Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

raphaelbertani

B-Membros
  • Posts

    16
  • Joined

  • Last visited

raphaelbertani's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

0

Reputation

  1. É que naturalmente queremos colocar a culpa em alguem, mas esse cabloco ai que matou muita gente, é dificil cara, mas ele é doidão, como se culpa alguem doido? E certamente ele é um agente do carma de muita gente... Mas veja, o próprio carma é apenas uma reação a uma ação prévia, que também não tem como ser livre...
  2. Então, mas veja: Se você não vai arrancar os olhos do gato porque é errado e você não faz algo errado, então a sua escolha não será livre. Você, como disse, escolheu não arrancar por medo das consequencias ou por um valor humano diferente da do garoto que fez o que fez. Isso não é liberdade. Não estou falando que não existe livre arbítrio, mas que temos tanto o livre arbítrio como uma parcela para uma ação como uma parcela resultante da educação, principios, valores, etc. Se é livre, não depende de fatores como valores, educação e leis ou moral, não?
  3. Segue um Diálogo entre amigos que mostra a falta de sentido que existe em se culpar alguém. Gostaria da opinião de vocês. (Fabrício): (Carlos): (F): Pô cara tu viu o que aconteceu lá no interior de são Paulo? aquele garoto de 11 anos que arrancou os olhos da gata com uma caneta? ©: Vi sim mano, que tristeza não? (F): Tristeza é pouco, tinham que pegar ele e fazer a mesma coisa que ele fez com a gata! ©: Hum, mas porque será que ele fez isso? (F): Sei lá cara, é um doente mental. ©: Não, sério, porque será que ele fez isso? Ele não é doente mental pelo que noticiaram. (F): Então, sei lá cara, não sou psicólogo. ©: Se eu te dissesse que ele nunca teria como não ter feito o que fez, o que você me diria? (F): Que você está louco, igual ele! ©: Já que é assim, vamos apostar, se eu te mostrar que ele nunca poderia não ter feito o que fez você me paga o almoço, pode ser? Caso contrário eu pago! (F): Fechado, quero ver você fazer essa mágica. ©: Então vamos lá, vou fazer uma série de perguntas e você me responde. Mesmo que não saiba, tente sempre responder de forma a achar um porque, um motivo. Então me responda, porque ele fez isso? (F): Mas não tem como eu saber. ©: Não importa, o que vai importar é que você encontre um porque lógico. Pensa e me responde. Me fale o que vem na sua cabeça. (F): Bom, ele fez isso porque é uma criança cruel. ©: Maravilha. E o que leva uma criança a ser cruel? (F): Não sei, tem criança que já nasce assim. ©: Então pense comigo, esse garoto já teria nascido cruel, supondo. Quando fica mais velho ele faz uma crueldade. Então ele não estaria fazendo exatamente o que ele nasceu pra fazer? (F): É...mas tem também outros fatores. ©: Claro que tem, me diga quais por exemplo. (F): O livre arbítrio. ©: E o que seria este livre arbítrio (F): Oras, todo mundo sabe. Você sempre tem a liberdade pra escolher o que quer fazer. ©: Entendo, então está me dizendo que o garoto podia a qualquer momento ter ou não feito o que fez. (F): Claro. ©: E porque ele fez então? (F): Oras, porque ele escolheu. ©: E porque ele escolheu isso? (F): Estamos voltando ao começo, porque ele é cruel. ©: Mas se é livre sua escolha, porque o fato de ele ser cruel foi o que determinou ele fazer isso? (F): Como é que é? ©: Veja, se o fato de ele ser cruel foi a causa dele ter feito o que fez, então onde estaria a liberdade? Falando de outra forma, se o que ele fez foi um resultado de sua crueldade, então de onde vem esta liberdade? (F): Sei lá de onde vem, mas sempre podemos escolher, sempre temos essa liberdade. ©: Então se temos esta liberdade, se você estivesse nesta situação poderia ter feito a mesma coisa? (F): Nunca! ©: Mas se a escolha é livre, você poderia perfeitamente escolher entre arrancar os olhos ou não arrancar. (F): Eu nunca escolheria arrancar. ©: Porque não? (F): PORQUE EU NÃO SOU CRUEL CARA, PORQUE É TÃO DIFÍCIL ENTENDER? ©: Calma mano, relaxa, só estou tentando te mostrar meu ponto de vista, não precisa aceitar, apenas entenda a ideia. Então me responda, se é livre porque você nunca poderia ter feito o que aquele garoto fez? (F): Ta bom, então temos a liberdade e também o que somos, nossa criação, etc. ©: Perfeito! Então estaríamos definindo nossas escolhas com base no Livre arbítrio e no resultado que somos pelo que passamos. (F): É, exatamente! ©: Maravilha, estamos chegando no final. Preste atenção pra esta pergunta: Vamos imaginar hipoteticamente que só exista o Livre arbítrio, só ele, totalmente livre. O que a pessoa é e o que ela passou, assim como as características que já vieram dela com o nascimento não importem, você poderia ter feito o que ele fez? (F): Bom, se é 100% livre, acho que sim...se nada do que eu sou importa, então teria 50% de chance de fazer qualquer uma das escolhas. ©: Legal. Então, neste cenário hipotético, o garoto teria culpa por escolher algo totalmente livre, sem controle, que teria pipocado ao acaso em sua mente? (F): Bom, eu vejo que não... ©: Quase acabando em! Vamos conjecturar o oposto, que 100% das suas escolhas sejam feitas com base no que você é como pessoa, genética, educação, valores, etc. Você poderia fazer o que o garoto fez? (F): Nunca! ©: Perfeito, então neste cenário hipotético você nunca poderia escolher algo alem do que você é como um resultado. Concorda que neste cenário você nunca poderia arrancar os olhos do gato, da mesma forma que neste cenário o garoto nunca poderia não arrancar os olhos do gato? (F): Faz sentido, mas o que isso prova? ©: Veja, se existir 100% do Livre arbítrio, ele poderia escolher com o mesmo peso qualquer uma das opções, logo não faz sentido culpa-lo. Se 100% for um resultado, não faria sentido culpar um resultado inevitável, concorda? (F): É, acho que sim, mas isso é tudo hipotético! ©: É sim, concorda que o real seria uma mistura dos dois? (F): Sim! ©: Se não conseguimos culpar alguém por uma escolha livre e se não conseguimos culpar alguem por uma escolha inevitável, como poderíamos culpar alguém com uma mistura dos dois? (F): É...bom...sei lá cara... ©: Não, sério, como? (F): Eu não sei.... ©: Ganhei o almoço? (F): Sim...
  4. É, eu errei muitas coisas no livro nas quais pretendo corrigir, porque o livro não é exatamente sobre o Livre arbítrio e sim uma tentativa de enxergar logicamente que cada pessoa é o melhor que pode ser. Porem, apesar de não existir nenhum argumento lógico que mostre que o Livre arbítrio exista, a coisa é tão profunda e complexa que é uma luta boba, que eu nunca deveria ter travado, mas que também foi inevitável. Eu tenho como mostrar, de uma forma bem interessante e até agora, acredito que nova sobre como cada pessoa é e sempre será o melhor que pode ser, isso com o livre arbitrio, sem o livre arbitrio e com um mix dos dois (que é o mais aceito hoje em dia) Pra entender isso melhor, imagine um caso hipotético onde só exista o Livre arbitrio. Se alguem for escolher algo, as duas opções terao o mesmo peso, afinal a deffiniçao do livre arbitrio mostra que podemos sempre escolher qualquer opção livre de qualquer força tendenciosa. Logo, entre matar ou não matar teriamos 50% de possibilidade. Neste cenário, uma pessoa que escolha matar nunca seria culpada, afinal como vc pode culpar alguem por uma escolha livre 100%? Agora se pensarmos no oposto, 0% de Livre arbitrio, todas as nossas escolhas seriam um resultado e matar ou não já estaria definido, logo não faz sentido culpar o inevitável. No caso mais real, aparentemente, existem as duas coisas. Oras se não podemos culpar algo livre e algo preso, com as duas juntas também não muda nada e as escolhas das pessoas, mesmo tendo liberdade, nunca poderia ser motivo de culpa. Pensem, como vc coloca a culpa em um evento livre, que pipocou na sua mente? Não pode. Sabemos que isso não existe, que a pessoa vai parar pra pensar no que está fazendo, entao já estamos falando de um mix de liberdade e resultado desse mundo de variáveis... Eu realmente não consigo entender como poderia alguem ser culpada por alguma coisa se ela é um resultado do livre arbitrio mais do "Não" livre arbitrio, ja que as duas nunca poderiam ser usadas como justificativas para culpar alguem. Me ajudem, como poderia?
  5. Li um livro interessante ( Shanakan - Um mestre no alem I ) e no livro o rapaz tinha um mentor nas suas projeções. Quando este mentor explica a origem do universo, ele diz que tudo tem uma consciencia, desde uma pedra, até uma planta, animal, etc. Entao teriamos evoluido de coisas primárias de consciencia animal. Depois ele relaciona um salto evolutivo com a vinda de espíritos da Capela, que teriam feito isso com nossos decendentes macacoides fofos...vai saber. Vou ver o Vídeo Sim. Só uma duvida: Realmente os opostos se atraem? Até onde isso realmente faz sentido? Só com imãs? Porque no mundo espiritual os semelhantes se atraem. Parabens pelo Post!
