• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

FlavioK

B-Membros
  • Content Count

    63
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

FlavioK last won the day on August 2

FlavioK had the most liked content!

Community Reputation

27 Excellent

About FlavioK

  • Rank
    Advanced Member
  • Birthday 03/16/1997

Recent Profile Visitors

467 profile views
  1. A luz era nesse formato mais ou menos, mas pequena: https://prnt.sc/on2n1b
  2. Vou aproveitar esse tópico para falar de um evento que aconteceu comigo, no físico. Sempre tive curiosidade de como é ver espíritos ou qualquer outra manifestação de outros planos, à "olho nu" hehe, na minha frente e que fossem de vultos, mas nunca tinha visto nada anormal... Pois bem, é comum que as vezes eu veja alguns riscos luminosos ou pontos que acendem e apagam, mas acontece depois que fico em frente ao PC ou TV e sei que é normal. De fato eu estava mexendo no PC quando esse evento aconteceu. Era umas 19 horas e estava escuro quando decidi pegar algo na cozinha e assim que eu estava voltando, passando pelo corredor vi um ORB azulado do tamanho de uma moeda, claramente na minha frente, que acelerou em direção ao banheiro no fim do corredor a esquerda, e sumiu. Como foi a primeira vez que tinha visto isso, e para anular a possiblidade de ter sido só alguma coisa da visão, voltei para o corredor sem olhar para o banheiro e repeti o trajeto. Quando passei em frente ao banheiro novamente, o ORB estava lá parado e então acelerou e sumiu de novo. Depois não vi mais. Gostaria de saber o que se sabe sobre a aparição desses orbs no físico ou se conhecem algum material que fale sobre isso... Valeu!
  3. Você realmente sentiu sintomas projetivos. Comigo geralmente acontece o balonamento ou pequenos EVs, que aumentam de intensidade conforme eu me concentre mais. É normalmente nesse momento que tento focar em qualquer movimentação do corpo astral. Na última vez, por exemplo, eu senti meu peito pulsando e ao mesmo tempo senti meu corpo se levantando (mas era o corpo astral), então foquei nele e me conectei rapidamente (nem sempre é fácil pra mim). Fez certo em ficar tranquilo durante o processo, não há o que temer. Na maioria das vezes em que saio, minha visão está escura ou embaçada. O que eu faço é me afastar do corpo na escuridão mesmo, que aos poucos a visão vai aparecendo. Também recomendam falar "MAIS CLAREZA" como se fosse em voz alta e com muita intensidade, para que a visão fique mais nítida. Nas minhas projeções, na maioria das vezes vejo a cama vazia, de vez em quando vejo "meu corpo". Só que quando vejo, parece que ele nunca é uma representação real do que seria o corpo físico naquele momento, da última vez por exemplo, estava todo rígido e torcido kkk. Ta mais pra onirismo mesmo... Compartilho da visão de Sandro, o corpo que vemos sobre a cama, provavelmente não é o corpo físico. Ele fala um pouco sobre isso aqui. Então se você não viu, normal... No mais, parabéns por sua primeira projeção. Ela reuniu as características comuns de uma projeção clássica.
  4. Isso acontece comigo. Por enquanto eu encaro como alucinação mesmo. Das vezes que aconteceu, acordei também assustado e com coração acelerado, e em poucas vezes, em estado de pânico, é tanto que duas vezes eu cheguei a levantar da minha cama imediatamente e pular a janela do quarto o.O, que da num corredor, e só lá eu me dava conta do que tava acontecendo. Essas duas vezes que saí correndo, em uma eu senti uma presença no quarto e na outra eu vi várias aranhas na parede kkkk. Na ultima vez que aconteceu, eu estava num hotel. Enquanto estava sonolento, eu ouvi algumas vozes de pessoas conversando e aquilo tava me incomodando. Então eu acordei e vi uma pessoa no quarto pegando algum objeto. Na hora me veio o pensamento, "Que Po### é essa?" Mas logo a imagem sumiu. Eu associei esses acontecimentos a momentos de ansiedade, incertezas... e que poderiam estar afetando o sono. Só que aí é o que eu acho, não sei realmente do que se trata.
  5. Concordo que é bom ter um pouco de conhecimento sobre o astral pra ter uma ideia do que costuma acontecer lá e então saber como se portar. No entanto, se eu fosse você eu seguiria em frente nas projeções para justamente saber o que normalmente acontece nelas. Eu por exemplo, quando saio do corpo o ambiente está bem vazio. Já vi algumas pessoas que não saberia dizer se eram espíritos encarnados ou não, lá eu as considero como pessoas normais, como se fosse aqui. Até então não vi ninguém desconhecido aqui em casa e também nada aterrorizante lá fora. Claro, esse é o meu caso, outras coisas acontecem com outros projetores. Mas se eu fosse você experimentaria a investigação.
  6. Justamente. Penso que meu corpo começou a procurar ar e isso foi transmitido para o corpo astral. O interessante é que eu tentava puxar o máximo de ar possível, e aí é claro, não dava pra lembrar que o corpo astral não precisa de respiração rsrsrs. Então acabei acordando mesmo.
