Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Posts

    7,713
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1,144

Everything posted by sandrofabres

  1. Mas as vezes a gente perde a memoria mesmo logo na reentrada, ou lembra de tudo logo que volta, entao levanta para ir no banheiro e no meio do caminho a memoria da projecao evapora, eheh.Tem que ter certo cuidado ao acordar. Falo sobre isso aqui: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/21652-ritual-da-pedra-de-luz/&do=findComment&comment=102176 Mas pelo menos lembra de ter conseguido. Quem precisa acordar com despertador, porque tem horarios a cumprir, em geral vai perder a memoria da projecao e do sonho que foi interrompido pelo depertador. Por isso é bom levantar 2h antes para as tentativas, para ver se consegue ter mais de uma antes de ser pego no susto pelo despertador. E outra, logo que voltar de uma projecao, se dormir de novo, as chances sao grandes de perder essa memória. Entao se aconteceu algo que quer lembrar mesmo, registre num caderno ao lado da cama ou grave num gravador. Isso dificultará para ter mais projecoes a seguir, mas voce garante a lembranca importante. Mas muitas vezes foi uma projecao boba, sem nada de importante. Entao nesse caso é melhor nao registrar e continuar sem se mexer, assim reentrar no estado adequado mais rápido, para ter mais projecoes no tempo que te resta. Fazendo assim dá para ter umas dez, uma seguida da outra, e cada vez que volte da seguinte, rememore ela e algo das anteriores. Assim, mesmo que so as últimas duas fiquem com a memória completa, voce tera uma ou duas cenas de cada uma das outras projecoes daquela noite, e lembrará seu julgamento " nao regitrei mais dessa aí porque nao tinha nada de interessante mesmo" Mas quando acontecer algo importante, aí nao tem jeito, levante, registre e nao volte a deitar, fique acordado, sentado na cama ou va fazer um café, sempre relembrando a expeiencia, porque assim evita apagar pedaços dessa memoria.
  2. Subir ao céu, e indo parar num local onde tem outro tipo de civilização, em geral tem a ver com cidades do astral mesmo. O Robert Bruce fala sobre isso no Astral Dynamics. Tem até a ilustração no verso do livro antigo que mostra o cenário típico de quem está sobrevoando essas zonas. E a forma se chegar lá que ele recomenda é voar a uns 45 graus do horizonte ate chegar numa zona assim ,meio de espaço, então lá embaixo vê algo como esse cenário, e se pousar no núcleo da flor dá numa região daquele reino, se pousar em cada pétala interna da noutra, nas pétalas externas dá noutra. Não sei se é real, nunca me interessei em fazer isso, mas a descrição lembra, em linhas bem gerais, o que o Bruce descreve. Não esqueçam que quando projetados não somos fantasmas voando pelo plano físico, logo: -subir ao céu em direção ao espaço não significará, necessariamente, encontrar planetas, porque não estamos nos deslocando pelo plano físico, mas pelo plano astral,. e quando mais afastado da zona em que seu corpo físico vive, mais diferente será do plano físico. -ao penetrar na terra , não veremos rochas e magma, mas civilizações, pessoas, casas, e até um tipo de "céu" ( negro, com nuvens, naquelas noites de tempestade, em que nuvens negras se deslocam rapidamente com o vento, num céu também negro.)
  3. Pois é, experiência que teve comprovação sabemos que foi real, as que não tem comprovação não se pode afirmar nada. Para complicar você tem a questão que um mesmo local do físico tem diversas faixas do astral, de modo que ao despertar sua percepção astral na cama você pode estar percebendo uma faixa diferente daquela que habita no físico. E ao acordar, tem o tal falso despertar, e as vezes há uns 3 falsos despertares, em casas diferentes, com famílias diferentes ate que você finalmente desperte naquela física. Nem dá para saber se isso é plano físico x plano astral ou "dimensões paralelas" do físico, que nem fazem parte de nenhuma teoria espiritualista. Por isso que eu digo que tudo o que podemos fazer é tentar estar lúcidos na experiência, e lúcido no sentido mais primitivo, que é saber que não está usando seu corpo físico, nem no plano físico da vigília. Isso é auto-consciência, saber pelo menos sobre si, sobre seus estado, porque saber classificar exigiria saber algo sobre o mundo, um mundo que não é o físico e que não sabemos as completas divisões, faixas, possibilidades. É como acordar na selva, você tem obrigação consciencial de saber que não está na sua casa, mas como vai saber se está no pantanal, na amazônia ou numa floresta da tailândia, ou qualquer outra? Não tem como.
