Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Posts

    7,458
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1,069

Everything posted by sandrofabres

  1. Mas isso em primeira pessoa ne? Só que tem gente que sonha em terceria pessoa, assiste a si mesmo agindo como se estivesse vendo outra pessoa na sala agir. E no caso de incorporacao isso nao acontece, nao deixa de ser na primeira pessoa. Pelo menos comigo nunca aconteceu nada em terceira pessoa.
  2. Os revistros completos ficam estocados em partes superiores do ser. Assim como voce aqui não lembra da sua vida anterior, mas sob condições especiais ( regressão hipnotica) pode lembrar, o desencarnado recente só vai lembrar desta última, e a tendência é ir esquecendo dela. Mas as memórias de vida anteriores podem se manifestar quando evocadas por alguma circunstancia externa, como reencontrar algum antigo amigo ou desafeto de outras vidas. Mas o banco completo de memorias nã fica instalado na nosso "eu inferior", digamos assim. Aqui voce encontra algumas referencias a isso, de diferentes autores. Se não me falha a memoria noa textos da Dion e do Leadbeater: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17098-visões-sobre-a-morte-e-o-post-mortem/
  3. Aquela pessoa??? Ela???? Você está dizendo que quando esta sonhando VOCÊ tem vontades e atitudes diferentes? Ou está dizendo que nos seus sonhos você está assistindo outra pessoa agindo, mas ela tem sua aparencia?
  4. Não creio que tenha algo a ver. Mas você pode ter PERCEBIDO alguma coisa com mais clareza. Talvez alguma companhia espiritual que veio colada nela, ou talvez tenha percebido a atuação de alguma entidade que já mora aí com vocêse talvez não.goste da sua mãe. Mas acho mais provavel que tenha sido algo que veio de fora com ela, porque se morasse aí com vocês, vocês já estariam habituados com a energia dele. Se ficou mal depois faz pensar que seja um " intruso", alguem com um padrão diferente do de vocês. Caberia descobrir com sua mãe se ela não teve algum problema no trabalho naquele dia, ou se no caminho para casa não encontrou ninguém diferente, alguma.cigana que tentou ler a mao dela, algum pedinte suspeito que se aproximou e falou com ela, algum " louco de rua" que a abordou, algum grupo de evangélicos que tentou passar a conversa nela...
  5. Quando atinge o EV, no auge dele, tem que levantar da cama, em astral, para descolar o corpo astral do fisico. Mas se não estiver com o corpo fisico devidamente relaxado não desgruda nem com o EV mais forte do mundo. Quanto a vozes, é dificil saber quem era sem sair e ir lá falar com o sujeito. Mas é comum que eles venham para perto e nos chamem pelo nome , para que a gente levante da cama. Ontem mesmo fui tirar um cochilo à tarde e do nada chamaram meu nome. Lavantei rapido como quem estava atrasado... mas levantei no fisico, ehehe.
  6. Sonhos são confusos porque diferente da projeção, podem conter algo simbolico, ou serem totalmente simbolicos. As vezes querem. que você pesquise algo e te fazem.passar por uma situacão no sonho que contém um nome, ou um endereço, ou uma data. Mas a gente so vai entendendo ao se expor mais aos indicios. Já que no seu caso teve essa coincidência de datas,se eu estivesse no seu lugar tentaria comprar esses livros e ver se ao lê-los novos sonhos reveladores não surgirão, talvez trazendo memórias daquela vida, caso tenha de fato algo a ver com você. Só que procurei agora para ver se achava o livro em algum dos sebos internacionais dos quais ja comprei, alibris, abebooks, amazon do reino unido, da espanha, da alemanha, australia e japão, mas não achei. Resta então... tentar voltar para o sonho. Você consegue fazer isso mantendo a memoria dele fica na mente enquanto adormece. Claro que dificilmente funcionara na primeira tentativa, mas tem a vantagem de ter uma chance de, desta vez, caso consiga, voltar.ao sonho com lucidez, sabendo que esta no sonho e agora podendo perguntar alguma coisa a mais. Funciona? Sim, ja fiz isso mais de uma vez. Mas é pode precisar varias tentativas. Por várias quero dizer que se tentar todas as noites , talvez consiga dentro de um mês. Mas as vezes é de primeira mesmo.