  7. Comigo já ocorreu o seguinte: Depois de me projetar, comecei a andar pela minha rua e em determinado momento, lá em astral, eu senti a respiração bem pesada e tinha que fazer grande esforço pra respirar. O fluxo de ar era muito pouco. Comecei a me sufocar e nesse desespero eu acordei. Pra minha surpresa, percebi que meu nariz estava entopido no físico, só que eu não lembro dele estar assim antes de tentar a projeção...
  8. Olá, também já passei pela experiência de ser levado. Inclusive foi na única vez que realizei amparo fora do corpo. Eu estava dormindo incosciente e incrivelmente me senti sendo puxado pra cima, como se fosse pelo peito. Foi de uma forma até brusca. Enquanto eu subia, estava tudo escuro e eu fiquei relativamente tranquilo. Não acho que foi um sonho porque eu percebi a transição entre estar totalmente apagado e despertar com aquele puxão no meio da noite hehe.
  9. Algumas considerações: Assim que acordei às 8:40 da manhã, eu saí do meu quarto que é quente e claro nessa hora da manhã e fui para o quarto dos meus pais que é escuro e mais fresco. Quando cheguei na avenida, eu vi um carro pela primeira vez no astral. Era um fiat uno vermelho e quando ele passou perto de mim, deu uma decolada e ficou a mais ou menos 1 metro do chão e voltou pro solo, como se tivesse pulado numa rampa invisível. Achei isso também muito estranho. Enfim, são coisas como essa e outras que as vezes me fazem questionar bastante as minhas experiências. Mas acho que mesmo assim, valeu.
  10. Olá, segue o relato com o máximo de detalhes que consigo lembrar: Depois de 5 meses sem me projetar (só levo em conta as projeções clássicas), consegui finalmente nessa manhã de 27/02/2019. Fui dormir as 02:00 horas e me levantei às 8:40 para resolver um problema na impressora de casa, pq minha mãe estava precisando imprimir uma atividade que iria utilizar na aula de reforço aqui em casa. Nesse momento só tinha uma criança em casa (um garoto), que já estava indo embora. Voltei pra cama e fiquei naquele dorme-acorda, até que incoscientemente decidi pulsar a região do peito. Instantaneamente senti vibrações no corpo todo e parte do meu tronco se descolou. A cada tentativa de pulsação, a parte superior do corpo se inclinava para frente, como se desse um impulso pra sair rapidamente, porém as pernas pareciam presas. O interessante é que quando a pulsação perdia força, eu ouvia um barulho semelhante a um motor de avião desligando e as vibrações paravam também (isso eu já acho comum). Bom, então voltei com as pulsações e tentei sair na marra no apíce de uma delas. Me virei um pouco de lado e movi a perna direita, só que senti o movimento bem real e achei que era o físico, então retornei ela para tentar novamente (agora eu tenho certeza de que eram as pernas astrais, sempre é kk). Logo lembrei que não importa o que aconteça, tenho que levantar e depois devo testar se estou projetado mesmo. Então me virei de lado novamente e saí do corpo às cegas. Outro fato interessante é que a cama parecia estar na altura do meu ombro, mas é só no momento da saída, se eu me virasse assim que chegasse na porta, com certeza teria visto ela no tamanho normal, não sei o que explica isso. Chegando na porta, já com visão, dei um pulo para tentar dar uma levitada e tive sucesso, tinha certeza que estava fora do corpo. Ao chegar na sala, repeti "mais clareza" com intonação forte 3x, só para garantir a lucidez, pq eu estava bem lúcido e a visão astral estava mais do que nítida. Olhando para o quintal da casa, que fica na entrada da casa, vi 4 crianças sentadas estudando na mesa da aula de reforço, sendo que uma delas (uma menina) eu sentia que nunca tinha visto e outra era uma vizinha minha que fica a uma casa de distancia. Eu não reparei nas outras duas. Fui me aproximando e lembrei de tentar conversar com algum amigo espiritual para realizar algum trabalho. Embora eu tenha sentido uma boa ligação, ainda não senti muita sinceridade de minha parte rsrsrs e assim, nada aconteceu. Mas era cerca de 9 horas da manhã, então supunho que atividades de amparo não acontecem essa hora kk. #Bom, prossegui para o quintal e agora vem a parte da SUPOSTA comprovação. Uma das crianças que estava estudando, que é minha vizinha, começou a olhar pra mim e me seguir. Eu ignorei isso e continuei andando. Depois que acordei no corpo, perguntei a minha mãe quantas crianças estavam em casa naquela hora. Ela falou que só haviam duas meninas, sendo que uma delas eu não conheço e a outra era justamente a minha vizinha que eu tinha visto olhando para mim e me seguindo quando estava projetado. Eu não tinha noção que ela iria estudar aqui naquela hora em questão (as aulas começaram essa semana), mas posso ter ouvido a voz dela quando deitado (não lembro). O estranho é que ela estava olhando para mim e até chegou a me seguir, o que com certeza ela não fez no físico. Fica a pergunta se foi onirismo ou era o subconsciente dela, vai saber?