Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Posts

    7,713
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1,144

Everything posted by sandrofabres

  1. Nao funciona, fica sempre no 2x2, 3x3, 4x4....entre encarnados tudo se equivale porque as baterias se recarregam muiot rapido. Mas contra um atacante desencarnado funciona bem.
  2. Coloquei no youtube um fragmento de um documentario sobre paranormalidade, mostrando um experimento realizado na sociedade americana de pesquisas psiquicas, mostrando como e possivel obter dados confirmaveis com a projecao astral. Botei uma explicacao em ingles e portugues. So espero nao dar processo internacional por direitos autorais, afinal ,estou ate fazendo porpaganda do documentario, hoje em dia quase impossivel de achar: http://youtu.be/cubGrPT0q20
  3. Coloquei no youtube um fragmento de um documentario sobre paranormalidade, mostrando um experimento realizado na sodidedade americana de parapsicologia, mostrando como e possivel obter dados confirmaveis com a projecao astral. Botei uma explicacao em ingles e portugues. So espero nao dar processo internacional por direitos autorais, afinal ,estou ate fazendo porpaganda do documentario, hoje me dia quase impossivel de achar: http://youtu.be/cubGrPT0q20
  4. A bem da verdade, nao tive disciplina ainda, mas eu gostaria de levr isso ate um estado catatonico, para ver no que da. Ha fotos antigas de um pessoal colocado sob hipnose, mulheres, que ficavam tao rijas que podiam ser "depositadas" sob duas cadeiras, e o corpo ficava como uma tabua, a nuca apoiada no encosto de uma cadeira, os tornozelos na outra, e no meio nada, e a ciatura ficava ali durinha. Imagino que se conseguisse obter um estado assim (num colchao, nao sob duas cadeiras) poderia aumentar muito o tempo fora do corpo, mas nao sei como fazer. Em tese seria apeans um transe mais profundo, mas isso e bem demorado de atingir. A Dion Fortune de refere, la pelso anos 30, a certos tipos de transe a que ela se dedicava, nos quais mesmo sentada numa caderia, que era a posicao que ela adotava, as pernas esticavam, havia uma especie de tetania dos membros, e isso alterava ate o cheior do suor (porvavel alteracao do pH do sangue, ligado aos estados de tetania mesmo). Agora como um sujeito consegue isso apenas ali relaxando e se concentrando eu nao sei, mas essa rigidez era comum nos fenomenos de transe do fim deo seculo XIX e inicio do XX. Mas pode ser tudo da cabeca do sujeito, quando as mocinhas acreditavam qeu tiham que gritar e desmaiar nas sessoes hipnoticas do Mesmer, era um onda...quando todo mundo acreditava que so existe medunismo com perda de consciencia, todo mundo perdia a consciencia....e por isso que "a maior parte dos especialistas concorda que o fenomeno ocorre desta maneira", mas na verdade eles apenas respaldam os condicionamentos mentais mais comuns da populacao que pratica os fenomenos ; eles estao apenas acatando o COSTUME como se fosse FATO, NECESSIDADE OU CARACTERISTICA. Quando alguns sujeitos comcam a quebrar os habitos, as coisas mudam, e hoje em dia e raro ver esse catatonismo, a menos que intru'ido por hipnose, e nao se admite mais mediunismo incosnciente, que muitos ja consideram que sempre foi um mito.
  5. Cara, vou ser sincero: Tua casa ta cheia de fantasmas mermao! Corre dai brother!!!!ehehehehe Falando serio agora: podem ser esses visitante que vem ajudar quando a gente se interessa por tentar se projetar (e nesse caso a piada acima nao seria tao engracada)ou pode ser voce mesmo tentando sair do corpo. O pessoal sempre gosta de se referir a posicoes ideais para se projetar ( o que e bem diferente de dizer que esta ou aquela posicao IMPEDE OU DIFICULTA CONCRETAMENTE alguma coisa), e a posicao que nao te faz queimar a cuca pensando "como eu descolo deste troco?" e a de barriga para cima. Entao eles vem com outras explicacoes para justificar porque eles acham que esse posicao favorece. Mas o fato e que quando voce usa outras posicoes, pode ficar preso em certos bloqueios mentais que enxergam dificuldades FISICAS para algo que e' astral. Entao, por exemplo,quando eu deitava de brucos e queria me projetar, ao comecar a me soltar eu tentava faze-lo como o exercicio do "apoio", comecando a empurrar o colchao pelos bracos e elevando o tronco,(as vees ainda faco isso, mas agora uso as pernas, me ajoelho na cama e desco) e ai chegava num ponto, la pelo quadril, em que eu "trancava", virava um alongamento da yoga, porque por algum motivo idiota eu sentia como seja tivesse me flexionado ao maximo e nao tinha como enrolar mais para tras, http://www.goddesswork.com/classes/spa-day/ pelo condicionamento de que a coluna nao vira muito para tras ( e ficava, portanto, com as maos nas costasdo meu corpo fisico. Quando pensei melhor sobre isso, sempre rejeitando a questao de posturas fisicas interferirem na projecao, percebi que o problema era um condicionamento que eu nao superaria, eu jamasi aceitaria que minha coluna astral poderia virar para tras mais do que a fisica, isso iria sempre me bloquear, entao DECIDI DE ANTEMAO como eu sairia da proxima vez caso estivesse de lado com a cara para a parede ou de brucos,e tudo se solucionou: eu decidi que nessas situacoes eu SEMPRE SAIRIA ROLANDO SOB A CAMA ATE CAIR DELA. Santo remedio! Eventualmente acontecia de eu comecar a afundar no colchao, entao intensificava a saida e me afundava mais, parando no apartamento de baixo. Entao veja, quando voce esta de cara para a parede, se sua saida for automatica e flutuando voce nao tera problemas, mas se sentir mais frouxo e quiser descolar total, principalmente nas primeiras experiencias, pode ter uma tendencia e querer empurrar o corpo para longe de voce, e essas podem ser as maos que voce sente empurrando suas costas. Nem sempre sua consciencia mais nitida esta na parte astral, as vezes ela fica no corpo e voce sente "uma presenca no quarto" ou vindo sobre voce que nada mais e que seu proprio corpo astral. Essas ocorrencias no momento da separacao sao muito estranhas mesmo. Ha cerca de uma semana eu meio que acordei a noite de um sonho, e nele eu estava segurando nao sei o que, e quando acordei me senti ainda segurando aquilo....apalpei era macio mas tinha uma certa firmeza que indicava nao ser a coberta, tinha um dosi angulos, era como se fosse um objeto de uns 40cm, que parecia senti vir de uma zona perto do meu plexo e subir em direcao ao torax, talvez com uns 7cm de largura. Aplapei aquilo era bem solido, e era morno, parecia imitar a pele humana e a temperatura. Pensei: Putz! Tem um troco aqui que pelo jeito se colou n meu plexo e ficou sob o torax,que ser e esse? Entao minha visao ativou (eu durmo de venda, por ter aberto os olhos durante alguma projecoes) e vi aquela sobre meu torax, cor de pele, a ponta perto do meu pescoco, me mexi forma aacordar de uma vez e e virei de lado, para quebrar o transe. depois me dei conta ao rememorar os detalhes: eu estava com a mao astral apalpando meu proprio braco, que estava sobre o torax, co ma mao fisica perto do pescoco. A forma inclusive era exatamente a mesma de um antebraco pulso e mao, e os angulos eram os do pulso e dedos em relacao a palma. mas na hora a coisa parece tao estranha que a gente olha aquele pedaco de carne e nao junta 2+2, porque nauqela hora o MEU braco nao e' o que esta inerte. PODE ser isso....ou o fantasma do antigo morador que quer que voce arrede para o lado para ele deitar na cama, ehehehhe
  6. Bom, que eu saiba TETRAGRAMMATON, se pronuncia exatamente como se le. Agora, voce pode estar se referindo a pronuncia do nome de Deus, que em hebraico e constituido pelas letras YHVH (IOD-HE-VO-HE), e 'e a esse nome que a palavra grega TETRAGRAMMATON se refere, ou seja: porque nao podiam pronunciar esse nome, que era prerrogativa do sacerdote, acho que uma vez por ano, se nao me falha a memoria, referiam-se a esse nome de forma indireta, e' como nao querer dizer "DIABO" e dizer "o cramulhao" eheheheh, porque nessas culturas antigas os nomes dos seres eram usados na magia, entao nao SE DIZIA O NOME DE DEUSES OU DEMONIOS EM VAO, PARA NAO CHAMA-LOS ATE VOCE EM VAO. Mas ninguem sabe como era a pronuncia correta de YHVH. o que se padronizou foi pronunciar soletrando mesmo IOD-HE-VO-HE, que e o mesmo que eu dizer que meu nome e ESSE-A-ENE-DE-ERRE-O. Como apenas o sacerdote podia pronuncia-la, com o tempo e com a diaspora, tudo isso se perdeu na cultura judaica, cujas palavras nunca tiveram vogais, apenas consoantes. Entao quando reconstruiram a cultura judaica, tiveram que arbitrar onde COLOCAR as vogais, para poderem pronunciar as palavras, e pela posicao de uns pontinhos sobre as letras a gente sabe quaL vogal se encaixa ali, para produzir algo pronunciavel, mas mesmo assim ninguem mais sabe como era no original, pois isso nunca foi registrado. os hieroglifos egipcios tem o mesmo problema, e se nao me engano, o LATIM tambem. Por padrao, no Latim a gente pronuncia como se le,com excecao de algumas combinacoes, como o CH que para nos tem som de X mas no Latim e usado como K, mas ninguem sabe como era a pronuncia da epoca do Imperio Romano.