  7. Não, não pode. Quando você está erm astral você sente as emoções de forma mais intensa. Não é que elas SEJAM mais intensas por isso não tem como traumatizar Por exemplo: aqui na vida física alguém te conta sua história triste, digamos que te conte que te perde um filho bebê. Isso aqui vai te parecer meio triste, mas se te conta a mesma história em astral, você começa a chorar e não consegue parar. E quando volta para o corpo, pensa "Nossa, mas porque diabos em emocionei tanto?", e aquilo volta a ser percebido como uma REAÇÃO exagerada a uma tristeza NORMAL. A lembrança daquela reação exagerada não te abala, você percebe que é desproporcional. O mesmo com a raiva, aqui algo pode te deixar meio irritado, mas se você se irrita lá, a coisa fica feia. O medo talvez seja a maior incógnita, porque ninguém convive com o medo em vigília né? A não ser aquele pessoal do RJ, que do nada tem que encarar uns tiroteios inesperados. Por não estarmos muito expostos a situações que gerem medo ele sempre nos parece estranho, e em astral se ele surgir, você acorda em seguida, porque é pelo menos estando projetado você tem para onde fugir, ehhee, coisa que em vigília não tem. O desafio para o projetor é conseguir NÃO VOLTAR para o corpo caso sinta medo. No áudio 7 do CURSO BÁSICO do Saulo, a partir dos 12minutos você vê um relato que ilustra bem isso. Então: não, essas coisas do astral não vão gerar gatilho algum. A projeção só é diferente dos sonhos no aspecto lucidez, ou seja, saber que você está em corpo não físico, num plano não físico, e portanto seguro. Para questionamentos de caráter mais objetivo (perigos, frequência cerebral, interferência em saúde, horas de sono, emoções, relaxamento, produção de hormônios, obsessão espiritual, esquizofrenia, taquicardia, etc) considere sempre projeção = sonho. Emoções de sonhos não geram gatilhos no físico. O mais provável no caso de um sonho traumático é que ele não seja de fato um sonho, mas uma memória de vida passada, porque essas sim tem um impacto emocional bem maior, até mesmo se forem cenas triviais. Não precisa lembrar, num sonho, de ter sido assassinado na vida passada, para que seja emocionalmente impressionante, caso seja memória de vida passada. Pode simplesmente ser uma memória de você tomando café pela manhã, com um ente querido de outra vida, e que nesta você não reencontrou. A emoção que isso evoca já vai ser "punk" e vai afetar o resto do seu dia, talvez a semana toda. E aí entramos na sua expressão: gatilho. Se você tem uma lembrança dessas, forte a ponto de te abalar, ela MUITO provavelmente será de vida passada, e sim ela pode reativar velhos padrões de comportamento ligado àquela emoção ou memória, e atuar como gatilho, despertando algo que estava latente nesta vida, mas que viva dentro de sua psique. Daí o risco de ficar procurando lembrar de vidas passadas sem necessidade. Se a pessoa está tendo uma dificuldade emocional nesta vida, e ao procurar uma terapia, vem à tona uma memória de vida passada, ok, é porque o processo de cura envolve desbloquear aquela memória, que na verdade será desbloqueada sozinha, selecionada pelo seu subconsciente para trazer ao consciente a a origem do problema. O resto ficará bloqueado. Mas se você busca por isso, por mera curiosidade, pode acabar tropeçando em memórias que causarão problema se acessadas. É algo bem diferente. Por isso seu questionamento é válido, mas não se aplica à projeção, aplica-se apenas à remexer memórias de vidas passadas. Veja bem, isso é meio contraditório: no nosso estado e vigília todos temos microemoções o tempo todo. Não são essas que são intensificadas. Parte dessas microemoções que temos são fruto da falta de lucidez na vigília. Ou seja, da reatividade automática a todos os impulsos. É o que no oriente se chama "mente de macaco". Mas uma vez que você