• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Mike Land's

B-Membros
  • Content Count

    175
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Mike Land's

  1. Mas ele e um site....um lugar virtual.... nao um lugar para onde ir....????? (La é um site...um lugar virtual...! Realmente! Por isto é um lugar imaginário. Nosso lugar imaginário afinal!) Como assim "erroneamente"? Uai! Estamos esdudando imaginado o que houver de mais sutil natureza em energias! E a pessoa utiliza um objeto magnetizado para fins pessoais! Era um guia de umbanda dedicando-se erronamente a uma atividade nas qual ele nao seria bem-vindo? Quem decide?. ....ou dedicando-se de forma equivocada? Ou nao era um guia de umbanda e voce erroneamente achou que fosse? (É um caboclo desenvolvido, e alguma pessoa possui um objeto magnetizado que faz com que nós fiquemos a imaginar o GVA a qualquer hora!) Hein? A umbanda de preocupa em cuidar do GVA como se fosse uma prioridade n. 1? Por que? Foram eles que criaram o GVA? (aqui você tá brincando!) ???????????? O que diabos seria vespeiro? Brigas? Polemicas? Topicos de alto interesse? (Vespeiro é a idéia que mais se aproxima do que a pessoa fez portanto um objeto magnetizado da umbanda! Se fosse algo bom, e eu me sentisse bem, eu imaginaria centenas de abelhas, ainda devido ao monstro da coisa!) Voce esta tentando dizer que se alguem responsavel pela manutencao do site esta fazendo algum trabalho para dar forca ao site, para que ele seja mais procurado, por exemplo, isso seria equivocado???? E' isso? (Acho que a pessoa porta um objeto magnetizado da umbanda de forma irresponsável, e em um local que nós imaginamos todos os dias. Para que fins, não dá pra entender; porém devido a conhecimentos perigosos adquidos, isto sim foi bem entendido!)
  2. É verdade! Pena estarmos tão aquém para entendermos algo tão transcendente. O texto é ininteligível para pessoas comuns. O segundo post já dá pra entender. sou comum!
  3. Escrever em incognitas é devido ao assunto difícil! Serei mais específico porque interessa a todos! Re-leia quando puder, é o que está escrito, porque não sei fantasiar! Entendi sua postura, diante de seu modo de viver, que tambem é o meu. Porém, este post é verdadeiro!
  4. Não nós as vespas! O zum de muitas pessoas indo e vindo para aquele foco, dá a impressão de um vespeiro!
  5. A verdade é muito feia para o debate costumeiro! Eu não concordo, porém me garanto!
  6. Não se preocupe muito, entendo como é difícil ter a mesma visão! No momento, estou pensando em derretê-lo! Como você iria conceber essa informação?! Já entendi que não dá pra você!
  7. Talvez meu texto tenha ficado inteligível devido a eu não ter sido mais claro! O GVA tem 152 usuário no momento e não ha razão para o povo esteja se lembrando dele! Este guia caboclo de umbanda está precisamente centralizado idealizando o GVA, fazendo com que as pessoa se lembrem dele; e devido ao objeto magnetizado na umbanda, faz com que as pessoa imaginem, “trabalhem” ou “cuidem” do GVA. O guia ou a força magnética no colar, é independente! Só o nosso espírito pode ensaiar alguma linguagem direta para algo! O homem não existe nessa hora! Realmente me assustei com (o meio empregado) para algo religioso dentro do GVA. Foge às rédeas do homem. E faz com que as pessoas fiquem pensando no GVA! Na umbanda a ordem nº 1 é trabalhar, cuidar! O homem, para agir ali, tem que encaixar no perfil do humilde religioso! Todos os objetos que são magnetizados ali, (são magnetizados para a ordem primeira), para “trabalhar”, “cuidar”! Ninguém foge a regra, ou todos aceitam (o que foi magnetizado)! O vespeiro, é o que tem ali. Um caboclo de umbanda as voltas com centenas de pessoas que imagina o GVA e vão e voltam! É a idéia que mais se aproxima, para alguém poder contar como é! Porque as abelhas lembrariam o mel! E a coisa quando se emprega objetos magnetizados, lembram centenas de vespas fazendo barulho (zuuuuuuuu), ao mesmo tempo! Só que essa "coisa" somos nós! Deixaremos de pensar em nossas vidas para pensar no GVA?
