Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Iogui

B-Membros
  • Posts

    1,303
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    68

Everything posted by Iogui

  1. O estado vibracional é apenas uma reverberação energética que ocorre em uníssono em todos os chakras do corpo. Ele pode acontecer de forma voluntária (por meio de técnicas como a OLVE) ou involuntária. Algumas pessoas possuem sensibilidade energética mais aflorada que outras. Nestes casos é possível sentir o EV em uma série de situações distintas. Estando a pessoa acordada em vigília física ou não. Sendo assim, o que você acha que deve fazer depois? Qual é o seu propósito?
  2. Pode ser e pode não ser. Pode ser qualquer coisa. Pode até ser algo meramente físico. Difícil afirmar algo meramente com base neste relato. Para dirimir essa dúvida, só indo a um centro espírita.
  3. O mais provável é que você não tenha se aprofundado o suficiente no estado de transe. Talvez faltasse relaxar mais algum ponto. Numa situação como essa, o recomendável é ficar alternando técnicas. Tenta uma técnica por um minuto ou por uns 30 segundos. Não obtendo êxito, muda pra outra técnica e assim por diante. Vale a pena ter umas 5 técnicas na manga já previamente preparadas pra ir tentando. Se ficar muito tempo assim e não sair é porque tem que aprofundar mais no relaxamento.
  4. Pelo que pude observar, as tentativas de encontro foram deixadas de lado. Provavelmente, as pessoas envolvidas perderam o interesse e o próprio Saulo parou de fomentar o assunto pois deve estar se fixando mais em outras coisas hoje em dia (como a produção do novo livro, as gravações das novas técnicas e os vídeos do YouTube). Mas nada impede de vocês se mobilizarem e seguirem tentando. Eu não vou me envolver porque nunca nem consegui me projetar de forma consciente (ao menos não que eu me lembre) e acho que uma coisa é pre-requisito para a outra. Mas para aqueles que já conseguem se projetar de forma consciente, acho a experiência muito valida. Por outro lado, se vocês verem o histórico das tentativas anteriores, verão que não é um feito fácil de se obter. Então se forem tentar, aconselho a insistir muito mesmo. Incansavelmente. Por um, dois ou mesmo três anos ou até conseguirem. Se não for pra ter determinação, melhor nem tentar porque tenham certeza que não vai ser fácil. Por outro lado, o Saulo já provou que é possível então eu acho a tentativa muito válida pra quem tem a determinação necessária. Se eu já estivesse conseguindo sair consciente, mesmo que esporadicamente, eu tentaria. Mas não vou colocar a carroça na frente dos burros.
  5. @Carlosmeneses6, obrigado pela resposta. Eu entendi mas ainda não faço a mínima ideia de como você faz isso. Eu acho que nunca devo te sentido essa sensação a qual você se refere. O lance de balançar a cabeça não tem nenhum efeito em mim além de me deixar tonto.
  6. Seu mentor não é um escroque que vai ficar no banheiro te assistindo fazer suas necessidades ou num momento íntimo, quanto ao obsessor já não posso garantir nada. Se você quer privacidade procure o estado de completo desassédio. Se você não dá abertura para um assediador, seus mentores e amigos espirituais não permitirão que você seja acessado. Não entendi a afirmação. No youtube têm vídeos gravados. Não existe essa interação.
  7. Quando existe um parceiro, existe uma troca energética. Essa troca pode ser saudável ou patológica. No caso de um relacionamento saudável com uma parceria fixa, não há problema. Não vou entrar na questão da ejaculação aqui, estou me referindo ao ato em si e a sua contraparte espiritual e energética.
  8. Acho que você está começando a acumular sinais. Convém prestar bastante atenção pois você já chegou inclusive a receber confirmação sobre sua mediunidade em uma sessão de desenvolvimento mediúnico. Em geral, a coisa tende a se intensificar então é bom que você já está frequentando um lugar onde pode receber o suporte necessário. Dado o histórico, não acredito que isso seja apenas coincidência. Com a abertura da mediunidade há um primeiro momento em que existe uma maior vulnerabilidade até que o médium comece a pegar o jeito da coisa. Procure aprender a questionar os próprios sentimentos, principalmente quando acontecer uma mudança de humor muito brusca. Passe a observar e prestar atenção a pequenos sinais de coisas incomuns. É provável que existam outros sinais mais sutis que você ainda não tenha percebido. Mas ao fazer isso, tenha equilíbrio pra evitar confundir uma corda com uma cobra. Um certo nível de ceticismo saudável é bom contanto que não seja em exagero. Você precisa agora começar a refinar a sua percepção pois essa é a ferramenta do médium para não virar marionete. E principalmente, mantenha sempre a boa sintonia. Com o tempo, seus próprios mentores vão começar a te trazer conhecimento e orientação e é preciso estar pronta pra perceber. Nunca aceite nada sem questionar, sem validar o sentido da justeza da comunicação, mesmo que ela venha por meio da sua própria mediunidade. Isso vai te ajudar a manter o pé no chão. E não dependa de instituição nenhuma. Você pode fazer parte, pode vestir a camisa se sentir que deve mas nunca se deixe cegar ou fanatizar. Siga sua intuição mas também use a razão. A verdade não está nos extremos, está no caminho do meio.
