• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

MarkV

B-Membros
  • Content Count

    23
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

MarkV last won the day on March 2 2020

MarkV had the most liked content!

Community Reputation

10 Good

About MarkV

  • Rank
    Member

Recent Profile Visitors

299 profile views
  1. Entendi.. então possivelmente o sono era pesado, e muito! kkk Pois por vezes fico por tempo relativamente longo forçando a reentrada no corpo e nada, chego até a pensar que desencarnei definitivamente rsrs
  2. Recentemente eu tive uma experiência que me comprovou isso, sendo que eu moro no RJ, e em uma projeção me vi em uma area semelhante ao físico, mas que era controlada, fechada para o acesso. Haviam "guardas" com armas idênticas a que utilizamos aqui e o local em si parecia bastante uma comunidade carente!
  3. Sim, é como o amigo disse aí acima, Temos que assimilar as técnicas a tal ponto que elas se tornem parte de nosso processo natural de consciência. "O ápice da sofisticação é a simplicidade."
  4. Ah sim.. dessa eu realmente não sabia! Já me aconteceu várias vezes de não conseguir retornar ao corpo instantaneamente. Mas já ouvi falar que o sono pesado é pior para manter a lucidez, e nesses episódios em especial, a minha lucidez geralmente está altíssima.
  5. Até hoje nunca mais consegui ficar tanto tempo e tão próximo do corpo físico, nessa ocasião fiz até cócegas e consegui captar a sensação no corpo astral. Alguém tem alguma explicação para o fato de conseguir fazer tal coisa, visto que na maioria dos relatos todos somos imediatamente puxados para o corpo, se estivermos muito próximos? Ajuda de Mentores? Desde já grato!
  6. Os cuidados e técnicas são importantíssimos, mas existem pessoas que ficam extremamente focados somente nisso, como se tratasse de um um fenômeno puramente mecânico, e se esquecem de questões igualmente importantes, como reforma íntima, meditação e etc. se é que voces me entendem.
  7. Pois é.. as vezes o melhor a se fazer é não chamar atenção para nossas buscas e estudos. Assim nos evita bastante problemas.
  8. Sim, e além do mais, nem técnicas eu fiz.. Muitas pessoas bloqueiam suas experiências por seu próprio excesso de regras.
  9. Olá, venho relatar uma projeção que acabei de ter e deixarei aqui descrito enquanto as lembranças ainda estão recentes. Hoje a tarde, por volta das 15:50 resolvi tirar um cochilo. O dia está chuvoso e a temperatura, amena. Depois de mais ou menos 30 de cochilo, sinto meu chakra cardíaco pulsando, causando uma reação característica de início de soltura do perispírito. Senti meu corpo espiritual pouco a pouco "descolando-se" do físico pelas costas (Estava dormindo de bruços). Nesse momento perdi a consciência. Minha consciência retornou quando estava volitando no quintal da frente da minha casa junto com mais duas pessoas que na hora, pensei serem meu tio e o meu primo. Em um determinado momento em que voava por ali sem consciência, a consciência aflorou e pensei: "- Putz, estou projetado, vou parar de volitar aqui para não perder a consciência de novo." Nisso desci e aproveitei para trocar uma idéia com as duas pessoas, que nesse momento estavam sentadas na varanda da minha casa. Perguntei o que eles faziam aqui, se estavam apenas passando e resolveram ficar por um tempo, e um deles confirmou. Fiz a mesma pergunta para o outro que não havia respondido mas ele nada disse. Eu notei que o homem que respondeu, começou a ficar como que com sonolência e estava praticamente inconsciente. O outro indivíduo me disse para eu tomar cuidado com alguém que não entendi o nome. Respondi para ele que eu não era desencarnado, que eu não tinha medo pois estava fazendo projeção, e o meu corpo estava dentro de casa dormindo. Lembro que apontei para ele o quarto onde eu dormia, mas a minha consciência começou a desvanecer.. Após isso despertei no físico e vim escrever esse relato. Abraços.
