saber se esta projetado ou não. Quando estamos acordados, não ficamos em dúvida se estamos em astral ou no físico, simplesmente sabemos, o mesmo se aplica no astral, eu simplesmente sei que estou lá e não preciso ficar me questionando ou fazendo testes para ter certeza. **Lembrando que isso diz respeito a minha experiência. Desenvolva você mesmo os seu próprios métodos. É um ponto de energia, alguns chamam de chakra. No meu caso, quando está ativo, minha atenção e percepção aumenta absurdamente e sempre acabo percebendo sutilezas que não perceberia de outra forma. Outros membros podem ter mais conhecimento e te ajudar melhor em relação a isso, prefiro me abster ao que está em minha experiência.
  3. Muito interessante! Eu vejo este campo que se assemelha a luz de uma vela, mas somente em lugares mais escuros e apenas em árvores, flores ou qualquer outra coisa que for do reino vegetal. Em lugares com muito capim/mato eu vejo isso como se fosse uma nevoa de luz no chão mas sempre achei que fosse algo da minha cabeça. Acho que clarividência eu não tenho, nunca vi um espírito a nao ser em astral. Só consigo sentir a energia de onde eu chego, mas acho q todo mundo pode sentir isso, né!? (Tipo quando duas pessoas brigam e vc chega e sente aquele negocio no ar, nao sei explicar direito.)
  4. Vou pesquisar sobre ela, obrigado. Poderia me explicar o que seria clarividência ou me indicar algo pra ler? Sempre ouço membros do forum falando a respeito disso mas nunca tive curiosidade em procurar sobre.
  5. Antes de dormir me ofereci para ajudar quem estivesse precisando. Despertei já fora do corpo e de frente para uma placa com nomes de prédios e conjuntos habitacionais, tive a impressão de serem lugares em Curitiba ou São Paulo. Cada nome que eu lia conseguia sentir a energia do lugar e todos tinham uma energia forte de tristeza, raiva, frustração, ansiedade(sinto esse tipo de energia em praças de alimentação durante os dias da semana ou locais de trabalho fechados aqui no físico). Escolhi um desses lugares e quando me virei para o lado direito, já estava em um corredor de um prédio de frente para uma porta aberta, que já dava para a cozinha do apartamento. Havia ali uma mulher de vinte poucos anos que me chamou para entrar. Perguntei como ela se chamava e ela exitou antes de dizer: Izabelli, senti uma enorme tristeza nela, como se ela apanhasse do marido e se conformasse com isso por nunca ter conhecido uma relação diferente com homens. Ela me chamou para entrar novamente com a desculpa que queria trabalhar de domestica na casa da minha irmã. Senti que ela tinha segundas intenções mas não era uma má pessoa, resolvi confiar e entrei. Imediatamente ela fechou a porta e correu para pia da cozinha de onde tirou um revolver e apontou em minha direção, a energia com que ela apontou pra mim foi tao forte que cai. Senti todo o medo dela e percebi que ela estava aprendendo a fazer aquilo e estava nervosa por não saber como fazer, Ela veio em minha direção e começou a gritar: ''Me mande fazer alguma coisa agora! Mande eu fazer qualquer coisa que eu faço e a unica coisa que você vai ter que fazer em troca é me dar atenção uma vez por mês durante 30 minutos.'' A energia que ela gritava era tão forte que eu simplesmente não consegui pensar em me levantar e tentar ajudá-la, então, achei melhor não contraria-la e disse: ''ok, vá ate a pia e lave a louça''. Ela se virou e foi em direção a pia, pegou algo como um telefone e disse ''Tudo certo ate agora, ele parece ter concordado pelo menos por enquanto e falou mais alguma coisa sobre outra pessoa que passou por ali antes de mim. Na hora soube que ela estava conversando com outro espirito e era ele quem estava mandando ela fazer aquilo em troca de algo que ele não iria cumprir pelo tipo de energia que sentia vindo dele. Depois disso acordei e percebi que tinha sido levado para um amparo mas que, por não ter percebido, posso ter desperdiçado a oportunidade de ajudar alguém.
  6. Li a respeito. Interessante que eu consigo entender do que estão falando mas tenho a impressão de que se soubesse disso antes nunca teria consigo essa experiencia. Quando lemos sobre algo que não está em nossa experiência, começamos a deseja-las e tomá-las como objetivo, o que nos torna incapaz de alcança-las. Quando colocamos algo como objetivo: "eu vou alcançar esse estado'', isso requer tempo e portanto inação, pois "eu vou'' está sempre no futuro. Esse tipo de experiência, pelo o que entendi, se da pela ação instantânea e não pelo tempo(praticas ou métodos).
