• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Uandreson

B-Membros
  • Content Count

    12
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Uandreson

  • Rank
    Member
  1. Vixi Maria!!!!! Isso que a bianca falou é assustador.... imagina se um obcessor pode roubar nosso perispírito,o que é que eles não podem fazer então.... Bianca vc poderia explicar melhor?
  2. interessante.... eu não sabia que respirar atrapalhava... mas de uma forma instintiva,eu sempre quando em E.V,respiro fundo e solto todo o ar dos pulmões no intuito de relaxar e dai não respiro mais,começo a me erguer do corpo pela vontate e rola numa boa,tirando os problemas de visão,mas já estou contornando...
  3. Eu também ja sai do corpo pela vontade e a visão quando não cega o tempo todo,era muito turva,o negócio só melhora quando vc vai se guiando pelas silhuetas e se afasta do corpo... tive uma experência totalmente cega uma vez e o engraçado que no curso do saulo,ele comenta que se ocorrer de vc entrar numa projeção cega vc pode mentalizar ou falar a palavra luz que vc encherga na hora... comigo não funcionou,fiquei um tempão falando e metalizando a palavra luz mas nada de enchergar,lembro que fiz um monte de coisas pra enchergar e nada resolveu... Obs:o próprio saulo fala que nem com ele essa tecnica deu certo... a unica coisa que resolveu o problema foi eu deixar de preguiça e fazer as tecnicas de exteriorização pelo frontal(tecnica completa) ai eu obtive mais sucesso nas projeções induzidas pela vontade...
  4. Eu também aposto na catalepsia... e para vc OAKLEY esse negócio de ouvir vozes ja aconteceu varias veses comigo... é muito bom saber que eu não estou ficando louco...rsrsrsrsrs.... esses também são fenômenos projetivos.... paz e muita luz!!!!
  5. Bom quando estou em E.V eu sinto uma corrente parecida com um choque elétrico percorrendo todo o meu corpo...não fica nenhuma dúvida se estou imaginando,sonhando,sinto o corpo vibrar intensamente... No forum aqui vejo alguns dizendo fazer E.V no ônibus,andando,no trabalho etc... De que E.V se trata? Seria um E.V imaginário afim de saturar a mente a pensar que o corpo esta sentindo as vibrações? Ou é um E.V de fato? Se é um E.V de fato,como vocês conseguem essa proeza? Desde já peço que não me levem a mal,más é que ficou essa dúvida desde os audios do Saulo quamdo ele inicia o processo de circulação de energias... Muita paz e muita luz!!!!!
  6. Obrigado pelas dicas.... O problema é o seguinte... Eu tenho experiências fora do corpo,inclusive já consegui ter a prova física... Me projeto sempre tento como ponto de partida a minha casa,saio do corpo observo-me deitado na cama,vou a cozinha observo a posição das coisas,volto pro corpo e peço minha irmã para mudar as coisas de lugar sem que eu veja,depois saio novamente e vou lá e confiro que as coisas mudaram de lugar... Tenho sempre certeza quando estou fora do corpo,mas ultimamente eu venho tendo esse probleminha que não consigo entender... Antigamente eu me projetava e passava pelas paredes e ia até a rua em frente a minha casa,ia procurar meus amigos pela rua...Uma vez eu encontrei meus amigos pela rua sentados numa calçada num outro bairro vizinho,eu os estava procurando fora do corpo e pela intuição fui voando até o lugar onde eles estavam,chegando lá eu os vi falando de mim,eu cheguei até eles justamente nesse momento,eles falavam mal de mim por eu não estar alí,pois eu havia combinado estar ali no fisico para insaiar-mos na igreja... nesse momento eu lembrei que eu realmente tinha combinado e acordei no corpo fisico assustado,levantei rapidamente me preparei e peguei a bicicleta e fui até eles e chegando lá eu fui logo dizendo o que eles estavam falando de mim... Assustados eles me perguntavam quem tinha falado aquilo pra mim se não tinha ninguém perto para ouvir a conversa que tiveram entre eles,eu disse que ninguém havia me contado,disse que eu tinha visto e ouvido , mas eles não acreditaram e falaram que eu estava escondido ouvindo tudo.... Mas frequentemente nos momentos recente acontece de atravessar a parede e nada mais fazer sentido do outro lado... Eu só queria entender isso para poder evitar desperdiçar minhas projeções... Obrigado mais uma vez... Paz e luz a todos....
