• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Walter

B-Membros
  • Content Count

    43
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Walter last won the day on July 25 2018

Walter had the most liked content!

Community Reputation

26 Excellent

About Walter

  • Rank
    Advanced Member

Recent Profile Visitors

173 profile views
  1. Boa tarde à todos. Sem querer parecer arrogante ou coisa do tipo, pelo amor de Deus hein. Eu nunca precisei de nada, me refiro a cristais ou qualquer outro tipo de amuleto/muleta etc, para me projetar. Eu comecei a estimular os chakras por minha própria força vontade, baseando-me claro na localização dos mesmos em relação ao corpo. Não poupe tempo para com neles. Hoje em dia, após todo esse trabalho/exercício eu me sinto agraciado/abençoado com o resultado obtido. Não tenho palavras para descrever. Sou muito grato à todos que contribuíram. Mr sandrofabres é um irmão que se encontra nessa minha lista de gratidão. Forte abraço à todos.
  2. Maravilha irmão. O lance comigo então é o relaxamento....Só pode ser isso. Vou tentar dar uma atrasada no EV, se é que eu consigo rsrsrsr, pois é muito rápido que vem e focar no relaxamento, respiração etc. Valeu mais uma vez irmão. Abraço.
  3. Valeu irmão, obrigado. Pois é, muito bem lembrado do tópico. Havia perdido. Então, eu sempre fico um tanto confuso nesse momento, pois sempre na hora do EV eu estou sem nenhum sono. Vou me esforçar. Abraço e obrigado.
  4. Salve irmãos, Estou com algumas dúvidas no que diz respeito ao ser "bloqueado" por acoplamento áurico, e se é que isso realmente atrapalha na projeção. Estava vendo um vídeo ontem do nosso querido amigo Saulo, no qual ele ressalta essa questão. O que ocorre é o seguinte: Deve ter mais ou menos uns 2 ou 3 meses que não tenho tido mais saídas e todas essas que tive, foram todas sem visão. Já sai e fiquei embaixo da cama, já tive a clássica umas 3 vezes, de sair, levantar e sair andando pela casa, de sair voando pela casa, em fim, todas essas sem visão e do nada elas pararam. Não estou chateado e muito menos frustrado, só apenas um tanto curioso e na tentativa de "corrigir" ou trabalhar o que tiver ao meu alcance. Digo que não estou chateado e tals, pois todo esse estudo me trouxe muitos benefícios e um deles é a capacidade de movimentar e sentir as energias o tempo todo. Hoje em dia eu instalo o EV quase quem sem querer e brinco com ele...fico muito tempo curtindo aquela sensação poderosa....Sinto vibrações do ambiente etc etc. Estou encarando com naturalidade e muito satisfeito com isso, apesar de não estar muito bem no quesito saídas do corpo. Foi então que me veio essa dúvida sobre o acoplamento áurico, pois durmo no quarto com duas pessoas, no caso minha esposa na cama e minha filha pequena em outra cama, no mesmo quarto. Desde já agradeço a oportunidade e desejo-lhes um excelente dia. Vou colocar aqui o trecho em que ele fala no vídeo: https://youtu.be/ll--SFs_tPA?t=1935
  5. Essa questão de salivação não me atrapalha em nada no EV. Consigo engolir salivas normalmente antes e durante o EV. Até me surpreendo com isso, pois até aquele famoso " Han Han" na garganta eu faço enquanto estou em EV. EV comigo se instala em menos de 10 minutos após deitado e relaxado. O que eu fiz? Movimentação de energias e exteriorização em diversas horas do dia, mas em local reservado...Na minha casa sempre. Abraço.
  6. Aconteceu comigo quando eu forcei demasiadamente um foco/visão e isso ocorreu um certo desconforto e sensação de dor sim. Acredito que quando se perde um pouco a concentração e a mesma passa a ser um esforço, é prejudicial. É preciso distribuir o foco da atenção em determinadas partes do corpo....Não force muito.
  7. Fala ae Man, tudo na paz? Eu quando ficava assim, focava nessa sensação no intuito de enriquecê-la. Geralmente dava mais força na soltura....Dava um silêncio repentino, ou um leve zumbido ou também um clarão na mente. Acredito que a sensação possa ser diferente para todos, mas o exercício com certeza não fica em vão. Sempre que acontecia isso comigo, tentava a todo custo tentar sair, mas me frustrava quando não conseguia, pois gerava tensão. Não abandonei a técnica, apenas acrescentei e aprimorei alguns movimentos, tais como exteriorização e absorção (me ajudaram e muuuuiiito!!!!!!!!) Foquei nos lugares (chakras) os quais achei que estavam travados e mantinha a atenção neles até que obtive resultado (também teve um enorme impacto) O que ocorreu em mim, após esses exercícios foi uma enorme fluidez das energias, e hoje posso dizer que há uma certa facilidade na saída. Noutro dia, na mesma madrugada eu optei por não querer sair mais kkkkkkkk, pois já havia saído duas vezes seguidas e estava sentindo que iria rolar mais, mas como precisava acordar cedo, não insisti. Resumindo Man: O que acontece com você, aconteceu comigo também e o que eu fiz foi largar a vontade de querer sair logo e foquei no aprimoramento das sensações das energias e movimentação das mesmas. Dedique um tempo nos chakras. Ajuda pra caramba. Hoje em dia meu esfenoide parece uma usina kkkkkk e pra atingir o EV ficou fácil. Abraço.