  7. Caso o tópico esteja no local errado, peço a gentileza dos administradores para mover ou excluir. Algumas vezes por semana eu gosto de sentar no fundo da minha casa imóvel e em silêncio, olhando para as árvores e os animais que vivem num pequeno bosque que tenho visão dali e numa dessas vezes, há alguma semanas atrás, tive uma experiência que estou em dúvida se pode ter sido uma projeção. Estava imóvel observando as árvores quando o que eu estava vendo começou a sair de foco e eu senti que meu cérebro estava tentando projetar uma imagem, sobreposto ao que eu estava vendo no momento. No começo fiquei com medo do que estava acontecendo e tentei bloquear, até que eu me dei conta que o medo é uma criação minha e resolvi ''entrar'' na imagem projetada. Foi como se eu estivesse crescendo e fazendo parte de tudo enquanto crescia, até que cresci tanto que ''sai'' do Universo(ou da nossa galaxia) e passei a vê-lo como alguém que estava do lado de fora e o lugar que eu estava era feito de escuro em todas as direções e eu fazia parte dela e via o Universo a minha frete. Só que aqui fica muito difícil de explicar porque ao mesmo tempo que eu era meu corpo projetando o que eu estava vendo, eu também era o que estava observando tudo isso, como se eu estivesse me observando a observar o que eu estava vendo(??kkkk). Isso durou alguns minutos, mas na minha experiência é como se não tivesse passado tempo nenhum, como se ele nem existisse e só voltou a fazer sentido depois que eu comecei a diminuir e 'sai' da imagem. Apesar de eu não entender o propósito dessa experiencia, no momento, percebi que depois dela eu estou sempre me 'afastando' do corpo quando percebo algo novo, por exemplo, ontem eu estava pensando e percebi que eu mentia inconscientemente em relação a determinado assunto, imediatamente, eu me 'afastei' de mim mesmo(?), senti uma energia imensa na região da cabeça e comecei a ver todo o processo que gera a mentira até chegar na minha primeira lembrança sobre como aprendi a mentir. O interessante disso é que quando eu entendo algo como a mentira, eu me torno incapaz de repeti-la por entender como todo o processo funciona e as implicações dele. A partir dai eu passo a entender o processo de como o ser humano funciona e como somos todos iguais mas com essa idéia de individualismo implantada desde criança. Estou muito feliz de ter aprendido essa nova forma de ver o mundo e agora fico atento a tudo para sempre estar aprendendo coisas novas em relação ao que já sei. É muito bom esse entendimento de mim pois acabo aprendendo também como as outras pessoas funcionam e qual seria a melhor maneira de ajudá-las. Desculpe se parecer confuso para quem for ler, mas é muito difícil colocar o que eu vejo e sinto em palavras. A palavra nunca é o fato descrito.
  8. Tive uma projeção há algum tempo já em que eu estava em uma plataforma gigante ajudando o meu pai a concertar um artefato gigante que assimilei como uma espécie de telescópio. Fiz essa assimilação por essa plataforma estar elevada e as estrelas no céu parecerem estar muito próximas. Interessante ler seu relato pois, também, lembra misseis ou algum foguete da NASA kkkkk e o melhor de tudo é que na projeção eu mexia nele como se soubesse o que estava fazendo.