  8. 13/11/12 - 2h:30mn Um Vespeiro...? Hoje quando estava fora do físico, sentia uma atração na direção em que seria o GVA! Erroneamente era um guia de umbanda. Precisamente um caboclo. Várias pessoas iam e viam “nele”! E “ele” era um vespeiro com um barulho de vespas desagradável! A idéia do “trabalho” ,era “cuidar” de algo; possivelmente do GVA, já que na umbanda esta é a ordem nº 1! O GVA tem 152 usuário no momento, e não há nenhum vespeiro! Gostaria de alertar para que se houver alguém relacionado ao site, e que esteja usando algum objeto de umbanda para o site; esta pessoa está totalmente equivocada! Esta pessoa nunca será um projetor estando ciente de que alguém porta algum objeto errado de umbanda, possivelmente uma guia de caboclo criando uma situação de vespeiro; impulsionado as pessoas à atração magnética devido ao vício à “trabalharem” ou “cuidarem”! Seu objeto precisa ser de uso pessoal; uma estrela de Salomão para uso pessoal, e não pode ser uma guia de caboclo ou “guia de trabalho”; pois isto impulsiona as pessoa pela atração do vício a “cuidar”! Ou, elas são obrigadas a “trabalhar” pela umbanda deste possuidor do objeto! Podendo ocasionar uma situação de ligação energética propícia a desemprego! Bem, eu acho que as pessoa fazem vigília espiritual...!
  9. Na verdade a idéia seria a de que só existisse uma energia, a do paz e amor pra que a gente só precisa-se fazer o sinal de coelhinho com os dedos! Porém nós fazemos também um sinal de positivo e as vezes negativo com os dedos das mãos! É naturalmente aceito que existe e sempre houve uma energia positiva que nos impulsiona para frente! E é incontestável que existe e sempre existiu uma energia negativa, que segundo os ensinamentos, impulsiona tudo para o lado contrário! Os representantes religiosos foram, segundo os tempos, criados pelos povos através das crenças! Apenas os nomes foram sendo mudados de acordo com a entonação do idioma!
  10. Já lembrou o Fabianoshz acima com o filme Nosso Lar, que nesta área tudo é uma questão de consciência! Não importa o ato em si; se praticou ou não praticou suicídio inconsciente. O importante é a paz interior!
  11. Eu acho que vai aos poucos! O corpo astral, que antes era “fumaça” brilhante, passa ser visto com consistência e as vezes com cores quando expandida! Quanto aos espíritos, (na minha opinião), só quando houve um trabalho específico. Você estará no astral mediunizado e verá mais não será o foco e sim o seu estado espiritual do momento! Mas mais pra frente, segundo os relatos; você estará por experiência própria no estado em que é mais fácil de ficar incógnito. Aí, á comum ver todos; os dormentes e os desencarnados!
  12. Liga-se o computador e lá esta: Deseja Executar ou Salvar o Arquivo.
  13. Sinceramente, eu tenho (a 1ª edição) em casa! Mas se eu pudesse consultar o Projeciologia pela Internet seria mais prático! Naturalmente, eu vasculheia a Web em busca de uma edição em pdf, mas não encontrei! Encontrei publicidade de venda, e uma edição do livrinho de Projeção da Consciência do Waldo, só que meu computador não aceitou porque tinha vírus! Se você for trabalhar com as edições antigas, corre o risco de ter um aviso de pedido de executar arquivo toda hora que liga o computador!
