• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Maycon Assis Antonio

B-Membros
  • Content Count

    7
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

2 Neutral

About Maycon Assis Antonio

  • Rank
    novo Membro (1+)
  • Birthday 02/12/1991
  1. O que aprendi ? Não devo ficar tentando ir até as pessoas ‘atoa’, devo usar melhor o meu tempo lúcido. As consciências encontradas em certos ambientes, não possuem a menor lucidez. O Céu pode servir de portal. A densidades de diferentes plasmagem, também possuem diferentes níveis de energia, sendo mais ou menos densa a depender sempre do ambiente ou dimensão. Deitei quatro e pouco da manhã, fazendo técnicas para relaxar meu corpo e minha mente, estava balançando minha consciência mas acho que estava ansioso forçando a saída por algum tempo até demorar muito e eu me desconcentrar no físico, cansei e virei de lado,um pouco mais confortável e continuando somente a técnica de visualização e desprendimento, até me cansar e não consegui apagar, e vendo que tinha passado muito tempo e eu não desligava o corpo, resolvi desistir e dormir, mesmo temendo pesadelos, deitei de bruço para dormir. Logo tive um sonho que se parecia muito real, eu estava sentado na minha cama mexendo no celular até que perdi as forças me deitando e ajeitando rapidamente, logo sentindo muito forte o estado vibracional das minha energias, despertei a consciência, me relaxando, senti uma mão puxando minha perna, mantive a calma e foi vibrando mais forte e puxando mais forte, até que veio o zumbido e fui arremessado. Logo percebi que estava fora do meu corpo e sai no meu quintal, como sempre meu portão estava aberto e do outro lado da rua uma ‘’moça’’ entrava em seu portão e umas bicicletas, observei, olhei para o céu(devia ter lembrado de tentar me colocar à disposição ou algo do tipo), cometi a burrice de voltar para casa e logo voltei a vibrar acima de meu corpo, mas logo saí novamente. Fui na minha irmã aqui do lado,primeiro tentando passar pela parede, deu errado, e logo passei por uma porta que não existe no real, lá estava um pouco diferente e com mais pessoas deitadas, fui no quarto da minha mãe e estava exatamente como na realidade, com ela lá deitada quando sai, a imagem de meu irmão me perguntou oque eu ia fazer, disse que ia ver o que meu pai, que mora nos fundos, estava fazendo, e fomos juntos. Chegando no meu pai, lá havia uma luz diferente e ‘’ele’’ comeu algumas frutas, fiquei super feliz, repeti algumas vezes -Falei que iria te encontrar fora do corpo; ele nem dava bola kk, falei um pouco com ele, que se empolgou conversando com meu irmão, então eu pedi licença e sai. Decidi ir no meu vizinho(brinquei com ele que qualquer dia ei ia o visitar no astral), não lembro se chamei ele mentalmente, tentei atravessar a parede e deu errado, então entrei no portão e logo vieram algumas meninas, uma delas, linda veio puxar assunto comigo, eu disse que estava fora do corpo e ela puxando assunto, quando ela me chamou pra sentar com ela e ficar ali eu disse que queria muito ver como o meu amigo está, e ela pegou em meu braço pedindo e fui arrogante, dizendo que sabia que ela era um espírito e que eu estava fora do corpo e podia ajudá la, mas não ia ficar ali, ela me olhou assustada, eu saltei e atravessei o teto, ficando sobre o telhado, logo fui para cima dos meus telhados, olhei para o céu, tentei saltar alto, tudo rodou e eu parei próximo ao meu portão, no chão. Neste momento um rapaz atrás de mim disse para mim acompanhá lo, olhei e perguntei onde ele estava indo e porque eu devia acompanhá lo, então ele só repetiu, vamos ali comigo eu novamente disse que não e logo perguntei se ele estava precisando de ajuda, ele deu um sorrisinho, disse que não, agradeceu e disse vai lá, então virei e fui, meio que me arrependo de não ter dialogado mais nesse momento, porque pensando depois, a energia daquele ser era muito positiva. Desci a avenida e um rapaz que sempre me pergunta a mesma coisa, gritou: Que dia vamos fazer minha tatuagem Maycon, eu disse: qualquer dia