Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Posts

    7,623
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1,123

Everything posted by sandrofabres

  1. O "estado de sonolência que antecipa o sono" acontece toda vez que vai dormir. O que precisa é treinar para ficar atenta a isso e não apagar. É mais fácil ficar sem apagar se levantar de madrugada para praticar isso, conforme explicado no tópico sobre o Raduga, cujo link está no topico POR ONDE COMEÇAR Quanto a medo da projecao em vigília, mas nao ter medo após projetada, faz sentido, até porque em vigília temos o corpo eterico ali atuando, projetados não. Entao determinadas alteracos nos chackras, que sao do corpo eterico, podem influenciar suas emocoes aqui em vigilia, mas não te influenciairem quando está fora do corpo. Por isso nossa compreeensao projetados costuma ser, por padrão, ums 10-20% mais clara do que em vigília. Já quando você vai parar em lugares em que não deveria ( seja atraída pela.sua psique, seja levada por outros) ha sempre o risco de instalarem em você alguma coisa que te crie problemas. Nesse caso que você relata estar num workshop de vampirismo, podem ter tomado alguma providência para você não voltar mais lá, instalado alguma " coisa" que te gerasse medo. Se nao me falha a memória, a parte de tras do chakra umbilical é que regula isso, o que pode explicar a sensacao de toque que teve nos rins. O chakcea d a garganta também costuma apertar, relacionado ao medo. Se você tiver acesso qcho que seria bom procurar alguém que trabalha com cura prânica ou com Reiki, para que te façam algumas limpezas, pode ser que resolva. Quanto a "viagem mental", desconheço tecnicas sobre isso e desconfio que a maioria de quem usa esse termo está chamando viagem imaginária de viagem mental. Uma viagem real em corpo mental exige que você saia do corpo astral, tal como saímos do fisico na projecao. É uma segunda projecao, depois da primeira. Não creio que estejam falando sobre isso quando utilizam esse termo
  2. Nenhuma. Premissas são apenas premissas mesmo. Você só podeeia saber se foi projecao se a pessoa com quem sonhou lembrasse do encontro. Não precisa bater o relato, porque as pessoas podem lembrar de partes diferentes, mas pelo menos ela deveria lembrar de ter sonhado com você. Isso excluiria a hipotese do somho, porque afinal um sonho seria algo que ocorre dentro da sua mente individual. Se duas mentes lembrar de ter se encontrado num cenario do qual ambos lembram entao esse cenário não existe apenas na mente do sonhador, mas é um espaço objetivo como o plano fisico, e a hipotese de sonho não se sustentaria. Nada do que experimentamos em projecao pode ser taxado de real apenas baseando-se em indicios. Para ter certeza precisa confirmar com provas ( para si) que sejam do plano fisico. Se visitou em astral a caa de algurm precisa confirmar no fisico se o que viu existe lá mesmo. Se falou com alguem esse alguem previsa lembrar de algo ou.. pode ter te contado sobre uma problema que ela nunca te contou no fisico mas qie depois voce consegue cinfirmar. Sem esse tipo de comprovacao não tem porque levar a sério nada dos sonhos ou projecoes. Por isso é muito útil manter um diário de sonhos e de projecoes, porque muita vezes ode demorar ANOS até a gente conseguir confirmar algo. Sonhamos com nossos desejos, nossos medos, nossas culpas, nossaa simpatias e antipatias. Sem confirmacao não tem porque levar muito a sério nada do que experimentamos nessa área. MUITO a sério... Mas convém ficar antenado e ir registrando, porque no mínimo são indícios reveladores sobre si mesmo ou sobre os outros. Um sonho não precisa ter sido uma projecao para te dar um aviso , revelar uma falsidade, alertar sobre uma doença, sobre uma escolha errada que se pode fazer.
  3. Sendo mais direto: sua memoria pode ser só uma imagem nebulosa, um fragmento, como uma foto, e ainda assim ter sido real. Ja me aconteceu de eu só lembrar de ter visto o rosto da pessoa, numa dada posicao , e uma.imagem fixa do cenario em.que estavamos, e a pessoa lembrar de ter "sonhado " comigo , naquela noite, e lembrar onde eu esrava sentado em relacao a ela, o que confirma a posicao do rosto em que eu a via. Meu fragmenro foi bem vago, bem tipo memória borrada mesmo. Mas como ambos lembram do cenário e posicoa, podemos concluir que foi real. Ou seja, conclusões deste tipo : " sonhos vividos, parecendo reais sao r9jecors, sonhos nebulosos, confusos, imagens esfumacas, sào apenas sonhos" São falsas, não tem como saber sem obter comrpovacao externa.
