• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Content Count

    7,016
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    904

Everything posted by sandrofabres

  1. Veja bem, o problema é a TRADUCAO do que tem la para cá. Cada morador do seu plano produzirá coisas, ferramentas, casas, arte ..... adequada as leis de funcionamento do plano em que mora. Entao acho que não ha dificuldade para um desencarnado criar musica. Mas ela será diferente da musica no fisico.
  2. Nao, nao espere nenhum tipo de exatidao no que obtém do astral. Aprender idiomas exige exatidao em pronúncia e atencao á grafia e traducao de palavras . Isso nao vai rolar. A pessao te diz em astral que o nome dela é Arnaldo , qua do voce volta para o corpo mao tem certeza se era Arnaldo, Alberto, Abelardo... Imagine entao tentar aprender algo em outra lingua.
  3. Eu nunca passei por isso, mas já li que muitos lugares tem guardioes que podem barrar o acesso mesmo.
  4. Nos dois. Com coisas do fisico eu so tenho experincia com numeros, ao sair de casa projetado e tentar olhar numeros de casas da rua que eu estou para comprovar depois que voltar ao corpo. E também placas de lojas etc. Nunca cruzei com um livro do fisico estando projetado. Os livros que vi em projecao eram livros que apareceram lá. Lembro que uma vez eu voei da minha casa ate o topo do predio em frente. Era um jardim no topo do predio ( só em astral, no fisico era apenas um predio de dois andares. Sentei ali entre as folhagens e tinha um livro que parecia a capa do Pequeno Principe. Então olhei achando que era o livro O pequeno príncipe, mas parecia dizer Edward, o príncipe. Parecia.... resolvi "olhar bem" porque bateu duvida se era Edward ou Edgard, eu queria ter certeza do titulo para depois pesquisar se existia. Foi o qie bastou, quando foquei minha atencao ali nas letras apos o E, elas começaram a trocar de posicoa entre si, como se fossem peixes nadando num aquario pequeno,e as letras foram se embaralharando todas, ate que nem aquele E maiusculo estava mais no inicio da palavra e eu ja nao conseguia mais ter ideia de que palavra era aquilo. Por sorte eu tinha tido aquele primeiro "olhar de relance" que me fez achar que era "Edward o principe". Se eu tivesse desde o inicio olhado com atencao plena nao teria nem esse titulo para lembrar. Tambem tive um livro nas maos que eu sabia que estava escrito em alemao e que tratava do assunto de umas guerras. Mas so consegui saber isso da pagina que abri, eu entendia vagamente a ideia da pagina, mas nao discernia nenhuma frase compreensivel. Eu acho, nao tenho certeza, porque tive poucas experiências com livros, que o método de compreensao da leitura talvez seja similar aonde compreender uma foto. Aquele jeito de olhar que voce olha o todo e tira uma impressao geral da cena. O que talvez explique porque nao parece possível obter informacoes precisas do astral, ou de entidades se comunicando por médiuns. Os céticos adoram apontar isso como prova de que videntes, cartomantes e mediuna sao fraudes porque só falam coisas genericas, mas eu acho que é devido a essa dificuldade ligada ao funcionamento da mente atuando fora do corpo. É como se exatidao, método, organizacao... fossem formas de funcionamemto da mente que só podem existir nesse estado de vigilia, talvez fruto da linearidade da percepcao do tempo e espaço. Projetado você pensa mais como poeta do que como cientista. E se tenta forçar um pensamento mais analitico aquilo parece nao ser muito compreensivel para os demais habitantes do astral. Lembro de uma vez em que eu queria uma resposta temporal, e a mentora me respondeu que faltava pouco, só mais 20 dias. Na hora eu percebi que aquilo nao fazia sentido e que se voltasse para o corpo com esse dado, ele seria inutil. Então lembrei de perguntar algo qie me ajudasse mais: - como você define " um dia"? Ela parou, pensou um pouco e disse: - um dia é o tempo necessário para treinar um aprendiz num novo trabalho, de modo que ele possa desmepenha-lo sozinho, sem supervisao - Ahhh, entao, digamos que um dianla na terra equivale a seis meses? Ela pareceu se espantar com aquilo, e concordou: - Isso memso! Exato! Uns seis meses! - Entao tenho que esperar uns dez anos para ver a solucao disso? - Sim, e isso! Dez anos! Voltei para o corpo imediatamente para nao esquecer aquilo. Mas a experiencia me mostrou que quem esta lá pensa pelos moldes de lá, somos nós, encarnados projetores, que transitamos entre os dois planos, que precisamos tentar fazer a traducao de la para cá, ou a informacão pode se tornar inutil, e provavelmente é por isso que as profecias em geral falham, as pessoas que tem acesso a elas talvez esquecam que precisa fazer uma "conversao de unidades" pelo fato de a mente fora do corpo aparentemente nao funcionar da mesma maneira que a mente dentro do corpo . Mas isso é pelas experiencias que eu tive, pode ter outras pessoas por aí que consigam ler como se lê no fisico, etc. Mas ACHO que isso que notei nwo deve ser muito diferente do que rola com os outros .
