Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Iogui

B-Membros
  • Posts

    1,366
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    77

Everything posted by Iogui

  1. Ainda não assisti todo o vídeo mas o pouco (cerca de 1/3) que assisti, achei bem interessante e faz total sentido! É interessante ver essa visão de um estudioso de história toda essa relação do espiritismo com movimentos conservadores. O movimento espírita é, de fato, bastante conservador embora tente em alguns aspectos ostentar uma capa de progressismo.
  2. Olá, Paulo! Talvez o tipo de pensamento ou padrão energético em você que esteja atraindo esse tipo de consciência e/ou te mantendo na faixa vibratória acessível a eles não seja exatamente o que você considera como sexual. Nessas situações, é válido buscar fazer uma auto análise mais profunda e mais global. Pode ser algo que não esteja conscientemente óbvio para você.
  3. Marcelo, lembra o que te falei sobre o fato de você fazer, para o Sandro, perguntas muito obvias de coisas que ele já indicou leituras anteriores que conteriam as respostas para a sua pergunta? Então... não é pessoal. Você faz mesmo isso com frequência.
  4. Eu chutaria que a probabilidade de isso não ter nada a ver com algum espírito te incorporando deve ser algo como 99,9%. Ou seja, é muito improvável. Mais fácil ser seu corpo físico agindo no automático mesmo.
  5. No plano astral, todo mundo é médium. Acho que isso é bem mais comum do que pensamos só que muitas vezes não lembramos. Já li alguns relatos e já escutei relatos de algumas pessoas conhecidas. Concordo com o Sandro. E acho que nesse caso, o plano dos mentores que te acompanhavam era exatamente esse. Provavelmente foram eles que patrocinaram a incorporação. Acho que a ideia de incorporar no teu corpo astral não foi do espírito não. Mas isso facilitaria envolver o tal espírito nas energias que os mentores precisavam que você envolvesse ele para que ele fosse resgatado.
  6. Não existe falta de B12 no vegetarianismo contanto que se continue consumindo ovo, leite e derivados que também são fonte de B12. A falta de B12 é algo mais preocupante para os veganos de fato. Mas isso pode ser facilmente resolvido por meio de suplementação. Proteína não é um problema nem para os veganos nem para os vegetarianos já que o consumo de grãos junto com leguminosas já supre cadeias de aminoácidos que, em conjunto, são até mais saudáveis que as obtidas na carne. Um bom livro sobre esse assunto, fácil de ler, e que vai tirar todas as dúvidas é o livro "Virei vegetariano, e agora?" do Dr. Eric Sliwitch que é um médico especialista em nutrologia. Esse é um dos livros que me ajudaram bastante a me instruir quando tomei a decisão de me tornar vegetariano.
  7. Considerando a forma como a indústria extrai o leite, faz sentido imaginar que essa extração é muitas vezes fruto de uma violência o que pode também trazer sofrimento aos animais. Daí imagino que o consumo do leite também envolva um pouco de energia mais densa.
  8. Eu acho que essa técnica da vela é baseada numa técnica yogi chamada Trataka mas isso é uma adaptação pois o objetivo de Trataka geralmente não é a projeção astral. Essa é uma técnica muito usada para estimular o chakra frontal com objetivo de despertar este chakra e, consequentemente, a clarividência. Neste caso, não se deve dormir e sim desenvolver uma maior capacidade de concentração. Tanto é que essa técnica é descrita no livro do Roger Medeiros sobre clarividência. Eu não utilizaria essa técnica para projeção astral porque tenho impressão que ela não deve ser tão boa pra isso mas aí já é pura opinião pessoal. Existem tantas outras técnicas que me parecem muito mais práticas e não envolvem utilização de objetos externos.
  9. A verdadeira pergunta que você deve fazer não é se essas pessoas estão erradas e sim se o que elas descrevem é tudo o que pode ser dito do que existe lá. Outras perguntas úteis: Será se a experiência que elas tiveram é a mesma entre todas as pessoas que experienciaram experiências de quase morte? Será se ninguém viveu experiências diferentes? Embora exista sim uma relação muito importante, será se podemos realmente inferir que as experiências de quase morte podem nos dizer realmente o que acontece com todos o que de fato morrem, considerando que "quase-morte" não é morte de fato? Generalizar uma coisa com base em vários relatos pode ser um erro pois o fato de algo ser muito frequente não quer dizer que isso seja tudo o que há. Talvez existam coisas diferentes que sejam ainda mais frequentes mas como estamos observando uma amostragem viciadas não percebemos isso.