  4. A OLVE é técnica para você manejar as energias, e aumentar sua quantidade de energias livre disponível para essa mobilização. Ela também pode ser usada como técnica de separação, se você conseguir gerar um EV com ela, como falei aqui: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/21712-ajuda-com-realismoaprofundamento/&do=findComment&comment=102468 Mas entenda: técnica de separação é uma coisa, técnica energética é outra. -Quando você mover as energias isso te permite ficar mais solto para quando for aplicar uma técnica de separação. -Quando você aplica uma técnica de separação, , caso ela comece a funcionar ela vai gerar, por consequência a movimentação energética necessária para permitir a saída. Mas são coisas diferentes. Você faz EV e se não flutuar, tem que levantar da cama, com alguma técnica de separação, levantar, rolar, Ou usa só uma técnica como a da corda ou o alvo mental, e notará que num certo momento começam a surgir formigamentos, o que mostra que a técnica de separação está começando a ativar as energias para gerar o EV que permitirá a separação do corpo astral. Mas se ficar difícil pode precisar bombar as energias com a OLVE.
  5. Quando você respira consciente ou caminha consciente também é mais difícil.
  6. As vezes a gente entra numas fases estranhas. Um cara ja me contou que durante um período, toda vez que ele saia do corpo se via preso, oi em caixas, ou em celas. Eu passei um período enredado em labirintos intermináveis: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17516-labirintos-no-umbral/&do=findComment&comment=77254
  7. Qualquer objeto serve, mas acho que se for algo muito comum, como uma chave, um copo, uma pedra.. vai ser difícil manter atenção ali. A chama da vela é interessante demais por si mesmo, termina sendo hipnótica. Escolha algo que você tenha algum interesse em examinar com atenção. Eu sempre pratiquei todos os dias, quando decidi praticar isso. Esse negócio de 3 dias tem finalidade de manter o espírito de novidade, porque tudo que se pratica todos os dias tende a ficar meio rotineiro para algumas pessoas, e elas se desinteressam. Esse conselho do raduga tem mais finalidades psicológicas. Mas se você é do tipo que enjoa de rotinas, talvez sejam ais produtivo para você não fazer todos os dias. Mas relaxamento e concentração é melhor fazer todos os dias sim. Não, são habilidades bem diferentes. Você até pode conseguir converter clarividencia em projeção por focar muito sua atenção no que estiver vendo por clarividencia, caso esteja vendo outro local, do físico ou astral. Mas novamente, isso vai depender do seu nível de relaxamento e concentração. Então treinar esses fundamentos é o que produz sinergia de tudo com tudo. O resto é consequência. Mas desenvolver clarividência é muito mais difícil que projeção, porque projeção todos fazemos ao deitar, a dificuldade é não estar apagado quando ela acontece, nem apagar no ato de separação. Já clarividência não é "normal", não acontece ao natural, é uma sensibilidade que precisa ser "construída". Mas no seu caso podem ter fechado, aí é mais fácil, e pode abrir de repente, sem aviso prévio ,caso notem que você está pronto.
  8. Válido apenas para depois que você saiu de casa. Antes não, porque a faixa em que está enquanto ainda não atravessou nenhua estrutura de passagem é muito densa, e não responde ao seu pensamento, nem você fazendo esforço para isso, nem estando com medo de algo. Sobre as distorções de percepção no astral, aqui tem uns exemplos: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=74048
  9. Ainda faltou explicar um ponto, porque ontem já estava tarde (para meu horário de ir deitar) e a coisa poderia se estender. Eu falei ali na última postagem que não tive esse problema, logo, só posso sugerir uma possível solução, sem ter certeza se ela será efetiva, mas não expliquei o porque de sugerir essa solução. A questão é que com a popularização desse tipo de conhecimento as pessoas adotam uma visão errada sobre o passado. Muitos pensam que antigamente, como esse conhecimento era dado só aos iniciados, era “elitista”, e que agora vivemos tempos melhores, tempos em que o conhecimento “se democratizou”. Mas há um erro nessa abordagem, porque ela pressupõe que as pessoas são todas iguais, logo, não haveria motivos para ensinar essas coisas somente para uns escolhidos. Essa visão é falsa em muitos aspectos, mas o mais óbvio é que todo ensino, exceto o introdutório, tem pré-requisitos. Toda nossa estrutura escolar é montada assim, só quem cumpriu o aprendizado de uma etapa está condições de partir para a etapa seguinte, ou não vai ter os resultados desejados, quem perde é o aluno. Portanto, ensinar certas coisas só para quem cumpriu os pré-requistos não é elitismo, é uma necessidade didática. E