Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Graciela

B-Membros
  • Posts

    326
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Graciela

  1. Tiago eu também tive um sonho lúcido que acho que foi lá. Só que eu estava em um barco, tipo um iate e ele virou. Consegui vizualizar algumas pessoas na água, mas logo perdi a consiência. Eram tipo 4:00 hs da madrugada.... Acho que temos que vibrar muito e tentar ajudar da maneira que for possível. Alguém tem notícias do Maru? ele está em Tóquio? Abs
  2. Nando Fiz essa técnica a alguns anos, mas deitada sozinha no meu quarto, com escuridão total. Realmente funcionou.. Recomendo a todos. Fugir de seus medos nunca, pois os torna maiores. Encará-los de frente faz com que eles se tornem apenas um detalhe insignificante.... Abraço
  3. Maru que mestiço liiiiindo. Vou mandar um video do meu mesticinho também.... http://www.youtube.com/watch?v=ywJth7BSp6E Abraços
  4. Buzzo Sua irmão se lembrou da projeção também? Se sim deve ter acordado com muuuuita raiva.... Abraço
  5. Erika, na hora eu consegui ver bem o rosto da pessoa e parecia muuuuito com você e ao mesmo tempo a pessoa me sorriu, e eu sorri de volta, então parecia que ela me conhecia. Por isso acho que era você. No próximo a gente confere. BJ
  6. Pessoal, vai minha tentativa: Como foi a sua quarta-feira durante o dia. Conseguiu se manter equilibrado e bem sintonizado com o trabalho da noite? Quarta é f... tentei manter a sintonia mas não deu. - Que horas deitou? 23 hs - Cuidou das energias? Não deu... - Qual técnica fez? Então...fiz a técnica do meu mentor (deixar o serviço só pra ele ). Tive um trabalho meio pesado no Centro Espírita, então quando voltei estava um bagaço mesmo. Ai rezei para ele e disse que gostaria de tentar, mas acho que não ia conseguir acordar (eu estava muito sem energia mesmo, meu corpo perdeu até o calor... ). Então, desmaiei e quando foi 1:00 em ponto eu estava acordada....impressionante, ele me ajudou até a acordar. Então me concentrei por conta e rapidamente senti um EV forte. -Conseguiu sentir as energias? Sim. -Conseguiu chegar lá? Sim, depois do EV, sai do corpo e pedi novamente ajuda de meu paciente e absolutamente tolerante mentor para me ajudar a ir para FN. Na hora senti a sucção nas costas (fui novamente de costas) e sai em alta velocidade. Desta vez cheguei pelo mar, deu para ver claramente a diferenciação de cor das aguas conforme eu ia sobrevoando ele, apesar de estar noite, a visibilidade era muito boa. Vi alguém voando ao meu lado, a uns 10 mts de distância, me parecia ser a SAHAJA, mas não tenho certeza, era uma pessoa bem branquinha e loira como ela. Depois de descer na praia não a vi mais. A praia estava vazia, então mentalizei o grupo e fui levada a um local acima, num planalto com um pedaço gramado. Lá tinha muitas pessoas, elas pareciam perdidas pois não conversavam umas com as outras, mas não me lembro de ter reconhecido ninguém. Mas me lembro de ter conversado com um rapaz que se identificou como CEZAR, acho... Depois só me lembro de ter voltado. Ai senti a entrada no corpo era 2:00, tentei sair de novo, consegui mais umas 3 saídas, mas sem conseguir me afastar, então voltei a dormir. O que tenho notado é que tenho conseguido ir sempre, mesmo dando uma de preguiçosa que nem ontem, meu mentor tem me ajudado muito, então deve render muitos frutos futuros pois o plano espiritual parece estar trabalhando a favor disso. Mas ao mesmo tempo notei que há, pelo menos para mim, muita dificuldade de me manter muito tempo lá. Talvez pelo ambiente denso? Realmente não sei. Se alguém tiver um palpite me diga. MAS ESPERO ANSIOSA OS RELATOS E O PRÓXIMO ENCONTRO.. Abraços a todos.