  10. Eu não sei onde você viu isso de, no plano astral as pessoas só amarem e já saberem de tudo. Essa informação não procede. No plano astral tem todo tipo de espírito. E nos planos mais elevados as pessoas não possuem o tipo de tristeza mais rudimentar que temos aqui mas isso não significa que elas estejam isentas de algum tipo de tristeza de uma forma mais sutil. A felicidade total só pode ser acessível para espíritos que já estejam num nível de completa iluminação mas desconfio que nossa língua não seja capaz de descrever esse estado. Chamar isso de felicidade deve ser uma aproximação imperfeita. É como se uma ameba tentasse descrever o que sente um ser humano. "Marasmo" também não deve servir para definir a vida dos espíritos que estão em lugares mais evoluídos. Evolução é trabalho. Quanto mais evoluído, mais energia, mais movimentação, mais expansão. Esses espíritos provavelmente não ficam parados. De uma forma geral, a verdadeira miséria não está fora, está dentro. Para aquele que cultiva a riqueza dentro de si, tanto em pensamento quanto em ações, dificilmente terá uma vida física miserável e se tiver, não terá dificuldades em suportar. Só que a verdadeira riqueza não está no ouro que compra prazeres e sensações. Não é coisa que se sente com o tato. A miséria que enruga e deforma não pode privar o homem de algo tão sutil que está além dos sentidos físicos.
  11. Riqueza e empreendedorismo não estão necessariamente relacionados. Também não existe uma relação direta entre riqueza ou pobreza e reencarnação. O que faz com que uma pessoa reencarne em situação de pobreza está mais relacionado com o objetivo daquela encarnação do que com qualquer outra coisa. Isso nos casos em que é uma encarnação planejada. Outros casos possíveis de situação da encarnação são por afinidade energética. Existem muitas variáveis que influenciam, de forma que, de maneira geral, não se pode afirmar coisas como: "se não gosto disso, vou nascer sempre em tal situação". Cada caso é um caso e há muitas possibilidades.
  12. Se o seu corpo estiver muito cansado, fica difícil de entrar no estado adequado para a projeção porque a gente tende a dormir mais pesado e apagar de uma vez. Depois de ter dormido umas 5 ou 6 horas fica mais fácil de entrar no estado adequado porque o corpo vai estar mais descansado e não vai te arrastar pra inconsciência com tanta facilidade. Por esse motivo se recomenda deitar para dormir e colocar o despertador para tocar lá pelas 3 horas. Assim dá tempo do corpo descansar mas ao mesmo tempo ainda restam algumas horas de sono. A partir daí fica mais fácil das técnicas funcionarem.
  13. Eu conheço um método bastante simples mas tão difícil quanto qualquer outro método pra isso. Todo final de dia pare 15 minutos para pensar sobre como foram suas atitudes durante o dia, como reagiu a provocações. Quais foram seus gatilhos mentais. Ações em que sua atitude foi adequada, ações em que não foi e porquê. Observando e tentando compreender padrões. Isso tende a te trazer maior autoconhecimento com o tempo. E durante o dia, procure sempre agir de forma mais consciente o possível em suas atitudes procurando fazer escolhas adequadas principalmente em momentos em que ouver maior peso emocional. Essas práticas aumentam sua auto consciência, compreensão da realidade e sua capacidade transformação de suas reações automáticas em respostas conscientes. A frequência é importante, porque possui importantes componentes de reforço positivo. Apresenta melhores efeitos a longo prazo. Pratiquei isso por algum tempo e pode notar alguns progressos. Ainda utilizo essa prática mas de forma mais relaxada e não tão consciente pois a frequência acabou fazendo disso um hábito. Mas hoje em dia tenho colocado mais peso na prática de meditação que também apresenta efeitos muito positivos e me parece ser um pouco mais efetiva.
  14. Defina o que são "seres inferiores" para você.
  15. Acho que você quis dizer NÃO alimentar medos, certo?
  16. Não precisa ser naturalmente. Pode usar um despertador, levantar um pouquinho, ir beber um copo de água e voltar para dormir novamente. Se tiver facilidade pra dormir, pode tentar alguma técnica já aí. Depois desse despertar, fica mais fácil despertar mais vezes naturalmente.
  17. Hum... não ficou claro... Exatamente! Interessante!... No meu caso, eu primeiro conheci os vídeos do Saulo. Cheguei aqui porque em um dos primeiro vídeos que assisti do Saulo ele mencionou o fórum. Acho que conheci o trabalho do Saulo por meio do Wagner Borges.
