• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

luisfilipeon

B-Membros
  • Content Count

    15
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

luisfilipeon last won the day on June 18 2018

luisfilipeon had the most liked content!

Community Reputation

8 Neutral

About luisfilipeon

  • Rank
    Member
  • Birthday 05/06/1999

Recent Profile Visitors

470 profile views
  1. Bom dia! Fiz uma compilação com esses textos + os textos do PDF do Sandro + os textos do Bruce traduzidos. Se o Sandro liberar, fica aí a "apostila" pra galera. https://drive.google.com/file/d/0B9okzyWfwFcrREpZdG9oNmNjLUk/view?usp=sharing Valeu!
  2. Tentarei com essa técnica essa noite. Parece bem simples mesmo. Tomara que funcione! Essa vida de projetor iniciante não é nada fácil... dps posto o resultado aqui pro pessoal.
  3. Como prometido, segue em PDF os textos do Robert Bruce aqui publicados. https://drive.google.com/file/d/0B9okzyWfwFcrcGU3WXdfazJwWkk/view?usp=sharing Uma boa noite a todos!
  4. Olá, pessoal. Tudo bom? Num vídeo, o Saulo recomenda esse livro àqueles que estão iniciando nas técnicas de desenvolvimento da clarividência. Penei para achá-lo em pdf e estou postando aqui para quem tiver interesse. https://drive.google.com/file/d/0B9okzyWfwFcrekF5bmFnRGxCTU0/view?usp=sharing Como o livro é grande, deixei hospedado no meu Drive. Até mais!
  5. Meu amigo, que reviravolta. Eu sempre ficava esperando o corpo ficar o mais pesado e imóvel possível, imaginando que, num dado momento, entraria num estado de "catalepsia" literalmente e conseguiria levantar com o corpo astral e sair andando. O problema é que eu nunca consigo chegar nesse estado de imobilidade total... daí sempre acabo mexendo a mão física mesmo. Olhando por essa nova perspectiva, já desperdicei muitas chances de me projetar, hahahaha; eu sempre faço todas as técnicas energéticas e simplesmente ignoro a parte da gangorra, sempre me pareceu algo muito "desnecessário", como se fosse só mais um pormenor da técnica completa. Na última noite, consegui finalmente sentir o bendito EV. Acredita? Começou com um simples arrepio, mas não era um arrepio comum, era como se fosse um arrepio dentro do meu corpo. Daí, esse arrepio foi se intensificando e eu comecei a sentir meu corpo literalmente vibrar mas sem se mexer. Depois de um tempo, comecei a tremer mesmo e foi muito intenso. Como nunca havia sentido uma experiência nesse nível, acabei deixando o estado passar e fiquei normalmente no corpo físico. Esse estado alterado de consciência é muito comum quando estou quase no final da técnica completa. Sinto como se estivesse no meu quarto, mas é como se ele fosse muito maior do que realmente é. Os pensamentos se tornam muito mais claros e lúcidos também. Tenho sentido uma boa imersão nesse estado depois de me acostumar com as técnicas. Isso vai facilitar muito as coisas. Tomara que tenhamos mais resultados essa noite. Fico muito agradecido, Sandro. Tenho a certeza de que essas respostas ajudarão muitas pessoas além de mim. Muita paz e muita luz a todos! Qualquer novidade, posto aqui no tópico mesmo. P.S.: onde posso encontrar uma explicação objetiva do que é EV e o que é OLVE?
  6. Certo, Sandro. Obrigado pelo apoio. Vou ver se faço uma versão em PDF e aí posto aqui pra contribuir com a galera.
  7. Olá, existe uma versão em pdf dessas traduções que você publicou?
  8. Boa noite a todos! Tenho acompanhado o trabalho do IVA há bastante tempo. No último mês, decidi começar com o curso básico de projeção e, há mais ou menos 10 dias, comecei a fazer a técnica projetiva completa todas as noites antes de dormir. Já fiz a leitura de alguns tópicos do fórum, mas me desculpem se estiver perguntando algo que já foi respondido antes. As minhas dúvidas são as seguintes: 1) qual o melhor momento para a realização da técnica? 2) após a realização da mesma, o que eu devo fazer? dormir? 3) como reconhecer o estado de catalepsia projetiva? 4) qual o momento para começar a realizar as técnicas de separação expostas no tópico "Por Onde Começar?"? 5) existe alguma forma de fazer o e.v. sem exigir tanta visualização? eu simplesmente não consigo sentir nada quando faço o e.v., nenhuma movimentação das energias - diferentemente de quando faço a movimentação e limpeza utilizando as mãos, que sinto o corpo todo arrepiar, como se uma corrente elétrica o fizesse vibrar. Desculpem o tamanho do tópico, mas as dúvidas são muitas e perguntar não ofende... Agradeço a todos pela atenção. Muita paz!
