Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

DASILVA

B-Membros
  • Posts

    25
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by DASILVA

  1. Sábado 24 de março de 2016. A noite assisti alguns vídeos de espiritualidade no canal do Pava no Yotube e parte de uma palestra sobre a constituição do universo proferida pelo físico Nassim Haramein. Eu estava sonolento. Por volta de meia noite, tomei um banho quente, fiz um experimento com rodela de cebola refrigerada em um dos pés http://mundoconectado.net/bem-estar/dormir-com-cebola-nos-pes-traz-muitos-beneficios/ , não sei o quanto isso influenciou, mas vou fazer mais testes para verificar. Coloquei um travesseiro em baixo dos joelhos, dois ventiladores voltados indiretamente para o meu corpo, luz apagada, apenas uma penumbra. Cerrei as pálpebras e resolvi fazer uma técnica projetiva do Saulo Calderon. Comecei a pulsar pelos pés, quando cheguei nos joelhos, apaguei... Quando retomei a lucidez foi numa casa, iluminada, não tinha móveis, era rebocada e pintada de azul claro, tinha alguns objetos que não me lembro, eu estava entretido olhando para eles, quando de repente veio um homem perturbado ao meu encontro, ele falava palavras desconexas e bravo, parecia ter retardo mental, estava com um saco verde na cabeça, com furos para os olhos (agora imagino que poderia ser uma pessoa em cativeiro), eu apontei para os objetos e enquanto ela estava entretida com eles, busquei sair daquele local, estava com medo. Caminhei pelos corredores, entrei em vários quartos todos sem portas, mas não encontrava saída até que resolvi atravessar a parede. Dentro da parede pude ver que era energia (igual vemos nos filmes quando alguém tenta atravessa um escudo energético, a visão é semelhante), fiz algum esforço e consegui. Daí já estava em pé, levitando na sala de jantar da casa, onde moro, eu sentia meu corpo vibrar. Eu tinha receio de perder a lucidez e falei para os mentores que estava à disposição para ajudar o próximo, comecei fazer a oração de São Francisco. Daí me senti puxado, me vi diante da casa de alguém, pela fachada parecia à casa de uma recém nascida que tenho tido contato direto intimamente, cuja avó está em estado terminal com câncer. Durante a noite me acordei com essas lembranças, mas não me levantei da cama, resolvi escrever o relato, por volta das 9h30.
  2. Experimento com rodela de cebola no pé

    Sábado 24 de março de 2016. A noite assisti alguns vídeos de espiritualidade no canal do Pava no Yotube e parte de uma palestra sobre a constituição do universo proferida pelo físico Nassim Haramein. Eu estava sonolento. Por volta de meia noite, tomei um banho quente, fiz um experimento com rodela de cebola refrigerada em um dos pés http://mundoconectado.net/bem-estar/dormir-com-cebola-nos-pes-traz-muitos-beneficios/ , não sei o quanto isso influenciou, mas vou fazer mais testes para verificar. Coloquei um travesseiro em baixo dos joelhos, dois ventiladores voltados indiretamente para o meu corpo, luz apagada, apenas uma penumbra. Cerrei as pálpebras e resolvi fazer uma técnica projetiva do Saulo Calderon. Comecei a pulsar pelos pés, quando cheguei nos joelhos, apaguei... Quando retomei a lucidez foi numa casa, iluminada, não tinha móveis, era rebocada e pintada de azul claro, tinha alguns objetos que não me lembro, eu estava entretido olhando para eles, quando de repente veio um homem perturbado ao meu encontro, ele falava palavras desconexas e bravo, parecia ter retardo mental, estava com um saco verde na cabeça, com furos para os olhos (agora imagino que poderia ser uma pessoa em cativeiro), eu a apontei para os objetos e enquanto ela estava entretida com eles, busquei sair daquele local, estava com medo. Caminhei pelos corredores, entrei em vários quartos todos sem portas, mas não encontrava saída até que resolvi atravessar a parede. Dentro da parede pude ver que era energia (igual vemos nos filmes quando alguém tenta atravessa um escudo energético, a visão é semelhante), fiz algum esforço e consegui. Daí já estava em pé, levitando na sala de jantar da casa, onde moro, eu sentia meu corpo vibrar. Eu tinha receio de perder a lucidez e falei para os mentores que estava à disposição para ajudar o próximo, comecei fazer a oração de São Francisco. Daí me senti puxado, me vi diante da casa de alguém, pela fachada parecia à casa de uma recém nascida que tenho tido contato direto intimamente, cuja a avó está em estado terminal com câncer. Durante a noite me acordei com essas lembranças, mas não me levantei da cama, resolvi escrever o relato, por volta das 9h30.

  3. Eu moro em Belo Jardim-PE tem três centros espíritas: 1. Deus Cristo e Caridade; 2 Bezerra de Menezes; 3 Maria de Magdala. Mas existe Bom Jardim em Pernambuco, você pode estar confundido. Muita paz e luz!