ai, logo subiram umas meninas umas bicicletas bonitas, reparei ela mas pareciam muito novas, quase perdi a lucidez cumprimentando uma das pessoas que me chamou de longe e teoricamente eu a conhecia, mas despedi e segui na avenida, de repente, apareci na casa da minha tia, que estava diferente, havia uma criança lá, que perguntei e minha tia falou como se ela estivesse morta, fiquei ali conversando um pouco com ela que arrumava a casa, me despedi e saí, acho que olhei para o céu porque lembro que mudei de lugares duas vezes assim, mas não exatamente se foi antes ou agora, então olhei para o céu. Fui parar em um corredor largo, andando parecia uma vila, quando ví umas cinco casas no final, um circo com uma árvore, um barzinho parecido com uma lanchonete, duas mesas, em uma delas estavam se jogando algo com cartas(parecido truco), um dos integrantes puxou assunto comigo, e me perguntou o que eu estava fazendo, disse que estava fora do corpo e foi muito engraçado, ele me perguntou - Porque não volta para ele então ? eu achei muito engraçado e percebi algumas coisas, disse para ele que estava passeando, fiquei um pouco mais por ali e depois saí, voltei a vibrar no meu corpo físico e não consegui despertar, relaxei e sai novamente, mas dessa experiência não me lembro nada, acordei na mesma posição que havia deitado, de bruços, às cinco e vinte da manhã,muito feliz, com todas lembranças(inclusive da última perdida). Comecei a fazer o áudio e na hora que terminei a parte da vila e voltei a vibrar, foi apagado completamente da minha mente. Ainda assim fiquei muito feliz, em contato com as pessoas que se envolveram, ninguém se lembrou de nada, mas isso é normal e mesmo o relato parecendo um sonho, sei muito bem ao menos isso, qualquer projetor, iniciante que seja sabe quando está projetado(ou não está lúcido).
  2. No dia 14/04/20 deitei as 14h01min para relaxar e tentar contato com meu mentor. Primeiro iniciei uma transmissão de pensamentos a ele, e logo recebi como meu segundo eu, algumas recomendações para meu conforto, que executei brevemente, voltei a relaxar e sentir repercussões energéticas fortes, em meio incômodos com formiga, coceira e por menores, num estado onde minha mente já estava perdendo lucidez que vagava e voltava pelos incômodos. Resolvi deitar para meu lado esquerdo e focar nas energias, foi aí onde tudo começou. SONHO: Sonhei que estava em uma sala enorme, onde hoje é o varejão do outro lado da rua, tinha uma tela enorme onde eu e minha filha vimos felizes um filme, por vezes um fazia brincadeiras com o outro, até que a mãe dela estava lá, cheirosa, atraente, linda, e eu mantendo um afastamento dela,ela estava me assediando, na hora logo pensei em reprimir, mas fui deixando até em certo momento, conversando e combinamos algumas possibilidades, não lembro. Brinquei um pouco mais com minha filha e a deixei com a mãe vendo filme, atravessei a rua e voltei para casa, deitei e aqui começa a experiência que vivi com total lucidez, perdendo memórias magníficas que me deixam com sentimento de paz e alegria. RELATO: SEMI LÚCIDO - Deitado de barriga para cima e com a cama rodando como um peão em baixa velocidade, eu me sentia muito feliz, pois percebia o'que estava acontecendo, relaxei e logo parecia que eu estava espremido em um canto de parede rodando e apoiando, mas eu só conseguia me relaxar ainda mais. Vivi nesse momento um sonho lúcido que ainda no início sabia que estava sonhando, fiz meu teste de realidade (que é movimentar objetos com pulso energético) e o objeto nem se mexeu, mas com certeza que estava sonhando, consegui por vários argumentos e a me convencer, vivi algo normal em um ambiente que não recordo exatamente como era, mas com certeza era mais harmônico e belo que os próximos ambientes, pela primeira vez conseguia me deslocar com a força do pensamento, senti um vento muito forte, parecido com a do túnel de outras saídas, a única diferença foi que não passei por ele, e sim fui carregado por ele, como se fosse uma força me puxando e com feixes, logo apareci em