  7. Luna não é tão ruim ter fama de maluca na família, experiência própria, ai você acaba até ganhando mais liberdade...ninguém te responsabiliza de nada E a gente se acostuma abraço
  8. Valeu, gente. Já estou me sentindo mais jovem....mas não ligo muito para esse lance de idade, ela não me assusta Sahaja, eu ainda não consigo ver a foto também...aparece para nós um sapinho dentro de um cubo de gelo escrito DOMAIN UNREGISTERED. Acho que seu programa é incompatível. Abraços
  9. Erivelto você não faz amparo extrafísico, mas passa, pelo que vejo no fórum, muitos ensinamentos espíritas valiosos. E, suponho, deve trabalhar em amparo encarnado, em Centro Espírita? Acho que isso já basta para chamar a atenção de entidades opositoras. O melhor a fazer é seguir cada vez mais forte no trabalho e manter as vibrações altas. Abraço
  10. Eu tava viajando, sem net.... Quando sair para dowload alguem me avisa....
  11. Gente, não riam...vocês são todos lindinhos e ainda não tem rugas, então lá vai as minhas... http://www.youtube.com/watch?v=UP6HGPPyQ4Q Até people....
  12. Erivelto, adorei os slides. Acabei de ler este livro essa semana e quando vi seu post entrei correndo para ver, foi um ótimo complemento. Valeu...
  13. - Como foi a sua quarta-feira durante o dia. Conseguiu se manter equilibrado e bem sintonizado com o trabalho da noite? Quarta feira tranquila, mas como eu tinha uma viagem marcada para hoje em que eu iria dirigir tipo 12 hs seguidas, então a concentração específica para o encontro não foi possível - Que horas deitou? (Lembrando que o encontro é a partir da 1 manhã.) às 23 hs - Cuidou das energias? Sim, consegui tirar um tempo para fazer a TECNICA DE ABERTURA DO FRONTAL E ENERGIZAÇÃO, que é a que mais me adapto, pela tarde. Mas à noite deu o mó toró aqui e eu estava a caminho do Centro espírita. Encontrei 3 acidentes feios no caminho, a cidade veio abaixo. Então ai qualquer trabalho de energização e equilibrio foi por água abaixo... - Qual técnica fez? Mesmo assim, acordei às 1:20 e fiz a técnica compacta 3. - Conseguiu sentir as energias? Senti EV's fortíssimos. Saia do corpo cega e voltava. Ai EV de novo...foram umas 4 vezes até sair de vez. -Conseguiu chegar lá? Cheguei em uma praia que estava muito escura, mas com mar calmo. Conversei com uma pessoa, mas não consigo me lembrar quem nem o quê. Só me lembro disso. Depois vi uns cavalos na beira do mar. Mas neste ponto já estava sem lucidez. Ai voltei... Infelizmente as tensões antes de dormir me prejudicaram. MAS ESTOU ANSIOSA PELO PRÓXIMO E PELO RELATO DE TODOS. ABRAÇOS
  14. Larinha gostei dos vídeos, agora se a gente se encontrar em FN já vou te reconhecer...deveríamos tomar isso como regra.... bj
  15. Larinha, o Alison está certíssimo. Eu tive meu 'chamado' (falo assim para parecer mais dramático.... ) eu estava já em um estado mental deplorável. Penso que se não seguisse o trabalho mediúnico e levando em consideração meu trabalho para ganhar 'dindin' aqui na terra (sou financeira e mexo com bolsa de valores) eu já estava no manicômio a um tempão... Minha mãe também é médium e foge disso como o diabo da Cruz....isso resulta em um excesso de energia que pode gerar problemas físicos graves, doenças mesmo. E no caso dela gerou, a vida inteira, de infarto sem obstrução de nenhuma veia (foi causado por um dobramento de artéria ) a feridas nas pernas que aparecem do nada e nenhum médico sabe o que fazer a respeito...Sem contar os obsédios constantes, que são até benéficos, pois os médiuns acabam tendo um acúmulo de energia maior, para usar em trabalho, e se não usam podem se reverter em males para o próprio corpo. Então um 'vampiro' até ajuda neste caso. Mas pensando pelo lado dos clarividentes,deve ser bem difícil conviver e se adaptar com isso, né? Abraço