  4. Avalie suas experiências fora do corpo físico 1. Onde, quando e como se projeta? Projeto-me no quarto da minha casa em Belo Jardim-PE e no quarto de uma república estudantil em Caruaru-PE. Em regra minha projeção se dá anoite, deito na minha cama, realizo com ou sem a gravação das técnicas do Saulo Calderon os exercícios de pulsação nos chacras, exteriorização de energias, interiorização de energias e EV. Às vezes funciona e saio lúcido ou alcanço esta já na atividade em algum lugar, mas na maioria das vezes apenas tenho sonhos, pois tenho dificuldades em manter a sintonia durante o dia através das minhas ações externadas ou pensadas, ou ainda omissões. Tem projeção que eu giro em torvelinho para o lado e caio no chão ou já me aprumo em pé levitando e vou para outro local, por exemplo, estou em Caruaru e vou parar na minha casa em Belo Jardim a 50 quilômetros, projeção esta na dimensão densa e numa um pouco mais sutil, em que em alguns momentos as coisas são bem sólidas em outras não, podendo de imediato sobrepor o obstáculo. Às vezes sinto apenas algumas partes do meu corpo espiritual projetado e outras presas, em razão dos bloqueios dos chacras ou outras causas ignoradas. Já me senti projetado mais de uma vez sendo arrastado pelo chão da minha casa; projeção andando pela minha casa, tentando acender os interruptores, tentando passar pelas paredes, voando dentro de casa, rente ao teto e vendo silhuetas de duas pessoa em casa conversando, mas não me vendo ou ainda deitado exercer a clarividência e ver minha avó falecida e ouvir a mensagem dela que sempre vai estar comigo, inclusive sentir o colchão afundar na hora que ela se senta; ver luzes ovoides; ver pessoa em pé ao meu lado, ora de boa intenção, ora de má intenção (certa feita tomei uma cachaça e me deitei na rede em casa, levei uma machadada na cabeça por um pessoa que pulei da rede, cai no chão e gritando de tanta dor e mesmo em pé com olhos abertos não conseguia enxergar, foi de fato muito real essa experiência); projeção de afundamento na cama; saída em alta velocidade no espaço aéreo acima do mar como mergulho neste. Certa feita estava deitado na minha cama na república estudantil, por volta das 20:30 tirei um cochilo e me projetei para diante do portão de saída da república, lá adquiri lucidez e tentei atravessar a parede para sair, não consegui, então levitei, para ultrapassa, mas terminei voltando para o físico, detalhe a luz do quarto fluorescente do quarto estava acesa (o pessoa costuma dizer que isso cerceia a energia, não sei o quanto isso é verdade. 2. Qual o melhor método para se projetar? Comigo técnica raramente funciona, em verdade, realizo exercícios energéticos, porém não quer dizer que isso é suficiente. Às vezes um dia com boa sintonia no agir fazendo algo ou deixando de fazer, mesmo sem exercício energético posso me projetar. Atenção: cuidado com a euforia, medo, ansiedade, essas emoções prejudicam o desenvolvimento da projeção. A projeção precisa ser vista pelo cérebro físico como algo normal para que ele registre as experiências, caso contrário não se consegue guardar os dados experienciados, podendo vir à tona em caráter de sonho. Ou seja você se projeta tem certeza que ocorreu, inclusive no último segundo o cérebro guarda pelo menos uma imagem, mas o restante você não consegue se lembrar é algo que você sente que ocorreu, você tem ideias, toma algumas atitudes no dia-dia, por causa dessa projeção, mas não se lembra da cena com precisão, apenas sabe que aquela obstinação surgiu depois daquela projeção e isso molda hábitos e tantas outras coisa na minha vida. 3. Como foi a primeira projeção? A primeira eu não me lembro, mas me lembro da projeção mais completa que já tive. Foi no quarto da república estudantil. No dia 09 de janeiro de 2012, depois de iniciar este ano com a vontade de aprofundar meus conhecimentos sobre este fenômeno, comecei a praticar as técnicas sugeridas por Saulo em seu projeto que tem se tornado nosso também, mas agora não mais por mera curiosidade. De modo que nesse dia depois de uma hora e meia de exercícios energéticos, adormeci, aproximadamente, às 03h:30min., senti girar em torvelinho para o lado, no primeiro momento lentamente para o lado esquerdo, meu colchão é pneumático chega eu sentia o barulho da fricção nele, bem como a voz do meu colega de quarto ou de algum espírito que plasmou sua voz, que penso eu, estava incomodado com a minha experiência e me pediu por várias vezes para parar depois me ameaçou de chamar a polícia. Eu fui adquirindo velocidade como um novelo de fumaça quase negra, um barulho muito grande eu ouvia desse movimento, girava acima (meio metro) do meu corpo carnal e quando me senti totalmente fora do corpo e em pé, levitando, pensei em olhar para o meu corpo, só que me lembrei das instruções do Curso Básico do representante encarnado Saulo, e não olhei para o meu corpo. É interessante como essas instruções do site viagem astral na hora da experiência vem na mente. Me vi em minha casa a 50kilometros da república estudantil, onde meu corpo repousara, eu sabia que estava projetado porque conseguia ver uma fumaça cinza que circundava meu corpo. Daí que peguei plasmei a chave das portas da frente de minha casa, abri-a ou abri-as (plasmagens) e fui para o meio da rua, as casas da frente não existiam como quando as vejo no corpo físico, eu podia ver diretamente as montanhas e bem mais perto do que quando estou no corpo físico, mas não as via verdinhas, e sim com uma cor dourada, olhei para trás e vi minha mãe olhando pela janela, eu me senti tão bem. Depois me acordei, penso eu, que eram 4h30min. da manhã.