  9. Bom dia! Achei que poderia ser interessante para nós, compartilharmos um pouco sobre energia e projeção, portanto, aqui está escrito um pouco da experiência de quem escreve e gostaria de sugerir que analisássemos juntos, através de uma série de perguntas. É sugerido, também, que para vermos o que está escrito aqui, exatamente como foi escrito, que abandonássemos durante a leitura todo ideal, idéias e julgamentos a respeito do que já sabemos e que nos comportássemos como uma criança ávida por aprender como se nada soubéssemos a respeito dos fatos em questão. O que impede a projeção diária, seria possível realizá-la sempre? Aqui, é sugerido que nós observassemos que a projeção fica extraordinariamente melhor caso o cérebro seja o menos sobrecarregado possível durante o dia, pois, caso contrário, ele usará o horário do sono para repassar tudo o que deveria ter sido aprendido durante o dia, desprendendo assim uma enorme quantidade de energia nessa reorganização do dia gerando assim, um conflito durante a projeção e criando o famoso onirirsmo. Portanto, podemos ver que só será possível uma projeção com 100% de lucidez caso o cérebro esteja em perfeita ordem toda vez em que formos dormir. Como podemos manter o cérebro em perfeita ordem, ou, pelo menos, causar menos desordem possível? É sugerido que comecemos nos perguntando: qual é a atividade que mais consome tempo no dia-a-dia? Caso estejamos pensando como um, agora, nossas respostas serão unanimemente: O pensamento! Afinal, independente do que estamos fazendo, sempre estamos pensando e geralmente em coisas não relacionadas com a nossa atividade do momento. E aqui, posso sugerir uma expressão bastante comum a nós, que nascemos no pedaço deste planeta conhecido como Brasil: com a cabeça no mundo da lua. Todavia, se o pensamento é a causa da desordem e responsável por um tremendo gasto de energia, o que nos resta? Podemos questionar: Abandonar o pensamento? Seria possível viver sem nenhum pensamento na cabeça? É possível que nós, agora mesmo, paremos por alguns segundos, fechassemos os olhos e tentassemos descobrir no que estamos pensando? É possível estar em um estado de plena atenção a ponto de descobrirmos o que estamos pensando ou se é possível viver sem o pensamento? E caso seja possível, o que acontece a nós? E por último, seria interessante que vissemos um pouco a respeito de energia e ''obssessores''. Não é o universo e tudo que está nele contido energia? Então, não somos nós energia, também, e portanto, não estamos em constante equilibrio com o Universo como se não houvesse separação entre nós e ele? Não estamos ganhando e doando energia o tempo todo? O corpo humano é uma máquina perfeita, com pelo menos 10 mil anos de evolução, e estamos nós aqui, hoje, preocupados em não deixar que outros seres ''roubem'' nossa energia. Mas se estamos energicamente em equilibrio com o Universo, porque nos preocupmos com a perca de energia sendo que em 1 minuto caminhando sob o sol já é suficiente para transbordamos energia? Não seria egoismo a tentativa de cercear a troca de energia com outros seres que, se estão 'nos sugando' é porque precisam dela mais do que nós? Por que impedi-los se sabemos como nos recarregarmos? Sendo que até os que não sabem, inconscientemente estão realizando essas trocas, também. Não seria mais interessante faze-lo voluntariamente? Conversando e confortando a ''criatura'' em questão, ao invés de tentar afastá-la ou machucá-lá ainda mais? E por fim, para enxergamos o que o autor está sugerindo, seria interessante consideramos sobre: O que é egoismo e de onde ele vem? Quem escreve, também, gostaria de sugerir que observassemos mais algumas questões no silêncio de nosso interior. O que é o pensamento? O que é a memória? É possível que eu abandone todo o meu conhecimento, que é diferente de sabedoria, sem ter ou querer ganhar nada com isso? Gostaria de reiterar que este texto não representa por parte do escritor nenhuma vontade, ideologia, ideia ou ideal, teoria ou qualquer coisa relacionada, para fazer com que o leitor seja convencido, adquira mais conhecimento ou que acredite no autor. É apenas um convite para observarmos as questões aqui postas, sem o intuito de encontrarmos uma resposta definitiva, apenas ver o que foi escrito, duvidar e questionar por nós mesmo, sem a influência de autoridade.
