• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Sofhia Caterine

B-Membros
  • Content Count

    3
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Sofhia Caterine

  • Rank
    novo Membro (1+)
  1. Creio que estamos aqui no fórum e, principalmente nesta área de 'grupo de estudos', justamente para darmos nossa opinião sem medo, independente do tamanho da manga rsrs. Até o momento, vejo que no Velho Testamento, as manifestações da 'divindade' eram provocadas por entidades digamos 'superiores', assim como no exemplo de Saulo sobre o homem e a formiga que diz que o primeiro interfere na vida da formiga sem que essa perceba a existência dele. Já no Novo Testamento, um ser de grande evolução, real ou não, mas quem escreveu sobre ele, no mínimo tinha de ser de um certo grau de evolução para inventar suas histórias, mostrou ao mundo uma visão diferente sobre Deus deixando de lado as 'entidades' de outrora. Vou pesquisar nas referências passadas... Obrigada pelas respostas
  2. Sempre tive a bíblia com um livro de fábulas que conta histórias que no fim ensinam uma lição de moral [o velho: Moral da história]. Porém, verídicas ou não, no velho testamento vemos um deus tirano e vingativo que de uma hora para outra se torna bom e amável [o novo testamento]. Dá-nos a impressão de que Ele se arrependeu ou que Ele evoluiu. Afinal, quem foi Deus no Velho Testamento? Quem é Deus apresentado no Novo Testamento?
  3. Acordo como de costume, às 04 da manhã, pelo despertador do celular, mas a preguiça é forte e não consigo me levantar para fazer o ritual de preparação da prática energética. Volto a dormir. Estava sonhando, não me recordo muito bem desse, de repente meu corpo todo travou e comecei a ter uma visão, eu via o céu, como em uma tela de 180º, mas não era o céu visto da terra, era visto fora dela [o universo como costumamos chamar] e algo me deslocou para a esquerda deste céu e eu pude ver os astros passando rapidamente. Estrelas, magnificamente brilhantes, muitas delas! Planetas e mais, tão vislumbrantes impressos na tela de uma forma que eu nunca havia visto antes e fui bem longe, mesmo que não tenha durado muito, alguns segundos [creio que era fora do nosso sistema solar mas dentro de nossa galáxia] até que me apareceu um planeta específico. Ao chegar nele e tendo-o como foco, seu nome me foi apresentado através de uma legenda que apareceu ao seu lado mas eu não pude entender, estava em um idioma por mim desconhecido. Era um idioma super avançado, os caracteres eram formados por um quadrado preenchido por desenhos como pequenos quadros e cada um desenho possuía cores que os diferenciava também, várias cores. O planeta tinha a cor beje e era rasgado horizontalmente por ranhuras interligadas de cor escura avermelhada. Pareciam, do alto, como grandes vales, mas não eram vales. Algo me puxou para ele e rapidamente vi cidades como em um mapa [patrocinado pelo Google Maps]. Eram cidades enormes, uma junto a outra de forma a parecer uma única. Nesse conjunto, pontos marcantes me chamaram a atenção, eram desenhos de uma construção importante, tinham o contorno de um olho [uma elipse pontiaguda] e em seu interior, linhas como que demarcando paredes. Haviam vários espalhados pelas cidades. Não sei se eram palavras como denominação de 'bairros' por exemplo, ou se eram prédios importantes, tentei ir até eles mas, até então, estava sendo levado. Cheguei a um lugar específico do mapa e vi desenhos indicando o local, um retângulo com figuras geométricas e indicações angulares 'nomeavam' o local da visita, de repente me encontro em uma sala. Era noite e estava escuro, podia contemplar o céu mas não via o resto da cidade. havia uma mesa próxima a uma janela e, em cima dela, uma maquete. Me levaram até essa maquete e ela começou a se exibir. Era feita de uma espuma como as que usamos nos estofados, e retirando peças, via-se o interior da maquete. Tomei coragem e toquei nela e fui eu mesmo, abrindo-a. Como estava escuro, usei-me mais do tato que a o ir tocando a maquete, uma imagem era criada em minha 'retina' reforçando o que via de penumbra. Tentei ligar uma das luzes mas ao fazer, meus olhos pesaram e tive que fazer esforço para mantê-los abertos. Pela Teimosia, ascendi outra luz e o esforço para manter a lucidez foi ao extremo. Com isso cai em confusão, não sabia se estava lá ou se estava em meu quarto. Percebi meu corpo deitado em minha cama e percebi também que estava em catalepsia, não queria voltar mas o estrago já estava feito. Relaxando, saí fácil da catalepsia. Espero que não tenha sido apenas um sonho.