  5. Avalie suas experiências fora do corpo físico 1. Onde, quando e como se projeta? Projeto-me no quarto da minha casa em Belo Jardim-PE e no quarto de uma república estudantil em Caruaru-PE. Em regra minha projeção se dá anoite, deito na minha cama, realizo com ou sem a gravação das técnicas do Saulo Calderon os exercícios de pulsação nos chacras, exteriorização de energias, interiorização de energias e EV. Às vezes funciona e saio lúcido ou alcanço esta já na atividade em algum lugar, mas na maioria das vezes apenas tenho sonhos, pois tenho dificuldades em manter a sintonia durante o dia através das minhas ações externadas ou pensadas, ou ainda omissões. Tem projeção que eu giro em torvelinho para o lado e caio no chão ou já me aprumo em pé levitando e vou para outro local, por exemplo, estou em Caruaru e vou parar na minha casa em Belo Jardim a 50 quilômetros, projeção esta na dimensão densa e numa um pouco mais sutil, em que em alguns momentos as coisas são bem sólidas em outras não, podendo de imediato sobrepor o obstáculo. Às vezes sinto apenas algumas partes do meu corpo espiritual projetado e outras presas, em razão dos bloqueios dos chacras ou outras causas ignoradas. Já me senti projetado mais de uma vez sendo arrastado pelo chão da minha casa; projeção andando pela minha casa, tentando acender os interruptores, tentando passar pelas paredes, voando dentro de casa, rente ao teto e vendo silhuetas de duas pessoa em casa conversando, mas não me vendo ou ainda deitado exercer a clarividência e ver minha avó falecida e ouvir a mensagem dela que sempre vai estar comigo, inclusive sentir o colchão afundar na hora que ela se senta; ver luzes ovoides; ver pessoa em pé ao meu lado, ora de boa intenção, ora de má intenção (certa feita tomei uma cachaça e me deitei na rede em casa, levei uma machadada na cabeça por um pessoa que pulei da rede, cai no chão e gritando de tanta dor e mesmo em pé com olhos abertos não conseguia enxergar, foi de fato muito real essa experiência); projeção de afundamento na cama; saída em alta velocidade no espaço aéreo acima do mar como mergulho neste. Certa feita estava deitado na minha cama na república estudantil, por volta das 20:30 tirei um cochilo e me projetei para diante do portão de saída da república, lá adquiri lucidez e tentei atravessar a parede para sair, não consegui, então levitei, para ultrapassa, mas terminei voltando para o físico, detalhe a luz do quarto fluorescente do quarto estava acesa (o pessoa costuma dizer que isso cerceia a energia, não sei o quanto isso é verdade. 2. Qual o melhor método para se projetar? Comigo técnica raramente funciona, em verdade, realizo exercícios energéticos, porém não quer dizer que isso é suficiente. Às vezes um dia com boa sintonia no agir fazendo algo ou deixando de fazer, mesmo sem exercício energético posso me projetar. Atenção: cuidado com a euforia, medo, ansiedade, essas emoções prejudicam o desenvolvimento da projeção. A projeção precisa ser vista pelo cérebro físico como algo normal para que ele registre as experiências, caso contrário não se consegue guardar os dados experienciados, podendo vir à tona em caráter de sonho. Ou seja você se projeta tem certeza que ocorreu, inclusive no último segundo o cérebro guarda pelo menos uma imagem, mas o restante você não consegue se lembrar é algo que você sente que ocorreu, você tem ideias, toma algumas atitudes no dia-dia, por causa dessa projeção, mas não se lembra da cena com precisão, apenas sabe que aquela obstinação surgiu depois daquela projeção e isso molda hábitos e tantas outras coisa na minha vida. 3. Como foi a primeira projeção? A primeira eu não me lembro, mas me lembro da projeção mais completa que já tive. Foi no quarto da república estudantil. No dia 09 de janeiro de 2012, depois de iniciar este ano com a vontade de aprofundar meus conhecimentos sobre este fenômeno, comecei a praticar as técnicas sugeridas por Saulo em seu projeto que tem se tornado nosso também, mas agora não mais por mera curiosidade. De modo que nesse dia depois de uma hora e meia de exercícios energéticos, adormeci, aproximadamente, às 03h:30min., senti girar em torvelinho para o lado, no primeiro momento lentamente para o lado esquerdo, meu colchão é pneumático chega eu sentia o barulho da fricção nele, bem como a voz do meu colega de quarto ou de algum espírito que plasmou sua voz, que penso eu, estava incomodado com a minha experiência e me pediu por várias vezes para parar depois me ameaçou de chamar a polícia. Eu fui adquirindo velocidade como um novelo de fumaça quase negra, um barulho muito grande eu ouvia desse movimento, girava acima (meio metro) do meu corpo carnal e quando me senti totalmente fora do corpo e em pé, levitando, pensei em olhar para o meu corpo, só que me lembrei das instruções do Curso Básico do representante encarnado Saulo, e não olhei para o meu corpo. É interessante como essas instruções do site viagem astral na hora da experiência vem na mente. Me vi em minha casa a 50kilometros da república estudantil, onde meu corpo repousara, eu sabia que estava projetado porque conseguia ver uma fumaça cinza que circundava meu corpo. Daí que peguei plasmei a chave das portas da frente de minha casa, abri-a ou abri-as (plasmagens) e fui para o meio da rua, as casas da frente não existiam como quando as vejo no corpo físico, eu podia ver diretamente as montanhas e bem mais perto do que quando estou no corpo físico, mas não as via verdinhas, e sim com uma cor dourada, olhei para trás e vi minha mãe olhando pela janela, eu me senti tão bem. Depois me acordei, penso eu, que eram 4h30min. da manhã.