procure estar mais lúcido em vigília, notará que essas pequenas emoções ficam mais atenuadas. Você fica menos "reativo". Para experimentar esse estado, preste atenção no movimento de ar dentro do seu corpo, durante respiração, seja em casa, ou na rua, caminhando. Ao mesmo tempo perceba os diversos sons que surgem no ambiente, "note-os" sem no entanto focar atenção neles. Quando caminha, note como o peso do seu corpo atinge áreas diferentes dos seus pés a cada passo, para ir mantendo o equilíbrio, e enquanto isso não deixe de "notar" o mundo ao seu redor. O estado de projeção lúcida é similar ao estado de perceber as coisas de forma mais atenta, como nesses casos. Mas é uns 10% mais intenso. Em ambos os estados essas pequenas emoções tendem a ter menos espaço para se manifestar do que no estado normal de hipnose em que vivemos a vigília. Então essas pequenas emoções que todos sabemos que temos, mas que não costumamos estar muito cientes delas, não se mostram mais intensas. É apenas no caso de uma agitação emocional mais forte, que te "sacudiria" um pouco no físico, é que no astral será algo muito intenso. Por isso dá para dizer que e tranquilo projetar. Antes de passar pelas projeções eu achava também que, pelo que lia, o estado emocional padrão praticamente impossibilitaria a projeção, já que tudo semrpe seria mais intenso. Mas aí fui percebendo que não é tudo, há muitos nuances nisso. Além disso, sempre convém relembrar, porque as pessoas vivem esquecendo: Tudo que vale para os sonhos, vale para a projeção. É seguro deitar todas as noites e sonhar? A projeção é um pouco mais segura que os sonhos, porque no sonho você está projetado sem lucidez, acha que está no físico, e poderá ser atacado, violentado, sequestrado, torturado, amedrontado... sem oferecer dificuldade alguma para seus inimigos. O pessoal chama isso de pesadelo e ninguém fala que seja perigoso né? Consideram normal, um fato da vida. mas se você está lúcido, o jogo vira. Pode perceber o perigo e sair dali, pode não dar atenção, pode jogar energia para repelir o ataque.. Pode aumentar de tamanho e esmagar com suas mãos os inimigos, como quem esmaga uma banana... As opções são variadas. Portanto, se você não acha perigoso ir dormir, não tem porque achar perigoso se projetar.
  8. O teste do dedo falha MUITO. A razão para falhar é que a gente meio que não consegue gerar muita di vida se ele vai esticar ou nao. Assim como se você tentar enfiar a mão ma parede, dificilmente conseguirá, oois esta olhando para sua mão e para a parede, e ambas parecem tão sólidas que é difícil quebrar essa ilusão. Por isso eu enfio o topo da cabeça na parede para testar, porque não tenho como ver o topo da minha cabeça, e estarei olhando para o chao, nao para parede, ao fazer isso.Assim a ilusão visual de solidez não me dificulta. Mas já me aconteceu de puxar o dedo e sair a carne como se fosse um dedal, e fiquei ali chocado olhando o ossinho branco da falange , e acordei, kkkk Uma coisa que funcionou comigo algumas vezes quando parecia que eu nem dormia nem me projetava foi o seguinte: imagina que sua cama tem rodinhas e que ela obedece seu o seu pensamento. Então você continua deitado ali imóvel, tentando dormir, mas... com o poder da sua mente comecará a fazer sua cama de rodinhas passear pelo quarto. Fazendo manobras para fazer as curvas e tal. Quando funciona você estará ali deitado, distraido com a brincadeira mental ate que de fato sentirá que sua cama está mesmo se movendo pelo quarto. Como isso não é possível, ja servirá como " teste", pois se está acontecendo então você já está no estado projetivo adequado, pode levantar da cama. E vai descobri que nao, ela nao saiu do lugar, mas a sensação era muito nitida de que estaba saindo porque você entrou no estado de transe necessário para que a tecnica de separacao funcione.
