Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Demetrioxray

B-Membros
  • Posts

    120
  • Joined

  • Last visited

About Demetrioxray

  • Birthday 11/23/1984

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

Demetrioxray's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

0

Reputation

  1. De certo o NING é uma ferramenta bem mais interativa. Porém este modelo de fórum em PHP conquistou um espaço, no que chamo de, "cultura digital" dos internautas. Haveria apenas UMA possibilidade do NING ter "pegado", se o IVA não tivesse um site bem estruturado. Mas já que há um site muito bom a disposição do brotheres, o NING tornou-se obsoleto. Mas, a tentativa foi válida! Como já diz o ditado(que criei agora)... "Quem não tenta não consegue..." uhaehuaeuh Mó paia... Urrul.
  2. 27/12/2010, 4h05min Duas horas da manhã fui me deitar e pratiquei energias ouvindo o audio 4 da técnica completa do IVA. Como de praxe peguei no sono antes mesmo do exercício de EV. Porém acordei por volta das 3:50 sentindo o meu corpo astral entrando no meu corpo físico (que sensação massa) e vi-me em catalepsia. Fique tranquilo, esperei a catalepsia passar e deitei-me de lado na intenção de dormir. Ao relaxar para dormir senti o 'velho EV de guerra', forte que parecia que eu estava com os 10 dedos, cada um dentro de uma tomada diferente e com os 2 pés dentro de uma bacia cheia d'água! Um EV daqueles que treme até a última célula do solado do pé! Senti perfeitinho o meu corpo decolando e sendo levado, sensação gostosa. Fui levado à beira de um campo onde haviam alguns garotos que ali acabavam de sair de uma pertida de futebol americano. Então eles, de um em um, lançavam bolas pra mim como testando se eu iria conseguir segurá-las, e então passavam correndo ao meu lado. E a cada um que passava eu dava um cordeal 'muito obrigado'. E projetado eu percebi que nas primeiras bolas que me eram lançadas eu sentia um baita dificuldade em acompanhar a trajetória e na primeira eu nem mesmo consegui segurá-la, ficando no limiar da perda de lucidez. Já nas últimas bolas lançadas eu conseguia facilmente acompanhar a trajetória e segurá-las sem medo de perder a lucidez. Logo após fui levado a um local aonde havia uma árvore seca com alguns galhos secos e em alguns galhos uma fita vermelha amarrada na ponta. E próximo à árvore haviam duas facas meio enferrujadas, e eu senti uma intuição que me falava para acertar os galhos secos que tinham uma fita na ponta. E assim o fiz. Porém percebi que, mais uma vez, a perda de minha lucidez ficara no limiar no momento em que projetei uma primeira ação contra um daqueles galhos secos. E na medida em que ia 'treinando' percebia que conseguia não só acertar os galhos com mais facilidade, mas o mais importante, manter-me lúcido. Logo após recebi uma intuição de que cortasse uma parte do tronco daquela árvore seca, e assim o fiz. Ao cortar vi uma imagem que me emocionou bastante, ali, do tronco daquela árvora seca brotava uma nova muda, cheinha de vida! Ao emocionar-me com essa cena eu fiquei novamente no limiar da perda de lucidez, mas 'segurei a onda' e mantive-me lúcido, então fui intuido a olhar para trás e bem próximo havia um balde e uma torneira. Enchi aquele balde com água, e agoei o pé daquele tronco seco mas com uma broto cheio de vida que ali nascia. Finalmente voltei para o meu corpo. Eu percebo todos estes processos pelos quais passei hoje, fora do meu corpo, como sendo 'deveres de casa' passados pelo meu mentor para que eu aprendesse a manter-me lúcido. Percebi que foram exercícios básicos para que eu consiga me sustentar lúcido fora do corpo com mais frequência. Exercícios simples assim como os que são lançados à uma criança quando aprendendo a andar, nadar, escrever... Alguns dos senhores já tiveram uma experiência parecida onde passaram por exercícios básicos aplicados pelos mentores? Creio que passei por esse 'dever de casa' por ter um baixo poder de lucidez. Mas depois dessa sinto-me mais preparado. Abraço para todos vocês! Paz e serenidade pra todos! Demétrio Mello Fortaleza, 27 de Dezembro de 2010.
  3. É... eu também, quando olho fixamente no espelho, consigo ver uma camada branca enfumaçada ao redor de mim. Outra curiosidade é que quando olha-se fixamente por alguns segundos para o céu azul enxerga-se centenas de pontinhos brancos "correndo" e deixando um rastro branco luminoso. Li num livro que esses pontinhos são energia imanente.
  4. Esses netbooks... Como dizem aqui no Ceará (não sei se no resto do país também): Isso é problema de junta... Junta tudo e joga no mato! Até o usuário. Ô Luanzim meu querido, se você tiver um pen-drive, tenta salvar o arquivo direto no pen-drive e rodar dirato dele.
  5. Os EVs que sinto sempre chegam entre 3 e 5 da madruga. Eu acordo e começo a sentir sem praticar nada. Aliás... estava lendo que a volta pro corpo pode também instalar um EV. Então esse EV que sentimos de madrugada de forma involuntária e sem exercitamos anteriormente pode ser consequência de um regresso ao corpo após um trabalho no astral do qual não guardamos lembrança.
  6. hum... essa questão de EV involuntário me deixa curioso sob o seguinte aspecto: Eu, antes de conhecer PA e estudar sobre bioenergias, nunca havia sentindo nada parecido com um EV. No entando, nestes últimos 3 meses, desde quando comecei a estudar PA e as energias tive por diversas vezes e venho tendo EVs "involuntários", onde em dois destes consegui decolar e me projetar(já postei as duas experiências nos relatos). Então, até onde, um EV "involuntário" é realmente involuntário? Isso não seria mais como uma matéria exata em que estuda-se para entender e pratica-se para aprender e assimilar?
  7. Caramba, que massa Graciela.! Fico feliz por você. E creio que você deva ter aprendido muito com essa experiência.
  8. Assina o canal viagem astral do youtube que quando ele posta qualquer coisa nova logo a notícia chega no e-mail.
  9. e ae moçada... valew pelo incentivo! A parada é essa mermo... hehehe E aê Sonic, sim, os vídeos dos relatos do Esagui no Youtube são ótimos, nos entusiasma a continuar a jornada.
  10. Vamos lá... vou tentar responder certinho. Uma projeção certamente foi. Se foi consciente aí só você pode responder brother. O que eu posso lhe dizer por experiência própria, e uma foi bem recente, é que quando você se projeta com consciência você não tem a mínima dúvida disso. Se você não tem tanta certeza talvez você estivesse semi-consciente ou não rememorizou a sua condição ao voltar pro corpo. O bom é que o fato de você entender todo o processo fará com que da próxima tu tenhas mais controle e possa rememorar mais. Acho que é isso... Abraço!
  11. [2] Aqui em Fortaleza as filas para ver os filmes dos Trapalhões sempre dobravam no mínimo duas esquinas do quarteirão do cinema.
×
×
  • Create New...