• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

jpmendes

B-Membros
  • Content Count

    7
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

2 Neutral

About jpmendes

  • Rank
    novo Membro (1+)
  • Birthday 03/30/1993

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Eu vi essa paródia mas essa ficou bem mais loca hahajhhaha
  2. Interessante essa coisa de você sentir a si mesmo e achar que é um "obsessor". Certa vez quando fazia prática estava ouvindo um barulho que julguei ser um rosnado no quarto, fique um pouco assustado e acabei despertando por estar prestando atenção de mais no som, acabei percebendo que era meu próprio ronco hahahahahahah
  3. Caro @Iogui estava usando o sentido figurado sobre o espirito realmente entrar no corpo e fazendo uma piada hahaha Nesse sentido em que disse, sobre o tempo e o treino, qual tipo de preparação para essa situação? E qual a melhor forma para "deixar a porta nova devidamente ajustada" ou a "porta antiga devidamente reformada"? Como conhecer a energia, criar essa sintonia e deixar de ter o processo como incomodo? Sem falar em "manter um nível de lucidez alto sintonizando com bons pensamentos", por que isso é algo que procuramos fazer todos os dias e todos os momentos. No caso não estamos mais falando de projeção ou E.V e sim de incorporação! Realmente é difícil manter a saúde e o equilíbrio bloqueando essa situação, tanto que abandonei os centros espiritas. Comecei a estudar sobre projeção, levar a sério o assunto, pesquisar, treinar e dedicar e acaba que esses mesmos incômodos chegam até mim mais uma vez. Venho treinado o m.b.e, ainda não fiz técnicas projetivas ou relaxamento para ver se a tremedeira passou.. Agradeço!
  4. Muito bom o vídeo sobre m.b.e, vou ver se coloco em prática no dia a dia durante alguns tempo, depois volto a fazer práticas de projeção que venho fazendo diariamente a quase dois anos, realizei mudanças interiores e exteriores que todos sabemos ser necessárias ( "ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo") e só agora cheguei neste estágio, sei que venho saído e quando saio, não me recordo da saída e tenho semi-consciência quase todas as vezes que me lembro, mas ainda não tinha sentido "efeitos físicos" durante a realização das técnicas como senti nas últimas vezes e relatei aqui. Dei uma parada e não sinto medo dos espíritos cavernosos ou inteligentes, sinto medo de ter alguém "querendo abrir a porta da minha casa e entrar sem ser convidado" por isso parei de frequentar o centro. Vou seguir praticando este m.b.e vejo se a situação energética melhora e volto a realizar as práticas. Não sei se de fato é um carinha ai que quer se aproximar hahaha mas a sensibilidade energética é grande em vários momentos do dia, mas vou seguir este conselho de vocês. De fato sinto a energia muito forte na base da coluna, um médium do centro disse que era um caboclo maior do que eu, tentei imaginar a situação, tenho 1,90m porém sou franzino, imaginar um indiozão com mais de 1,90 todo parrudão querendo entrar no meu corpo me desagrada bastante haha E se de fato for uma entidade com propósitos elevados, vai achar o caminho pra entrar em comunhão de uma forma que seja menos desconfortável e sutilmente poderia se apresentar, sei que é raro amparador se dar ao luxo de aparecer, mas não estamos falando de aparecer estamos falando de incorporar! Espero poder encontrar esse equilíbrio. Agradeço
  5. Tudo bem então, estamos falando aqui sobre uma vibração em alta frequência e ainda uma vibração natural. Podemos ter ciência que a nossa fala ou a corda de um instrumento musical são vibrações naturais da mesma forma que o choque de uma placa tectônica em outra, são exemplos naturais que tem conclusões bem diferentes. Agora pelo que entendi o efeito que mais se aproxima do Estado Vibracional seria o exemplo da vibração artificial de uma furadeira em modo "martelete", ou um rompedor. Pesquisando a pouco vi aqui no fórum um livro da Nancy Trivellato (Estado Vibracional), onde ela se refere ao EV como tendo vários níveis, e formas diferentes de senti-lo, não li o livro, não achei versão em pdf, e estou num momento financeiramente crítico para compra-lo, mas pelo vídeo de introdução me parece bem esclarecedor. Agora já vi o Saulo falando que podemos sentir a temperatura aumentar e sentir calor quando estamos realizando práticas energéticas, que