• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

DMEsteves

B-Membros
  • Content Count

    42
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About DMEsteves

  • Rank
    Advanced Member
  1. Não se pode confundir mediunidade com sencibilidade espíritual, que pode ser desenvolvida, ao contrario da mediunidade. PAZ Vale acrescentar também: Não confunda mediunidade adormecida com falta de mediunidade. Pessoas podem ter mediunidade ostensiva que fica adormecida até um dado momento. No caso que você comentou Cereja, essas tinham o dom mediúnico que não se manifestava até então. Elas não adquiriram o dom, apenas o despertam.
  2. leo33, nem sempre temos a oportunidade de realizar os trabalhos da forma que queremos. Recomendo focar nos seus afazeres, trabalhe e estude. Antes de dormir, faça as práticas energéticas, nem que seja por 10, 20 minutos... Se o sono está sabotando sua prática, faça as técnicas de pé. Use os movimentos de mãos do inicio da Técnica Completa 4. Quando a oportunidade permitir, de mais importância a projeção. Lembre-se que a projeção e, principalmente o trabalho energético são bem vindos quando possivel, mas vivemos no mundo dos físico e aqui precisamos trabalhar e estudar, senão a coisa não vai pra frente. Fique tranquilo que quando for o momento, você terá a liberdade para se dedicar a projeção. Até lá, faça as praticas energéticas conforme seu tempo permitir.
  3. Não sei se me coloquei bem quando a oposição as ideias apresentadas nos livros. As duas correntes receberam bem os livros. A animosidade parte daqueles que, deferentemente do que pregava o Codificador, não se questionam, não evoluem... Presos a ideias já vencidas, não aceitam a presença de "espíritos pouco evoluídos" como os que operam no culto umbandista. O conceito vale para este tipo em qualquer corrente: espirita, umbandista, espiritualista...
  4. Esse questionamento de "sou ou não sou médium" é basicamente a vontade que temos de ter "super poderes". Muitas vezes, queremos possuir uma mediunidade mais acentuada a fim de comprovarmos a veracidade dos fenômenos que vemos.
  5. Já li a trilogia e o primeiro livro da nova trilogia: O Fim da Escuridão. Excelentes os livros. Gosto da abordagem e a narrativa do Ângelo. De fato, a abordagem que ele adota, mesclando umbanda, espiritismo e espiritualismo, é um prato cheio para as 3 correntes. Digo isso para os estudiosos de fato, que estão interessados no conhecimento, desprendidos dos dogmas e radicalismos, mas também para os radicais, que militam ferozmente contra o que o autor expõe. Em resumo, recomendo fortemente a leitura da trilogia Reino das Sombras, assim como sua "continuação", O Fim da Escuridão. Na verdade, recomendo toda a obra do autor espiritual .
  6. Por mais que pareça, a mediunidade não é um presente dado a pessoas merecedoras. Mediunidade é para quem precisa, uma ferramenta de acelerar a prestação de suas dívidas. Pode parecer algo bem legal, eu entendo porque já fui assim, poder interagir com os espíritos, como se tivesse super-poderes. No entanto, mediunidade é trabalho! Não digo que seja um peso ou uma punição, mas com certeza não é uma dádiva para aqueles que foram bons. Você pode ser médium sim. A mediunidade, como disse nosso amigo, vem com você. Ainda sim, ela pode não estar desperta. No momento certo ela aparece. Só cuidado com o que deseja, ser médium pode não ser tão divertido quanto você acha que é.
  7. Veio bem a calhar depois da reportagem apresentada ontem (17/6) no Fantástico sobre a filha que mantem o corpo do pai congelado.
  8. Já passei por experiencia de movimento mesmo, incorporação. Mas não estranho muito porque trabalho com isso.
  9. Para quem gosta da obra do espírito Ângelo Inácio, psicografada por Robson Pinheiro, este é o novo livro dele, lançado no mês passado. Terminei de ler este final de semana, muito bom. Fala sobre a reurbanização extrafísica e a atuação dos guardiões neste processo. Existe um relato bem legal sobre VA. Recomendo!
  10. Isso mesmo rotch. Ontem eu sei que fui um pouco preguiçoso quando optei por fazer a técnica compacta. Escolhi pois acordaria cedo mas colhi frutos proporcionais ao esforço. Hoje tenho tempo e farei a completa, de 1 hora.
  11. Passei por essa esses dias. Creio que seja algum reflexo que algum colega mais experiente possa explicar melhor.
  12. Olá amigos, este relato é de hoje, 11/6. Tinha a intenção de dormir cedo mas o sono não veio e a TV me distraiu. Fui me dedicar a dormir, já era quase 3 da manhã. Fiz a prática energética utilizando a técnica compacta. Em seguida, fiz a técnica do áudio Tecnica do Frontal, do audio do IVA. Não consegui a concentração completa pois no meio da técnica, perdia a lucidez em flashes. Ainda sim, as repercussões energéticas eram muito agradáveis. Ao finalizar as técnicas, fiquei de barriga para cima, concentrando-me na no som da pineal. Não consegui ficar confortável e me virei de lado. Consegui relaxar e dormi. Tive, acho, um sonho lúcido. Lembro mais claramente de entrar em uma sala de aula, acho que de uma escola de ensino médio. Lá estava diversos amigos meus. Na minha consciência, eu era eu mesmo, do presente, já bacharel. Então meus amigos, até uma ex, pediam ajuda para fazer alguns exercícios e eu ia auxiliando. Coisa de sonho mesmo. Tive consciência que estava em um sonho, notei que controlava os acontecimentos. Acordei em catalepsia e comecei a me concentrar para fazer a saída. Quando estava conseguindo, tive um impulso de tosse muito forte, que não consegui ignorar. Acabei tendo que tossir e perdi o momento. Virei para o outro lado mas já não estava mais concentrado, então, decidi dormir. Como costumo, deitei de barriga para baixo e rapidamente adormeci. Despertei novamente em catalepsia e EV. Ao perceber a situação, concentrei-me em sair do corpo. Tinha consciência do meu corpo físico, podia senti-lo, mas também sentia meu corpo espiritual. Percebi que eu já não era mais o corpo físico e resolvi me levantar. Estava lá, deitado de barriga para baixo, e mentalmente comecei a me levantar para trás. Não usava as mãos, apenas pensava em sair para trás e o corpo ia. Senti-me atraído, colado, então fazia "força". Descolava da cabeça para baixo, mas ao chegar na cintura, sentia voltar. Fui para um lado, pro outro, peguei impulso e levantei. Fiquei quase de pé e me senti puxado de volta, com tanta força e tão rápido que só percebi que estava no corpo, acordado. Acabei tentando apenas dormir novamente até ser acordado pelo despertador. No saldo, fiquei bem feliz com a experiencia. Estou crescendo ainda no processo da projeção, um iniciante. Sentir que isso foi resultado de um trabalho que realizei foi gratificante, pois foi algo meu, consciente e não um acaso ou 100% patrocínio. Parafraseando Neil Armstrong: "Um pequeno passo para A projeção, um grande passo para mim"
  13. Ontem eu fiz os preparativos para a projeção mas estava tendo dificuldades para me manter de lado ou de barriga para cima então acabei me entregando ao sono e me deitei de barriga para baixo e dormi. Despertei em catalepsia e algum EV, tentei sair do corpo mas acabei sendo puxado ao ficar de pé. Não sei se isso foi positivo ou negativo pelo fato de estar de barriga para baixo, pois, ainda não estou tendo as experiencias lucidas mas achei interessante pois é pertinente ao tópico.