• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Cristaldo

B-Membros
  • Content Count

    201
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    8

Everything posted by Cristaldo

  1. Não acho muito esperto jogar energia em mago negro. Primeiro porque envolve você se dar conta de que ele é um mago negro que é a parte mais difícil do processo. E segundo porque ele alguém habituado ao teu próprio nível energético, e provavelmente ele tem um nível energético até maior que o seu já que está conseguindo te levar na conversa. Vamos lá... Magos negros são pessoas que tendo atingido um alto grau de refinamento técnico sobre a manipulação dos planos sutis, se tornam obcecados por uma ideia ou uma visão de mundo. O mundo está cheio de pessoas obcecadas por idéias e visões de mundo, e as que formam cultos (especialmente os dogmáticos) frequentemente tem por trás algum mago negro que na verdade é o dono da ideia rsrs ao menos nos planos sutis. Magos negros estão por trás de cultos, gangues, e frequentemente de movimentos políticos delirantes. Evite comportamento massificado, evite querer domínio sobre as pessoas (especialmente as ideias delas). Especialmente se você tem um espírito nato de liderança, use ele para servir o maior número de pessoas possível enquanto lidera e não para controlar o maior número de vidas. Seja vigilante dos seus pensamentos e comportamentos. Jamais seja um aderente ferrenho de ideias sectárias. Ser um mago negro, ou estar sobre influência de um, é basicamente sobre isso.
  2. Bom, não falei pra te desanimar, de forma alguma. Sou sempre a favor da experiência, especialmente se você achar que vai ter facilidade com isso, mas só quis te advertir mais sobre a dificuldade da coisa mesmo, para que você não perdesse tempo tentando reinventar a roda. Ou seja, transe sexual é bom pra mediunidade (ingresso de informação), e para projetar formas de pensamento (egresso de informação), tanto é que essas coisas já ocorre de forma descontrolada e é mais uma questão de tomar controle delas. Para projeção astral é mais fácil entrar em alpha do que fazer esse malabarismo. Sobre a trevosidade hehehe... a questão é que o sexo está sempre ligado a algo mais profundo, os seus complexos por exemplo (o seu subconsciente de forma geral), então o que você coloca pra dentro ou para fora durante o transe sexual esteve ou estará ligado a isso. O sexo pode abrir a porta do paraiso, ou...
  3. Sim, é estado alterado de consciência. Mas como qualquer estado de gnosis para se tornar útil você precisa estar no controle dele. No caso do orgasmo eu particularmente não acho útil para projeção astral, ou também bem limitado para controle de sonhos, especialmente se feito sozinho. A projeção funciona melhor em alpha, que não é o tipo de onda que predomina no tipo de gnosis do orgasmo. Nem todo estado é útil para projeção. Mas note que o orgasmo é muito útil para entrada e saída de informação subconsciente... Puxe pela memória, provavelmente vai lembrar de coisas que vieram a tona em algum orgasmo intenso. Bingo! Historicamente na magia, pelo menos, o orgasmo foi mais utilizado com fim de recepção de informação, mediunidade, do que como meio de projeção da consciência. Quem usa orgasmo na projeção é uma galerinha mais trevosa que quer acessar regiões mais densas. Não se trata de umbral porque umbral tem gente. Quando vi esse tipo de técnica era para acesso a zonas bem pouco habitadas por gente (minha teoria é que são internas)... Então nem transcrevo ou indico as técnicas.
  4. Eu não disse que é só aí que acontece, e nem isso vem da minha não preferencia pelo paradigma. Mas pegue Helena Blavatski, Aleister Crowley, Samael Aun Weor, são verdadeiros compiladores de sabedoria (gnose) de conhecimento orientais e ocidentais, eram enciclopédias ambulantes do ocultos (tudo isso antes de internet, computador, e no caso dois primeiros antes até do telefone), verdadeiros mestres no assunto tanto de forma teórica quanto prática, viajaram o mundo inteiro em busca disso e dedicaram a vida inteira na busca espiritual. Mas veja, basta eles falaram sobre reencarnação, e o quanto eles foram em vidas passadas e das suas incriveis memórias e peripécias pra você levantar a sobrancelha, não é verdade ? Pois é, mesmo do alto de toda grandeza espiritual que sem dúvida esses 3 e tantos outros tinham, você olha meio esquisito paras estorinhas deles rs. Não se trata de eu não dar bola para o tema reencarnação, se trata de que é algo pessoal, íntimo e dificil de traduzir para o outro como experiência. Crowley falava que era reencarnação de Cagliostro e Eliphas Levi, mas deixa bem claro que essas impressões são altamente ilusórias em suas instruções para alunos. Bom, se nem ele mesmo acredita na história dele, porque eu devo acreditar nas histórias que os outros contam sobre suas vidas passadas ? Ainda mais quando esse outro é um garoto que nem saiu da casa dos pais ainda. Era essa a perpectiva que queria dar.
  5. Kaly a sigilização embora seja relacionada a magia do caos hoje em dia, não foi criada pelo A.O. Spare. A técnica vem desde 1500 pelo menos já que é relatada no Três Livros de Filosofia Oculta, do Cornelius Agrippa. O que é feito na magia do caos, é basedo nas ténicas do Spare, que retirou a sigilização do contexto astrológico (pois antes de escrivia os sigilos sobre os quadrados mágicos do planeta correspondente ao assunto que se queria tratar) e mesclou com uma técnica de magia sexual do oitavo grau da OTO (ordem que fazia parte). O sujeito era um prodigio tão grande que até bolou uma explicação baseada em Jung para o fenômeno. Então sim, funciona, e não há grande novidade na técnica. PS: Dê uma procura na internet nos quadros do Spare, ele sempre desenhava sigilos no meio. Ele usou a técnicas melhorada de sigilização como um sistema pessoal, além do auto retrato, e da escrita automática... para entrar em contato com seu "eu superior". Ou seja, toda vida mágica dele teve como fundamento essa técnica, caso ainda precise de algum argumento pra dizer que funciona a técnica rs.
  6. Seria ingênuo pensar que seria algo útil, ele não tem idade para ter aprendido algo útil (em termos de esoterismo), mesmo com a afirmação (mentirosa) de ler 500 livros por ano. Não adianta você só absorver conhecimento, se você não tem experiências tanto místicas, quanto de vida. Qualquer autor sério de ocultismo, esoterismo quee produza coisas de conteúdo útil, vai ter vivido uns bons anos, talvez casado, tido filhos possivelmente, ter estudado a área que ele escreve por pelo menos uns 10, 15 anos (o que é pouco ainda considerando o ritmo da nossa vida), porque simplesmente esse é o funcionamento usual das coisas. Mesmo para os prodígios. Bruno quis vender a imagem de que ele é algum prodígio, ou a reencarnação de alguem assim (quantas vezes essa doutrina reencanacionista é usada para afirmar egos frágeis ?), ele justifica a própria inexperiência, frustração sexual e ineptitude social como se fosse algum asceta. Assim caminha a humanidade, velando vícios com palavras virtuosas. Melhor cada um seguir com seu trabalho do que ficar esperando sair guru de algum canto. Dessa macieira aí não vai nascer laranja.