todos nós sabemos que isso é verdade porque todos que estão lendo isto foram, no mínimo, alfabetizados, logo, passaram por um ensino em etapas. No entanto, quando se fala que antigamente as pessoas tinham que passar por iniciações para ter acesso a certos conhecimentos, enxergam nisso um sentido negativo, dentro daquela mentalidade conspiratória, meio jeca, que desconfia da “gente da cidade”, e atribuem essas exigências antigas a algum “controle de poder”. Claro que naquilo que gerar resultados práticos no plano físico o controle de poder existirá, como existem as exigências para porte de arma. E eu suponho que parte da dificuldade com comprovação reside nisso, porque se for ensinado um método eficiente para obter informações do físico, de modo a poder fornecer comprovações para a ciência, por exemplo, esse mesmo método poderá ser usado para roubar senhas, espionagem militar, etc. Mas mesmo quando se trata de coisas sem implicação no plano físico, algumas exigências ainda são necessárias. Se você entrar numa escola esotérica, ou se comprar qualquer livro que ensine a pessoa a trilhar um caminho sozinho, independnete, verá que as primeiras lições envolvem: - treino de relaxamento - treino de concentração - treino de visualização/memória Para só depois começarem a ensinar algo. Então sempre é assim: -Passo 1: relaxamento do corpo - Passo 2: aquietar a mente - Passo 3: mobilizar energias - Técnica do dia É como dizer que para se exercitar comece com um leve aquecimento geral, depois um leve alongamento, depois um aquecimento específico e, só então, está pronto para começar o treino de hoje. O de amanhã pode ser diferente, mas essas etapas iniciais são as mesmas. Então quando alguém numa escola esotérica vai aprender projeção astral, ou alguma dessas outras técnicas glamourizadas, já terá no mínimo uns 3-6 meses de treino só nessas etapas básicas. Mas com a democratização do ensino dessas coisas o pessoal vai direto para a projeção, sem o preparo anterior. Ou seja, vai aprender todas essas etapas dentro da técnica dee projeção astral, e isso gera muitas falhas, porque a pessoa não tem meses de treino anterior em relaxamento ,em concentração, ou no uqe mais cada um julgue necessário adicionar antes disso. Veja a técnica do Saulo por exemplo: ela começa com relaxamento, depois já vai para as várias etapas do trabalho energético e só entãpo quando TERMINA, é que vem a técnica projetiva, a gangorra. Aí a pessoa pega o áudio pratica hoje e amanha acorda e pensa “nada aconteceu”. Rapá... foi sua primeira experiência com relaxamento+técnica energética e um pouco de concentração seguindo as instruções do áudio. Pode funcionar de cara, de primeira? Pode, mas o normal é que você gaste algunes meses praticando tudo que vem antes da gangorra antes que a gangorra tenha chance de fazer efeito como técnica projetiva, porque a pessoas esbarra naquelas dificuldades básicas : ai, não consigo ficar imóvel, não consigo parar de me coçar, me distraio várias vezes.. Pois é! È para isso que o treino anterior, em relaxamento e concentração precisaria ser fetio, POR MESES, antes de tentar a projeção. Ah, mas então devo parar de tentar me projetar e treinar só esses fundamentos por meses? Não! A própria tentativa de projeção já contém os elementos de relaxamento, concentração, viosualização, embutidos nela. Então quando você está treinando para se projetar está treinando TAMBÉM as habilidades básicas. E seria bom se tivesse tempo para dedicar outros momentos só para treinar cada um daqueles fundamentos (lá do tópico POR ONDE COMEÇAR separadamente) . Mas é importante entender que essas coisas foram elaboradas dentro de uma seqüência lógica, e portanto, quem não tem treino anterior nesses fundamentos vai penar alguns meses antes de conseguir que a técnica projetiva funcione, não pro falha da técnica projetiva, mas por falta de treino nos fundamentos. O alerta é para entender onde está a falha e não desistir por isso. Porque o correto seria ensinar só relaxamento, concentração e visualização, e mandar o cara praticar só isso por seis meses. Mas quem vai fazer? Numa escola esotérica a gente faz porque e ensinado assim, aos poucos, você não sabe o que virá depois, então vai fazendo o que mandam. Então o cara fica lá, seis meses de exercícios tediosos que você nem sabe para que serve. Lá pelas tantas, te ensinam algo como a projeção, então você vai fazer a primeira tentativa já tendo treinado os fundamentos. A coisa tem mais chance de funcionar em menos tempo, porque o tempo tentando vai contar desde quando? Você só vai contar a aprtri do primeiro dia né? Mas não contou os seis meses anteriores de preparação né? Pois é! Mas aqui, que a gente ensina tudo junto, o mais provável é que as pessoas gastem alguns meses fracassando, e é