  4. Nao tem como julgar se a experiencia foi real só por essas sensacoes subjetivas.
  5. Creio que sejam reais, porque esse comportamento é padrão. Em geral eles não acreditam quando a gente fala, e ficam confusos quando a gente mostra. Como isso é geral, várias pessoas relatam esse tipo de encontro com personagens que não entendem quando a gente diz que estamos todos no mesmo "sonho" ou projetados, se não forem pessoas, se forem plasmagens mentais suas, restaria tentar explicar porque as suas, as minhas, e as de muita gente agem sempre assim. Acho mais provável a explicação de que são pessoas projetadas, sem lucidez, que não entendem o que estão vendo porque desafia suas crenças, da mesma forma como quem viu Jesus caminhar sobre as águas não deve ter entendido, ou quem viu as aparições de fátima. Mas nem todos agem assim, claro. Uma vez eu despertei a lucidez e levantei da cama, em astral, e pela janela eu conversava com duas pessoas que estavam la fora. A janela tinha uma grade de ferro, e quando percebi, uma moça estava com o corpo debruçado na janela do meu quarto, e com as barras de ferro da grade atravessando o corpo dela. Apontei e perguntei "reparou nisso? que seu corpo está atravessando as grades da janela?" Ela olhou por cima do ombro e nao pareceu se espantar. .Creio que ela então deveria saber que estava em astral, projetada ou desencarnada. Mas muitos não parecem perceber isso, nem acreditam quando a gente fala
  6. A questão é que na nossa cultura demonios são, por definição, maus. O que acontece é que a cultura judaica, (da qual o cristianismo é uma seita, mas ainsa é apenas judaísmo) enfiou tudo que não for dela, no mesmo saco e chamou tudo de demônio. Dito de outra forma: outras religioes podem ter deuses benignos e malignos. Os malignos seriam o que nós chamaríamos de demônio, exatamente por serem malignos. Mas para as religioes do ocidente, até os benignos de outras religioes ela chama de demônios, e é isso que causa confusao. Uma forma maia simplesnde pensar é que na nossa.visao ocidental só pode ser chamados de deuses os seres perfeitos. Se tem alguma imperfeição, tem espaço para o mal se manifestar nesse ser. E um ser poderoso, que pode agir de forma maligna, só porque lhe deu na telha, é melhor que seja classificado como demônio, para que a pessoa não se iluda. Veja o exemplo do João de Deus. De que adianta as milhares de curas que fez por décadas, se também fazia abusos com alguns clientes? Tudo de bom se perde ali. A classificacao mais segura para ele seria como demônio, não como anjo, se fosse uma entidade. Tem a ver como nossos conceitos sobre Deus, ja que consideremos que Deus só fará coisas justas e para o Bem, de modo que se você acredita estar sofrendo uma punição divina, é porque VOCÊ cometeu um erro grave, não porque esse Deus quer se divertir com a sua cara. Já os deuses pagãos são representados como podendo ter raiva de você, inveja, ou apenas podem decidir se divertir com você,sem que deixem de ser vistos como deuses naquela cultura Já que essas culturas atribuem a esses deuses essas falhas humanas, então só resta classificá-los de demônios, já que eles tem a possibilidade de serem maus, caso queiram, como no exemplo do João de Deus. É mais uma questão de nomenclatura, para separar os seres que SÓ FAZEM O BEM dos seres que podem fazer tanto o bem quanto o mal. Até os elementais da natureza são classificados como demônios. E para a gnose, nós somos demônios, enquanto não eliminarmos o Ego. E aí você entende melhor o que falei antes: seres que nao são perfeits podem fazer tanto o bem quanto o mal. É porque o ego ainda está vivo neles. O ser humano, devido ao ego, vai se deformando na sua aparecnai astral. Eu diria que até na fisica. Note que pessoas que hoje, com mais de 60, você sabe que sao crápulas, se voce olhar fotos ou entrevistas deles quando jovens, parecem santinhos. A questão é que o ego "evolui", fica mais forte, nos domina mais se o deixamos crescer sem freio. Então as pessoas mais velhas já vestem a máscara dos seus defeitos mais fortes. O " tarado" o " arrogante", o " medroso", o " violento", etc, com a idade voce identifica só de prestar atenção, porque o corpo fisico vai assunindo a forma do defeito principal. Isso em astral faz aparecerem chifres, garras, escamas, pés animaliescos no seu corpo astral, porque essas são expressões simbólicas e energéticas dos defeitos. Então na prática um demônio é um ser humano que deixou o ego crescer a um ponto maior que a média, e terá, em astral, a forma típica de demônios. Mas ainda são apenas humanos. E existe o despertar dos chackras infernais, ha o despertar de poderes psiquicos se o sujeito segue se profissionalizando no mal. Entao o produto final de um ser humano fortaleceu o ego ao máximo é dedicar-se a fazer o mal, ter o corpo astral deformado, e ter " superpoderes". Isso é a descrição exata de um demônio, só que nas crencas judaicas, que usa formatacao de raça para explicar o mundo, anjos e demonios não pertencem a mesma " raça" que a humanidade.