  7. Só repeti, quem fez essa classificação mesmo foi Valentinus, e está na "Cosmovisão Rosa-Cruz" do Max Heindel o que corrobora com a classificação do Valentinus. Samael é aluno Krum-Heller, embora tenha criado uma interpretação própria da coisa se atém a ela. Claro que quando tentamos classificar coisas, principalmente coisas vivas, algumas vezes essas coisas insistem em sair do lugar onde as encaixamos rsrs... Mas o que prende essas escolas na classificação de iniciação psíquica é o método de trabalho sobre o ego, conheço um pouco da FRA e conheço sobre Samael o que você mesmo compilou e dos livros dele e disponibilizou aqui. Embora eles vão além do nível psíquico quando tratam de magia sexual (ou como na meditação que você deu exemplo), que é justamente o retorno a unidade, a forma como eles trabalham todo o resto é distinta da forma do homem pneumático (espiritual). Para eles existe "morte do ego", o que na minha forma de interpretar é um paradoxo aparente que impossibilita o conhecimento completo do ser enquanto esse tenha um corpo físico, e portanto um ego. No pneumático é meio diferente, você "cria um novo ego" e não "mata o ego". Como eu disse, eu vejo a coisa como tendo degraus, você começa em um, e vai até onde ele cruza o limite e se dá conta de que pra dar o próximo passo você precisa abrir mão da concepção e passa para o outro. Não é exatamente como se você soubesse de antemão, e nem significa que um método é melhor que o outro, na verdade Valentinus classificava como tipos de homem, e não tipos de escola como hoje ficou comum dizer. Alias ----CITAÇÕES COM ARROBA COLOCAM SUA POSTAGEM SOB MODERAÇÃO. EVITE USÁ-LAS------Jéssica Souto, esse livro "Cosmovisão Rosa-Cruz" pode te dar uma boa idéia desses planos se você tá gostando do assunto. É um trambolho de livro, mas você pode ir direto as partes que te interessam rs. Se você tá vindo do Kardec, ele vai ser bem digerível também já que segue sendo uma visão cristã. Tem de graça na internet... :D
  8. Estou chegando atrasado então é mais fácil falar. Mas eu suspeitei desde o começo dessa história, pensei que o garoto era esquizofrênico OU que era marketing pra vender livro. Desculpem já levar pro lado "malvado" da coisa, mas não tem nada de bomzinho aí, convenhamos... Ele é muito jovem pra ser portador de qualquer grande revelação espiritual, não é só o fato de ser jovem... mas ele também não demonstra. Mas me questionam "ah mas você não leu os 14 livros dele" rs... é não li, posso estar errado em julgar... MAS o que acontece é que eu já sou um macaco velho, como o Saulo percebeu, e o Sandro também já viu, ninguém aparece do nada com essas coisas. Mesmo que você queira acreditar nessa estória reencarnacionista dele (veja, ele se justifica através dela), a personalidade dele nem formada está ainda pra ele fazer esse processo de rememoração e extrair algo útil disso. Mas vamos aos fatos, ele tem símbolos de Reiki, junto com um círculo de Alquimia. Tudo bem, você pode aprender o que quiser da fonte que quiser, mas na hora de misturar as coisas RITUALISTICAMENTE você tem que saber o que você está misturando, e aquilo alí não se mistura RITUALISTICAMENTE. No meio ocultista isso é conhecido como choque de egregora. Então na melhor da hipóteses ele sofreu isso, se é que foi tão longe. Recentemente saiu também uma notícia de que o amigo dele teria assinado um contrato com ele a respeito da publicação dos livros. O amigo estava detido por falso testemunho, pois ele não falou sobre o contrato que foi autenticado em cartório no dia do sumiço.
  9. Não acho que socialismo tenha nada a ver com valores espirituais, é um regime político que visa concentrar o poder político e econômico no mesmo lugar: o estado. Todos os lugares onde existe liberdade no mundo contemporâneo, ela existe justamente por conta dessa diferença. Veja Antônio Gramsci, era um teórico que defendia não o "estupro evolutivo", mas o marxismo cultural a qualquer preço... dá uma olhada no que existe hoje na América Latina. Vocês vêm capitalismo como satânico e malvado, mas o socialismo vocês fecham os olhos a dominação dele, acho isso um perigo, principalmente para espiritualistas. Mas aqui não é lugar de debate político mesmo hehehe. Concordo em gênero número e grau com meu amigo Sandro no que disse aí: E isso é difícil, porque não basta bons valores espirituais, precisa de manejo intelectual, informação e uma dose de "malandragem" pra não cair no conto das classes mais mentirosas dentre todos os seres humanos: os políticos! (veja bem, se nós vivemos na selva por conta do capitalismo imagine um político, ele vive entre tubarões, pela lógica quanto mais em cima, mais predatórios. Pense nisso!)
  10. Não vou ficar repetindo o que meu amigos já disseram hehehe. Eles estão certos, eu tentei te dar um toque no outro tópico sobre essas diferenças, mas acho que falei de um jeito desnecessariamente complicado. São três níveis de experimentação, e de "aquisição do conhecimento". Um puramente físico/animal onde ainda assim é possível conhecer do espiritual, pois você extrai conhecimentos da interação e observação da natureza e do corpo. O segundo é o psiquico, que é onde as escolas da Gnose (seja do Samael, seja escolas rosa-crucianas como a que o Samael saiu, na verdade são neognosticas), e essas "moderninhas" da Projeciologia atuam, não tem nada de novo nisso apesar da roupagem... os conhecimentos, como foi dito, são obtidos através de habilidades psiquicas, exploração astral (de mundos externos e internos), clarividência, entre outros nomes diferentes que podemos dar para coisas muito semelhantes. E o terceiro nível, que é o espiritual ou pneumático, onde você busca experiência direta nesses planos mais elevados de consciência, como foi dito através da Yoga, Cabala, Tantra (seja hinduista ou budista), que são/contém métodos místicos (existem outros ainda, estou falando do arroz com feijão). As escolas normalmente trabalham com só um dos tipos. Ou com uma mistura dos dois primeiros. Eu acredito fortemente que quando a coisa é progressiva funciona melhor, até porque cada um dos níveis que citei possuem um grau de trabalho diferente sobre o ego, e que EU acho que seria interessante que fosse progressivo. Até porque se o sujeito quer entrar num nível onde ele ainda não dotou de capacidades para entender ele acaba metendo os pés pelas mãos... A cabala tem planos diferentes, já vi gente que entendia os planos como sendo lugares que existem separados, como se fossem níveis do paraíso rsrs.. o rapaz materializou a Jerusalém celestial. Na minha visão esse rapaz não passou legal pelo nível físico de entendimento, ele não entendeu a natureza. Para trabalhar no terceiro nível você precisa abrir mão da literalidade, senão você vai começar a acreditar que a arca de Noé existiu de verdade por exemplo, aí você está andando para trás ao invés de ir para frente. É um nível de experimentação, tanto quanto o nível psiquico, só que as vezes as pessoas se perdem em ficar conversando sobre o trabalho ao invés de fazer o trabalho... e aí fica parecendo que somos teóricos do sexo dos anjos rs. Não é bem assim.