  9. 1- Mostra para nós qual relato que você leu que diz que a pessoa vai para um lugar bom mesmo se suicidando. As diferenças acontecem porque não é uma lei criada pelos homens, é uma explicação do que acontece com a maioria, mas cada caso é um caso. Nem todo mundo que se exercita sua. Nem todos que comem muito engordam, nem todos que usam drogas se viciam. Mas o conhecimento se constrói sobre regras gerais, não sobre exceções, então o bom senso mandar levar a sério as regras gerais. 2- Veja, um suicida só se suicida porque é incapaz de sair do seu estado mental de só pensar e vibrar coisas negativas. Se ele não consegue sair disso em vida, é óbvio que não será capaz de fazê-lo após a morte, quer ela tenha sido por suicídio ou não, tanto faz. Se essa pessoa fosse capaz disso, ela o faria em vida e o interesse dela por suicídio desapareceria. A pessoa que está pensando em suicídio já vive aprisionada nesse estado mental, não tem essa liberdade para achar que " e se...???? ". É o mesmo que a gente pensar "E se fôssemos capazes de não envelhecer?" 3- É o mesmo caso da pergunta anterior: talvez um "não suicida" fosse capaz de suportar bem o sofrimento pelo qual um suicida passaria, mas para o suicida é óbvio que esse sofrimento é grande demais. E porque eu posso dizer isso? Simples: para o suicida a vida de encarnado, algo tão trivial, já é sentida como se fosse um sofrimento insuportavel, tanto que ele quer cair fora. Se a vida comum, que para a maioria absoluta é fonte de tantos prazeres a ponto da maioria temer a morte, é vista pelo suicida como algo tão desagrádavel a ponto de ele tentar fugir dela, imagina então o que ele vai achar do estado no qual se encontrará após o desencarne. Para o suicida certamente o pós mortem será sentido como algo terrível, afinal o cara só é suicida exatamente porque ele faz tempestade em copo d'água, porque ele sente desconforto demasiado com coisas que para os outros não representam um problema tão grande. 4- Mesmo caso das anteriores. Uma pessoa que chegou ao ponto de se matar e porque estava aprisionada pelo seu estado mental perturbado, logo, ela não terá a capacidade de tentar fazer isto ou aquilo para sair disso no pós-mortem já que foi incapaz de air disso em vida, quando era bem mais fácil. Seria como supor que um louco pode tentar sair da sua loucura. Se ele é louco é exatamente porque perdeu o controle da sua parte mental, logo não tem mais capacidade de tentar dominar isso. Se tivesse, teria dominado a loucura no inicio, antes que ela se agravasse. Da mesma forma o suicida, se ele tivesse a capacidade de usar o poder mental pra sair desse estado ele omm teria usado antes, ainda em vida, para não cair nesse estaso e assim teria evitado chegar ao ponto do suicidio percebe? Mas aí a pessoa pode ler isso que eu digo e achar que não, que ela tem motivos para isso, que o problema é a vida dela, não ela. Pois é, acreditar que realmente tem motivos para isso é parte da " doença", é parte da falta de poder mental para sair desse estado enquanto ainda está encarnado. Os problemas da vida residem na atitude errada em relacao a ela, e a oportunidade de resolver isso é enquanto se está encarnado, tentando identificar os pensamentos tóxicos que atribuem valor negativo a tudo e assim fazem tudo parecer pior do que é. O suicida precisa aprender a combater esses pensamentos, ou a cada dia esses pensamentos toxicos irão dominar um maior percentual do seu dia de encarnado. Como resultado, ao se suicidar o que eles conseguem é acabar com todas as distracões para poderem ficar 100% concentrados na sua auto-tortura mental. O problema não está na vida, está dentro da mente do suicida, do depressivo, do ansioso, etc. Uma festa animada para a maioria vai ser percebida como algo tedioso pelo deprimido. Sair da festa não mudará a sensação de desconforto, o deprimido levará dentro de si aquela negatividade para a rua, para casa, vai dormir para esquecer... mas vai acordar com ela, etc. É o mesmo caso com o suicida, acha que o motivo da sua infelicidade está na vida, então sai da vida... Mas levará junto a infelicidade, só que agora muito mais intensa, pelo simples motivo que toda emocão forte é sentida MUITO MAIS FORTE quando estamos em astral, seja alegria ou tristeza, tanto faz. Então uma pessoa que não consegue mudar essa atitude mental errada em vida, a ponto de se suicidar, vai conseguir mudar o que com o " poder mental", se no astral essa tarefa será ainda mais difícil? Não tem como, o aprendizado dessa habilidade mental é feito aqui, no dia a dia da vida encarnada.