  7. Gostaria de deixar aqui neste topico um comentario, porque ja tempos noto uma coisa estranha nessas discussoes sobre ondas cerebrais e projecao astral. Talvez eu e que tenha entenddido mal, mas vamos la. Projecao astral nao e um tipo de sonho. Sonhos ocorrem na fase REM, projecao, pelo menos a classica, aquela em que voce levanta da cama deixando o corpo ara tras, nao. Creio que desde o trabalho do Stephen Laberge sobre sonhos lucidos o pessoal passou a confundir projecao com sonho lucido, e ai ficam procurando usar os conhecimentos da ciencia sobre SONHOS para tentar se projetar. Isso tem alguma validade, ja que voce poderia, em tese, converter um sonho lucido em uma projecao, entao e um caminho INDIRETO de chegar na projecao, mas sonhos e projecoes ocorrem em fases diferentes, sendo portanto fenomenos diferentes. No livro VIAGEM ASTRAL, de GAVIN E YVONE FROST ha uma referencia a isso. Eles contam, a partir da pagina 42, que a fase REM (chamada fase D) e' a do sonho, caracterizada pelos movimentos rapido dos olhos e alguns movimentos corporais, e quando um sujeito e' acordado no final dessa fase, relembra SONHOS simbolicos muito vividos e detalhados. Ja na dase nao-REM, chamada fase A, o individuo nao se mexe, esta quieto e a atividade do cerebro e apenas suficiente para manter as funcoes vitais.Quando despertados do sono nesse estado, relatam sonhos tao realistas que parecem experiencias de estado acordado.Pelas analiss feitas por um tal Instituto Cartenbury, esses "sonhos" no estado A sao as projecoes astrais, que portanto, ocorrem em fase NAO-REM. De um tempo para ca muita gente tem confudido projecao com sonho lucido, mas quem ja teve ambos sabe que sao muito diferentes, podendo ambos serem PROJECOES E NAO SONHOS, OU AMBOS SEREM SONHOS COM GRAUS DIFERENTES DE REALISMO, mas em qualquer dos casos, isso indicaria fases cerebrais diferentes para cada caso. Alem disso, segundo essas receitas que usam a fase REM para se projetar, o sujeito deveria ter umas 4 h de sono pelo ,menos, justamente porque o REM e mais raro nessa fase, e depois entao tentar se projetar, porque a partir dessas 4h horas, as fases REM sao mais frequentes e permitem mais oportunidades de projecao. So que eu mesmo tive varias projecoes logo apos me deitar, voltando antes que se passassam duas horas, as vees antes de 1h.O Waldo Vieira relata o mesmo no seu PROJECOES DA CONSCIENCIA, tendo ma maioria se suas projecoes logo apos deitar.Ele tambe ressalta o fato de o corpo ficar imovel, na mesma posicao durante todo o tempo, o que eu tambem notei, e isso nao ocorre quando a gente sonha, logo, nao se trata de fase REM, e quando ele teve projecao e aconteceu a REM DURANTE A PROJECAO, o movimento dos olhos prejudicou a projecao que ele estava tendo ha algum tempo ja. Logo, me parece que sao coisas muito diferentes e ao procurar pela fase REM voce esta procurando por sonhos lucidos, nao por projecoes. Estou chovendo no molhado ou ignorando sutilezas ao escrever isso? Realmente nao sei.Nunca fui muito interessado nesses estudos cientificos sobre o cerebro, entao posso ter metido os pes pelas maos ao escrever isto, mas... ...se projecao fosse um tipo de sonho nao seria possivel obter informacoes confirmaveis, e os projetores, COMO GRUPO, as obte'm, embora para cada individuo esses casos sejam esparsos. Entao so escrevo aqui para que as pessoas que se interessam por essas questoes cientificas fiquem atentas para o fato que PARECE haver alguma confusao nessa area, e ai depois surgem aqueles topicos com o titulo "isto foi sonho ou projecao?"
  8. O pessoal fala em paralisia, catalepsia, eu nunca tive isso ao me projetar, o corpo fica bem relaxado ,bem pesado, mas quando eu quero eu mexo ( a vontade de nao mexer e grande, mas nao chamaria de paralisia). Agora, ja notei que sempre que decido usar o EV como tecnica projetiva, caso esteja de barriga para cima, os pes e maos astrais comecam a boiar primeiro, depois bracos e pernas....se estiver de brucos e a cabeca e as costas qeu comecam a boiar. Mas meu foco esta nas partes que boiam. Talvez seu foco esteja na parte fisica desses membros, entao talvez voce esteja percebendo o desacoplamento dessas partes, que sao as primeiras a se desalinhar, como perda do controle motor, mas a gente sempre pode mexer o corpo, mesmo estando ja fora dele.Bom, pelo menos olhos e boca, nunca tentei caminhar estando projetado.
  9. Me parece que as criticas necessarias ja foram feitas,foram ouvidas, e o Erivelto dentro da SUA autonomia decidiu por fazer as alteracoes que ELE julgou mais convenientes. Exigir mais do que isso ai sim seria invasivo da liberdade de QUALQUER MEMBRO DO FORUM. Acho que agora talvez fosse melhor a gente deixar este topico parado, para evitar causar atrito desnecessario, visto que o "problema" ja teve algum tratamento.
  10. Olha, a gente tem projecoes que alguns preferem hcamar de projecoes parciais, ou clarividencia viajora, ou "metodo do observador", embora nao da forma classica, em que estamos bem crodados, voversando, mas fachmaso oso lhos e podemso ver um cenario a nossa volta e estamos, por exemplo, viajando em alta velocidade por ele, entrando em lugares ,examinando tudo, ou voando por cima de uma regiao. Se voce se cocnetra la e esquece aqui, voce vai para la, mas se fica bem acordado aqui, as coisas seguem acontecedno, quando voce fecha os olhos e da uma espaida la, o "observador " ja se deslocou bastante. Mas eu so passei por isso com ambientes fisicos. PARA MIM, O QUE EXPERIMENTEI COM ESSAS SITUACOES E IDENTICO AO QUE VI NOS GAMES, MAS TAMBEM IDENTICO A QUE VI COM O XADREZ. Entao veja, no primeiro tipo de experiencia trata-se de um aspecto de nossa consciencia, dissociado e visitando lugares no fisico e transmitindo informacao para "a base" em vigilia e em tempo real. No caso do XADREZ, isso acontecia no xadrz no PC, que e ma simulacao 3D, como no caso dos games hoje em dia. Porem o xadre de PC a gente fica muito tempo fixando na imagem do tabuleiro, ela pode SE INSTALAR NA MENTE porque tem tempo para isso, e todos os movimentos que a gente ve na tela, antes occorreram na mente, porqeu a gente tem que encenar imaginariamente as pecas se movimento para testar possibilidades. Entao xadrez e uma atividade mental muito intensa, e com a fixacao visual da gente na tela durante muito tempo , nao e de admirar que apos o corpo sair da frente do PC a mente continue trabalhando nas memas coisas das ultimas horas, com ela faz com qualquer problema dificil, as vezes te dando respostas quando voce acorda. Entao no caso do xadrez eu acho que esta tudo dentro da mente do usuario. Mas no caso dos games eu nao creio, o cenario e dinamico esta sempre em movimento rapido, nao acho que a mente poderia gravar tudo e ficar repoduzindo, exceto no de formula 1 , mas nele a gente da muitas voltas, procura sempre o tracado certo entao da tempo de memorizar . Ja nesses games de acao e tudo muito imprevisivel. EU ACHO QEU QUANDO ESSE TIPO DE COISA ACONTECE, A GENTE SE CONECTA COM A PARTE DO ASTRAL NA QUAL ESSES JOGOS GANHARAM VIDA, UMA PARTE DA CONSCIENCIA CONTINUA ATUANDO LA, EXATAMENTE COMO NA CLARIVIDENCIA VIAJORA, E EM AMBOS OS CASOS ESTAMOS ACORDADOS. Sao milhares de pessoas focadas nesses ambientes virtuais, representados para nos como cenarios reais, aliados a intensa emocao. Ou seja, em qualquer hora do dia ou da noite ha alguem unindo respondendo com emocoes intensas a um estimulo visual. Esse e a propria receita para criar coisas no astral, todas sendo afetadas pelo mesmo cenario virtual. Eu nao so nao duvido que esses cenarios e personagens existam em algum lugar do astral, como me admiraria muito se esse resultado NAO FOSSE atingido. Acho mesmo quase impossivel de evitar. Essa e apenas a minha opiniao, porem, mais de um ocultista tem afirmado em livros, numa epoca em que nao existiam videogames, que os personagens de Dungeons&Dragons,um antigo jogo RPG, de fato podem ser encontrados no astral, devido a quantidade de gente que colocava sua imaginacao a funcionar em cima de uma mesma estrutura. Imagina entao agora.... E como eu postei no topico DUAS CONSCIENCIAS, da Toquinha, essa somos multidimensionais, tudo indica que om antigo modelo "em vigilia ou projetado?" nao explica muitas coisas pelas quais as pessoas de fato passam. Ao que parece e tudo bem mais complexo e multidimensional, tudo ocorrendo ao mesmo tempo. Da uma olhada la...
  11. Perdi toda a tarde de saabdo nisso, das 14 as 19h. Na verdade eu li 7 paginas de um certo topico, e fui pincando os sinais e contra-argumentando. Depois deletei tudo, porque uma batalha de argumentos, que no fundo sao apenas opinoes diferentes, jamais encerraria a questao. Assim preferi fazer diferente, como eu disse, "levantar a batina do padre" , porque se voce entende como esses caras se infiltram, usando certos argumentos-chave que sao semrpe iguais e tentando tocar nas SUAS fraquezas, voce pode identifica-los todos, independente das bandeiras sob as quais se escondem. E so dar tempo para eles mostrarem as garrinhas que eles mais cedo ou mais tarde vem com a mesma conversinha tola. Achei que isso seria mais eficiente do que atacar uma pessoa, que a meu ver e' mais uma vitima desse tipo de coisa do que um arauto. A gente nunca sabe oque funcioa melhor, mas afinal, todos tem direito de se expressar, nao e legal sair atacando os posts dos outros so porque a gente acha ridiculo ou mesmo perigoso. Esta at'e na Biblia ne? o joio misturado ao trigo, se tentar separar enquanto nao se mostraram bem, vai acabar perdendo trigo, deixa os dois cresceram a vontade que fica facil de saber quem e quem na hora da colheita, e ai vai um para o cilo e outro para a fogueira.
