Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Daniel_amorc

B-Membros
  • Posts

    314
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Daniel_amorc

  1. Os animais tem se comido uns aos outros nesse planeta, desde a época que a evolução lhes deu algo parecido com uma boca.
  2. Essa manhã pude testar a exteriorização. Fiquei meio confuso se eu devia projetar energia no frontal como já estou acostumado a fazer ou apenas exteriorizar pelas mãos. Parece que deu um efeito muito parecido a exteriorizar energia sobre o frontal, mas como não estou acostumado a fazer isso acabei perdendo logo a lucidez.
  3. Vou experimentar fazer isso na primeira oportunidade.
  4. Esse último post aí realmente diz muita coisa. Tomar consciência de nossas limitações sempre elucida bastante.
  5. Então mas não faz o menor sentido, porque perguntaram pra ele porque ele "não faz uns áudios" também, aí ele colocou isso aí como resposta. Não vejo sentido nisso.
  6. Muito justo! já que vc pediu, você já pode começar escutando os 100 áudios desse cara aqui... Aconselho também a ler os livros dele.. http://www.centrodeestudos.org/cds/cds-de-palestras Aguardo seu retorno para discutirmos os áudios Parece que ninguém ligou muito pra esse post.(Segunda página) Junior, você fala como se você fosse esse Moisés Esagüi, é você mesmo? Eu fui o único que abriu esse link?
  7. Elopes, eu só fiz uma pergunta! Eu não estou sendo sínico nem nada, eu realmente estou na dúvida se Júnior é o Moisés, porque foi o que ele deu a entender. (Será que fui acometido de paralisia cerebral ou qualquer demência pra estar agindo de alguma forma muito estúpida e não perceber?) Qual o problema aqui? hahaha
  8. Eu não entendo como vocês fazem 1 hora de EV. Se eu faço um EV intenso aguento no máximo dez minutos, sinto muito calor e fico exausto. Eu conseguia fazer por uma hora quando comecei treinar e não conseguia ainda fazer tão forte, então aguentava até mais de uma hora.
  9. Muito justo! já que vc pediu, você já pode começar escutando os 100 áudios desse cara aqui... Aconselho também a ler os livros dele.. http://www.centrodeestudos.org/cds/cds-de-palestras Aguardo seu retorno para discutirmos os áudios Parece que ninguém ligou muito pra esse post.(Segunda página) Não entendi muito bem o que você quer dizer Júnior? Você fala como se você fosse esse Moisés Esagüi, é você mesmo?
  10. Dez mil por cento consciente! HAHAHAHA muito bom! Parabéns pela experiência, terá muito mais!
  11. Uma pergunta que eu me faço é o seguinte: Será que se um espírito está na casa dele, digamos na quinta dimensão tranquilo assistindo televisão, derrepente por qualquer motivo ele se desequilibra, fica zangado ou qualquer coisa, derrepente ele pode cair na sala do vizinho na dimensão de baixo? Tudo bem, coloquei a questão de uma forma cômica, mas vocês já se perguntaram como deve ser a vida no astral, se você muda de frequência dependendo da sua "vibração"? Será que o "fulano" nunca consegue fazer nada direito porque é muito instável emocionalmente e porisso não para numa dimensão nem noutra? E se um espírito está deitado na sua cama e tem um pesadelo, derrepente ele pode cair em um pântano umbralino?
  12. Também é chato estarmos no físico, justamente a dimensão mais baixa, onde não se pode mais ver nenhuma outra dimensão e aí não dá pra ter certeza que existe, só os clarividentes podem ver, e a quem não pode ver só resta crer. Independente de o Astralnauta estar ou não trollando, será que alguém aqui se aventura a explicar a contradição que ele comentou?