  10. " fundamento" no sentido de repeticão cega, hábito cultural, etc né? Minha avó fazia isso, minha mãe também. Que eu saiba não há fundamento racional que justifique isso. https://oimparcial.com.br/tv/2018/02/e-verdade-que-espelhos-atraem-raios-o-especialista-explica/
  11. Esse tipo de resposta é encontrada em diversos livros espiritas, escritos justamente para esclarecer aqueles que desejam conhecer esses temas. Livros como -Nosso Lar, do André Luiz,nosso lar.pdf -Memórias de um Suicida, da Yvonne, Memórias de um Suicida (psicografia Yvonne do Amaral Pereira - espírito Camilo Cândido Botelho).pdf -5 dias no umbral, Osmar Barbosa,Cinco Dias no Umbral - Osmar Barbosa.pdf -A vida além da sepultura, do Ramatis.L-A_vida_alem_da_sepultura.pdf
  12. É, devia aproveitar e tentar levantar da cama devagarinho e testar. A grande dificuldade para a projecao é justamente que se perdemos a consciência, já era. As tentativas dependem de você estar sonolento, meio divagando, mas sem perder a consciência. Já que você se vê repetidamente nesse estado, deveria sempre transformar essas situacoes em tentativas de projecao. Caso consiga deixar seu corpo, ele dormirá sem mais atrasos.
  13. A impressão de que a energia se desvia durante a trajetória é atribuída à existência de bloqueios. Qualquer coisa pode apresentar sintomas de bloqueio, desde suas propeias energias bloqueadas ali, algum.parasita astral.conectado naquele ponto, algum implante... Então é irrelevante, apenas um clarividente poderia investigar isso. Mas a pratica da OLVE tende a " erodir" esses pontos de obstrução de fluxo, seja la o que forem. Particulamente não vejo sentido em implantes nessa regiao. A finalidade de implantes é para controle da consciência e comportamentos. Veja se não tem alguma pinta diferentona nessa regiao
  14. Ja me contaram em privado relatos desse tipo. Nem sao raros, mas eu pelo menos não faço idéia do que seja. Comigo nunca chegou a acontecer
  15. Isso, acho que e por ai. Pense na compreensão que vem das parábolas, das fábulas, versus a compreensã das descrições exatas, analiticas. É uma questão do geral x especifico, creio que por isso quando a gente abre um livro em astral a gente sabe de que assunto ele trata naquela página, mas sem tentar ler, é como olhar uma imagem. Se pensamos algo tipo " em qu elingua esta escrito?" e vamos olhar as frases para " tee certeza, buga tudo. Ja peguei livros em frances e em alemao, mas voce sabe isso da mesma forma que identifica uma cor, é uma " qualidade" que esta ali, assim como voce.pode saber que aquele texto "narra a historia da queda de roma". Mas nao consegue ler a historia. Talvez com mais treino consiga mas eu so cruzei com livros poucas vezes, não deu para praticar essa habilidade. As vezes voe ve uma placa em frente ao local, entende que ali é um consultorio,.um estudio, etc. Mas se tentar ler o que diz, se e Hommer, ou Humberto, Horácio, aí complica porque você jogou a vaca na placa, kkkkk
  16. Eu acho que não temos conhecimemto algum sobre isso. O Robert Bruce mesmo comenta que estar lúcido é o que gera certas complicacoes que complicam o processo energetico da separacao, algo que acontece naturalmemte sem problemas quanto estamos inconscientes. Mas isso é fácil de entender: a consciencia atrapalha o funcionamento dos processos automáticos do corpo, o que qualquer um comprova se começar a prestar muita atenção ao seu processo de caminhar, ou de respirar. O estado de.consciencia que temos numa projeção lúcida é um estado de maior lucidez do que temos na vigília na verdade. Um estado em que mesmo coisas corriqueiras, como observar a rua, nos parece fascinante. Esse estado quando você consegue induzi-lo em vigilia, já é bastante revelador porque te leva a observar o mundo e as pessoas ao seu redor de uma forma nova, e a maluquice