  8. Muito bom tópico irmão. Vou contribuir um pouco aqui também. Eu sinto diariamente uma movimentação intensa de energia no esfenóide, inclusive até na rua, no trabalho e já cheguei a sentir em transporte coletivo. Hoje por acaso estava mais intensa que o normal, o que me causou um E.V monstruoso de forte logo assim que fui deitar. Tudo ocorreu em 30 min no máximo. Me deitei, relaxei, exteriorizei energias e na hora da absorção me veio o fortíssimo EV. Fiquei com esse EV emanando por uns 20 minutos....Maravilhado com tamanha força. Parecia uma descarga de 127v no corpo todo. Realmente é bem fácil quando se está com toda essa energia concentrada alí em cima do esfenóide. Eu jogo ela pra baixo e é instantâneo sentir o percorrer pelas pernas até o pé. Antes disso eu sentia dificuldade em instalar o EV pelo método de movimentação. Gerava muita tensão. Observação: Quando eu sinto que está muito forte essa concentração de energias, é quando sinto ela na gengiva, parecendo que é por todo o osso. Não é no maxilar por que o mesmo está abaixo do esfenóide. É muito doido isso. Parece que o frontal e o coronário estão em pleno vapor. Uma coisa que lembrei de fazer noutro dia foi um loop, do frontal para o coronário ou vice-versa, como em um vídeo de técnicas do Saulo. É muito bom também, quando se está com essas energias no esfenóide.
  9. Legal meu Caro. Muito esclarecedor. O café detona meu sono kkkkkkk, mas vou me policiar e ficar atento ao primeiro bocejo de sono e partir. Em 99% das vezes que testei as técnicas etc, eu estava zero de sono, e com o passar do tempo não obtendo sucesso com as saídas, começou a rolar a frustração e impaciência. Juntou isso e mais o assunto do acoplamento áurico, lascou de vez kkkkkkk. Uma coisa que reparei comigo, é que obtive sucesso nas vezes em que fui deitar com sono. Parece que alguns efeitos vem mais fortes ou se instalam com mais facilidade...Interessante. Vou ficar atento a essas dicas. Forte abraço e obrigado.
  10. Imensa gratidão Sandro. Você não faz idéia do benefício que esse seu reply me fez. Forte abraço.
  11. Olá senhoras e senhores, boa noite. Gostaria de relatar um caso que aconteceu comigo essa madrugada, o qual me deixou um tanto intrigado. Tive hoje nessa madrugada umas duas projeções, com leve rememoração. A primeira eu despertei embaixo da cama rsrsrsrsr e sem visão. A princípio pensei que fosse no teto, o que me deixou um tanto cabreiro de tomar uma pancada do ventilador de teto, mas como fiquei apalpando a superfície e achei o rodapé, caiu a ficha que estava no chão. Não lembro de mais nada depois disso. Ah, lembro que fiquei tentando atravessar a parede com a mão e me questionando o porque de não estar funcionando. Tempo depois me senti saindo do corpo novamente e sem visão, mas me lembrei de pedir por visão, clarear etc e só abriu um olho, e mesmo assim meio embaçado. Teve coisa depois, mas não me lembro. O que me deixou um tanto "impressionado", foi o fato de eu não estar em posição de decúbito dorsal e nem ter feito muitas técnicas. Eu fiz só uma pequena movimentação de energias...Uma coisa bem básica e logo após eu deitei de bruços. Fiquei impressionado, pois na maioria das vezes, eu ficava horas deitado de barriga pra cima movimentando energias, aplicando técnicas e nada, e dessa vez eu praticamente não fiz nada se comparado ao que eu venho fazendo, mas mesmo assim tive duas experiências seguidas. Vou acrescentar aqui que quando tive a minha primeira experiência, foi da mesma forma.....Apliquei um pouco de técnicas de barriga pra cima e deitei de lado, com o esplenico pra cima. Me lembro do Sandro falando que a posição de decúbito dorsal não é pra qualquer um. Sobre o sono, eu sempre estou sem sono e aproveito o momento em que vou deitar para trabalhar as energias e técnicas. É ruim para se projetar ao se deitar sem sono? Gratidão. Abraço.
  12. Boa tarde Sandro.
    Verifiquei no painel de usuário se havia a possibilidade de exclusão de conta, mas não achei.
    Você como administrador do fórum teria como excluir a minha conta?
    Se sim, lhe peço esse favor.
    Desde já agradeço.