  5. Possivel é. Mas se voce estiver lucido, isso interfere na percepcao. Voce pode talvez lembrar de algo que leu em um " sonho"( projecao sem lucidez), porque nao estando lucido sua mente funciona no automatico lá. Estando lúcido a tendencia é que esse nosso modo racional de vjgilia, que é diferente do que usamos em.astral, crie interferencia. ACHO que apos desencarnar esse problema deve sumir. Em projecao lucida eu nunca consegui ler frases ou numeros, porque ao focar a atencao naa letras ou números, com intuito de "pegar tudo bem certinho para lembrar depois", as letras e números comecam a se mexer e mudar de forma. Essa atitude da mente analitica é que ferra tudo, acho que concentra muita energia sobre o que é observado e o afeta. Mas se voce só " passa os olhos",consegue saber o que tem na pagina. É como ver uma charge sem dialogos, voce pega a idéia geral apenas. Se tentar pegar as frases especificas, ou tentar descobrir em que língua aquilo esta escrito, vai estragar tudo.
  6. Livro contendo relatos de criançaa que lembram da vida anterior: O amor me trouxe de volta.pdf Livro el inglés contendo relatos de pessoas que lembravam como tinham morrido na vida anterior e no final fotografias de marcas de nascenca que estao nos mesmos lugares das lesoes fatais da vida anterior do sujeito: Where Reincarnation and Biology Intersect by Ian Stevenson (z-lib.org).pdf
  7. Livro com relatoa de criancaa que lembram da vida passada: O amor me trouxe de volta.pdf Livro em ingles contendo no final, fotos de marcas de nascença das criancas que confirmam as lesoes de morte que elas lembram de ter sofrido na vida imediatamente anterior: Where Reincarnation and Biology Intersect by Ian Stevenson (z-lib.org).pdf
  8. Vou deixar aqui anexado um livro que traz varios relatos de crianças que lembravam suas vidas passadas. O amor me trouxe de volta.pdf
  9. Esse é aquele caso de " levantar e ir la na cozinha ver quem esta lá". Porque esse som era um sinal de que voce estava pronto para sair do corpo. Só que se acorda "paralisado" fica dificil levantar em astral cama. Essa historia de acordar paralisado sempre me parece que seja um erro de corpo: voce acorda em corpo astral, mas ele esta ainda dentro do fisico, e o fisico esta dormindo, por isso ELE nao se move. Voce tem que tentar mover seu corpo astral, lembrando, pela intençao, que nao esta tentando mover o físico. Mas suponho que isso seja difcil para quem sofre de catalepsia. Sempre sugiro a quem passa por essa catalepsia que então tente usar o alvo mental para escapar dessa paralisia. No seu caso ali, voce ouvia barulhos na cozinha, entao usando esse evento da cozinha como exemplo prático: 1- Preste atencao ao maximo nos barulhos, cono se quisesse adivinhar quem esta la julgando pelo barulho. Tente escutar se estao conversando sobre algo. 2-Quando os barulhos ficarem bem nitidos, o passo seguinte seria tentar levantar da cama devagarinho. Mas para quem fica paralisado, entao 3- Imagine que voce esta lá na cozinha , em pé observando o que tem lá. Mas imagine voce em pé lá, imagine o que VOCE ENXERGARIA se estivesse lá. Cono se você fosse uma câmera filmando lá. Vire a camera para a esquerda, para a direita, caminhe por ali de uma ponta a outra, volte, estenda a mao e pegue algo, um copo, sinta ele na sua mao ( tudo isso usando a imaginacao), passe a mao na mesa, sinta a textura, va tateando tudo e sentindo a solidez de tudo que toca (tudo na imaginacao) Em algum ponto desse processo imaginarivo voce vai perceber que deixou de ser imaginacao e agora esta la na cozinha mesmo. Pode se apalpar, olhar suas maos, vai parecer tudo 100% fisico.