  11. Não concordo. Acho que a direita usa dos mesmos argumentos emocionais, especialmente os conservadores (na sua postagem parece que não existe direita liberal, ela existe, menor mas existe). Conservadores gostam de apontar para bandeiras como descriminalização de drogas, e dizer que é isso que a esquerda quer para sua família. Ou apontar para o aborto, e conseguir apoio dos religiosos. Aborto e descriminalização de drogas são sempre bandeiras de movimentos ligados a esquerda também, e que tem forte apelo emocional. Entende ? Eu não estou defendendo o capitalismo, ou a direita, só defendo que a política no estagio evolutivo que nosso mundo se encontra é sempre motivada por sentimentalismo, e emoções negativas (qliphoticas é melhor paralavra, porque é o oposto de uma manifestação divina como amor, beleza, etc..). Eu conheço os argumentos emocionais da direita, convivo com eles desde a infância. Sem falar que... o socialismo não se sustenta como regime econômico, e retirar regimes socialistas sempre ocorre por razões econômicas, não é que seja armado pelas elites. Implante um regime socialista e em par de anos você tem escassez para todo lado. No quesito econômico socialismo já foi refutado pela escola austríaca. Só que as pessoas insistem em idéias velhas... pelo apego sentimentalista ! É isso que os movimentos QUEREM que você pense, mas na prática quando você olha as autoras e a forma como elas conduzem seus movimentos e suas seguidoras, é justamente o oposto. Elas querem a desconstrução do homem, e elas querem MAIS DIREITOS para as mulheres, não igualdade ou sequer equidade (desculpa para os lados de cá usamos essa palavra não sei se ela está 100% correta em português, me avise se falei besteira). E aí eles usam aqueles argumentos com palavras como opressão, e patriarcado... como se não houvesse também lados onde o homem leva desvantagem na sociedade, mas aí se falar disso você já é um monstro insensível. Pois é, "feminismo é amor", também dizem por aqui rs. Viu o apelo emocional ? Se quisessem me vender alguma coisa assim eu quase teria comprado. Mas se o feminismo é tão bacana espiritualmente, porque todos os coletivos feministas defendem o aborto ? Não defendem só que ele seja legalizado, mas defendem ele como opção válida, como se fosse um método contraceptivo tardio! As únicas feministas que são contra o aborto, são justamente as que você disse que não sabem do que estão falando... e não sabem mesmo! Nem vou entrar na questão de autoras feministas, coincidentemente homossexuais, que praticamente defendem genocídio dos homens rs. Pra não ficar polêmico demais. Esse apelo emocional foi o que a esquerda englobou. Você compra o feminismo e leva de brinde Karl Marx e sua teoria já mais que falída. Você nota essa mudança no panorama político recente ? Antes esquerda e direita era um embate sobre teorias de governo e econômicas, hoje nos lados radicais da direita ou da esquerda isso já é menos importante. "Chê" Guevara, ícone mundial da esquerda, matou em massa homossexuais na ditadura cubana. Não só homossexuais claro, qualquer um que não concordasse já ia pro saco preto rs. Graças a teóricos do marxismo de outros tempos, hoje ele engloba movimentos sociais justamente para ampliar seu espectro de ação. Desculpa Sandro, mas para mim isso é uma coisa dantesca, lavagem cerebral. Não precisa defender ideologia de gênero para "deixar viver" né ? Convenhamos, eu não tenho nada contra o comportamento de ninguém, e JAMAIS iria aceitar que alguem interferisse na liberdade de uma pessoa... Mas eu não preciso aceitar que "gênero" é construção social, e que não tem nada a ver com o que cada um tem entre as pernas. Cada um é livre para viver a vida como quiser, fenômenos psicológicos a parte rs. E cá entre nós francamente né ? Você não é como um pato que foi chocado por uma galinha, e vai pensar que é galinha a vida inteira. Falar que identidade sexual é construção social é pensar assim, tem fatores fisiológicos e hormonais que vão te fazer agir de uma certa forma. Por esses movimentos terem origem em emoções negativas e manifestações qliphoticas, eles querem o oposto do que é divino... querem que os homens sejam emasculados. Eu nunca precisei defender feminismo, nem sair na parada do orgulho gay, para respeitar, aceitar e amar as pessoas. Como você disse, é questão de lucidez. Nada a ver com movimentos sociais financiandos por partidos políticos. Não se trata disso. E sim que no nosso estagio evolutivo atual, nós ainda não alcançamos o sentir e pensar ao mesmo tempo, frequentemente optamos por um ou outro quando já se sabe que são funções simultâneas né... a gente senti-pensa rs. Como te falei política é emocional. O experimento de Aleister Crowley na abadia de thelema, misturava política e espiritualidade, inspirado no livro Gargantua e Pantagruel (alias boa parte de thelema foi inspirada nesse livro) do François Rabelais. Até o facismo chutar Crowley da Itália, sem saber que fazia um grande favor para o resto do mundo. Enfim, o mundo não está preparado para essa mistura ainda, ela vai acontecer espontaneamente na hora certa. Ghandi sabia muito bem que as mudanças são operadas de dentro para fora, e de baixo para cima. Não o inverso. E é também por isso, acredito eu, que como falei na Itália, que foi um dos paises que citei... não desce essa conversa de misturar espiritualidade com política. Claro que religião e política sempre se misturaram... mas a gente sabe que espiritualidade e religião são coisas distintas, um é interno o outro é só um costume social externo rs.
