Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

~João~

B-Membros
  • Posts

    92
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by ~João~

  1. Olá Lucas! Você tem passado pelo que chamamos de catalepsia projetiva. Está certo em tentar ficar calmo, precisa agora tentar entrar numa boa sintonia e tentar aproveitar a projeção. Tenho certeza que você vai encontrar vários esclarecimentos com o material do IVA e aqui no GVA, principalmente com os áudios dos cursos. Aqui está o primeiro deles: http://www.viagemastral.com/site/basico/ Abraço!
  2. Eu também não sei se captei exatamente o que o amigo quis dizer com "EU SUPERIOR". A nossa essência, basicamente falando, é a nossa mente, a consciência pura. É possível fazer uma projeção que vá além da dimensão astral, que vá até a dimensão mental por exemplo, mas o nosso corpo físico já é débil para rememorar o que acontece no astral, imagine então no mental. É muito volume de informação que vem de lá e pouca capacidade de "tradução" dessa informação pelo nosso corpo físico limitado. Podemos até chegar lá, mas lembrar disso no corpo é muito difícil.
  3. "devagar e sempre!" "apaixone-se pela vida!" quero recomendar um livro pra te ajudar na elevação dos sentimentos e pensamentos: "O Poder" (é da mesma autora de "O Segredo", espero que não tenha preconceito quanto a livros de auto-ajuda!) Abraço!
  4. A energia do encarnado é muito forte, pode se afigurar de forma estranha para o desencarnado, também por causa do cordão de prata. André Luiz comenta em um de seus livros (creio que Nosso Lar mesmo) a estranheza dele ao ver dois "seres" estranhos envoltos em uma luz, e seu instrutor explica que eram duas pessoas encarnadas mas fora do corpo físico.
  5. Eu consegui depois de um ano levando o estudo mais a sério, saí do corpo, atravessei a sala e pulei pela janela! (moro em casa, ou seja, no térreo!). Depois que eu tava lá fora, eu quis voltar e dar uma olhadinha no meu corpo pra confirmar a projeção, erro meu! Acabei sendo puxado de volta pro corpo quando olhei para a cama! (pensar no corpo dá nisso)
  6. Olá! Escrever faz bem, para desabafar, para organizar os pensamentos, para melhor analisar uma situação, mesmo quando não mostramos pra ninguém o que escrevemos A oração ajuda sim naquilo que chamamos de sintonia. Ouvir uma música suave ou fazer uma leitura espiritualista antes de se deitar também ajudam. E estudar sempre, o crescimento espiritual não pára nunca! Abraço!
  7. A "descarga elétrica" pode ser o próprio estado vibracional alcançado através das técnicas. É difícil saber se a projeção é "patrocinada" por um mentor ou se é você mesmo que tem certa facilidade para sair. Mas não se prende não! Você já tá decolando, e quer voltar porque? Tenha medo não, vai lá fora ver de qualé a parada hehe Vai lá descobrir mais sobre você mesmo. Abraço!
  8. O problema da visão também pode ter a ver com a proximidade do corpo, como se vc ainda ficasse "entorpecida" pela influência do corpo. E outra coisa, pensar no corpo faz você voltar pra ele, na próxima vez sai e deixa ele pra lá, pra quê corpo? hehehe Abraço!
  9. oi aleff! Sim, o estado vibracional é uma vibração bem forte no corpo. A comunicação fora do corpo se dá muito na forma de pensamento, que interpretamos como linguagem, mas essa comunicação mesmo não precisa de uma linguagem específica, é como que por telepatia, você pode se entender com um japonês, contanto que ele esteja lúcido e com a intenção de se comunicar, (e não apenas murmurando palavras para si mesmo). Abraço!
  10. VectorD, é o seguinte, no momento em que você já se sente leve e até mesmo fora do corpo, você pode tentar movimentar seu braço, você vai saber se está liberto mesmo, e caso esteja, determine mentalmente a direção que quer tomar, pode ser a direção da porta da rua, outro aposento da sua casa, etc. O que vai te dar movimento é o seu pensamento, a sua vontade. Outra forma é determinar um local para ir, antes mesmo de se deitar, e antes de fazer as técnicas, mentalizar o local e focar o seu desejo de ir até lá. E quando se perceber fora do corpo, expressar esse desejo novamente. A sua vontade vai te levar até lá. Abraço!
  11. Achei esse vídeo antigo do Waldo Vieira e achei muito bom, dá pra dar uma sacudida nos preguiçosos tipo eu (e sem vergonha pra reconhecer). Pra mim serviu como um bom chamado para levar mais a sério o estudo para o auto-conhecimento e a projeção astral:
  12. Poxa esse tema é muuuito legal, mas como já disseram aí, o tamanho pequeno e a cor cinza da font atrapalham um pouco a leitura. Se der pra aumentar um pouquiinho e mudar a cor pra preto vai ficar 100% Abraço!
  13. Tenho certeza que o carinho emanado de milhares de pessoas pelo mundo afora deve estar ajudando a ela nessa passagem.
  14. Importante. A Organização Mundial da Saúde já considera a depressão o mal do século.
  15. Se você quer que todos os chakras principais girem em sentido horário, então o frontal também deve girar em sentido horário Nesse áudio da técnica de clarividência, não há "giramento", há apenas uma luz para ser visualizada (e sentida, na medida do possível). Quando eu faço alguma técnica de limpeza de chakras,eu não faço eles rodarem, eu "desenho" mentalmente o símbolo do infinito (aquele 8 deitado). Funciona para eu sentir o chakra. Acho que é praticamente um giro anti-horário e horário ao mesmo tempo. Abraço!
  16. Achei esse vídeo muito bacana, e quando vim aqui no fórum postar, me deparei com esse novo visual maravilhoso, e por "coincidência", o vídeo tem a ver com esse novo tema do GVA. Abraços!
  17. – E os anjos de guarda? – inquiri. Diante da surpresa que assomou ao semblante do nosso orientador, acentuei, reverente: – Perdoe-me, mas ainda sou estudante incipiente da vida espiritual. Os anjos de guarda estão em nossa esfera? Clarêncio encarou-me, admirado, e sentenciou: – Os Espíritos tutelares encontram-se em todas as esferas, contudo é indispensável tecer algumas considerações sobre o assunto. Os anjos da sublime vigilância, analisados em sua excelsitude divina, seguem-nos a longa estrada evolutiva. Desvelam-se por nós, dentro das Leis que nos regem, todavia não podemos esquecer que nos movimentamos todos em círculos multidimensionais. A cadeia de ascensão do espírito vai da intimidade do abismo à suprema glória celeste. Ligeira pausa trouxe paternal sorriso aos lábios do instrutor, que prosseguiu: – Será justo lembrar que estamos plasmando nossa individualidade imperecível no espaço e no tempo, ao preço de continuadas e difíceis experiências. A idéia de um ente divinizado e perfeito, invariavelmente ao nosso lado, ao dispor de nossos caprichos ou ao sabor de nossas dívidas, não concorda com a justiça. Que governo terrestre destacaria um de seus ministros mais sábios e especializados na garantia do bem de todos para colar-se, indefinidamente, ao destino de um só homem, quase sempre renitente cultor de complicados enigmas e necessitado, por isso mesmo, das mais severas lições da vida? Porque haveria de obrigar-se um arcanjo a descer da Luz Eterna para seguir, passo a passo, um homem deliberadamente egoísta ou preguiçoso? Tudo exige lógica, bom-senso. – Com semelhante apontamento, quer dizer que os anjos de guarda não vivem conosco? – Não digo isso – asseverou o benfeitor. E, com graça, aduziu: – O Sol está com o verme, amparando-o na furna, a milhões e milhões de quilômetros, sem que o verme esteja com o Sol. O apontamento de nosso orientador impunha-nos graves reflexões e, talvez por esse motivo, o silêncio tentou apossar-se do grupo, mas Clarêncio, reconhecendo que o assunto demandava elucidação mais ampla, continuou: – Anjo, segundo a acepção justa do termo, é mensageiro. Ora, há mensageiros de todas as condições e de todas as procedências e, por isso, a antigüidade sempre admitiu a existência de anjos bons e anjos maus. Anjo de guarda, desde as concepções religiosas mais antigas, é uma expressão que define o Espírito celeste que vigia a criatura em nome de Deus ou pessoa que se devota infinitamente a outra, ajudando-a e defendendo-a. Em qualquer região, convivem conosco os Espíritos familiares de nossa vida e de nossa luta. Dos seres mais embrutecidos aos mais sublimados, temos a corrente de amor, cujos elos podemos simbolizar nas almas que se querem ou que se afinam umas com as outras, dentro da infinita gradação do progresso. A família espiritual é uma constelação de Inteligências, cujos membros estão na Terra e nos Céus. Aquele que já pode ver mais um pouco auxilia a visão daquele que ainda se encontra em luta por desvencilhar-se da própria cegueira. Todos nós, por mais baixo nos revelemos na escala da evolução, possuímos, não longe de nós, alguém que nos ama a impelir-nos para a elevação. Isso podemos verificar nos círculos da matéria mais densa. Temos constantemente corações que nos devotam estima e se consagram ao nosso bem. De todas as afeições terrestres, salientemos, para exemplificar, a devoção das mães. O espírito maternal é uma espécie de anjo ou mensageiro, embora muita vez