  7. Não creio que auxilie em nada. Eu pelo menos, quando mexi com isso nunca ttive nenhuma sensação de fraqueza, então no meu caso não tinha esse efeito que alguns alegam que seria útil: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/15881-jejum-projetivo/ https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/19634-jejum-e-bioenergia/
  8. O problema Marcelo, como já te falei varias vezes, é que você sempre pergunta novamente o que já foi falado no tópico, como se nunca quisesse resposta alguma, já que parece não ler nada. Se ficar perguntando o que já está explicado no tópico em que estiver postando, vou te bloquear de novo porque ninguém está com tempo disponível para ficar repetindo explicacões já escritas logo acima, só porque a pessoa tem preguiça de ler. E ninguém afirmou que o café tem essa capacidade. Eu relatei um evento que aconteceu comigo, para que cada um teste por si e descubra se lhe ajuda ou não. Sim, o café dá insônia, então deveria atrapalhar, mas... no meu relato, pareceu ajudar. Então ficou algo duvidoso mesmo. Acabei não fazendo mais testes desse tipo, mas cada interessado que teste e veja se funciona, e depois relate aqui se quiser. O que relatei FAZ A GENTE PENSAR que talvez ajude, porém apos habituar perderia eficacia, além do que a quantidade que tomei foi alta, há sempre um risco de ter arritmias com excesso de cafeína né?
  9. Ninguém SABE. O Waldo usa o termo RECESSO PROJETIVO para justificar esses intervalos ocasionais que acontecem de temos em tempos. Eu não acredito nisso, acredito mais em alterações de padrão do sono que afetam a memória. Sem falar que rememorar claramente dá um certo trabalho, e esses dias mesmo me peguei voltando de uma projecao, analisando o conteúdo e concluindo que não valia a pena guardar a memória do evento, virei para o lado e ia seguir dormindo, e o fato de ter me pronetado já estava sumindo da mente, mas enquanto a memória estava se apagando, mudei de idéia e percebi que essa atitude é rotineira já. Ou seja, " recesso projetivo" pode ser só falta de interesse em manter a memoria de algo que já ficou comum. O jeito, eu creio, é tentar romper esse provável descaso.
  10. É só um sintoma normal do estado alterado. Um dos vários: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/20061-sinto-coisas-estranhas-quando-estou-tentando-dormir-o-que-pode-ser/
  11. Eu suponho que seja apenas algo energetico. O Robert Bruce comenta como sentimos algo similar a uma teia de aranha passando pelo rosto quando se esta tentando induzir um estado alterado. Já senti isso algumas vezes na preparacao para projecao. Segundo ele é apenas um sintoma energetico. Me parece que essa sensacao de gota de agua poderia ser tambem, caso aconteça em algum contexto em.que voce esteja parado ,relaxado, como lendo alguma coisa. Mas caso sinta isso enquanto esta de pé conversando e rindo com amigos, não creio que poderia ser energias, já que nesse contexto dificilmente voce perceberia uma sensacao dessas a menos que fosse fisica.
  12. Desde que teve a projecao. Não consegue MAIS lembrar de sonho nenhum. Se antes lembrava sem problema e passou a nao lembrar mais pode ser que voce esteja indo/sendo levado para regioes mais densas. É muito mais dificil lembrar da projecao/sonho se voce foi parar numa região pesadelar. Em geral alem de nao lembrar,.acordara cansado, com " ressaca", porque a gente meio que se intoxica de andar em zonas pesadas. Afinal o corpo astral sai do fisico e pasda a absrover o prana do ambiente em que estiver. Por isso em projeções mais distantes ou mais demoradas o EV de retorno é mais duradouro, porque você absorveu muito prana e ao voltar ao corpo fisico esssa energia é descarregada no seu corpo etérico, te deixando energizado, descansado e.. com dificuldade de seguir dormindo, ehehe. Mas se andou em ambientes pesados a energia que acabou absrovendo é meio toxica, como se fosse poluída, e por isso você acorda cansado, de ressaca, etc. Se isso está acontecendo junto com a perda de memoria dos sonhos pode indicar que voce arranjou alguma treta mesmo.