uma linda estrada de terra com uma mulher cerca de 35 anos e uma mocinha de cerca de 9 anos(ambas com trajes antigos e bem vestidas), eu estava conversando tranquilamente com a mulher quando a criança me perguntou porque minhas mãos estavam sujas de chocolate, então eu respondi que estava sonhando em outro lugar, pedi desculpas e falei ops, deve ser tinta que preparei mais cedo, no meu sonho não tinha chocolates e olhei minhas mãos ficando confuso com a textura que parecia mesmo de chocolate, então lembrei de onde estava antes, pedi licença e disse que tinha de voltar para poder lembrar do que estava vivendo. ‘’LÚCIDO’’- Ao voltar estava com a cama girando da mesma forma fiquei por ali e a velocidade que a cama rodava se alternava, quando percebi que estava raspando a cabeça em algum móvel, percebi que não teria como me machucar e relaxei ainda mais, quando bati a cabeça com um pouco mais de envergadura, meu ‘’corpo’’ deu tranco e me mexi, levando em um cômodo sem janelas e portas e um buraco abaixo na parede, por onde passei. A casa toda suja e diferente, algumas coisas quebradas e na hora que vi uma porta, fui abrir e ouvi uma mulher ‘’conhecida, quem não rememorei quem era’’ dizendo que na rua estava perigoso e sai imediatamente pois queria ficar longe do meu corpo. O clima estava de dia, mas denso, em frente a casa via uma mata e ao longo de seu quarteirão, na rua lateral embaixo vi um rapaz correndo dando tiros para cima, pensei, já que estou sonhando mesmo vou correr e voar, corri em direção a mata e usando o impulso joguei minhas pernas para frente e comecei a voar sentado meio inclinado para trás, controlando a proporção de peso elevando e baixando a região da caixa torácica, em meio ao final da mata, vi um clube e a BR de perto de casa e peguei muito impulso para passar por cima, passei mas vi que tinha algumas arvores, ia bater na parte de cima dos seus ganhos e como sabia que estava sonhando, fechei os olhos e tentei ir a um belo lugar, quando de repente estava eu rodando na cama de barriga para baixo e espremido em um canto de movél, logo levantei dali e vi que o buraco no mesmo quarto estava menor, fui passando nele novamente e senti me explemento para baixo, fiquei tranquilo, fiz força pressionando a parede de cima do buraco com as costa, alargando e passando, quando levantei. Na sala novamente, porém sem a porta que sai antes, estava ainda mais suja a casa com muitas coisas quebradas, no meio da sala, vários espelhos retangulares alto me olhando com meu reflexo, foquei no mais próximo e ao me ver normal desviei logo a atenção com receio por sentir que eram portais e estavam comigo,,, sei lá, não quis entender, queria era sair dali para não ficar próximo ao meu corpo, vi uma porta em lugar diferente de antes, dei a volta nos espelhos e abri ela, tinha uma pequena varanda sem saída e aberta em cima, logo pensei que pelo controlo que estava do meu corpo, facilmente sairia dali mas quando decidi procurar outra saída, ouvi um barulho no fundo da casa, então passei o primeiro vão de cômodo, e no segundo, era um quarto e ali havia uma mulher morena de cabelo preso, sentada a beira da cama olhando para uma enorme janela de vidro aberta, perguntei o que ela estava fazendo ali e percebi minha voz falhar como em outra projeção falhou, então ela virou o rosto, então eu repeti a pergunta telepaticamente, senti que ela entendeu mas continuou me olhando sem falar nada, percebi que eu estava me aproximando e disse, com licença eu vou me afastar de você e vou embora porque estou começando a me alterar, virei de costas e quando sai do cômodo, rapidamente voltei e perguntei quem é você ? quem é você ? me alterando para um pouco mais estressado, e ela só disse, eu sou sua mentora, fiquei paralisado e acordei 15h47 na mesma posição deitado sobre o lado esquerdo, com memória total na minha mente, desde o sonho até ali, mas rapidamente cenas da primeira parte foram sumindo da minha cabeça, anotei tudo que pude, e resumo neste texto com minhas recordações lúcidas e de sentimentos intensos.