  12. Segundo o Robert Bruce, voce so pode sair ou entrar quando o corpo esta em leve transe, na fronteira do adormecer e do acordar. Se o corpo dormir para valer voce nao consegue entrar de volta, tem que esperar ele acordar. Nao sei se isso e verdade ou nao, mas ja me ocorreu de acordar de um sonho e apenas ter tempo de dar uma inpirada, e senti um presenca correndo na minha direcao e pulando sobre mim direto sobre o plexo solar, com toda a forca, meu corpo se sobresssaltou, e senti o EV se espalhar por tudo, o que e um sinal de que o corpo astral voltara. Ja senti isso mas 4 vezes sempre acordando de um sonho. nao de uma projecao. o Robert Bruce recomenda uma entrada DRAMATICA nesses casos, para tentar gravar a memoria astral na consciencia fisica que estava sonhando, e em geral tem a memoria mais forte, devido ao acesso direto ao cerebro. Entao vai ver que me eu astral ficou bloqueado fora e quando o corpo acordou, resolveu partir para a ignorancia e entrar de sola para ver se resolvia (eu de fato semrpe lembro de tudo o que li enquanto estou projetado, e fico testando coisas lidas, posso ter lembrado disso e tentado salvar a memoria da experiencia, mas nao adiantou. Traduzi a visao do Robert Bruce sobre essa questao neste topico: viewtopic.php?f=2&t=14128&start=15
  13. Klayser, o problema da sua pergunta é que o que você quer saber pode ser encontrado em livros. Essa é uma área bem específica de conhecimento, é como estudar biologia astral. Qualquer explicação que lhe dêem aqui será excessivamente resumida, mesmo que o post tenha páginas. E outra coisa: exatamente como na biologia, o que você tem é apenas um modelo de classificação e interpretação de um sistema muito variado, que é moldado pelas CRENçAS E DESCOBERTAS PESSOAIS DE QUEM EXPLICA. Traduzindo em miúdos: qual a morfologia do Chupa-cabras? Como ele se reproduz? E do Yeti? O monstro do Lago Ness é herbívoro ou carnívoro? A Biologia não pode responder a estas perguntas porque o modelo dela não reconhece essas espécies, supondo que esses seres existam. Por outro lado, a Zoocriptologia tenta justamente esntender esse seres. Então, quando você pergunta sobre elementais, a pergunta, bem como a resposta, está vinculada a alguns sistemas de crenças nas quais os elemetnais forma apenas uma parte de um todo, e você não pode levar muito a sério a explicação da parte se não sabe como ela se encaixa no todo, porque estará engolindo muitas outras crenças junto sem perceber. Por exemplo, no sistema que para mim é a maior referência, a Gnose (fundada pelo Samael Aun Weor, porque há outros grupos por aí se apresentando gnósticos, derivados do trabalho do Papus, outros do Crowley, e outros ainda do Satanismo), elementais, humanos anjos arcanjos, tronos.....são níveis evolutivos do seres, ou seja, a essência divina sairia de Deus, desceria até o nível da matéria, passaria encarnando pelos reinos mineral, vegetal, animal e entraria no reino humano, e se esse humano se desenvolvesse como deveria, se tornaria anjo, depois arcanjo, etc... Já na chamada “Tradição ocidental”, (da qual a gnose também é representante, mas que ALEGADAMENTE foi mais longe porque tinha quem investigasse a fundo, ao invés de apenas ficar repetindo a tradição como lhe foi passada), esses são reinos que não se misturam, ou seja, um elemental jamais será humano, um humano jamais será anjo e assim por diante. Essa tradição tem sua base de repetição principalmente n judaísmo, que, a meu ver, estende o seu notório racismo até aos estudos espirituais, considerando que as classes são todas separadas e jamais transitam de uma para a outra. Já a teosofia é muito parecida com a tradição ocidental nesse aspecto, porém, o leadbeater também era u mcara que investigava a fundo, e nos seus livros conta como o Krishnamurti era um animal de estimação do Mestre Moria, se não me engano, algo parecido com um cão, em outro momento evolutivo, antes que as ondas da vida viessem para a terra, mas que após a invidualizacão entrou no reino humano e veio reencarnando até chegar onde chegou. Então veja, dependendo de quem te dá a explicação sobre elementais, ou sobre QUAISQUER SERES NãO FÍSICOS, você terá embutida nessa resposta um grande número de pressupostos que são os fundamentos daquela tradição, e que podem te cegar para verificar as coisas por si, Por exemplo, o Donald Tyson tem um livro, a meu ver, espetacular sobre a projeção astral, onde ele conta como esse fenômeno foi entendido e praticado nas diferentes tradições. Ele tem um capitulo para o xamanismo, outro para as bruxas, o mundo das fadas, bilocacao religiosa, espiritualismo, teosofia, Golden Dawn, os experimentos de Visão Remota da CIA, e a questão das abduções. Isso na primeira parte, na segunda parte ele da técnicas de cada uma dessas tradições. Bom, mas o interessante é que pra ele, assim como para John Michael Greer, outro excelente representante moderno da linhagem Golden Dawn, os elementais são os principais responsáveis pelos fenômenos do espiritualismo. Nessa tradição os elementais são DEFINIDOS como demoníacos, demônios de uma ordem baixa, e portanto compartilhando conosco o plano astral, não sendo malignos, mas ao mesmo tempo não sendo confiáveis. Para ele, esses serem sempre se relacionaram com a humanidade apresentando-se conforme a humanidade espera vê-los; no passado como gente pequena das florestas, a partir do espiritualismo como espíritos de humanos desencarnados, e mais recentemente como ETs e UFOs. Para eles os projetores que hoje encontram seres humanos no astral apenas encontram o que esperam, pois a crença no contato com os mortos se instalou definitvamente após o surgimento do espiritualismo. Antes o pessoal acreditava na versão bíblica, na qual o sujeito vive uma vez só, passa pela segunda morte, e não é mais possível a comunicação entre mortos e vivos. Nos séculos passados ninguém encontrava espíritos falecidos, diziam que encontravam fadas, ou anjos. Quem está certo? O advento do espiritualismo no fim do século XIX trouxe esclarecimento as pessoas, que passaram a enxergar os espíritos mesmo e abandonaram as fantasias de contatos com fadas e anjos? Ou esses seres sempre se relacionaram com os humanos e apenas se adaptaram as crenças de cada época, e toda a base do espiritualismo seria assentada sobre falsos alicerces? Pessoalmente ainda estou tentando esclarecer isso com minhas projeções, mas ainda não cheguei a conclusão alguma, mas te digo: sabendo dessas duas visões antagônicas já vi que na prática as coisas não são tão óbvias quanto se pode pensar quando se lê os relatos de projeções. Se você adota uma versão só, você a aceita e passa batido na hora da prática, mas se tem essas duas visões na sua frente quando investiga, vai ver que não é tão simples se decidir por quem esta com a razao. Mas prefiro essa duvida do que a certeza miope que cada sistema sempre tenta impor aos seus seguidores. Então veja, FAZ TODA A DIFERENçA QUEM te explica o que são os elementais, quais seus reinos e como é sua evolução, porque por trás dessa explicação há um completo sistema de crenças que vão querer te passar. O bom é pesquisar de tudo, de preferência se infrmar sobre visões opostas umas as outras, para evitar cair na crença cega, que te dá uma falsa segurança, CAPICCE? Um livro que te dá uma boa noção básica é O plano astral, do Leadbeater, que tem em pdf na internet. Se você lê inglês eu recomendo SOUL FLIGHT, o livro já citado do Donald Tyson, que também existe em pdf na internet, e MONSTERS, do John Michael Greer, que não sei se existe em PDF. E recentemente surgiu isto, mas não li, não sei se presta: http://edconhecimento.com.br/livros/cyr ... -uma-fada/ Não tenho certeza agora se é no contexto que te interessa, mas se não me engano o MAGIA DE REDENçãO , do RAMATIS também fala bastante de elementais. Então ‘e isso, leia bastante, de tradições diferentes e preferencialmente opostas, para poder aprender com todos e evitar ter sua opinião moldada por uma ou outra sem perceber, e descubra o que puder na prática. Não vejo outro caminho melhor.
  14. sandrofabres

    Osho!

    ....que terminou sesu dias viciado em oxido nitroso, se urinando na roupa, incapaz de saber que seu grupo virou um foco de AIDS devido a promiscuidade generalizada e quem membros de sua elite dirigente chegaram a envenenar pessoas para que elas nao pudessem votar num candidato que eles apoiavam e que era simpatizante ou membro de sua seita. Lembro um pouco desses eventos noticiados na imprensa naquela epoca, fim dos anso 70 creio, mas se alguem duvida (a maior parte dessa informacao nunca apareceu na internet ate porque a internet veio bem depois e sesu seguidores preferiram esquecer o desfecho negro do seu "mestre")me mande um mensagem pessoal com seu emial que eu repasso um texto qeu rtaduzi ha uns 12 anos atras, escrito por um membro do grupo.
  15. Gente, eu ia escrever um looongo tópico pinçando coisas absurdas que andei lendo por aqui neste fórum, provenientes de um único membro, pelo que eu vi. Mas aí sabem como é, ia gerar um monte de discussão e ao invés de as pessoas serem alertadas, acabariam não lendo nada, porque a vibração de todo mundo discutindo seria muito desagradável exatamente para as pessoas que mais necessitam desse esclarecimento. O tiro sairia pela culatra e as harpias teriam um farto banquete. Então resolvi fazer diferente, só vou tentar levantar da batina do padre para mostrar o que tem embaixo, de modo que quem ler possa reconhecer um tipo de coisa a que eu me refiro em qualquer lugar, não só neste fórum, porque tem muita serpente solta no que a gente acha que é só um cesto de maçãs . Escolhi postar isso aqui exatamente porque o título do tópico é o que mais se aproxima do que eu vou falar, de modo que quem tem curiosidade nesses assuntos ao pesquisar vai parar por aqui e já vê o alerta. Vou falar de forma genérica: há o caminho da mão direita e o caminho da mão esquerda, tradicionalmente associados ao bem e ao mal. As coisas não são tão simples quando se trata de analisar as coisas em profundidade, mas quem quer profundidade que vá estudar como se pode caminhar sobre o fio da navalha sobre um abismo sem cair, porque aqui eu vou colocar as definições de forma mais geral. O caminho da mão direita busca uma união da individualidade com Deus, e qualquer que seja a definição que queiramos usar para Ele, seus atributos seriam oniconsciencia , onipresença, onitudo, ehehehh....traduzindo: uma consciência meio que coletiva, que abrange o todo, e que por isso mesmo pensa no todo, mais do que no indivíduo em si. E por isso que Jesus enfatiza que façamos ao outro o que queremos que nos façam, e que o Budismo afirma que mudamos o mundo mudando a nos mesmos primeiro, através da morte do ego. E o que é o ego, NESSE CONTEXTO? É a individualidade, a particularização da consciência divina num nível em que ela perde seus atributos ONI... fica desconectada do universal e vê apenas o individual. Assim, partindo da alegoria da criação do homem, em que este se separa da divindade, o objetivo do caminho da mão direita é o retorno do homem para o seio divino, ou seja, o retorno da consciência individualizada para e generalizada, ou , em outro termos, uma expansão do particular em direção ao geral. É por isso que todas as GRANDES religiões tentam levar o individuo a se preocupar mais com o bem geral do que com a satisfação de suas necessidade primárias. O objetivo é nos afastar do foco individual e no levar a ser/pensar/agir de acordo com o plano geral, o