• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

zen

B-Membros
  • Content Count

    135
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    5

zen last won the day on May 13

zen had the most liked content!

Community Reputation

84 Excellent

2 Followers

About zen

  • Rank
    Membro Iniciando (100+)

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. A imersao do Jung no ocultismo o transformou em alguem muito a frente do tempo que a sociedade comum vivia - e até hoje as universidades de psicologia, por exemplo, abordam sua obra apenas em cursos de extensão!
  2. Essa é uma ótima forma de dizer que a responsabilidade pela minha crise é de qualquer um, menos minha! Qualquer trabalho de transformação pessoal, de mudança frequencial, mesmo que seja tomar um floralzinho básico, vai provocar catarse. Isso ocorre quando "aquilo" que estava sob a superfície começa a vir a luz da consciência. É neste momento que começamos a ver nossa própria sombra - e a única " entidade negativa" envolvida no processo é apenas a própria mente/ego se sacudindo pra não aprender. Outra questão importante: quanto tempo isso leva, e quanto "sofrimento" a pessoa vai viver nesse período, dependem de quanta entrega e aceitação existe no processo, e de quanto lixo a pessoa carrega (a maioria das pessoas não sabe, mas carrega muito, muuuito lixo, e tirar isso dói sim!). Por isso Carl Jung sabiamente descreveu: "As pessoas vão fazer qualquer coisa, não importa o quão absurdo, para evitar olharem para suas próprias almas."
  3. Ninguém passa por algo que não é seu. Tudo que vivemos, vibra em nós de alguma maneira, mesmo que inconsciente no principio. A ideia sobre privação parece bem precisa, mas não se agarre muito nela porque nem sempre é como parece.
  4. O que vc fez, recebe novamente + consequências. Imagine o seguinte: alguém roubou o carro de um médico. O médico deixou de atender um paciente em emergência. O paciente morreu. Além do débito material gerado pelo carro, existe o débito pela vida perdida porque o medico nao conseguiu se deslocar por culpa do furto. Como sabemos, isso nao significa que o ladrao vá infartar imediatamente, mas seu campo eletro-magnetico fica impregnado por atomos (ou energias) de escassez material e de saude e, com o tempo, o inevitável acontece - seja nesta vida, seja na proxima... Mas o que vc quer dizer com "deixa-se receber o impacto"? Se vc devolve na mesma moeda ("olho por olho"), acumulou débito. A não-reação consciente é devolver o mal que recebeu com bem - "ame teu inimigo" disse o Mestre.
  5. Vou completar a resposta acima (sei lá por que, ela foi incompleta): Se voce está fazendo uma coisa pensando em outra, então está adormecido (espiritualmente falando). Isso é basico pra entender. Se está lavando a louca e - ao inves de estar atento ao momento, ao toque da espuma, ao som da torneira com agua - vc está ouvindo uma musica em sua cabeça, entao está adormecido. Isso significa que nao está presente, atento, consciente ao que está fazendo. Está no piloto automatico, está inconsciente - este termo, inclusive, que teve origem na espiritualidade, hoje é muito abordado por técnicas de venda e PNL, porque o pressuposto básico por traz deles é que "todo mundo vive meio inconsciente, então usando o método correto, empurramos o que queremos". Porque a musica que fica some na meditação (assim como todo o lado de fora)? Porque vc está ATENTO, CONSCIENTE. Simples. A mágica do despertar é trazer estes estados de meditação para o dia a dia (nao precisa nem dizer que nao é algo que acontece da noite para o dia). E com base nisto, Krishnamurti dizia: "a meditação é o fim do ego"!
  6. No meu ver, a unica resposta pras duvidas é: EXPANDA SUA CONSCIENCIA.