  6. Avalie suas experiências fora do corpo físico 1. Onde, quando e como se projeta? Projeto-me no quarto da minha casa em Belo Jardim-PE e no quarto de uma república estudantil em Caruaru-PE. Em regra minha projeção se dá anoite, deito na minha cama, realizo com ou sem a gravação das técnicas do Saulo Calderon os exercícios de pulsação nos chacras, exteriorização de energias, interiorização de energias e EV. Às vezes funciona e saio lúcido ou alcanço esta já na atividade em algum lugar, mas na maioria das vezes apenas tenho sonhos, pois tenho dificuldades em manter a sintonia durante o dia através das minhas ações externadas ou pensadas, ou ainda omissões. Tem projeção que eu giro em torvelinho para o lado e caio no chão ou já me aprumo em pé levitando e vou para outro local, por exemplo, estou em Caruaru e vou parar na minha casa em Belo Jardim a 50 quilômetros, projeção esta na dimensão densa e numa um pouco mais sutil, em que em alguns momentos as coisas são bem sólidas em outras não, podendo de imediato sobrepor o obstáculo. Às vezes sinto apenas algumas partes do meu corpo espiritual projetado e outras presas, em razão dos bloqueios dos chacras ou outras causas ignoradas. Já me senti projetado mais de uma vez sendo arrastado pelo chão da minha casa; projeção andando pela minha casa, tentando acender os interruptores, tentando passar pelas paredes, voando dentro de casa, rente ao teto e vendo silhuetas de duas pessoa em casa conversando, mas não me vendo ou ainda deitado exercer a clarividência e ver minha avó falecida e ouvir a mensagem dela que sempre vai estar comigo, inclusive sentir o colchão afundar na hora que ela se senta; ver luzes ovoides; ver pessoa em pé ao meu lado, ora de boa intenção, ora de má intenção (certa feita tomei uma cachaça e me deitei na rede em casa, levei uma machadada na cabeça por um pessoa que pulei da rede, cai no chão e gritando de tanta dor e mesmo em pé com olhos abertos não conseguia enxergar, foi de fato muito real essa experiência); projeção de afundamento na cama; saída em alta velocidade no espaço aéreo acima do mar como mergulho neste. Certa feita estava deitado na minha cama na república estudantil, por volta das 20:30 tirei um cochilo e me projetei para diante do portão de saída da república, lá adquiri lucidez e tentei atravessar a parede para sair, não consegui, então levitei, para ultrapassa, mas terminei voltando para o físico, detalhe a luz do quarto fluorescente do quarto estava acesa (o pessoa costuma dizer que isso cerceia a energia, não sei o quanto isso é verdade. 2.Qual o melhor método para se projetar? Comigo técnica raramente funciona, em verdade, realizo exercícios energéticos, porém não quer dizer que isso é suficiente. Às vezes um dia com boa sintonia no agir fazendo algo ou deixando de fazer, mesmo sem exercício energético posso me projetar. Atenção: cuidado com a euforia, medo, ansiedade, essas emoções prejudicam o desenvolvimento da projeção. A projeção precisa ser vista pelo cérebro físico como algo normal para que ele registre as experiências, caso contrário não se consegue guardar os dados experienciados, podendo vir à tona em caráter de sonho. Ou seja você se projeta tem certeza que ocorreu, inclusive no último segundo o cérebro guarda pelo menos uma imagem, mas o restante você não consegue se lembrar é algo que você sente que ocorreu, você tem ideias, toma algumas atitudes no dia-dia, por causa dessa projeção, mas não se lembra da cena com precisão, apenas sabe que aquela obstinação surgiu depois daquela projeção e isso molda hábitos e tantas outras coisa na minha vida. 3. Como foi a primeira projeção? A primeira eu não me lembro, mas me lembro da projeção mais completa que já tive. Foi no quarto da república estudantil. No dia 09 de janeiro de 2012, depois de iniciar este ano com a vontade de aprofundar meus conhecimentos sobre este fenômeno, comecei a praticar as técnicas sugeridas por Saulo em seu projeto que tem se tornado nosso também, mas agora não mais por mera curiosidade. De modo que nesse dia depois de uma hora e meia de exercícios energéticos, adormeci, aproximadamente, às 03h:30min., senti girar em torvelinho para o lado, no primeiro momento lentamente para o lado esquerdo, meu colchão é pneumático chega eu sentia o barulho da fricção nele, bem como a voz do meu colega de quarto ou de algum espírito que plasmou sua voz, que penso eu, estava incomodado com a minha experiência e me pediu por várias vezes para parar depois me ameaçou de chamar a polícia. Eu fui adquirindo velocidade como um novelo de fumaça quase negra, um barulho muito grande eu ouvia desse movimento, girava acima (meio metro) do meu corpo carnal e quando me senti totalmente fora do corpo e em pé, levitando, pensei em olhar para o meu corpo, só que me lembrei das instruções do Curso Básico do representante encarnado Saulo, e não olhei para o meu corpo. É interessante como essas instruções do site viagem astral na hora da experiência vem na mente. Me vi em minha casa a 50kilometros da república estudantil, onde meu corpo repousara, eu sabia que estava projetado porque conseguia ver uma fumaça cinza que circundava meu corpo. Daí que peguei plasmei a chave das portas da frente de minha casa, abri-a ou abri-as (plasmagens) e fui para o meio da rua, as casas da frente não existiam como quando as vejo no corpo físico, eu podia ver diretamente as montanhas e bem mais perto do que quando estou no corpo físico, mas não as via verdinhas, e sim com uma cor dourada, olhei para trás e vi minha mãe olhando pela janela, eu me senti tão bem. Depois me acordei, penso eu, que eram 4h30min. da manhã.