bem geral, pois o plano da criação é um todo, uma harmonia geral. Quem quer que coloque o individual na frente do geral está na contramão das forças evolutivas e tende a sofrer atrito com essas forças. Mas nem sempre foi assim, tudo tem um tempo, e quando o processo da criação estava em desenvolvimento, as ondas da vida se moviam no sentido do geral para o particular, ou seja, as ondas espirituais EVOLUTIVAS levavam a humanidade a DESCER em direção á matéria, porque era necessário obter um certo aprendizado a partir da individualização das consciências. Esse processo e representado pelo simbolismo da queda do homem do paraíso, ou seja, para que a humanidade pudesse conhecer o bem e o mal, era necessário descer afastar-se da situação paradisíaca, afastar-se da tutela de Deus, afastar-se da consciência divina e direcionar-se a consciência individual (Adão e Eva perceberam que estavam nus, perceberam a si mesmos, acordaram para a existência individual da consciência, mas agora precisariam experiência). Sendo assim, houve um tempo em que o caminho evolutivo legítimo era DESCENDENTE, e por isso Lúcifer significa Portador do Luz, e é identificado com o mito de prometeu, que roubou a chama dos deuses e as deu aos homens. Ou seja, a um determinado aspecto divino, uma forca, uma tendência, ou um processo, como queiram ver isso, foi dada a função de induzir ao processo de separação da divindade, para que a humanidade pudesse adquirir auto-consciência. Mas esse aspecto divino, essa força, essa tendência, esse processo é sempre o mesmo, ele atua levando a consciência do sujeito em direção oposta a da união com o Divino, leva a individualização, a particularização, ao desenvolvimento e reforço do ego, enfim. Nessas épocas bem antigas era comum as religiões terem ritos ligados a natureza, porque obviamente essas consciências ainda estavam focadas no processo EVOLUTIVO descendente, que naquela época era o mais correto a fazer. Então haviam cultos de fertilidade, para a lavoura, para os filhos, as forças da natureza eram idolatradas ou admiradas, o Sol, A Lua, muitos animais eram tido como sagrados, as sociedades eram meio que grandes colméias, de modo que a ninguém era permitido o pensamento individual, os poucos que pensavam por si eram segregados. Por isso ainda vemos certas culturas antigas valorizarem tanto a “tradição”. A tradição é a versão humana do que mantém as colméias e formigueiros funcionando bem. Mas a medida que o tempo passa, as mares evolutivas seguiram seu ciclo natural e começaram a fluir no sentido de retorno a divindade, e começaram a surgir novos caminhos espirituais para a humanidade, que são as religiões que atualmente compõem o quadro das GRANDES religiões. Todas elas enfatizam que o homem precisa eliminar esse apego ao mundo da matéria, ao ego, e se focar mais na universalidade, expandir a sua consciência ao máximo, o que além de todas as práticas místicas envolvidas, na vida prática significa parar de levar a vida pensando apenas na satisfação dos desejos/prazeres/necessidades do ego e pensar no bem coletivo. Esse é um caminho que todos compreendemos atualmente: como você pode ser um bom indivíduo se coloca a música alta incomodando seu vizinho? Se fizessem com você você detestaria. Como ser um bom chefe de família se você age como um leão, safando o seu e o resto da família que se dane? Como ser um bom cidadão se você larga lixo na rua, atravessa o sinal vermelho apenas porque tem pressa, etc? A lista continua, e todos entendemos a lógica disso. QUASE TODOS..... Porque existem ainda pessoas espiritualmente retardatárias, que não conseguem acompanhar o ritmo evolutivo do planeta, seja porque resistiram a evoluir, seja porque chegaram há pouco por aqui, seja porque passaram muitos séculos “de molho”, fora do circuito evolutivo, então agora, quando finalmente tiveram outra chance reencarnatória, não conseguem se alinhar ao momento atual, e estão ainda presos num nível de consciência atrasado, característica de uma época ainda na fase descendente, mas que agora é passado. Essas pessoas estão ainda muito focadas no ego, na individualidade exacerbada, mas a um nível que é o de atraso extremo. Pensem na psicologia da criança e a comparem com a psicologia do adulto; a criança quer tudo para si, não aceita um não, acha que o mundo tem que se adaptar aos seus desejos, vê qualquer regra como uma tortura insuportável, e sentem muita necessidade de liberar seus desejos. Isso é natural, as crianças estão chegando na parte física. Mas para se tornarem adultos equilibrados elas precisam aprender e internalizar a necessidade de reconhecer que ela não é o centro do mundo, o outro é tão importante quanto ela, o direito do outro necessita ser respeitado e protegido da mesma maneira que o dela. Mas alguns chegarão a fase adulta sem jamais atingir essa maturidade, que é apenas BÁSICA, necessária para que o sujeito seja não um mestre, não um iniciado, não um grande sujeito, mas apenas um cidadão psicologicamente saudável. Algumas pessoas não conseguem chegar nesse nível básico, e guardam certas mágoas contra o mundo a sociedade em geral, sentindo-se reprimidas, sufocadas por regras e leis e crenças. Elas hoje nada mais são do que crianças em corpos de adultos, mas no passado, todo esse desejo de satisfazer suas vontades sem controle pode tê-las levado a serem grandes reis, grandes conquistadores, porque, como eu disse antes, houve um tempo em que se fazia necessário o desenvolvimento desse individualismo exacerbado. Esse tempo passou... Então essas pessoas hoje se sentem meio que estranhas no ninho, e com razão....elas são mesmo. E sentindo-se assim, elas se tornam presas fáceis de seus colegas, que estão no mesmo nível evolutivo, o nível evolutivo de uma criança birrenta, mas são mais empreendedores, mais hábeis em se impor aos demais, porque mesmo entre crianças, há aquelas que apenas jogam bola com ao amigos, e aquelas que formam clubinhos para liderar as demais... Esses indivíduos mais espertinhos, embora em nada mais evoluídos que seus admiradores, costumam se reunir em torno de filosofias, partidos, doutrinas, que promovem o maior nível de individualização possível, aplicado as mais diferentes formas da cultura humana, usando como discurso básico tudo aquilo que prometa “liberação de dogmas”, de “regras sociais”, “regras comportamentais”, a somando a isso uma visão que promete ao ouvinte algum estado especial, algo SUPER, algo SUPRA, as chaves dos discursos tentam atingir aquelas ânsias interiores de seus ouvintes, ânsias essas que seus idealizadores conhecem muito bem, porque as possuem também. Eles prometem uma liberação de todas as “repressões”, todos os conceitos “escravizantes”, de tudo aquilo que cerceia a manifestação da vontade do indivíduo (eles não tem vontade sequer capaz de controlarem tranquilamente seus instintos mais básicos mas falam em Vontade usando letras maiúsculas, em Super-Homem, em Sonbre-humano. etc. É tudo hiperbólico, tudo exagerado, para compensar a pequenez que sentem, e com razão de sentirem... Esses indivíduos usam discursos apaixonantes, grandes promessas como se sempre estivessem a antever um horizonte promissor para eles e seus seguidores. Os que não concordam com eles são tachados de pessoas fracas, dominadas, passivas, sem vontade de viver, insípidas, alguém em cujo ser não corre o impulso da vida, porque vida, para eles, é apenas a satisfação dos desejos do ego. Que cada um aqui pense e responda por si: o que exige menos esforço PARA VOCÊ FAZER? Ao tomar um soco ou ser ofendido custa menos esforço revidar ou dar a outra face? Acho que isso encerra a questão de quem é “fraco passivo e insípido” e quem é o “forte ativo” não acham? Quem tem dúvidas é só testar na sua vida pessoal. Argumentar é fácil, mas execute e veja a diferença de força interior que cada uma dessas atitude exige de você, e descobrirá rapidinho quem é o forte, quem é o VERDADEIRO SUPER-HOMEM, onde está a VERDADEIRA VONTADE, A VERDADEIRA THELEMA, e quem é apenas a criança mimada com sonhos de grandeza. Falo isso porque tem muita gente que usa essas palavras de forma invertida. Não estou dizendo nada de novo, a história mostra que houve muitos Hitlers, mas apenas um Gandhi. Ter o poder de controlar multidões, poder de dominar a vontade alheia, poder material suficiente para ser reconhecido e admirado, é como ser rei do jardim da infância, apenas outras crianças muito, mas muito jovens mesmo, podem dar valor a isso. Quando Hitler estava começando a se destacar, uma jovem adolescente foi assisti-lo, e ao voltar os membros da família lhe perguntaram o que ela achou dele, e ela respondeu: “ É um bobão ridículo, ninguém nunca o levará sério.” Ela estava errada sobre Hitler? A meu ver não, mas ela devia estar errada sobre o nível evolutivo dos alemães daquela época. Mas tem gente que cai na conversa ainda hoje, e o nazismo é só o dedo minguinho desse besteirol. Então, me desculpem se me alongo, mas embora tudo isso seja óbvio para muita gente, há pessoas para quem isso não e tão óbvio, e que por aderirem a esse tipo de filosofia, (não me refiro ao nazismo, mas ao tipo de raciocínio que esta na base do nazismo, que não é o arianismo, é apenas EGUISMO DE GENTE RECALCADA), as vezes se infiltram em grupos e tentam atrair seguidores, misturando NUM MESMO DISCURSO coisas legais e reais com verdadeiras pegadinhas espirituais. Então, para tentar ser direto (acreditem passei horas escrevendo isto sei que é cansativo ler algo assim tão longo, mas é mais cansativo escreve-lo numa sentada só como estou fazendo, porque li algumas coisas aqui neste fórum e senti que não deveria deixar passar em branco), esse pessoal age assim: Eles se apresentam como detentores de um bom grau de conhecimento. Simular autoridade de conhecimento é essencial para eles. Começam se adaptando ao que se espera deles, ou seja, se este é um fórum de projeção astral e é disso que eles começarão a falar, e depois um papinho evolutivo, e umas técnicas esotéricas gerais, tudo para parecer que são do bem ,da luz, gente boazinha....mas vão começar a introduzir novos conceitos devagarzinho.... (bom, vejam que até aqui eu mesmo devo me encaixar nessa descrição, mas o problema é o sentido para onde esses novos conceitos apontarão). O que os denuncia é que eles apresentarão mais cedo ou mais tarde novos conceitos práticos e comportamentais que tem por objetivo destacar sempre o a dominação do indivíduo sobre o geral. Eles não irão se expor muito abertamente, vão pincelar umas coisinhas aqui e outras acolá, apenas para que aqueles “maduros o suficiente” procurem por mais, desta vez privadamente. Para isso eles precisam dizer, devagarinho, aos poucos, sempre intercalando com conhecimentos tradicionais e bem aceitos, para não chocar: “olha, temos que rever nossos conceitos, tentam nos dominar tentando contornar nossas escolhas, nossas ambições de vida, nossa atividade sexual, tentam nos transformar em carneirinhos, mas somos mais que isso, somos leões...quando o carneiro descobrir que é na verdade um leão, devorará seus adversários....despertemos o leão dentro de nós”. E todos aqueles que se sentem menosprezados na vida, com uma glória inferior aquela que julgam merecer, sentirão que tocaram as trombetas do céu, que finalmente alguém falou aquilo que eles “sabiam e sentiam” desde pequenos, e vão buscar mais na fonte de tamanha sabedoria.... Não estou citando ninguém, criei essa metáfora do carneiro e do leão apenas para que vocês peguem o “cheiro” do discurso