normal, porque falta esses meses de treino básico. Basta não desanimar que uma hora vai. Agora, uma coisa é sair, outra é o que vamos perceber após sair. Também pela falta de algum treino mental (do tipo que treina a consciência de si, a auto-observação, o “estar presente de instante a instante” sem se perder demais em devaneios) algumas pessoas podem cair mais vítimas mais facilmente do devaneio associativo e isso, no astral, muda tudo. Muda sua posição no espaço, por exemplo. É por isso, PROVAVELMENTE, que ao atravessar uma parede ao invés de parar no seu pátrio você pode parar na casa da sua avó, que você freqüentava quando era criança. Porque você não percebeu que um pensamento sobre sua infância passou na sua mente quando estava atravessando a parede. As vezes você detecta esse pensamento, e só por isso consegue entender o que aconteceu nesses casos. É por isso que se você estiver andando pela rua, e ver um arbusto, ao olhar para o arbusto pode achar que tem um vulto ali, e logo em seguida sairá um vulto dali, ou mesmo um animal. Por isso as pessoas as vezes se projetam e vão parar em castelos com dragões voadores, porque um primeiro pensamento fantasioso, ligado a uma emoção, vai gerando uma cadeia infinita de plasmagens. Mas o que fazer para resolver esse problema? É o treino de uma vida, de consciência, de meditação, de perceber a realidade tal como é em cada caso. O exercício de concentração na flor é uma dica para praticar um pouco disso, concentração, atenção à realidade, controle de divagações,treinar essa forma de observar, para ver se fará diferença nas suas projeções. Porque isso é uma praga, isso nos prejudica a percepção correta mesmo na vida física. Numa discussão no tiwtter ou facebook a pessoa escreve uma coisa mas você lê outra, um mix do que ela escreveu com sal fantasia mental sobre o que acha que ela escreveu. Basta você ver as divergências políticas ao descrever o Brasil entre os anos x e y, e você já vê que os encarnados são incapazes de perceber até mesmo a realidade física corretamente, ainda que a realidade física seja imutável. Por que se usa estatística na ciência? Exatamente para detectar resultados que o cientista pode ser incapaz de perceber sozinho, decidindo pela sua subjetividade. A confusão sobre a eficácia da cloroquina e ivermectina mostraram bem isso. Então a gente vai se projetando “do jeito que dá”, reconhecendo as próprias falhas e não caindo no erro de pensar “eu me projetei, eu fui lá e vi A Verdade sobre esse tema”. Você experiência algo, você tem acesso a alguma informação e tem que fazer algo com ela. Mas não boa a mão no fogo não, eheheh. Para você ter uma idéia do problema, leia estes capítulos do livro do Draja Mickaharic que eu traduzi e coloquei no GVA há alguns anos atrás, e verá como esse autor, que é ocultista, também coloca a ênfase na preparação inicial e também alerta sobre as questões ilusórias do astral. https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16993-decolagem-e-técnica-do-raduga/&do=findComment&comment=96238
  10. Eu não tenho experiência com esse tipo de problema que você relata, porém, vou te sugerir algo que TALVEZ AJUDE. Encontre uma flor e bote num vaso. Compre um vasinho numa floricultura talvez, ou pegue alguma que encontrar por ai. Todos os dias antes de deitar pratique por 10minutos observar a flor nos seus minimos detalhes. Sente num local confortavel, coloque a flor a uma meia distancia, 1metro digamos, e procure observar o mais profundamente que puder. Como se você fosse um ET que esta vendo essa flor terraquea pela primeira vez e nem consegue entender se é um bicho, um vegetal, uma pedra. Tente olhar os " poros" da planta, mas mantenha ela na distancia média. Tente focar so nisso por 10 minutos, nao deixando seu pensamento se desviar para outras coisas. Se uma hora achar que ja decorou os poros da flor, troque por outra. Qual a idéia de praticar isso? Praticar concentracao, uma concentração que busca a essência, e que nao se distrai muito com pensamentos aleatorios. Isso pode te ajudar a olhar para o que te cerca em astral com esse olhar mais profundo, buscando a verdade por tras das aparencias e evitar que cadeias de pensamentos associativos te façam emendar um onirismo no outro. E por isso você não quer observar a flor na sua mao mas a uma certa distancia, porque a meta e treinar esse olhar inquisitivo para os objetos cenarios e pessoas que encontra no astral, e eles nunca estarao na sua mao, mas ao seu redor, a alguns metros. Mas claro uma flor nao pode ficar a mais de 3metros de voce ou nao verá os detalhes, e para que sua concentracao se fixe no objeto observado você precisa ser caoz de enxergar detalhes, texturas, nervuras. 10min por dia, durante uns 2 meses, talvez já faça alguma diferença no que perceberá.