  10. Isso é só a imagem que a propaganda quer passar. "Desencane e curta!", entregar-se à busca de sensações, de prazeres, sem questionamento. É uma atitude de crianças na verdade, que ainda não fazem avaliação de riscos, pela falta de conhecimento de mundo. Por isso ao mostrarem adultos agindo assim passa essa impressão de jovialidade, inocência. Veja este relato, que é de um evento do ano de 1502: Toda a literatura antiga está cheia de relatos que revelam o domínio do ego. As tragédias de shakespeare estão cheias de relatos da podridão da aristocracia. Mesmo se você olhar a biblia, ela já tem lá seus relatos escabrosos. O fato parece ser que numa populaçao encarnada num mesmo momento histórico, você sempre tem os podres convivendo com os mais inocentes né? Se ão fosse assim os maus não poderiam governar o mundo, explorar os fracos, teriam eles mesmo que meter a mão na massa, e aí "não rende". E esse mais tirânicos são também mais espertos, em geral porque são mais velhos espiritualmente, então estão já mais próximo do seu limite das 108 encarnações, e logo "descem" para as infradimensões, enquanto os outros, naquela época ainda não tão maus, vão fortalecendo o ego nas proximas encarnaçoes e se tornando os vilões do futuro, se não se esforçam por saírem desse domínio do ego. Quando se fala de "antigamente", em termos de "menos ego, mais essência", isso é na pré-história. Dentro da visão da gnose, que puxa lá dos gregos acho, considera-se que cada raça passa por 4 idades, começando na idade de Ouro, em que o Ego não domina tanto, e terminando na de Ferro, em que o ego já domina praticamente de forma completa. A atual raça, a ariana, só começou a se formar pouco antes do fim da raça anterior, que foi a atlante que teria submergido em há uns 10 mil anos, segundo alguns. Mas o "início da queda" da atlantida começou bem antes. Então um "antigamente as pessoas eram mais puras" não se aplica ao que conhecemos como história. Toda a história conhecida já é a história de raças em fase que o ego já dominava bem, porque a invenção da escrita data de 4000 a.C. Por isso não importa o quanto você recue nos relatos históricos, sempre lerá abusos, violências, traições e barbaridades, que denunciam um ego já bem forte. Como neste relato bíblico: Mesmo se considerarmos o relato como ficcional, o fato é que o autor do texto está dizendo que os homens da cidade queriam estuprar os visitantes, e o dono da casa ofereceu as próprias filhas para o estupro coletivo, para que os visitantes não fossem importunados. Se o autor do texto criou essa ficção para a época em que ele viveu, uns 1000 a.C, é porque a cabeça do pessoal na época acharia verossímil esse tipo de barbaridade, seja dos homens da cidade, seja do pai oferecendo as filhas para essa violência. Então nessa época aí a coisa já estava bem difícil. Ninguém evolui muito numa só vida, nem se torna um "vilão de filme" numa só vida, esses processos, se deixados ao seu ritmo natural, levam milhares de anos para que uma diferença se faça notar. Tem um livro espírita, atribuído a Rochester, chamado episódio da vida de Tibério. Relata um mesmo evento contado por 4 testemunhas acho. No início Tibério diz: Mas no final do relato ele diz: Por aí você já vê que a coisa é lenta, a menos que a pessoa escolha sair desse sistema de esperar que natureza o faça evoluir e tente buscar por esforços conscientes uma mudança. O Roger Paranhos, nos seus relatos de vidas passadas, mostra como teve um atrito com uma mulher lá na atlantida ainda, seguiram se perseguindo e se matando até a época do êxodo dos judeus. Só nesse trechinho aí passaram cerca de 8.500 anos. Para o Tibério aí em cima tinham passado só 1.900, ehehehe.