  9. Autoconhecimento, autocontrole, equilíbrio, reforma íntima. O mal só pode entrar se você convidar. Toda obsessão possui dois lados, é um erro ou defeito compartilhado. Se um dos lados quebra círculo vicioso, a obsessão tende a acabar. Claro que existe. Quem você convida para sua companhia conscientemente?... E inconscientemente? O segredo é procurar o conhecimento. Buscar compreender a si mesmo e ao mundo a nosso redor. Saber perdoar a si mesmo e ao outro e buscar a compreensão verdadeira. Eles não são frios. Eles estão um passo a frente. Compreendem aquilo que você ainda não compreende. E por isso mesmo não intervém. Pois interferir significaria atentar contra o seu livre arbítrio. Se o obsessor te procura é porque você também o procura de alguma forma mesmo que inconsciente. No momento que você quebra o ciclo, somente neste momento é que eles sabem que é hora de intervir. Ninguém deve colocar nas costas dos mentores uma responsabilidade que não é deles. Cabe a cada um buscar reconhecer e compreender os próprios demônios internos que mantém firmes amarras psíquicas no erro para enfim se ver livre dele. A obsessão nunca é um processo unilateral e não afeta inocentes. Ao olhar apenas para uma vida, pode parecer injusto mas muitas vezes aquele que é vítima hoje, já foi carrasco algum dia embora não se lembre e guarda dentro de si aquele mesmo defeito que o fez carrasco no passado embora nessa vida não tenha havido oportunidade de se manifestar. Não fosse assim, os mentores não permitiriam a obsessão.
  10. Sentir dor ao sair de um centro espírita não é algo normal. Minha sugestão é que você procure alguém neste centro espírita que possa te orientar* e explique a esta pessoa o que está acontecendo. Pode ser que isso indique algum tipo de mediunidade começando a se manifestar ou pode ser algum efeito colateral de alguma limpeza no chakra frontal, algum bloqueio que esteja vindo a tona após passes que você esteja recebendo durante as palestras (ministrado por trabalhadores espirituais da casa). Ou pode não ser nada disso. Provavelmente você sendo analisada pela equipe espiritual da casa consiga uma resposta mais precisa. Agora, não querendo te assustar e apenas como uma observação, isso que você fala aqui costumam ser sintomas muito comuns em abertura de mediunidade: *Obs.: Escolha bem com quem você vai falar porque costuma ter muitos "curiosos" nos centros espíritas que podem acabar te falando um monte de baboseira e só te incutir medo desnecessariamente ou mesmo te dar informações erradas.