  11. Mas veja, sentir o corpo fisico é algo que só acontece em duas situacoes que eu saiba. 1- você PROCURA POR ISSO 2- você está muito perto do corpo 1- As vezes você esta projetado ha muito tempo tipo 1h ou mais, e recebe um aviso de que deve voltar para o corpo. Nesse caso voce se questiona o porque daquilo. Entao pensa no corpo para senti-lo, e ali, ainda na projecao, voce sente o corpo respirando, voce ouve os batimentos cardiacos, percebe a posicao do corpo e nota que nao tem nenhuma parte dobrada errado, que poderia estar machucando... entao percebe que está tudo ok e escolhe nao voltar ainda. Mas veja nesses casos seu corpo está apagadaço, so por isso consegue pensar nele e nao acordar de imediato. Se fizer isso nos primeiros 5min digamos , vai ser puxado de volta na hora, porque o corpo ainda nao entrou num estado de sono profundo. Como 90% das nossas projecoes duram menos de 20min, entao vale a regra de nao pensar no corpo. Sai do quarto e adeus ao corpo, eheh. 2- Quando a pessoa está tendo um sonho lucido, ou seja, desconectada do corpo fisico mas flutuando junto ao corpo enquanto viaja em fantasias mentias projetadas DENTRO da aura, ela está muito perto do corpo, entao esta mais susceptível se ser puxada de volta ao menor tranco. Está com lucidez suficiente para saber que nao está tendo uma experiencia fisica, mas percebe o cenario em torno de si como se fosse realidade astral. Eu nao sei como diferenciar isso, não é algo que você possa dizer " olha se tem x , entao é sonho lucido, se tem y, é projecao. Para mim é identico, mas você sabe na hora, por mais realista que pareca você "apenas sabe" que está dentro de uma simulacao, que aquilo não é nem fisico nem astral. É como pegar na mão uma fruta de plastico, você não precisa mordê-la para ter certeza, apenas sabe. Entao pode ser que uma parte dos seus sintomas de dupla consciencia sejam fruto disso. O que eu sugiro é focar em projecoes em que nao exista um corte de continuidade, ou seja, voce faz a OLVE, sente o EV, sai da cama PARA O SEU QUARTO. Sai do quarto para a sala ou atravessa pa rede e sai na rua. (E durante todo o trajeto enquanto se afasta de casa fique aprofundando a fase, olhando para as maos a cada 5 segundos, ao caminhar pela rua va arrastado a mao pelas paredes das casas sentindo a textura, ou faça a OLVE a cada minuto , uns 10 sobe-e-desce a cada 1 minuto ou quando sente que a " carga esta acabando" e já vai acordar. E se estiver disponível, mantenha-se agarrando algo, uma cadeira, uma grade de portao... ate sentir que estabilizou, porque nesses primeiros minutos, até uns 3 minutos mais ou menos,. o corpo ainda está meio acordado e pode te puxar de volta por reflexo. Depois ele apaga totalmente e aí você já não acorda tao facil ) Porque se voce faz o EV e ao levantar da cama nem no seu quarto está, aí mizifio, só Deus sabe o que ocorreu! Pode ter caido em outra faixa astral, mas pode ter caido numa plasmagem áurica dessas que geram os sonhos, apenas estará lúcido. Mas não temos como fazer melhor que isso. Nossa meta é estarmos lúcidos. Se é sonho lúcido ou projecao lúcida, aí não temos como controlar. São as limitacoes da nossa mente primitiva. As vezes outro cenario se forma em torno da cama. Enquanto voce estiver nela, seu link com sua realidade fisica está funcionando. Digamos que deitado ali você vê uma praça da cidade. Ou seja, é como se sua cama, com voce em cima, tivesse se materializado no centro da sua cidade. Voce senta em astral na cama e fica ali olhando as pessoas passarem. E sua cama ali, no meio da calçada. Entao voce levanta da cama, fica em pé e olha para tras, para a cama, e ela sumiu. Agora tudo que existe é o lugar em que está, e as vezes é em outra cidade outro país aqui do fisico mesmo. O que é isso? É projecao ou sonho lúcido? Não sei, das varias vezes em que isso me aconteceu eu diria que foi projecao, só numa delas que eu senti que era sonho, tudo falso. Mas minha "obrigacao" era apenas saber que eu nao estava no plano fisico, saber que eu tinha deitado para me projetar e fui parar ali. Saber mais que isso não tenho como. Agora se voce perde a lucidez, seja projecao ou sonho, vai se preocupar que esta num local estranho, outro pais, sem carteira ,passaporte, grana... e vai querer saber quando sai o proximo aviao de volta para sua terra, eheh. Aí não dá ne? É isso que devemos evitar, seja sonho lucido ou projecao, porque afinal de contas isso é uma prática de lucidez, ela nao pode sumir durante a experiência seja ela o que for. Mas querer ter certeza sobre a natureza da realidade que te cerca nem no fisico conseguimos, ou não haveria diferentes narrativas de testemunhas oculares de um mesmo evento.
