• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

luis aurélio

B-Membros
  • Content Count

    17
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

luis aurélio last won the day on March 7 2017

luis aurélio had the most liked content!

Community Reputation

6 Neutral

About luis aurélio

  • Rank
    Member
  • Birthday 05/11/1978
  1. luis aurélio

    PERDÃO

    Nos arredores de Pedro Leopoldo, há anos passados, certa viúva viu o corpo de um filho assassinado, chegando, repentinamente à casa. Desde então, chorava sem consolo. O irmão homicida fugira, logo após o delito, e a sofredora senhora ignorava até mesmo porque o rapaz perdera tão desastradamente a vida. Agravando-se-lhe os padecimentos morais, uma nossa amiga, já desencarnada, D. Joaninha Gomes, convidou-nos a ir em sua companhia partilhar um ligeiro culto do Evangelho, com a viúva enlutada. A desditosa mãe acolheu-nos com bondade e, logo após, em círculo de cinco pessoas, entregamo-nos à oração. Aberto em seguida "O Evangelho segundo o Espiritismo", ao acaso, caiu-nos sob os olhos o item 14 do Capítulo X, intitulado "Perdão das Ofensas". Ia, de minha parte, começar a leitura, quando alguém bateu à porta. Pausamos na atividade espiritual, enquanto a dona da casa foi atender. Tratava-se de um viajante maltrapilho, positivamente, um mendigo, alegando fome e cansaço. Pedia um prato de alimento e um cobertor. A viúva fê-lo entrar com gentileza, a pedir-lhe alguns momentos de espera. O homem acomodou-se num banco e iniciamos a leitura. Imediatamente depois disso, comentamos a lição de modo geral. Um dos assistentes perguntou à dona da casa se ela havia desculpado o infeliz que lhe havia morto o filho querido, cujo nome passou, na conversação, a ser, por várias vezes, pronunciado. A viúva asseverou que o Evangelho, pelo menos, lhe determinava perdoar. Foi então que o recém-chegado e desconhecido exclamou para a nossa anfitriã: - Pois a senhora é mãe do morto? E, trêmulo, acrescentou que ele mesmo, era o assassino, passando a chorar e a pedir de joelhos. A viúva, igualmente, em pranto, avançou maternalmente para ele e falou: - Não me peça perdão, meu filho, que eu também sou uma pobre pecadora.. Roguemos a Deus para que nos perdoe!... Em seguida, trouxe-lhe um prato bem feito e o agasalho de que o desconhecido necessitava. Ele, entretanto, transformado, saiu do Culto do Evangelho conosco e foi-se entregar à Justiça. No dia imediato, Joaninha Gomes e eu voltamos ao lar da generosa senhora e ela nos contou, edificada, que durante a noite sonhara com o filho a dizer-lhe que ele mesmo, a vítima, trouxera o ofensor ao seu regaço de Mãe, para que ela o auxiliasse com bondade e socorro, entendimento e perdão.
  2. FAÇA TUDO COM CONSCIÊNCIA Quando escolher tua esposa, faça espiritualmente Não deixe que ninguém influa, escolha pelo que sentes Faça com consciência, não atropele o tempo Pense no futuro, não escolha pelo presente Que seja equilibrada, e tenha amor para sempre Ninguém pode amar ninguém, sem primeiro conhecer interiormente A beleza externa engana, não dura sempre A beleza espiritual, não envelhece, é perene É como Deus criou, é eterna e permanente Quem não ama espiritualmente, sempre se sente inseguro Quem ama materialmente, não sente o amor puro Quem procura só a beleza externa, não ama, só ilude Só pela beleza externa, amar ninguém não procure No fim trarás desgosto, toda prole sofrerá Trarás infelicidade, a teus filhos macularás Todos os erros e defeitos, para teus filhos irás passar Por olhar só a matéria, e esquecer o espiritual Quem vive só pela matéria, sempre atropela o tempo Não espera a hora certa, vai causando sofrimento Esquece da Lei de Deus, vive sempre descontente Porque ama a matéria, não ama espiritualmente Todo mal no mundo começa, pelo desequilíbrio espiritual Quando o casal é equilibrado, traz só felicidade ao lar Todo mundo ali se entende, erros não vão praticar Todos os filhos são perfeitos, porque nos pais vão se espelhar Quem não teve oportunidade, de no lar ver bons exemplos Não pode fazer o bem, pelos maus ensinamentos Os filhos são a cópia dos pais, aprendem desde o nascimento Os pais têm o filho que merecem, de acordo com o ensinamento Começa desde a concepção, e do equilíbrio do casal Quando o casal se ama, tudo de bom vai passar Para seu filho no ventre, para