  18. Você sabe que esse fórum é mantido pelo Saulo, né?
  19. Humilhação? Então você não entendeu nada do que eu disse. Não era pra você se sentir humilhado, era pra você sentir vergonha de ficar com coitadismo e tomar as rédeas da sua vida nas suas mãos com dignidade e auto-respeito. Você não respeita a si mesmo. Fica se escondendo atrás de uma situação que você diz ser ruim. A dona Maria também estava numa situação ruim mas ela fez algo a respeito e superou isso. E adivinha só... ela não é melhor que você. Ninguém é melhor que ninguém. Então larga de frescura e se movimenta. Se ela pôde você também pode. Não senhor. Isso está completamente errado. Nascer pobre não tem nada de humilhante. Muito pelo contrário. É mais fácil ser digno sendo pobre que rico. Aliás, o que te faz pensar que eu ou qualquer um nesse fórum tenha nascido rico? Você acha que eu sou rico? Pois fique sabendo que minha mãe veio do interior para a cidade grande pra morar de favor na casa dos outros. Passou um mês saindo todo dia pra procurar emprego e como não tinha dinheiro voltava pra casa, colocava um pouco de sal na boca (porque era o que tinha) e ia dormir. Na minha infância tudo era muito contadinho pra poder durar o mês inteiro. A gente não tinha casa própria e já passamos muito perrengue. Hoje embora eu não seja rico, tenho uma profissão e, portanto, uma situação confortável. Mas você não faz a mínima ideia do que eu passei pra conseguir isso. E minha mãe, que já foi empregada doméstica passou por situações ainda mais complicadas que eu mas ela nunca desistiu. Conseguiu se formar em advocacia mas isso depois dos 50 anos de idade porque a vida também não foi fácil pra ela. Embora o nome dela não seja Maria, ela foi uma dessas "donas Marias" que mencionei anteriormente. Então pode parar com esse coitadismo que você não é a única pessoa a passar por situações difíceis na vida. E não vai ser a última. História triste eu conheço um monte. E se você quer ficar nessa vibe, o problema é seu. Porque eu estou atrás é de histórias de superação. Ué!? Você não quis discordar de mim de forma ríspida? Agora não vai aguentar que eu discorde de você? Eu estou discordando de você de forma educada mas dura, contundente. Porque estou vendo que você está querendo se esconder nas suas dificuldades abraçado com suas dores como se elas fossem almofadas. Tá na hora de tomar vergonha na cara e enfrentar a vida de cara limpa, sem medo porque se você não fizer isso nunca vai superar a dificuldade do momento. E nunca, mas absolutamente nunca pense que o seu sofrimento é o maior. Porque tem gente por aí sofrendo muito mais que você. Então não fique tentando se comparar pra saber quem é mais infeliz. Pare de se fixar na negatividade porque é isso que você está fazendo. Eu tentei ser mais sutil mas você não permitiu. Começou a distorcer minhas palavras. Então como último recurso estou tentando te dar um choque de realidade. Você pode até ficar chateado comigo e não querer mais papo. Não tem problema. Se pelo menos eu conseguir te fazer pensar, já está bom.