vi também não serem tããão importantes assim para sair do corpo, mas nunca vi nada sobre suar. Esse desacoplamento de entidade que o EV gera, é o desacoplamento áurico? Ou seja a saída do corpo? Sei que que quando saio não deixo espaço pra ninguém entrar. Estando com os chackras limpos e relaxado é caminho livre pra incorporação com minha autorização. mas realizando a movimentação do EV afasto a entidade? Como assim? Vou buscar informações sobre esse OLVE e m.b.e, Não conheço muito sobre energias especificas de entidades, só as sinto, e realmente comecei a buscar a projeção a sério para que possa conhecer meus guias, entidades, mentores ou amparadores sem levar em consideração a informação que recebo de terceiros em um centro espirita, sem querer ser egoico, mas estamos falando do meu corpo, meu templo. O problema esta justamente aí, como buscar maneira leve e equilibrada se toda vez que faço técnicas projetivas me chega esta energia? Já me disseram pra simplesmente deixar rolar, mas é como disse o colega @Igomes desconfortável e sinceramente tenho medo dessa ideia de dividir meu corpo com outro espírito por mais alto que sejam seus padrões energéticos. Agradeço!
  6. Vou tentar resumir ao máximo. Eu frequentava um centro umbandista, me fazia muito bem energeticamente, sentia minhas energias, o passe magnético bem na base da coluna, onde hoje descobri ser o chakra meng mein, além de fazer bem gostava muito do ambiente. Lá no centro, confirmando algumas sensações, fui informado que era médium e convidado participar das reuniões de estudo, onde os médiuns se sentavam numa mesa. E os convidados da assistência, pessoas que receberiam assistência mediunica, após este estudo, (que consistia em discussões e leitura do evangelho segundo o espiritismo e outros textos de maioria kardecistas), ficavam aguardando ouvindo e absorvendo o que era dito na reunião. Num determinado momento fui convidado a me sentar na mesa onde estavam sendo realizadas as discussões. Ao me aproximar da mesa comecei a sentir alguns tremores que se tornaram espasmos incontroláveis juntamente de um suor que chegava a escorrer pelo rosto. Cheguei a conclusão que a energia no lugar devia estar forte, tentei me controlar sem sucesso, até quando recebi um passe através da imposição de mãos e senti a energia diminuindo e a tremura passando. Essa reunião de estudos era dada na segunda-feira, e a reunião umbandista com toques e pontos de atabaque na sexta. Depois desta segunda feira comecei a sentir os mesmos tremores aleatoriamente durante a reunião de sexta, me disseram que deveria, se quisesse, desenvolver esta mediunidade. Em resumo essas visitas frequentes ao centro que me faziam bem, estavam começando a me incomodar por culpa dos tremores e espasmos. Então indaguei aos senhores do centro o motivo da tremedeira, juntando o que me foi dito, o que pesquisei e o que senti cheguei na conclusão que era um espirito que queria ocupar meu corpo, não gostaria de "abrir a porta da minha casa para alguém que esta chegando sem bater, ou batendo forte de mais em minha porta" se é que me entendem. Então parei de frequentar este centro e comecei a procurar outros. Todos os que visitei, tive a mesma sensação de tremedeira involuntária e suor. Bem como nosso assunto aqui é projeção precisei resenhar um pouco a questão anterior para chegar ao que nos interessa aqui. Sou novo no fórum e já venho pesquisando sobre vigem astral a algum tempo, quando comecei a praticar tive a mesma sensação desconfortável de tremedeira e espasmos involuntários depois de estar devidamente relaxado, com os chakras limpos e alinhados. Isso de fato é o estado vibracional? Resolvi parar de praticar até construir essas certezas. Sinceramente não encontrei muita literatura clara sobre o assunto, pode ser que tenha procurado nos lugares errados, mesmo assim espero que possam me ajudar. Agradeço!
  7. Tenho aprendido e ainda tenho muito a aprender sobre o tema de projeção astral, venho realizado estudos na área e quando conheci o trabalho do Saulo Calderon, (como a "vinheta" do GVA já diz: "Espiritualidade com simplicidade"), fiquei surpreso pela maior compreensão do assunto. Ainda assim pipocam dúvidas sobre o assunto. Dessa forma espero poder continuar a caminhada de assimilação e ter espaço para esclarecer todas essas dúvidas e se estiver no alcance poder ajudar com o que souber.