  10. A sua descrição é muito semelhante ao que eu presenciei! No momento em que eu fui intuído a direcionar energias ao espírito, ficou muito claro que isso deveria ser feito com sentimento de compaixão, pois se tratava de alguém que não respondia por seus atos. Quase que um amparo de um sofredor.
  11. Sim, devido ao nível de lucidez que estava alto, consegui um foco bem grande para realizá-la.
  12. Obrigado rs.. depois de me dedicar mais às práticas agr estou naquela fase de "Quiabo": Um cochilinho e já estou saindo do corpo kkk chega a ser engraçado.
  13. É verdade, obrigado meu amigo. É incrível a sincronicidade de certos fatos.. ontem uma tia minha evangélica veio me procurar dizendo que teve um sonho comigo e disse que "Deus" tinha um plano na minha vida. Achei muito curioso rs..
  14. Olá amigos, O relato que irei expor acabou de acontecer agora e estou postando aqui para não esquecer. Venho de alguns meses afastado das práticas e exercícícios projetivos, e por isso enfrentava um recesso projetivo, que sinceramente, foi por falta de interesse de minha parte pelas questões projetivas e espirituais. Então vamos lá: Momentos antes de me desprender do corpo, em breves segundos, minha lucidez abriu por duas vezes, Me permitindo ver meu quarto e parte da sala. Após esses dois lapsos, apaguei novamente. Abri a consciência já na rua, em frente à minha casa e senti um sentimento de gratidão por estar tendo uma projeção patrocinada, já que eu ultimamente não venho me esforçando nessa área. Agradeci mentalmente ao amparador (Que eu sentia próximo mas não via), e resolvi dar uma volta pela rua. Ví algumas pessoas encarnadas saindo de uma casa de festas bem ao lado da minha casa.. estava tudo normal.. tarde de sol.. um vento leve.. Subindo a rua, próximo à um supermercado, me assustei com um veículo enorme de cor azul escuro, que creio ser um veículo astral, como os ônibus relatos nos romances espíritas. Desci a rua novamente, em direção à minha casa, só que dessa vez volitando há uns 5 metros e muito rápido (antes estava volitando à 1M do chão e bem lento). Chegando em frente de casa, já estando mais próximo ao chão, alguém puxou minhas pernas para cima, de modo que fiquei de ponta cabeça e olhando pro céu (não tive medo pois sei que foi o amparador quem fez isso) e mentalmente, falei a ele que queria que ele me levasse para volitar bem alto, naquele céu maravilhoso. Foi quando veio a resposta dele (puxão de orelha): "Se você quiser voar pelos céus, primeiro vai ter que aprender a RASTEJAR pela Terra!" Na hora me veio um sentimento forte de reconhecimento da verdade nas palavras dele, pois eu queria galgar os céus mas há um bom tempo tinha deixado os estudos de lado. Eu caí em si, e sinceramente, fiquei com um pouco de vergonha. Ele me soltou, e eu, ao invés de volitar baixo como é o meu normal, desci no chão e comecei a andar no solo mesmo (a sensação é a de tentar andar no piso de uma piscina, a cada passo vc sente a falta de gravidade). Parei por um estante, e olhando pro lado, apareceu um espelho plasmado e me vi refletido lá. A intenção do mentor era que eu observasse meu estado. a imagem no espelho me mostrava com um óculos de sol. Tentei retirá-lo. Não saiu. Tentei mais uma vez, e dessa vez consegui. Fiquei olhando minha imagem e pensando na questão das plasmagens, e plasmei uma barba espessa no meu rosto. Achei graça do fato de poder manipular conscientememte minha aparencia no astral, e de estar totalmente consciente para comprovar isso.. Nesse momento, fui puxado para o corpo e acordei lembrando tudo. Obrigado amigos por lerem, e nunca esqueçam da importancia da dedicação às práticas espirituais/projetivas. E gratidão ao Mentor que me fazer lembrar isso.