  20. Você já parou para pensar em como você mesmo se limita? Você tomou a liberdade de discordar de forma ríspida e agora peço que me permita falar algumas palavras que talvez sejam um pouco duras. Minha intenção com isso não é agredir e sim tentar te fazer olhar para certas coisas por um angulo diferente do que, até então, você me parece estar olhando. Pelas suas respostas, dá pra perceber que você tem dificuldade em aceitar a possibilidade de certas coisas pelo simples fato de você não ter sido capaz ou não ter tido a possibilidade de experimentá-las. É uma visão bem parecida com aquela do cético materialista. Será se a história daquela mulher que era moradora de rua e conseguiu se tornar juíza é mentira também? Será se só pelo fato de o mesmo não ter acontecido a você é suficiente para classificar isso como mentira? Ou será que ela é "playboy" também? Onde que você está vendo conversa "new age"? Você acha que os ensinamentos budistas e dos velhos yogues indianos são conversa new age? Porque as bases das afirmações que fiz estão nessas tradições. Quando eu afirmo que "você já tem tudo e apenas não enxerga isso" eu estou apenas dizendo que você está envolto em maya e se confundindo com maya. Mas você não é maya. Maya é um conceito que tem sua origem nas tradições hinduístas que são milenares. Não tem nada de "new age" nisso. E apenas a título de curiosidade, mesmo a gnose (tradição pela qual você parece ter certa inclinação) se baseia nesses conceitos para explicar algumas coisas. Não se iluda com esse papo de "Nós não passamos de miseráveis coitados neste mundo" que isso é só desculpa. Você fica aí com essa coisa de "aí como eu sofro" ao invés de fazer o trabalho real e ao invés de aprender a usar as ferramentas que estão a sua disposição, você reclama delas. E quando alguém tenta te mostrar uma perspectiva diferente você distorce as palavras dessa pessoa porque é mais fácil você ficar acreditando que está na pior e não tem o que fazer do que assumir a responsabilidade de buscar verdadeiramente uma condição melhor. Em nenhum momento eu disse que "tudo é maravilhoso e bla, bla blá... ". Isso aí são palavras suas. O que eu disse, com outras palavras, é que o mundo é difícil mesmo mas ficar se lamentando não vai te levar a lugar nenhum porque, na verdade isso é só apego ao sofrimento e isso é culpa sua e de mais ninguém. É você que está se apegando ao sofrimento e às ilusões mas a chave pra sair desse ciclo está nas suas mãos pois, como qualquer ser humano você é capaz das coisas mais maravilhosas. E não tem nada de new age nisso, é pura lógica. Você é um ser humano => outros seres humanos foram capazes => logo, você é capaz. Simples assim. Você está pressupondo coisas. Eu não especifiquei nem o tipo de dor nem a sua intensidade porque meu objetivo não era discorrer sobre isso. Mas saiba que você está bastante enganado a esse respeito. O que eu estava tentando destacar é que eu não estava falando do assunto de um ponto de vista meramente teórico e sim de coisas que eu já experienciei e, portanto, posso afirmar com base nessas experiências que é perfeitamente possível sentir dor e não sofrer. E eu não estava me referindo à farpinha no dedo não mas não pretendo discorrer aqui sobre questões de cunho pessoal minhas. Você é livre para acreditar no que estou falando ou não. Só não pressuponha que você é a pessoa mais sofrida do mundo que experimentou as dores e situações mais sofridas e que todo mundo aqui no fórum é "playboy" como você afirmou anteriormente. Aceite que você não conhece e não sabe. E pare de ficar com coitadismo. Você está querendo disputar quem sofre mais? Está apegado ao sofrimento. É isso? Não assuma que, pelo fato de você sofrer, outras pessoas não tenham passado por sofrimentos que talvez possam até ser piores que os seus. E também não assuma que essas pessoas não tenham lidado com esses sofrimentos de forma melhor do que você lidou. Porque talvez enquanto você está se lamentando por estar na lama, outros estejam quietos saindo da lama sem fazer tanto estardalhaço. Quando você está na lama e se debate o que você faz é mais sujeira mas isso não necessariamente vai te ajudar a sair dali. Portanto, ao invés de ficar reclamando de como a vida te tratou mal, que tal fazer algo a respeito? A dona Maria (do primeiro artigo que mencionei acima) conseguiu segurar a barra trabalhando como faxineira enquanto morava na rua, estudou com material que encontrava no lixo pois não tinha dinheiro pra comprar, e ainda assim conseguiu sair daquela condição miserável, se formou em direito e se tornou juíza. Você faz ideia de como é difícil pra um pobre se tornar juiz no Brasil?... Será se a dona Maria é algum tipo de super humano? Tá cheio de "donas Marias" por aí. Mas também tá cheio de gente que fica parada se lamentando. Se você acha que a vida foi muito dura com você e prefere ficar parado se lamentando o problema é seu. Mas que existem outras possibilidades existem.