  13. Só me aconteceu EV forte sem eu provocar. Voce sempre tem EV ao voltar para o corpo, essa é a forma de saber se foi projecao ou sonho. Sonho nao gera EV de retorno , entao se voltou de projecao terá EV. Mas ele será mais fraco se ficou projetado perto do corpo, dentro de casa ou nas ruas próximas, e se ficou pouco tempo, tipo 10min. Se foi para mais longe, ou se ficou uma hora inteira fora do corpo, o EV sera bem mais forte e longo. CREIO que o que julga ter sentido de negativo possa ter sido fruto do medo, nao ha relacao entre EV forte e algo sinistro perto. Mas... Se quando você volta da projecao vierem atras da voce, voce ficara em EV ate eles irem embora. Isso me aconteceu esta semana, levantei da cama, fui no banheiro, voltei para o quarto, sempre em EV, porque o que estava rolando antes de eu levantar já era sinistro eles devem ter vindo atrás de mim. Teve uma vez que fiquei meia hora em EV, deu tempo de preparar um cha, ligar a TV e ficar ali acordado esperando aquele EV passar. É um EV nítido, que voce sente em plena vigilia, mas nao é nesse "estilo terremoto" não.
  14. Cara, EV forte e isso, te faz oensar que a cama esta ibstalada em cima de uma britadeira gigante, um terremoto, etc. É assustador mesmo, ehehe. Mas em geral a pessoa nao tera mais que dois ou tres desses, porque é um desentupimento geral que depois fkuirá com mais suavidade.
  15. Não há siggnificado quando o que você vê for fruto de associacao mental. Exemplo bem direto: alguém passa por você em astral, v9cê olha e pensa que ele é parecido com o Johnny Depp. Então você olha com ma8s atencao e pronto, agora a imagem do Johmmy Depp ficou fixada no rosto daquela pessoa, mesmo que nao seja ele. Qual o " significado" disso? Nenhum, é uma carscteristica do astral. Por isso tambem se você encontra alguém e tem algum medo/suspeita dele, ele pode adotar uma aparemcia ameacadora. É apenas a sua mente distorcendo a percepcao devido a um oensamento associado ou alguma emocao. Não tem significados nisso. SE FOI ESSE SEU CASO, como suponho que foi.
  16. Primeiro, ao focar sua atenção em algo distante para querer ver melhor, você ou se deslocará para lá muito rápido, como um zoom (e isso faz pontinhos luminosos tipo estrelas se tornarem "bolas", como planetas no céu escuro. Quando é aqui na zona astral que copia o físioc voce nota porque avança 500m num piscar de olhos, mas ao olhar para o céu pode nao perceber se apenas deu zoom ou se voou até lá. Segundo, pode ter feito associação na sua mente, entre as bolas no céu e o diagrama da árvore da vida, que talvez já tenha visto por aí. E ai fazer associação, a forma percebida em astral se altera para se adequar à sua expectativa
  17. Qualquer diferença de faixa vibracional e você já não vê. Em geral sempre terá amaoaradores te acompanhando mas você não os enxerga, tem que subir um pouco de faixa para vê-los. Em geral nao verá seu corpo na cama também, que estará duas dimensoes abaixo de onde está seu corpo astral. Quanto a fios elétricos, sim grudam como se fossem velcro.
