• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

wsjaime

B-Membros
  • Content Count

    3
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About wsjaime

  • Rank
    novo Membro (1+)
  1. Era bem estes detalhes que eu precisava saber pra poder diferenciar o centro de umbanda certo do errado. Vou passar conhecer esse centro que você achou, e se me aparentar corretos como dizem no site, levarei lá minha esposa. Me sinto culpado pela situação dela. Mais uma vez, muito obrigado Saulo.
  2. Sandro, na hora q li oque vc escreveu já me veio na cabeça um caso em que briguei com uma cunhada minha dentro da minha casa devido algumas divergências de opniões. Acontece que ela não bate bem da cabeça e fiquei sabendo pelo meu ex-cunhado (que se separou dela) que procurou um indivíduo aqui do bairro pra me dar uma "lição". Imagino então se ela não fica remoendo isso.... minha outra cunhada uma vez já me contou que a irmã dela com quem briguei sente inveja de nós, por termos uma situação financeira melhor.... Mas e se realmente for algo desse tipo, porque afeta somente minha esposa, e não eu ou meu filho ? Apenas ela tem tidos vários problemas sem causa aparente como falta de ar, sente a garganta fechada que faz com que engasge ao comer, e os sintomas de fraqueza e depressão, que deixam ela sem animo e disposição pra sair de casa ou fazer qualquer coisa. Vou estudar todos os links que você me passou e vou ver oque consigo fazer para ajudar ela e melhorar o ambiente. Pois todas nossas idas ao médico sempre ouvimos que os exames apontam que ela não tem nada. E remedio nenhum acaba com os problemas... Sobre o centro de umbanda, como saber qual o certo ? nunca conheci um... Mais uma vez, agradeço a ajuda
  3. Pessoal, Faz alguns dias que passei a pesquisar sobre VA na internet. Nos ultimos meses eu tenho retornado a ter "sonhos" lúcidos. Nunca me aprofundei nessa área e muito menos tentei induzir, foi sempre algo espontâneo e aleatório. E nos últimos dias tem se tornado mais frequente. Para que não fique sem pé nem cabeça, vou contar quando ocorreu a primeira vez comigo e eu não sabia oque era isso. Eu tinha por volta de 09 a 10 anos e morava em um apartamento em Sâo Paulo - SP na região da Zona Sul. O predio ficava exatamente abaixo da rota de aviões que saiam do aeroporto de Congonhas com destino ao sul do pais. Eu nasci, e morei lá até meus 11 anos. Em um dia aleatório comecei a ter "pesadelos" exatamente iguais todo santo dia. Sempre se iniciava comigo acordando na cama do mesmo modo que eu dormi, a casa com as luzes todas apagadas e uma iluminação azulada que vinha da sala que parecia ser da TV. Logo que eu acordava eu ouvia uma voz me chamar, parecida com da minha mãe, mas eu sabia que não era dela. Ao sair do quarto e ir a sala, eu percebia que a iluminação vinha não da TV, mas sim da varanda da sala. Varanda essa que era local mais facil para ver a passagem dos aviões em direção ao sul, que vinham na direção do prédio, mas todos bem lá no alto. Acontece que eu via como se fosse 2 ou 3 aviões proximos um do outro, e um deles iluminava a sala com aquela luz azul, como se fosse um refletor poderoso. No mesmo momento em que eu percebia eles, quase que instantaneamente aparecia um ser comprido, de corpo longo e magro e uma cor meio cinza-azulado. Me lembro de sempre reparar nas mãos de dedos compridos. A presença dele me causava um medo absurdo, e eu ja desesperado sempre tentava correr e gritar por socorro. Mas a presença dele sempre me deixava mudo, eu ficava impossibilitado de falar ou gritar e eu ficava agoniado com a situação. Ele me puxava como que se fosse com telecinese ate a varanda, e ao chegar perto dele eu sentia a mão dele pegar na minha canela e me puxar pro céu, em direção ao alto, como se fosse uma abdução. No meio do trajeto ao alto, não sei se por me debater ou decisão daquele ser, eu era solto e caia em queda livre. Acordava com o impacto da queda ao solo, que me fazia acordar no meio da noite com um puta tremor no corpo e os musculos duros e doloridos. Até então pensei que foi só um pesadelo, quando ocorreu na noite seguinte novamente e passei exatamente pelo mesmos fatos. Na terceira vez eu já fiquei lúcido no sonho e procurei alternativas na fuga, mas não obtive sucesso pois por mais longe q eu tentasse correr eu era arrastado pela telecinese. Após o caso de lucidez eu contei pra minha mãe, ela frequentava a espírita kardecista na época e tentou me ajudar. Fizemos orações, pedimos proteção, fizemos simpatias e tudo mais que fosse do conhecimento dela para afastar oque tivesse de mal ali. Mas não adiantou. depois de várias noites mal dormidas e de sofrimento com aqueles sintomas que eu tinha ao acordar, minha mãe resolveu me deixar morando na casa da minha madrinha por 1 mês. Quando voltei ela havia pintado toda a casa, mudado móveis de lugar, feito simpatias e pendurado uns itens religiosos pela casa para remoção de energias negativas. Depois disso nunca mais tive aquele sonho. Ela na epoca falou que poderia ter sido um espírito que estivesse me atentando. E conforme fui crescendo fui tendo casos diferentes. Casos de flutuar até passar pelo telhado em direção ao céu, de sair passear pelo bairro e entrar em algumas casas da vizinhança e ver os moradores dormindo. Casos que até então eu imaginava que era coisa da época da minha puberdade, em que eu encontrava mulheres lindas e atraentes andando nuas dentro de casa ou em algum lugar remoto em que eu estivesse no "sonho" lúcido. Casos esse em que alguns a carne foi fraca e eu as agarrava..... rs. Finalizando, hoje sou casado, tenho esposa e filhos, minha própria casa e muitos problemas na vida e no trabalho pra resolver. Até então os sonhos lúcidos tinham amenizado e muito, eram raridade, imaginava eu que devido ao cansaço. Mas faz um ano e meio que comprei minha casa própria, casa nova, não teve antigos moradores.... E depois de alguns meses comecei a sentir um certo peso no ambiente. Aquele sintoma de uma presença no local. E meus sonhos lúcidos voltaram, não consigo discernir se é loucura ou imaginação minha devido ao que venho sentindo.... se uma coisa puxa a outra. Sonhei alguns dias com uma voz me chamando, querendo conversar mas eu sentia a má intenção dela. Eu comecei a questiona-la do porque estava ali e oque queria de mim quando minha esposa me acordou dizendo que eu estava falando estranho enquanto dormia... Depois disso não sonhei mais com essa voz, mas estou encucado com isso. Desde que comecei a sentir isso, minha esposa desenvolveu doenças, parece estar ficando depressiva, não tem animo pra comer nem pra sair de casa. Parece até um encosto. Os sonhos lúcidos voltaram com tudo pra mim, eu não consigo induzir, mas facilmente consigo ficar lúcido. Enfim, queria poder tentar usar essa facilidade que tenho pra ver se consigo ajudar minha esposa e ver se realmente há algum espírito/encosto aqui em casa. O clima tá muito pesado. Alguem poderia me indicar mantras, e orações para que eu melhore o ambiente e meu controle sobre os "sonhos"? Agradeço antecipadamente a todos que tiverem paciência para ler todo o texto e tentar me ajudar seja como for.