  21. E se não for? Alcançado uma compreensão superior. Vivenciando experiências que te façam compreender isso. Compreensão. União. Integração. Felicidade. Encarnar ou não encarnar é secundário. A encarnação é só um meio para um fim. Pensar em termos de recompensa é de certa forma limitado. Como alguém que já tem tudo pode receber uma recompensa? Você já tem tudo, só não enxerga isso. Se você quer mesmo pensar em recompensa pense que a sua recompensa é sair da ignorância. E a fonte da infelicidade é a ignorância. Portanto, conseguir superar isso é alcançar a felicidade de fato. Eu acredito que você esteja passando por isso mas não é porque você nunca tenha experimentado algo diferente disso que ninguém mais o tenha. Isso não é verdade, eu estou muito longe de ser uma pessoa muito evoluída e consigo perfeitamente separar um do outro. E já experimentei dor sem sofrimento e, por esse motivo, posso afirmar que isso é perfeitamente possível. Entretanto isso ainda não é algo automático pra mim na maioria das vezes e, em muitos momentos me vejo encenando o drama do ego antes de me dar conta disso. Mas sempre que consigo me dar conta, eu consigo atenuar ou dissipar completamente o sofrimento. Em poucas vezes eu estive em estado tão elevado que pude passar por pequenos momentos de dor sem sentir qualquer sofrimento. Mas apesar de este ser um estado que ainda não me é constante, pude vislumbra-lo e, por esse motivo, posso afirmar com conhecimento de causa que é possível. É por esse motivo que essa frase faz tanto sentido pra mim. Eu compreendo que existam pessoas que pensem assim. Você tem o direito de não acreditar no que estou falando mas eu afirmo com base em minhas experiências que isso não é verdadeiro. Nós meros mortais podemos muito mais do que talvez você julgue possível. O fato de você ainda não conseguir fazer algo não significa nem que outros não consigam nem que você mesmo não consiga. Significa só que você ainda não conseguiu. Pensamento incorreto. O que acabei de afirmar foi justamente o oposto. Você pode ter muito mais controle sobre o seu sofrimento do que você julga possível. Penso que culpar a vida de nos torturar é o mesmo que tropeçar numa cadeira e à culpar pela dor que sentimos mesmo sabendo que a cadeira é um objeto inanimado. Não é a vida que te tortura, é você mesmo a partir da dor que você sente, sem perceber que a capacidade de evitar o sofrimento está nas suas mãos. O cavalo que está sendo arrastado é o mesmo que arrasta na ilusão de que ele só pode seguir ladeira abaixo.
  22. Não. Você não entendeu. Você não vai ter que se ferrar de novo. Não é de novo. Você ainda está vivendo isso. Não é passado. Ainda está aí com você porque você não foi capaz de superar. Você só amorteceu o sentimento e jogou aquilo num canto já que você não era capaz de lidar com aquilo. Isso é uma forma de sua psiquê se proteger enquanto você ainda não está preparado para resolver isso verdadeiramente. Então, quando isso voltar a tona verdadeiramente vai ser porque você já vai estar preparado para lidar com isso e aí sim você será capaz de superar. Mas enquanto isso não acontecer, vai ter momentos em que isso vai ficar tentando voltar a tona, você vai se sentir pior nesses momentos mas por não estar preparado pra lidar com isso, você vai instintivamente enterrar isso de novo. E assim vai ficar nesse vai e volta. Vai ter momentos de grande tristeza, amortecimento. Grande tristeza, amortecimento. Até que você seja verdadeiramente capaz de enfrentar isso de verdade. Energeticamente, essas coisas se manifestam como bloqueio nos chakras. Veja bem. Quando passamos por algo que julgamos opressivo, os personagens que nos oprimem, os atores da opressão são na verdade personagens secundários. Eles estão ali cumprindo um papel maior que a vida lhes incumbe sem que eles mesmos saibam que o estão fazendo. Eles foram atraídos para o seu redor por meios magnéticos e quem atraiu isso foi você mesmo energeticamente por que seu eu superior sabia que você precisava passar por aquilo para resolver algo que já existia dentro de você mesmo. Então os defeitos daquelas pessoas viram ferramentas nas mãos do universo. E o universo usa essas ferramentas para lapidar sua obra prima, que é você. Você é a magnifica obra prima do universo. O universo quer que sua obra prima seja perfeita. Quando isso ocorre, o verdadeiro algoz é algo que existe dentro de nós. Não existe nenhum algoz verdadeiramente fora de nós porque ninguém tem poder sobre o que você é internamente. Sobre o verdadeiro VOCÊ. É aquilo que você mesmo repercute o que te faz mal de verdade e não a ação externa. Nessa vida que nós vivemos, a dor é uma certeza mas o sofrimento é opcional. Eu sempre repito essa frase porque desde que a ouvi pela primeira vez, imediatamente fez enorme sentido. Eu sei que li isso em um livro budista mas não sei se foi aí