  11. Se você for um espírito desencarnado (também conhecido como conciex no linguajar conscienciês... hehehe) você não tem corpo físico mas tem corpo astral e mental o que te permite afetar e entrar em contato com outros espíritos que também possuam esses veículos. Acontece que uma pessoa encarnada possui esses veículos. Logo, um espírito desencarnado pode "sugerir" idéias e sentimentos / emoções para os encarnados que, se tiverem afinidade com aquele tipo de pensamento ou emoção podem aceitar isso como sendo deles. É um tipo de contaminação. Além disso, espíritos mais densos podem efetuar certas manipulações energéticas e influenciar um espírito encarnado desta forma também. Por exemplo, depositando larvas astrais no corpo astral e / ou etérico da pessoa (antes ele procura se aproximar e ver brechas que lhe permitam equalizar a vibração com a da pessoa para facilitar o trabalho). Enfim, é dentro desta explicação que entra o exemplo do Sandro. Quando um espírito obsessor quer te afetar, ele pode agir afetando pessoas chave com quem você se relacionem de forma a usarem essas pessoas como "marionetes" para te atingir. Isso pode ser feito de várias formas, geralmente usando sugestões telepáticas procurando brechas na defesa de cada indivíduo, primeiro pegando aqueles menos preparados e, portanto, mas fáceis de influenciar. Esse é um tipo de ataque indireto e é muito comum. Mas você também pode ser atacado diretamente, quando o espírito obsessor procura afetar você diretamente. Te incute idéias que visam baixar sua vibração facilitando o acesso deles e por aí vão até que você se torne uma marionete. Quando eles não conseguem facilmente passam a usar outros recursos como dardos energéticos, larvas astrais, ligar ovoides (programados hipnoticamente) na sua aura pra ficar te desestabilizando aos poucos e etc. Aí já entra no terreno das obsessões mais complexas que podem até levar a pessoa ao suicídio ou a ficar louca. E caso, não consigam dessa forma, passam a apelar para atingir pessoas próximas via ataque indireto até conseguirem uma abertura. Vão te desestabilizando. Em geral isso ocorre em obsessões mais complexas onde geralmente existe uma legião atuando ali para desestabilizar a tal pessoa. Assim, como nestes casos as pessoas chaves na vida da pessoa são afetadas e manipuladas, eles podem conseguir fazer um bom estrago porque ficam pegando cada pessoa por seus pontos fracos. Em geral é um tipo de trabalho de "engenharia social" semelhante ao que certos hackers fazer para conseguir o que querem ilegalmente na rede. Mas em alguns casos ainda mais complexos, outros recursos são utilizados como o uso de ectoplasma para conseguir atuar mais diretamente na matéria. Esses casos não são tão comuns e muitas vezes são coibidos por mentores. Os mentores interferem apenas dentro dos limites de livre arbítrio de cada pessoa e como os "obsessores profissionais" sabem disso, em geral não atacam tão diretamente mas ficam nas "brechas" da mesma forma que alguns advogados fazem para burlar a lei e a ética obtendo o que querem por caminhos não tão claros. Mas veja bem... isso tudo são táticas de obsessão, ou seja, não é coisa de Exu de Lei. Isso que você está chamando de Exu talvez sejam contraventores que se autointitulam Exu e na verdade são Quiumbas. Digo... isso em geral... pois quando se fala em Exu, existe uma certa linha tênue aí. Não acho difícil um Exu se utilizar desses meios mais "escusos" para "trancar a vida financeira" da pessoa, como você mesmo falou, mas talvez com objetivos de fazer a pessoa enxergar algum aspecto da vida mais importante naquele momento que exigiria uma maior atenção. Exu não anda sempre no caminho mais reto não. Principalmente se for um Exu que não é ainda cabeça de falange e está mais "solto" ainda em processo de doutrinação ou um Exu sem nome. Mas aí já entra toda uma teoria que acho que não faz sentido ficar discutindo aqui. O fato é que os espíritos desencarnados atuam e afetam a vida dos espíritos encarnados muito mais do que esses imaginam e quando você começa a treinar sua percepção de certas coisas você começa a perceber isso melhor. Só que tudo isso está dentro de um quadro maior, não é terra sem sei. Os mentores estão sempre atuando e impedindo certas coisas só que você acaba nem percebendo porque não está vendo os bastidores.
  12. Provavelmente, são só sintomas de entrada na fase. Leia: Também recomendo a leitura do seguinte tópico para ter uma idéia mais geral do processo:
  13. Como você identificou que são bloqueios?
  14. Sim, essa é uma sensação comum. Sim. Qual é o seu propósito? Sentir os chakras é bom pois em geral significa que sua sensibilidade energética está bem e que os chakras estão ativos. Sentir é bom também porque ajuda a identificar bloqueios e trabalhar neles.
  15. hehehehehehe Esse autor apresenta alguma comprovação disso que ele alega ser "o caso mais comum a consciexs baratroséricas" que, teoricamente, são a grande maioria por aqui? E isso aqui, o autor apresenta alguma prova? Como ele adquiriu tal conhecimento que, aparentemente, só ele possui pois não vi essa informação em nenhum outro lugar até o presente momento? Acho que eu tendo a concordar com o Sandro e, pra mim, todo este texto é "Bespepon". Mas é claro que isso é só a minha opinião pessoal já que não vou perder meu tempo pesquisando sobre isso por acreditar que não vale a pena.
  16. Pode ser, pode não ser. É difícil ter certeza. Mas em geral, o fenômeno de enxergar luzes está relacionado com o chakra frontal. Não consigo afirmar se atividade em algum outro chakra possa também gerar esse tipo de fenômeno ou não.