  10. Fala galera, tudo na paz? Eu tive essa projeção a mais ou menos um mês atrás, mas não achei legal contar por o conteúdo ser bastante pessoal, no entanto, fui me deitar agora e essa projeção me veio a cabeça junto com um desejo de compartilhá-lá, então vamos lá. Acordei em torno de 4h da manhã por causa de alguna sonhos e resolvi tentar me projetar conscientemente. Fechei os olhos e me concentrei em dormir sem deixar que a consciência apagasse junto, depois de pouco tempo ja estava saindo do corpo. Assim que sai, percebi que tinha espíritos no meu quarto mas nao conseguia ver nada. Fui direto pra fora de casa com medo de voltar ao corpo se ficasse no quarto e no caminho ja fui tentando melhorar a visao e pedindo ajuda aos mentores para me tirarem dali. Quando consegui enxergar, percebi que estava em uma floresta muito densa e com árvores gigantescas, ouvi vozes e comecei a seguir o som delas até uma clareira onde encontrei um par de gêmeos(a aparência era de crianças humanas mas o tamanho era de duendes), eles estavam debaixo de uma árvore, conversando e gargalhando, e quanto mais perto eu chegava mais feliz eu me sentia e melhor a energia ficava. A energia deles era de seres cordias e afetuosos, nao resisti e corri para abraça-los kkk Quando os abracei eles pareceram ficar mais felizes ainda e eu senti a maior felicidade da minha vida, foi quando eu percebi que eles estavam suspensos pelas mãos, que estavam presas a árvore por um espinho muito grande, imediatamente senti a necessidade de tirá-los dali pois achei que estavam sofrendo. Quando tirei o primeiro da árvore, eles pararam de rir e fizeram uma cara de desespero e eu percebi que a pele dele começou a ficar cinza e secar ate ele virar pó e se espalhar no chao. O irmão começou a chorar e eu fiquei mais desesperado ainda e na tentativa de ajuda-lo, tambem acabei matando-o da mesma maneira. Nesse momento eu senti muita tristeza e foi como se eu soubesse de tudo, o propósito do mundo, de eu estar nele, da minha vida, do sofrimento das pessoas, enfim, tudo. Comecei a chorar muito e implorar olhando para o céu: Por favor, me tira daqui, nao aguento mais ficar nesse mundo, eu ja entendi tudo, pelo amor de deus me tire daqui. E acordei me sentindo a pessoa mais triste do universo kkkkk Enfim, eu nao queria postar pq ao acordar eu nao consegui me lembrar o que eu tinha "descoberto" de tao importante nessa projeção que me fez querer morrer, mas agora, depois de mais de um mês, me deu essa vontade de compartilhar. Uma abraço a todos e desculpe o tamanho do texto! Kkkk
  11. Interessante seu comentário. Abre espaço para mais especulações, já que aqui no mundo físico é difícil ter certeza de algo. Do mesmo jeito que você teve interesse em testar fisicamente o ambiente em que, teoricamente, esses seres vivem, alguns deles também podem ser consciências curiosas que estão fazendo testes em nós. Isso explicaria várias experiências de abdução. Mas se já impossível para o nosso nível mental entender todos as nuances do mundo físico, imagine as do astral com suas várias dimensões. A nossa discussão aqui, não cobre nem a superfície da ponta do iceberg que é o astral. Vamos morrer sem saber nada kkkk
  12. Sua desconfiança é válida Eu já fico em dúvida quando alguém aparece para mim dizendo ser mentor, imagina quando é outra pessoa vendo hahahaah Mas como eu disse acima, pode ser só paranoia nossa mesmo.
  13. Interessante vc falar isso. Tive um problema com um espírito que nao me deixava dormir e nem me projetar. Só consegui me livrar dele pq em uma dessas vezes que eu sai para o astral e o vi me olhando pela janela do quarto, resolvi confrontá-lo. Senti a presença de vários seres que me confortavam e me diziam como agir em relação espirito. Acredito que essa tenha sido uma das duas vezes, que eu lembre, que seres realmente elevados tenham me ajudado. E aqui abro um adendo para dizer que eu só senti a presença deles e depois do amparo eles sumiram. Em outras vezes que tive com "mentores", sempre me gerava um sentimento de desconfiança e que não eram mentores de verdade. Em uma dessas vezes - não consigo me lembrar do que aconteceu, apenas tenho o sentimento de ter conversado horas com um ser com aparência de um senhor de 60 anos e olhos leitosos - apesar de a primeira impressão ser de estar conversando com um mentor, logo mudou para uma certa dúvida de quem ele realmente era. O que não aconteceria caso ele realmente fosse um mentor, acredito eu. Já pensei muito sobre isso mas evito comentar por ser bastante controverso e sempre acho que é coisa da minha cabeça. Fico imaginando: o que nos garante que não existam seres que se passam por consciências elevadas apenas para acharmos que alguém está nos ajudando a melhorar, mas o intuito real seja nos manter mansos como gados enquanto eles tiram algum proveito sobre a situação. É como se fosse a névoa sobre a névoa, entende? Mas enfim, eu sei muito pouco para afirmar algo. É mais plausível que seja só encanação mesmo. Concordo plenamente!
  14. Quando eu comecei a me projetar sempre tinha um espírito no meu quarto. As vezes ele me atrapalhava, as vezes não. Uma vez eu sai do físico com o intuito de resolver esse ''problema''. Assim que sai, já o avistei na janela do meu quarto olhando para mim e senti os mentores comigo também. Bastou eu conversar com ele e jogar energia boa e ele nunca mais voltou. Os mentores ficaram comigo e disseram o que eu tinha que fazer o tempo todo, foi bem tranquilo.