• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

mgbr7

B-Membros
  • Content Count

    30
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

2 Followers

About mgbr7

  • Rank
    Advanced Member
  1. Só queria parabenizar a todos pela iniciativa, está cada vez mais organizado o tópico com vídeos. Infelizmente não poderei participar ainda do projeto, mas se alguém aparecer lá como MG ou algo do tipo eu venho aqui avisar que passei por ai ok?! Se puderem me atualizar do próximo encontro eu passo por ai galera, se me permitirem por aqui né?! Mas só quero desejar que esse encontro seja de ordem elevada como o desejo real de todos aqui.
  2. Belo texto amigo que trouxe a todos, acho que está auto-explicativo e para quem sabe como é do outro lado sabe que é assim mesmo para não dizer pior. Fica a dica, Carnaval = Festa da Carne
  3. Vou dar uma ajudinha para vocês...eheheh No Astral ou qualquer dimensão não existem línguas vamos dizer assim, claro que no Japão Astral ou Físico se fala japonês, mas é que funciona de uma forma diferente. O importante lá seria o que queremos dizer, falar ou passar para a outra pessoa, ela assimila isso e entende como se fosse ouvindo em português, por isso fora do físico isso não é algo que atrapalhe. Talvez em regiões muito densas isso pode não ocorrer, até devido a pessoa/espírito ou entidade estar tão presa ao corpo que acaba se limitando a apenas o que conhecia quando encarnado, mas isso só em regiões absolutamente densas, não no umbral, mas para ovóides, entidades realmente que estão presas, o que para nós é muito difícil encontrar ou chegar, pois seria muito pesada a dimensão. Quanto ao Astral de cada país, sim, cada lugar é uma região diferente, tal como no físico, se você estiver no Japão, vai estar no Astral Japonês, ai a chance de encontrar um Godzila é maior do que no Brasil...auhauhahu.... Tirando a brincadeira, cada lugar é um em especial, as pessoas confundem achando que é algo sem fronteiras, mas toda dimensão tem seu limite como a Terra e o sol, só o universo que seria difícil dizer, Deus em si = infinito. Mas isso é assunto para outro tópico.
  4. Talvez o único erro que pode cair sobre qualquer pessoa ou entidade é o erro de achar que está certo e o outro errado. Muitos pensam que temos nossas verdade e que essa é mais certa do que a do outro. O evangélico que vê o erro no espírita e o espírita que acha que está mais certo do que o evangélico, e no final o ateu que vê o erro de ambos e sua certeza na matéria. Talvez melhor exemplo é o da pedra que se tenta mostrar que a verdade é questão de ponto de vista: "A pedra é dura para ti, mas frágil para uma espada afiada dizem". Esquece que uma pedra sempre será uma pedra, dura para minhas mãos e talvez frágil para uma espada bem afiada, mas nunca deixara de ser apenas uma pedra. Talvez devemos ver a partir de agora não mais o quanto estamos certos e o outro errado, mas de modo diferente: Para quem apenas olha uma pedra, apenas isso será, mas se olharmos sobre a ótica de um avançado microscópio não veremos mais apenas aquela simples pedra, mas como ela é formada, seus elementos, seus minerais e a pedra agora se torna tantas outras coisas. Mas no final a pedra sempre será uma pedra e não mais que isso, por esse motivo não está errado quem diz que ali há apenas uma simples e singela pedra e o outro que vê elementos e tantas outras idéias e concepções. Cada um vê, entende e compreende o que pode e o único erro não está na sua visão pessoal e individual de cada um, mas em achar que sua visão está certa e a do outro errada. Vemos o que temos e o que podemos, isso é da Lei de Deus. M.G.