  7. Hoje domingo, 13 de maio de 2012, pelas 17:30, em pé tomei os passes ensinados na técnica 4, depois comecei deitado o exercício da técnica projetiva compacta 2 de 20 minutos do Saulo Calderon, logo mais revisitei a técnica de sentir que estou a subir por uma corda, postada no site do IPPB, não passou 5 minutos e eu senti o meu corpo espititual sendo lançado parcialmente para fora do físico senti o chacra umbilical ativo, pedi lucidez e luz pois meu quarto estava totalmente escuro e aí consegui ver meu crânio, era como a visão dessa câmeras que filmam no escuro, só que no caso eu só conseguia ver os ossos da minha cabeça em preto e branco. Infelizmente neste momento estava havendo o jogo de Santa Cruz e Esporte, meu vizinho tricolor, alegremente, gritou, aumentou o volume da TV e espancou os móveis, acabei por voltar para o corpo assustado. OBS.: É importante frisar que não apenas visualizei minhas mãos se aguarrando na corda mão a mão como também me esfocei mentalmente para sentir essa subida, o efeito causado em mim foi como se meu corpo espiritual fosse de eslástico e por esticar tanto ele começou a se soltar do corpo físico. Se meu vizinho não tivesse me assustado teria feito algum exercício para desbloquear os chacras que mantiveram parcialmente preso o meu corpo espiritual.
  8. Olá pessoal, nesta madrugada de sabado, 14/04/2012, após praticar a técnica compacta 2 de Saulo, sem apego, pois estava muito cansado dos afazeres matutinos do dia anterior. Adormeci e quando dei por mim foi com a cama saculejando, ela não parava de se mecher, vale ressaltar que é uma cama de estrutura de ferro e eu sentia o ranger de seus pés no chão, é como se ela estivesse vibrando. Agora pela manhã, depois de acordar no físico com a recordação, me lembrei também e comparei com outra experiência passada, a diferença entre elas é que na anterior eu me acordei sentindo meu corpo girar para o lado e ouvia o friccionar dele no colchão que na época era pneumático (nesse momento achei extranho o que estava ocorrendo, não tinha adquirido ainda a consciência que era as preliminares para a projeção); a meio metro acima do meu corpo físico, uma fumaça preta também girava (aqui eu já tinha adquirido a lucidez que estava me projetando), os movimentos giratórios foram ganhando velocidade até que me vi em pé fora do físico. Nessa última experiência, em nenhum momento meu cérebro físico registrou que a minha consciência estava ciente do início da projeção, pelo contrário me vi incomodado com aquele barulho em minha cama, em nenhum momento percebi que estava projetado. Muita paz e luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
  9. Segundo o que já li, esses animais poderiam ser espíritos de seres humanos disfaçados ou criações mentais do homem que subiu no poste ou de quaisquer outras pessoas.
  10. Possíveis respostas as seguintes perguntas Por que eu senti meu espírito ainda preso no corpo? 1. Não desbloqueou suficientemente os chacras (fontes de energias vitais específicas que compõem os nossos corpos) através dos exercícios de manipulação de energia como os propostos por nosso amigo Saulo, por isso você sentiu alguma parte do seu corpo espíritual presa ao corpo físico; 2. O fato de você obter a lucidez, é muito bom, mas não ter uma base teórica pode ter contribuido para você se sentir presa ao corpo, pois quem tem experiência na hora que isso ocorre, vem a informação seja da memória do cérebro físico, seja da própria consciência para fazer tal coisa que vai resolver, ou você pode até ouvir a voz de outra pessoa sugerindo você fazer tal coisa para resolver. Você usou a técnica de Saulo, mas não usou o instrumento mais poderoso que iclusive eu tenho dificuldade em manejá-lo que é a "busca da sintonia", através de vigilância de nossa consciência no físico e buscar empregá-la para as coisas boas, desenvolver o amor pelo outro e quando vier alguma coisa negativa na mente perguntar-se por que daquilo e procurar nesses instantes pedir luz aos mentores, se você acredita neles. Por que eu senti desconfiança quando o idoso apareceu? 1. Você sentiu desconfiança porque estava atrelada ao condicionamento do corpo físico de espacialidade, privacidade, então houve uma confusão na totalidade do seu ser, a sua consciência sentia as vibrações boas daquele homem, mas seu cerébro físico registrava quebra de regulamentos morais e de segurança: um estranho no seu quarto, está invadindo o seu espaço e pode lhe fazer o mal. Daí a sua desconfiança. O aconselhável é pensar em exteriorizar energia para essa imagem que está vendo, caso seja, algo ruim desvanecerá suas fantasias e você verá a pessoa com o corpo da última encarnação. Essa saída foi ajudada pelos mentores (digo, foi por vontade deles?)ou eu sai sozinho? 1. Todo momento que dormimos, nossa consciência vai passear, a diferença é que com a projeção o nosso cérebro físico registra algumas partes verossimilhantemente do que aconteceu, pode ter ocorrido a ajuda de mentores ou não, uma coisa é certa, você começou a fazer sua parte que é praticar conscientemente os exercícios para projetar-se, podendo investir mais na busca da sintonia com outras consciências.