  18. É, palpável mesmo. Esses dias me peguei acordando, recordando a projeção, concluindo que nada tinha de valor nela, e ESCOLHENDO ,deixá-la apagar. E ela foi apagando. Entoa uns 3 segundos depois percebi ."Não não, segura isso daí ou depois vou achar que não me projetei!". E tive que puxar de volta tudo, eheheh. Com essa percebi que ando fazendo isso com frequência, por não serem projeções com nada interessante exceto encontrar pessoas, conversar com elas, etc. É como abrir a mão e deixar o bloco de memória escorregar em direção ao esquecimento, algo que parece bem palpável mesmo. O que você faz para rememorar é fixar sua atenção na cena que ainda lembra. E enquanto mantém sua atenção nela, tente lembrar do que veio antes, ou de outros pedacinhos associados. No início é como um quebra cabeças com peças soltas e faltando. Mas ao manter sua atenção nessas peças, as vezes outras surgem e vão preenchendo os espaços. Mas iss tudo tem que ser feito de preferência sem você se mexer, imediatamente após acordar. Se acorda lembrando de algo e abre os olhos ou muda de posição, vai perder pedaços muito grandes da memória. Fique ali de olhos fechados, imóvel, rememorando s pedaços, como se seu plano fosse voltar a dormir. Quando não vier mais novos pedaços, mexa-se um pouco e faça a rememoração dos pedaços de novo. Se não perdeu nada, pode mudar de lado na cama, devagar, e faça nova retrospectiva do que lembra, porque cada movimentação dessas pode fazer tudo apagar de repente. à medida que voce se move, suas ondas cerebais vão se alterando, então é como se você precisasse transferir a memória que está numa faixa de onda, e levar para a próxima. Quando ja tiver se mexido pouco e aberto os olhos, ainda estiver se lembrando de tudo, sente na cama devagar ENQUANTO fica rememorando tudo rapidamente, para saber onde é inicio meio e fim do bloco de memória. Fique sentada ali e rememore tudo rapidinho, para ver se está firme. E assim em cada transição que fiz até estar totalmente desperta. Sério, já perdi as memórias de uma projeção no caminho do banheiro, ehehhe. Até eu yer levantado da cama eu ainda me lembrava, mas após alguns passos, sumiu. Por isso o idela é tão logo possa se mover e ainda lembra de tudo, registrar um gravador digital ao lado da cama um resuminho. Porque depois, se tudo sumir, voce ouve o resumo memso 12horas mais tarde, e voltará tudo à memória.
  19. É um sintoma comum, mas só desaparece se voce se negar a coçar. Seu corpo não quer ficar parado e gera um estímulo, a coceira. Se voce coça, logo surge mais em outro lugar. Tem que acostumar seu corpo que você não vai dar atenção às coceiras.
  20. Eu já rolei e me estatelei no chao. Concluí que estava no físico, a julgar pelo impacto. Mas como não surgiu dor, desconfiei que estava em astral, testei e estava mesmo! A gente para muito mico com isso, kkkk
  21. Parece ser uma exoereincia com algum grau de lucidez, já que tem este detalhe: Porém, devido a toda essa dificuldade em ver o ambiente ao redor, creio que a lucidez acabou sendo prejudicada pelas energias densas do corpo etérico. Fiquei com a impressão que sua descida/ queda foi apenas de poucos centimetros, mas ainda estava dentro do corpo, e a luz para onde queria se dirigir seria a saida ( da mesma forma como o pessoal de EQM vê o tunel de luz. Isso ÁS VEZES se relaciona com o corpo astral sair do corpo fisico pelo chacra da coroa. ÁS VEZES... Mas é uma suposicao minha. Porque pelas exoer8cnias que tive ja notei que as vezes parece que caímos uma diastancia boa mas apenas afundamos dentro do corpo poicow centímetros. Cha a dar a a impressão de que descemos uns dois andares num elevador,.mas ainda estamos ali na cama,.meio.enfiados dentro do colchao. As vezes desxemos mesmo, se quisermos ajudar a sensacao de descida, e nesse caso atravessamos e acama ou memso o piso para ir parar no andar de baixo. Porém, quando isso acontece, boa parte do lastro eterico fica para tras ao atravessar o piso .o que ajuda a clarear a visao e voce ve o andar de baixo como se fosse dia, e nao noite. Entao essa combinacão de elementos me faz deduzir, sem ter muita certeza, que você estava levemente desencontrado do corpo, flutua do poucos cm acima, e que a sensacao de queda ocorreu toda dentro do corpo, mesmo que tenha sido sentido como se fosse uma quesa maior. Ate porque ao chegar no chao voce nao melhorou a visao pelo que relata. Entao o que acha que viu PODE ter sido plasmagens da mente para corroborar a sensacao de ter descido ate algum lugar. Esse momento de separacao é muito suscetivel a plasmagens, por isso é importante sair logo( em astral) da cama para quebrar esse estado, ou podemos plasmar muito, achar que estamos ate voando sobre paisagens,.quando estamos apenas experimentando um sonho lucido dentro da aura relacionado com sensacoes de flutuacao, voo ou queda, que sao as sensacors que temos (subida, descida, flutuacao ) quando estamos nesse estado
  22. "Parou" como? Está querendo dizer que se confundiu com essa frase?