  12. Enfim, não acho que dá mistura espiritualidade com política não. Outra coisa que aí no Brasil (e nos EUA) parece que é regra, essas fraternidades, escolas, ordens, a maioria tem uma doutrinação de esquerda de brinde com os ensinamentos espirituais rs... Na Inglaterra, Itália, e por aqui na Argentina, Paraguay e Chile não vi disso, então vou considerar que é "o resto do mundo" do qual só Brasil e EUA são as exceções, não é esquisito ? No resto do mundo as pessoas não misturam política e espiritualidade, no Brasil e EUA é cheio de comunista querendo te convencer que ser espiritualizado é ser feminista, favorável a ideologia de gênero, odiar o capitalismo... só que isso não tem nada a ver com aceitar e amar as pessoas, são só doutrinas políticas que muitas vezes fazem justamente o oposto. Mas não é esquisito o Brasil se parecer justo com o país que está mais atrasadinho nesse sentido espiritual (EUA) ? *opinião pessoal
  13. O problema de falar de política envolvendo espiritualidade... rs... é que cada um tem suas próprias inclinações políticas! E elas frequentemente são emocionais, quem se declara comunista gosta de xingar os que acham o capitalismo aceitável em vários aspectos. Quem quer o estado inexista não aceita os iludidos pelo comunismo, e os comunistas acham que quem defende anarquia é um monstro cruel que janta criancinhas. A VERDADE... é que a política hoje, e suas ideologias, são todas de origens qliphoticas quer dizer, são manifestações negativas. Tudo é baseado em medo, ou raiva, inveja. Das ideologias de gênero da esquerda, a direita conservadora que passa os "valores" na frente das liberdades individuais, todas são manifestações de energias baixas e qliphoticas. Por isso que feministas (as principais cabeças de movimento, principais autores) são na verdade anti-homem! E aí feminista defende dizendo que não é bem assim que isso é femismo (defende "o movimento"). Já viram feminista de direita ? Já viram organização GLBT ligada a direita ? São instituições, movimentos e coletivos que defendem doutrina política de esquerda e se mascaram através dessas bandeiras supostamente de liberdade. A direita não tá longe, impondo padrões morais porque os valores religiosos deles ou as próprias inibições não os permitem aceitar. O que a direita e a esquerda tem em comum ? Querem te obrigar a pensar igual a eles ! Nesse ponto a esquerda ganha no Brasil, em outros paises a direita. Morei mais de 10 anos no Brasil e conto nos dedos de uma mão os professores de história (da educação básica) que eram de direita que eu conheci, e olha que sobra dedo ainda! Na Argentina é a mesma coisa. Essas doutrinas comunistas fazem sucesso aqui na américa latina, eu acredito que pelo fato de que nós (latinos) somos muito sentimentalistas e o comunismo se alimenta desse sentimentalismo. Mas é uma doutrina tão assassina quanto o facismo, quanto gente já morreu em nome de "revolução" ? Mas os brasileiros sempre enxergam comunismo como "bomzinho", e facismo como se fosse algo muito diferente... mas são encarnações da mesma coisa. Concordo com o que foi dito sobre a diferença de IGUALDADE e EQUIDADE. Mas, do jeito que vocês falam fica parecendo que a esquerda é uma maravilha né... devagar com o andor, esse santo aí é de barro.
  14. É a mesma coisa dita com entendimentos diferentes. Laércio vive na nossa época o entendimento dele de matéria/energia é o contemporâneo, Kardec não teve acesso a esse conhecimento na época dele... Procure sobre dualidade onda-partícula, e o experimento da dupla fenda, tem vários vídeos e explicações na internet. É só uma forma moderna de ver... mas as tradições já diziam isso de outra forma. Olhe para o Kardec como um pesquisador, do contrário você vai perder o melhor dele. Ele não escreveu livros para doutrinar ninguém, ele estava divulgando uma pesquisa que ele fez e que envolvia um método bem científico na medida do que é possível. Vou tentar dar uma ajudada nisso aí rs... O esquema que o Sandro colocou ilustra a árvore da vida em sua parte superior, onde não existe mais separação, e as três esferas são "3 em 1" (qualquer semelhança com santíssima trindade não é mera coincidência), eles formam o plano dos arquétipos. As entidades que habitam aí não tem essa ilusão de separação que faz com que você se enxergue como uma entidade diferente de mim. Eles não tem "corpos", elas sofrem transtorno de dissociação de personalidade (é brincadeirinha! rs). Só que os planos se interpenetram, e alguem muito evoluído, um Cristo, é alguem que tem consciência nesse nível mesmo enquanto encarnado. Cristo usa um corpo, e usa uma personalidade para se manifestar, mas ele vive além delas. Nós acreditamos que somos o corpo físico e a personalidade (hílico), ou quando muito o corpo astral (psiquíco), não nos damos conta e nem conseguimos experimentar a verdade... que é: de fato essa separação não existe. No misticismo ocidental essa experiência de passar a perceber essa ilusão é chamada de Travessia do Abismo. No misticismo oriental pode ter vários nomes diferentes, mas está expressa na doutrina do Advaita Vedanta, por exemplo. Tem que lembrar que os planos são estados, não lugares. Nós existimos em todos esses estados ao mesmo tempo, mas não temos consciência de todos esses estados ao mesmo tempo... a gente as vezes não tem consciência nem da postura, da respiração né... rsrs... como vai ter consciência de uma ilusão que engana todos os seus sentidos, se nem o que você está de fato sentindo você tem consciência ? Você já comeu uma laranja ? Tenta explicar o gosto dela para alguem que nunca comeu laranja, ou que nunca sentiu o gosto cítrico. É a mesma dificuldade que os mestres tem de descrever o estado de consciência (e porque não de graça?) em que eles vivem, para nós pobres mortais. Mas você encontra isso tanto no misticismo oriental quanto no ocidental.
  15. Hmmm, me ajudou a entender um pouco. Bem interessante essa história. Vou pesquisar sobre...
  16. Pois é, também nunca entendi o fato de que se a prática é com base no chi, qual a diferença entre aplicar a distância e aplicar em alguém do seu lado ? Quer dizer, eu sei que existe diferença mas ela é tão somente uma questão de técnica e constatação de certos fatos... a falta de iniciação não pode impedir isso, não é como se te dessem uma chave secreta, é o uso de uma lei natural simples (logo, acessível a qualquer um). Parece mesmo que estão complicando algo simples. É.. a mesma lei natural que desfaz a idéia de espaço pra mandar o reiki a distância, desfaz a idéia de tempo, isso é verdade. Mas acho que eu também estou muito atrasado espiritualmente pra engolir essa de "mandar reiki pro passado" por enquanto KKKKK.