e o reconheçam de longe, independente dos argumentos que usarem. Não tentem analisar argumento por argumento, porque é assim que eles enrolam o pessoal, misturando, no início, 10% de coisas perigosas com 90% de coisas corriqueiras. Tem que pegar o caráter geral da coisa: não importa o que eles falam, tudo no final sempre se resume a um único fio condutor, ou, como dizia Gandhi, “ há uma coerência que permeia todas as minhas incoerências”: Tudo que falam ,acreditam e defendem se resume a aumentar o poder do ego, eles crêem que o sentido da vida está em: - aumentar o poder material (dinheiro), -pessoal (dominar pessoas para benefício próprio), -sexual ( os caras viviam num bordel astral bissexual antes de reencarnarem, sentem-se reprimidos aqui, restritos pelo número de parceiros socialmente aceitável ou pelo gênero deles.) - mágico, que em geral será usado nos itens acima. Tudo isso amarrado num discurso de liberdade e em promessas de virar leão se seguirem por esse caminho. Mas claro, só quem vira leão, ( na verdade um simples gatinho do mato na melhor das hipóteses, e isso eu digo de cadeira) são os caras que vão devorar energeticamente esses sujeitos esperançosos de um dia virarem leões. Vejam que o próprio capitalismo é a pura aplicação desse princípio: um discurso sobre liberdade de opções (para GASTAR no que quisermos) e promessas de uma vida melhor como resultado de “escolhas livres”, mas quem enriquece mesmo é quem CONTROLA AS ESCOLHAS, POLARIZANDO O CONSUMO NESTES OU AQUELES PRODUTOS E NAS ÉPOCAS CERTAS. Essa filosofia geral que tentei esboçar aqui, para alertar a quem não conhece, é o que tradicionalmente se conhece por satanismo, com suas várias ramificações . As pessoas as vezes ficam muito desprevenidas achando que um satanista é alguém que vai querer arrancar seu fígado e come-lo cru, então quando não vem alguém pregando o mal abertamente acham que estão seguras. Quem prega o mal abertamente são apenas os loucos e criminosos. Não quero dizer que os satanistas escondem seus motivos, quero dizer que eles não ganham nada fazendo o mal puro e simples, o que eles fazem é escolher um caminho no qual o ego fica cada vez mais forte, e o resultado prático disso é que se tornam pessoas egoístas num grau extremo, portanto capazes de fazer o que acharem necessário para se darem bem. Então eles e seus seguidores podem achar que não estão fazendo nada de mais, pois não estão matando, roubando, nem torturando ninguém, MAS O FATO É QUE MESMO SEM FAZEREM ISTO NESTA VIDA, SE O FORTALECIMENTO DO EGO CONTINUA A SER USADO COMO CAMINHO, ESSAS SE TORNARÃO POSSIBILIDADES, NESTA OU NAS PRÓXIMAS VIDAS. Achei necessário esclarecer isso para alertar as pessoas que possam se deixar enamorar por esse tipo de filosofia. Você não precisa estar sacrificando virgens num altar para se afundar espiritualmente, basta adotar o egoísmo como filosofia de vida e aí é só descer a ladeira...antes de perceber o que está acontecendo com a sua vida já vai ter descido demais... Se você sente simpatia por esse tipo de filosofia, repense as coisas, porque só sente isso porque seu desejo egóico já é grande. Escolher um caminho que tornar seu ego ainda mais forte não eliminará seu desconforto com o mundo que o cerca, só vai aumenta-lo ainda mais, porque o ego é insaciável por natureza, é impossível aplacar sua sede. Pense nas pequenas coisas da vida e veja o que ocorre com as pessoas em suas diferentes escolhas: quem jejua, domina a fome, e ao invés de ter cada vez mais fome, tem cada vez menos, mas quem come a toda hora, mesmo que pouco de cada vez, não consegue ficar muito tempo sem comer que passa mal . Quem é promíscuo jamais aplaca o desejo de ter mais e mais parceiros ( a lógica de aproveitar tudo enquanto é solteiro e parar quando casar não funciona), quem trabalha apenas esperando acumular riquezas para curtir depois geralmente nunca para de acumular e morrer antes de chegar o momento de curtir. O caminho para a satisfação pessoal e felicidade nunca será a satisfação do ego, que é apenas uma criança gritona dentro de nós, ou dos instintos, ou dos desejos, mas o domínio deles, o silenciar da criança insaciável que constitui o ego. Sei que muita gente pode não entender o que me motivou a escrever isto, mas sei que as pessoas a quem este texto se destina entenderão a quem eu me dirijo , e não duvido que alguma dessas se sinta muito irritada comigo e ainda venha aqui tentar argumentar que eu estou tendo uma visão muito fechada. Normal e previsível, será uma reação natural da sua criança interior que sonha em ser leão um dia. Eu só me senti no DEVER de ALERTAR certas pessoas do presente, e deixar o alerta para as que podem vir a circular por aqui e se deixar levar por certos tópicos deste fórum.
  16. Olha, o plano astral estoca um monte de coisas, inclusive personagens de cinema e de jogos, porque tudo isso interage com nossa mente e ganha vida no astral depois. Segundo alguns autores, você pode encontrar no astral todos os personagens dessas coisas que sao feitas para as massas, porque muita gente vendo os mesmo filmes e reagindo emocionalmente a eles cria estruturas e personagens reais no astral. Inclusive li um relato de um mago que disse um amigo dele era tão bom em evocação que conseguia evocar personagem de quadrinhos para se manifestarem no "espelho mágico ". Muitos dos antigos deuses das antigas religiões eram apenas criações mentais, nem todos claro, mas muitos eram, eles ganhavam vida porque um monte de gente imaginava sua forma, seus atributos, e executava rituais dedicados a eles, ou seja, concentrava a mente e as emoções neles (e um ou outro bezerro, ehehe). E o que fazem todas as atividades de massa hoje em dia, como TV, filmes e Games. E ai, colegas, a gente faz o caminho de volta: se esses seres ganham vida quando muita gente os acessa através do mundo virtual dos games, eles não vão querer morrer,eles vão interagir para se sustentar.E apenas uma tese minha, mas alem da lógica , que pode ou não ser correta, me ocorreu isto uma vez, jogando Assassin Creed: Eu nunca fui fissurado em games, porque como desenho desde criança sempre achei os gráficos deles muito ruins e só tive um videogame e um jogo na vida O Mortal Kombat do Supernintendo, e só jogava ele. Mas o Playstation 3 e especialmente o Assassin Creed realmente deram um UP na coisa. Então , há cerca de 2 anos comprei o PS3 e alguns jogos, um deles sendo Assassin Creed, principalmente pela reconstituição daquele ambiente histórico . Jogava apenas nos fins de semana, então um dia fiquei um pouco mais tentando dominar entender aqueles movimentos de luta de espada e depois parei e fui tomar um banho. Entrei no box e ao ficar sob a água fechei os olhos, E VI A IMAGEM DO AMBIENTE DO ASSASSIN CREED E O PERSONAGEM PARADO NUM CANTO, OLHANDO PARA O HORIZONTE, COM A MÃO NO PUNHO DA ESPADA EMBAINHADA, PASSANDO O PE NA GRAMA, COMO QUE ESPERA ALGUMA COISA ENTEDIADO E DE VEZ EM QUANDO ELE OLHAVA PARA MIM, E VOLTAVA A OLHAR PARA O HORIZONTE. Tudo bem que eu sou um cara muito visual, não posso nem jogar xadrez no computador porque quando deito sigo vendo o tabuleiro e as pecas dos dois lados que continuam jogando sozinhas, o que não me deixa dormir. Mas isso poderia ser apenas gravação dar retina, já que a gente fica o tempo todo olhando o tabuleiro, agora no Assassin Creed não existe aquele gesto do personagem, ou se existir, e raro, a gente passa otempo todo correndo cavalgando, caminhando ou lutandom não tinha porque aquela imagem ficar na minha mente, e se mexendo de forma natural. Quando parado o personagem fica meio tenso, olhando para os lados, na fica passando pezinho na grama com a mão na espada e te olhando como se dissesse" E ai? Vai demorar muito ainda?" Não joguei mais esse jogo depois disso, até porque me perdi nos mapas e missões , quando jogo geralmente e o de Formula 1, embroa tenha jogados outros, como o Red Dead redemption, Infamous e o Heavy Rain. Confesso que fiquei desconfiado com esses jogos com personagens muito dramáticos, sei lá.... Então , se eu fosse você , não descartaria totalmente a possibilidade de que esse mundo virtual exista em algum plano, E EXATAMENTE POR ISSO, selecionaria bem que tipo de personagens e ações desse personagem você escolhe. Há jogos nos quais você escolhe se vai ser herói ou fora-da-lei, como o Red Dead Redemption e a sistemática desse tipo de jogo e primeiro gerar uma grande identificação do usuário com o personagem, para depois você começar a tomar decisões conforme sua vontade, OU SEU CARÁTER . Achei interessante que no caso do Red Dead Redemption e do Infamous, quando eu errava o alvo e acertava um inocente, aquilo me incomodava demais, mesmo sabendo que era apenas um personagem virtual. Mas veja, esses jogos tem duas opções , você pode ser o completo vilão da estória....então eu penso: o que esses jogos te PERMITEM FAZER e criar uma DESENSIBILIZACAO PARA O MAL E A VIOLÊNCIA , porque por serem tão realistas eles de fato produzem emoções realistas. Esse papo de que e “apenas um jogo”, “apenas um filme” e “tudo fantasia”, é coisa de quem não sabe como funciona a mente: ela não diferencia experiência real de experiencia virtual, essa é a essência das terapias com meditação orientada, por exemplo, e a essência dos filmes e propagandas que tentam associar resultados fantasiosos aos seus produtos. Ou alguém acredita que o capitalismo cresceu tanto apenas porque produz coisas úteis para solucionar problemas práticos da vida das pessoas? Produtos bons e práticos geralmente não aparecem nas propagandas: não precisam disso. Então veja, apos jogar como herói e concluir o jogo, você sempre pode recomeçar , desta vez como vilão , porque o jogo será diferente. Fica essa porta aberta ao "livre-arbitrio" do jogador. Lembro de uma vez, jogando Infamous, em que o personagem precisava penetrar numa zona protegida pelos seguranças , e havia um povo ali fazendo protestos, e o jogo explicava: "voce pode tentar enfrentar os seguranças ou pode induzir ao tumulto, para que no distúrbio provocado você consiga penetrar na área sem ser notado, mas isso machucará muita gente." Então , não sabendo usar os controles direito ainda, cliquei em algo que gerou uma pancadaria generalizada entre o povo e os seguranças , e entrei fácil . Como o meu personagem morreu logo a seguir, tive que voltar e repetir tudo, então fui aprendendo a mexer nos controles direito, e quanto entendi o que estava acontecendo, fiz a escolha consciente, como faria na vida, e foi muito mais difícil passar naquela etapa do que se tivesse gerado o tumulto. Então, vejam, parece que o jogo e planejado para induzir o sujeito e pensar de forma egoísta e pragmática, treinando a consciência do jogador para que veja SEU LADO em primeiro lugar, mesmo numa simulação de um ambiente coletivo, com transeuntes... Cada jogo é um jogo eu sei, mas o que estou dizendo é: NÃO CREIO QUE ESSES JOGOS SEJAM INOCENTES, OU QUE SE LIMITEM APENAS A UM MUNDO VIRTUAL, PORTANTO, ESCOLHA JOGOS E ATITUDES DE JOGO COM CUIDADO. O CETICISMO PREGUICOSO, QUE DEPENDE MAIS DE GENERALIZAÇÕES PARA TUDO E NUNCA TESTA NADA, EM QUALQUER ÁREA DO CONHECIMENTO, GERALMENTE E ATESTADO DE IGNORÂNCIA . QUANDO VOCÊ ACHA QUE AS COISAS "NAO EXISTEM", "NÃO FAZEM DIFERENÇA " , "NÃO AFETAM COISA ALGUMA"....VOCE NÃO FICA ATENTO O SUFICIENTE PARA DESCOBRIR SE DE FATO ELAS EXISTEM OU AFETAM, E PORTANTO, FICA EXTREMAMENTE SUSCEPTIVEL ‘AQUILO QUE VOCE NAO ACREDITA. O CETICISMO E A ESTRATEGIA PERFEITA PARA VOCE SER CONTROLADO POR AQUILO QUE NEGA.