  5. Parabéns ao seu tópico, acredito que teve motivos para chegar a essa conclusão, e que realmente deve te fazer parar e pensar sobre essa sua dúvida. Não vou prolongar a resposta, até mesmo para não falar besteira né?! Cada pessoa tem uma capacidade de compreensão distinta, não são todas que entendem as coisas que acontecem a sua volta da mesma maneira, e também, não são todas que conseguem realmente entender as coisas da forma como deveria ser, muitas vezes, na maioria na verdade como algo simples, as pessoas acabam aumentando e se perdendo nas suas próprias verdades. Bem Jr., vamos dizer assim, tem muitas pessoas que realmente não sabem o que falam, não é esse o caso, mas como você quer que um cirurgião ateu te explique sobre a existência de espirítos? Certas dúvidas só podem ser respondidas em um meio e não por qualquer pessoa. Um cirurgião ateu não saberia explicar sobre viagem astral por exemplo, agora o mesmo cirurgião saberia muito bem explicar a sua profissão, já um adolescente querendo ser cirurgião não, percebeu?! Não é por quê a pessoa se diz espiritualista que ela deve ser levada como sabendo da resposta ou entendendo de um assunto, muito mais em relação a espiritualidade, que no geral poucas pessoas de verdade entendem pelo menos o básico. Não precisamos ir longe, aqui mesmo no fórum, muitas pessoas que fazem viagem astral, ou estudam e ouvem o áudio do Saulo não tem noção nenhuma sobre espiritualidade, ainda não ligaram os pontos. Então Jr., entenda que depende muito mais de você chegar as suas respostas, ao seu estudo, e o mais importante, você mesmo deu uma ótima resposta para si: "Não duvido de projeção astral ou mediunidade, porque ambos fazem parte da minha vida(...) " Se fazem parte da sua vida, e você tem essas certezas, não precisa ir mais longe, querer entender o segredo do universo, se o raio dessa cor ou de outra é mais forte , se limite a sua verdade para não se confundir, as coisas são aprendidas no seu tempo . Um grande abraço, e se precisar de algo pode mandar sempre uma PM.
  6. Desculpem de verdade por usar esse espaço, tenho certeza que tem muitas outras pessoas em situações piores do que a minha e que precisão de muito mais ajuda. Mas como minha amiga Amanda, que amo de coração e ela sabe disso, me pediu para fazer, eu decidi em pedir ajuda de todos aqui. Eu adoro ajudar outras pessoas, amo mesmo, sempre que eu posso e tenho a possibilidade eu me dedico a esse objetivo, mesmo que só seja de uma forma tão simples como palavras ou pelo msn. Bem, mas não podemos ajudar outras pessoas se quem precisa de ajuda somos nós mesmos, e eu estou enfrentando isso. Não sei como pedir, ou explicar para vocês, mas preciso de ajuda, de verdade e de coração de todos, a todos que rezão, a todos que orão ou que simplesmente conversam com seus mentores e que queiram ajudar um amigo ou uma pessoa distante de você. A única coisa que eu queria é um apoio, uma força para o que estou enfrentando, energia ou mesmo luz para eu poder superar esses bloqueios, essas dificultades que infelizmente estou passando. Coisas que parecem tão simples, mas que muitas vezes se tornam tão difíceis para nós. Bem, agradeço de coração a todos que me dedicaram mesmo que um pouco de carinho e todo tido de sentimento de fraternidade. Um grande abraço de luz a todos.
  7. Orion seguinte, sei que falar de erergias e isso e aquilo é muito legal, mas quando temos problemas no fisíco, temos de resolver no fisíco. Mesmo as pessoas te recomendando isso ou aquilo, o melhor mesmo é você ir em um médico, pois pelo que está relatando no seu caso, parece muito mais um caso de depressão. Entre os áudios do site IVA, o Saulo também tem um sobre o tema: http://www.viagemastral.com/audio_in.ph ... m=&ucat=8& Te recomendo de verdade que escute esse áudio e que ele posso te fazer bem, pelo menos te clarear suas idéias, procurar uma ajuda real e fisíca é muito mais importante do que qualquer idéia ou sugestão sem te conhecermos direito. Boa sorte a você nessa situação, desejo mesmo que você fique bem meu amigo. Um grande abraço fraterno.