  13. Minha técnica para entrar em catalepsia (paralisia do sono) Pessoal, essa "técnica" é a adaptação que fiz pra mim ao longo de vários anos praticando energias e experimentando várias técnicas. Desde criança eu tinha muita catalepsia e não sabia o que era. Depois que descobri e comecei treinar, tive ainda dezenas e dezenas de catalepsias até ter coragem de tentar sair. Geralmente eu entrava em catalepsia e ficava tentando acordar por impulso, assim que acordava eu pensava "poxa não era pra ter acordado" e isso se repetia mais e mais vezes, e eu me sentia estúpido por ter voltado. De modo geral, percebi que a catalepsia nunca vinha exatamente "quando eu queria" e jamais durante técnicas. Ela vinha qualquer hora, às vezes tendo feito técnicas ou não, querendo ou não querendo. Até que descobri que se eu dormisse cerca de 5 horas, fizesse a técnica energética e deitasse novamente de lado, tinha catalepsia. Eu fiz isso pouco mais de uma dúzia de vezes e só falhou duas, acredito que por desleixo com alguns detalhes. Tenho a impressão de que o fator mais determinante para causar a catalepsia, é o efeito do EV especialmente na cabeça. Treinando a técnica de EV de levar a energia dos pés a cabeça e vice-versa, até atingir o estado do "EV acordado"*** como eu chamo, eu descobri que conseguia fazer o tal do EV sem precisar fazer a energia subir e descer, mas eu apenas crio o EV direto e em qualquer parte do corpo. É simples, depois que você aprende a fazer o EV, é só se lembrar da sensação da energia e ficar tentando criar o mesmo "estado de vibração" diretamente. É como dar um choque com o seu corpo, como um peixe elétrico. Então eu percebi que nem precisava "perder muito tempo" pela manhã. Tudo que eu precisava para conseguir a catalepsia, era especialmente 5 minutinhos de EV. Esse EV pelo menos pra mim é muito cansativo e dá muito calor, então não é fácil fazer muito mais do que 5 minutos. (***Quero aproveitar para esclarecer aqui, que uma pessoa acordada pode “causar” o EV no corpo, mas você não pode sair nessa hora, porque o corpo precisa dormir antes. Quando entrar na catalepsia você também pode fazer o EV e treinar as energias, da mesma forma que faz acordado. Treinar o chakra da testa durante a catalepsia, vai te dar uma visão 10 quando sair. E fazer EV localizado vai desgrudar as partes do corpo que estiverem presas. Detalhe: é normal entrar em catalepsia e ter o EV naturalmente.) Essa técnica não é pra ser complicada, mas acho que acaba sendo porque requer muito treino de energias, até você conseguir fazer um EV com facilidade. Talvez de dois a três anos. Atualmente estou fazendo também o EV localizado na cabeça, que foi uma idéia que tive nessa projeção aqui: (super aclamada e comentada inclusive, recebi honras e prêmios por ela, aqui no gva) viewtopic.php?f=3&t=13455&p=75491&hilit=vendo+v%C3%A1rias+frequ%C3%AAncias+durante+catalepsia#p75491 Acho que talvez essa experiência foi uma aula de como devo treinar as energias. Me determinei a descobrir exatamente qual é o mínimo de processos que eu precisava para desencadear a catalepsia. A técnica mais curta que eu já consegui fazer até hoje e me causou catalepsia, durou cerca de 25 minutos, ou seja, quando fiz por menos tempo do que isso não funcionou. A técnica não tem nenhuma novidade, é tudo copiado e adaptado: Deitado de barriga pra cima, confortável, etc, relaxo brevemente (2-3mins) então começo gentilmente fazer a energia pulsar nos pés, com força de vontade, mas sem "violência" intensificando aos poucos. Depois nos joelhos, base da coluna (região do cóccix), região do umbigo, peito, garganta, testa e topo da cabeça, dando uma atenção especial a testa, porque sem fazer isso eu saia sempre como um bêbado. (Eu só consegui fazer o topo da minha cabeça pulsar facilmente depois de uns 3 anos de prática.) Depois disso tudo eu faço o EV "até cansar" o que dá cerca 5 minutos. Agora faço também um pouco de EV localizado apenas na cabeça, expelindo energia pela testa e pelo topo da cabeça. Isso causa muito calor e as vezes dá uns calafrios por toda a cabeça. (Hoje em dia, quando começo fazer os joelhos pulsarem, já sinto a resposta de todas as partes do corpo: chakra base, região do umbigo, etc. até a testa e o topo da cabeça, respondendo a pulsação que estou criando nos joelhos. Pulsa tudo em conjunto.) Depois deito de lado me sentindo totalmente sem sono e com a impressão de que não vou mais conseguir dormir. Logo sinto os primeiros torpores e já sei que vai dar certo. Entro em catalepsia, de 30 minutos à 1 hora e meia, após ter virado de lado. Em uma época que eu estava disciplinado fazendo tudo nos mesmos horários, consegui estabilizar esse tempo que leva para entrar em catalepsia, precisamente em 40 minutos, pouquinho mais ou menos do que isso, chegou dar diferença de apenas dois minutos na incidência da catalepsia, de um dia para o outro. Isso significa que com muita disciplina você pode chegar não apenas a projetar quando quiser, mas até mesmo a projetar com margem de erro de poucos minutos, o que seria imprescindível para fazer testes, encontros e tudo o mais. Infelizmente nessa época fui tomado de ceticismo, quando postei esse tópico: (falando sério, esse sim foi badalado) viewtopic.php?t=6997 Minha idéia era continuar praticando a projeção mesmo sem “crer” que fosse a “realidade de outras dimensões”, mas aí não tive força de vontade suficiente para manter a disciplina necessária e acabei largando por um tempo, inclusive sofri de ansiedade generalizada até pouquinho tempo atrás, que foi causada por vários fatores sendo um deles a perda da crença que eu tinha na espiritualidade. Hoje em dia me sinto mais confortável com minha mentalidade e estou conseguindo praticar a projeção com ceticismo, ou seja, me vejo saindo do corpo e tudo, mas reconheço que não posso ter certeza de que não é tudo criado pela mente. Tento deixar essa questão um pouquinho de lado, e apenas explorar o astral!