corpo e alma formar Passa todos os bons sentimentos, e não deixa macular Tudo de bom para o filho no ventre, os pais devem passar Evitar os maus fluídos, só no bem sempre pensar Sentir sempre amor profundo, todo ódio evitar Ter só bons pensamentos, para não macular Tem que evitar todos os meios, que possam o filho afetar Todos atos e maus exemplos, que possam preocupar Evitar os meios, que vão maus fluídos passar Viver no meio puro e divino, de maneira natural Deus não tem culpa nenhuma, quando praticamos o mal Deu os meios necessários, para poder evitar Pensamento e inteligência, para só o bem praticar Usar antes a Consciência, nas decisões que tomar
  3. Simplicidade e pureza de coração Bem-aventurados os que têm puro o coração, porquanto verão a Deus. (S. Mateus, cap. V, v. 8.) Apresentaram-lhe então algumas crianças, a fim de que ele as tocasse, e, como seus discípulos afastassem com palavras ásperas os que lhas apresentavam, Jesus, vendo isso, zangou-se e lhes disse: "Deixai que venham a mim as criancinhas e não as impeçais, porquanto o reino dos céus é para os que se lhes assemelham. - Digo-vos, em verdade, que aquele que não receber o reino de Deus como uma criança, nele não entrará." - E, depois de as abraçar, abençoou-as, impondo-lhes as mãos. (S. MARCOS, cap. X, vv. 13 a 16.) A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade. Exclui toda idéia de egoísmo e de orgulho. Por isso é que Jesus toma a infância como emblema dessa pureza, do mesmo modo que a tomou como o da humildade. Poderia parecer menos justa essa comparação, considerando-se que o Espírito da criança pode ser muito antigo e que traz, renascendo para a vida corporal, as imperfeições de que se não tenha despojado em suas precedentes existências. Só um Espírito que houvesse chegado à perfeição nos poderia oferecer o tipo da verdadeira pureza. E exata a comparação, porém, do ponto de vista da vida presente, porquanto a criancinha, não havendo podido ainda manifestar nenhuma tendência perversa, nos apresenta a imagem da inocência e da candura. Daí o não dizer Jesus, de modo absoluto, que o reino dos céus é para elas, mas para os que se lhes assemelhem. Pois que o Espírito da criança já viveu, por que não se mostra, desde o nascimento, tal qual é? Tudo é sábio nas obras de Deus. A criança necessita de cuidados especiais, que somente a ternura materna lhe pode dispensar, ternura que se acresce da fraqueza e da ingenuidade da criança. Para uma mãe, seu filho é sempre um anjo e assim era preciso que fosse, para lhe cativar a solicitude. Ela não houvera podido ter-lhe o mesmo devotamento, se, em vez da graça ingênua, deparasse nele, sob os traços infantis, um caráter viril e as idéias de um adulto e, ainda menos, se lhe viesse a conhecer o passado. Aliás, faz-se necessário que a atividade do princípio inteligente seja proporcionada à fraqueza do corpo, que não poderia resistir a uma atividade muito grande do Espírito, como se verifica nos indivíduos grandemente precoces. Essa a razão por que, ao aproximar-se-lhe a encarnação, o Espírito entra em perturbação e perde pouco a pouco a consciência de si mesmo, ficando, por certo tempo, numa espécie de sono, durante o qual todas as suas faculdades permanecem em estado latente. E necessário esse estado de transição para que o Espírito tenha um novo ponto de partida e para que esqueça, em sua nova existência, tudo aquilo que a possa entravar. Sobre ele, no entanto, reage o passado. Renasce para a vida maior, mais forte, moral e intelectualmente, sustentado e secundado pela intuição que conserva da experiência adquirida. A partir do nascimento, suas idéias tomam gradualmente impulso, à medida que os órgãos se desenvolvem, pelo que se pode dizer que, no curso dos primeiros anos, o Espírito é verdadeiramente criança, por se acharem ainda adormecidas as idéias que lhe formam o fundo do caráter. Durante o tempo em que seus instintos se conservam amodorrados, ele é mais maleável e, por isso mesmo, mais acessível às impressões capazes de lhe modificarem a natureza e de fazê-lo progredir, o que toma mais fácil a tarefa que incumbe aos pais. O Espírito, pois, enverga temporariamente a túnica da inocência e, assim, Jesus está com a verdade, quando, sem embargo da anterioridade da alma, toma a criança por símbolo da pureza e da simplicidade.
  4. luis aurélio