  7. Não tem como não saber,quando se está em e.v,você sente que muda de "faixa"... por exemplo: Quando você mergulha no mar de cabeça e sente que esta totalmente dentro da agua,você tem alguma duvida se mergulhou?eu aposto que não... Quando estamos em E.V,uma corrente parecida com ondas elétricas passam pelo corpo varrendo da cabeça aos pés,você vibra o corpo todo e já esta no limiar do mundo espiritual com o físico... Nesse estado você vai ouvir os famosos sons intracranianos,vozes de espiritos,soltura energética ou seja uma gama de outras sensações,porém não é regra ouvir ou sentir todas as sensações com excessão do estado vibracional se a projeção se der de forma conciente desde a saida de dentro do corpo. O E.V também pode ocorrer na volta ao corpo fisico.... espero ter ajudado.... Paz e Luz!
  8. Eu também já sofri muito com isso... Eu resolvi da seguinte forma... Quando estou em E.V,eu intensifico bastante a vibração para provocar a descolagem do corpo astral e logo em seguida eu fixo na mente que eu tenho que me levantar para ir ao banheiro por exemplo ou qualquer outra parte da casa,vou me levantando normalmente e lentamente com o corpo astral como se estivesse com o corpo físico,me levanto e sento na cama e me ponho de pé e ando na direção do local onde quero...Isso funciona comigo não tenho certeza que irá funcionar com vc,mas de todas as técnicas que experimentei essa foi a unica que funcionou comigo... Antigamente eu queria sair flutuando e sempre que eu começava a flutuar para sair parecia que um peso estava em cima de mim ou algo me puxava e não conseguia sair,depois que tentei o citado acima consigo todas as vezes... Não custa nada experimentar,não é? Abraços.... Paz e luz!
  9. Olá... Gostaria muito de saber como diferenciar um sonho de uma projeção... Eu, Quando tenho uma projeção,percebo sempre os estágios preliminares,Catalepsia,E.V etc...e me concentro e levanto e perambulo pela casa buscando alguma prova para saber depois que despertar se realmente eu estive fora do corpo, 90% das vezes eu confirmo ter estado realmente fora do corpo e isso é muito legal,mágico,fantástico!!!!,mas 10% das vezes em que não consigo confirmar é pelo seguinte.... As vezes eu me projeto em minha casa e quando eu atravesso a parede com a intenção de ir a algum lugar específico,eu estou encontrando muita dificuldade para ir...Por exemplo: Se tento ir na casa de um amigo,pra depois confirmar que estive lá e etc,embora eu esteje me projetando a noite,quando atravesso a parede tudo fica de dia e a casa dele aparece totalmente diferente,varanda onde não tem varanda ou seja tudo mudado e ele me vê agente conversa e tudo e quando tento voltar para casa pelo mesmo caminho que fiz,tudo também já mudou vejo ruas onde não tem ruas ,casas onde não tem casas de modo que concluo estar sonhando... Isso é muito chato e frequentemente vem acontecendo... 1.Será que não posso mais sair de dentro da minha casa quando estiver projetado? 2.Será que posso estar perdendo a lucidez quando atravesso as paredes da minha casa e começo a sonhar com aquilo em que tinha em mente? 3.Ou Sonho frequentemente que estou projetado? Eu acredito na 2 possibilidade....alguém tem uma opinião sobre isso ou está ou já passou por isso? Desde já obrigado!!!! Paz e muita Luz!