  11. As impressões são o que penetra na sua psique através das percepções dos sentidos. Se você observa um carro o que vê? Uma máquina, um amontoado de peças metálicas, coberto com tinta para reduzir a velocidade de destruição do ferro, e um motor que queima combustível. Mas o marketing de vendas tenta alterar sua percpção dele, com as propagandas, de modo a fazer sua mente acreditar que vê outra coisa quando olha para um carro. Talvez liberdade? Status? Nao sei, porque nunca entendi o que as pessoas que desejam carros desde adolescentes enxergam nele... mas certamente é algo que não está nele. E cada vez mais o capitalismo tenta "envenenar" as impressões que os cidadãos tem do mundo, juntando idéias sem relação. No passado havia as famosas propagandas dos cigarros Holywood, associando fumar à prática de esportes, arrojo, aventura, ehehe: https://youtu.be/eQqfwUZ2omI Atualmente o caitalismo anda se utilizando da pedofilia para vender certas coisas, talvez esquecendo que isso só funciona com quem tem problemas desse tipo na área sexual, que se supõe ser uma minoria da populacão... Outro exemplo: https://www.redebrasilatual.com.br/trabalho/2020/01/fantastico-confunde-empreendedorismo-com-informalidade-e-e-criticado-nas-redes-sociais/ Mas pouca coisa no reino das impressões é fruto do marketing. A mente humana é que ja funciona assim, o marketing apenas sabe disso e usa descaradamente. Quando você passa na rua a vê uma "mulher atraente" é difícil acredtiar que ela é só uma amontoado se músculos, ossos, gorduras, pelos... exatamente como você né? A gente enxerga sempre " outra coisa". Mas se você lembrar de enxergá-la dessa maneira, verá que a hipnose da atração é desligada. Quando um carnívoro e um vegetariano olham um frango assado, o carnívoro enxerga comida, o vegetariano enxerga uma mini-pessoa assassinada e queimada. Ou seja, eles tem impressões diferentes. Eles olham para o mesmo mundo concreto, mas a forma como a informação do mundo concreto penetra na percepção deles é diferente. É o lance de ver o copo "meio cheio" ou "meio vazio". Portanto o controle das impressoes está muito relacionado ao COMO você se relaciona com o mundo ao seu redor, como percebe a realidade, se através da percepção real ou através de mistificações, que vao orientar suas ações na direção planejada por quem tentou alterar suas impressões. A função da lembrança de si e auto-observacao e justamente permitir ter impressões sem a " identificacao", para conseguir obter impressoes mais reais, e de melhor qualidade, ou decidir conscientemente como fazer uso disso para seus objetivos ( controle de freiqencia, sintonia), porque sem isao você só vai lidar com a consequencia das impressoes que entraram sem você filtrar positivamente. Pensa no seguinte: uma pessoa trabalha num presidio ou num hospital o dia todo, só vê coisa ruim. Ai vai para casa e enche a cabeça com progrmas de TV pesados, como "novela das 9", filmes violentos, etc. Essas impressoes todas carregam suas proprias energias, geram suas reacoea em você, baixam sau sintonia porque sao um " alimento denso", que afeta toda a producao energetica do seu sistema. O proprio corpo astral ( que é seu corpo emocional) será constituido por esse " alimento" mais grosseiro, motivo pelo qual a turma que habita nas zonas pesadas, onde se pratica todo tipo de atividades psicologicas, pesadas, tem corpo astral "cascudo." É por peeceberam isso que as pessoas que buscam espiritualidade tendem a querer se isolar, fantasiam sobre morar no campo, distante do clima pesado da cidade. Elas percebem que estao cercadas de situacoes pesadas, que entram nelas atraves das percepcoes. Se voce pega livros de yoga qie nao sejam " fast food", aquelas coisas tipo " yoga para aliviar o estresse", o autor recomendará a rotina exercicios, mas também a mudança na alimentacao, na respiracao e a mudança em hábitos sociais. Por que? Porque se voce quer mudar as energias, precisa mudar os "alimentos", e o ar e as impressões fazem parte disso. Porém, embora afastar-se das impressoes grosseiras seja uma opcao, nao é a opção escolhida pelas escolas de quarto caminho. Somente os outros 3 caminhos se afastam do ambiente desafiador. As escolas de quarto caminho funcionam no ambiente moderno, urbano. Entao voce tem que aprender a TRANSFORMAR as impressoes, para que você mesmo possa definir seu rumo, ao invés de ser vitima das formulações de camapnhas e marketing ou de suas emoções negativas, que fazem muita gente se sentir deprimida ainda que tenham boa vida, quando comparadas com muita gente bem pior: http://gnoseconhecimentointerior.blogspot.com/2011/08/transformacao-das-impressoes.html?m=1