  3. 5#20 Esta madrugada 30-03-20 estava vendo alguns vídeos do Saulo sobre projeção, e senti que iria conseguir hoje, mas não animei muito por esses últimos três dias que minha filha está na minha casa quebrou uma sequência boa de sonhos, nem rememorando sonho eu estava nesses dias, então decidi colocar uma música e meditar, meditar cerca de 30min e deitar ao lado dela, deitei de costas e a mesma não parava de me cutucar, já muito cansado e me assustando com seus toques, uns 15 min depois virei para meu lado esquerdo (de costas para ela, tinha sentido o E.V de lado uma vez na vida e perdi tentando me ajeitar). Comecei sentir meu corpo todo vibrando forte, quando de repente vi dois seres feios acima de mim, meio que se olhando e me olhando, depois de um pequeno barulho eu cai agachado no chão diante da cama(1° vez que não vi o túnel), olhei para a cama e só estava minha filha (como nunca me vejo na cama, percebi que era projeção), eu então quis sair logo dali, fui pular no rumo da parede(que eu sempre passo por elas) e dei uma cabeçada, tentei de novo e dei outra, quando virei de novo para cama e minha filha estava debatendo com 4 pernas, peguei duas das pernas (sabia que não era dela, na hora fiquei com dúvida sobre o que era,mas assim que peguei, saíram duas na minha mão) e comecei a bater na fechadura da porta com elas, não dando certo, tentei abrir a porta, e abriu rsrsrsrs. Sai direto pro meu quintal e tentei pular o muro (já tinha pulado ele antes em projeção e também passado no meio dele) e não conseguia pular, nem flutuar em saltos, olhei para o portão que estava arreganhado, pensei em fechá lo mas deixei porque não fazia diferença, fui até o final da minha rua onde há um barranco para tentar voar, mas pensei que deu errado de pular o muro, então tinha de procurar outra coisa, até que decidi voltar no mesmo caminho para ir na casa de uma conhecida espiritualista aqui do bairro ver se conseguia algum tipo de contato ou experiência, decidi ir na casa dessa moça porque é perto, são só algumas ruas e ela gosta de ‘’sobrenatural’’(pós projeção ela estava online, apesar da hora, chamei ela, que teve paralisia do sono na mesma hora e não queria mais dormir por um instante com medo). Voltando na rua, passando na porta da minha casa, estava descendo um grupo de umas 6 a 8 pessoas(meninos do bairro que conheço mais o menos) viram meu portão aberto e eu correndo e perguntaram se estava tudo bem, na hora que eu fui responder não saiu voz, fiz um sinal de ok que estava só sem voz continuei virando a esquina, a avenida estava lotada de pessoas, uma bagunça, virei a esquina e subindo na primeira rua de cima, em um grupo de 4, 5 pessoas e um deles(parecia muito um ex técnico meu) me chamou, disse que precisava muito falar comigo, eu disse que depois conversamos e ele insistiu mas consegui continuar, na próxima esquina estava tendo uma uma festa e vários carros, bagunça(a festa era no que na realidade é uma farmácia kkk), passei próximo o carro de um grupo em 3 amigo, me chamaram, não me lembro de conhecer nenhum deles, e uma loira disse pra mim ficar com eles, virei e disse que não podia, tinha de ir, ela puxou meu braço e disse - Você num gosta de novinha Maycon, fica comigo. Nesse momento ela estava ainda mais horrível e eu consegui me soltar pensando se eu ia conseguir chegar no destino ou compensaria voltar, acordei na minha cama com minha filha brincando de subir e descer a coberta, toda vez que ela descia, eu via uma sombra escura no alto da parede, da cintura pra cima, de um homem aparentemente com terno, olhei assustado, tranquilizei e acordei com paralisia do sono, e mexi os olhos e dedos e levantei para anotar a projeção no gravador.