  8. Dare, desculpa mesmo ter de comentar dessa forma, mas nesse caso é pirataria. Vamos dizer assim, para um site não é legal entende?!
  9. Obrigado a todos, espero que essa mensagem e processo de melhoramento possa ter ajudado a todos.
  10. Sem problema, te mandei por PM meu msn ai converso direito com você. No caso te ajudo, e também podemos conversar para tentar buscar algo que posso te ajudar em vez de ficar tentando adivinhar por aqui. Bem, então até de noite e bom trabalho.
  11. Lara, o que vou dizer depois de ler tudo isso né?! kkkkk Agora que post pessoal hein, digo, além de você ser super elétrica como você mesma diz, e já percebi nos seus tópicos, agora descobri que é louquinha...kkkkk Desculpa a brincadeira, mas eu tenho uma técnica que pode te ajudar sim, mas é complicado explicar em um tópico, além de ser algo pessoal vamos dizer. Faz assim, se puder passa seu msn por MP ai consigo conversar direito com vc ok?! Tava demorando para eu falar com você...kkk
  12. Fico muito feliz com o interesse e a participação de tantas pessoas comentando nesse nosso tópico sobre um tema tão interessante e que desperta tanto nossa curiosidade como a vida dos dois maiores professores que a Terra já teve. Agredeço mais ainda aos comentários de cada pessoa por engrandecer essa nossa discussão com conteúdo e opiniões tão diversas. Para mim é uma grande oportunidade de aprendizado ler todas essas opiniões tão ricas de conteúdo a nível pessoal.
  13. Olá a todos amigos e amigas. Espero que com o pensamento que aqui passo a todos, seja de tanto proveito como está sendo para minha pessoa. Para quem não sabe eu sou médium de psicofonia (consciente), sensitivo e intuitivo. Mas no meu caso eu só recebo visitas, ou melhor, eu não fico evocando espiríto nenhum, deixo que no momento certo com a permissão de Deus e de meu mentor as coisas aconteçam. Certa manhã pedi a Deus (a única vez, que fique registrado) uma visita de um ser bom e evoluído que pudesse me intuir e me elucidar, algo para me ajudar nessa minha encarnação atual e eu ter um "norte", onde seguir e o que fazer, já que a confusão de para onde seguirmos nessa vida muitas vezes se fazem presente para muitas pessoas. Hoje tenho a certeza de que como homem, não sou merecedor de uma visita de um espiríto tão evoluído, e a confirmação de como sou insignificante, fraco e com tantos defeitos ainda a serem corrigidos. A verdade é que só uma frase me veio a minha cabeça depois de uma experiência que foi sem dúvida alguma a mais incrível que já tive em toda minha vida: "Todo homem por mais incrível ou grande que posso ser ou parecer, ainda é só um homem" Para explicar a experiência que tive, a verdade é que precisaria de um outro tópico de tão complicado seria o tema para muitas pessoas. Após esse acontecimento, simplesmente peguei uma folha de papel e comecei a escrever algo até que simples, mas que pode servir de tanta ajuda a tantas pessoas, que o mais correto a fazer é passar adiante. Se foi graças a visita do ser que recebi, se foi uma simples intuição de espirítos que nos acompanhão ou mesmo um pequeno pensamento meu, em nenhum desses casos deixa o conteúdo passado menos importante a todos nós. Eu vou colocar exatamente da forma como foi escrito, assim cada pessoa pode entender da forma como achar melhor. Desejo a todos que reflitam e se possível valorizem essas palavras que são passadas por um amigo, desejando apenas o melhoramento de todos nós, seres com tantos defeitos, mas que infelizmente poucos podem entender ou compreender isso. // Importante é fazer o bem acima de tudo sem esperar nada em troca, Caridade! O egoísmo é o pior que há no homem, é dele a causa de práticamente todo o mal! O objetivo da vida em questão (fisíca, material) é se melhorar como pessoa, ser uma pessoa melhor. -> Sendo assim, o objetivo é melhorar! * A pergunta é: onde posso, o quê posso e como me melhorar? R:Sabendo meus defeitos ou problemas posso procurar corrigi-los e ter a chance de não cometer pelo menos esses erros. 