  12. sandrofabres

    Amizades

    Acho que depois de "como parar de se masturbar", e "vegetarianismo", esse aí é um dos temas mais populares aqui no gva. Dá uma lida nesses tópicos. Embora cada pessoa enxergue o seu problema por uma ótica muito particular, pode ser que você veja nessas conversas algo que te faça ver que isso é algo meio comum mesmo: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/21192-isolamento-social-espiritualidade-rumos-que-a-vida-toma/&tab=comments#comment-99594 https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/19410-solidão/&tab=comments#comment-90454 https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/20920-evolução-espitirual-e-solidão/&tab=comments#comment-98319 https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17872-cortando-laços-de-amizades-e-familiares/&tab=comments#comment-78843
  13. Escaneei meu livro "O Quarto Caminho", que é o que a pessoa deveria ler após o Fragmentos de um Ensinamento desconhecido. Trata dos mesmos temas que Fragmentos, mas no sistema: Palestra sobre um tema + Perguntas e respostas sobre aquele tema https://drive.google.com/file/d/1N_7uqoGEOs5nLNbjk1QHRaOvvhUtAwRx/view?usp=sharing
  14. Sim, é meio comum isso. Em geral a gente lembra mais algum pedaço no dia seguinte ou naquela semana. As vezes toda a projecao se perde e so é relembrada alguns dias depois, quando vemos uma cena ou alguem nos fala algo e aquilo atua como gatilho na memória. Outras vezes só lembramos de uma projecao anterior ao termos a proxima. Ou seja, se voce teve uma projecao na seginda feira e esqueceu, ao levantar no corpo na sexta, pode lembrar de todoa a projecao que teve na segunda feira. E ai voltar para o corpo agora trará a memória das duas. Outras vezes voce sabe, qua do esta projetado, uqe teve VÁRIAS OUTRAS PROJECOES para investigar um assunto em etapas e que " hoje é dia da etapa x..." Entao pode acontecer sim de esses resquicios reaparecerem só tempos depois. Mas em geral nao demroa muito nao. Pela minha exleriencai eu diria que fica dentro de um mês o intervalo de rememoracao desse tipo.
  15. Olha, não é a midia que diz para não reagir, é a policia. Faz muita diferença você perceber isso porque a midia quase sempre trabalha apenas com crenças, mas a polícia trabalha com fatos e estatísticas. A mídia só repete o que eles dizem. Mas se você perceber errado isso e achar que é "papo da midia", vai achar que é apenas opinião deles e não algo baseado em números. E se a policia sabe, pelos registros das ocorrências, que você tende a ter maior chance de desfecho tragico se reagir do que se nao reagir, estará brincando de roleta russa ao tentar " julgar por si mesmo" o que " a midia falou". Isso acontece em relacao a estupros, por exemplo, em que se sabe que o prazer do estuprador não vem do sexo, mas da violencia. Entao se a vítima nao reage, eles terao menos interesse em continuar do que se ela reage, porque ai eles ficam mais excitados, podem se tornar mais violentos, e algo que poderia terminar "só" em humilhação pode terminar em tortura seguida de assassinato. A mesma coisa sobre reagir a assaltos na rua: a policia ja sabe que raramente um assaltante esta sozinho. Sempre ha mais um ou dois na retaguarda, que só participarão da ação se a vitima reagir. Você vê isso as vezes nas filmagens de cenas de rua. a vitima as vezes esta armada, reage ao assalto, se da bem num momento inicial, mas aparece um outro sujeito passanso correndo oubde moto, vindo de tras da vitima, e atira nela. E a vitima, devido ao proprio instinto, esta com a atencao focada no agressor, nao percebe a aproximacao dos outros que estão disfarcados