  23. Nao. O corpo fisico não é uma caixa na qual um gato entra. Toda estrutura fisica é fruto do corpo etérico, que por sua vez é a origem do cordão de prata e a propria estrutura biolétrica que mantém seu corpo astral preso no corpo durante a vigília. Seu corpo etérico é formado a partir da matriz psiquica da vida passada, por isso existem doenças congênitas: desequilibrios intensos e repetitivos tendem a desequilibrar a parte correspondente do corpo eterico, que se relaciona com aquele traco psiquico ( veja a relacao entre o desequilibrio dos chacras e os tracos psicologicos ), o que vai gerar desequilibrios no corpo fisico tambem, na parte correspondente ao desequilíbrio eterico.. Entao tudo num encarnado é totalmente individualizado: seu corpo fisico foi projetado para aquele corpo astral, e o corpo eterico para manter aquele corpo fisico esoecifico e estabelecer a relacao dele com o seu corpo astral especifico. Entao nao tem como um outro espirito pegar seu corpo. Ele pode até deitar nele ,mas nao vai "grudar", porque aquele corpo fisico não tem as conexoes necessarias com aquele corpo astral visitante. Talvez seja possivel uma troca definitiva, porque para isso precisaria que os técnicos que cuidam desses processos de encarne e desencanre interferisssem e fizessem.as conexoes necessarias. Mas troca só de sacanagem me parece impossivel. Deve no maximo ser possivel encaixar no corpo do outro para captar as sensacoes dele apenas, mas nao a ponto de conseguir usar esse outro corpo.
  24. ser semelhantes... ser opostos.... Se voce nao conseguir enxergar EM QUE as coisas são semelhantes e EM QUE são opostas não consegue sair desse rolo classificatório. Um planeta e uma estrela são opostos no sentido de que um é sólido enquanto o outro é uma bola de gás incandescente. Solido x Gas. Opostos. Mas ambos tem massa, a característica NECESSÁRIA PARA gerar a força da gravidade que atrairá ambos. massa x massa. Semelhantes. Mesmo caso para um planeta e um ser humano. Outras características, de semelhanças ou diferenças, não tem relevância alguma para definir esse tipo de atração, e É ISSO que permite descartá-las da análise. Ficar trazendo outras semelhanças e diferenças irrelevantes PARA O FATOR CONSIDERADO só serve para confundir, não para compreender como a coisa funciona. Se o fator em consideração é atração gravitacional, o que interessa é massa. Se for outro fator, a semelhança ou diferença em questão é que será invocada EM FUNÇÃO desse fator. Isso não é não de sua livre escolha ou memória que busca qualquer característica aleatória para alegar que não encaixa. Dependendo do critério eles podem ser vistos ou como opostos ou como semelhantes PARA QUE a formação de sentido se estabeleça em torno do fator relevante para a disucssãp. A classificaçao sempre será afetada pelo sentido que será atribuído aos elementos. Mas claro, a origem do sentido brotou da observaçao dos elementos e da capacidade de identificar padrões gerais nos fenômenos. O que voce parece não entender é que estamos explicando o funcionamento geral tal como percebemos. Ai voce vai e diz que tem muitos outros os casos que... e por isso não aceita o "modelinho". Sim tem, sempre terá, a natureza sempre tem as exceções que fogem à regra. Essas explicacoes sao sempre generalizacoes seletivas que te permitem entender uns 80% da coisa,digamos assim. Só que por alguma forma estranha de raciocinar que você prefere usar, nada poderá fazer sentido se existirem excecoes, ou se voce conseguir selecionar caracteristicas de diferenca que te interessam para tentar invalidar o ponto. É o mesmo que você diz que estou fazendo, mas eu estou sendo explícito: - voce cita duas coisas que na sua visão são diferentes e POR ISSO alega não ver sentido numa certa afirmacao nossa -Eu explico que você só não vê sentido porque não está olhando para AS caracteristicas que os igualam, e que POR ISSO justiifcam o sentido atribuido. Ah mas péra, entao somos eletivos ao olhar o que os iguala e deecartar o que os difere? Sim, assim como você apontar o que os difere. Esse é exatamente o ponto: nossa mente observa o mundo e lê/percebe/atribui um sentido, uma ordem, porque a mente racional funciona dessa maneira. O sentido não é um fato da natureza, não é um jabuti na estrada. O sentido depende de quem observa o mundo ser capaz de construir um sentido QUE O AJUDE a entender o mundo e EXPLICITAR a ordem percebida coko implicita nos fenômenos que observa. Mas sempre sera uma construção racional seletiva, que precisa simplificar e descartar as excecões, em nome da simplicidade. Exatamente porque são essas simplificações que elas te permitem entender o padrão do fenômeno observado. Se essa construcão racional incluir tudo ela deixará de ser um modelo da realidade para ser a própria realidade, e aí ela perde sua razão de ser, porque se