  11. Olá Eder! Eu admiro essa harmônia que você consegue manter entre a consciência e o seu cérebro físico, acredito que seria de grande ajuda para nós se você se estudasse por uma semana ou se achar pesado, por 24 horas, escrever tudo que pensa e tudo que faz no mundo físico e astral para que possa servir de parâmetro para nós tentarmos seguir e alcançar essa proeza de manter esse laço com nossa consciência, no sentido de fazê-la sentir que o cérebro físico não é um estorvo e que a capitação pelo cérebro físico das atividades dela(consciência) no astral são importantes para o viver no físico. De minha parte realizo as técnicas propostas por Saulo, pois até agora foram as que mais demonstraram eficácia, porém uma vez por semana, ou de quinze e quinze dias, ou ainda uma vez por mês eu tenho uma projeção, e com a devida permissão, eu me acho tão infantil, quando, na verdade eu esperava que no astral minha consciência se expandisse, o que me parece é que ela encolhe e eu me sinto como uma criança, que fica diante de uma porta sem saber como abri-la, tentando passar por uma parede sem coseguir, não conseguir voar até algum lugar, pois ocorre um apagão e já me vejo em tal lugar, vejo algumas silhuetas de humanos, pessoas, mas não consigo fazer a distinção se são encarnados ou desencarnados (se é que continuam a existir), se vou para lugares que não fazem parte da minha rotina física, não consigo identificar, onde estou, converso com muitas pessoas desconhecidas, mas não me lembro do teor das conversações, não tenho controle de minha consciência para dizer onde quero ir ou o que quero fazer. Diferentemente do que sou, no físico, pois me considero estudante mediano, procuro refletir sobre as coisas, formar opiniões, tenho vontade forte e vou atrás dos objetivos que elejo, transponho os obstáculos com garra, quanto maior o obstáculo, maior é a minha vontade de sobrepassá-lo, assim o faço, não tenho vícios, ainda assim, o chacra localizado na zona sexual faz-me pensar intermitentemente no decorrer de todos os dias na sexualidade e... Quanto a sintonia eu sou agnóstico e tenho dificuldade em ter fé que tem alguém no astral que possa me ajudar. Há muito tempo orações etc. foram abolidas do meu repertório, pois em mim causa um sentimento de fragilidade, prefiro pensar que espiritualmente sou auto-suficiente, o que não necessariamente vejo como egoísmo, mas sim auto-confiança. Eu acredito no que vejo ou sinto, percebo etc. Voltando para você, esse cronograma que você poderia fazer seria valiosíssimo para nosso aperfeiçoamento, agora nele deveria conter tudo, absolutamente tudo que você pensou ou fez durante 24 horas ou na semana, no físico e astral, com data e hora, se você pensou ou praticou algo bom ou ruim, ou ainda que seria ruim para a sociedade, mas que para você é normal. Você não omitiria nada, postaria tudo para nós. Valeu aí Eder!! Muita Paz!!!!!!!!!!!!!!!!!
  12. kkkkkkkkkkkkkkkkk , essa conversa com o gato foi muito engraçada. Esse túnel que vc falou eu sinto as vezes como se estivesse girando para sair e sinto a mesma coisa para voltar ao físico.
  13. Olá a semana passada tive uma projeção. Era aproximadamente 19:00horas, estava sonolento, meu físico repousava em um quarto da casa do estudante, enquanto eu exercitava a técnica 1 de Saulo, quando despertei em corpo astral na porta da casa do estudante a uns 15 metros do meu quarto. Eu estava parado olhando para o portão e pensando como passar, resolvi pular, daí sentir levitar de pé, porém sentir um escurecimento de vista e tentei pulsar o frontal, mas terminei sentindo um redemoinho no meu cérebro físico e me acordei no físico. Procurar mecanismos para estimular a tolerância da consciência às limitações do cérebro físico é ideal, agora é laborar no terreno das sintonias.
  14. Olá moro em Belo Jardim e Caruaru-PE.
  15. Olá pessoal, estou com virose, resolvi me deitar hoje as 19:30, realizei incompletamente a técnica 01, antes de terminá-la minha consciência se manifestou em um metrô, apesar de meu cérebro teimar em afirmar que era um ônibus, as cadeiras ficavam frente para as janelas. Estava eu sentado em um cadeira quando uma mulher setou-se ao meu lado e colocou sua bolsa na cadeira onde eu estava, percebi quando despertei que eu poderia estar invisível para ela, porque ela colocou a bolsa na poltrona em que naquele momento eu estava sentado, então com mau-humor empurrei a bolsa para perto dela, inclusive joguei a aba para o seu lado. Daí fiquei surpreso pois um cachorrinho saltou da bolsa até a janela, desta pulou para as margens da pista ou dos trilhos, a mulher estava distraída e não viu, eu me levantei desesperado e vi o animal correndo pelas margens da pista ou trilhos, chamei a atenção dela para o ocorrido só que ela parecia não me ver.