  10. Meu diário de projeções. Infelizmente eu não me lembro da data,mas sei que foi no ano de 2001,eu não tinha o habito de anotar minhas projeções.... Vamos lá.... Alguns dias depois,eu estava ajoelhado como de costume para orar,comecei a oração e fui falando,falando,falando até me perder nas palavras, de repente eu percebi que minha boca estava se movendo,mas eu não ouvia as palavras que estava falando e nem sabia o que estava falando,dai já veio à pergunta... ---Pera ai,que negócio é esse?! Nesse momento eu quis me levantar para averiguar o que estava ocorrendo,notei que não conseguia me mover de novo como alguns dias atrás... ---Putz!Será que vai acontecer de novo? , Perguntei a mim mesmo. Intuitivamente eu fui relaxado e parei de tentar falar, pois entendi que o que se movia era minha boca espiritual, após ir relaxando lentamente, senti que estava meio que escorregando dentro de mim mesmo na diagonal e sendo colocado de pé ao mesmo tempo, contemplei meu corpicho ajoelhado no colchão entre a pia, geladeira e fogão. Na loucura da euforia por estar novamente fora do corpo, eu, regozijante logo pensei... ---Tenho que aproveitar, antes que acabe... Inocentemente eu olhei em direção a porta da cozinha que também dava acesso aos fundos do quintal, para poder atravessar a parede visto que na primeira vez eu atravessei a parede com esse propósito, mas eu apareci em outro lugar. Quando olho para a porta,eu vejo uma nuvem branca muito estranha,essa nuvem tinha um formato levemente humano,dava para distinguir a cabeça e as pernas,mas os braços não eram tão evidentes.essa nuvem estava pairando no ar perto da porta da cozinha,eu olhava e via nitidamente que essa nuvem era viva e estranha,por que ela, ao mesmo tempo que estava parada,se movia dentro do limite da forma e tinha uma luminosidade muito suave,eu fiquei observando sem fazer perguntas quaisquer,depois de um tempo observando aquela nuvem muito linda eu pensei... ---Caraca!Eu devo estar vendo um anjo... Fantástico!... Nesse instante a nuvem se moveu alem da forma que a continha e uma coisa parecida com braços e mãos luminosas estenderam-se na minha direção como se estivesse me convidando a pegar em sua mão, eu, sem hesitar, segurei na quilo que entendia ser a mão, pois nada tinha formado evidente do que parecia ser, eu agia estritamente por uma intuição fortíssima de que aquilo era um ser inteligente de aspecto luminoso,que poderia ser um anjo ou sei lá o que,mas entendia as formas humanas.Segurei naquela mão e nesse instante a mesma luminosidade que estava no "Anjo",me envolveu completamente e comecei a vibrar suavemente,eu voltei minha atenção à vibração para poder curtir aquela vibração gostosa,mas a nuvem luminosa se moveu rapidamente em direção a parede me segurando pela mão e nem deu tempo de curtir a vibração,ela entrou na parede e me puxou junto e nós atravessamos a parede,dai um rápido pensamento me passou pela cabeça... ---Deve estar me levando pra aquele lugar maravilhoso de antes. Mas que nada,eu contemplei aquilo que menos esperava,vi nitidamente o fundo do quintal da casa do meu tio onde morava e fiquei vislumbrado com a visão em tempo real,do contrário a primeira experiência,que ao atravessar a parede eu estava em um lugar diurno,agora eu estava vendo perfeitamente o fundo do quintal e a noite ou seja ao vivo.... O deslocamento não parava e eu fui vendo as arvores no quintal, o carro do meu pai,os telhados, a caixa d'água etc...tudo com o maior detalhe. Estávamos