• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

HenriqueSuares

B-Membros
  • Content Count

    10
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

HenriqueSuares last won the day on August 19 2018

HenriqueSuares had the most liked content!

Community Reputation

4 Neutral

About HenriqueSuares

  • Rank
    Member

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Pois é, eu estranhei muito pelo fato deu ter passado por um corredor que estava flutuando no espaço, e logo depois ter saído nessa... sei lá, realidade diferente da minha... a sensação foi muito de que era outra realidade mesmo, foi o sonho mais estranho que ja tive..
  2. Meu sonho começa comigo de costas pra uma porta de madeira, num corredor ao estilo aquelas casas antigas, piso de madeira, várias portas de quartos ao longo do corredor, todas fechadas. De repente tudo começa a tremer e eu tenho a sensação de que o mundo está acabando. Então eu me viro e abro a porta atrás de mim, e me deparo que to no vácuo, vendo o universo. Pelo susto eu fechou a porta e corro pelo corredor. Conforme eu corro, o corredor atrás de mim vai sendo destruído como se uma ventania tivesse levando, assim que chego no final, descubro que o corredor está em forma de U, continuo seguindo pelo corredor e enfim entro na porta no final dele. Acordo de pé em frente a pia da cozinha na minha casa, vejo em primeira pessoa, me pego lavando louça e ouço minha mulher, Danielle, me chamando. Olho pra trás e me espanto. Ela está de cadeira de rodas, porém feliz, alegre, eu tento não demonstrar estranheza, a beijo, mas fico sem palavras, ela fala alguma coisa que não me lembro, porém me pergunto o que teria acontecido, e no momento que eu me pergunto isso, muitas lembranças específicas. Eu lembrei que nos casamos, e saímos em lua de mel pra Paris, lá ficamos num hotel onde na sala ficava uma mesa de vidro, e numa brincadeira entre a gente, (não lembro o motivo) empurrei ela, ela tropeçou no próprio pé, e caiu de costas na quina da mesa, quebrando-a e ficando sem o movimento das pernas, eu lembrei até mesmo a data, 29 de Abril (não lembro o ano). Então depois disso eu acordei. O que me impressionou foi a riqueza de detalhes que esse sonho me passou. E eu tive a impressão de que era o mesmo horário e data que eu tava, como se o tempo no sonho fosse o mesmo da minha vida real, porém como se fosse uma outra linha temporal. Tudo era igual, minha mulher ainda era Professora de Ed. Física, eu trabalhava no mesmo lugar, todas essas lembranças eu tive, porém foi um sonho. Gostaria de saber a opinião de vocês...
  3. Agradeço a resposta. Eu acho interessante porque eu realmente consigo notar quando é meu pensamento e quando não é, ou pelo menos na grande maioria das vezes. E se por acaso eu queira "conversar" tirar minhas dúvidas, falar sobre algum problema meu, ou algo que me deixou feliz, ou até mesmo quando cometo algum erro e mereço ser chamado atenção, esses pensamentos vem a mim como se fosse alguém que estivesse em carne do meu lado. É bem natural mesmo, por isso quis saber mais sobre isso. Mas obrigado o esclarecimento. ^^
  4. Boa noite. O que eu vou contar acontece comigo faz um tempo e eu gostaria de ouvir a opinião de pessoas mais experientes. Sou uma pessoa extremamente calma, pra conseguirem me tirar do sério a pessoa tem que fazer MUITO por merecer. Graças a Deus eu não guardo rancor de ninguém, nem ódio, nem nenhum sentimento negativo, enfim, pra resumir, creio que minha vibração esteja muito boa, então vamos à minha dúvida. Há alguns anos, quando minhas irmãs começaram a trabalhar com seus guias espirituais através da incorporação, uma delas me contou que ela conseguia ouvir os guias em sua mente como se tivessem conversando, e eu fiquei curioso. Ela me explicou que vem como uma resposta ao que você está pensando no momento, e que essa resposta vem automática, como se você não pensasse sozinha. Eu achei curioso porque eu fiz isso minha vida inteira, mas nunca reparei. Aliás, acredito que muitos fazem sem reparar. Vou exemplificar. Imagina que você está arrumando a casa, e então começa a querer uma solução pra algum problema, seja ele qual for, então você simplesmente indaga em sua mente uma pergunta pra achar a solução, e antes mesmo de você terminar a pergunta, uma resposta aparece em sua mente, e sem perceber, você pergunta outra coisa, e novamente outra resposta aparece, e aparentemente você começa a conversar com você mesmo. Eu sempre fiz isso pra tudo. Porém depois que minha irmã me explicou que ela fazia isso com seus guias, eu fiquei pensando que pudesse ser os meus, e comecei a tentar conversar com eles em minha mente. Eu acredito que algumas vezes não seja pensamento meu, porque além de algumas respostas serem algo que eu não sabia, elas aparecem antes mesmo deu concluir a pergunta no pensamento superficial, como se já soubesse o que eu tinha pensado no meu íntimo, entendem? Sei que é estranho. Mas eu gostaria de saber a opinião de pessoas mais experientes. O que acham que possa ser? São realmente meus mentores, ou meus guias? As vezes penso que pode ser qualquer espírito que esteja na mesma vibração que eu, até porque já aconteceu de algumas respostas serem bem mal criadas dependendo do meu estado vibracional. E outras, mesmo quando eu estava chateado com alguma coisa, ela vinha como se tivesse me cobrando, ou chamando minha atenção, pra não fazer de novo... é bem interessante. Se alguém pudesse me ajudar a entender... Agradeço, e muita paz!