  7. Eu adotei uma postura cética-saudável: não duvido de nada, mas também não acredito em tudo. Ou ainda: mantenha-se relativo (afinal, ninguém tem toda a verdade). Mas o que realmente me salva a pele: escute sua intuição - e se ela te disser pra pular fora de algo, não perca tempo!
  8. Talvez o termo seja "elevar a frequencia do chacra". No caso do coronário, a meditação faz o trabalho. Mas até onde minha experiencia me levou, não é qualquer meditação, nem com visualização... Se vc conseguir meditar junto com alguem que ja tem este centro aberto, aí vc aprende por osmose...
  9. Olha, esse é o tipo de coisa que não tem resposta pronta por absoluta falta de detalhes - desde o tipo da meditação, até o tipo da "pessoa" que o fez (sem ofensa! kk). Alem disso, sem alguem com um pouco de pericia pra te apoiar, é dificil saber exatamente o que aconteceu...
  10. Bem estranha esta historia. Alias, pra mim, parece fora de realidade. A inspiração vem do alto, do coronario. Quando eu preciso dela, é ali que me conecto, e imediatamente sinto a sua vibração junto com a informação. Os chacras inferiores também são importantes, claro. Eles nos aterram. Se a pessoa não está bem enraizada, não consegue realizar coisas aqui no plano fisico. Mas veja que são funções bem diferentes!
  11. A minha experiência no tema (ou seja, aquilo que tenho aprendido com meus próprios recursos como terapeuta) mostra que por traz do homo, trans e afins, existem traumas e bloqueios (de outras vidas, uterinos, da infancia...). Comumente, existe uma pilha de situações mal resolvidas dentro da pessoa. Mas é importante frisar que traumas e bloqueios são os fatores primordiais em nossa inconsciência espiritual e, portanto, estão dentro de todos que vivem em nosso mundo. (deixo isso bem claro pra que ninguém se sinta "diminuido" ou "privilegiado" por ter essa característica sexual, já que inconscientes somos todos, em distintos níveis). Em meu trabalho, nunca tive contato com nenhum tipo de informação ou inteligência superior que confirme a teoria de que alguem "escolheu ser homossexual" ou algo assim. Já vi sim aspectos carmicos envolvidos nisso (ou seja, algum tipo de abuso da sexualidade, fruto de alguem bloqueio de consciência), e medos/rejeições/traumas com o sexo oposto.
  12. Importante entender que o ego não está apenas relacionado ao orgulho (em menção ao que vc relatou no inicio), mas com todo o conteúdo de nossa mente condicionada. E o que isso significa? Separar quem EU SOU daquilo que "penso que sou", ou seja, separar o SER do pensar compulsivo. Separar a espontaneidade e leveza da mecanicidade e peso. Entender nossas reações emocionais como movimentos inconscientes de energia, poder ve-los como são e sua total incoerencia. Essa é realmente a base da Gnose, como o Sandro mencionou. Krishnamurti também fala sobre o tema ("a meditação é o fim do ego" - é uma de suas frases). Mais modernamente, tem Eckhart Tolle e David Hawkins (só pra mencionar alguns, mas são minhas principais referências). Todos os acima mencionados tem uma base comum: estar no momento presente é o fim do ego, que se alimenta de tempo e memórias. Entre todos estes muitas vezes a linguagem é ligeiramente diferente, mas o conteúdo central é o mesmo: libertar nossa Verdade Interior. O tema é bem extenso, mas o caminho é o mesmo: autoconhecimento exige auto-observação contínua, auto-percepção constante. Estar atento sobre seus estados interiores, pensamentos, emoções e sensações sutis. Assim como no mundo externo os objetos são percebidos como reflexos da luz, Observar é levar luz a nosso cômodo interior.
  13. Tem as materializações do Sai Baba, que eram muito comuns (no youtube tem vários vídeos, além dos relatos de quem estava proximo).
  14. Concordo com o Sandro: não dá pra chegar a causa da questão apenas por dedução, é necessária uma investigação psiquica pra rastrear as origens dos ataques...