  16. Oi Larinha, então, minha mediunidade é semi consiente. Quando estou em trabalho o espírito consegue controlar meu corpo. O guia do CE fala que é tipo um desdobramento de minha parte, meu perispírito sai e o espírito comunicante assume. Segundo ele ajuda em alguns casos como choque físico para o comunicante. Ai eu, estando conectada ao meu corpo acabo sentindo até os resquícios de dor que o espírito ainda carrega e por isso acabo por descobrir de que ele morreu só por isso. Segundo os dialogadores, minha voz muda tb. mas depois do trabalho, me lembro de muito pouca coisa referente à comunicação. Sentir a energia do espírito eu sinto, inclusive se ele está triste, com raiva. Mas saber como é fisicamente não. Tenho a visão muito restrita... Abraço
  17. Simone sou médium de psicografia e posso falar por mim. Quando recebo uma psicografia, ouço mentalmente o 'ditado' do espírito, mas não tenho o movimento de minhas mãos, portanto não tenho condição de mudar o que está sendo escrito à minha maneira (no meu caso o espírito escreve). Depois de o espírito se ausentar, eu não tenho mais lembrança nenhuma do que foi escrito, então realmente são eles que escrevem. Mas, na maioria delas, o trabalho de conexão entre médium e espírito é muito mais difícil que na psicofonia,então somente o necessário é escrito, ai as cartas ficam com cara de bilhetes de 'estou com saudade'. Com perfeição, somente o Chico Xavier... Talvez vocês e sua mãe estejam bem e não houve necessidade por parte dela de dizer nada mais além de passar o amor dela para vocês. Como sabemos que o controle está com eles, em nosso centro nós não perguntamos nada para ninguém, se vem uma carta, informamos o nome do espirito e a pessoa interessada termina o reconhecimento. Para mim é fácil te falar que elas são reais, mesmo as ditadas para médiuns consientes (que ouvem e escrevem, sem haver uma 'incorporação'). Acho que se ela te fez bem, como a Larinha falou, acredite e siga em frente. Veio de pessoas com intuito de ajudar. Espero ter ajudado Abraço
  18. Blue acho que esta história não termina por ai...vai cuidando das energias que talvez um amparo mais denso te espera... e seguremos a ansiedade.... Beijo PS. O que vc fez quando viu seu corpo? Conseguiu segurar a ansiedade? Eu dei mó show na primeira vez
  19. Ela é tudo de bom, né...e até eu me assustei como a música dela veio em minha cabeça no momento de desespero e como me acalmou. Acho que deve ter alguma mensagem subliminar na letra, sei lá... Abraço
  20. Por várias projeções fui parar em um tipo de cidade espiritual de vibrações baixíssimas. Fiquei muito tempo sem entender o porquê daquilo, eu ia, andava e observava, só, ESTRANHO. Eu estava sempre acompanhada por mais 2 pessoas, que eu plasmei como se fosse meu filho e meu marido. Mas na projeção, apesar da aparência deles eu tinha consiência que não eram 'realmente' eles. Era uma cidade de terra vermelha no chão, sem asfalto, sem plantas (nenhuma). As casas eram de tijolos, mas meio caindo aos pedaços. Casas geminadas e muito pequenas, a maioria sem muros. Mas a qual eu fui levada, tinha muro e portão, mas este com marcas de tiros e enferrujado. As pessoas desta cidade, que para mim é um tipo de umbral, andavam como se estivessem perdidas, mas suas feições eram sarcásticas ou muito tristes. Havia pessoas com curativos e muitas mancas, com tipo de bengalas. Lembro que nas 2 primeiras vezes que fui lá projetada perdi a lucidez rápido. Numa terceira vez, mantive a lucidez e foi a primeira vez que cheguei na frente da casa que eu devia ir. Na quarta projeção, entrei na casa e tive contato com alguns moradores. Conversei com dois rapazes, eram um casal, eles