  4. Após longa madrugada vendo vídeos sobre o assunto, deitei no meu quarto e poucos minutos depois, tive uma projeção astral, sai do meu corpo com E.V passando rapidamente ao túnel de fumaça branca formado em minha mente, meu portão estava todo aberto, passei por ele e corri na avenida principal do meu bairro, para cima e depois para baixo, sem saber para onde ir (não consegui lembrar de ir a um hospital de cura que era meu desejo, sempre vou na casa da minha irmã, que mora aqui do lado e é cética), resolvi ir na minha ex moradia, onde habita minha filha, a mãe dela e outros. Pensei em ir voando, e no final da avenida a qual corria, dei um salto e sai voando, logo com um barulho estrondoso de motor de moto ligado na minha cabeça, eu não conseguia voar tão alto quanto gostaria. Vi um acidente acontecendo abaixo, segue e após dois quilômetros no caminho certo, aconteceu um segundo acidente de carreta na minha frente, neste quase me ‘’acidentei’’, ocorreu em um momento que eu não conseguia voar alto e estava bem próximo da BR. Por algum motivo fui com dois caras ‘’de carona acho’’, fui a um local que parecia um pátio com uma pequena sala de onde saiu um cara super simpático que me ofereceu algo(algumas guloseimas), na hora pensei que pudesse ser um espírito e olhei no rosto dele que deu uma leve desconfigurada e depois continuou super nítido, então eu disse que ele era um espirito, ele começou a coçar os olhos e saquei na hora, perguntei se ele precisava de ajuda e que eu não queria nada, ele logo começou a se esconder então eu sai dali logo, pulando o muro com um salto. Numa rua esquisita na projeção que se passou a noite, veio um espírito gordo zombador rindo pro meu rumo, dizendo que iria me pegar e algo mais. Pedi ele que se afastasse e quando se aproximou eu perguntei se ele queria ajuda e etc, logo esse espírito ficou risonho de sem graça falando que ia me apresentar alguém (um homem mais velho, corcundo e de má aparência), que logo chegou entusiasmado querendo me pegar pelo braço com seu primeiro amigo dizendo que eu precisava de ajuda e eu logo lhe disse para se afastar e questionei se eu podia falar algo, ele disse: Claro; e eu pedi que ajudasse seu amigo pelo amor de Deus e os dois me olharam espantados. Não sabendo onde eu estava exatamente, não me recordo de todos os detalhes posteriores, lembro que pensei não estar conseguindo mais voar por estar muito tempo na projeção, me preocupei por não saber como voltar, ‘’fechei meus olhos’’ e quis ser levado direto ao meu corpo, o que acho que me trouxe até a porta da minha casa, onde o portão e porta estavam abertos, arreganhados, e eu fui direto a minha cama vazia onde ‘’acordei’’ em catalepsia projetiva fui na minha porta, tive um segundo pequeno sonho onde fiz sala a três espíritos que se não fosse pelo interesse de mandar ‘’elas’’ embora para anotar minha projeção, eu teria sido enganado. Quando realmente acordei de fato, eram 05 hrs da manhã e eu estava maravilhado com a experiência e já sumindo alguns detalhes frescos da minha mente, fui logo escrever, um pouco decepcionado por ter sumido detalhes vívidos da projeção. Depois fiquei sabendo que uma pessoa na casa onde tentei ir, sonhou comigo, sentiu meu cheiro e eu dizia a ela que tinha de ir, que não tinha muito tempo. Fiquei receoso mas algum mentor pode ter dado uma mãozinha, e eu não me lembro, ou foi uma coincidência magnífica.