  12. Ué, mas o fórum é para isso mesmo! Só acho abuso é o cara me perguntar algo que ja esta explicado no proprio TÓPICO, o que mostra que o sujeito não está interessado no tema ,não quer saber nads que ninguém falou antes, quer só atençao para si, ininterruptamente. Se a resposta não estiver no TÓPICO, mas em outros tópicos do fórum, nao tem problema, eu passo o link com a resposta ja dada, ou respondo de novo aqui, se sentir que posso fazer de forma diferente do que já fiz antes. "já estar solto" talvez seja uma expressão forte demais, porque isso é um processo que acontece em etapas, não é num click. Mas está já se soltando e você acelera isso tomando a iniciativa de se mover em astral. As vezes o EV está só começando e você usa a técnica da corda, e ele pega no tranco, porque os dois processos, EV e separação do corpo astral, estão interligados e um deles pode começar primeiro que o outro, com poucos segundos de defasagem. Em tese o EV acontece PARA gerar a saída. É como a fervura do leite, aquela espuma que sobe. Entre ela começar a subir e atingir seu clímax e derramar, acontece um lapso temporal. Então assim: quando você comeca a sentir os primeiros formigamentos aleatorios, que vao gerar o EV uns 30 segundos mais tarde, talvez ja desse para sair, porque poderia já estar solto. Eu abandonei esse negocio de indusri um EV completo antes de tentar uma saida porque notei que no orimeiro formigamento eu já estava em condicao de sair, ja estava solto. Porém, por causa dessa pressa, as vezes ficava com os dois corpos acordados, ou entao saia "perdendo os pedacos" , porque pense no EV como o processo de abertura dos poros para o corpo astral sair: onde surgem os primeiros formigamentos é porque jáesta soltando ali. Nas areas onde nao tem formigamento é porque elas ainda estao presas ( por isso voce faz a OLVE só na parte presa, se ficar preso por alguma parte, e ela solta). Entao quando você tem formigamentos em varias zonas aleatorias ( peito+ braco direito + quadril + panturrilha) voce sabe que está se soltando e ja pode forçar uma saída: https://youtu.be/ElksftayXfE&t=81s Mas alguns podem ficar presos, e ao lutar para se soltar, acabarem movendo o corpo fisico e estragando a tentativa. Isso me acontecia algumas vezes, por essa pressa em sair. Já um EV bem forte deveria te expulsar do corpo. Eu testei isso também, induzia o EV, acelerava e comecava a flutuar um pouco, uns 3cm. Aí me segurava no corpo com maos e pés astrais, e acelrava mais o EV, ao maximo que podia, e aí meu corpo astral chegava arquear, porque a força do EV ameacava me arrancar com tudo para fora, só nao arrancava porque eu me segurava. Mas imagine voce amarrado pelas maos e pes, pendurado e um gordao sentado em cima de você, eheh. Essa era a força do EV em que eu senti tentando me arrancar do corpo. Essa experiência serviu para me mostrar o quanto o EV é capaz de gerar essa dissociação. Porém, muito provavelmente isso depende também do quanto você é " solto". Clarividentes costumam perceber isso, que algumas pessoas são mais soltas do corpo que outras. Já li relatos aqui no gva de gente que tem EV de " trincar os dentes" mas não se solta. Um fator que eu sei que atrapalha e o relaxamento, porque como falei, porque as partes que te prendem, em geral na cabeça, mas a vezes e um braço ou barriga, você solta fazendo a OLVE ali, MAS TAMBÉM prestando atenção naquela parte e conscientemente procurando relaxa-la. ( nessa situação vocês já está com uma parte do corpo astral do lado de fora, metade ou maia, mas percebe que o resto não está saindo e tem que resolver rápido ou vai ser puxado de volta menos de 1 minuto. Então assim: se está tendo um EV forte, já fez tudo que estava a seu alcance para soltar o corpo astral. A partir disso precisa dar o próximo passo, que é sair realmente do corpo com cuidado ou arrancando os pedaços, porque não tem mais o que esperar, não vai acontecer nada mais que te sinalize que pode sair. Mas pode tentar sair ANTES dessa etapa, ai sim correndo o risco de ficar meio preso, ou sair sem as pernas ( que se formarão depois que você cair no chão, eheh) , ou ter aquela sensação dos dois corpos acordados simultaneamente.
  13. Atingindo esses estado, a ponto de comecar a ouvir esses sinais, não precisa mais da corda, já foi, o corpo já dormiu e você ficou acordado. Aí é sí levantar mesmo. O estágio em que você consegue ouvir de forma nitida esas coisas é o mesmo estagio em que você sente a corda sólida nas suas mãos. Em ambos os casos os estágios necessarios já se completaram, só precisa sair da cama. No caso da corda, depois que ela ficou sólida, na primeira puxada que você faz já sai descolando do corpo. No caso de prestar atencao nos sinais que escuta, é só levantar mesmo.
