• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

2dwomenarebetter

B-Membros
  • Content Count

    4
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

2 Neutral

About 2dwomenarebetter

  • Rank
    novo Membro (1+)

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Se por "sociedade espiritualizada", você quer dizer "uma sociedade ideal, que funcione perfeitamente e que não gere sofrimento", então: Acho que o sistema atual é ideal e o que faz com que ele seja ineficaz são as pessoas que assumem posições de importância nesse sistema. Precisamos de pessoas para gerenciar cadeias, hospitais, creches, escolas, a construção de obras públicas, a manutenção da rede elétrica, etc - essa é a utilidade do sistema; se descontarmos o fator humano, quando se trata dessas coisas, o sistema atual é mais do que o necessário para dar conta; o problema é mesmo o fator humano, logo, a mudança deve ocorrer no indivíduo, em seus valores internos. Sobre os valores que uma sociedade espiritualizada deve impor em seus cidadãos, não faço ideia. Só sei que bem e mal, virtudes e defeitos, não são nada mais que constructos da mente humana e que o certo e errado de uma sociedade ideal deve ser definido não pela nossa mente tendenciosa mas sim pelo o que é bom para a sociedade, seu desenvolvimento e a paz de seus habitantes e o que não é. Na verdade, o mero fato de existir um sistema que regule a ação das pessoas e que tenta impor valores "ideais" na sociedade já mostra que há algo muito errado; se todo mundo se comportasse, não haveria a necessidade de se fazer isso; não haveriam leis nem cadeias. Um sistema que tenta corrigir uma sociedade falha, composta por seres humanos, está fadada ao fracasso já que os mesmo humanos que estragam a sociedade estragam o sistema também. Se por "sociedade espiritualizada", você quer dizer "uma sociedade onde todo mundo é espiritualista - ou que almeja tornar todo mundo espiritualista - e trás esse espiritualismo para o seu dia-a-dia de forma prática", então não faço ideia.
  2. Neste tópico postarei todas minhas experiências fora do corpo e sonhos lúcidos que ocorrerão ou ocorreram a partir de hoje, não importando o quão insignificante seja a experiência; quero levar esse hobby a sério. 20/08/17, após as 13h e antes das 18h: Acordo com meu despertador tocando às 1 da tarde, exatamente 6 horas após eu ter ido dormir. Preguiçoso, eu decido não seguir os conselhos do Raduga e ao invés de ir ao banheiro me aliviar e tomar água, fecho meus olhos e decido continuar meu sono. "Provavelmente não conseguirei me projetar devido ao desconforto na bexiga", eu penso. Após voltar a dormir tenho 2 surpresas: Não só eu tive um segundo despertar, assim como o Raduga disse que ocorreria, mas também apliquei as técnicas de separação do corpo assim que acordei, sem me mexer ou abrir os olhos por impulso - o que achei que ia ocorrer. Em uma coisa falhei, no entanto: Apesar do desconforto físico na bexiga não ser tanto, minha mente o aumentou, o que fez com que minha primeira tentativa de saída fosse arruinada com o que parecia ser uma forma hiperbolizada do desconforto materializada no sonho - eu achava estar acordado tentando aplicar as técnicas de separação e sendo atrapalhado pelo enorme desconforto na bexiga, quando na verdade eu já me encontrava dentro de um sonho. Um tempo depois, já não mais atormentado pelo desconforto e depois de um certo período de inconsciência, lembro que apliquei as técnicas de separação novamente e pensei para mim mesmo "Aff, elas não estão funcionando", mesmo que elas estivessem funcionando. Após isso, eu parecia ter entrado em um sonho "semi-lúcido" em que eu estava do lado da minha cama e me dirigia ao banheiro para urinar. Apesar de ser dia, tudo estava escuro e sombrio, não num sentido de assustador, mas sim num sentido de desolação - assim como todos os sonho lúcidos que tive antes - e penso para mim mesmo "Será que estou projetado agora? Nah, sem chance...". Acordo arrependido por ter perdido essa oportunidade de projeção. Após o ocorrido, parece que a "magia" do Raduga acaba - sei lá o que ocorreu, devo ter entrado numa fase de sono diferente ou algo do tipo; só li o básico do livro - e volto a dormir de forma normal. Após isso, lembro de ter um sonho sexual não lúcido antes de acordar.
  3. Resumo do livro: - Existe um número de vórtices no corpo humano e, quando esses vórtices começam a girar de forma lenta, velhice e doença aparecem; - No livro, são mostrados 5 exercícios - "ritos" - diferentes que prometem retornar pessoas idosas - decrépitas - ao vigor e virilidade da juventude - através da aceleração do spin dos vórtices. A aparência, no entanto, esses 5 ritos apenas a afeta de forma leve; enquanto quem pratica esses exercícios de maneira diligente certamente notará uma mudança na aparência, essa pessoa não voltará a ter o mesmo rosto que tinha aos 20 anos de idade, já que esses ritos tem a função expressa de retornar a virilidade e saúde; - O livro nos dá uma dieta antienvelhecimento um tanto restritiva. Essa dieta, no entanto, é só um bônus; os maiores benefícios, pelo que é implicado, vem da prática do ritos; - Existe um sexto rito que promete retornar uma pessoa, não importa o quão idosa, à juventude em todos os aspectos; porém nos é avisado que quem deseja praticar este rito deve aceitar se tornar "mais ou menos" celibatário pelo resto de sua vida. Coronel Bradford - a pessoa que ensinou os ritos ao autor do livro - diz que a prática desse rito transforma o homem comum num superhomen e é adequada apenas para quem deseja trilhar o caminho do místico; - O livro e a segunda edição publicada em 1946 também nos ensinam mais alguns truques quem vão desde a entonação do mantra aum e manipulação do subconsciente até uma maneira curiosa de se recuperar a virilidade através da estimulação do vórtice localizado na garganta. Minha experiência: Mesmo sendo o grande procrastinador que sou, consegui praticar os ritos por 5 dias seguidos recentemente e várias vezes em dias saltados. Como minha experiência não é muita, não tenho muito o que dizer mas, mesmo considerando minha pouca experiência com os ritos, definitivamente senti efeitos positivos em mim; me livrei da pressão energética no lado direito da minha cabeça, me senti menos preguiçoso e senti sensações nos lugares onde o livro dizia estarem localizados os vórtices.
  4. Estou nesse fórum só pra passar o tempo mesmo; me interesso pela projeção astral e planejo me projetar, com certeza, mas sei que todo material necessário para um iniciante como eu é o livro do Raduga e me registrei só por capricho mesmo. Não tenho nenhuma dúvida, mas espero ter no futuro; isso significa que estou progredindo e tendo experiências que me façam duvidar. Principais motivos de eu querer me projetar: Exploração; conhecimento; fazer sexo com succúbus amigos astrais.