falavam em tom ameaçador e citavam o quanto aquele lugar era ruim. Durante a conversa, uma criança ficava tacando um graveto em mim, com aquela cara sarcástica. Minha vibração baixou a tal ponto que tomei o pauzinho da mão da criança e joguei longe. Mas cai em mim e fiquei com muito remorso, peguei o graveto de novo e devolvi para o garoto. Rapidamente fechei o portão e comecei a chorar. Eu estava me sentindo em desespero. Neste ponto comecei a cantar uma música que adoro (A CASE OF YOU da JONI MITCHELL) e me acalmei (até hoje ouço esta música para me acalmar). Voltei chocada por ter perdido o controle. Dias depois, pela tarde, senti um sono impossível de resistir. Por sorte estava de folga, então fui para cama. Deitei e me projetei rapidamente. Fui para lá de novo, com meus 2 amigos, mas desta vez sabia o que fazer... Fui direto para aquela casa. Lá encontrei um senhor que aparentava uns 90 anos, mas seu rosto era muito sofrido, chegava a ser meio cadavérico. Olhei para ele e falei: '...oi vô...' Ele não era realmente meu avô, mas foi uma maneira carinhosa de tratá-lo. Peguei na mão dele e o conduzi para vir comigo. A partir dai, voltei meio acabada. Fiz a técnica energética de absorção e consegui me recuperar. Fiquei sem entender nada, mas estava me sentindo como se meu dever tivesse sido cumprido. Estava muito satisfeita à noite eu tinha trabalho no Centro espírita e o primeiro espírito que veio se comunicar era ele. Ele falou que estava em desespero e que foi resgatado. Falou de onde veio e que tinha muito medo de voltar para lá. Deu todos os detalhes do resgate e do local. Estava em um estado deplorável com muitos remorsos e tristeza. Ele ainda está em tratamento lá. Mas já está mais calmo. Já tive projeções em que eu encontrava o espírito já recuperado no CE após a recuperação, mas foi meu primeiro resgate em projeção. Foi uma experiência única que me prova cada vez mais a importância das projeções para amparo. Abraço
  21. Teósofo, eu compartilho do palpite que não era uma entidade que estava te vampirizando, talvez até o oposto. Você acordou depois meio fraco ou normal? Me aconteceu algo parecido a um mês. Eu estava doente e tive uma projeção muito lúcida. Sai do corpo e vi um aparelho que parecia um rádio móvel (tipo 'walkie tokie' profissional) ligado ao meu corpo físico pulsando na batida do meu coração. Fiquei assustada e uma entidade ao meu lado ergueu as mãos na minha direção pedindo para que eu me acalmasse. Eu me acalmei e voltei. Por incrível que pareça, estava me sentindo melhor. Será que esta entidade não estava te mandando energia extra para algum trabalho ou dificultade que você viria a ter durante o dia? Abraço
  22. Estarei novamente tentando. VAMOS TODOS TENTAR E POSTAR MESMO SE NÃO CONSEGUIRMOS...ESTÁ HAVENDO UMA GRANDE PREPARAÇÃO ASTRAL PARA ESTES ENCONTROS, EU ACREDITO QUE SERÁ A CHANCE DE MUITOS PROJETORES CHEGAREM AO AMPARO QUE TANTO DESEJAM. VAMOS EM FRENTE SEM ESMORECER. NOSSOS IRMÃOS NOS ESPERAM E HÁ MUITO A SER FEITO. ABRAÇOS A TODOS E COM FÉ NOS ENCONTRAMOS LÁ.... VOU SER A LOUCA COM SENHA ESTRANHA.... ATÉ LÁ AMIGOS
  23. Pessoal Quanto ao teste que o Giu propôs, talvez muitos de vocês esqueceram do ENCONTRO ASTRAL DE FERNANDO DE NORONHA onde já houve encontros de projetores aqui do fórum e há um trabalho sendo executado lá para receber estes encontros. Uma experiência fantástica e com fins não de testes (acaba sendo usado como testes também) mas de amparo e aquisição de conhecimentos, auxílio a outras pessoas. Algo muito mais válido, em minha opinião. Giu,o encontro é quinzenal e dia 16 agora haverá um. Uma chance de aquisição de dados para seu teste. Acho que por tudo que você disse, não custa tentar. Abraço
×
×
  • Create New...