• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Melch

B-Membros
  • Content Count

    685
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

2 Neutral

About Melch

  • Rank
    Em Corpo Astral (600+)
  • Birthday 05/13/1985

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Legal, fico feliz por sua volta! Estou em recesso nesse momento, tenho certeza que ler relatos como os seus me ajudam a recuperar o tempo perdido, hehehe.
  2. Carluz! Me lembro muito dos seus posts, sempre foram bem esclarecedores e motivadores! Parabéns pela experiência incrível!!
  3. Só posso agradecer por compartilhar seus relatos conosco, Carluz!
  4. Opa Buzzo, quanto tempo meu amigo! Muito legal o relato, deve ser muito bom conhecer lugares assim, com paisagens e pessoas legais onde predominda a simplicidade, obrigado por compartilhar os relatos!
  5. Opa Sandrofabres, desculpe-me o mal entendido! Foi mals, rsrs. Minha percepção anda meio confusa ultimamente, hauhauha, fases da vida... Então, vale a pena pesquisar com os devidos cuidados, como você falou! abração.
  6. Sandrofabres, você não bancou o "sabichão" mas explicou algumas coisas e alertas ao qual agradeço sem falsa humildade; ao pesquisar rapidamente um assunto no google não quiz me destacar mais do que ninguém, só quiz entender o assunto, longe de mim querer esse destaque, a intenção com certeza não foi essa. obrigado novamente pelos esclarecimentos!
  7. Muito interessante. FIz o procedimento deitado em decúbito dorsal e consegui repercussões bem parecidas com EV quando relaxei a respiração; senti o torpor nos lábios e no restante do corpo, escutei sons cranianos, mas, como não estava relaxado o suficiente, não consegui desprender (suposição). Dei uma olhada bem rápida nessa TÉCNICA DE RESPIRAÇÃO HOLOTROPICA que o Sandrofabres postou, parece muito interessante, e ela é associada a música, arte e trabalho corporal, parece que leva a estados alterados de consciência voltados a cura... pelo menos foi o pouco que entendi vendo esse link aqui: http://holotropica.com.br/respiracao-holotropica/ Achei muito interessante mesmo. Vivendo e aprendendo, né? Abraços a todos.
  8. Legal os relatos, Carluz, realmente... projetar é fácil, diria até intuitivo, pois raramente ficamos dentro do corpo físico durante o sono, sempre saímos, damos uma volta, difícil é ter a lucidez necessária para realizar algo de produtivo por lá... ou pelo menos manter a consciência boa para assim o fazer, ainda que inconsciente. Digo por mim mesmo, faço tanta coisa esquisita por lá! Mas quando bate a lucidez e o total controle eu consigo ser útil. Grande abraço a todos.
  9. OPa Buzzo, quanto tempo meu amigo! Feliz que você está bem! Volta a postar aqui teus relatos, é sempre bom manter o contato! Abração!
  10. Que massa, Dri! Acho que você deve ter visitado uma colônia, onde existem as câmaras de esquecimento, deve ser uma preparação, né?, para as vidas futuras... bela experiência, Dri! um abraço!
  11. Opa Eder, é sempre bom ver suas dicas e relatos, tem ajudado um monte de gente por aqui... Realmente, é chata essa questão da dúvida por parte dos céticos mais exaltados... há coisas que não conseguiremos provar, só conseguiremos sentir!
  12. É sempre muito legal ver os toques do Carluz e o que ele posta, vindo dele ou dos amparadores. Obrigado Carluz pelo post e pelo toque consciencial! Uma coisa que reparo é que, quando estou lúcido no corpo físico essa lucidez me acompanha no sono e me projeto... Abraço a todos
  13. Opa boa tarde! Quando li o título do tópico, pensei que era um tópico conservadorista, ledo engano, achei um toque consciencial muito bom (embora não tenha lido as respostas, rsrs). Vou prestar atenção neste site. E realmente, exaurir as energias através do exercício físico deve ajudar bastante! Uma coisa que escutei, da boca do próprio Divaldo em um áudio é que, quando ele se sentia afligido por esse lado sexual e suas necessidades, sua mentora o intuia a ir praticar a caridade. Isso me chamou bastante atenção... realmente, faz todo sentido... tirar o foco do desejo por uma pessoa para lidar com pessoas necessitadas, realmente, deve mudar a perspectiva de vida! Obrigado pelos toques!
  14. Opa Julyanderson, bem legal seu relato, é interessante mesmo a energia que as árvores têm, já senti algo parecido com o que você relatou ao tenta atravessar uma, senti uma vibração bem forte também, vale a pena tentar fazer isso no astral. Abração!
  15. Bom dia! Esta projeção aconteceu durante a madrugada da terça-feira, 10/04/2012. Acordei por volta das 04:00 hs da madrugada sem nenhuma recordação do que aconteceu durante meu sono, então fui dormir novamente; fiquei repetindo mentalmente, amparo extrafísico muitas vezes e pensando na Vovó Preta Velha, no Pai Joaquim, na Tia Neiva, no Ramatís, no St. Germain, no Krishna, em Jesus, em Buda... Fiquei na vigília até acordar já no plano astral com a sensação de estar acordado, estava numa avenida de minha cidade, ainda estava escuro, muita gente bêbada, ainda vi um rapaz vindo em minha direção, me assustando, mas despertei a consciência através do puxão de dedo. O dedo não esticou, reforçando que eu estava no plano físico, mas persisti, mordendo o dedo e esticando, para minha surpresa, esticou, então comecei a volitar, a consciência oscilou e fui parar perto de um supermercado. Fui andando e entrei numa lanhouse, falei com uma senhora que atendia lá e perguntei quanto era a hora, ela disse que tinha que se associar, que ela fornecia uma carteirinha, então saí de lá, estava amanhecendo, fui andando e entrei no mercado, subi as escadas e estava cheio de gente, era uma festa astral, então pensei: "não quero me divertir, quero tentar ajudar no amparo"; fui perguntando se alguém precisava de um passe, de energias, ninguém disse nada, até que um rapaz careca se pronunciou; fomos até uma sala, com mais dois espíritos; o rapaz careca. tinha aparência masculina, mas jeitos femininos, então eu pedi que ele ficasse parado na minha frente e pedi ajuda aos amparadores, então, levantei as mãos até o chacra coronário dele e vi saindo energias de cor violeta e prata das minhas mãos, envolvendo a aura do espírito; nesta mesma hora, enquanto a forma dele mudava vi o cenário ficando branco não sei o que aconteceu, me vieram imagens e esboços da vida passada deste espírito, era como se acessasse suas memórias, com a ajuda de uma vóz que me guiava durante as imagens... percebi que na outra vida dele ele era uma mulher, e tinha um marido bastante bravo e ciumento, a podando de viver sua vida, causando seu sofrimento, com uma certa violência. Nesta hora perdi a consciência, voltando em seguida, um pouco angustiado pelo sentimento ainda estar presente na minha memória, mas creio que consegui ajudá-lo; depois fui parar perto de minha casa, onde nossos vizinhos tem uma barraca de frutas. Lá estava minha mãe com eles tomando café, então me sentei e começamos a comer; mas logo depois a vizinha retirou meu prato afirmando que iria abrir a barraca, então eu, minha mãe e duas garotas entramos em casa, foi o tempo do despertador tocar e me acordei as 06:40 com as lembranças bem fortes em minha memória. Grande abraço.