  6. Po mano eu me matando pra sair e vc querendo voltar? rsrs Muito legal sua experiencia, mas na minha opiniao, nem volta, vai viajar, conhecer novos lugares e ajudar quem precisa. Se puder passar em casa pra me tirar eu agradeceria muito! Mas realmente deve ter dado um desespero em. Se acontecer novamente posta pra gente ficar sabendo, e n esquece de passar em casa! Abraços,
  7. Muito Legal, sempre bom ter acesso a novos pontos de vista Sempre tem algo que podemos agregar, detalhes, por isso devemos sempre estar abertos Gostei da iniciativa e tb gostei do blog!
  8. Cara amigo fofo muito legal viu!! Eu to brigando feio pra acordar de madrugada, eu acordo, na maioria das vezes sem o despertador mas NAAAOOO consigo levantar cara, q coisa....e eu nunca tive problemas para acordar ....pode ser um obsessor mano? Eu deixei de fazer a tecnica antes de dormir pq aquela voz fofa do Saulo da um sono!! ele tinha que dar um berro no inicio, rsrs Como vc consegue acordar e levantar da cama efetivamente? tem imã na minha cama, certeza!
  9. Obrigado mano, tive que escrever este livro, principalmente depois que vi que quase ninguém conseguia quebrar a linha de raciocínio que ele segue. Leia com carinho, afinal eu quero é mostrar que somos todos o melhor que podemos ser, mas de uma forma lógica.
  10. Nossa, fiquei impressionado que alguém entendeu tão bem a mensagem. É realmente lindo poder perceber que todos são o melhor que podem ser. Muito bom!
  11. Fala rapaz, tente aproveitar esse momento seu, eu fiz dezenas de vezes e não vejo nadinha de nada. Esse mundo espiritual é tão rico que muitas coisas diferentes podem acontecer. Anote tudo, crie um diário e estude cada manifestação. Vai fundo garoto e nos conte depois o que descobriu! Boa sorte
  12. Olá pessoal, tenho passado muito tempo com o assunto e este foi um dos motivos para os quais eu comecei a tentar fazer o desdobramento. Escrevi um livro sobre o tema intitulado "Não Existem Culpados" http://www.publikebook.com.br/311/nao-existem-culpados e também transformei ele em video no Youtube http://www.youtube.com/watch?v=dtsxLOvQVhs Eu gostaria de que opinassem, tenho tido muita dificuldade de encontrar pessoas abertas a entender e discutir o tema sem levar para o lado pessoal(e agressivo) e pelo que andei vendo nos posts aqui só tem pessoas abertas e lucidas. Se possível leiam o livro (apenas 45 pgs) antes de simplesmente mostrarem sua opinião, no livro eu mostro como o livre arbítrio é uma idéia incoerente e que cada pessoa é o melhor que pode ser, algo que eu encontrei maravilhosamente no espiritismo, onde cada um age conforme seu momento evolutivo no universo. Estou totalmente aberto a qualquer outra possibilidade. "A possibilidade de se estar errado aumenta infinitamente com a certeza de se estar certo"
  13. então no caso do nosso amigo do Post, ele poderia estar misturando sonho e uma projeção lúcida...??? mas no que rege as provas, tudo ainda fica muito vago...
  14. Mesmo isso sendo Suuuper legal acaba não sendo uma boa comprovação...veja eu tenho vivido isso de projeção, ainda n sai e quero MUITO que isso tudo seja verdade, mas no caso em questão, ele poderia ter ouvido a sua mae indo ao banheiro e gerado tudo isso com a mente... Infelizmente não é uma prova...mas será que existe como se provar isso?
  15. Incrivel. Eu nunca imaginei encontrar um depoimento deste aqui! Na verdade fiquei com medo, e se for tudo mesmo uma ilusão? porem, doa a quem doer a verdade deve ser buscada a todo custo. Nossa isso é bem forte, mas temos que pensar também porque nada disso apresenta uma prova forte, se podemos ir e vir no espirito porque nada se prova disso? mas vejam como é bom a duvida, isso tira por alguns instantes o poder e a segurança de saber das viagens astrais, nos torna humanos comuns novamente...Porem, independente precisaremos achar cada um a sua resposta, pois a evolução é individual. Teremos que sentir e procurar por provas...Como disse Buda, 3 coisas nunca ficam escondidas por muito tempo: o sol, a lua e a verdade! Agora o que fazer sem Viagem astral e Livre arbítrio? O Livre arbítrio eu entendo que não exista, por isso fui atrás da Viagem astral... boa sorte pra todo mundo e vamos cada um atrás da sua verdade, agora a parada ficou séria!
×
×
  • Create New...