  14. Sendo mais direto: 1- deite de lado, para nao apagar rapido demais ( no meu caso nao da apneia se tento de barriga para cima apos ter levantado de madrugada. Só acontece logo que deito, no inicio da noite.) e fique prestando atencao no ar que sai do seu nariz, como se saisse uma fumacinha que se estende por uns 50cm alem do seu nariz. Como se voce fumasse e estivesse liberando fumaça pelas narinas. Mais atenção na expiração. Fique apenas focado nisso o sono comeca a vir 2- Entao pode comecar a notar uns barulhos estranhos, que " te atrapaham para dormir". Uma janela que bate co frequencia, pessoas distantes falando algo ( a essa hora? na rua? no vizinho?), alguém dando batidinhas, como se batesse uma madeira na outra, ou chamarem seu nome. 3- Esses sinais que te atrapalham para dormir em geral sao sinais que indicam que você está entrando no estado alterado que te permite descolar do corpo. Preste atencao ao sinal, ate que ele fique mais nitido e você tenha certeza o que é aquilo, e entao ja pode levantar devagarinho da cama, como quem esta indo no banheiro, levantando mesmo, nao usando a imaginacao de levantar.
  15. Depende do seu bloqueio mental com isso. A gente tem que criar algo realista para funcionar. Quando me projeto de bruços, faco a OLVE sentindo as energias se moverem pela parte de tras do corpo ( assim como deitado de barriga para cima voce sente as energias na parte do corpo que nao está sendo pressionada no colchão né? Por isso o pessoal cria essa ilusao de achar que se virar de bruços não vai sentir as energias, eheheh). E aí me levanto como quem se levanta do chao apos fazer flexoes, já que nosso habito mental não deve deixar a gente se torcer todo para tras né? eheeh Uma coisa que tambem funciona é voce imaginar que seu peso está aumentando e você está afundando no colchão. Mas quando afunda pode dar no apartamento de baixo ( já me aconteceu, eheh), se existe algo abaixo. Não que PRECISE ser assim, tanto que se você subir e atravessar o telhado nem semore dá no telhado, a vezes da no nivel da rua, numa rua que não é onde você mora. Qualquer coisa pode acontecer quando você atravessa um obstaculo ( porta fechada, parede, telhado)
  16. Eu só tive umas tres experiências em que isso aconteceu, entao não tive tempo para achar uma solucao, porque o problema sumiu sozinho. Nas primeiras eu abortei, porque achei que nem era projecao, mas algum tipo de ilusao. Mas na terceira resolvi continuar e insistir no aprofundamento. Só que não resolvia. Eu batia as maos tao forte uma na outra que até saiam faiscas eletrica s, e nada, tudo ali parecia como se eu estivesse dentro de um persoagem de videogame, porque a sensacao de estar acordado na cama, observando tudo, era mais forte que a sensacao de estar no telhado da casa a noite, vendo a noite, as estrelas, sentindo as telhas com as mãos. Era uma dupla consciência completa. E a consequencia era que a oercepcao astral era nebulosa, como se eu estivasse caminhando no fundo do mar. Nada muito nitido. Porém nessa experiência eu tive uma das minhas poucas comprovacoes, o que me mostrou que NÃO PARECER REAL não quer dizer que NÃO SEJA REAL. O que eu desconfio que causou isao foi sair antes da hora. Porque eu ja estsva conseguindo levantar do corpo ao primeiro formigamento sauve que sebtia das energias. Ne esperava sentir o EV forte. Depoia disso resolvi dar mais aceleracao no negocio antes de sair. Talvez tenha sido isso que resolveu porque nao aconteceu mais. Mas você tem isso mesmo com um EV forte ( EV de saída ou de reentrada?) Entao nao deve ter relacao com isso.
  17. Eu ate desenhei lá no topico POR ONDE COMECAR como fazer a técnica a corda deitado de lado, porque eu mesmo faço assim: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17033-por-onde-começar/&do=findComment&comment=74042
  18. Para ler, o mais completo é o livro sobre o Estado Vibracional, da Nanci: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17224-nanci-trivelatto/
  19. Não ficou claro se você tem alguma pergunta ou só estava comentando. Se quer alguma sugestão, sugiro voltar a comer no horario normal, e tentar alguma tecnica de separacao toda vez que acordar de algum sonho durante a noite, o que acontece com frequência se você deitar focado nisso. Acaba tendo um sono mais leve exatamente porque está atento aos estagios do sono. Assim tera varias oportunidades de tentar a projecao antes de depender do despertador, que ja é o ultimo recurso. Mas se sua rotina mudou, e você se vê obrigado a comer tarde e dormir tarde, eu diria para aproveitar ao maximo as poucas horas de sono que terá. Coma, durma o mais profundo que puder, sem pensar em projecao. Isso te ajudara a ter um sono mais pesado e restaurador em poucas horas de sono. E aí o que resta é apelar para o despertador. O bom é ter 2h para as tentativas de projeção. Se acorda meia hora antes do despertador, regule ele para despertar 1h e meia antes da hora e levantar para trabalhar. Entao acorde meia hora antes , levante e fique acordado por uns 5-10minutos. E volte a deitar, desta vez atento ao retorno dos sintomas de sono, a algum formigamento, atento à respiracao, e numa posicao qualquer que te permita ter uns cochilos mas sem "morrer" e acordar só com o despertador né? Quem tem menos de 6h de sono disponiveis tem mais dificuldade para usar esses esquemas, portanto pode ser mais produtivo aprender a ficar atento aos diversos momentos em que acorda de cada sonho, para tentar a saida imediata em cada despertar. E quando você consegue sair não isso não afeta seu descanso, porque você só conseguiu sair porque seu corpo apagou. Ficar tentando e nao conseguir é que atrapalha a noite de sono um pouco.