  14. Imagino que a pessoa esteja estudando uma situação em que envolve um conhecimento não comum para a sua vidinha no cotidiano; ela tem as rédeas, porém não se julga apta a “sair daquele lugar imaginário” em que ela “está indo bem” ! De repente, puf! Somo humanos! Talvez seja necessário simplificar alguma coisa!
  15. As técnicas mais indicadas ao iniciante são a Tecnica 1,2,3, etc.! Porque com elas o iniciante irá imaginar como seria o corpo astral e os chakras Estão abixo no lado direito: http://www.viagemastral.com/site/catego ... ia/audios/
  16. Acredito que, se a pessoa esta estudando projeção da consciência, e tem estudado durante um longo período de sua vida; já percebeu com o que está lidando! Se existir algum obsessor durante o curso, rapidamente esta pessoa procurará ver do que se trata e resolver a questão em seu íntimo! Ou seja, a pessoa não vai “dar margem” ao obsessor para que isto atrapalhe o seu curso! Ela verá o que é possível ser feito! Porém! Porém, esta pessoa, mesmo sem querer, estará em um terreno fácil de criar a atmosfera para uma (auto-obsessão)! E é nisso que nos temos que nos focar, porque o curso diz respeito a integridade moral espiritualista para com a consciência. E periodicamente estaremos nos pondo à prova nesta área! A outra questão que é descrença no bem; acho é a mesma coisa! A pessoa não será ATACADA! Mas naturalmente criará um perfil de estudante que inibe aquela aura dos amparadores, podendo criar ainda uma área propícia a situações em que só ela (esta pessoa) pode estudar e julgar o que imagina! Isto é muito comum de acontecer!
  17. O melhor vigia é o seu interior! Por exemplo: Quando se vai à praia, normal. víve-se o dia de praia; porém no final do dia é comum sentir uma sensação não de indesejada de solidão mesclada com apatia! Essa sensação, somos nós mesmo quem produzimos, para sair dali, e não criar qualquer atmosfera de ilusão que nos prenda ao local!
  18. Acho que a idéia dele seria a de que exite uma "vida paralela", mas está em uma outra frequência! E podendo a pessoa optar, ela optaria pela frequência com a qual ela se identifica!
  19. Tem essa informação aqui: Segundo Pedro Dreher, que foi assessor do Projeto Portal de 1999 a 2004, Urandir "inventava uma coisa grandiosa [todo semestre]". De acordo com Ademar José Gevaerd, editor da revista UFO o nome Bilu seria uma referência a um gato seu, devido a um de seus comentários: "...truques dele [urandir] eram tão ruins que nem meu gato Bilu acreditaria". E nesse vídeo, da pra ver que é o Urandir que ta na moita no final, e ele se levanta! O bilu era pequeno. http://youtu.be/ZpsZ_yx6aO0
  20. Acho que é porque a gente imagina muito o homem estando fora do fisico! Quem sabe se a gente imagina-se uma "transformação" energética contínua, especialmente para lucidez; teria algumas novidades!
  21. Acho que a mulher falando, tá muito preocupado com: O maio furo de reportagem"! Eu acompanhei na íntegra, no Superpop toda a história! E o final é muito engraçado; eles apresentam uma pessoa com os aparatos de disface que teriam usado pra enganar, e o Urandir fica com a cara de tacho! Já o Roberto Melina explica porque é falso: http://youtu.be/lM8p3QLf4aE
  22. Nós estudamos tanto as energias, que dificilmente conseguimos nos encontrar nesse meio; preferindo ficar no canto, na retaguarda! Não encontramos as pessoas para que possamos empregar essas energias que tanto estudamos, e preferimos ficar na posição de defensiva! Um dia nós acordamos e “vemos” que as pessoas não têm algumas “qualidades” que nós desenvolvemos ao logo dos estudos! Notamos que elas têm também uma espécie de séquito imaginário de pessoas que nelas acreditam, porém aquilo não demonstra ser hostil! Elas estão de bem com a vida!