    VIDA 3

    "Uma pessoa não é aquilo que ela diz ser, mas o que ela faz durante toda a vida."
  5. luis aurélio

    julgar

    Não é um deus que julga as pessoas, mas é a própria pessoa que faz o julgamento de si mesmo.
  6. luis aurélio

    perdão

    "O perdão é uma estrada de mão dupla. Sempre que perdoamos alguém, estamos também perdoando a nós mesmos. Se somos tolerantes com os outros, fica mais fácil aceitar nossos próprios erros. A partir daí, sem culpa e sem amargura, conseguimos melhorar nossa atitude diante da vida.
  7. luis aurélio

    DEUS

    Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa,pois... A vida é construída nos sonhos e concretizada no amor.
  8. luis aurélio

    VIDA 2

    Escapamos da morte quantas vezes for preciso, mas da vida nunca nos livraremos.
  9. luis aurélio

    SONHOS

    Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente.
  10. luis aurélio

    VIVER

    preciso não pensar na idade mas vive-la; Saber ser feliz é preciso antes de tudo encontrar a paciência suprir a necessidade da mente em busca do dia-a-dia na consciência de entender que um dia você pode lutar para vencer mesmo que antes já tivesse sido derrotado mas sem nunca perder as esperanças. Porque o comodismo é a injustiça da liberdade que provoca o transtorno do pecado e o desamor a condição de caminhar pela paz. E a vida é todo espaço de tempo que temos para pensar no momento em que estamos consciente do que fazemos em benefício do amanhã.
  11. luis aurélio

    VIDA

    Acreditar que a nossa vida não é melhor ou pior do que a de ninguém. Nunca sentir-se maior ou menor, mas igual. Fazer o bem sem olhar à quem e não esperar nada em troca, é uma maneira de encontrar a felicidade. Procurar sorrir sempre, mesmo diante das dificuldades e não se envergonhar das lágrimas, diante da necessidade, é outra maneira de irmos ao encontro dela. Ser humilde, prestar favores sem recompensas, abrir as mãos e oferecer ajuda, é uma maneira de buscar a felicidade. Chorar e sofrer, mas lutar e procurar vencer, sem deixar o cansaço te derrotar, nem o desânimo ou o preconceito te dominar, é uma maneira de ganhar a felicidade. Aprender à defender seus ideais e a amar seus semelhantes, à conquistar seus amigos pelo que é e não pelo que queiram que seja, é mais uma maneira de abraçar a felicidade. Saber ganhar e saber perder, é uma rara conquista, mas você consegue. Tenha fé, acredite em Deus!!! Viva cada momento de sua vida como se fosse o último. Faça de sua vida uma conquista de vitórias, uma virtude e aproveite tudo o que ela te der como oportunidade. Mesmo sofrendo, sofra amando. Pois é através do amor que você encontrará as chaves para abrir as portas da felicidade...''
  12. luis aurélio

    bondade

    De que serve a bondade Quando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidos Aqueles para quem foram bondosos? De que serve a liberdade Quando os livres têm que viver entre os não-livres? De que serve a razão Quando só a sem-razão arranja a comida de que cada um precisa? 2 Em vez de serdes só bondosos, esforçai-vos Por criar uma situação que torne possível a bondade, e melhor; A faça supérflua! Em vez de serdes só livres, esforçai-vos Por criar uma situação que a todos liberte E também o amor da liberdade Faça supérfluo! Em vez de serdes só razoáveis, esforçai-vos Por criar uma situação que faça da sem-razão dos indivíduos Um mau negócio!
  13. Os homens semeiam na terra o que colherão na vida espiritual: os frutos da sua coragem ou da sua fraqueza.
  14. luis aurélio

    caridade

    A caridade é um exercício espiritual... Quem pratica o bem, coloca em movimento as forças da alma.
  15. luis aurélio

    jornada

    Emmanuel Cada manhã, volves ao corpo que te suporta a intemperança e recebes a bênção do sol que te convida ao trabalho, a palavra do amigo que te induz à esperança, o apoio constante da Natureza, o reencontro com os desafetos para que aprendas a convertê-los em laços de beleza e harmonia e, sobretudo, a graça de lutar por teu próprio aprimoramento, a fim de que o tempo te erga à vitória do Bem. Desencorajar leve impulso do Bem é o mesmo que sufocar a semente que, divina e multiplicada, será, no caminho, a base de nosso pão.Chora, mas constrói o melhor ao teu alcance. Sofre, mas adianta-te no caminho. Todos somos parcelas de imensa legião de trabalhadores em nome do Cristo, com o dever de cooperar incessantemente para que a harmonia e a felicidade se ergam na Terra, a benefício de todas as criaturas. Ainda sim, no contexto geral das atividades, às vezes de sacrifício a que somos chamados, é indispensável compreender que podes e deves conquistar a tua própria paz, e que a tua própria paz depende, exclusivamente, de ti. Entretanto, existe a âncora que resiste a todas as ventanias da adversidade. Resguardando-te nessa defesa, não há desequilíbrio que te arraste fora do lugar e do dever que te competem. Apega-te essa âncora e não temas, porque essa amarra bendita ao alcance de todos é, claramente, Jesus Cristo.Por mais sofras, guarda a fé em Deus e segue adiante, no caminho que a vida te deu a trilhar. A própria Natureza é um livro de confiança na Providência Divina. (Do livro "Caminho Iluminado", Emmanuel, Francisco Cândido Xavier)