  14. Pode servir "de alguma forma" como referência para se chegar a alguma aproximação de como será sua lucidez após o desencarne. Não em uma razão proporcional. Pessoalmente, acho que ninguém realmente entende do assunto.
  15. Eu não duvido de mais nada nessa vida. Se isso não foi apenas uma impressão sua, e seu corpo (astral) começou realmente a girar, então você entrou em catalepsia em 10 minutos! Sinceramente, não estou fazendo piada. Se você realmente fez isso, é um prodígio.
  16. Bela pergunta. Pra mim essa questão ou toca um belo "furo da espiritualidade" (caso espiritualidade seja uma ilusão) ou, é uma questão que merece uma resposta melhor, pois a atual diz que "depende de uma série de fatores relacionados a consciência que desencarna". Conclúi-se daí que não é fácil continuar sendo "o que somos agora" após de desencarnar. Tomando as projeções como exemplo, nosso estado de lucidez nelas deve servir de alguma forma como referência para saber como será a lucidez após o desencarne. Acho que Elopes vai gostar de comentar nesse tópico.
  17. Eu também costumava ficar deitado por cerca de uma hora de barriga pra cima, depois percebi que isso é um exercício que exercita a lucidez, mas é dispensável quando seu objetivo for só atingir a catalepsia, que no meu caso vem depois que procuro "dormir normalmente". (Detalhando: pra mim a catalepsia vem em qualquer posição, mas quase sempre quando estou deitado pro lado esquerdo, outras vezes quando estou meio torto na cama, de barriga mais ou menos pra cima, ou em outras posições, mas observe que nunca durante o trabalho energético. Só depois de terminado o trabalho energético, quando deito lado.) Comigo nunca aconteceram movimentos do corpo físico parecido com o que você relata, só alguns espasmos e as vezes consigo abrir um pouco os olhos misturando a visão do astral com a visão do físico. (É bem estranho fazer isso, eu fazia muito sem querer, quando não sabia lidar direito com a catalepsia e ficava tentando acordar.) As vezes durante a catalepsia uso minha mão astral para tatear meu corpo, é interessante passar a mão astral no seu rosto, lábios etc. Você tem certeza de que moveu o corpo físico e não apenas o astral? Entendo que no seu caso você poderia fazer isso por ter prática na incorporação, mas as vezes você poderia se enganar. (Isso confunde bastante.) Também já tive algumas vezes os movimentos do corpo astral controlados por alguém. As vezes deitado de lado em catalepsia, meu corpo astral se vira lentamente até ficar de barriga pra cima. É um movimento firme e preciso, parece controlado por uma máquina. Eu sempre tento me comunicar quando parece que tem "alguém" ajudando mas nunca ouço uma resposta, então vejo três possibilidades: eu não escuto, fazem questão de não responder, ou não existem. Sugiro você também tentar se comunicar, quem sabe possa ouvir alguma resposta.
  18. Reginaldo Pereira, fiquei curioso para entender melhor o que você relatou. Está me parecendo com aqueles momentos em que ficamos deitados em um estado de semi-consciencia perdidos em nossos pensamentos/percepções do astral, seria isso?
  19. Gosto sempre de ler a continuação ouvindo essa música, que me ajuda a entrar no clima da experiência. (Aliás, frequentemente me lembro dela ao escrever meus relatos) http://www.youtube.com/watch?v=RZMihWxkZ1A
  20. Olá! Como é essa exteriorização que você faz em astral para aumentar a lucidez? Uma coisa que me acostumei a fazer é jogar energia com a mão no frontal pra poder enxergar. Gostaria muito de saber também essa artimanha que aumenta a lucidez!
  21. Pararamm, pam, pammmmm... Parece que estamos chegando nas ultimas notas desse tópico. É claro que o Saulo pode estar errado. Eu, você Jesus e Buda podem estar errados. Não faz sentido debater sobre isso.
  22. Acontece também que não é fácil ver o mundo físico nua e cruamente, a partir do astral.
  23. Na catalepsia seu corpo já respira involuntariamente, já está dormindo. Não se "entra em ev" enquanto ainda há controle do corpo. Você pode fazer um ev acordado, o que é uma prática energética, mas nunca vi alguem sair nessa hora. Você vai sentir e ouvir realmente o ev (a energia realmente circulando pelos corpos sutis) quando estiver em catalepsia. Na catalepsia você aumenta o ev controlando pela vontade e isso não deixa a catalepsia acabar. O corpo tem que dormir pra poder sair dele...
  24. Que criancisse isso aqui. Tem muita gente preocupada em estar com a razão. Parece que a razão é uma galinha e o povo corre atrás. Não deixa de ser engraçado.
×
×
  • Create New...