  5. Depois de uma longa madrugada assistindo vídeos sobre o assunto, no dia 15/03/20. Deitei para fazer técnica de projeção, trouxe muita atenção para a respiração, tentando acalmar e sentir as energias, logo mais prestar atenção na minha tela mental, forçando o movimento do braço espiritual e meu tronco espiritual , às vezes tomando trancos por mexer o corpo físico(de tanta vontade) e também por retorno em pequenos desencaixe, mas o tempo passou. RELATO PROJETIVO: Perdi a lucidez quando não acreditava que ia conseguir manter a consciência e acabar dormindo, sai rolando para meu lado esquerdo, batendo na parede ainda sim rolando, escorregando pela porta e caindo na minha sala enrolado de cobertas, logo disse: Como posso continuar com essas projeções, quase me machuquei todo, por sorte estou bem, mas vou tentar de novo. e voltei para a cama sem perceber que já estava fora do corpo. Acordei em paralisia, tentei relaxar e vi um ponto de luz passando sobre meu quarto, na hora não sei porque assimilei, parecia uma fadinha, eu tentava sair do corpo e não conseguia, de repente vi alguns vultos e continuei tranquilo, me estressando por não conseguir levantar dali, astralmente falando, tentei fazer técnicas para sair da paralisia e recomeçar depois de uns 20 minutos, mas nenhuma técnica dava certo, tentei gritar e me agitar para ver o'que acontecia e apesar do esforço, não tinha certeza se estava mesmo gritando, a única certeza era que não estava dando certo de levantar. Fiquei calmo pensando como poderia sair dali, então tive a ideia de ficar pensando na minha sala e tentar mover o corpo espiritual, quando comecei ouvir barulhos na minha casa, dentre eles a descarga do banheiro, fiquei tranquilo e pouco tempo depois vi dois rostos horríveis me olhando e se olhando, um estava cerca de 1 metro a minha frente, pouco mais próximo que o outro, fiquei agoniado e logo começaram a soltar frases: - Você vai sair do seu corpo ?; - Vai sair do seu corpo ?; - Vou entrar no seu corpo; - Vou entrar nele; - Alguém vai entrar nele; - Vou ficar com seu corpo para mim. Fiquei agoniado e logo lembrei que todos precisam de ajuda, e assim que comecei a pensar frase do tipo: Eu te amo; precisa de ajuda?; posso ajudar?; eles sumiram (não sei se é a maneira mais adequada mas deu certo). Levantei da cama, olhei meu corpo não estava lá, olhei o banheiro da minha casa e aqui não havia nada, fiquei em dúvida sobre o que fazer, e resolvi ir na casa da minha irmã ao lado. Pulei o mura da minha irmã com um salto flutuante, aterrissei na valando e fui até ao quarto, tinha algumas crianças deitadas no chão pensei ser todos meus sobrinhos, fui entrando e tinham mais, foquei a atenção e nenhuma das várias crianças eram conhecida por mim, aparentemente, não vi ninguém aqui de casa, então sai e pensei em voltar, logo acordei no meu corpo em catalepsia. Não consegui sair da catalepsia usando as técnicas e fui envolvido em um sonho aqui em casa onde eu pensava a todo momento que deveria dormir para anotar algo, deitei e acordei 06h30 com as memórias vividas em minha mente. FIM Antes de anotar ainda fui na casa da ao lado ver se havia crianças ali, e só meus dois sobrinhos adolescentes estavam na casa, dormindo no quarto. Está experiencia trouxe informações novas e aprendizado ao meu estudo.
  6. No dia 01/02/20 deitei na parte da tarde para fazer técnicas de projeção em meu quarto, comecei brincando de mover meus braços espirituais e cada momento que eu me pegava pensando em outra coisa eu voltava a atenção a respiração natural e meu corpo espiritual, logo comecei forçar o levantamento do meu tronco inteiro acima do quadril, às vezes forçava tanto a imaginação que movia o corpo físico e me decepcionava por achar estar forçando errado. Enquanto eu brincava com corpo espiritual, comecei a sentir meu chinelo sair do pé e arrumei ele, logo ele começou a escorregar e eu resolvi deixar para não me atrapalhar, uma fumaça começou a se formar na minha tela mental, meu chinelo agora parecia fazer malabarismo em meu dedão. RELATO PROJETIVO: No momento em que se formou um túnel perfeito, todo esfumaçado, eu comecei a pender para meu lado esquerdo e logo fui sugado girando em direção ao túnel, ouvindo um ‘’flulll’’ barulho tipo de hélice bem alto, cai rolando no chão da sala da minha casa, olhei no quarto