e mecanicidade das sociedades modernas fica muito perceptivel. Ou seja, muda a forma como sua consciência lê o mundo ao seu redor. Creio que esse efeito se mostre de forma mais "materializada" quando estamos projetados. Sendo mais direto: Uma vez, há 22 anos atras eu estava sentado no sofá "pensando na morte da bezerra" e entao olhei minha mão. E prestei mais atencao nos detalhes, nas digitais, nas linhas da palma da mão, etc... E num dado momento eu nao a reconheci mais como a " minha mao" , ela se tornou um objeto misterioso que estava pousado sobre a minha coxa, e que eu nao entendia mais como ela funcionava. Eu nao sabia mais se estava olhando para a palma da mão ou para s costas da mão,.porque " aquilo" era só um objeto sobre a minha coxa. Entao tentei mexer os dedos, e foi como mágica! No momento que mexi, o que era só uma massa amorfa incompreensivel, se tornou o sistema de engrenagens lógicas chamada " minha mão", e percebi que estava com a palma para cima, coosa que segundos antes era impossivel de saber. Essa simples experiencia me mostrou o quanto o mundo que percebemos como realidade fisica perfetiamente conheicida é na verdade uma sobreposicao de narrativas de "sentidos atribuidos" ao que vemos. Não vemos nossa mão, vemos o significado " nossa mão" sobreposto ao objeto físico "mão". Nã vemos a realidade como é, vemos somente os significados que a mente atribui aos objetos. Eu já tinha tido uma.experiêmcia similar quando tinha 20 anos, mas foi mais dramática e difícil de descrever, mas mais relacionado à autopercepcao do papel da personalidade na nossa vida. E um ano apos essa experiencia da mao, durante o viver de luz, lembro que eu estava com a tv ligada e vi uma imagem que nao entendi. Eu via pele, via cabelos, mas nao entendia bem o que estava acontecendo, até o momento que percebi que era um casal se beijando, ehehehe. Ou seja, como era uma etapa da minha vida em que o chackras inferiores estavam todos da cor do chackra da coroa aparentemente eu não estava compreendendo bem ( "atribuindo significado") o ato de dois humanos colarem seus rostos e bocas. Provavelmente é como as criancas pequenas devem enxergar um beijo entre os adultos, ehehe. Entao creio que como esse estado de maior percepcao da realidade direta ja gera uma certa confusão nos significados mesmo em vigilia, em projecao o "estrago" deve ser maior, considerando a maleabilidade do plano astral e porque, no fundo no fundo, é meio óbvio que tudo que vemos em astral não existe naquela forma, apenas é percebido naquela forma pelo habito da nossa mente de vigilia. Não pode haver livros com letras impressas, porque isso exigir8a uma grafica, tinta, máquinas.... estamoa vendo como se fossem letras numa pagina algo que não passa de uma "onda informacional", que nem deve ter forma alguma. Então ao observar isso num estado de lucidez maior, essa forma ilusória com um significado imposto a ela ( "página de livro com frases escritas") deve ser afetada, da mesma maneira como eu em vigilia não podia mais compreender minha propria mao após observá-la com real atenção por meros 5 minutos.
  17. kkkkkkk, sim, é por isso que eu disse que para ler em astral tem que olhar meio por cima, kkkk Mas não é problema se estivermos sem lucidez. Eventualmente a gente lembra do que leu em sonhos. Pelo menos não é raro que alunos sonhem com as questões da prova e decidam estudar melhor as questoes que no sonho nao sabiam responder. O problema parece ser limitado à experiências lúcidas.
  18. A interação com encarnados permite que os desencarnados absorvam um pouco da nossa energia etérica. Por isso os sonhos de cunho sexual, ou os pesadelos, para que a pessoa libere energia eterica pela resposta emocional. Toda a humanidade encarnada está sujeita a isso, não tem relacão com a pessoa ser ou não projetora.