  17. Olha, acho que e uma questão apenas de mudar a forma de fazer. Não sei o que é melhor para um fórum, eu mesmo ate hoje só participei bastante de um fórum antes deste, e participo esporadicamente do fórum do Robert Bruce, então só posso falar de como eu mesmo reajo a isso. Normalmente eu só entro no fórum e clico em “novas mensagens”, e quando vejo uma lista de novos tópicos, todos da mesma pessoa,eu não abro em nenhuma. Espero surgirem as outras, normais, que são sobre dúvidas ou problemas. No início eu até abria, mas depois de uns 2 dias vi que eram apenas mensagens ou sugestão de livros, então parei de abrir. Não que isso não seja importante ou interessante, ainda ontem mesmo estava lendo aquela estorinha do menino e dos bombeiros e acho que realmente interessante, mesmo nas coisas mundanas tem gente que precisaria se ligar nisso, mas é que DA FORMA COMO É FEITO, me parece que a gente automaticamente se esquiva desse tipo de tópico, que visualmente é muito invasivo. Quando a gente abre para ver novas mensagens e vê apenas uma ou duas tratando dos problemas, e vê umas 10 da mesma fonte, cuja mensagem implícita é apenas LEIAM ISTO, VEJAM ISTO, é como um pregação, gera a reação mental de EVITAR aquilo que, parece, estamos sendo “pressionados” a fazer (PRESSIONADOS PELO EXCESSO DE PROPAGANDA) Eu acho que seria muito mais convidativo que houvesse apenas um tópico para mensagens, e apenas um tópico para sugestão de livros. Cada vez que o Erivelto, o qualquer outra pessoa resolve postar uma nova mensagem ou uma nova sugestão de leitura, ISSO VAI APARECER ALI NAS NOVAS MENSAGENS, e a gente vai pensar: “Ah, foi postada uma nova mensagem ou leitura, deixa eu ver qual é a de hoje” , clicando na ultima mensagem postada, caso já tenha lido as outras. Ao mesmo tempo, no caso de uma pessoa realmente interessada nesse tipo de coisa (acho interessante ter uma lista grande de mensagens desse tipo, até para repassar por email mas tudo num lugar só, não tenho saco de ficar cavucando o fórum atrás disso. Imagine um único tópico apenas de mensagens, que já tenha umas 10 páginas, por exemplo, quem gostar pode passar o dia lendo, ou pode selecionar facilmente as que gosta e copiar para repassar, mas tudo solto assim ficará perdido). Se o Erivelto concentrasse todas as mensagens e todas as sugestões de leitura e dois tópicos específicos talvez até a gente postasse ali as nossas sugestões também, porque, convenhamos, se eu achasse uma mensagem legal e quisesse postá-la aqui, eu não criaria um tópico só para isso, seria um desperdício de espaço, postaria no do Erivelto, supondo que seja possível, mas em qual dos inúmeros tópicos do Erivelto eu deveria postar para que fosse lida? Se cada um criar um tópico para isso vai acumular espaço desnecessário. Já que ele gosta de fazer isso, a gente bota as nossas no dele também, quando tivermos algo a acrescentar. Se todos nós usarmos apenas um tópico para isso, me parece mais eficiente. Acho que assim ficaria menos invasivo e poderia produzir o efeito oposto, ou seja, acho que automaticamente a gente teria curiosidade para ver qual a última, porque não seria algo que estaria enfiando o pé na porta da gente para tentar ser ouvido, que é a impressão que dá agora, pelo menos a mim. Não vamos esquecer que a mente tem uma propriedade “de proteção ao estresse”: ELA PASSA A IGNORAR TODO ESTÍMULO QUE É MUITO PADRONIZADO E REPETITIVO. É por isso que a gente pode usar ruído de fundo para se concentrar, porque ele sufoca os outros ruídos e depois de um tempo curto a mente desativa a sensibilidade a ele. O mesmo para coisas que a gente vê todos os dias: ELAS SE TORNAM INVISÍVEIS. E fica também uma dica, como um colega já citou em algum ponto: dica de leitura só tem peso se você já leu o que indica né? Não vamos sugerir leituras sem explicar o porquê estamos sugerindo. Convém que o cara pelo menos explique porque ele acha que aquele livro traria algo interessante e DIFERENTE para as pessoas daqui, se tem este ou aquele ponto que se destaca, justificando a leitura, ou é apenas a velha repetição doutrinária? As vezes os crentes me param na rua e me perguntam se podem me acompanhar até minha casa para me falar da “Boa nova”, e eu respondo “Essa sua boa nova já não é mais novidade há dois mil anos meu amigo! Todo mundo já conhece, e caso um dia eu queria ouvir de novo, eu os procuro, pois vocês são fáceis de achar”. Digo isso porque em certas áreas, que não vou nomear mas tenho certeza que muitos saberão a que tipo de coisa me refiro, tem muita gente que escreve livros só repetindo o que foi dito há 150 anos. Se não tem nada novo a acrescentar não deveriam ser lidos, é desperdício de papel de deve ser tratado como tal. Propaganda doutrinária não é razão suficiente para um livro ser recomendado, tem que ter algo na leitura que justifique a recomendação, caso contrário trata-se apenas de repassar a resenha, que nada mais é que o desejo de vender do editor se manifestando.
  18. Traduzi um texto do Robert Bruce que se refere a duplicidade de consciência durante a projeção astral e ao problema da catalepsia qu não resulta em projeção.Talvez lhes interesse dar uma olhada, está no tópico da Toquinha: viewtopic.php?f=2&t=14128
  19. Traduzi um texto do Robert Bruce que se refere a duplicidade de consciência durante a projeção astral, porqeu as vezes o cara entra em catalepsia mas parece nao conseguir se projetar.Talvez queiram dar uma olhada, está no tópico da Toquinha: viewtopic.php?f=2&t=14128
  20. Traduzi um texto do Robert Bruce que se refere a duplicidade de consciência durante a projeção astral.Talvez te interesse dar uma olhada, está no tópico da Toquinha: viewtopic.php?f=2&t=14128
  21. Toquinha, assim como a cereja, qu agora há pouco deu um puxao de orelha no Erivelto por criar muitos posts, eu também acho que é melhor concentrar as coisas, para qu as pessoas achem onde procurar. Como o título do seu tópico é DUAS CONSCiÊNCIAS,e eu acredito que quem passar por algo semelhante embroa com causa diferente vai acabar pesquisando e parando aqui, vou postar aqui uma tradução qeu fiz de uma explicação do Robert Bruce sobre as multiplas consciências DURANTE PROJEÇÃO. Sei que não é sobre isso seu tópico, mas achei que sria melhor do que criar um novo. Se você não quiser, me avise que eu deleto, ok? .............................. PROJEÇÃO ASTRAL E DUALIDADE Se você le o enorme número de relatos de casos disponíveis em experiências fora do corpo e perto da morte, você vai encontrar muitos relatos sugerindo a percepção da dualidade que indicam sintomas de que uma divisão da mente ocorrendo. É bastante comum, durante uma experiência fora do corpo, estar conscient do corpo físico e ao mesmo tempo ter também consciência de estar existindo em corpo astral, ou menos comumente, vice-versa. Este efeito parece indicar a existência de ligações telepáticas e bio-energéticas entre o corpo físico e o copor projetado (possivelmente através do cordão de prata). Este link parece servir a finalidade de fornecer ao corpo projetado as energias que lhe sejam necessárias, enquanto este opera fora do corpo, e ao mesmo tempo mantendo uma ligação inquebrável com o seu corpo físico. Essa conexão também permite que o corpo físico seja, em muitos aspectos, monitorado, de modo que nenhum mal pode lhe sobrevir durante uma experiência fora do corpo. Durante uma experiência fora do corpo, no momento em que a corpo projetável é gerado e projetado , a mente do projetor efetivamente se divide em duas partes idênticas (imagens especulares) cada uma contendo uma cópia completa da mente pensante e d memória (NOTA MINHA: POR ISSO A IMPORTANCIA DE MANTER A CONSCINECIA ALERTA, PARA QUE NA HORA EM QEU A CÓPIA FROA GERADA, SEJA UM CÓPIA DE UMA MENTE ACORDADA, NÃO DE UMA MENTE ADORMECIDA). Uma cópia permanece sempre firmemente bloqueada dentro do corpo físico (cópia original), enquanto uma imagem especular é refletida e mantidas no corpo projetado. A divisão da consciência em duas (ou mais) cópias separadas mas idênticas, acontece durante o sono ou qualquer tipo de experiência fora do corpo. Eu chamo isso de efeito "O Efeito Mind-Split": MENTAL / VISUAL FEEDBACK Se uma mente física mentalmente acordado físico observar (por clarividência) seu corpo projetado de uma dsitância próxima durante uma projeção, uma forte ligação telepática e visual podem se formar entre eles. Esta pode ser uma experiência muito perturbadora e eu não recomendo que seja tentada por mais do que alguns segundos de cada vez. A mente física desperta física (enquanto uma projeção está em andamento) tem que ver e ser vista por seu corpo projetado para que este tipo de conexão ocorra. A visão, verem um ao outro, ao mesmo tempo, parece ser necessário para este tipo de ligação a ocorrer. Quando isso acontecer, cada lado da consciência, a física e a projetada, ligam-se e começar a ver-se pelos olhos um do outro ao mesmo tempo. Cada um toma conhecimento da visão e da perspectiva do outro , bem como das suas próprias. Uma vez que o lado visual desta ligação ocorre, cada lado da consciência instantaneamente toma conhecimento dos pensamentos do outro, assim, simultaneamente. Isso parece ser algum tipo de feedback telepático, parecido com manter dois idênticos espelhos mentais virados um para o outro. Isto dá uma idéia pouco natural do infinito da consicência - um reflexo mental de um reflexo mental de um reflexo mental.... Quando duas mentes idênticas se conectam estando separadas durante uma projeção atral, os dois conjuntos idênticos de visão e pensamentos criam algo que pode ser melhor descrito como um laço visual e telepático, recompondo-se e retroalimentando-se sobre si mesmas em um ciclo sem fim. Este é um evento antinatural, incompreensível perturbador e possivelmente perigoso para qualquer mente mortal experimentar. Este estado desconfortável e confuso parece ocorrer apenas a curta distância e pode ser facilmente evitado por não olhar muito de perto um ao outro (a conciência ainda no físico e a projetada) e por não pensarem no outro, a curta distância (dentro de aproximadamente 6m) durante uma projeção astral na parte física. Nota: isso só pode acontecer se ambos os lados de um projetor, físicos e projetado, estão despertos e tornam-se conscientes visualmente um do outro durante a