entre os transeuntes dando protecao ao agressor. Então é uma situação que tem poucas chances da vitima se sair bem porque os ladrões tem a vantagem da supresa e do planejamento estratégico de antemão. Da mesma forma a policia sabe que para que os marginais tenham menos acesso à armas, a populacao tem que estar desarmada, porque a principal fonte fornecedora de armas sempre foi justamente a populacao. Os marginais invadiam a casa principalmente para roubar a arma que a pessoa tivesse ali ( uma arma custa mais que uma TV grande e é mais facil de carregar, revender e ainda é " equipamento de trabalho" para o criminoso né? Ate soldados são vitimas de assalto quando estão de plantão , à noite , mos seus postos, porque os assaltantes adoram um fuzil. Dai você vê como o lobby que tenta botar na cabeça do cidadão que ele deve possuir uma arma para se proteger é algo que só favorece o crime organizado, e que portanto só representa os interesse das empresas que vendem armas, porque, se invadem sua casa e roubam sua arma, voce vai comprar outra.A empresa que fabrica armas ganha sempre. Então é um "negócio da china" para eles convencerem as pessoas dessa ilusão, de que só porque elas tem uma arma elas agora podem se defender. Isso só facilita para os criminosos, como coletividade. Mas claro que quando voce pensa na situacao individual há muitas variaveis nisso. Por exemplo voce pode concluir que em certos cenários, como uma casa bem protegida, com alarmes, etc, mesmo que algum assaltante entrasse, ele perderia um tempo ate chegar em voce, e você TALVEZ tivesse o elemento surpresa a seu favor, o que inverte o jogo. Mas são sotuacoes que exigem muitos " se"... A questão é: como regra geral procure entender o fenomeno populacional, como as coisas acontecem de fato, segundo as autoridades e especialiatas em segurança pública. Considere suas alternativas individuais como mera POSSIBILIDADE, não como a regra. A turma do Lobby das armas que vender a possibilidade e casos isolados de sucesso como se fossem regra geral, e quando voce analisa do ponto de vista individual pode até parecer que eles tem razao, mas não é a realidade que a policia detecta no mundo real: ssp_manual-seguranca.pdf Agora, quanto ao que fazer dentro do contexto espiritual: É importante não mistificar. Se você precisa de uma cadeira, nao perca tempo mentalizando uma cadeira, compre uma, ou faça uma. Assuntos materais exigem solucoes materiais. Você decide se vai ou não reagir em função do conhecimento e circunstancias materiais que tem na sua frente no momento. Exemplo: uma vez perguntaram ao Rabolu o que fazer nesse tipo de situacao? Se deviam orar ao pai interno , aos mestres , usar o Belilim, um mantram.... E ele respondeu: "se eu estiver na minha casa e entrar um criminoso querendo atacar minha esposa ou filhas, eu pego o primeiro pedaço de pau que conseguir e bato na cabeça dele. Terei o carma do assassinato, mas o carma de deixar aqueles que estao sob minha protecao morrerem so porque eu quis bancar o santarrão seria muito pior." Mas note: essa resposta dele supõe a existência de uma oportunidade de reação. E o que falei antes, a partir do que a policia fala, é que em geral essa oportunidade costuma ser mal avaliada. Então essa resposta do Rabolu só serve para a questao " enfrentar o problema fisicamente ou espiritualmente?". Resposta: enfrentar fisicamente, porque se trata de um problema do plano fisico.
  16. Bom relato para servir de exemplo para o pessoal que fica criando dificuldades imaginárias sobre projetar de dia ou sobre projetar de bruços. Se as condições permitem dormir, permitem se projetar sem problemas.
  17. Em geral alguma vertigem surge quando voce desencaixa um pouco. Fazer a olve já cria esse efeito, mesmo que faça caminhando na rua (motivo pelo qual eu acho perigoso se estiver perto da esquina). E deslocar um pouco o corpo astral do físico é o que permite ver o astral estando em vigília(em algumas pessoas, eu nunca vi) Entoa acho que nesse caso que você relata, a combinação de vertigem.. e ter visões, parece ser sintoma mesmo de que seu corpo astral está saindo para um lado e percebendo outro plano.