  5. Você saberia dizer quem é esse guardião da Biblioteca? Eu o vi, como se fosse a personificação da Morte, com um manto negro, capuz por cima do rosto, mãos extremamente magra, como se fosse a pele colada ao osso, mas em momento algum eu senti medo, pelo contrário, senti que éramos amigos, e ainda li que ele existe. Saberia me falar mais sobre ele?
  6. Akashicos? Vou ler mais sobre isso, muito obrigado pelo esclarecimento. Muita Paz!
  7. O engraçado, é que foi tudo bem lúcido sim, e eu tinha ido lá justamente pra aprender sobre isso sabe? Foi tudo bem natural, bem "normal" pra mim, como se isso já tivesse acontecido mais vezes, inclusive o Guardião do lugar, parecíamos amigos próximos. Inclusive foi depois desse dia que eu comecei a procurar sobre e acabei aqui, no GVA. kkkk
  8. Tinha absoluta certeza que eu tava lá e que não era sonho. Bem interessante. E o ser que me explicou, parecia amigo meu de muito tempo.
  9. Gostaria de saber a opinião de vocês sobre o que aconteceu nessa projeção. Há uns dias atrás eu estava lendo um livro de Ficção, A Batalha do Apocalipse, fala sobre o apocalipse descrito pela Bíblia, porém é bem interessante porque no livro todas as religiões coexistiram antes da criação do Universo, e tem uma Teoria bem interessante, que te faz ficar curioso sobre o que aconteceu antes de tudo, mas foco no sonho. Depois de terminar o livro, eu comecei a pesquisar sobre Anjos e Demônios, a história deles e tudo mais, foi quando eu tive essa projeção. Nessa projeção, eu me via subindo as escadas de uma biblioteca, localizada num lugar escuro, estava de noite, clima um tanto pesado, a edificação parecia com aquelas construções da Antiga Grécia, com colunas enormes de sustentação na entrada. Assim que eu entrava, eu via um salão enorme com uma entidade que me parecia a personificação da Morte, Capuz, não consegui enxergar o rosto dele, as mãos magras, com a pele colada nos ossos, ele parecia ser o guardião daquela Biblioteca. Eu fui até ele, e eu não sentia medo, parecia na verdade que éramos amigos, que eu já o conhecia há bastante tempo, ele me fez uma saudação e perguntou em que ele podia me ajudar, então perguntei a ele se ele podia me mostrar ou me falar sobre a antiga história entre anjos e demônios, ele simplesmente me pediu pra segui-lo que ele ia me mostrar. Então eu o segui, descemos uns 4 lances de escadas até chegar numa sala quadrada, com estantes de mais ou menos uns 4 metros de altura repleto de livros, ali ele me explicou que aqueles livros eram todas as histórias (não lembro de que, essa parte está em branco, sobre o que eram as histórias) e então ele começou a me explicar tudo, porém eu não lembro da conversa, de absolutamente nada, só me lembro de ir até um livro bem chamativo, completamente branco, enquanto a entidade me explicava, eu pegava o livro, na capa era Branca, o Título era "História (num sei o que) dos Demônios", eu abria o livro e folheava, o livro tinha umas letras miúdas, com figuras por trás das letras, mas 2 coisas me chamaram atenção no livro, uma foi o rosto de um homem, cabelos longos, rosto fino, olhos sem pupila e completamente negros, outra foi um demônios que estava numa parte do livro, e eu falava com a Entidade que eu já havia visto ele em algum lugar, que eu o reconhecia, eu o perguntei se esses livros nós poderíamos levá-lo dali pra estudar e depois devolver, ou se só poderíamos estudar enquanto estivéssemos ali, ele me respondeu que só poderia estudar enquanto estivéssemos ali, foi quando eu comecei a me sentir mal, me arrepiar e tal, eu falei o que estava sentindo, e ele falou que então era pra sairmos dali, subimos as escadas e eu simplesmente acordei. Gostaria saber da opinião de vocês. O que acham?
  10. Fala galera, bom dia, boa tarde, boa noite... Me chamo Henrique, minha família é toda espírita, não de ir em centro, foi mais por conta do meu pai que acabou desenvolvendo sua mediunidade em casa, ele começou a trabalhar com seus guias aos 13 anos e desde então aderimos à religião. Tenho 2 irmãs que também desenvolveram seus guias espirituais, Jéssica e Érica, somente a Érica frequenta um centro de Umbanda, o resto da minha família, ninguém frequenta lugar algum, eu e minha mãe somos os únicos que não desenvolvemos nenhum, mas eu sempre amei a religião, quando era novo ainda eu já tinha minhas próprias concepções, antes mesmo de conhecer a religião, e depois de ler sobre o Espiritismo, eu apenas me identifiquei, e hoje eu estou aqui pra aprender e evoluir cada vez mais. Sinto que preciso fazer alguma coisa pelo meu País, e ajudar no Astral de alguma forma, quero me sentir útil, eu sinto que ainda falta alguma coisa, como se eu estivesse apenas desperdiçando tempo da minha vida sem poder ajudar em nada. Foi quando voltando pra casa do trabalho eu conversei com Deus e pedi a Ele uma solução, pra que eu pudesse me sentir mais pleno, mais útil, foi quando descobri esse site e os cursos daqui. Comecei o Curso Intermediário ontem e cá estamos, estudando pra evoluir e tentar ajudar no que puder. PS: Antes deu começar as práticas do curso, eu não lembrava de absolutamente nada durante o sono, hoje, depois de alguns dias de prática e treino, já lembro sempre de partes do sonho que tive durante a madrugada. O que pra mim já é um sucesso! kkkkk Grato por tudo, e agradeço também ao Saulo e sua equipe por disponibilizar tanto conhecimento de graça. Axé.