torna tão complexa quanto a própria realidade, o que anula seu valor como ferramenta explicativa. Uma pessoa que queira enxergar toda a complexidade por trás dos fenômenos está sempre perdida. É aquele tipo de pessoa que acha que ha milhares de tons de cinza entre o preto e o branco, e que ela "nunca tem respostas para as coisas, só mais perguntas". A pessoa só fica mais e mais confusa e paralisada, porque não consegue simplificar a questão para enxergar a coisa a partir de categorias maiores. Quando alguém tem perguntas e acha que as coisas não fazem sentido é apenas porque não está conseguindo enxergar por si mesma uma ordenacão no que observa. Outros que enxergam essa ordenação, relações de causa e efeito, etc , tentarão mostrar para essa pessoa a ordem que eles enxergam, mas isso sempre será uma visão que seleciona o ângulo de abordagem e lista casos selecionados EM FAVOR DAQUELA VISÃO ORDENADA. É tipo "olhe por este ângulo que você verá o que eu vejo". Se a pessoa não quiser olhar por aquele angulo, não verá nada mesmo. Mesmo a ciência é incapaz de escapar dessa limitação, porque é uma limitação da mente. Agora, você pode tentar captar o sentido de ordem que compartilham com você, que é não é muito diferente de tentar enxergar numa obra de arte o que outros alegam ver e tentam te explicar, algo subjetivo afinal... ....ou você pode não conseguir enxergar as mesmas coisas a partir dessas explicações fornecidas. Veja o caso do livre arbítrio, temos ou mão temos? É possível defender ambas as posicoes, baseados na realidade. Mas se você foca de uma determinada maneira, só uma dessas respostas parecera verdadeira, se focar de outra maneira, a resposta oposta se torna verdadeira. O bom é que você consiga entender em que tipo de enfoque cada uma é verdadeira para escolher qual usar em favor do RESULTADO ALMEJADO. Se não souber fazer isso não levanta da cama para trabalhar, estudar, porque "afinal de contas temos tão pouco poder sobre o que é externo a nós que nem vale a pena lutar por nada, tudo é sorte, acaso.". Ou se adotar a postura oposta pode se sentir uma fracassado completo já que se esforça ha anos e nunca chegou perto da meta, ou porque pela enésima vez foi grosso injustamemte com esposa, filhos, quando já acreditava ter compreendido que isso só te prejudica e que " basta querer para mudar". Tem que saber onde encaixar cada explicacao dessas ou nada funciona. O resultado de não conseguir mudar o ângulo de visão para entender um dado modelo é que a pessoa continuará no estado inicial, sem ver ali o que outros julgam ver. E aí não tem o que fazer, porque como eu disse, isso não é um jabuti na estrada, não basta apontar e dizer " olhe, é isso aí". É mais como tentar explicar um sabor, um cheiro a quem alega não saber o que seja isso: você observa as explicacoes e BUSCA o sentido que estão tentando transmitir atraves dos exemplos. Se você não enxerga o sentido, se apesar do que eu e os demais tentamos te passar DA NOSSA CONCEPCÃO sobre essas coisas, isso apenas mostra que você está vendo o mundo de forma diferente de nós, nada mais. Eu nem diria que há uma divergência factual, pois se fosse o alfabeto eu diria que é como se nós estivéssemos afirmando que nossa lingua se constitui predominantemente de sons fechados e para isso citamos várias consoantes para demonstrar porque temos essa visão, e você vem e diz " mas olhe estas 5 vogais! São sons abertos! Que papo é esse de sons fechados?". Sim, existem essa vogais, sim são sons abertos. Mas são a menor parte do todo e portanto não consideramos que elas afetem o conceito geral. As coisas que você cita na tentativa de invalidar nossos pontos existem, não está errado em vê-las, mas elas não contribuem para fornecer uma visao geral da coisa, e é por isso que quem sempre faz a escolha de focar nas exceções não consegue enxergar os padrões dominantes e tudo lhe parecerá sempre caótico. Você escolhe ver a ordem, porque olhando de uma certa maneira ela está lá, ou escolhe ver o caos, porque olhando de outra maneira é ele quem está lá. Como não é possivel ao ser humano obter uma percepção objetiva, imparcial, da realidade que ele observa, o que resta a cada um é identificar qual das percepções simplificadoras e com viés trará melhor benefício para a sua vida, qual modelo é mais OPERACIONAL para fazer sua vida funcionar. Não se trata de um dilema entre fantasia reconfortante x crua realidade porque não pode haver qualquer percepcao da crua realidade pela mente. Ela vive enclausurada observando o mundo atraves dos filtros dos cinco sentidos, preconceitos ,perturbações emocionais , esperanças. Há apenas a escolha entre o que tornará sua vida pior ou o que tornará sua vida melhor. Mas mesmo para fazer uma escolha assim não somos livres, a pessoa as vezes gostaria de acreditar na escolha A mas só consegue acreditar na B.