  9. Certo, Sandro. Obrigado pela assistência. Muita paz! Sim, essa lucidez traz uma certeza ainda maior ao nosso íntimo de que a vida continua. Essas experiências são excelentes inspirações para motivar o trabalho. Um abraço! =D
  10. Valeu, Sandro! Acabei de ver os tópicos dando uma olhada no fórum... kkkkkkkk Tem algum grupo do GVA no whatsapp?
  11. Essa não é minha primeira EFC, mas foi sem dúvidas uma das mais lúcidas. Segue abaixo o meu relato: Na última noite, fui deitar mais tarde do que o comum. Há uns dias, comecei a fazer a técnica completa 4, após ter visto boa parte do curso para iniciantes da projeção astral. De lá para cá, tenho tido algumas experiências interessantes, sonhos mais lúcidos e em maior frequência do que o normal etc. Eis que ontem, acabei não fazendo a técnica projetiva por questão de muito cansaço, No final da noite, após ter tido alguns sonhos, senti a consciência despertando no escuro. Comecei a "ouvir" uma intuição muito forte na minha mente, que me guiava e tirava algumas dúvidas sobre o processo de projeção, catalepsia etc. Tenho a recordação de termos tentado fazer a decolagem várias vezes, porém sem sucesso. Sempre alguma coisinha acabava me impedindo. A "voz", muito calma e paciente, continuava a me instruir. Até que, num dado momento, minha percepção aumentou muito e sinto o ambiente clarear. Aos poucos, levanto minhas mãos e as vejo meio transparentes, meio desbotadas... Como estava muito tranquilo, lembrei das recomendações de Sandro no tópico "Por onde começar?". Fixei minha atenção nas mãos, tentando focar melhor. Em seguinte, simplesmente fiz o movimento para levantar da cama, mas senti uma força me puxando para trás. Então, simplesmente rolei pra cair no chão. Eu esperava sentir alguma dor ou impacto, por conta do tombo, mas simplesmente não senti nada. Levantei, fazendo esforço para pisar no chão. Senti novamente o peso, era como se meu corpo estivesse completamente dormente e difícil de controlar. Fui até a porta e a abri. Quando olhei para a cama, vi uma mulher loira deitada dormindo ao meu lado (não tinha ninguém dormindo comigo no plano físico). Saí abrindo as portas da casa até chegar no quintal. Olhei para as mãos mais uma vez, agora estavam mais "sólidas". Num dado momento, senti que meu dedo estava mais curto, então me concentrei para que ele voltasse ao normal. Daí, andando no quintal, ouvi a "voz" dizer: "vou deixar você livre, tudo agora depende da sua mentalização". Nisso, simplesmente pulei o muro e saí andando pela rua de minha casa. Decidi voar e até consegui voar um quarteirão, porém senti uma força me puxando de volta e acordei de volta no corpo. Só quem já passou por algo do tipo sabe a força de transformação que uma experiência dessas faz conosco; Estou muito feliz com essa oportunidade que me foi dada pelos mentores. Incrível! Obrigado, Saulo e demais colaboradores do IVA. Um abraço! E boa viagem! P.S.: se alguém tiver alguns livros para me recomendar a leitura sobre projeção astral, por favor, comente aí abaixo.
  12. Boa noite a todos! Meu nome é Luis Filipe. Primeiramente, gostaria de dizer que estou muito feliz por finalmente ter encontrado do fórum do GVA. Eu conheci o espiritualismo através de um vídeo de nosso querido Saulo. Há 2 anos, garimpando coisas aleatórias na internet, me deparo com um fenômeno chamado viagem astral. Desde pequeno, tenho sonhos extremamente lúcidos, mas nunca havia me perguntado qual o verdadeiro significado dessas experiências. Naquela época (2015), ainda não me sentia seguro para me aventurar no mundo espiritual. De lá até aqui, muita coisa já se passou. Agora, numa nova fase de minha vida, me sinto preparado para desenvolver essa faculdade que há tanto tem se manifestado na minha vida. Busco o GVA como um caminho para conhecer pessoas interessadas em discutir esses assuntos espiritualistas e em manter um relacionamento saudável de amizade. Espero ser acolhido nessa família que é o GVA, que possamos produzir muito juntos. Conhecimento é luz! Um abraço a todos!