  19. Eu ACHO que isso talvez se explique pelo "principio da Incerteza de Heisenberg". Traduzindo em miudos: quando voce observa um objeto do mundo material voce pode determinar sua posicao e velocidade usando um equipamento, que vai emitir ondas até o objeto, sendo refletidas de volta e a distancia e velocidade do objeto podem ser determinadas. É como funciona um radar por exemplo, que emite ondas que vão rapidamente ate o objeto, colidem com ele e voltam ao radar sem afetar o objeto. O cara não ficará mais lento só porque você emitiu raios energeticos na direcao dele, mas e se a medicao fosse diferente? Se seu método de medição de velocidade do carro fosse jogar uma vaca morta da frente do carro e medir a velocidade do carro pela distâ cia que a vaca seria arremessada? Poderia funcionar, o problema é que isso afetaria tanto o carro que seria de pouca utilidade. Tipo " Ah apos os cálculos sobre a trajetoria da vaca arremessada pelo carro descobrimos que o carro estava a 180 km/m. Estava... mas não está mais... E porque? Porque tanto a vaca quanto o carro tem o mesmo grau de magnitude de modo que o " instrumendo" usado, a vaca, afeta o objeto estudado, o carro. Mas se usasse uma bola de tenis? Aí ja seria possível calcular a velocidade do carro sem afetar nem velocidade, nem trajetoria, eo que permitiria prever grosseriamente onde o carro está na hora e minuto tal, apos fazer todos os calculos. Com radar essa medicão de velocidade é instantânea. Mas quando voce tenta fazer isso ao nivel dos elétrons, para saber qual a velocidade e posição do elétron, ao enviar uma "onda detectora", você afeta o elétron, porque esse elétron e a onda detectora são como o "carro e a vaca", de modo que você mudará a posicao e velocidade do eletron estudado, porque a órbita do elétron depende da velocidade, e a velocidade depende da energia do eletron. Quando você joga uma onda detectora em cima do elétron você estará jogando no mínimo uma unidade basica de energia . E isso ja aumentará a energia do eléteon, que por causa disso irá aumentar a velocidade e por sua vez a orbita. Daí que o princípio de incerteza de Heisenberg nos diz que não é possivel saber com certeza a posicão de um elétron, já que não é possível tentar medir isso sem afetá-lo, pela mesma razão que não podemos fazer a medição da velocidade do carro jogando vacas nele. E no que esse blablablol se relaciona com o que estamos falando aqui? Ora, o mundo astral é uma dimensão não física. Diríamos que é um mundo de energias. Entã quando você examina algo em astral com muita atencao ( para ter certeza dso detalhes, como olhar números, letras do nome, ou rostos de alguém que você desconfia que esta te enganando) você... jogou "uma vaca de energia" naquela forma, e ela se altera pelo simples fato que você a está observando. Eu SUPONHO que seja esss razão, mas não dá para ter certeza. Ao mesmo tempo a gente nota que quanto mais densa for a zona astral que visitamos, menos elas será sujeita a sofrer influência da nossa mente, ou seja a energia daquela zona será mais estável. Você estará jogando a vaca num Titanic, e assim n desviara o Titanic do seu rumo.
  20. Não. Assediadores estão te cercando o dia inteiro e você não nota. E quando você dorme desde que nasceu é a mesma coisa: vai sair do corpo, Vai lembrar dos seus passeios pelo astral á noite como apenas sonhos. Alguns serão de fato só delírios mentais para aliviar a tensão emocional, conteúdos relacionados a filmes, rotina de trabalho e estudo. Mas uma boa parte deles são projeções sem lucidez. Então qualquer coisa que os assediadores quiserem fazer com um encarnado, eles tem chances tanto em vigília quanto a cada noite, quando as pessoas vão dormir. Fazer projeção não altera essa situação, apenas te permite PERCEBER o que está acontecendo, e que antes você não notava.
  21. 1-Talvez só ansiedade, já que voce alimentava algum medo em relacao a isso. 2-Mas voce pode ter tido um blackout, descolou do corpo e ao acordar de novo estaria acordado apenas em astral, ainda deitado jumto ao corpo. Nesse caso a gente acresita que está insone, pode ficar mudando de posicao na cama( movendo o corpo aatral ali e wchando que esta movendo o fisico), mas nao vem o sono. Se voce de fato nao dormiu sentirá sono, cansaco ao longo do dia( a menos que você seja um daqueles "carrapatos ds cama", que levanta as 11 da manhã ou tarde ainda. Mas se é uma pessoa normal, que dorme umas 8h por dia e levanta em torno das 7-8 da manha, perder 4h de sono vai te fazer sentir sono depois, durante o dia). Se nao sentir nada, provavelmente foi isso, estava acordado apenas em corpo astral e não notou, seu corpo físico dormiu. Quando comecei a