que primeiro vim a conhecer esta frase e isso nem importa. O fato é que ela sintetiza o sentido do que estou tentando expressar aqui. Por esse motivo, por mais que isso pareça uma ideia louca, nunca busque a origem dos seus sofrimentos fora. A origem necessariamente sempre está dentro. O monte monumental de terra que está fora é só um instrumento de maturação do verdadeiro diamante que está dentro porque é a pressão que faz com que o carvão se transforme em algo muito mais nobre. Portanto, VOCÊ tem muito mais controle sobre os seus sofrimentos e sobre a solução destes sofrimentos do que talvez você julgue capaz. Mas existe uma parte maior de você, não acessível diretamente durante a encarnação (exceto se você já for um iluminado com a Kundalini desperta) que já sabe de tudo isso. E é possível realizar essa integração. Isso pode acontecer de duas formas distintas: Naturalmente ou por um esforço consciente. Acontece naturalmente quando você apenas deixa aquilo num canto e vai vivendo a vida. Aquilo vai ficar ali amortecido em forma de bloqueio nos seus chakras te fazendo pressão e de tempos em tempos vai vir naturalmente a tona. Você passa mal um pouco, passa por alguma situação análoga e, se não estiver pronto, devolve aquilo pra dentro. Até que uma hora, naturalmente o bloqueio se desfaz porque você já passou por tanta pressão que naturalmente conseguiu resolver aquelas questões internas. Isso é um processo que pode levar algumas vidas. E pode acontecer por esforço consciente quando você passa a trabalhar esses processos conscientemente por meio de técnicas. Existem técnicas variadas que ajudam a apressar esse processo. Meditação, trabalho energético, a tal da morte do ego da gnose, etc. Não fique pensando que o que você viveu de ruim na sua vida é uma punição. Isso é uma visão simplista e inocente de um processo muito maior e mais complexo. Essa visão que muitos ocidentais têm de karma como sendo punição que você vive para expurgar um mal que fez em outra vida é uma visão distorcida de um conceito um pouquinho mais complexo. Não é um processo punitivo. É um processo depurativo, um processo de transformação. É a própria alquimia da pedra filosofal.
  23. Esse é um exemplo muito bom do poder que o perdão tem de nos livrar de fardos pesadíssimos que muitas vezes nem percebemos que carregamos embora estejamos sempre nos sentindo oprimidos por eles. Obrigado pelo link, Sandro!
  24. Todo o texto que você escreveu ali, Sandro, é realmente muito bom. Eu selecionei apenas esses trechos porque acho que eles resumem bem o núcleo do que está sendo dito. Ótima reflexão! Isso só significa que você ainda não superou o problema inicial. Você apenas pegou aquilo que você não conseguia assimilar direito e que te incomodava muito e colocou num lugar obscuro. A indiferença é uma tentativa mesmo que inconsciente de abafar a dor dos sentimentos que você guardou em relação àquelas pessoas, relações e situações. É uma tentativa de abafar os ecos daquilo que se viveu mas que não foi possível compreender e assimilar inteiramente e que, por esse motivo, continua dolorido, incômodo. Em algum momento esses fantasmas vão voltar a tona para te assombrar e você vai ter que lidar com eles. É assim que nascem os bloqueios energéticos que criamos em nossos chakras. Mas existe uma sabedoria maior em como funcionam as coisas no universo e mesmo que você não possa enfrentar diretamente esses problemas agora, acredito que você poderá ir se fortalecendo aos poucos aprendendo e vivenciando coisas que te farão mais forte para que, no futuro, quando esses fantasmas voltarem, você já esteja mais preparado e talvez você consiga superá-los de vez. O segredo é seguir vivendo tentando aproveitar cada oportunidade para compreender melhor a vida e sua relação com ela e consigo mesmo. Os tesouros que recebemos no caminho são maiores que os dissabores mas com frequência não temos a maturidade o suficiente para compreendermos isso num primeiro momento. Cada coisa há de acontecer no seu tempo certo e você certamente vai conseguir superar todas as dificuldades e se tornar uma pessoa tão magnífica que você mal conseguiria imaginar isso agora. Entretanto o tempo possui seus próprios mistérios e nós não o controlamos. Os fatalistas e fanáticos adoradores das piores visões de danação eterna erroneamente obtidas de uma má interpretação do velho testamento talvez não sejam capazes de enxergar isso mas o novo testamento traz certas alegorias que se propõe a desmistificar essa interpretação errada que muitos passam a assumir fruto de uma visão imediatista dos dissabores da vida. E lá está escrito que nenhuma ovelha se perderá no caminho. Esteja certo de que qualquer dor pela qual passamos por aqui será superada. Porque a dor é passageira mas o verdadeiro amor é eterno e é ele que sustenta as estruturas da vida.
×
×
  • Create New...