projeção. Isso tudo explica em boa parte por que os sonhos e as memórias de projeção podem às vezes parecer tão caóticas. A mente se divide por alguma razão muito boa e as cópias separadas são projetadas para funcionar separadamente. Eu tenho experimentado este fenômeno muitas vezes durante projeções na parte física, depois de descobri-lo acidentalmente durante uma projeção muito intensa. Eu recriei o "acidente" original e estudei-o porque a experiência original levantou mutias perguntas. Eu sempre fiquei curioso pela maneira que eu podia, muitas vezes, sentir o meu corpo físico, enquanto estava próximo a ele, e este efeito de divisão da consciência parecia ter muitas das respostas que eu estava procurando. Como muitos outros projetores, eu muitas vezes experimentava anomalias confusas durante projeções: de estar consciente de eventos e ruídos perto de meu corpo físico, e em torno de minha casa, além de estar consciente da minha existência remoto durante uma projeção. Essa sensação de dualidade percebida, de ter dois conjuntos diferentes de percepção, um físico e um controle remoto, tem sido relatado por muitos outros projetores, mas nunca, creio eu, foram devidamente estudados ou compreendidos. O “ACIDENTE” Aqui está um relato de uma das primeiras vezes que eu experimentei o efeito de divisão da consciência e do feedback mental/ visual : ............................................. Eu estava meditando em minha cadeira perto da lareira e retonei à consciência normal quando a chuva começou a bater no telhado. O clima era bastante selvagem e o vento estava começando a tremer as janelas e portas. Olhei para o relógio, eram quase 3 da manhã. Isso não era incomum para mim, já que às vezes eu meditar durante toda a noite. Eu me senti bem descansado e cheio de energia e pensei: "Eu nunca tinha projetado em uma tempestade antes, como seria?" Fechando os olhos mais uma vez, eu relaxei de novo, me projetando para fora do meu corpo, utilizando o método de "mudança de foco", tal como consta do Vol. 1 deste Tratado. Esse método é muito semelhante ao método dado por T.Lobsang Rampa em seu livro "Você e a Eternidade". Embora esse método seja mais difícil do que o método da corda, dado no Vol. 2, é muito eficaz e é o método original pelo qual eu aprendi sozinho a projeção consciente. Eu tenho me projetando desde a idade de 4 ou 5 anos, mas isso sempre foi espontâneo e eu tinha pouco controle de quando eu ia me projetar. Eu aprendi a me projetar deliberadamente com a idade de 21 anos, e encontrei nos livros Rampa uma grande ajuda. ................ Depois de sair do meu corpo eu atravessei a parede e flutuei para fora na noite chuvose. Que sentimento gloriosamente molhado foi aquele. Eu podia sentir e saborear a chuva fria e vento impetuoso passando por mim. O cheiro da chuva e umidade estava em todo lugar, parecendo encher-me com uma energia brilhante e feliz. Eu flutuei até o teto e sentei-me na chaminé, olhando por sobre a cidade. Enquanto estava sentado no telhado, eu senti meu corpo mexendo na cadeira da sala abaixo de mim. Este efeito muitas vezes me intrigou e eu decidi deslizar de volta através do telhado e estudá-lo mais de perto. Ao passar pelo telhado eu vi meu corpo sentado na cadeira, exatamente onde eu tinha deixado, mas de repente me dei conta de também assistir minha dupla projeção (de minha perspectiva na cadeira) deslizando pelo teto -, tudo ao mesmo tempo! Era eu, sentado na cadeira assistindo outro eu flutuando para baixo através do teto, mas também era eu flutuante na frente da minha cadeira há cerca de dez metros de distância - me assistindo sentado na cadeira. Isso não foi apenas confuso, começou a me fazer sentir muito mal. Eu tinha dois conjuntos de visão e dois conjuntos de pensamentos, tudo ao mesmo tempo e todos juntos, era fascinante. E também fazia todo sentido. Só porque o meu eu foi projetado para fora do próprio corpo físico, por que o meu eu físico teria que parar de pensar? Por que el teria de ser deixado (como se pensa normalmente ) como uma mera casca vazia durante uma projeção? Isso levanta a questão de 'o que' realmente deixa o corpo físico durante uma projeção? O eu projectado ( o astral ) moveu-se pelo quarto, observando meu corpo físico na cadeira -. enquanto ele me olhava de volta ao mesmo tempo Eu ainda podia ver o meu eu projectado mesmo quando ele estava atrás do eu físico. Eu podia me sentir sentado na cadeira perfeitamente, enquanto eu tentava acompanhar os movimentos do meu duplo projetados sobre o ambiente. Isso exigiu um esforço muito real, e também eu precisava de muita energia para mover o meu eu projetado . Parecia que eu estava me movendo através de lama grossa e senti uma enorme pressão se acumulando dentro de mim. Eu estava existindos no corpo meu físico, bem como no meu eu projetada – abmos ao memso tempo. Eu estava totalmente desperto (mentalmente) e consciente de ambos os processos de pensamento dentro de cada aspectos de mim mesmo. Dentro do meu corpo físico, a minha consciência parece estar loclizada ativamente no meu corpo etérico, e essa parecia ser a forma como o meu eu físico foi capaz de ver o eu projetado . Cheguei a essa conclusão por causa da maneira que eu poderia mover-se "dentro" o meu corpo físico, e podia até mesmo ver atrás de mim sem mover fisicamente. Meu corpo etérico parecia ser, literalmente, capaz de se virar dentro do meu corpo físico. Esta habilidade do corpo físico para ver através das pálpebras fechadas e de diferente perspectiva é frequentemente descrito por projetores e meditadores de transe. Nota: O corpo etérico parece ser o primeiro nível do corpo de subtil, uma “fase” acima do corpo físico. Esta parece ser tão intimamente entanhando dentro do corpo físico que normalmente não pode deixar seus limites enquanto ele ainda vive. Durante o estado de transe total, bem como durante o processo de projecção, no entanto, ele parece ter alguma liberdade de movimento limitada. É também muitas vezes ganham a capacidade de ver para a zona de astral da parte física ( real-time zone), e às vezes até dentro da dimensão astral, em torno dele. O corpo etérico parece ser responsável pela capacidade de ver através das pálpebras fechadas e capas, como é muitas vezes referido por projectores perto da fase de saída de uma projecção. Minhas observações: o centro da consciência de vigília parece mudar 'para' o corpo etérico quando o corpo físico entra em estado de transe e adormece. Isto é muito parecido com uma projeção interna, levando a expressão "reflexo da consciência" um passo a adiante do corpo físico e da mente, mas ainda mantendo seu lugar original dentro dos limites do corpo físico. Esta fase, creio eu, é o primeiro nível do processo de projeção multi-dimensional, e é caracterizado pelo "peso" sentido quando se chega ao estado de transe completo, que é também o sinal de que o corpo físico adormeceu. Este processo faz muito sentido e esclarece muitos pontos boscuros que surgem quado se lê os relatos de projeção, e sobre a 'mecânica' e 'dinâmica' da projeção. Ele indica que a projeção é um processo escalonado onde a consciência é refletida em etapas sucessivas distanciando-se cada vez mais do corpo físico e da mente. Cada estapa se torna progressivamente mais sutil e refinada, mantendo laços telepáticos e energéticos firmes entre cada etapa. Basicamente, isto permite a projeção de todos os corpos sutis mais elevados, ao mesmo tempo, mantendo uma ligação segura e inquebrável entre eles e o corpo físico (a cópia original ancorada no físico). ETAPAS DE PROJEÇÃO A lista abaixo mostra o corpo físico como (0) e a mente sonhadora marcada como (-1) abaixo dele, e os quatro primeiros estágios dos maiores corpos sutis acima dele. 4 = corpo Mental, e acima. 3 = corpo astral propriamente dito. 2 = corpo astral em tempo real. 1 = corpo Etérico. 0 = corpo físico. (Linha de base) -1 Mente Sonho = AS ETAPAS A mente de um projetor se divide durante qualquer tipo de experiência fora do corpo. Uma cópia completa (cópia física original) permanece em todos os momentos de forma segura dentro do corpo físico, capaz de pensar e de sonhar. Uma cópia pensante perfeita, contendo as memórias completas, tanto conscientes quanto subconscientes, é refletida no corpo projetado para atuar na zona astral em tempo real . Cada cópia é capaz de pensar e agir de forma independente durante uma projeção, se a energia vital for suficiente. Nenhuma cópia estará ciente da existência da outra . Este efeito de divisão natural da consciência ocorre sempre (mas é muito raramente observado) durante o sono e todos os tipos de OOBE. Durante uma projeção consciente, a consciência é primeiro refletida no corpo etérico. A partir do corpo etérico ela é então refletida no corpo-astral-para–projeção-em-tempo-real, quando ele é gerado. Esse corpo astral se projeta na parte física do planeta, e parece ser gerado no interior dos corpos físico/etérico combinados, e não parece se projetar para fora do conjunto físico / etérico até que uma cópia de consciência seja transferida (refletida) para ele. Antes do momento efetivo da projecção, da saída do corpo astral em tempo real, para fora do corpo físico, todas as cópias potenciais de mente estão intimamente entranhadas e unidas com segurança no interior do corpo físico. Uma cópia completa sempre fica dentro do corpo físico / etérico e esta (a cópia original) parece adormecer e, assim, se move com segurança, mas temporariamente, para fora do quadro, de modo a permitir que o processo de projeção natural ocorra. A cópia original da mente vai começar a sonhar em algum momento depois que adormece. Se a cópia original, a física, não mover-se sair de plano, a dificuldade de projeção aumenta dramaticamente, assim como na projeção de saída consciente, onde a mente está acorda durante todo o processo de projeção. Este último fator sozinho explica a enorme dificuldade de projeção consciente. A mente sonhadora que permanece dentro do corpo físico parece ser a responsável pelas “flutuações da realidade” comumente enfrentadas logo após a fase de saída de uma projeção. Esse evento também pode ser associado com a mente sonhandora do corpo físico entrando no estado de sono REM (REM = Rapid Eye Movement), que é comumente associado com o estado de sonho. A mente sonhadora do corpo físico também