tentar passei " 3 noites sem dormir", mas nao tinha sonolencia durante o dia, até que numa noote resolvi levantar para ver TV, já que nao dormia mesmo. Foi ao levantar que um sono gigantesco se apossou de mim. Entao fui no banheiro, me arrastando, e vi minha cara " inchada de sono". A sensacao era de ter sido acordado numa fase de sono profundo, porque nesse caso o corpo está " pregado". Mas como pode? Deitado na cama eu tinha zero sono, foi só sentar na cama e estava morrendo de sono? Deduzi que eu estava acordado em astral apenas, porque o corpo só podia estar dormindo, para estar tão sonolento.Por isso nimca tinha sono durante o dia. Eu mão estava , de fato, passanso as noites em claro. Mais tarde, em outras ocorrencias, pude confirmar isso, porque voce deixa o corpo numa posicao para tentar as tecnicas, e numa situacao dessas, de " insonia" , voce comeca a dicar inquieto, muda de posicao. Lá pelas tantas você está de bruços, para tentar induzir o sono mais rápido e depente acorda e esta na mesma posicao em que deitou pata fazer as tecnicas, ehehe. 3-Um outro caso que pode explicar sua situacao é que quando decidiu tentar se projetar, pode ter atraído ajuda astral.Porque em geral quando comecamos a pensar em algo que nos interessa atraímos espiritos afinizados com aquilo. E aí você vai deitar com aquilo na cabeca e provavelmente o espirito vao ficar por ali para te ajudar a sair. E é dificil dormir quando tem algum espirito no quarto. Talvez pelo mesmo motivo que nä seria facil dormir se tivesse algum estranho fisicamente presente no seu quarto, em pé, que nã vai deitar nem define o que vai fazer, ehehe. Acho.que é nosso instinto de defesa que fica alerta. Quanto a coisas estramjas que sentiu ao usar a técncia da corda, quando funciona, do nada você sente uma corda grossa nas suas maos e aí é só se puxar por ela, é uma sensação 100% fisica. Mas quando ainda não está funcionando, mas quase você sentirá leves vertigens, aquela sensacao no estomago que sentimos quando o elevador se mexe de repente, e também algunas vibracoes/ formigamentos/arrepios. Esses são sintomas de inicio de desencaixe parcial do corpo astral, o que mostra que você está executando a técnica corretamente pelo menos, mas em geral esta faltando relaxamento para que funcione. Porque quando está bem relaxado, nem isso sente, apenas estará ali imaginando a corda e do nada ela aoarece nas suas mãos, sem aviso, e voce se puxa por ela, sem sentir nada ou sente apenas algumas vibracoes da separacao.
  22. Uma coisa que convém lembrar a quem tem essas curiosidades é que estamos falando da vida desemcarnada de seres que passam toda a sua vida de vigilia com muito menos lucidez do que admite. Daí a maioria dos desencarnados viverá no umbral em ambientes que replicam a vida no fisico,por simples comodismo mental. Não há portanto diferenças para boa parte dos desencarnados. Mas alguns mais degenerados viverão em cavernas, não em casas. E há as zonas mais elevadas UM POUCO, em que só vi hospitais e zonas de descanso coletivo. Também há grupos de espiritos que parecem viver em alojamentos coletivos, não sei porque, se sao pacientes, visitantes ou se há alguma dificuldade que os impeça de viver em casas individuais. Nunca me interessei por perguntar sobre como eles lidam com essas plasmagens do pos-mortem, entao sobre isso não sei nada além desse pouco descrito aqui.
  23. Fui assistir a entrevista citada e localizei o trecho: https://m.youtube.com/watch?v=cNpEneFCzZU&t=1819s Só pode ser a tecnica completa 3, pprque eu lembro que quando fui fazer tomei a primeira vez tomei um susto com o tal "olá" que aparede do nada ali. Tem quase 5 minutos de som de onda do mar a gente já esta quase cochilando ouvindo aquilo com fone de ouvido, um.som ambiente, se imaginando no local, e do nada aparece um som alto e claro de um "Olá". Ele fala de forma bem suave... para quem está ouvindo em total vigilia. Mas apos 5min de relaxamento fica parecendo muito alto https://viagemastral.com/iva/tecnicacompleta3.zip O diabo do "Olá" surge em 4'53".
  24. Esse tipo de experiencia meio abstrata em geral não é astral mesmo, pelo menos não de alguém lúcido, ou seja, sem o uso de alteradores de consciência A experiencia astral costuma acontecer dentro de padrões que similares ao físico. Mas quanto mais a experiência se afastar do fisico ( experiência astral em zonas mais distantes do fisico,.ou de corpo mental )mais abstrata será. E se for experiência com enteógenos aí mesmo que a experiência fica toda confusa , porque além de mais abstrata, ficará tudo misturado com plasmagens da mente delirante, o que torna a experiência algo sem sentido, inútil.
×
×
  • Create New...