# Continuando com a projeção, eu sentia que estava esquecendo de algo (o terceiro passo do meu ritual), que é questionar como estou, onde estou e como está o ambiente (escuro ou claro). Mas também estava esquecendo o meu objetivo de tentar acessar o passado, já comentado em outro tópico. Decidi que iria mesmo ficar perambulando pelo bairro (de novo kk) e segui adiante. Lembro que o portão estava aberto (não lembro de ter o atravessado). Percebi então algo interessante nesse momento, quando passei do limite do muro de casa, senti uma cambaleada na lucidez, vai ver existe alguma diferença frequencial. Tentei então seguir por um caminho que ainda não tinha feito. Dobrei a esquina direita, e o interessante é que fui marchando kkkk - pensei que fazendo isso minha lucidez ficaria mais estável, uma vez que eu estava concentrado nisso - lembro de ter olhado para minha mão e ter seguido adiante na avenida. Ao passar ao lado de uma escola fiz o teste de lucidez que falei anteriormente, sabia que o ambiente estava claro, mas gostaria de olhar para o céu e ver como era. Dei ainda mais um pulo pra levitar e consegui (já estava questionando de novo a experiência). Continuei indo até o fim da avenida e já lembro de estar agindo no automático. Quando cheguei no final, um homem de uns 40 anos me abordou. Ele estava com um livro na mão e falou o seguinte: "Depois de estudar, cheguei a conclusão que a projeção astral é real mesmo". Aí eu falei a ele como tinha conseguido essa manhã (já agindo automaticamente - lucidez meia boca-) e depois não lembro de mais nada. Achei esse final meio estranho, não costumo dar relevância a essas coisas hehe. O relato de hoje é só isso hehehe.
  11. Eu gostaria de ter a oportunidade de tentar uma experiência de encontro no astral... Isso me ajudaria bastante com a questão do foco. Eu me coloco a disposição =]
  12. Eu tou com um pouco de dificuldade de voltar com as projeções, parece que meu sono ta mais pesado hehe. Mas as tentativas que fiz, não deram muito certo... Sabe que eu também tava pensando isso esses dias? Essa é uma outra coisa que quero fazer, mas não pra ir pro plano mental. Tipo, eu tava pensando: "Ah, já que não quero ficar andando por aí, porque não ficar calmo aqui no jardim de casa e tentar fazer uma meditação?" Deve ser interessante... Só não sei se fazendo isso perderei a projeção, já que preciso de um foco pra estabilizá-la. Mas pretendo tentar
  13. Agradeço pela sugestão, assistirei! Pois é Sandro, esse é meu objetivo. O Moisés fala que pra conseguir voltar no passado, é preciso trabalhar bastante os chakras superiores, e faz sentido... Na minha pouca experiência, acho que conseguir esse feito sozinho seja um pouco difícil. Tenho medo de saturar muito a mente com o assunto e acabar criando uma ilusão.
  14. Olá 😊 Postei aqui o motivo de eu buscar, no momento, outras motivações para as minhas projeções astrais. Sendo assim, eu gostaria de fazer isso pra não ter que ficar perambulando pelo meu bairro assim que saísse do corpo, porque é o que acontece na maioria das vezes. E sei que também enjoaria desse turismo, mas por hora, vejo essa motivação interessante pra voltar com as projeções, pois o passado realmente me instiga. Penso da mesma forma. Só me falta disciplina e regularidade nas projeções para conseguir fazer pesquisas sérias, mas essa barreira sou eu quem tem que vencer hehe. Grato pelas respostas, abraços!
  15. Decidi criar esse tópico quando estava respondendo um outro, mas achei mais viável "desabafar" aqui para que a resposta lá não fique muito grande. Bom, eu sei que amparar ou participar de alguma outra experiência de aprendizado com os mentores são motivos louváveis para conseguir a projeção astral, porém infelizmente eu sinto que por enquanto não tenho sintonia pra isso. Na verdade já tentei participar de experiências com mentores, mas dificilmente algo acontece. Eu tento orar antes de dormir ou até chamá-los assim que saio do corpo, mas nada acontece, talvez por falta de sintonia, de disciplina de minha parte, ou mesmo devido o horário da projeção incompatível com o horário das atividades deles. De fato uma vez eles vieram me buscar no meio da noite pra realizar um amparo (literalmente me puxaram do corpo hehe) e foi até uma experiência legal, gostei bastante... Porém, por mais que tenha vontade de amparar (quem não tem vontade de fazer o bem?), sinto essas orações forçadas sabe? Como se eu fizesse aquilo porque disseram que é pra fazer, não porque é algo sincero... Igual minhas orações de criança rsrsrs Então isso me leva a buscar outras motivações para conseguir a projeção, por mais que não seja tão "útil", mas que dê um sentido a viagem astral. Até porque a projeção clássica pode ser interessante no início, só que com o tempo você se pergunta: e agora? rsrsrs Enfim, sei que não fazer algo "útil" na projeção acaba cansando com um tempo, mas enquanto essa sintonia pro amparo não vier, sinto que é melhor fazer outras coisas quando estiver lá fora. É isso.