flutuando no ar voando em uma velocidade crescente e me lembro ainda de ter visto os postes de luz, mas dai pra frente não me lembro muito bem das visões,só sentia o vento,provocado pelo rápido deslocamento,batendo no meu rosto,num dado instante comecei a sentir a diminuição da velocidade e comecei também a avistar um lugar,era um lugar conhecido por mim,nós evangélicos temos o costume de sairmos as vezes e nos retirarmos aos picos dos morros onde não ha pessoas morando por perto e consagramos aquele lugar para praticarmos o habito da oração em conjunto pelas madrugadas,eu reconheci esse lugar de longe e vi algumas pessoas la também,quando finalmente chegamos de fato ao local,aquele ser nebuluminoso deu um tipo de mergulho dentro da roda que se formava de pessoas de mãos dadas,ele mergulhou e eu o acompanhei grudado nele pela mão.Ele parou em frente a todos dentro da roda e eu comecei a olhar nas faces daquelas pessoas,elas não brilhavam,estavam todas vestidas de branco e tinham formas humanas perfeitamente notáveis,estavam pisando no chão,enquanto eu e o ser brilhante estávamos pairando no ar,haviam homens e mulheres e quando eu circundava aqueles rostos eles pareciam que estavam sentindo a minha presença,mas tinha nítida impressão que eles não me viam,nesse momento eu perguntei mentalmente ao ser luminoso se eles estavam no mesmo estado que eu(fora do corpo),não obtive resposta,porém por algum motivo que não sei explicar eu acreditava que eles estavam no mesmo estado que eu,mas não se tratava de pessoas vivas.Eu continuei a investigar as faces e percebi que algumas faces eram mais nítidas que as outras,as que não eram nítidas não chegavam a perder o formato do rosto,mas era muito difícil enxergar os traços faciais,que definem alguma idade por exemplo,mas dava para distinguir muito bem entre homens e mulheres.Eu então quis me comunicar com um em especial,mas uma força muito grande me intuía a não falar nada,eu estava ali só para observar,mas como o ser Humano é teimoso, eu tentei forçar a barra,nesse momento antes de atingir o meu intento,aquelas pessoas foram arrancadas com uma enorme velocidade da minha frente e a ultima imagem que me lembro depois disso e de ter visto aquele ser angelical soltar a minha mão e senti um abrupto deslocamento para trás e num susto abri os olhos no corpo físico e notei que ainda estava ajoelhado na mesma posição e tendo uma forte impressão de incoerência temporal,como se tudo tivesse sido apenas uma fração de segundos,como aquelas vezes em que cochilamos rapidamente e der repente agente acorda meio inconformado por querer ficar acordado e não conseguir. Levantei-me sentei na velha cadeira, refleti sobre não estar sentindo nenhuma espécie de desconforto por estar naquela posição durante tanto tempo, o que pela lógica do próprio tempo em que passei na experiência deveria estar sentindo... Me deitei novamente e continuei a pensar sobre o ocorrido e um medo descomunal,começou a se apoderar de mim,não entendi por que,vi pessoalmente pessoas mortas e não senti medo nenhum,mas agora que estava novamente no corpo eu simplesmente não conseguia dormir de tanto medo,fiquei nisso até amanhecer....
  11. Olá... O que seria Deus? A uniaõ de três seres(Espiritos) evoluidissimos que estão responsáveis pelo ciclo e manutensão da criação,isso é o que eu acredito. Anjos? Demônios? Seriam todos espiritos diferenciados pelo grau de evolução... Eu tenho explicado assim por onde passo.... O que vcs acham.....
