• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

fredborges

B-Membros
  • Content Count

    6
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

2 Neutral

About fredborges

  • Rank
    novo Membro (1+)

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Boa noite pessoal! Ontem assisti ao filme Inception ( A Origem), com Leonardo di Caprio, no qual ele presta serviços para uma empresa, "invadindo sonhos alheios". Apesar de muita fantasia e muita ficção, percebi algo de verdade no filme, que achei muito interessante. Gostaria de ouvir a opinião dos mais estudados no assunto, e que já viram o filme, sobre o que se pode aproveitar do mesmo. A questão das camadas de sonho (já cheguei até a 2a camada, rs), onde temos o sonho do sonho; a questão da sedação; dos arquitetos contratados para elaborar os locais que não podem ser exatamente iguais a realidade, nem tão diferentes, para não despertar a lucidez da pessoa a qual deseja-se manipular; a relação tempo dormindo x tempo no sono,..... Bom, acredito que os mentores não liberariam a projeção para esses fins, mas seria possível implementar uma idéia na cabeça de alguém de uma forma parecida com o que foi apresentado? Valeu!
  2. As vezes tenho alguns desses dentro da reunião doutrinária no centro espírita.
  3. Realmente, os centros kardecistas estão um pouco atrasados em relação a isso. Inclusive já citaram o Saulo em umas 3 palestras em que estive, como uma referência no assunto. E é muito bom termos esse contato tão direto e descomplicado através do site. Valeu Saulo!
  4. Show Saulo! Muito obrigado! Parabéns pelo novo site! Abraço.
  5. Boa tarde! Hoje sonhei que estava no centro espírita com mais algumas pessoas e de repente caiu do céu uma névoa paralisante. Não conseguia falar, nem me mexer direito e nem pedir ajuda. A reação minha e das outras pessoas (aconteceu com todos) foi a de rezar. Pouco tempo depois a névoa foi "quebrada" e todos comemoraram alegremente, dizendo que éramos mais fortes que eles. Será que isso foi onirismo? Foi bem real.