  17. O Sandro trocou de pergunta comigo, muito sabiamente. KKKKK Mas vocês mesmo já deram a resposta, porque já tem conhecimento disso de algum modo. Mas eu vou falar do que experimentei e vi, eu concordo que a iniciação (espiritual) seja uma amplicação permanente da consciência, mas embora permanente ela é obtida de forma gradual. E é onde fazem sentidos os sistemas de graus, você tendo passado por determinadas experiências espirituais um determinado numero de vezes, garante que você vislumbrou aquele grau de consciência e tem autonomia de entrar e sair dele quanto quiser... supoe-se que apartir dai você tem por si só condições de passar a tentar um grau superior. Mas note, que é tarefa sua a manutenção da ampliação obtida anteriormente através de um esforço porque nenhum sistema é capaz de te oferecer um teste pleno, e é aí que os sistemas de graus não fazem sentido. Eu toquei nesse ponto porque sistema iniciáticos completos incluem um modelo do universo. Os rosa-cruzes, tem isso bem organizado de forma mais moderna, acho que na gnose ocorre algo semelhante. Mas pode-se basear na qabalah, ou no sistema chakras (no sentido micro e macro), como bem é comum nas ordens esotéricas. O que quero dizer é que sistemas iniciáticos normalmente incluem algo que mapeia o seu avanço consciencial... associa-se ao modelo do universo, um sistema de graus. O link postado pelo Sandro mostra esse sistema de graus da Gnose (o que inclui uma visão de universo, da qual a visão da consciência é reflexo). O reiki não inclui isso ! No reiki parece ser mais uma questão de avanço da técnica. A iniciação verdadeira logo é impossível de ser tirada, porque ela é composta de um conjunto de experiências pelas quais você passou/provocou (e por isso atingiu um novo estado de consciência)... ninguem pode tirar de você o que você aprendeu de fato. Aí sim se pode fazer paralelo com "constuir corpos", ou com as transmutações de metais alquímica. Por isso ela não é concedida através de símbolos, rituais,... embora esses sejam ferramentas para que a mente acesse a energia, egregora, espíritos... por isso essas coisas são muito úteis, e jamais as chamaria de muletas. Muletas são ferramentas para pessoas com alguma condição de debilidade que não é comum as outras. Símbolos e rituais são justamente o que a maioria precisa pra chegar num determinado ponto, por isso tão úteis. Mas não são garantia de iniciação espiritual, muito menos os graus.
  18. Pelo que entendi sim é isso, por isso comparei com algo que conheço melhor... onde os símbolos são impressos pelos rituais, mas dependem do candidato também. No caso dos rituais os símbolos são impressos na psiquê dele, e com o próprio esforço se imprimem na aura. Com práticas mágicas ainda existe um esforço individual para isso. Não vejo como o reiki seria diferente nesse ponto, mas eu como disse do reiki tenho uma noção bem básica, mas até onde vi julgo ser um mecanismo bem semelhante. Como as iniciações ocidentais. É não discordo, é uma conjunção de fatores, mas acredito que de dentro para fora. Sendo o esforço inicial interno o desencadeador daquela influência externa. Pra água fluir tem que abrir um caminho primeiro rs. Acho que o a gente externo existe, mas de forma tão variada e particular que não vejo onde generalizar. Isso é o mais legal alias, a parte do "mesmo que você não saiba"... o operador da iniciação não precisa saber muito bem o que está fazendo, seja ele um iniciador externo encarnado, seja ele o "autoiniciando", desde que ele esteja seguindo instruções corretas e tenha a perícia mínima necessária para isso. O entendimento do mecanismo pelo qual se foi iniciado, acredito, vem com o tempo e vivência naquela corrente. Talvez só um mestre reiki com uma vivência boa pra dizer exatamente como funciona, porque ele está dentro do paradigma, eu extrapolei um paradigma que conheço que é de magia porque vi uma semelhança,
  19. Eu adoro essa pergunta. Sandro deu a letra uma linguagem bem espiritualista, e está muito correta, masss eu acho que os espiritualistas tem certas dificuldades pra entender ou pra explicar certos pontos do que é iniciação (eu imagino que muito debate sobre implantes vem daí), o que eu vou dizer serve pro Reike, mas serve pra QUASE qualquer coisa iniciática, vou explicar a exceções no final. "Toda iniciação é auto iniciação", é uma frase que já virou até lugar comum no ocultismo. Isso quer dizer que não adianta passar por ritual nenhum, se você não se coloca na direção de canalizar o fluxo energético/astral (deve ter uma palavra pra isso na consciênciologia :P)... nada acontece. Quer dizer, você só pode atrair força pra você e permitir que ela se expresse através de você, se você possuir força (e no sentido iniciático, força aqui geralmente é força de vontade mesmo!). Porque se iniciar em algo, exige normalmente um exercício de força de vontade, de mudança, de busca sincera, e é por isso que quem é preguiçoso só atrai gente picareta no que diz respeito a iniciação. A iniciação no ocidente ela ocorre de forma diferente do oriente, e o Reiki (no pouco que entendo) parece ter passado por esse processo em sua ocidentalização. Você pode sim atrair para si qualquer corrente espiritual que deseje, e por meio do seu esforço em obter as virtudes relacionadas a aquela corrente se iniciar nela, desde que também tenha acesso a informações e símbolos dos processos ali realizados. No caso do reiki... pelo que entendi o objetivo dele é a um trabalho de transmutação de energias para cura e prosperidade, me corrijam se eu estiver errado. E aí o primeiro passo de quem quer canalizar isso, seja por meio de uma iniciação com um mestre reiki do modo convencional, e principalmente se quer fazer isso sozinho... é se alinhar com o propósito de transmutação/cura, interno (principalmente) e externo. Esse tipo de iniciação trabalha no nível emocional e intelectual, logo precisa também ter conhecimento dos símbolos e ensinamentos. Falando parece até fácil, mas e aí, dá pra fazer sozinha logo de cara ? A iniciação é um trabalho de conexão com a egregora. Ninguém é capaz de te iniciar, seja encarnado, ou desencarnado. Mas uma vez firmado o contato com essa egregora, você é capaz sim de receber influências dos planos superiores, isso pode acontecer antes (infrequente, mas longe de impossível), durante, ou depois (frequentemente) da iniciação no físico. Por isso no ocidente a iniciação é uma coisa meio impressionante, teatral: o ritual maçônico mais comum o candidato vai retirar as roupas, ficar preso num ambiente com simbolos estranhos, e por fim vai jurar pela vida dele... isso tudo é simbólico e trabalha num nível intelectual e emocional, ao conhecer esse símbolos (o que frequentemente o candidato está mais inclinado a estudar DEPOIS do ritual). Por isso existem ritos maçònicos "irregulares", eles atraem a mesma corrente espiritual que os regulares... rs olha a polêmica!... autoridade espiritual não é concedida por nenhum pedaço de papel, nenhuma organização civíl