2º Passo: Corrigir, colocar em prática, ser essa pessoa melhor. 3º Passo: Lei da caridade, depois de me melhorar, ajudar meu próximo. 4º Passo: Continuar, sempre se esforçar para manter essa pessoa. Minhas considerações: No 1º passo procurem fazer uma lista franca com todos seus defeitos, não esconder nada de si mesmo e aceitar os seus erros independente de o quanto isso pode ter sido algo ruim. Procure listar todos erros de sua vida, por menor que seja, faça essa lista com calma e apenas para você mesmo. Peça ajuda de seu mentor e de todos espirítos amigos que te acompanham, mas principalmente peça ajuda a Deus para que você possa ver onde foram seus erros e para poder se esforçar de agora em diante em seu melhoramento! Só quando ficarmos de frente aos nosso erros podemos avaliar, e perguntar: "Por quê cometi esse erro? O quê me fez agir dessa forma errada?" Depois de anotado tudo isso, procure avaliar como não agir mais dessa forma, explicando: Se eu agi tal motivo, então agora sei de que forma agir para não cometer novemente esse erro. Olha, desejo a todos que esse pequeno pensamento ajude de coração. Fiquem todos com Deus e que continuemos a nos melhorar para podermos ajudar nosso próximo a todo momento.
  14. Isso ai dare, agora passe adiante....com a perna que não seria mais sua use ela em favor dos outros, use ela para apoiar um amigo e levantar quem hoje está no chão. Um grande abraço de seu amigo.
  15. Bem, esse texto não é meu, e nem venho aqui com o objetivo de ficar lendo opiniões dos outros ou gerar confusão. O único propósito aqui é a reflexão e que cada um chega a sua conclusão. Segue o texto: Buda disse que viver é sofrer; e que o sofrimento é fruto do desejo; e, desse modo, a vitória sobre o sofrimento seria a mortificação do “eu” pela via do desapego a todas as coisas; a tal ponto que o total desapego colocaria a pessoa no estado de iluminação que o Buda alcançou; entrando-se, desse modo, no Nirvana — estado no qual todos os desejos já deram lugar a aceitação, e o ego se dissolveu no todo universal; continuando existente no todo, porém sem consciência de si e sem qualquer pessoalidade. Ou seja: tem-se que dissolver a consciência de si mesmo no todo universal a fim de se ter uma paz que não sabe de si. Ora, apesar disso, tem-se que admitir que Buda afirmou algumas coisas semelhantes ao que Jesus ensinou. Mas há grandes diferenças. Em Jesus o “eu” a ser posto na cruz é o “si - mesmo”, que tem que dar lugar a um eu rendido ao amor. Tomar a própria cruz e seguir a Jesus, não é, todavia, um exercício de desistência do eu, mas sim de sua falsificação, que é o “si - mesmo”. Isto porque para negar a si mesmo, tomar a cruz e segui-Lo —, há uma grande demanda, não de desistência do eu, mas de fortalecimento dele em seu estado mais essencial; pois, somente quando o “si - mesmo” é crucificado é que o eu começa a sua própria jornada sobre a realidade; e não mais sob os auspícios dos desejos ilusórios. Assim, Jesus diz que no mundo se tem muitas aflições. Não diz que viver é sofrer, mas afirma que se tem muita da dor na existência. Seu ensino, todavia, não nos convida para um esforço contra os desejos e paixões que só podem ser vencidos se a pessoa morrer junto e por inteiro