  13. Seu post é de grande ajuda para o Fórum meu Caro. Eu tive essa dúvida e um amigo nosso aqui do Fórum me respondeu que ocorre sim o "Acoplamento Áurico" e que realmente acontece uma interferência. Eu lembro que tinha perguntado a ele, se fazendo as técnicas deitado na mesma cama que outra pessoa, ocorreria alguma interferência. Sempre faço as técnicas na cama ao lado da esposa e sempre chego naquela parte de quase saída, mas não rola. Sinto corpo inteiro vibrando, o estampido no ouvido resultante de uma técnica bem aplicada (uso a técnica do balanço) e dai pra frente começa a a vir uma espécie de : " .... E agora, faço o que?, pois é aquele momento em que você está bem solto e não sabe se tenta levantar, mas ai arrisca levantar e bye bye. Não deu certo.
  14. Então meu Caro, Eu só aplico essas técnicas, as quais mencionei aqui, quando estou bem relaxado....Corpo pesado mesmo e quase sem sentir os membros. No início eu levava um certo tempo até chegar nesse estado de relaxamento e vibração, mas com a prática o nosso corpo passa a relaxar mais rápido. Acredito que levava umas duas horas, mas hoje em dia em menos de uma hora já estou bem relaxado e já sentindo o corpo vibrar etc. Eu no início, ao me deitar e me concentrar para as técnicas, ficava pulsando os chakras ao ponto de poder senti-los vibrando etc, como num processo de entendimento e desbloqueio. Para iniciar o relaxamento o ideal é a respiração....Focando nela e deixando o corpo leve. Você já chegou a assistir o vídeo do Saulo, no qual ele nos guia nesse processo? https://youtu.be/AxGN5Blyo64 Recomendo assistir, caso ainda não tenha assistido. Resumindo, essas técnicas vão causar o devido efeito quando você estiver bem relaxado.
  15. São como que o tipo de força que ele exerce em você (força do EV). Vai de uma sensação leve de choque, bem fraquinho até uma tremedeira que parece que tem uma britadeira embaixo da cama e você se treme todo.