  16. Olá! segundo várias experiências de projetores veteranos, o campo de força (barreira), isso seria ocasionado por pessoas encarnadas ou desencarnadas, quanto aos discos voadores, são espíritos que gostam de se amostrar e impressionar outros espíritos encarnados e desencarnados, ou pode ser seus próprios condicionamentos que fazem isso ocorrer contigo. Quando acontecer de novo direcione sua vontade para a barreira ou para o disco voador e exteriorize energias e logo verá o espírito causador desses fenômenos com a feição de sua última encarnação e se não for espírito nenhum, você terá se emancipado desses condicionamentos que na verdade eram inerentes a você. Sugiro que toda vez que ocorrer algo além dos seus conhecimentos no astral, anote em um caderninho essas perguntas minutos antes de deitar indague-se, se durante no dia seguinte não obtiver resposta repita este procedimento até decorar as perguntas e ao deitar-se pergunte mentalmente o por que? Cedo ou tarde você obterá a resposta. Isso é uma forma de você manter uma ponte entre a manifestação da consciência no cérebro físico com todas a limitações inerentes a este e a manifestação da consciência expandida ligada diretamente com o universo. Acredito que essa é a forma ideal de se buscar a lucidez e colher as gotículas preciosas dessa fonte de vida imortal. Espero ter ajudado! Muita paz! Leandro Martins da Silva Projetor em regra inconsciente como exceção consciente.
  17. Existe algum exercício para tornar a consciência tolerante da limitação do cerébro físico e diminuir o percetual de apagão, propiciando que pelo menos uma vez por semana, o projetor possa receber no cérebro físico o que a consciência está praticando no astral?
  18. Olá, dia 13 de janeiro de 2012, pela 3:30 me acordei depois de presumo eu ter saído do corpo. Meu corpo repousava na república estudantil. Eu me vi girando, dentro de um novelo de fumaça quase negra, rompi com as mãos essa bolsa de fumaça em que eu estava contido e saí volitando, dando pequeno vôos, houve um apagão de segundo e quando me vi já estava mais uma vez na casa de minha mãe. Eu não pisava o chão voava dentro de casa. Meus pais são separados há 9 anos. Nessa experiência projetiva eu vi duas consciências em forma de sombras com toda a silhueta humana sair do quarto dos meus pais, na minha cabeça eram meus pais. Eu sentia que eles identificaram algum intruso dentro da casa, por isso saíram apavorados para fora do quarto, a mulher foi direto no meu quarto e disse o menino não está aqui (se referindo a mim), o homem também se locomovia de um canto para outro, estavam desesperados, isso me deixou nervoso e confuso, eu fiquei em dúvida se me apresentava para eles ou não, resolvi fugir, passar pela parede, mas eu estava em uma dimensão muito densa em não consegui, terminei voltando para o corpo. O que eu gostaria de compreender é porque tanto lugar para ir, minha consciência quando se manifesta de uma forma que repercute no meu físico, só consegue ir para casa, se no dia-dia eu evito ir lá? Por que ocorre toda vez esse apagão, ao invés de eu ir voando os 50 quilômetros entre a república estudantil e minha casa? Seria mais proveitoso. De hoje em diante eu determino que vou de um lugar a outro em um piscar de olhos apenas quando eu quiser. Desse modo eu exerço a minha vontade no sentido de ir voando mais devagar e podendo apreciar as paisagens e pessoas.
  19. Olá, hoje 03/02/2012, por volta das 3h, depois de ouvir a música do album desconhecido do site de Saulo, pratiquei a técnica compacta 2 e fui dormi, daí senti volitar e vibrar o meu corpo. Leandro Martins da Silva
  20. Olá, hoje segunda-feira, 23 de janeiro, às 00:00 iniciei a técnica 03 elaborada por Saulo, quando terminei, fiquei ouvindo as músicas que baixei no IVA, logo mais me levantei e fui ao banheiro, olhei a hora no celular eram aproximadamente 3h, voltei para cama e adormeci, quando despertei estava volitando do lado do corpo físico. Daí eu pensei em ficar de pé e consegui, fiquei de pé volitando, meu quarto quando estou no corpo físico é totalmente escuro, mas hoje fora do corpo eu pude vê-lo claro com iluminação equivalente a uma lâmpada de 40 Wolts, depois perdi a lucidez.
