• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Scoral

B-Membros
  • Content Count

    22
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

14 Good

About Scoral

  • Rank
    Member

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Hoje pela manha antes de levantar, dando aquele 5 min de preguiça antes de levantar, fiquei me concentrando para ver algum objeto "a minha frente. Por duas vezes vi telas de Smartphone que ficavam visíveis como se estivessem em uma penumbra ou neblina, até então irem ficando mais nítidas (imagem mais clara e limpa) conforme eu ia concentração mais minha atenção nelas. Mas depois de menos de 5 segundos elas sumiam. Na terceira tentativa começo a visualizar uma caixa e então decidi não "forçar" muito minha atenção, resolvi ficar olhando meio como quem não estava muito interessado naquilo. Foi ai então que consegui observar ela por muito mais tempo e comecei a girar ela de um lado para o outro e observar maiores detalhes nela. Fiquei girando e girando a caixa examinando todos os lados, dava para ler coisas nela, mas os textos não faziam sentido para mim, era uma caixa de remédio. Ela não estava "HD" em qualidade de imagem, mas dava pre ver como boa nitidez. Foi então que no decorrer do gira pra cá, gira pra la, que começo a visualizar mãos que manuseavam-na. As mãos apareceram e ai fiquei surpreso e então as imagens sumiram. Fiquei contemplando esse objeto por cerca de 30 segundos, muito mais tempo do que nas ocasiões anteriores.
  2. Essas coceiras acontecem em pontos específicos do rosto devido à liberação de algumas energias por ali quando se começa a relaxar. Mas depois de um tempo passa. Esse negocio de evitar pensamentos soltos e o mais difícil para relaxar. Eu em uma época parei de tomar café e cortei outros hábitos que me deixavam mais ansioso, e melhorou bastante. Mas também o extress e problemas de trabalho deixam a gente ligado direto. Tem que observar o que te faz ficar com ansiedade e ir combatendo isso, ou se adequando a isso.
  3. Não tem mesmo. O melhor é vc deitar em uma posição que seja a mais confortável para vc, isso é o que importa.
  4. Claro que pode! Só começar a estudar a respeito que vc vai ver que as coisas começam a acontecer. Mas não fique focada em dar muita atenção a coisas muito densas, pelo menos de início. Elas podem te atrapalhar. Procure se estruturar primeiro, dominar os ambientes que você se encontra, fazer prevalecer a sua vontade e não ser uma isca.
  5. Realmente as cosias que tem nesses centros não são um boa para quem é sensitivo, a menos que a pessoa já tenha um domínio maior dos processos e ter um "pulso firme" para se impôr a isso.
  6. Já vi minha sobrinha (na época com 4 anos) projetada dentro do meu quarto pela madrugada. Ela era exatamente do jeito que você descreveu, amarela e de uma luz que não de "espalhava" pelo ambiente. Legal ver outro relato igual assim em aparência.
  7. Como não pensou? Se você estava estudando sobre o assunto, isso estava saturado no seu subconsciente
  8. Também acho isso, afinal ficar muito tempo parado numa posição da um "Stress" hehehe
  9. Amigo, se seu coração acelera, é sinal que vc fica muito eufórico/entusiasmado. Procure relaxar bastante quando começar a perceber as sinaléticas dos processos. É importante estar bem relaxado. Fique relaxado e apenas e aprecie o momento na calma que o negocio flui. Eu não acredito que vc estar próximo ao seu irmão seja um problema.
  10. Opa! Também tenho bastantes visões assim, negocio aparece do nada e quando vou focar mais a atenção nele pra notar os detalhes... o negocio vai sumindo aos poucos, como se fosse se adentrando em uma nuvem.
  11. Excelentes coisas a se fazer, faz muita diferença essa atitudes.. Isso esta ligado com a saúde física, como também uma correta alimentação e o cuidado/respeito pelo corpo, muito importante para evolução da pessoa.
  12. Sim! Não fiz técnica, na verdade não é comum pra mim me projetar assim. Acordei pela noite e comecei a visualizar essa peça do nada, ai a projeção foi naturalmente, sem querer. Olha ai! Baaa isso acontece direto comigo. Vejo bastante telas de aparelhos tipo tabletes, Smartfones... textos, objetos... Geralmente visualizo isso até que elas sumam ou que eu durma mesmo, que nem você descreveu.
  13. Acordei na cama por volta de 4 horas da madrugada e comecei a visualizar uma peça à minha frente. Uma peça metálica com tamanho aproximado de 10 cm se encontra à minha frente, apenas a peça, “flutuando” sozinha em meio à escuridão. Visualizo esta peça de maneira bem nítida, ela tem coloração de alumínio cru, sem pintura. Consigo girar a peça na posição que quero, sem problemas. Vou girando ela em todos os ângulos possíveis para memorizar todos os detalhes a fim de desenha-la pela manhã. Vou rotacionando a peça na minha frente normalmente até que a imagem “abre”, agora um cenário cerca a peça, a peça se encontra em um local, inclusive vejo minhas mãos manuseando a peça. Como se a peça não girava sozinha, mas minhas mãos manuseavam ela e de inicio, observando por clarividência acordado na cama, eu enxergava a peça apenas, apenas ela e nada mais. Segue abaixo a peça e seus detalhes, do jeito que eu à visualizava; Quando me deparei nessa situação (com a peça em mãos e em um local), logo já sabia que havia me projetado naquele momento, em um lugar no meio da rua com a peça em mãos. Comecei a olhar em volta. Viro-me para trás e um garoto de uns sete anos se aproxima. Me abaixo até ele e entrego a peça nas mãos dele. O garoto recebe a peça com um sorriso no rosto e se afasta de mim. Após isso volto à altura de volitação* Estou em uma rua observando as casas em volta. Uma rua desconhecida, mas um ambiente bem agradável e aparentemente limpo. Vou descendo essa rua, meio estreita por sinal, e esta “desemboca” em outra rua na perpendicular. Nessa segunda rua, observo duas casas muito bonitas, grandes, com gramados em suas frentes e pátios muito bem projetados com gramado bem aparado, nada de cercas. Fiquei bem surpreso mesmo com o ambiente, bem bonito, bem aconchegante. Sigo à direta por essa segunda rua. Em determinado ponto, percebendo uma leve perda na eficiência da projeção, dou uma movimentada das energias no estilo OLVE e isso deu uma “renovada” na nitidez da visão e na lucidez da consciência. Dirijo-me então até uma esquina e viro à direita em outra rua. Nessa terceira rua vejo vários cachorros parados bem no inicio dela. Cachorros pretos, alguns notei que eram Rottweiler. Passei pelo meio dos cachorros, volitando por cima das cabeças deles. Chamei eles assoviando para ver se respondiam, mas pareciam não me ver. E nesse momento acordei na cama. Fim da Projeção. Mapa do percurso; *Quando volito, fico uns 30~40 cm mais alto. Isso parece ser um “padrão” nas minhas projeções. ...