do plano físico, ela emana das esferas superiores e ninguém no físico jamais vai ter poder pra restringir isso. Mas eles tentam, por isso tem alguns segredos sobre símbolos, sem entender o simbolo, sem a prática espiritual, e sem a ajuda dos mestres dos planos superiores, aí complica. MAS ela é um processo interno, não externo. Ou talvez seja melhor dizer, de dentro pra fora ! Se você souber se alinhar a corrente internamente, ela vem até você, mas isso não é um processo simples por isso é bom contar com ajuda... é mais facil alguem encarnado rs. Uma vez feito esse contato, tudo transcorre mais fácil, você vai ser naturalmente atraída ao conhecimento e as energia que quer acessar. (claro, sempre com aquele cuidadinho com as pessoas) O que mais uma vez coloca em vantagem quem tem um outro amiguinho ajudando, ele é MAIS UM meio (talvez mais sutíl que você) para aquela força se manifestar. Sem me estender muito mais, existe iniciação por meio emocional e instintivo, diferente aqui do intelectual. Nem vale a pena extender muito nesse, porque você precisa de "guru" pra ele, e essa talvez seja a exceção, pois o "guru" vai te iniciar na egregora, mas ELE vai fazer o trabalho de abrir sua percepção e a PROXIMIDADE dele vai manter isso... porque ele é um "iluminado"... e aí cabe ao aluno desenvolver a independência dele. Esse tipo de iniciação não depende de símbolos. E não é comum no ocidente, não conheço nenhum guru. Mas acontece fora do oriente também, Carlos Castaneda e Dom Juan são um exemplo disso, Dom Juan é um "guru" ele fica naquela vibe de responder tudo, e o Castaneda naquela chatice de perguntar cada detalhe... Mas a iniciação dele não se passa nisso, se passa nas "brujerias" que o índio faz (emocional), e nas visões as quais ele o induz (instintivo), e ainda arrisco dizer que o guru de verdade não é o indio e sim o espírito da planta. E ai está a ilusão de alguns que acham que simplesmente usando as plantas vão ter algum tipo de iniciação, não vai rolar. Você precisa encontrar o guru! (e essas são as exceções de que falei) E se depois de tuda essa minha verborragia... você ainda se questionar se não deve se inciar no reiki com alguem e sim sozinha... pense nos reais motivos pelos quais está fazendo isso, se não forem limitações auto impostas (preço, distância, entra na categoria de auto imposto muitas vezes... porque é desculpa pra não se planejar! rs), e se você tiver uma motivação sincera vai encontrar o que precisa MESMO "SOZINHA". Só pra esclarecer, a diferença de visão do místico é essa (lembrando que misticismo significa contato com o divino, olhem no dicionário!)... você interpreta os acontecimentos como tratos entre Deus e sua alma (depois de chegar a certas conclusões)... é o universo trazendo pra você aquilo que você tem dentro. Então iniciação pra "pegar" depende do que você traz dentro de você. Sem desmerecer a visão espiritualista que vai atribuir isso a desencarnados humanos, "equipamentos", "amuletos", são pontos de vista e percepções distintas sobre um mesmo fato. Quem só conhece esferas, quando ver um cubo vai dizer que é uma esfera meio diferente.
  20. Sua resposta está aí! Você tem rememoração, e até consegue momentos de alguma lucidez, mas não alcança um nível de lucidez suficientemente alto OU perde a concentração. Algo como "caramba, isso é muito estranho, eu só posso estar sonhando... 1, 2, 3... olha se não é o Fulano ali do outro lado da rua, mas como ele tá gordo" rsrsrs. MAS você já está num ponto legal, você tem memórias dos seus sonhos, eu SEMPRE aconselho anotar porque te permite lembrar de mais detalhes, e te permite voltar num sonho que você teve dias atrás, ou notar certos padrões que se depender só da sua memória pode demorar a notar, ou sequer vir a notar. E aí entra, porque é tão importante os "testes de realidade" que eu falei ? Porque eles te acostumam a além de prestar atenção em coisas estranhas, quando essas coisas acontecerem você vai ter um hábito relacionado a isso (que criou repetindo durante o seu dia desperto).. e por isso que o teste tem que durar, para que você por várias vezes seguidas se perceba sonhando e mantenha o foco naquilo. Esses fenômenos da consciência, são interessantes, porque não basta que você perceba que está sonhando, mas mantenha a capacidade de "observar" os seus pensamentos sem estar sempre seguindo eles, e isso é faz parte do que chamei de estar presente na ação. Nossa mente tem o vício de pensar, e nós encadeamos um pensamentos atrás do outro conectando assuntos numa tagarelice interna sem fim ! Uma forma de lutar contra essa tagarelice que te faz perder a lucidez nos sonhos é ter os teste como hábito, e que seus testes durem um tempo razoável onde você se observa e se questiona sem se deviar, sem se deixar distrair. Claro que... práticas dos oito membros da yoga vão te ajudar a regular essas funções da mente aí. Mas primeiro as coisas primárias... incorpore os testes de realidade no dia a dia. Essa é a resposta ! Mesmo quando se toma consciência completa durante o sonho (ou em projeção) e se aproveita por um tempo dessa lucidez, você corre o risco de perder a lucidez por distração, ou por conta dos seus pensamentos, paixões, isso é fruto de uma mente destreinada. Mas dá pra treinar, até falei como.
  21. Sobre livros, eu queria recomendar mais de um, mas eu simplesmente não encontrei aqui o livro que eu queria indicar, vou indicar um que eu não gosto tanto por conta do título deles que é bem enganador rs... se chama "Sonhos lúcidos em 30 dias" de Keith Haray, mas você difícilmente vai realmente conseguir um resultado legal em 30 dias. Na minha opinião 30 dias é o prazo pra você começar a se lembrar dos sonhos. Mas no livro tem dicas base pra ter sonhos lúcidos, mas eu vou passar aqui o geral, e vocês vão ver que não há nada de novo sobre a terra. Mnemônica é a chave aqui, porque veja bem, o problema não é o fato de que nós não temos consciência durante os sonhos. O prolema é que nós também estamos "dormindo" no nosso tempo acordados. Você deve criar o hábito de fazer "testes de realidade" tantas vezes quanto possível durante o dia (vou explicar o que são esses testes mais a frente). Pra isso você pode usar alarmes no relógio ou celular pra te lembrar de fazer os testes (inclusive já vi que existem apps pra conhos lúcidos que tem essa como função principal, no fim a coisa é simples). OU o que é mais difícil a princípio mas que funciona muito bem porque vira um hábito mais facilmente, é você agregar o teste de realidade a algo que você vê, ou a algum hábito seu, é o que eu chamo de gatilho. "Toda vez que eu tomar água", "toda vez que eu passar por uma porta", "toda vez que eu olhar o meu celular", eu farei um teste de realidade... isso é um gatilho consciencial, através de um hábito comum. Note que é mais fácil fazer com alarmes, do que com gatilhos, como eu disse. Mas é legal tentar fazer as duas coisas, porque o que se deve é agregar os testes de realidade durante o seu dia. E o fato deles não