  20. 1- Veja bem, desde que cheguei ao GVA, em 2012 eu estou tentando fazer o pessoal daqui entender que esse negocio de só conseguir se projetar de barriga para cima é balela. https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/12723-sonho-lucido-muito-forte-barriga-para-baixo/&do=findComment&comment=64209 https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17115-como-se-projetar-sem-enrolação-nem-perda-de-tempo-autor-daniel-s/&do=findComment&comment=83850 2- Suponho que sim. As energias que a gente move na OLVE sao energias LIVRES. Deve haver menos energias livre disponiveis se seu corpo estiver ainda ocupado digerindo comida. 3- Eu também raramente sou pego de surpresa pelo despertador. Mas acordo sem sono meia hora antes do que o desperador foi programado. O negocio e deitar cedo, porque em geral a gente acorda naturalmentr a cada ciclo de 90min. Eu deito no maximo as 22:30 e as 3:30 já estou sem sono.Posso seguie dormindo, ou tentar me projetar, ou levantar, que ja nao me deixará cansado. 4- entao faça o que você já sabe que funciona para você. Eu recomendo a leitura sobre o tema antes de deitar porque isso funciona bem com quem esta começando, até para competir com os assuntos do mundo, qye entopem a mente do novato com lixo mental genérico, filmes games, novelas, animes, etc..Isso fica rodando na mente da pessoa apos deitar e vira imagem hionagogica, material para fabricsr os sonhos. Daí a importancia de saturar com algo relacionado ao que você esta tentando fazer. Mas se você acha que o oposto dá mais resultado, ok. É o resultado que determinará o que é mais eficaz para cada pessoa 5- ok , siga fazendo isso se prefere. Os resultados mostrarao o que funciona melhor 6- As peijecoes feitas antes das 2 da madrugada sao de fati diferentes dawueals feitas apos as 5 da manha. Mas provavelmente depende do que você fará.Em geral as projecoes antes das 2 da manh sao mais de amparo, em áreas mais pesadas, onde tem mais gente necessitando alguma ajuda. Aquelas feitas quando já esta amamhecendo em geral sao mais claras mesmo, mas em geral sao apenas exploratórias do ambiente astral em que você estiver.
  21. Isso é tudo fruto do ego. Não é possivel não ter essas imperfeições e ter ego. Seres como Budha, Jesus, teriam se livrado disso. Seres no nosso estágio podem colocar uma focinheira no ego, para impedi-lo de fazer danos FISICOS aos outros no convivio social, mas para que essas imperfeições parem de gerar danos nos planos sutis, só se a pessoa assumir uma busca mais profunda pela mudança radical da psique, buscando eliminar o ego. Enquanto existir ego dentro de nós essas imperfeições estarão sempre vivas. O que nos diferencia é que uns tem uns defeitos mais ativos a nível consciente, e outros a nível subconsciente. Então uma pessoa se acha humilde e condena a outra que lhe parece arrogante, sem perceber que o arrogante está dominado pelo orgulho na parte consciente, enquanto o " humilde" na parte subconsciente, porque ele se.orgulha de parecer mais humilde que os demais. E isso não vale apenas para os encarnados, mas para todos os seres que ainda necessitam de reencarnacao, ainda que estejam vivendo no astral, trabalhando como mentores. https://www.gnosisonline.org/lista-dos-principais-defeitos-psicologicos/
  22. Sim, é isso. Às vezes a pessoa fica numa busca incessante pela técnica SuperPower Plus 2.0 , mas não significa que vá funcionar com ela. E nem significa que as técnicas que não funcionaram com ela não funcionem com outros. Por isso é importante a gente testar várias. Uma funcionou? Usa ela com mais freque cia ,mas segue testando outras. Com o tempo você constrói um arsenal PESSOAL de técnicas que funcionaram para VOCÊ, e aí quando começa a aplicar uma e ela rende HOJE, você não perde temo e já troca para outra, porque nenhuma delas ira funcionar sempre, todos os dias. Por algum mistério em alguns dias é mais fácil ter resultados com uma do que com outra.
  23. Obrigado Light Seeker! É muito bom saber que você teve resultado. Mas não se preocupe em me "devolver" não, é uma cadeia, você aprende, pega o jeito, e " paga" no futuro dedicando um pouco do seu tempo e atenção a outros, a desconhecidos curiosos que ainda estiverem lutando com os passos iníciais. É assim que a fila esteve sempre andando... através dos séculos!
×
×
  • Create New...