  18. É, essa melhora antes do desencarne é bem comum mesmo.
  19. Creio que sim. Parte doa objetivos axho que da hatha yoga e adquirir domínios das funções automáticas do corpo, das quais não temos consciência. Existe ate o " problema" que ficar respirando de forma conciente segundo certos ritmos ( objetivos) tende a interferir no funcionamento automatico. Num vídeo da semana passada mesmo o Saulo andou se queixando que parexe ter desenvolvido uma dificuldade para apagar( dormir). Um outro colefa do gva ja me relatou isso também.
  20. Nao. No meu está normal, aquela notificacao é da sua resposta.
  21. Sim, mas estou falando especificamente do treino mediúnico, mesmo. Estou tentando mostrar de onde vem essa idéia que o Samael e outras ordens em geral possuem sobre mediunidade, o porquê de ela ser mal vista. Se eles estao certos ou não é outro papo. Me parece que as orientacoes do kardec visavam justamente corrigir esse problema estrutural, que você vê ainda na mentalidade das pessoas " ai gente, mas nao fui eu, foi o espírito que disse!". E a prática da mediunidade mudou do início do século xx para cé né? Ate talvez metade do seculo xx , que foi quando o samael teve as experiencias que ele relata ali no livro, a mediunidade consciente nao era a regra. Óbvio que com médiuns conscientes a tal passividade é de se questionar se de fato existe, e por consequencia se essa avaliacao que a gnose faz disso teria fundamento.
  22. O Chico nao sei o que falava sobre isso. Mas a gnose falava que perto de um cataclisma desses as naves se mostrariam e tal. E resgatariam os escolhidos por eles. Sabe como é: " A Logica da Arca de Noé", ehehe. Os extraterrestres estao entre nos de muits formas. Sempre estiveram. Tem avistamentos de todos os tipos, tem contatos astrais, flagras no plano físico de naves e de seres coletando amostras biologicas no campo. Só que os céticos sempre desacreditam os relatos. Então tá...
  23. Eu acho na verdade que existe um erro de compreensao nosso ( dos encarnados, incluisive dos instrutores espiritiuias citados) em relacao a esse fenômeno . É só achismo barato mesmo, mas tenho pensado nisso há mais de 20 anos, devido a essas falhas todas nas profecias. Acho o seguinte: a insistência dessas liderancas espirituais nesse "juizo/apocalipse" esta presente em diversas culturas, no decorrer de toda a historia. E " nunca aconteceu" Porém, " sempre acontece" com grupos que sejam muito focados nisso. Em geral essa turma que se reúne para "esperar o fim" costuma encontrar o proprio fim. Pensando rapidamente me vem à mente os seguidores de Antonio Conselheiro aqui no Brasil, os Davidianos de Wacco nos EUA, os seguidores de Jim Jones na Guiana ( Jonestown), tambem talvez se inclua nessa lista os Cátaros e os Judeus cercados pelos romanos em Massada. Teria que pesquisar direitinho. Mas a impressao que me dá é que nao há UM "apocalipse" , que essa é apenas uma idéia de caráter universal para expressar continuos processos de limpeza/ separacao que estao sempre acontecendo na historia, ate bem dentro daquela parábola do joio e do trigo. Deixa-se varias mentalidades crescerem juntas, se avolumarem até um "ponto crítico", que torna possivel pegar grupoa grandes e separar de outros, e assim redirecionar o processo educativo daquelas pessaos de forma mais otimizada. Exemplo: se uma pessoa tem umas ideias estranhas , pode acabar no hospicio, para não gerar problemas ás demais. Mas quando essas idéias se dissemimam, e junto com elas os comporramentos associados, ja vira uma comunidade pensenica com números repetaveis, caracterizam uma " cultura". E ai pode haver uma separacao dessa comunidade, a principal, e ela pode ser deslocada para experimentar suas crencas de modo que possam sofrer s consequencias positicas ou negativas delas, aprendendo algo no processo. Coisa que internados no hospicio nao seria possivel. Entao eu SUPONHO que estamos smepre passando por micro-apocalipses, micro-juizos, que a todo momento separam grupos de espiritos afins, e os reunem sob outras