e não vi meu corpo. Decidi ir no meu pai, barracão dos fundos e tentar ver o que ele estava fazendo ou algo do tipo, sai no meu quintal e olhei para o muro e dei um salto por cima dele, aterrissei do outro lado na varanda da minha irmã e peguei o corredor, cheguei ao cômodo do meu pai e estava todo fechado, fiquei com medo de entrar e não conseguir sair, perder a experiência ali, então de lá dei um pulo sobre a parede lateral e cai nos fundos da casa da minha irmã, ali olhei para a parede e saltei em sua direção, atravessando e entrando no fundo do quarto da minha irmã (onde a anos atrás era outro quarto, que perdeu uma parede e juntou dois quartos em), vi uma parede que já não existe sem nem perceber, fui tentar atravessá la para ir ao outro quarto, e fiquei entalado, metade do meu corpo em cada quarto, na hora achei que estava preso na densidade da parede e guarda roupas, só via metade de meu corpo naquele ambiente, coloquei as mãos de volta na parede e puxei para voltar, olhei a porta e fui por ela. Assim que cheguei na porta do atual quarto dela, vi o quarto normal e estranhei, percebendo a plasmagem anterior, não havia ninguém ali, saí dali e pensei o que fazer ou voltar para o corpo, logo acordei no meu corpo em catalepsia. FIM Não consegui despertar logo e tive um pequeno sonho onde voltava a casa do meu pai, algumas coisas se passaram e eu queria voltar ao corpo, fiquei sem lucidez no sonho mas queria voltar para anotar, dai acordei no meio e fui anotar a projeção relatada acima.
  7. Minha Primeira Projeção Consciente em 2020. Foi minha primeira projeção após iniciar estudos no final do ano de 2019, passei o dia vendo os vídeos do curso de Saulo no youtube, para deitar de madrugada e tentar alguma técnica, exagerei e virei a madrugada em seus vídeos, cerca de cinco horas da manhã e com corpo doendo, resolvi esperar as sete horas(para ir na padaria para meu pai), mas também resolvi deitar para descansar o corpo, deixando as técnicas para mais tarde. Deitei de costas num colchão jogado no meio do meu quarto, fechei meus olhos e logo abri para não dormir, fiquei de olho aberto e lembrei que essa é uma técnica, na hora eu ainda ri por dentro debochando, de repente em um vulto meus olhos fecharam, na hora pensei que podia abri los mas ia relaxar e sentir o'que acontecia. RELATO PROJETIVO: Meu corpo teve uns dois, três espasmos físicos e comecei a balançar para os lados, fiquei tranquilo e comecei a ver algo se formando em minha tela mental, aumentando a velocidade em que eu balançava, se formou um túnel muito lindo, circular brilhante com várias cores, parecendo formado por meio círculos coloridos espalhados como em escama, fui sugado por ele, subi em sua direção girando e logo estava rolando na sala, fiquei muito feliz, entendi que havia saído do corpo. Quando levantei, pensei logo em sair dali, olhei a porta, a parede, e preferi tentar saltar em direção a parede para ir na casa da minha irmã ao lado, então pulei. saí do chão meio flutuante e percebi três coisas: eu não sabia pular, eu atravessei a parede e eu não estava na minha sala e sim no meu quarto, porque sai no quarto da minha irmã ao lado, flutuando sobre a cama tentando pousar, fazendo esforço contrário ao movimento como nadando no ar, quando quando aterrissei, dei logo um salto na direção de volta ao meu quarto e empenhado em ajudar com os braços, vi o que parecia três pessoas deitada na cama dela, aterrissei no meu quarto e não me vi deitado e em um estalo eu estava deitado novamente na mesma posição e balançando, pendendo a meu lado esquerdo até começar colar para o lado, até sentir meu rosto para baixo ao começar a rolar e perder a lucidez achando que ia acabar me sufocando o físico se eu saísse com ele naquela posição, daí abri os olhos e estava na mesma posição sentindo apenas muita felicidade e dopado de adrenalina, olhei no relógio e era cinco e vinte. Eu havia vivido uma experiência vivida, magnífica e marcante. FIM. Infelizmente perdi os áudio que usei em janeiro para lembrar a data da projeção, tendo visto que aconteceu depois do dia 15/01, não anotei na folha que escrevi a projeção na época, mas como não sou ligado a data, não pensava em escrever e eu achava que ia ser muito difícil obter resultado ao longo deste ano, depois tomei a decisão de escrever as posteriores.