  12. Meu diário de projeções. Infelizmente não me lembro da data, mas sei que foi no ano de 2001,porém lembro da primeira experiência que tive e que marcou o momento em que toda a minha crença sob o aspecto religioso se desfez... Foi assim... Eu me preparei para ir dormir, me ajoelhei e orei a Deus como fazia todos os dias e logo após eu deitei para dormir. Alguns minutos depois eu comecei a sentir um peso no corpo de maneira que não conseguia mover nenhum músculo,eu tentei abrir os olhos e embora a luz da cozinha estivesse acesa eu não conseguia enxergar nada,dai eu pensei.... ---Lasco!,Agora estou paralítico e como se não bastasse estou cego. Dentro de mim eu comecei a entrar em desespero e me arrepender por tudo que havia feito na vida, pedia perdão a Deus por tudo, por ter jogado pedra no cachorro etc. eu achava que estava sendo punido por Deus. Porém em meio as petições,eu fui percebendo que meu corpo agora não estava mais pesado e eu podia me mexer e que tinha uma espécie de corrente elétrica percorrendo todo meu corpo,fiquei muito confuso na hora mas logo comecei a achar que Deus estava me perdoando,pois já podia até enxergar novamente. A sensação não parava e eu estava achando ótimo, pois era uma coisa muito boa de sentir, havia também um zumbido nos meus ouvidos que quanto mais eu me concentrava mais as vibrações aumentavam, até esse ponto eu pensava que o negócio era totalmente religioso, então eu comecei a glorificar e exaltar a Deus na minha mente e ai que o negócio vibrou mesmo. Abri os olhos e olhei em direção a parede da cozinha onde eu dormia(eu não tinha um quarto),notei que uma espécie de janela ou quadro se abriu diante de mim e nesta "janela" eu pude ver eu mesmo encima de uma montanha congelada e ao mesmo tempo notava que gelo estava derretendo a medida que as vibrações aumentava,der repente eu ouvi uma voz dizendo: ---Até quando ficarás desta maneira, por ventura eu não tenho te escolhido desde o ventre da sua mãe?! Ao ouvir estas palavras eu não agüentei e comecei a chorar não de tristeza, mas de uma alegria imensurável, eu chorava e agradecia a Deus por tudo que fizera em minha vida, era como se um amor muito grande tomasse conta de mim, em meias aquelas palavras, o meu corpo trepidava no colchão e ao mesmo tempo chacoalhava e mantinha a vibração em ordem crescente. Quando o som daquela voz desapareceu,eu notei instantaneamente que eu estava imerso no ar,não estava sentindo pisar no chão embora eu estivesse em pé,eu estranhei porque aquela vibração tinha parado e eu estava acordado vendo tudo ao meu arredor,mas me perguntava: ---por que não sinto meus pés no chão?! Dai eu tive a curiosidade de olhar para baixo e o que vi nunca esquecerei....eu estava embaixo de mim mesmo deitado no colchão,um medo bizarro misturado com um baita susto me invadiu.....O que esta acontecendo?!,Isso é impossível!ESTOU LEVITANDO SOBRE O MEU CORPO!!!!!!... Eu olhei em volta e pude ver perfeitamente a geladeira, o fogão, pia mesa e etc. Eu olhei novamente para a direção onde estava deitado e vi novamente o meu corpo dai pensei: ---Eu morri?! ---Deus não me perdoou?! ---Eu morri de verdade?! ---E agora?! Sem obter respostas e muito triste comecei a chorar de novo, mas dessa vez era um choro de angustia por estar morto, até que num estalo eu me perguntei: ---Como posso estar morto, se segundo a minha religião os mortos não ficam consciente, eles vão é para um lugar de descanso, só recobrarão os sentidos no juízo final... ---O que esta acontecendo?,Morri mesmo ou estou sonhando?! Confuso eu fiquei perambulando pela cozinha até me interessar por um copo de vidro que estava encima da pia... pensei: ---Se eu conseguir mover o copo é realmente um sonho, pois nos sonhos eu até toco piano... Para a minha surpresa eu consegui tocar o copo e foi ai que tomei outro susto, eu não enxergava os meus braços, mas sentia perfeitamente as minhas mãos tocarem o copo, segurei o copo, mas não consegui mover ele do lugar, era como se ele fosse chumbado na pia... Desisti