circunscrito ao cárcere de férreo egoísmo, na custódia dos filhos. Além das mães, cujo amor padece muitas deficiências, quando confrontado com os princípios essenciais da fraternidade e da justiça, temos afetos e simpatias dos mais envolventes, capazes dos mais altos sacrifícios por nós, não obstante condicionados a objetivos por vezes egoísticos. Não podemos olvidar, porém, que o admirável altruísmo de amanhã começa na afetividade estreita de hoje, como a árvore parte do embrião. Todas as criaturas, individualmente, contam com louváveis devotamentos de entidades afins que se lhes afeiçoam. A orfandade real não existe. Em nome do Amor, todas as almas recebem assistência onde quer que se encontrem. Irmãos mais velhos ajudam os mais novos. Mestres inspiram discípulos. Pais socorrem os filhos. Amigos ligam-se a amigos. Companheiros auxiliam companheiros. Isso ocorre em todos os planos da Natureza e, fatalmente, na Terra, entre os que ainda vivem na carne e os que já atravessaram o escuro passadiço da morte. Os gregos sabiam disso e recorriam aos seus gênios invisíveis. Os romanos compreendiam essa verdade e cultuavam os numes domésticos. O gênio guardião será sempre um Espírito benfazejo para o protegido, mas é imperioso anotar que os laços afetivos, em torno de nós, ainda se encontram em marcha ascendente para mais altos níveis da vida. Com toda a veneração que lhes devemos, importa reconhecer, nos Espíritos familiares que nos protegem, grandes e respeitáveis heróis do bem, mas ainda singularmente distanciados da angelitude eterna. Naturalmente, avançam em linhas enobrecidas, em planos elevados, todavia, ainda sentem inclinações e paixões particulares, no rumo da universalização de sentimentos. Por esse motivo, com muita propriedade, nas diversas escolas religiosas, escutamos a intuição popular asseverando: – “nossos anjos de guarda não combinam entre si”, ou, ainda, “façamos uma oração aos anjos de guarda”, reconhecendo-se, instintivamente, que os gênios familiares de nossa intimidade ainda se encontram no campo de afinidades específicas e precisam, por vezes, de apelos à natureza superior para atenderem a esse ou àquele gênero de serviço. Chegávamos ao Lar da Bênção e os esclarecimentos do instrutor represavam-se em nossa alma, por inesquecível preleção, compelindo-nos a grande silêncio. Entre a Terra e o Céu - Francisco Cândido Xavier - por André Luiz
  18. Oi Lu! Sabe aquela frase "não estamos sós"...? então, é tipo isso... às vezes tem um coleguinha espiritual que visita ou mora com a gente sem a gente saber, mas a gente não deve se assustar com isso... O medo é um dos maiores obstáculos, por isso o Saulo trata desse assunto em alguns dos áudios dos cursos de projeção. O negócio é tentar tirar essa impressão assustadora através do estudo e do bom-humor, como estou tentando fazer aqui... O que eu fiz uma vez e deu certo foi, quando eu percebi que estava no iniciozinho da projeção, já tentei sair de casa bem rápido, sem me importar com mais nada, como se eu saísse correndo e só parasse uma vez que já tivesse passado da porta. Mas eu fiz isso tb pq sei que ficando perto do corpo, ele pode te puxar de volta... Você pode conseguir se projetar de dia sim, contanto que vc more numa vizinhança tranquila pra não te atrapalhar... Isso vai te ajudar a não ter medo, porque vai estar claro e tal, mas vc tb não pode deixar de tentar perder o medo nas projeções noturnas! Bom feriado! Abração!
  19. Realmente, fora do corpo as coisas são diferentes, os objetos, as paredes, etc. O tempo também é diferente, não dá pra dizer que vc regrediu no tempo... olhar no relógio realmente não é uma boa opção pra comprovar a projeção... Quanto a não ter EV, pra te falar a verdade, as poucas vezes que saí do corpo foram sem EV, eu tava dando umas "pescasdas", dormindo e voltando, quando me percebi desencaixado... digamos que é a técnica do soneca hehehe (superei todas as "baianices" com essa agora hehehe brincadeira), me parece que foi mais ou menos assim com você também, acordando e voltando a dormir repetidas vezes... Quando voltamos pro corpo, às vezes é difícil manter exatamente a memória de tudo que vimos. Talvez a pessoa que vc viu não seja seu pai... Mas também poderia ser seu pai sonhando, sem lucidez... Enfim, continue com as experiências e as descobertas Abraço!
  20. ~João~

    Olá...

    Bem vinda, Natti! Qualquer coisa, é só postar lá na sessão de "dúvidas"! Abração!
  21. Bem vinda! Acabei de responder seu outro tópico! Abração!
×
×
  • Create New...