• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

naosei

B-Membros
  • Content Count

    25
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

1 Follower

About naosei

  • Rank
    Member
  1. Excelente texto sandrofabres. Vou até passar para uns amigos. Obrigado por tê-lo escrito.
  2. Fala Marquinho. Valew ai por ter postado. Me fez abrir os olhos mesmo, vou ficar mais ligado, pois como voce mesmo disse, os espiritos das sombras são inteligentes demais e nao podemos subestimá-los. Se achamos que já os temos nas palmas de nossas mãos, é nesse momento que estamos mais vulneráveis aos seus ataques. Acho que a grande arma contra esse tipo de espirito é a humildade, reconhecer que somos muito pequenos, não cair na ilusão de que sabemos tudo e que ninguém pode nos afetar e dominar. Abraços ae Marquinhos, de novo, valeu o toque.
  3. Concordo Tiago. Ultimamente tenho me interessado bastante em pesquisar argumentos céticos, e tenho descoberto como são limitados e fechados em apenas um dos lados da questão. Se é para duvidar, que duvidem direito, como Sócrates fazia. Uma dúvida investigativa e interessada, amante da Vida e de seus Mistérios, ao contrário dessa dúvida cética fria que não visa nada além dela mesma.
  4. Poxa que relato bonito esse! Viajei enquanto lia ele, essa construção monumental me interessou tanto. Po Kdu! Bem que você podia tentar descobrir melhor o que ela era né? Dai contar pra gente! Abração amigo, obrigado pelo relato.
  5. Olá amigo, Ultimamente também tenho passado por algo parecido com você, estou sempre me sentindo bastante fraco e desmotivado, parecendo que já perdi todas minhas chances.Até um dia ou outro consigo me motivar e colocar minha vida de volta nos trilhos, mas basta qualquer coisinha que aconteça para eu desalinhar e sair da rota de novo. As vezes eu tenho uns impulsos repentinos de força, só que logo penso que já não vale mais a pena, que já falhei demais e que a guerra não pode mais ser ganha. O que mais me segura é esse pensamento recorrente que lembra de todas minhas falhas e de todo o tempo que desperdicei. Toda vez que lembro disso eu perco a vontade de continuar, fico apenas pensando em que lugar eu estaria se eu nao tivesse falhado. O que tem me ajudado ultimamente é pensar que se eu voltasse para o passado, eu também voltaria no conhecimento, e nao teria o entendimento que tenho hoje, e portanto, falharia da mesma forma que falhei. Isso tem me ajudado a ver as falhas como acontecimentos já previstos anteriormente, e que teriam a finalidade de me impulsionar para algum caminho. É sempre previsível que um amador irá perder a competição se ele for correr a prova dos 100m rasos com os melhores atletas do mundo. O que não é previsível é a nossa reação a essa derrota, como lidaremos com ela, se isso servirá de estimulo para começarmos a treinar, ou servirá para alimentar pensamentos inferiorizantes sobre nós mesmos. Agora pensando aqui comigo, acho que varias das falhas que cometemos já eram previstas por nós antes de encarnarmos. Talvez nossa prova seja justamente como lidaremos com essas falhas! Talvez escolhemos passar por uma crise, porque sabíamos que esse era o melhor estímulo para evoluirmos o que precisamos evoluir. Agora pensando aqui... acho que não existem rotas lineares só de subida. Para subir, também precisamos descer as vezes. Acho que para irmos para frente, primeiro precisamos tomar impulso indo para trás. Quem vai para frente sem tomar impulso para trás pode permanecer na liderança no começo, mas quando aquele que tomava impulso liberar suas energias acumuladas, rapidamente tomará a dianteira recuperando todo o tempo "perdido" enquanto tomava impulso para tras! E depois de passar para primeira, tomara tanta distancia que o segundo colocado o perderá de vista no horizonte longínquo! É isso! Sem crises não há crescimento! Sem conhecer o mal, nao sabemos a grandeza infinita do BEM! Quem se recupera de grandes crises tem a tendência a voltar mil vezes mais motivado, forte e energizado do que aquele que sempre seguiu um caminho plano e sem obstáculos. Para destruirmos a muralha de nossas crises, precisamos desenvolver tanta força e tanta sabedoria,que quando ela se quebra, seguimos o caminho 1000 vezes mais rápido daqueles que nunca tiveram tais muralhas para quebrar! Estamos 1000 vezes mais fortes e sábios do que aqueles que nunca precisaram desenvolver tal força e sabedoria! !!! Agora percebo a crise como um estímulo exterior para nosso desenvolvimento interior! Sem crise é praticamente impossível (ao menos no estágio que nossa humanidade está) desenvolvermos grande quantidade de força e sabedoria. Não há motivos para isso... Nos desenvolveremos até o ponto que tenhamos atingido um relativo conforto e bem viver, e dai "seguimos levando"... Quanto Maiores quisermos ser, Maiores as dificuldades que precisamos viver!
  6. Daqui alguns anos você vai vir ler esse relato e não vai acreditar se bater tudo certinho!
  7. Adorei seu texto! Legal como as coisas podem dar reviravoltas inesperadas! Acho que mesmo mal, a gente nunca pode perder a esperança, se nos momentos ruins deixarmos guardados no fundo do nosso Coração um pouquinho de esperança, ela uma hora acaba florescendo! Acho que se você não tivesse mais essa esperança, não teria nem como ter sido ajudado, estaria completamente fechado para qualquer um que quisesse te auxiliar. Obrigado pelos seus relatos, sempre procuro novas mensagens suas, aprendo muito com elas! (ah! Agora sempre vou usar essa técnica de rememoração, e não só na volta do astral, mas na vida também!) Rodrigo.
  8. As vezes lembrar é bom também. As vezes o melhor mesmo é esquecer por enquanto. As vezes a gente só quer lembrar pra fugir. As vezes a gente quer lembrar porque sente que precisa. Importante é distinguir a intuição espiritual da obsessão do ego. Abraços.
  9. Belo relato. Gostei muito da parte que diz que as pessoas ficavam felizes quando a outra estava feliz. Multiplicação de felicidade! Abraços. Continue nos mandando mais relatos!
  10. Que legal Márcio! Parabéns pelo progresso! Continue lutando e crescendo! Abraços.
  11. Eai? Sua amiga já respondeu? Agora fiquei curioso!
  12. É isso ai cara, o negócio não é brincadeira de criança! Não estamos falando de uma coisinha legal que dá para fazer, mas de uma habilidade que envolve grande equilíbrio e controle mental, emocional e físico. Está demorando para você sair porque demora mesmo. Sair do corpo é a consequência de sua evolução como um todo. As técnicas são só para dar um empurrãozinho. Vai ouvindo os áudios do Saulo, você vai ver que sair do corpo não é algo como "apertar o botão certo", ou "fazer a técnica da maneira certa". Tudo vai mudar quando você compreender que "sair do corpo" envolve uma evolução e controle de seu próprio corpo! Primeiro você vai aprendendo a sentir, harmonizar e controlar o corpo físico, astral e mental. "Sair do corpo" exige primeiramente um grande poder sobre nossos corpos. As técnicas são um impulso a essa evolução. As técnicas não são "a solução" , "a resposta", "a fórmula" para sair do corpo. As técnicas são um incentivo! As técnicas sozinhas não fazem muita coisa não. Sair do corpo é consequência da Evolução da Consciência. Aquela Abraço. Rodrigo.
  13. Ixi! Só tem que tomar cuidado para não desejar algo que piore tudo! Senão depois não vai conseguir realizar os outros desejos! Desejos saudáveis! Desejos saudáveis!