estarem agregados significa que não estamos conscientes, de modo geral. Esse é o motivo de acontecerem coisas extraordinárias nos sonhos e não nos darmos conta de que é um sonho. Os tais "testes de realidade" que falei são algumas verificações que podemos fazer pois os nossos sonhos tem alguns "bugs" em relação a realidade diária e podemos usar isso a nosso favor para perceber que estamos sonhando. A idéia principal aqui é CRIAR UM ESTADO DE QUESTIONAMENTO DA REALIDADE que começa com uma pergunta simples e sincera a si mesmo "eu estou sonhando agora ?". Ao fazer a pergunta olhe a sua volta, pense onde você está e como chegou até ali (normalmente num sonho você não vai conseguir se lembrar como se lembra quando acordado), conte a si mesmo a história do seu dia até aquele ponto: "eu acordei, tomei um café comendo pão com manteiga e uma maça, assisti o jornal, sai de casa, falei com o porteiro, peguei o onibus/carro/moto/bicileta (...)". É difícil em um sonho que você não se perca nesse processo, mas tudo isso vem com a prática, e a prática vem do estado de acordado, ao longo de dias. Outros testes de realidade incluem tentar ler letras pequenas (como de um livro), leia, e olhe pra outro lugar, pense no que leu, e volte ao mesmo lugar, leia de novo. Frequentemente em um sonho as letras mudam de lugar, muda o que está escrito, ou ainda, fica tudo em branco! Se você tem o hábito de usar relógio, especialmente digital, vai acontecer o mesmo com ele. Regular a luz do ambiente também não é possível, busque um interruptor, acenda e apague, a luz continua a mesma! Esses são os principais que lembrei, eu aconselho a manter esse estado de questionamento porque frequentemente você precisa fazer mais de um teste pra se convencer, e você pode obter resultados parciais que te deixam em duvida, então quanto mais se questionar melhor. E aí quando tiver "quase certeza" que é um sonho, pode tentar coisas mais ousadas como dar pulos cada vez mais altos, o fato é que você vai juntar evidências de que está em sonho. Tem outros técnicas mais complicadas, inclusive de indução a partir do estado acordado, mas eu acho melhor manter a coisa simples por aqui. Porque imagino que já causou certo estranhamento por talvez poder parecer que é difícil, alguem pode dizer "mas eu nem lembro dos meus sonhos"... Aí volta na primeira resposta que dei aqui no tópico, e notem que há um encadeamento funcional na coisa. 1) Aumentar as memórias de sonhos (cuidando do sono, e com um diário de sonhos e afirmação). Pois aumentando a memória aumenta o reconhecimento de padrões diferentes de consciência, e melhora a própria consciência nesses estados. 2) Mnemônica. Pois aumenta os gatilhos pra um estado de consciência ativo, não sentido de rato fugindo do gato que temos no dia-a-dia stressante rs, mas no sentido de estar presente nas suas ações diárias. Pra que num sonho esteja presente. 3) Teste de realidade. Estando presente na sua ação (e isso é um tipo de yoga), você precisa apenas questionar aquilo que sua mente te apresenta. Bem, acho que falei o mais importante.
  22. Na verdade existem sim técnicas. Mas de modo semelhante a projeção astral elas funcionam melhor quando você saca o mecanismo por trás das técnicas reparando o que elas tem de comum. Existem inclusive também semelhança com técnicas projetivas diretas que no caso do sonho lúcido chamam de indução. E tem técnicas indiretas, que no caso do sonho lúcido eu chamo de gatilhos. Mas o primeiro passo é você se organizar pra dormir (todo dia na mesma hora), usar de afirmação da vontade antes de deitar "agora irei dormir, estarei consciente e me lembrarei de todos os meus sonhos", e por fim acordar e permanecer imóvel por alguns minutos tentando se lembrar do sonho e em seguida já anote o que lembrou. Faça isso todos os dias. Após um mês você vai notar melhora sensível na rememoração. Vai perceber que tem por volta de 5 sonhos por noite. Depois desse ponto (os primeiros 30 dias) é que vai partir pro uso de técnicas. É alias um caminho fantástico não só pelo fato de se conseguir patir em projeção dai, mas porque o sonho lucido em si é útil, alem do fato de que o sonho é uma linguagem subconsciente... Vale a pena prestar atenção no que os simbolos te dizem. Não estou em casa hoje, estou pelo celular, mas amanhã posto pra você pelo menos um nome de livro sobre o tema e comento uma ou duas técnicas. Se eu esquecer pode mandar inbox puxando minha orelha.
  23. Agora eu vou esclarecer um ponto que quem me conhece daqui já me viu fortemente debater, e agora talvez entenda porque. Alias, esse tópico tem respostas muito legais. A questão é que VOCÊ realmente só possui uma única chance ! (Ahhhh lá vem você negar a reencarnação né Cristaldo ? Você é muito chato!) Mas dessa vez não vou! rs Pensa o seguinte, você constitui um ego para encarnar, e após a encarnação esse ego (que é a única coisa com a qual você se identifica em vida) vai se decompor (tem filosofia que diz que demora, tem filosofia que diz que não, não faz diferença no fim das contas). E quando eu digo o seu ego, eu digo suas memórias dessa vida (ou por acaso você se lembra de outra agora?), seus gostos, suas paixões, opiniões, profissão, seus vários anos de estudo... tudo isso, morre! A maioria das pessoas só se identifica com isso, e todas essas pessoas vão morrer, e nunca mais voltarão a viver. Elas não terão outra chance. Na hipótese de reencarnar, vai nascer outro ego. Pra ter sequer a oportunidade de "tentar denovo", você precisa ter chegado a um patamar de consciência onde você saiu do nível de "umbral" (ou qliphoth). Se a sua vida é como um mar (emocionalmente, financeiramente, psicologicamente) e um dia você tá na crista da onda, no outro você desceu e a onda te engoliu, e aí depois sobe, desce, sobe, desce... Você vive nesse nível de consciência. A única saída desse nível de consciência é perceber que você está num barco, escolher uma direção, e levantar a vela... uma hora você vai chegar em terra firme. Antes de chegar em terra firme, você não tem escapatória, uma hora o céu vai escurer (morte) vai ter uma tempestade e vai levar você com barquinho e tudo, e game over. Mas isso é chegar num patar mínimo de consciência que te permite sua própria vida espiritual nas mãos, reconhecendo que você não é o ego e lutando pra tirar ele do controle da sua vida. Realmente dar um "salto consciêncial" numa única vida requer primeiro ter chegado nessa terra firme que eu falei, depois disso você precisa de um método, um sistema, um caminho. Como bem falou o Sandro aí, a diferença entre ter uma filosofia e gostar de ler uns livros sobre espiritualidade, e SEGUIR UM CAMINHO é essa. Isso envolve muito mais práticas do que teorias (embora sempre haja algum embasamento teórico por trás de tudo). E as práticas variam de acordo com o caminho espiritual, e levam a lugares diferentes, mas o ponto em comum é sempre a IDENTIFICAçãO com aquilo que você realmente é, e o "destronamento" do ego. Evolução espiritual não tem nada