em sua pessoalidade. Por isto, ao invés de ensinar a negação como evasão da vida, Jesus ensina o “bom ânimo” como inserção na vida! Sim, ao invés de lutar contra os desejos, Jesus ensina que no mundo há aflições, frustrações, injustiças, iniqüidades, e dor; mas combate tudo isto com “bom ânimo”. Afinal, chega um ponto em que depois de todas as paixões e desejos, a própria existência trata de fazer de quase todo homem um budista sem nem ao menos a evasão para o Nirvana. Por isto, pode-se dizer que depois do Encontro com a Existência, o maior desejo passa a ser de morte; ainda que a maioria não saiba. Daí, sem esperar que a vida esmague ninguém, porém afirmando que as dores são inevitáveis, Jesus manda ter “bom ânimo”; pois, de fato, é o bom ânimo o poder que combate o desejo mais essencial que habita os humanos, que é a pulsão de morte e de suicídio maquiado. Jesus nunca jejuou para matar nada. Seu jejum era para ficar só e concentrar todo o Seu foco humano na tarefa que historicamente começava. Entretanto, Nele não há angustia de ser, como havia em Buda. As angustias de Jesus não são conflitos existenciais, mas reações naturais e humanas frente à dor real e infligida como tortura e morte. Mas não há nenhuma outra angustia Nele. Porque Jesus não “deseja” nada, nunca teve qualquer dos conflitos de Buda. Sim, Buda tem que lutar para se iluminar. Jesus é a Luz. Buda tem um si - mesmo em conflito com seu eu. Jesus é ego-amor. Buda tem que experimentar roteiros e buscar o mais sábio, segundo sua percepção. Jesus é o Caminho. Buda se ausenta da vida e medita. Jesus fica em silencia público trinta anos, medita, e entra na vida em sua plenitude, e com todos. O Buda não chora. Jesus chora. O Buda não ri. Jesus gargalha. O Buda não bebe. Jesus é acusado de ser bebedor de vinho. O Buda se recolhe em reclusão permanente. Jesus manda que jamais se faça assim. O Buda diz: “Meu ensino é como uma balsa para atravessar um rio. Seria loucura, depois da travessia, levar a barca por aí”. Jesus, todavia, não se diz uma balsa para um tempo de travessia, mas diz ser o Caminho onde quer que haja Vida a ser experimentada; seja na travessia; seja em terra firme ou não; seja para aqui, seja para além; seja para a vida, seja para a morte; seja em tempos de angustia ou de paz — Jesus não é temporário. Além disso, é a naturalidade de Jesus e Seu senso de propriedade e bom senso, aquilo que nos mostrar o que significa estar no mundo, vive-lo sem medo, e, ao mesmo tempo, não ser do mundo; porém sem nenhuma evasão. O Buda não venceu o mundo, mas apenas encontrou uma porta de alienação, que antes de tudo é uma Psicologia do Impessoal. Jesus venceu o mundo, pois, nele amou a todos; e se deu por todos; e, antes de morrer por amor, viveu entre os homens, em suas casas, com suas dores, curando-lhes os males, sorrindo com suas alegrias, defendendo-os de inimigos perversos, expulsando demônios e devolvendo as pessoas à família e à vida. Buda diz Não-Eu! Jesus diz: Eu Sou! O caminho da consciência em Buda leva ao mergulho na Inconsciência. O caminho da consciência em Jesus leva a conhecer a Deus como somos por Ele conhecidos. Assim, Buda é um homem querendo paz no Nirvana. Jesus é Deus chamando os homens a Si mesmo; pois, em Jesus, o convite não é para o nirvana-céu, mas para a experiência eterna e crescente na consciência em Deus. Buda queria o caminho da paz e da harmonia, para si e para os outros. Jesus é a Paz. E ele é o Caminho. Assim, como uma criança, digo: Tudo o que Buda desejaria de melhor significaria, na História, ter conhecido a Jesus! Nele, a Quem todos buscam, mesmo quando não sabem.