  25. Estao sendo LEVADAS por quem quer ajuda-las. Sim, voce muda de dimensao quando muda de humor, se nao estiver no plano fisico. É o que projecao mostra a quem a pratica. Sim, semelhante atraindo semelhante do sentido de que ambos estão fortemente polarizados na sua polaridade biologicamente determinada a melhor condição para trocas energéticas. E aí as polaridades opostas se atraem porque uma tem o que falta na outra, para haver a troca. São opostas na polaridade mas similares no grau de polarizacao. Uma pessoa fortrmente polarizada nessa área não costuma sentir atração por outra fracamemte polarizada, que lhe parece " sem sal", uma " mosca morta". Esse papo de opostos e similares costuma ser meio Yin Yang,não tem uma parte isolada da outra, não há só semelhança nem só diferença. Mesmo entre prótons e elétrons, quando eles "se casam" formam o que chamamos " nêutrons". Entao de certa forma os apostos se atraem para se neutralizarem, para se " aquietarem". Mas tem essa semelhanca de que ambos buscam o mesmo estado final. 1- mas cada genero costuma estabelecer mais amizades com seu proprio genero, exatamente por isso. Alguns fogem a essa regra, claro, mas a regra geral e essa mesma 2- idem 3-idem, criam até bairros separados 4-na colméia só existem abelhas. A abelha rainha ainda é uma abelha. Aí são diferencas menores dentro da grande semelhanca geral de todos 5,6,9, 10- agora você entrou em outra área: trabalho. Uma coisa é o estado natural, de descanso. Outra é o estado de movimento, de fluxo ( troca). Por isso no estado de descanso as pessoas fazem amizades com o mesmo genero,.mas no estado de fluxo procuram o genero oposto. Psicologos,.medicos, professores terao amigos tambem psicologos, medicos, professores, para trocarem exeriencias ideias, duvidas, inquietacoes sobre dificuldades da profissao,porque só o semelhante pode compreender bem sua realidade. Então se encontram em reunioes, congressos etc. A relacao com pacientes é de trabalho apenas, em que "quem tem x " o entrega para quem está precisando daquele x exatamente por não ter o x. Não e relacao de afinidade, mas de necessidade. 7- similar a sexo: cada polo da relacao tem o que falta no outro, o molhado flui em direcao ao seco, o excesso ( de água) flui em direção à ausência. São como duas partes de um sistema de vasos comunicantes, onde quem tem excesso o entrega para quem tem falta e ambos terminam equilibrados. É um caso que pode-se usar.para justidicar o papo de opostos se atraem, mas que também contém a semelhanca: ambos os estados fortemente polarizados e portanto necessitando se neutralizar mutuamente. 8- Mas só existe gravitacao entre duas massas. A própria equacao da força da gravidade envolve a massa de ambos os corpos. Se uma das massas for zero, a força será zero. Então semore há uma semelhança fundamental entre as partes que gravitam uma em torno da outra. Veja, essas coisas dependem muito de COMO você olha e PARA ONDE você olha. É sempre possível agrupar as coisas por semelhancas ou por diferencas porque vivemos num universo em que todas as formas e fluxos dependem da polaridade. Mas em geral o estado natural de estabilidase e agrupamento é por semelhança de alguma caracteristica fundamental,.mas nao em tudo, enquanto que o estado de fluxo, de trocas, precisa acontecer entre opostos em alguma caracteristica fundamental PARA AQUELA OPERACAO, mas nao em tudo, ou isso impossibilitaria a troca. E.isso é da vida pratica, por isso a sociedade é estruturada da forma que é, como nos pontos 1,2,3. A grande semelhança fundamental que nos une nos coloca no mesmo solo. Mas as pessoaa se agruparaontracando linjaa no solo oada dicividir os grupos. Nonasteal sao faixas, os espiritos das faixas superiores precisam CAPACIDADE, ENERGIA, para baixar. Os que vivem nas zonas baixas não conseguem subir, precisam ser levados. Nós na proejcao tambem, mas temos mais alcance dimensional que um desencarnado comum apenas porque temos mais energia. Ainda assim, para descer é mais fácil que subir.
×
×
  • Create New...