a ver com passar por pobreza, dor, sofrimento, e sacrifício. E muitas filosofias, pessoas, religiões vão viver uma vida inteira e não vai conseguir assimilar isso. A existência (como ego) é sofrimento, disse o buddah. Pense comigo, porque é tão humilhante na nossa sociedade quando uma pessoa era "rica" e perde todas as suas posses ? Ou, porque é tão humilhante quando a pessoa descobre que estava sendo traída no casamento ? Porque é tão humilhante não ter o que comer ou o que vestir ? Porque as pessoas vão pensar mal de vocês, você vai ser motivo de piada, você não tem coisas legais rs... é a identificação que torna tudo tão insuportavelmente doloroso. A verdade é que esse sofrimento sequer existe num nível de consciência superior, é a pessoa que está num nível abissal de consciência. Todo esse sofrimento, essa dor, são bençãos que o Eu Superior, O Pai, envia pra você do plano superior (atziluth). São projetados justamente pra te aproximar da sua consciência... você perde tudo, é coneado, não tem o que vesti... mas não é porque o mundo é injusto e deus é cruel, é porque existe uma parte de você mesmo (que alguns vão chamar de deus) que quer te mostrar que você não é nenhuma dessas coisas. E esse sofrimento só server pra isso !!! Uma vez que você vá entendendo cada uma dessas bençãos, você não vai ver sofrimento nenhum. Ao contrario, existência passa a ser pura alegria e prazer. ------------------------------ Existem vários sistemas (e toda religião verdadeira também constitui um sistema) que apresentam formulas (algumas mágicas :P) pra evoluir. Só que você está preocupado com algo que não deveria estar. E essa é minha "birra" com o pessoal falar tanto de reencarnação aqui e em outros lugares, vou explicar com uma história. Eu faço parte de um desses "sistemas" pra acelerar a evolução (colocando nos termos que você mesmo falou). E nele tem um irmãozinho mais velho que me ajuda a passar por coisas que ele já passou. E certa vez eu questionei ele algo como "Quanto tempo demora para eu chegar até o nível "X" ? Eu fiz as contas aqui chefia, mas alguns graus não tem o limite mínimo de meses/anos". Hehehe, primeiro repare na arrogância do sujeito achar que iria levar o tempo mínimo em tudo, e segundo na tonteira de querer estabelecer um tempo pra atingir níveis de consciência melhores. A resposta foi curta e grossa "Ao invés de pensar nisso, se concentra no seu trabalho. O tempo depende de você pensar menos em quanto tempo você vai gastar". Eu não gostei da resposta, fiquei bem chateado na verdade, pra dizer o mínimo. Mas um ano depois eu acho que ja tinha entendido, porque passei a me concentrar exclusivamente nas minhas "tarefas", e viver todo o restante da vida apenas para "sustentar" essa vida espiritual. No meu caminho isso se chama dedicação a Grande Obra. O único motivo de eu trabalhar, comer, fazer exercícios, descansar/dormir, é para que eu possa dar condições ao corpo de realizar a Grande Obra. Essa é a dedicação que o Sandro também comentou lindamente ai em cima. "Ahhhh mas isso é radicalismo!! A vida não precisa ser assim!" - "Nois nasceu pa ser filizzz" rsrs Lamento, mas não vejo felicidade nenhuma em viver pro ego, ter o trabalho e relacionamentos como o centro da minha vida... porque em ultimo grau, eu vou aposentar e todo mundo vai morrer. (Pra ser sucinto rs) Não entendam que eu estou aqui bancando o bonitão. Eu sou cheio de defeitos, problemas, e "sofro", como todo mundo, mas eu sei que tem algo que me difere do resto que é meu estado de vida e de consciência, é interno. Então, eu sugiro fortemente que esqueçam esse negócio de reencarnação (no sentido de ficar pensando nisso pra justificar coisas e colocar objetivos em cima disso)... nunca vi ninguém melhorar em nada por acreditar ou não acreditar em algo, isso inclui deus, encarnação, jesus, maomé... A única coisa que vejo melhorar as pessoas é o trabalho interno constante de lapidação da pedra bruta. Então ao invés de olhar pra cima e ficar medindo quanto falta pra chegar, ou como chegar lá em cima, se concentra em trabalhar dentro do sistema que tenha escolhido pra você (e escolha de preferência um sistema que tenha um método claro, ou seja, que existe um sistema! rs).
  24. É "plasmagem", como chamam por aqui... Quer dizer, é o que sua mente está habituada, se o caso é de você estar fazendo técnicas direta de saída é provável que se veja com a roupa que estiver usando porque você se colocou numa postura consciente de tudo. Agora, quando você sonha, normalmente você não sonha com o pijama né? rs... Você saiu de uma forma bem menos consciente e normalmente aparece com uma roupa que sua mente está habituada (quando se repara nisso no sonho inconsciente né). Suponhamos... que você vestisse sempre roupa da mesma cor, tipo o Moisés Esagui que só usa preto kkk... mas é sem dúvida que ele vai andar de camisa preta pelo astral também, caso ele não escolha controlar isso. E como se controla isso ? Antes do exercício de saída direta, é mais comum você "criar" um duplo (então ele vai estar vestido com as roupas que você imaginar) e aí você "transfere a consciência" pra esse duplo. O trabalho em ordens normalmente pede que se projete com o robe da respectiva ordem, então normalmente ver alguem com robe e paramentos no astral a princípio seria algum iniciado... MAS... não dá pra confiar em tudo que vê não rs.
  25. albaman, é sim, o que temos mais afinidade. Mas em termos de escola esotérica cristãos, judeus e muçulmanos tem muito em comum sim (na verdade há até uma progressão). Como eu disse, no astral a coisa é menos segregada que no físico... não leve pra esse lado não, os mestres querem unir, não segregar as pessoas. E você nem precisa ir no astral pra confirmar o que estou te falando, estude kabbalah judaica, o rosa-crucianismo e o sufismo, mas com a mente e o coração aberto, e depois me diz se as coisas não formam um certo encadeamento e dialogam. Diferente do budismo que não que não dialogue, nem que seja melhor ou pior, mas são fórmulas diferentes... então formam escolas de esotéricas diferentes. Quando eu falo que tem separação, não é por religião... é pelo que chamei aqui de fórmulas. A pessoa "cristã" que está preocupada em ficar separada de um irmão que ela não entende mas que está no mesmo caminho que ela... bem, me desculpa, mas essa pessoa não vai pra templo de sabedoria nenhum não kkkk... vai lá é pro jardim de infância do astral pra explicarem pra ele que "não pode brigar com o coleguinha" (na melhor das hipóteses!) Cintia Fly, eu em acordo com o que disse o Sandro Fabres nesse ponto aí sim. São ambientes diferentes, a depender do tipo de trabalho espiritual que cada um desenvolve aqui (e fatalmente as correntes astrais as quais está ligado). Sempre que vi pessoas relatarem ambientes como cara de "sala de aula" eram pessoas ligadas a trabalhos de cura, de projeção astral (o ensinar), as vezes questões que eu chamaria de doutrinarias, então eu consigo enxergar uma relação entre essas correntes astrais.