do copo e comecei a olhar para mim, eu estava invisível a mim mesmo, mas eu sentia todo o meu corpo ali flutuando pela cozinha, comecei a concluir que estava era sonhando de uma forma muito esquisita, nunca tive um sonho desse tipo,pensava,entendi de algum modo se tratar de um sonho muito real (sonhava acordado ou consciente que estava sonhando). Isso já era o suficiente para aceitar que não estava morto,mas toda vez que olhava pro meu corpo deitado no colchão eu perguntava: ---Que raios de sonho maluco é esse?! Era noite e já estava nessa situação um determinado tempo, ai me ocorreu o seguinte... ---Será que da pra ir La fora?! Comecei a notar que tudo respondia ao meu pensamento em que eu colocava alguma vontade... imediatamente eu comecei a me deslocar no ar em direção a parede....pensei: ---Vou bater de cara na parede!Mas se estou invisível como posso bater?!mas se estou invisível,como pude sentir tocando o copo...no meio destas perguntas eu atravessei a bendita parede que dava para os fundos do quintal.... ---Então ao mesmo tempo em que eu posso tocar objetos eu posso atravessar paredes?!Isso é incrível... Comecei a tomar gosto pela coisa, mas quando finalmente cheguei ao outro lado, eu estava em qualquer lugar, menos no quintal do meu tio (morávamos de favor numa casinha bem pequena no fundo do quintal) e foi nesse momento que a verdadeira experiência começou. Antes de atravessar a parede estava de noite onde eu morava,porém quando eu atravessei eu me vi em um lugar completamente iluminado e muito amplo,parecia estar de dia,mas não tinha sol no céu,tudo era muito claro. O lugar era um deserto muito imenso e eu pude sentir a areia sob meus pés (nesse ambiente eu podia ver perfeitamente meu corpo). Eu comecei a andar numa direção qualquer falando com uma pessoa na qual eu só escutava a voz(a mesma voz),num instante eu comecei a ver um brilho muito intenso no horizonte e eu perguntei a que La voz que falava comigo o tempo todo: ---O que é aquilo?! e a voz respondeu: ---Essa é a fortaleza do senhor.... Muito confuso eu não podia acreditar no que estava ouvindo, por que segundo a minha religião, estar ali do modo que estava era ilógico, inaceitável, inadmissível... ---Como pode haver esse negócio de fortaleza do senhor?!;Perguntei... ---Do que se trata?!;Perguntei... Imediatamente aquele brilho veio na minha direção como num piscar de olhos,pude sentir o vento provocado pelo deslocamento e a parada brusca. Aquele brilho que estava vendo no horizonte e que agora estava na minha frente, era um muro muito grande, eu olhei para cima para tentar ver a altura e observei que não tinha fim, era infinitamente alto, olhei para a esquerda e direita e constatei o mesmo... Olhei para frente e vi que era um muro maciço reluzente como se fosse ouro,eu via perfeitamente as amarrações dos blocos dourados,havia duas chamas de fogo azul ciano que queimava largamente de cima para baixo,havia também uns degraus transparentes,tudo indicando que ali era a entrada de algum lugar,mas não havia porta,era somente um muro dourado.... Nesse momento eu queria cessar os questionamentos, mas parecia que era impossível de se fazer isso... senti curiosidade em saber o que havia do outro lado do murro e perguntei: ---Como é que vou entrar?! e a voz respondeu: ---Para entrar você tem que mergulhar na fortaleza... Eu entendi naquela hora que deveria me jogar contra a parede, então me afastei um pouco para pegar impulso e dei uma corridinha em direção ao muro e quando pisei no primeiro degrau eu comecei a flutuar na horizontal em direção a parede dourada, nesse momento me passou pela a cabeça que eu iria dar de cara no muro e sentir muita dor e acordar daquele sonho maluco, mas ao mesmo tempo algo dentro de mim me fazia descartar essa possibilidade e confiar no que a voz dizia... Fechei os olhos para não ver o que iria acontecer, mas não adiantou, eu continuava a ver tudo com detalhes, dai pensei: ---Vou atravessar! Quando senti que os dedos das mãos tocaram o muro e começaram