  17. Muita gente tem essa dúvida. Na verdade você já se relaciona com ele, você só não lembra e talvez não tenha um contato tão direto enquanto está no corpo físico. Mas você pode dirigir a ele seus pensamentos e pedir orientações. Talvez a resposta não seja tão direta mas ela vai vir. Não, Deus está muito acima de qualquer mentor. O seu mentor é apenas uma consciência que está um passo além na sua caminhada evolutiva. Em algumas linhas de pensamento ou religiões eles são vistos como anjos ou talvez santos mas a verdade é que são apenas consciências mais adiantadas. Deus é algo que nós ainda temos muita dificuldade de definir e que, com toda certeza, não temos nem a capacidade. Há muitas visões diferentes de o que é Deus que são todas hipóteses, teorias pois ninguém é capaz de comprovar o que seja Deus de fato.
  18. Todas as noites, antes de dormir, tenho o costume de efetuar uma pequena oração. Um momento de conexão com o que quer que seja no universo que está acima de nós e que nos ilumina. Por uma questão cultural, começo efetuando um pai nosso e depois apenas me dirijo à Deus agradecendo pelo que tenho e pedindo auxílio. Reforço meus planos e metas e peço orientação no caminho. Sempre que faço isso, sinto meu chakra frontal fortemente ativo no centro da minha testa, girando de forma a poder senti-lo em toda a parte superior frontal do meu rosto. Nunca vi nenhum brilho, luz ou qualquer outra coisa nestas ocasiões mas sei que esse negócio de ver luz, claridade, brilho, principalmente acima da testa costuma estar relacionado com algum tipo de ativação no chakra frontal. O chakra frontal está muito relacionado com a nossa capacidade de pensar e de nos concentrar e a minha experiência é de que, a concentração para efetuar uma oração ativa ele. Isso acontece comigo todos os dias. A nossa ligação com a espiritualidade superior se dá muito pelo chakra coronário pelo que sei mas o chakra coronário está muito relacionado ao frontal e talvez ele também esteja envolvido nesse processo mas o chakra que eu sempre sinto mesmo nestas situações é o frontal. E é muito nítido. Talvez você possua alguma propensão para clarividência.
  19. E de preferência, não fique esperando que alguém te mostre a resposta para a questão "onde me encaixo?". Busque conhecimento. Essa é uma busca pessoal e tem que ser você no comando. Nós podemos te ajudar respondendo perguntas, tirando dúvidas. Se você quiser saber o que uma determinada escola do conhecimento tem em relação à outra, algumas diferenças e semelhanças e etc. Mas podemos apenas ajudar dentro do nosso conhecimento que também é limitado. Comece a pesquisar. Procure pelas informações que o próprio universo vai te ajudar. E sempre que tiver dúvidas mais específicas, pode postar no fórum que tentaremos ajudar mas não podemos trilhar o caminho pra você. Você vai precisar começar por algum lugar. E é sempre válido dizer que este fórum já possui muita informação dentro dos seus inúmeros tópicos. Se você sente atração pelo assunto "viagem astral", que tal começar por aí? Pesquise e veja por você mesmo. Comece lendo o tópico: Se quiser ler relatos de comprovações e experimentos relacionados a viagem astral, veja aqui: E se tiver qualquer dúvida, pode postar que faremos o possível pra ajudar.
  20. É mais fácil você procurar alguém pra te ajudar com isso aqui no plano físico mesmo já que é um problema físico, né? O ideal é procurar a ajuda da medicina tradicional mesmo já que é um problema do corpo físico e, em paralelo a isso, pode-se até buscar ajuda de algum tipo de terapia holística como heiki. Mas pra esse tipo de problema não se deve nunca descartar o tratamento médico tradicional.
  21. É um mantra tibetano. Mas não faço idéia do que significa, letra, etc., já que nem mesmo quem postou no youtube sabe dizer. Apenas por esse motivo eu não usaria. Não acho que represente nada de ruim mas o fato é que não sei o que está sendo cantado. De qualquer forma, prefiro meditar no silêncio pois acredito que seja mais efetivo como meditação de fato.
  22. A tá. O pessoal usa mais o termo "catalepsia projetiva" ou simplesmente catalepsia.
  23. Tem também os Dervixes, também do sufismo, mas de uma outra linha, que ficam rodando:
  24. Eu medito diariamente mas nunca me aconteceu nada assim. De qualquer forma, costumo meditar no silencio e não escutando mantra. Que mantra seria? Você já leu algo sobre ele? Sabe seu objetivo? Não sei se existe algo relacionado no budismo mas apenas a título de curiosidade, existe um tipo de meditação no sufismo em que o pessoa fica girando pra um lado e para o outro:
×
×
  • Create New...