  21. Olá, meu nome completo é Leandro Martins da Silva, nascido em 15/06/1984, desejo participar do grupo porque guardo na memória fragmentos projetivos que me lembro antes de conhecer teoricamente sobre o fenômeno da projeção astral, como por exemplo: 1. ser jorgado para o chão e sentir ser arrastado nele; 2. sair do meu quarto, ver tudo escuro e tentar por várias vezes ligar a luz, apertando o interruptor da sala de jantar, depois sair apertando, os diversos interruptores de casa e nada de ascender as luzes; 3. sentir várias vezes o Estado Vibracional fortíssimo, com o corpo adormecido: a) sons intracranianos; o corpo girando na horizontal para o lado, como um novelo de fumaça quase negra. 4. Sentir estar em cima da lage de casa e ver tudo ao meu redor a curta e a longa distância pegando fogo. 5. Sentir estar agradavelmente em um lugar, parecido com um centro espírita, recebendo orientação. 6. Sentir por várias vezes em lugares sórdidos, vendo muita gente sofrendo ou morta ou ainda sentir sendo perseguido, esfaqueado, alvejado, assassinado etc... 7. Sentir por raras vezes ver pessoas, principalmente do sexo feminino nuas, bem como às vezes mantendo relações sexuais com outras pessoas ou comigo. 8. Sentir-se em queda-livre. 9. Sentir choques em menbros ou em todo o corpo. No dia 09 de janeiro de 2012, depois de inciar este ano com a vontade de aprofundar meus conhecimentos sobre este fenômeno, comecei a praticar as técnicas sugeridas por Saulo em seu projeto que tem se tornado nosso também, mas agora não mais por mera curiosidade. De modo que nesse dia depois de uma hora e meia de exercícios energéticos, adormeci aproximadamente as 03h:30min., senti girar como um novelo, no primeiro momento lentamente para o lado esquerdo, meu colchão é pneumático chega eu sentia o barulho da fricção nele, bem como a voz do meu colega de quarto ou de algum espírito que plasmou sua voz, que penso eu, estava incomodado com a minha experiência e me pediu por várias vezes para parar depois me ameaçou de chamar a polícia. Eu fui adquirindo velocidade como um novelo de fumaça quase negra, um barulho muito grande eu ouvia desse movimento, girava acima (meio metro) do meu corpo carnal e quando me senti totalmente fora do corpo e em pé, pensei em olhar para o meu corpo, só que me lembrei das instruções do Curso Básico do representante encarnado Saulo, e não olhei para o meu corpo. É interessante como essas instruções do site viagem astral na hora da experiência vem na mente. Me vi em minha casa a 50kilometros da república estudantil, onde meu corpo repousara, eu sabia que estava projetado porque conseguia ver uma fumaça cinza que circundava meu corpo. Daí que peguei a chave das portas da frente de minha casa, abri-a ou abri-as e fui para o meio da rua, as casas da frente não existiam como quando as vejo no corpo físico, eu podia ver diretamente as montanhas e bem mais perto do que quando estou no corpo físico, mas não as via verdinhas, mas com uma cor dourada, olhei para trás e vi minha mãe olhando pela janela, eu me senti tão bem. Depois me acordei, eram penso eu, 4h30min. Leandro Martins da Silva Projetor, em regra inconsciente e como exceção semi-consciente
  22. Olá! Meu nome é Leandro, conheci o viagem astral há alguns anos, quando navegava no santo google para saber se havia alguma coisa relacionada as experiências que me ocorreram. Até então estive a navegar aqui na condição de curioso. Mas agora eu resolvi me aprofundar no assunto e na prática projetiva. Muita paz!
  23. Olá, dos fragmentos projetivos que me lembro antes de conhecer teoricamente sobre o fenômeno da projeção astral são: 1. ser jorgado para o chão e sentir ser arrastado nele; 2. sair do meu quarto, ver tudo escuro e tentar por várias vezes ligar a luz, apertando o interruptor da sala de jantar, depois sair apertando, os diversos interruptores de casa e nada de ascender as luzes; 3. sentir várias vezes o Estado Vibracional fortíssimo, com o corpo adormecido: a) sons intracranianos; o corpo girando na horizontal para o lado, como um novelo de fumaça quase negra. 4. Sentir estar em cima da lage de casa e ver tudo ao meu redor a curta e a longa distância pegando fogo. 5. Sentir estar agradavelmente em um lugar, parecido com um centro espírita, recebendo orientação. 6. Sentir por várias vezes em lugares sórdidos, vendo muita gente sofrendo ou morta ou ainda sentir sendo perseguido, esfaqueado, alvejado, assassinado etc... 7. Sentir por raras vezes ver pessoas, principalmente do sexo feminino nuas, bem como às vezes mantendo relações sexuais com outras pessoas ou comigo. No dia 09 de janeiro de 2012, depois de inciar este ano com a vontade de aprofundar meus conhecimentos sobre este fenômeno, comecei a praticar as técnicas sugeridas por Saulo em seu projeto que tem se tornado nosso também, mas agora não mais por mera curiosidade. De modo que nesse dia depois de uma hora e meia de exercícios energéticos, adormeci aproximadamente as 03h:30min., senti girar como um novelo, no primeiro momento lentamente para o lado esquerdo, meu colchão é pneumático chega eu sentia o barulho da fricção nele, bem como a voz do meu colega de quarto, que penso o eu, estava incomodado com a minha experiência e me pediu por várias vezes para parar depois me ameaçou de chamar a polícia. Eu fui adquirindo velocidade como um novelo de fumaça quase negra, um barulho muito grande eu ouvia desse movimento, girava acima (meio metro) do meu corpo carnal e quando me senti totalmente fora do corpo e em pé, pensei em olhar para o meu corpo, só que me lembrei das instruções do Curso Básico do representante encarnado Saulo, e não olhei para o meu corpo. É interessante como essas instruções do site viagem astral na hora da experiência vem na mente. Me vi em minha casa a 50kilometros da república estudantil, onde meu corpo repousara, eu sabia que estava projetado porque conseguia ver uma fumaça cinza que circundava meu corpo. Daí que peguei a chave das portas da frente de minha casa, abri-a ou abri-as e fui para o meio da rua, as casas da frente não existiam como quando as vejo no corpo físico, eu podia ver diretamente as montanhas e bem mais perto do que quando estou no corpo físico, mas não as via verdinhas, mas com uma cor dourada, olhei para trás e vi minha mãe olhando pela janela, eu me senti tão bem. Depois me acordei, eram penso eu, 4h30min. Leandro Martins da Silva
×
×
  • Create New...