parece explicar as imagens hipnagógicas e visões experimentadas durante o estado de transe e durante o estado de pré-projeção, ou quando a mente está acordada e se equilibrando no limiar do sono. No momento da separação, quando o corpo astral de tempo real se projeta, libertando-se do conjunto corpo físico / etérico, a mente parece se dividir ou refletir uma cópia completa de si mesmo dentro de um corpo sutil 'exterior'. A partir deste momento as duas cópias, uma interna e outra externa, continuarão a registrar suas memórias em separado. Nenhuma das duas terá conhecimento da presença da outra ou de sua existência, para além das sensações ocasionais vagamente partilhadas e percepções remotas uma da outra. O efeito de separação da mente dividida e a gravação da memória continuará até que a reintegração ocorra. Após a reintegração, ou vigília, apenas um conjunto de memórias geralmente será mantido, mas às vezes uma mistura ocorrerá. Então a memória poderá ser parte sonho, parte lembranças da parte física / etérica, e parte projeção astral. O 'download' bem sucedido das memórias da projeção, que precisam ser fortes o suficiente para substituir as memórias do corpo físico / etérico e as memórias dos sonhos oorridos durante o memso períood de tempor parece ser a verdadeira chave para o sucesso e repetibilidade da projeção astral. Vejam o meu livro "Astral Dynamics”, Capítulo 21 - para obterem informações mais detalhadas sobre este assunto. MIND EFEITOS SPLIT É bastante comum para projetor experimentar uma projeção perfeita até a saída, onde se sentem as vibrações, ritmo cardíaco acelerado, sensação de flutuação, etc, e então tudo apenas "vai embora". Isso deixa o projetor, geralmente energicamente esgotado, muitas vezes parcial ou totalmente paralisado, pensando que ele simplesmente não conseguiu fazer a saída. O que pode acontecer muitas vezes em casos como este são projeções normais e bem-sucedidas, mas a consciência se manteve acordada e 'centrado' no 'física / etérica' da mente após a dividisão da mente que gerou a projeção ter ocorrido. As memórias resultantes que serão retidas após a experiência, em casos como este, são, portanto, as do lado físico / etérico. A corpo astral se projetou, em muitos casos, simplesmente ficando de fora do corpo por muito tempo, o que permite que a mente física / etérica caia em um sono profundo. Uma vez que o sono profundo ocorre, a cópia projetado projetada torna-se efetivamente bloqueada fora do conjunto físico / etérico por toda a duração do sono, ou até que ocorra um despertar. (por isso eu recomendo projeções curtas) A parte da memória que experienciou a projeção foi, portanto, totalmente perdida, como se nunca tivesse existido. Apenas as partes da mente física / etérica terão as memórias sólidos para toda a experiência, e as memórias da parte projetada falharam em obter uma impressão forte o suficiente sobre o cérebro físico para se tornarem "lembráveis" após a reintegração. Basicamente, as memórias de projeção não conseguiram fazer a gravação final no cérebro físico após a projeção. Outra divisão da mente também parece ocorrer entre o o corpo astral rm tempo real e o corpo astral propriamente dito. Isso começa a acontecer "naturalmente" dentro de alguns minutos após o início de uma projeção em tempo real, mas muitas vezes pode ocorrer dentro de alguns segundos. Em algum ponto toda a realidade em tempo real ( as percepções que se obtém do plano físico quando projetados) começará a oscilar. Este parece ser o sinal de que a mente física / etérica começou a sonhar. Neste ponto, o corpo em tempo real geralmente começa a ter com pouca energia (na maioria dos casos, aparentemente, não ter energia suficiente para manter a sua integridade consciente, enquanto a mente sonhadoraa está ativa) e assim começa a mudar para o (aparentemente mais facilmente mantida, mas mais dimensionalmente distante) veículo astral na dimensão astral propriamente dita. Logo logo o corpo em tempo real efetivamente adormecerá e irá retornar, pairando, como se estivesse dormindo, logo acima do corpo físico adormecido. Ele permanecerá assim até que ocorra um despertar natural do corpo físico e a reintegração de todos os aspcetos multi-dimensionais desdobrados, encerrando assim a divisão mente. Fonte: http://www.v-j-enterprises.com/rbruce7.html
  22. Sequestro em astral ou projeções parcais? Os sequestros, no caso de quem esta sofrendo ataque por obsessore sim,é muito mais fácil de prejudicar porque você fica "morando" num ambiente tóxico, isso vai minando a sua resistência, a pessoa se sente, com o passar dos dias, como se estivesse gripada ou com um ataque de fígado, por simples intoxicação energética. Mas como antes, este foi apenas MAIS UM EXEMPLO do que acontece. Se você não se sente sem energia, indisposta ou "nublada" por emoções negativas, certamente no seu caso nao se trata disso. Eu só quis mostrar que a gente se desdobra sim, mesmo acordado. Não é só o paradigma materialista que tem suas regras e seus "certo, provado e conhecido", na área esotérica ou espiritualista também existe isso, e o modleo dominante, dicotomia corpo físico/corpo astral, projetado/nao projetado é antigo...mas é também apenas um paradigma,um "modelo para explicar as coisas", cuja matriz vem dos primeiros pesquisadores na área, Oliver Fox, Muldoon &Carrington, Leadbeater. Então pessoal aprendeu a ver sas cosias dessa forma e vem tend oexperiencais que reforçam esse paradigma, mas como todo mundo sabe, muito do que você ve no astral é o que ESPERAR VER. o que você não entdne ou não aceita, não verá nem expereiciará. Daí a importância de manter a mente aberta para todas a interretações, ou você pode, por exemplo travar no axioma que afirma A CONSCIENCIA NÃO SE DIVIDE e perder de reconhecer os sinais práticos que mostram que a coisa não é bem assim. Somos seres qeu atuam em varias dimensoes ao mesmo tempo. A luta não é tanto para fazer isto ou aquilo, mas parece estar conscientes do que fazemos. É como naquelke outro post em que o Breno, se não me engano, pegutna sobre magos negros no físico. Tem gente que aqgui, fisicamente falando, é boa gente, bom cidadão, não faz mal a ninguém, mas com esses desdobramento parciais durante a vigília faz muita sacanagem, e quando o corpo adormece, mais ainda. Se a pessoa conseguisse estar consicente do que faz em todas essas sitauções e com seus multiplos corpos, poderia melhorar mais, evitar fazer bobagens. Na verdade, a maior utilidade QUE EU VEJO na projeção astral é o auto-diagnóstico, pelo menos nas fases iniciais. Se você tem certas tendências emocionais fatalmente vai fazer coisas "questionáveis" em astral, mas quando volta, se a projeção foi consciente, você saberá que precisa corrigir aquele seu aspecto. O Próprio Robert Monroe conta que no início semrpe que saía era dominado por uma vontade incontrolável de fazer sexo, e demorou bastante até dominar isso. A medida que a gente evolui com pessoa, deixa de fazer essas bobagens e pode ir se tornando uma unidade conciencial coerente, ao invés de multiplos aspectos de personalidade, uns fazendo o bem e outros o mal.
  23. Foi só um exemplo toquinha, de quando isso acontece por motivos conhecidos e facilmente detectáveis. Acontece por outros motivos também, mas no meu exemplo os motivos estão na mente consciente, enquanto nos oturos casos não. Você identifica o que está ocorrendo justamente pela sensação. Só para ser mais objetivo um pouco, no grupo de desobsessão em que eu trabalhava, as vezes um ou dois membors ficavam presos no baixo astral. Seguaim sua vida normal aqui, mas ficava aquela sensação de "estar meio fora do ar". Só se resolvia quando a gente se reunia e tirava os caras de lá.
  24. Sabe aquele momentos em que voce esta fazendo uma coisa, mas sua mente está em outra? Bem em outra, como uma preocupacao, algo que precisa ser solucionado, então as pessoas as vezes falam co mvoce e dizem : "Ué? O que voce tem hoje? Esta com algum problema? Parece que está looonge". Aí você "volta", se foca no que a pessoa esta dizendo, mas assim que a marcao deles alivia você volta a focar na tal questao, as vezes e uma viagem na qual voce nao pdoe esquecer de juntar todas as coisas quado vltar para casa, e fica encenando isso, imagiando-se ja em casa ja juntando tudo na mala....nesses casos voce em geral ja esta desdobrada parcialmente, e esta de fato atuand oem astral fazendo aquilo, tanto que sau atenção fica dividida e seu desempenho aqui no fisico decresce, entra me modo de "manutenção", voce pode executar tarefas que nao exigem grande habilidade, coisa qeu você já tem prática, mas se tive que resolver um problema para resolver também ali, dira "não estou com cabeça para isso hoje." Fica exatamente como o computador quando esta fazendo varias coisas ao memo tempo, lento...meio travado. Quanto mais dissociado, menos de sua conciencia consegue atuar aqui.O que a gente chama de formalmente de "projeção astral" é só UM GRAU ESPECÍFICO DE DISSOCIAÇÃO, há outros, mais leves, e outros ainda mais intensos. Não estou raciociando e deduzindo que se trata de dissocaição quando alguem est assim meio desatento, descobri isso por conviver com clarividentes. Eu "tentava" me projetar e nada acontecia, e os caras me olhavam e dizam " voce ja esta projetado ,esta ali, a 3 metros do seu corpo, não percebe? E eu nao percebia nada, então aos poucos comecei a perceber o que eu sentia quando isso acontecia.... e entedni quando acontcia com so otros também. É por isso que Jesus diz que ao cobiçar a mulher do próximo você já está adulterando. Não era exagero dele, é assim que a coisas funcionam na prática.
  25. As vezes pode ter sido real memso, um vez eu recém tinha saido em astral do quarto e em seguida viu um sujeito assim todo aberto, do pescoço virilha, dava para ver os órgaos dentro, e tinha alguem mexendo DENTRO dele, com a duas maos enfiadas, mas ele estava acordado e tranquilo, e me viu tambem, conciente, ou seja, era so uma operacao na parte energetica, provavelmente feita por algum mentor. Mas estava todo mundo em astral, provavelmente foi minha mente que representou as coisas daquela forma. Entao abandonei os plano que eu tinha para aquela saida astral e fiquei por ali projetando energia para ajudar enquanto a pessoa fazia a tal operacao.
×
×
  • Create New...