Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

kassioms

B-Membros
  • Posts

    62
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by kassioms

  1. Eu sei que o tópico é meio antigo mas não posso deixar de falar.

    Sou evangélico e sei bem o que é este preconceito, mas vou deixar uma palavra aqui para meus irmãos.

    Certa vez um discípulo (termo usado para uma pessoa que pertence ao meu grupo) perguntou para mim assim: No meio de tanto crente carnal e coisas pecaminosas entrando na igreja, como definir o verdadeiro cristão?

    Respondi: A palavra cristão significa Cristo+Homem, não há cristão sem Cristo e muito menos sem Homem. O verdadeiro cristão é aquele que vive e passa amor, mas amor verdadeiro incluindo tolerância, paciência, respeito... Se você ver alguém que se diz cristão mas toma certas atitudes impensadas como as citadas neste tópico, não são cristãos, são pessoas que se escondem atrás da religião se achando superior a tudo e a todos. Seja tolerante e amoroso com este tipo de pessoas pois, como diz o Saulo, não há ninguém que não precise de amparo mas, existem alguns que estão mais a vontade (espiritualmente), e devem ajudar aqueles que precisam.

    Não concordo em ser Doutrina o motivo dessas atitudes, pois não é isso que é passado em nossas igrejas, isto é puro preconceito.

    Paz e luz para todos vcs.

  2. Como diz o grande poeta Pedro Bial:

    "Estamos de volta..." (só para constar, eu não assisto Big Brother viu)

    E aê gente da paz, eu até gostei do Ning mas, como somos uma família, estou junto para onde forem. Quem sabe agora eu conheça um pouco melhor o antigo ::O ... o novo :( ... o atual forum (pois não tive tempos de conhecê-lo).

    Parabéns Saulo, navegar é preciso, então conte comigo na próxima aventura.

    Paz e luz para todos.

    Kássio Melo :C

  3. a bíblia é importante pra quem sabe ler

    Taí, gostei da frase. Reflete exatamente o que estou passando.

    Esta semana fui chamado para ministrar na terça a noite, no sábado a noite, no domingo pela manhã e domingo a noite. Isso NUNCA aconteceu comigo, todas essas ministrações são na minha igreja, na terça fiz uma prece aos mentores e pedi que direcionassem minhas palavras e me dessem uma luz sobre o que falar. Falei sobre o EU interior e como se livrar de atitudes que ficam em nós e nos tornam passíveis e robotizados. Me senti tão livre quando estava falando e algumas pessoas me procuraram depois para dizer que tinham sido tocados e cobrados a mudar de atitudes.

    Vou postar aqui depois das outras ministrações e contar minha experiência.

  4. Vlw Martyn e Saulo

    Sabia que ia conseguir muita coisa com vocês. Já estou fazendo isso que o Saulo falou, vou devagar, sem fazer Tsunami.

    Quem sabe o meu lugar para trabalhar seja nesta igreja mesmo...

    Estou repensando muitas coisas, espero conseguir projetar logo.

    Gostaria de pedir aos moderadores que migrassem meu tópico para o local adequado (não atentei para meu erro quando criei) e que mudassem o titulo para não ficar tão atrativo (levando em consideração que pessoas evangelicas podem ver e não entender).

  5. Olá Leo

    Sua palavras me fizeram pensar, muito obrigado, é exatamente o que vou fazer.

    Gostei da história do passarinho, acho que não estou cantando e sim querendo que minha canção seja melhor. Vou continuar trabalhando na igreja.

    O único problema são os bloqueios mentais que posso passar, como falei eu costumo ensinar a bíblia toda semana e isso as vezes me deixa confuso.

    Os trabalhos energéticos têm me ajudado bastante.

    Vlw pela força e muita paz para você :)

  6. Muito obrigado Danilo.

    Foi exatamente o que decidi, vou continuar com meu trabalho e investir também no que mais gosto, que é a espiritualidade.

    É um pouco difícil pois não há pessoas na igreja com mente aberta para eu trocar idéias, vou ter que atuar por um tempo, só não sei até quando. Descobri ontem que tem um jovem que sentiu sensações de VA, temi fazer algum comentário, mas assim que puder vou conversar com ele.

    Vou postar aqui o resultado, torçam por mim, vou precisar de força.

  7. Queridos amigos gostaria de que vocês me ajudassem, estou passando por uma situação complicada. Vou tentar ser breve mas preciso contar toda a história para que vcs entendam minha situação:

    Aos 16 anos sentia EV constantemente, não sabia o que era mas também não tinha medo, no fundo até que eu gostava. Na mesma época tive meu primeiro contato com cocaína e me viciei muito rápido, praticamente todo final de semana eu precisava me drogar. A situação somente se agravou quando entrei no Exército. Foi também na época do exército que conheci a VA e decidi ir mais além por curiosidade, porém, tive medo ao ouvir algumas vozes e, inclusive, meu nome. Desisti desta idéia por não ter a mente tão aberta mas ainda sentia EV em algumas noites.

    Quando saí do exercito minha situação se agravou e comecei a me viciar em cachaça, isso mesmo, estava virando um pé inchado :-). Foi quando pedi minha esposa em namoro, ela sempre foi calma e era evangélica, era como um refúgio para meus problemas.

    Namoramos e noivamos, com ela aprendi a segurar mais meu vício, mas não por muito tempo. Acabei voltando a usar com tudo e já estava prestes a perdê-la. Quando decidi aceitar a Jesus e entrar para igreja juntamente com ela. Na exata noite em que aceitei a Jesus (tenho que enfatizar que senti uma leveza e muito alívio) senti novamente o EV. Já tinha comentado com ela que me alertou que era opressão maligna, então, baseado nisso, declarei que não mais passaria por aquela opressão pois agora pertencia a Jesus e nunca mais senti novamente.

    Amigos eu tinha 23 anos, hoje estou com 26 tenho uma ministério firma na igreja, alguns jovens que deixaram vícios para estarem comigo porém, não consigo mais crer em coisas do inferno. Acabei aceitando no que realmente acredito, mas sinto que preciso sair da igreja, pois, pelo fato de ser um dos líderes tenho que pregar praticamente todas as semanas e não me sinto a vontade falando no que não acredito.

    Ontem comuniquei ao meu superior que estava querendo deixar a igreja, mas não consegui ser verdadeiro com ele e disse que estava saindo por não aguentar mais a pressão da igreja e estar fadigado com os trabalhos. Na realidade sempre gostei de trabalhar na igreja.

    Comentei com alguns amigos próximos sobre minha saída e soube que alguns discípulos descobriram, eles já fizeram contato comigo, uns pedindo para que eu não saísse e outros perguntando para onde eu ia pois queriam ir comigo.

    Bem esta é a situação, não sei o que fazer, estou fazendo as técnicas Energéticas quase todos os dias e quero recuperar o tempo perdido, quero ajudar aqueles que estão por aí perdidos, mas, ao mesmo tempo, não quero magoar aqueles que fazem parte da minha história, inclusive meu dirigente que investiu muito em mim e me ensinou muita coisa. Sei que ele ficará muito chocado com minha decisão.

    Por favor, me dêem sua opnião.

×
×
  • Create New...