condicoes, seja para nao descirtuar o grupo principal, seja para qye o grupo principal nao tolha o aprendizado desse outro grupo. Mais ou menos como a gente faria num terreno. Plantamos o que desejamos e temos que continuamente ficar removendo " ervas daninhas", que estao sempre nascendo. Mas se comecar a nascer algo interessante ali, em quantidade suficiente, podemos separar aquelas mudas e replantar em outra área só delas. Entao os "avisos de juizo" teriam sua validade para que as pessoas fiquem ligadas nesses processos de separacao. Mas acho que sempre entendemos essas mensagens, que foram dadas a pequenos grupos no passado como sendo eventos planetarios que afetam a totalidade da humanidade numa mesma data. Essas migracoes para outras orbes mesmo estao acontecendo, pelo que se diz, desde os anos 60 e ainda devem chegar aos anos 70 desde seculo, segundo o Roger Paranhos. Ou seja, vamos morrendo de varias causas, cada um a seu tempo, e alguns nao voltarao a encarnaer aqui. Mas é um processso gradual, que segue o ritmo natural. Ao mesmo tempo voce nota o nascimento de criança diferentes ja faz uns 20 anos. Parece que tem chegado gente nova por aqui no planeta, ainda lutando por se ajustar, e que deve estar vindo de outros processos de separacao similares aos nossos. Mas claro que sempre pode haver alguma grande mudança. Supostamente foi o afundamento da atlantida que teria originado o mito do diluvio. Mas a atlantida era só um continente. Havia gente nos outros, e essas arras integraram os forasterios da atlantida nas suas culturas. Entao esse é mais um exemplo de como um evento local entrou para os mitos religiosos como algo universal que afetaria toda a humamidade. Convém lembrar que o pessoal antigo, na grécia por exemplo, achava que o " mundo todo" era a grécia. Não fosse o Alexandre sair a viajar por aí nao teriam achado o que tinha ao redor, ehehe. E mesmo que um evento apocaliptico tivesse acontecido no passado, a populacao da terra era estimada em 1milhao no ano 10.000 a.C. "Dava para fazer" um evento grande e fazer uma padronizacao dos que sobreviveriam para a nova fase. Hoje em dia um mega evento planetario provavelmente criariadificuldades para administrar ( estou pensando no impacto astral de desencarnes em massa, necessitando de socorro). Acho que " não dá", e o mais lógico seriam utilizar-se dso processos naturais para fazer as separaceos necessarias sem gerar caos de ambos os lados dimensionais. Mas claro, é só achismo barato meu.
  24. NO MINIMO NÉ? Porque fenomenos fisicos podem ter muitas origens, algumas delas nada " puras".
  25. Kkk, eu quis dizer que se esta submetido as necessidades do corpo, está SUBORDINADO às leis mecâncias. Então eu pelo menos não considero Mestre quem está subordinado a elas. Porque se fala que Jesus caminhava sobre as aguas, teansformava agua em vinho, ressicitava mortos? A idéia é qeu um mestre está ACIMA das leis mecânicas. É o mínimo que se espera de um " aluno formado" não? Que já tenha dominado as lições daquela escola. Como esta escola é a da matéria, eu acho que no mínimo o domínio do corpo material precisa ter. Entao tem umas coisinhas nisso. Dntro da gnose conta-se qeu o Samaek mudava a forma do rosto quando queria, na frente das pessoas ali. Também do gurjieff se conta que ele sofreu um acidente de carro muito grave ( eel soube antes e avisou para a pessoa que viajava com ele que ela fosse de trem, pois ele seguiria sozinho no carro. E aí teve o acidente). Morreu só anos depois e o médico que fez a autopaia disse qeu nao sabia como ele estava vivo com um corpo tao dewtruido por dentro. Oa orgaso estavam todos meio decompostos. Também do Saint Germain conta-se qeu nao envelhecia, os diarios de uma mulher que o conheceu quando ela era jovem, e o reencontrou quando ela ja era idosa, também relatam.que ele ainda aparentava a mesma idade, sem mudar nada. Conta neste livro: Entao meio que esperar no minimo isso de um pretenso Mestre, o controle sobre o corpo fisico, não é exigir demais. É o " ponto de corte", ehehe