a entrar dentro dele, a sensação que tive era como estar segurando um cabo de força desencapado e tomando choque elétrico somente nas mãos, depois à medida que penetravam, as outras demais partes do corpo também ficaram eletrificadas. Quando todo o corpo estava dentro daquele muro,era como se eu estivesse sofrendo uma descarga elétrica em todo o corpo que ia aumentando de nível,notei que quanto mais se intensificava,a minha pele ia trincando(rachando) e a dissolver e o meu corpo foi ficando todo luminoso e sentia que de mim emanava calor. Cheguei ao outro lado era também um lugar todo luminoso, ajustei minha visão e contemplei um lugar imenso cuja minha visão não podia alcançar o fim, eu estava vendo tudo de uma altura de gelar a espinha, flutuando no ar. Olhei para baixo e vi uma cidade com uma arquitetura sem igual aqui na terra,pelo menos que eu tenha visto,a cidade também tinha uma luz própria de modo que era brilhante e reluzente,eu via as ruas,casas,cúpulas,praças e pessoas circulando por elas....eu desci em direção a um lugar que parecia ser a entrada de algum vilarejo ou parte da cidade(como aqueles pontos turísticos onde agente chega e encontra escrito "Bem vindo a arraial do cabo")não havia de fato alguma inscrição,mas tinha uma demarcação que mostrava que ali dava acesso a alguma parte da cidade.Na descida pude ver outras pessoas voando,andando e etc.;até que fui interceptado por um grupo de pessoas que agiam de uma forma como se estivessem me recebendo,porém eu não entendi "bulufas"do que eles estavam me falando,contudo não senti hostilidade nas palavras.Fiquei um bom tempo ouvindo o que eles estavam me dizendo,até que a voz falou,sem eu perguntar nada,em tom decrescente por duas vezes: ---Você precisa voltar! Apareceu uma pessoa na minha direita e repetiu pela segunda vez em uma voz branda e suave: ---Você precisa voltar... Sem poder reagir com uma pergunta do tipo, ---por quê?,eu estava de volta à cozinha da minha casa e olhei pro meu corpo deitado no colchão e pensei... ---ISSO NÃO É UM SONHO!,SONHOS NÃO SÃO ASSIM... Fiquei olhando para o meu corpo e pensando em como voltar pra ele, me ocorreu que eu podia tentar deitar sobre mim mesmo,quando me movimentei para deitar sobre mim,notei que estava novamente invisível e a confirmação foi ainda maior que eu não estava sonhando. Com muita dificuldade eu me ajustei ao meu corpo e fui recobrando a sensação do corpo físico e recobrando os movimentos em meio a muita vibração e formigamento.Quando as vibrações pararam eu me levantei e olhe para ver se não ia estar deitado,realmente não estava,então sentei numa cadeira e comecei a refletir sobre o acontecido. Fiquei pensando o dia inteiro sobre o ocorrido, não encontrava respostas na bíblia, mas eu sabia que não era sonho, insisti em procurar respostas nas escrituras sagradas e encontrei as palavras: "Conheço um homem em cristo, que ha quatorze anos (Se no corpo ou fora do corpo, não sei, mas Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu e sei que tal homem (Se no corpo ou fora do corpo não sei, mas Deus o sabe) foi arrebatado ao paraíso e ouviu palavras inefáveis que ao homem não é lícito falar."2corintios capitulo 12 versículo 2 e 3...Quando tomei ciência desse texto bíblico, agora já podia afirmar o que se havia ocorrido comigo, eu tinha estado fora do corpo e mais eu agora sabia que eu não era o primeiro a ter estado fora do corpo, apenas esse versículo já atestava a veracidade do acontecido a mim. Empolgado no mesmo dia eu sai contando o que tinha acontecido comigo aos meus amigos,mas eles não deram a mínima.Um bom tempo depois,eu contei numa igreja em que fui visitar e todo mudo ali presente me disseram que eu havia sonhado com isso,pois tais coisas não são possíveis,diziam eles,mas eu não liguei mostrei o texto bíblico,porém não adiantou nada.Depois disso desisti de querer provar a possibilidade de se estar fora do corpo para as pessoas do meu ambiente cotidiano e segui com a vida,só que porém veio a segunda experiência.......